O uso e significado da palavra “Deus” (Elohim) nas Escrituras Sagradas

 

Há um assunto que achei necessário postar em vista da desinformação causada por muitos chamados apologistas e teólogos que tem mais confundido do que ajudado na pesquisa da palavra de Deus.

O uso e significado da palavra “Deus” conforme usada nas Escrituras Sagradas. Gostaria de repetir o que postei na página sobre o MONOTEÍSMO JUDAICO a fim de exclarecer alguns pontos importantes.

Esta matéria explica de modo claro e sem rodeios que ELOHIM não é como dizem muitos , um dos “nomes de Deus”. Nada disso! Na verdade como verá abaixo ELOHIM (em Hebraico) é equivalente a palavra Deus ou deus, em português. E não se refere apenas ao Ser Supremo. Ou seja, não é especifica mas assume um caráter de um substantivo comum na Bíblia.

(Obs.: Elohim em hebraico é o equivalente de THEÓS em grego. Tenha em mente que o V.T foi escrito em hebraico e o N.T foi escrito em grego.)

Os Judeus acreditavam que existiam vários deuses legítimos

Os Judeus ou Israelitas  foram o povo pactuado de Jeová (IHVH) e como tal reconheciam que o termo “Deus/ deus” não era uma palavra específica para designar o Deus Todo Poderoso. Por exemplo, Moises foi chamado de “Deus/deus” em Exodo 7:1. (Clique para ler em outra janela)

moisés_arão

Quem chamou Moisés de “Elohim” (Deus) ???

Como podemos ver no texto, foi o próprio Jeová Deus que considerou Moisés um deus. Não foi do ponto de vista de  Faraó ou outros, mas o próprio Deus todo Poderoso o tornou “poderoso” em ações e palavras, o que fez dele “um deus”.

Devido a posição e poderes a ele delegados pelo Deus Todo Poderoso, Moisés foi considerado um “Deus/deus”. É bom relembrar que este detalhe de mencionarmos a palavra “Deus” com letras maiúsculas ou minúsculas é irrelevante para a nossa avaliação do ponto de vista filológico visto que em hebraico antigo e grego koine não se fazia diferenciação entre letras maiúsculas ou minúsculas. Portanto, se Moisés foi chamado de “Deus” em hebraico em Êxodo 7:1 isso implicava que ele possuía poderes ao seu dispor que o colocava em posição elevada em relação a seus contemporâneos.

Deus disse a Moisés neste verso: “Vê, eu te fiz Deus (Elohim: אֱלֹהִים) para Faraó, ao passo que Arão teu irmão te servirá de profeta

A Tradução New American Standard Bible verteu essa passagem da seguinte maneira:

Vede, eu te faço Deus para Faraó, e teu irmão Arão será teu profeta

Por receber poder Divino e autoridade de Jeová (IHVH), Moisés foi chamado de “Deus” (hebraico: Elohim).”

Muitos teólogos e apologistas modernos negam a existência de outros chamados “deuses”. Observe outro erro grave dos pastores e teólogos neste artigo!

deuses

Ou dizem que tais “deuses” só podem ser “deuses falsos” uma vez que a Bíblia diz que existe apenas um “único Deus Verdadeiro”. Contudo, os primitivos judeus usavam a palavra “Deus” (Hebraico: Elohim ; Grego : THEÓS) para se referirem a  tudo o que possui poder ou exerce poder sobre outros ou alguma criatura com poderes concedidos por Jeová, o Ser Supremo, identificado nas Escrituras pelo tetragrama (IHVH). Os Judeus não viam nisso uma contradição. As passagens que cito aqui neste artigo possuem declarações explícitas, onde certos deuses são considerados deuses legítimos devido ao poder concedido pelo Deus Todo Poderoso.

Jesus ao chamar seu pai de “o Único Deus verdadeiro” não estava  excluindo totalmente outros de serem considerados “deuses” legítimos. Temos que tomar cuidado e evitar formar teologia a partir de uma declaração que não seja globalmente bíblica. Ou seja que não seja baseada em “Toda a Escritura”. Por exemplo, os Fariseus disseram, numa discussão com Cristo, que “temos um só pai, Deus” (João 8:41). Pouco antes haviam falado que  “Nosso pai é Abraão.”( João 8:39). Significa que declarações exclusivas nem sempre são literalmente assim. Se considerarmos as palavras ao pé da letra chegaremos a conclusão de que Abraão era Deus e que Deus era Abraão, visto que os Fariseus chamaram a ambos de “pai”. E pior ainda, disseram que não tinham nenhum outro pai a não ser Deus. De modo similar, Jesus ao dizer que seu pai é o ” Único Deus Verdadeiro” não estava dizendo que todos os outros eram deuses falsos e sim enfatizando que seu pai é o Deus Supremo em relação a outros que podem ser assim chamados. De fato observe que 1 Coríntions 8:5,6 afirma que “há muitos deuses”, daí o texto diz: “quer no ceús quer na terra”… Em harmonia com isso o Salmo 8:5 chama os anjos poderosos de “Deuses” ao usar a palavra hebraica ELOHIM. (Obs.: muitas versões usam a palavra “Deus” ou “deuses”, no hebraico ocorre a palavra ELOHIM , se alguma versão optou por verter “anjos” ela está parafraseando igual fez a LXX citada por Paulo)

Elohim (deus, deuses) é definido como sendo :

I. Deus, deus, deuses
II. governantes, juizes, anjos
III. Pl. intensivodeus, deusa

http://www.biblicalheritage.org/Linguistic/HL/1-A/-elohiym.htm

Palavra: ELOHIM Segundo a definição do respeitado Brown Driver Briggs Léxico Hebraico -Inglês :

  • a. governantes, juizes, quer como representantes divinos em lugares sagrados ou como refletindo majestade divina e poder.
  • b. divinos, seres humanos  poderosos, incluindo Deus e anjos.
  • c. anjos;

O Salmo 82:1 se refere a Juízes humanos e os chama de “deuses”. Lemos que o Deus Todo Poderoso

“preside na grande assembléia e julga entre os deuses…”

Salmo 82:6 prossegue na mesma linha…

“Vós sois deuses e todos vós sois filhos do Altíssimo”

Estes e outros inúmeros textos evidenciam que a palavra hebraica “Elohim” “Deus” ou “deuses” é aplicada pelos Judeus primitivos tanto em escritos da Bíblia Sagrada como também em escritos extra bíblicos como se referindo a deidades secundárias sem que isso comprometesse o monoteísmo judaico.

A Concordância Analítica de Young da Bíblia, Eerdmans , 1978 Reprint , ” Dicas e ajuda a Interpretação da Bíblia”  explica sobre a palavra Deus:

“65 Deus – . É  usado referente a  qualquer um ( professadamente ) PODEROSO , sendo verdadeiro ou não , e é aplicada não somente ao verdadeiro Deus , mas aos falsos deuses , magistrados , juízes , anjos , profetas, etc , por exemplo – Ex. . 7:1 , 15:11 , 21:6 , 22:08 , 9; … Sal 8:5 ; . 45:6 , 82:1 , 6; 97:7 , 9 … João 1:1 , 10:33 , 34, 35 ; 20:28 …. “

A Bíblia trinitária de Estudo NIV Study Bible , Zondervan , 1985 diz-nos :

” Na linguagem do AT … governantes e juízes, como agentes do Rei celestial ,podem receber o título honorífico de” Deus ” … ou ser chamado de ‘ filho de Deus ‘ . “ – Nota de Sal. 82:1 E , na nota de Salmo. 45:6 , o mesmo estudo da Bíblia nos diz : “Neste salmo, que elogia o Rei[ israelita ] … , não é impensável que ele seja chamado de ” deus ” como um título de honra (cf. Is 9. : 6) “.

O Novo Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento , Zondervan , 1986 , diz-nos :

” A razão pela qual os juízes são chamados de ” deuses “no  Salmo 82 . É que eles têm o cargo de administração do juízo de Deus como ” filhos do Altíssimo . ” No contexto do Salmo. Os homens em questão não conseguiram fazer isso .. .. por outro lado , Jesus cumpriu o papel de um verdadeiro juiz como um “deus” e ” filho do Altíssimo . “ - Vol . 3 , p . 187.

O uso da palavra Theós em grego sendo o equivalente de Elohim por parte dos escritores do chamado Novo Testamento reflete o mesmo conceito judaico.

Em João 1:1; 20:28 e hebreus 1:8

Ao lermos o Salmo 8:5 na LXX (Septuaginta, uma versão do V.T traduzida para o Grego) veremos que esta verteu a palavra hebraica ELOHIM (Deus,deuses) por ANGELOS ou anjos.

ἠλάττωσας αὐτὸν βραχύ τι παρ’ ἀγγέλους δόξῃ καὶ τιμῇ ἐστεφάνωσας αὐτόν (siga o link se desejar!)

Poderá consultar a Concordânica Exaustiva de Strong e ver por sí mesmo que a palavra ELOHIM que aparece neste versículo é aplicada a magistrados, anjos, e outros além do Deus Todo Poderoso Jeová. De fato, o nome Jeová identifica o ser Supremo e Aquele que é chamado de “O Único Deus Verdadeiro” em João 17:3.

É evidente que visto que Jesus usou a expressão “Único Deus Verdadeiro” não exclue outros de serem chamados de Elohim ou deus. Temos que tomar cuidado com isolar textos bíblicos a fim de formar opinião teológica. Ademais há na bíblia declarações que indicam que exclusões nem sempre devem ser tomadas ao pé da letra.

Como vimos acima na discussão com os  Fariseus registrada em João 8: 39 Jesus ouviu os líderes religiosos dizerem:

Nosso pai é Abraão.”

Poucos versículos depois ( v.41)  os mesmos Fariseus disseram:

“Não nascemos de fornicação; temos um só Pai, Deus.”

Portanto eles disseram que tinham somente um pai. Isso excluía Abraão de ser chamado de “Pai” por estes ? Não! De modo similar, Jesus chama seu Pai de “O Único Deus Verdadeiro”, contudo isso não exclui outros de serem chamados de “deuses” sem que estes sejam deuses falsos.

Elohim contrastado com o plural numérico em hebraico

Em Gênesis 35:2,4 ; Êxodo 12:12 vemos a ocorrência do plural numérico de Elohim, a saber, Elohê , que significa deuses. Esta é a palavra hebraica específica para indicar uma pluralidade numérica a ser distinguida de Elohim. Gramática Hebraica de Gesenius pag. 399.

Conceito equivocado perpetuado por “doutores” e “pastores” modernos

Hoje em dia homens como Robert Bowman que só sabe publicar livros contra as Testemunhas de Jeová e dedica sua vida a persegui-las em suas palestras, afirma que “só existe um Deus” e que todos os outros são “deuses falsos”. Isso não é de forma alguma o que as Escrituras Sagradas revelam e nem mesmo léxicos respeitados como os que citei acima aqui neste artigo. Ocorre que estes religiosos modernos sutilmente e de maneira enganosa enxertam suas idéias e tradições religiosas em seus cultos religiosos. Muitos destes quando eram garotos ouviram pais católicos repetirem a frase “Deus é um só”. Embora saibamos que tal frase quer dizer que o Verdadeiro Deus é apenas um e que o Ser Supremo é apenas um, na verdade acaba passando outra idéia. A de que não existem outros deuses legítimos e que são assim chamados sem que estes sejam “falsos deuses”.

Observe o que afirmou Lord Saga um versátil apologista das Testemunhas de Jeová:

 “Seria Jesus um “Deus” falso? Visto que na Bíblia só há um Verdadeiro (Isaías 43:10)?

Que pensamento bobo.
Isaías 43:11 diz que apenas Deus é salvador.
Então o os Juízes bíblicos que salvaram o povo de Israel das mãos dos filisteus eram “FALSOS salvadores” ? (Juízes 2:16 ; 3:9,15; 1 Samuel 10:19)

A Bíblia diz que Jesus é o Filho Único de Deus. (Jo 3:16)
Os anjos são “FALSOS filhos” de Deus? (Jó 1:6 ; 38:7)

A Bíblia diz que apenas Deus é Pai. (Mateus 23:9)
Então o pai do Luiz é um “FALSO pai”?

Mateus 23:9 – > Além disso, não chameis a ninguém na terra de vosso pai, pois UM SÓ É VOSSO PAI, o Celestial

— Questão dos Superlativos Divinos do Senhor Jeová Deus Pai—

Quando a Bíblia diz que o Pai é o único Deus. (Jo 17:3, 1 Cor 8:5,6)
Não impede que outros sejam chamados de “Deus”, mas significa que ele é Deus em certo sentido ou num patamar superlativo em que Só Ele É.

Também é assim com termos como Pai, Salvador, Bom, Santo, Sábio. Outros também são pais, salvadores, bons, santos ou sábios, mas em sentido diferente do que (somente) Deus é.

Como vimos a pergunta cima revela um equivoco teológico enraizado na mente dos que se deixaram moldar pela tradição religiosa e não por exatidão na adoração de Deus. De fato, a palavra Deus/deus é usada nas escrituras como um substantivo comum.

Observe o que diz a Obra Estudo Perspicaz das Escrituras citando Dicionários respeitados:

O título “Deus” não é nem pessoal, nem distintivo (alguém pode até mesmo fazer de seu ventre um deus; Fil 3:19). Nas Escrituras Hebraicas, a mesma palavra (’Elo·hím) é aplicada a Jeová, o verdadeiro Deus, e também a deuses falsos, tais como Dagom, o deus filisteu (Jz 16:23, 24; 1Sa 5:7) e Nisroque, deus assírio. (2Rs 19:37) Caso um hebreu dissesse a um filisteu ou a um assírio que ele adorava a “Deus [’Elo·hím]” isso obviamente não bastaria para identificar a Pessoa à qual se dirigia sua adoração.”

Até mesmo o inimigo da vida eterna é chamado de “Deus” (grego THEÓS) em 2 Coríntios 4:4 (clique aqui para ler)

Nos artigos sobre Jeová, The Imperial Bible-Dictionary (O Dicionário Bíblico Imperial) ilustra belamente a diferença entre ’Elo·hím (Deus) e Jeová. A respeito do nome Jeová, diz:

É, em toda a parte, um nome próprio, indicando o Deus pessoal, e somente ele; ao passo que Elohim assume mais o caráter de um substantivo comum, indicando, em geral, deveras, o Supremo, mas não necessária ou uniformemente. . . . O hebreu talvez diga o Elohim, o verdadeiro Deus, contrapondo-o a todos os deuses falsos; mas ele jamais diz o Jeová, pois Jeová é unicamente o nome do verdadeiro Deus. Ele diz, vez após vez, meu Deus . . .; mas jamais meu Jeová, pois quando ele diz meu Deus, quer dizer Jeová. Ele fala do Deus de Israel, mas jamais do Jeová de Israel, pois não existe nenhum outro Jeová. Ele fala do Deus vivo, mais jamais do Jeová vivo, pois só pode conceber Jeová como estando vivo.” Editado por P. Fairbairn, Londres, 1874, Vol. I, p. 856.” (O GRIFO É MEU)


Fica claro então após tal analise cuidadosa, que a palavra “Deus” em hebraico ELOHIM e em Grego THEÓS não é o que dizem muitos dos chamados Cristãos ou teólogos em sua maioria. Eles estão distanciando as pessoas do “conhecimento exato” (epignosis) que Paulo tanto alertou que é necessário para todos nós alcançarmos a salvação de Deus por intermédio de Jesus Cristo. 1 Timóteo 2:4 Col. 1:9 Fil 1:9. As muitas desculpas para se evitar usar o Nome de Deus por removê-lo de suas traduções da palavra de Deus não convence. (clique aqui para ver um dos motivos apresentados por Teólogos e eruditos de renome para não usar o Nome de Deus, muito embora este apareça milhares de vezes nos mais antigos manuscritos da Bíblia.) Espero que ao ler este artigo tenha entendido que o Ser Supremo tem um Nome que o identifica dentre todos os outros deuses. Daví e outros servos de Deus usavam o Nome dele todo tempo não somente na conversa diária, como também ao escreverem a Bíblia sob inspiração divina.

Leiam o artigo :

“Elohim” por ser plural, indica que Deus é uma trindade de pessoas?

Duas regras – uma falsa e uma verdadeira

NOVA KING JAMES RESTAURA O NOME DIVINO NOVO!

Visite a página principal TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DEFENDIDA!

Possui Deus vários nomes ou apenas um só nome? (Observará que alguns repetem o conceito errado de que “Deus tem vários nomes” e chegam a dizer que ELOHIM é um dos nomes, sendo que como vimos claramente acima a partir de léxicos respeitados, ELOHIM é como se diz “Deus/deus” em hebraico e não é nome coisa nenhuma, mas um substantivo de uso comum)

Negam as TJ a divindade de Jesus?

QUEM VAI PAR O CÉU E PORQUE?

Acesse a BIBLIOTECA DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ON LINE

QUERO RECEBER UMA VISITA GRATUITA EM MINHA RESIDENCIA A FIM DE ESTUDAR A BÍBLIA UMA VEZ POR SEMANA

DESCUBRA ONDE FICA O LOCAL DE REUNIÃO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ PERTO DE SUA RESIDÊNCIA!

RETORNE A PÁGINA PRINCIPAL DO AUTOR DESTE WEBBLOG


contador de visitas
contador de visitas

About these ads
Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários

  • queruvim  On 26 de maio de 2011 at 16:41

    Francisco,

    Dizer que Jesus não é o “Deus vivo” mas sim o filho do Deus vivo, não é rebaixar Jesus.
    Dizer que Jesus é o Cristo (que significa Ungido) não é rebaixar Jesus. Rebaixa a Deus chama-lo de “Cristo” visto que Deus não é ungido por ninguém, ele é quem ungi com seu espírito. VC não reconhece Jesus como o Ungido ou Cristo. Acha em sua cabeça que Jesus é o próprio Deus Todo Poderoso em forma humana.
    Vc é que está na condição mencionada por vc mesmo. Pois todo aquele que não aceita Jesus como sendo o “ungido” ou “escolhido” de Deus está enganando a muitos. De fato em nome de Jesus pessoas estão desencaminhando a muitos.

    As religiões que professam serem “cristãs” ou os chamados “Evangélicos” jamais poderiam representar a Cristo se o que o historiador abaixo menciona for verdade.

    O livro History of Christianity, de Paul Johnson, diz:

    “Dentre 17.000 pastores evangélicos, nunca houve mais de cinqüenta que cumprissem longos termos de prisão [por não apoiarem o regime nazista] em qualquer época.” Contrastando tais pastores com as Testemunhas de Jeová, Johnson escreveu: “Os mais valentes eram as Testemunhas de Jeová, que proclamavam a sua inequívoca oposição doutrinal desde o início e sofreram em conseqüência disso. Recusaram qualquer cooperação com o Estado nazista.”

    Por isso, na prática Francisco, os Evangélicos COMO GRUPO E EM SUA VASTA MAIORIA, não tem Jesus no coração. Por que afirmo isso? Olhe denovo o que o historiador diz acima. Preste atenção no comportamento da comunidade Evangélica como GRUPO no incidente mencionado acima pelo historiador. Isso não é um julgamento individual, como vc deu a entender num e-mail que enviou Francisco. Estou falando da Igreja Evangélica na hora da prova. Amarelam e rejeitam os mandamentos de Cristo. Apenas falam o que falam, mas da boca pra fora. Jesus disse: “Sois meus amigos se fizerdes o que vos mando.”
    De fato ele ordenou que evitássemos pegar em arma a fim de matar correligionários. Jesus disse : “Quem tomar a espada perecerá por ela” …em Mat 26:52.

    Sobre quem é Jesus. os Evangelhos que tú mesmo lê , mas não percebe, não prega a teologia que tú defendes.

    Em João 6:38 Jesus disse: “Desci do céu não para fazer a minha vontade , mas a vontade daquele que me enviou”
    Em contraste com isso Deus é mencionado em Daniel o Profeta no capitulo 4:35 como Aquele que ” age segundo sua própria vontade ENTRE O EXERCITO DOS CÉUS E S HABITANTES DA TERRA”
    Ao lermos hebreus 9:24 Paulo escreveu sob inspiração que Jesus entrou no céu para comparecer “PERANTE a face de Deus” por nós .
    Como pode Jesus comparecer PERANTE Deus e ao mesmo tempo ser o Deus Todo Poderoso diante de quem comparece ?
    E Atos 9:20 Paulo após a conversão passou a pregar imediatamente que Jesus é “O Filho de Deus” e não o próprio Deus, como ensinam a realmente distorcida teologia trinitáriana.
    João na conclusão de seu Evangelho escreveu que “Estas coisas foram escritas para que creiais que Jesus é o Cristo , o FILHO DE DEUS…” João 20:31 Temos que crer nisso!
    EFÉSIOS 1:17 fala do” Pai E DEUS de nosso Sr Jesus Cristo.”
    Paulo o Apostolo para as nações escreveu que Deus sujeitou a Jesus todas as coisas mas é claro que “se EXCETUA Aquele que lhe sujeitou todas as coisas ” (1 Cor 15:27)
    Por que Jesus teve de receber autoridade do Pai e depois entregar o reino ao seu Pai? Faz sentido se ele fosse o Todo Poderoso Deus? 1 Coríntios 15:24,27,28
    Jesus foi criado diz Apoc 3:14.”O principio DA CRIAÇÃO de Deus” (Portanto, segundo este verso inspirado, Jesus é parte “da criação”)
    Em harmonia com isso Colossenses 1:15 diz que ele foi o “primogênito de toda a criação”.
    Isso explica por que Jesus foi tentado.Ao passo que “Deus não pode ser tentado” diz Tiago. (capitulo 1:13)
    Não se deve estudar a palavra de Deus para tentar rebater ela mesma, mas deve se estudar ela para harmonizá-la e em seguida fazer com que nossos pensamentos se harmonizem com ela. E NÃO QUE ELA SE HARMONIZE COM os nossos pensamentos.

    Att

    Rubens

  • romilson ferreira da silva  On 26 de julho de 2011 at 2:52

    A quem devemos adorar?

    Infelizmente muitos tradutores por pensar que Jesus era o próprio Deus, traduziram erroneamente alguns trechos da Bíblia, estes versículos em muitas traduções afirmam que Jesus era adorado por homens (Mateus8.2 2;9.13; 14.33;15.25;20.20;28.9,17; Marcos 5.6;15.19; Lucas 24.52). Mas todas estas passagens contêm erros de tradução, confira isto na Bíblia Jerusalém, uma das melhores traduções do original, e o leitor verá que todos os versículos que se diz que Jesus era adorado, no original está dizendo que as pessoas se prostavam diante dele, ou que elas o homenageavam, mas homenagear ou prostar não e o mesmo que adorar.
    As pessoas podem prostar diante de governadores (Gênesis 42.6) e reis (1° Reis 1.16), e elas podem homenageá-los (1° Crônica 29.24), mas a adoração pertence somente a Deus, ( Lc 4,7 ). Em lugar algum da Bíblia lemas que se deve prestar um culto a Jesus, mas há diversas passagens dizendo que devemos prestar um culto a Deus o Pai, (Lc4,7; Romanos 12.1). Com respeito á adoração nós vemos em apocalipse que o apóstolo João se prostou aos pés de um anjo para adorá-lo, mas o anjo imediatamente o repreendeu dizendo que os verdadeiros cristãos deveriam se manter firme no testemunho de Jesus, que era adorar a Deus. (Apocalipse 19.10).
    Este foi o testemunho dado por Jesus no NOVO Testamento Lc 4,7 a tradução interlinear traduz o texto de Ap 19.10 da seguinte forma: “Aí eu me ajoelhei aos pés do anjo para adorá-lo, mas ele me disse: não faça isto! Pois eu sou servo de Deus, assim como você e os seus irmãos que continuam fiéis a verdade revelado por Jesus, adore a Deus.” Portanto os fiéis de Jesus vão adorar a Deus o Pai e não a Jesus, mas isto eles farão por meio de Jesus (Hebreus 13.,15; 1″ Pedro 2).
    mas infelizmente vemos que os erros nas traduções levam os cristãos a cometerem erros, por exemplo, Hebreus 1.6 diz que os anjos devem adorar a Jesus, mas no original não é adorar e sim prostar-se diante dele.
    Para tirarmos esta dúvida basta nós olharmos a mesma referência de Hebreus 1.6 a qual é o Salmo 97.7, quando nós olhamos a referência de Hebreus a qual é o Salmo 97.7 ali não se diz que os deuses (anjos) adoraram Jesus. E sim que eles se prostarão diante dele, ou seja, todos os anjos e os homens terão que se prostar diante de Jesus em sinal de reverência, (respeito) Ele não era Senhor más se tornou Senhor Atos 2,36 (Filipenses 2.10,11),a referencia de hebreus na bíblia Almeida veio da septuaginta esta tradução esta errada a referência do Sl97,7 vem do hebraico esta é a tradução correta Por tanto, assim fica claro que somente o Pai pode ser adorado pelos homens e pelos anjos,O apóstolo Paulo disse que nós os cristãos somos a verdadeira circuncisão, nós que adoramos a Deus (o Pai ) no Espírito. (Filipenses 3.3)
    Em Apocalipse nós podemos observar que os santos adorarão somente aquele, pois o texto não diz que os santos adorarão aqueles e sim (aquele),ou seja, não serão duas e nem três pessoas que serão adoradas, ou do contrário o versículo diria aqueles, e não (aquele) Apocalipse 4.10; 7.11; 7.15.14.7 Todos os textos são claros em afirmar que Deus é quem será adorado e não Jesus Apocalipse 19.10 ; 22.8,9

    Somente o criador pode ser adorado

    As escrituras nos deixa claro que somente Deus o Pai é o criador Mc10,6 Efésios 3,9 e que não se deve adorar uma criatura Romanos 1.25, portanto este é um dos motivos pelos quais Jesus não pode ser adorado, pois ele não é o Criador, e sim uma criatura, infelizmente muitos cristãos tem recebido ensinamentos errados de que Jesus é o Criador e não uma criatura, foi o próprio Jesus que afirmou ser uma criatura ao dizer, eu sou o princípio da criação de Deus (AP 3.14), o apóstolo Paulo também disse que Jesus é o primogênito (o primeiro) de toda criatura. (Colossenses 1.15) Prestemos bastante atenção neste versículo, aqui se diz que Jesus é o primeiro de toda criatura (criação) de Deus, Jesus só pode ser o primeiro de toda criatura de Deus, porque ele também é uma criatura. Mas já com respeito ao Pai, não se pode dizer que ele é o primeiro de toda criação ou criatura, pois ele não é o primeiro de toda criação, ele é o criador de toda criação, inclusive de Jesus. “Em uma tradução mais fiel de provérbios 8.22 o próprio Jesus disse; o Senhor me (criou) como princípio de sua obra” (Bíblia de Jerusalém), portanto Jesus não foi somente gerado como alguns pensam, ele foi criado e gerado por Deus (CL 1.15; SL 2,7), muitos pensam que Jesus é eterno, ou seja; que ele sempre existiu, mas isto é um grande engano, pois quem tem origem (Miquéias 5.1,2) não se pode dizer que sempre existiu. Com respeito a Jesus se diz que ele nasceu e foi gerado provérbios 8.22,24 criado (CL 1,15 <AP 3.15) e que sua (origem) é desde a eternidade (Miquéias 5.1,2,) algumas traduções traz a sua origem é deste os tempos antigos, mas com respeito a Deus o pai, se diz que ele é eterno (Romanos 16.24,25) ou seja; que ele não tem (origem), pelo contrario, ele é a origem de tudo, portanto assim fica claro, Jesus é a primeira criatura de Deus, e por isso não pode ser adorado, ou nós estaremos trocando a verdade de Deus pela mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do criador (Romanos 1.25) as escrituras também nos mostram que somente os 144.000 seguiram o cordeiro a onde quer que ele vá, e isto porque eles não se macularam com mulheres Ap. 14.4,5 ou seja; não cometeram idolatria, mulheres aqui se reverem a igrejas idolatras, adorar a Jesus ou a Trindade é idolatria, a Trindade são três deuses criados pela mente dos homens, e as escrituras não nos permite adorar outro Deus além de Deus o pai Apocalipse 14.7 Lc4.8, e além do mais os idólatras não herdarão o reino de Deus. Gálatas 5.19,21

    O que significa adorar?

    Adorar significa amar a Deus (o pai) com todo o coração, com toda a nossa alma, com todo o nosso entendimento, e com toda a nossa força Mc 12,30 ou seja. adoração significa reconhecer a Deus o pai como sendo o único, Mc12,29, o único Deus Ef 4,6 1 Cor 8,6, adoração significa não colocar ninguém de igualdade com Deus o pai, nem mesmo o próprio Jesus, adoração significa entender que Deus o pai está acima de todos e de tudo Ef 4,6, até mesmo do próprio Jesus. Isto sim é uma verdadeira adoração, por isso o salmista disse que acima das nuvens não há ninguém semelhante a IHWH.
    No livro do apocalipse nós vemos os cristãos vencedores adorando a Deus o pai, e eles diziam a Deus tu és digno senhor e Deus nosso, de receber a gloria, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, AP 4,11, e no mesmo livro nós vemos os cristãos dizendo as mesmas palavras para Jesus Ap 5,12 mas estas palavras foram interpretadas diferentes para cada uma das duas pessoas,por exemplo, com respeito a Deus o pai, se diz que eles o estavam adorando, Já com Jesus se diz que eles o estavam louvando! Mas porque isso? É simplesmente aquilo que nós afirmamos, a verdadeira adoração está em conhecer que Deus o pai é o único Deus, e que Jesus e o senhor Fl 2,10,11 e homem! 1 Tm 2,4,5 por isso quando eles prostam diante de Jesus e o glorificam, isto se torna em louvor, e não em adoração Ap 5,8,13, mas quando eles se prostam diante de Deus o pai, e o glorificam, isto se torna em adoração,e não apenas um louvor Ap 4,10, e isto acontece simplesmente porque eles endentem que eles estando diante do pai, eles estão diante do único Deus, a verdadeira tradução de Ap5,14 termina assim; e eles adoraram aquele que vive pelos séculos do séculos. (ou seja o pai)

    o que significa idolatria ?

    Idolatria significa colocar qualquer coisa de igualdade com Deus o pai, ou acima dele. Deus o pai, tem que está em primeiro lugar em tudo na nossa vida, nós demos que ama-lo acima de tudo Mc 12,30 Deus fez Abraão provar para ele que ele o amava mais do que o seu próprio filho, para isso ele teria que sacrifica-lo há Deus, Gn 22 más infelizmente muitos cristãos estão hoje debaixo de idolatria, eles colocam muitas coisas em sua vida em igualdade com Deus ,por exemplo eles colocam Jesus em igualdade com Deus o pai,estes são os trinitariânos, eles dizem que os três da trindade são iguais em poder, são todos eternos e etc.Já os cristãos unicistas são ainda piores, pois eles dizem que Jesus é o próprio Deus, e que não existe outro Deus alem dele. isto sim! é uma verdadeira idolatria. Pois as escrituras perguntam quem sobre a nuvem é semelhante ao altíssimo, quem dentre os filhos de Deus é igual ao senhor? Sl 89,6, mas o mais interessante é que na tradução original não aparece a palavra senhor, e sim o nome do próprio Deus pai,YHWH. (VER bíblia de Jerusalém) assim fica claro, que se nós colocarmos Jesus em igualdade com Deus o pai, estamos em idolatria, pois no céu não existe ninguém igual a ele. Pois somente Deus o pai é o eterno.

  • antonio jobson de cerqueira.  On 31 de julho de 2011 at 19:14

    jesus é a primeira criaçao de DEUS ,SAIDA DO SEU INTIMO COM ILIMITADA PERFEIÇAO,mas se DEUS O PRINCIPIO E O PRIMORDIO DE TUDO QUE EXISTE,, SUPONHAMOS QUE ESTIVESSE AUSENTE, NOS ESTARIAMOS AQUI OU, ATÉ MESMO JESUS E SEUS ANJOS IMACULADOS, ESTARIAM NO CEUS TI DANDO GLÓRIA A SUA MAJESTADE, LHE DADA PELO O PAI CRIADOR E FORMADOR DE TUDO QUER EXISTE, E SEMPRE MOSTROU- SE INDEPENDENTE, EM SUA EXISTENCIA.DEUS JEOVÁ É ALTISSIMO, E ESTÁ ACIMA DE TODAS AS SUAS OBRAS ,EM PERFEIÇAO E PODER.JESUS CRISTO É SEU FILHO AMADO, QUE TEVE ORIGEM EM SEU PAI.E ESTE PAI CELESTIAL, NAO TEVE ORIGEM ,NEM PRINCIPIO E SEMPRE EXISTIU NESTE MISTÉRIO INDECIFRÁVEL.

  • Francisco  On 3 de agosto de 2011 at 18:34

    Interiçante que vcs sempre colocam uma tradução da bíblia que é igual a de vcs, porque será que entre tantas traduções hoje, porque será que a mais alteradas são a de vcs, meu amigo, peguemos uma tradução de vcs a poucos anos, e olhemos agora as alterações, nossa é quase uma piada, o desespero de vcs mudando os erros que antes deixaram, sem falar que hora vcs dizem que pode adorar a Jesus hora não pode, será que com tanta confusão Deus está na direção des vcs, eu tenho a plena certeza que não, pois Deus não é Deus de confusão. Que o Pai, o Filho e o Espírito Santo vos abençoe.AMÈM

    • Rivo  On 5 de setembro de 2011 at 18:02

      Francisco todas as opções de tradução usadas na TNM tem embasamento erudito. Podem não ser a opção preferida de muitos trinitários, mas tem encontra-se sempre embasamento de outras traduções, algumas inclusive trinitaristas.

      A confusão é feita por alguns em traduzir a palavra proskuneo por adorar quando se aplica a Jesus e traduzi-la por se prostar, prestar homenagem quando se aplica a homens. Sabendo que só Deus pode ser adorado alguns tentam identificar Jesus como sendo Deus ao dar a entender que Jesus foi adorado. Mas muitos trinitaristas reconhecem a verdade sobre esse esse assunto:

      Sobre Mat.2:2 por exemplo veja os comentários abaixo:

      Adorá-lo – Isso não quer dizer que eles tinham vindo para lhe prestar homenagem religiosa, ou para adorá-lo Eles o viam como o Rei dos judeus, mas não há evidência de que eles supunham que ele era divino. Eles vieram para homenageá-lo como um príncipe ou um rei, não como Deus. A palavra original não implica mais do que isso. Que significa prostrar-se diante de outro; a cair e prestar homenagem a outro. Este foi o modo em que a homenagem foi pago aos reis da terra, e isso eles desejavam pagar ao Rei recém-nascido dos judeus. Notas sobre a Bíblia de Barnes.

      Adorá-lo – ou, para fazer-lhe homenagem; προσκυνησαι αυτω. O προσκυνεω é uma palavra, que é composta de προς, para e κυων, um cão, significa inclinar-se, rastejar-se como um cão aos pés do seu mestre. Isso significa, prostrar-se perante outro, de acordo com o costume oriental, que ainda está em uso. Neste ato, a pessoa se ajoelha e coloca a cabeça entre os joelhos, com a testa ao mesmo tempo tocando o chão. Foi utilizado para expressar tanto a reverência civil e religiosa.Comentário de Clark sobre a Bíblia.

      Não obstante os comentários acima muitos fazem questão de traduzir a palavra em questão em Mat.2:2 por adorar para passar uma falsa impressão de que Jesus é o próprio Deus.

      Quero encerrar dizendo a você que nós amamos a Jesus mas não podemos coloca-lo numa posição que só pertence a Deus seu Pai. isso desagradaria o próprio Jesus.

  • Davi  On 22 de setembro de 2011 at 7:21

    Acho que o francisco tem como saber por si mesmo .Já que tem preconceito das testemunhas de Jeová basta fazer uma pesquisa profunda na net que ele vai descobrir.Só que vc,Francisco,deveria falar dos argumentos com argumentos bíblicos mas,como não os tem,ataca pessoas.Será que vc deseja o mal para as tjs ou é impressão minha?

    • Alves  On 31 de maio de 2013 at 15:41

      Boa tarde amigo irmão, Davi. As escrituras dizem que não HÁ nada oculto que não seja descoberto. Porque desta afirmação?
      Paz
      Alves

  • Marcelo  On 21 de outubro de 2011 at 1:14

    Os seguidores mais antigos de Jesus, todos eles, pareciam estar convencidos de que Jesus era realmente Deus em forma humana. Paulo disse: “Ele é a imagem do Deus invisível… Nele a Sua totalidade teve o prazer em residir”. João disse que Jesus criou o mundo. Pedro disse: “todo aquele que acredita NEle tem os seus pecados perdoados através de Seu nome”.

    Mas o que Jesus disse sobre si mesmo? Alguma vez ele se apresentou como Deus? De acordo com a Bíblia, com certeza! Abaixo estão algumas de suas declarações feitas no tempo que estava na terra, e seus contextos.

    Jesus É Deus? Como Ele Disse Que Era Deus:

    Disseram-lhe os judeus: “Você ainda não tem cinqüenta anos e viu Abraão?” Respondeu Jesus: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou!”Então eles apanharam pedras para apedrejá-lo, mas Jesus escondeu-se e saiu do templo. (João 8:57-59)

    “Eu e o Pai somos um”. Novamente os judeus pegaram pedras para apedrejá-lo, mas Jesus lhes disse: “Eu lhes mostrei muitas boas obras da parte do Pai. Por qual delas vocês querem me apedrejar?” Responderam os judeus: “Não vamos apedrejá-lo por nenhuma boa obra, mas pela blasfêmia, porque você é um simples homem e se apresenta como Deus”.(João 10:30-33)

    Então Jesus disse em alta voz: “Quem crê em mim, não crê apenas em mim, mas naquele que me enviou. Quem me vê, vê aquele que me enviou. Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas”. (João 12:44-46)

    Quando terminou de lavar-lhes os pés, Jesus tornou a vestir sua capa e voltou ao seu lugar. Então lhes perguntou: “Vocês entendem o que lhes fiz?Vocês me chamam Mestre e Senhor, e com razão, pois eu o sou. Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros”. (João 13:12-14)

    Respondeu Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam também o meu Pai. Já agora vocês o conhecem e o têm visto”. Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”. Jesus respondeu: “Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?”. (João 14:6-9)

    Jesus É Deus? Como Ele Se Descreve?

    Jesus lhes disse: “Digo-lhes a verdade: Não foi Moisés quem lhes deu pão do céu, mas é meu Pai quem lhes dá o verdadeiro pão do céu. Pois o pão de Deus é aquele que desceu do céu e dá vida ao mundo”. Disseram eles: “Senhor, dá-nos sempre desse pão!”. Então Jesus declarou: “Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede”. (João 6:32-35)

    Falando novamente ao povo, Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida”. Os fariseus lhe disseram: “Você está testemunhando a respeito de si próprio. O seu testemunho não é válido!”. Respondeu Jesus: “Ainda que eu mesmo testemunhe em meu favor, o meu testemunho é válido, pois sei de onde vim e para onde vou. Mas vocês não sabem de onde vim nem para onde vou”. (João 8:12-14)

    Então Jesus afirmou de novo: “Digo-lhes a verdade: Eu sou a porta das ovelhas. Todos os que vieram antes de mim eram ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagem. O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. (João 10:7-11)

    Disse Marta a Jesus: “Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido. Mas sei que, mesmo agora, Deus te dará tudo o que pedires”. Disse-lhe Jesus: “O seu irmão vai ressuscitar”. Marta respondeu: “Eu sei que ele vai ressuscitar na ressurreição, no último dia”. Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” Ela lhe respondeu: “Sim, Senhor, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo”. (João 11:21-27)

    Jesus É Deus? Ele Disse Que Foi Enviado Aqui Para Fazer O Quê?

    Jesus os chamou e disse: “Vocês sabem que os governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. Não será assim entre vocês. Ao contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo, e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo, como o Filho do homem que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. (Mateus 20:25-28)

    “Porque estava ensinando os seus discípulos. E lhes dizia: “O Filho do homem está para ser entregue nas mãos dos homens. Eles o matarão, e depois de três dias ele ressuscitará”. Mas eles não entendiam o que ele queria dizer e tinham receio de perguntar-lhe”.(Marcos 9:31-32)

    “Pois Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus”. (João 3:16-18)

    “Todo aquele que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei. Pois desci do céu não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum dos que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. Porque a vontade de meu Pai é que todo aquele que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia”. (João 6:37-40)

    Ainda querendo saber se Jesus é Deus? Para ler mais sobre o que Jesus disse e para compreender porque Ele veio, leia João.

    • queruvim  On 24 de outubro de 2011 at 15:47

      Marcelo, vamos avaliar com atenção o que postou em sua página a respeito de Jesus? Seus comentários presentes na página “Sua escolha.com” e que foram repetidos aqui na minha página serão considerados aqui na integra a fim de que os leitores tirem suas conclusões:

      Os seguidores mais antigos de Jesus, todos eles, pareciam estar convencidos de que Jesus era realmente Deus em forma humana. Paulo disse: “Ele é a imagem do Deus invisível… Nele a Sua totalidade teve o prazer em residir”. João disse que Jesus criou o mundo. Pedro disse: “todo aquele que acredita NEle tem os seus pecados perdoados através de Seu nome”.

      Não é isso que Pedro disse quando Jesus lhe perguntou especificamente sobre quem pensavam os apóstolos que ele era, conforme lemos em Mateus 16:16.
      Pedro responde sobre QUEM é Jesus dizendo.. “Tú és o Cristo, o Filho do Deus Vivo!”
      Tenha em mente que Cristo significa UNGIDO. Deus não é Ungido por ninguém. Ele é quem dá a unção. Além do mais Pedro disse que Jesus é o Filho de Deus. Não o próprio Deus. Deus deu a Cristo o poder de perdoar pecados e de ressucitar os mortos e até mesmo julgar, contudo, isso não é prova de que Jesus é Deus e Deus é Jesus. Tenha em mente que quem disse a frase: “somente Deus pode perdoar pecados” não foram os seguidores de Jesus, mas sim seus opositores.
      O que revela o contexto dos Evangelhos?

      Em João 6:38, Jesus disse: “Desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.”

      Em contraste com isso, Deus é mencionado em Daniel 4:35 como Aquele que “age segundo sua própria vontade ENTRE O EXERCITO DOS CÉUS E OS HABITANTES DA TERRA”.
      Em Hebreus 9:24, Paulo escreveu sob inspiração que Jesus entrou no céu para comparecer “PERANTE a face de Deus” por nós.
      Como pôde Jesus comparecer PERANTE Deus e ao mesmo tempo SER o Deus Todo Poderoso, diante de quem comparece?
      E Atos 9:20 declara que Paulo, após sua conversão, passou a pregar imediatamente que Jesus é “o Filho de Deus” e não o próprio Deus, como ensina a realmente distorcida teologia trinitariana. João, na conclusão de seu Evangelho, escreveu que “estas coisas foram escritas para que creiais que Jesus é o Cristo , o FILHO DE DEUS.” (João 20:31) Temos que crer nisso
      !

      Efésios 1:17 fala do Pai como sendo “DEUS de nosso Senhor Jesus Cristo”.

      Paulo, o apóstolo para as nações, escreveu que Deus sujeitou a Jesus todas as coisas; mas, como ele tornou claro, “se EXCETUA Aquele que lhe sujeitou todas as coisas”. – 1 Cor. 15:27. Por que Jesus teve de receber autoridade do Pai e depois entregar o reino ao seu Pai? Faz sentido se ele fosse o Todo Poderoso Deus? – 1 Cor. 15:24, 27, 28.
      Jesus foi criado, conforme diz Apocalipse 3:14: “O principio DA CRIAÇÃO de Deus”. (Portanto, segundo este verso inspirado, Jesus é parte “da criação”.)
      Em harmonia com isso, Colossenses 1:15 diz que ele foi o “primogênito de toda a criação”.

      Isso explica por que Jesus foi tentado. Por outro lado, “Deus não pode ser tentado”, diz Tiago 1:13.

      Não se deve estudar a palavra de Deus para tentar rebater ela mesma, mas se deve estuda-la para harmonizá-la consiga mesma, e em seguida fazer com que nossos pensamentos se harmonizem com ela. MAS NÃO PODEMOS QUERER QUE ELA SE HARMONIZE COM NOSSOS PENSAMENTOS.

      Mas o que Jesus disse sobre si mesmo? Alguma vez ele se apresentou como Deus? De acordo com a Bíblia, com certeza! Abaixo estão algumas de suas declarações feitas no tempo que estava na terra, e seus contextos.
      Jesus É Deus? Como Ele Disse Que Era Deus:
      Disseram-lhe os judeus: “Você ainda não tem cinqüenta anos e viu Abraão?” Respondeu Jesus: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou!”Então eles apanharam pedras para apedrejá-lo, mas Jesus escondeu-se e saiu do templo. (João 8:57-59)

      Em exodo 3:13-15 não aparece a frase Eu Sou. Em hebraico “Eu Sou” se escreve de outra forma, e se lê ANY HU. Ao lermos o texto hebraico não vemos a frase “Eu Sou”. Leciono hebraico a muitos anos e infelizmente sei que a maioria está apenas repetindo o que ouviram de seus mestres. “E Deus disse a Moisés, Tornar-me –ei o que eu quiser. E ele disse –Assim dirás aos filhos de Israel, tornar-me-ei enviou-me a vos.” Emphasised Bible, J.B.Rotherham.

      “…Serei o que serei…”- James Moffatt
      ”…Serei o que eu serei “-S.T.Byington.
      “…Serei o que eu for.”- I.Leeser.
      ”Serei o que eu sempre tenho sido.”- J.Washington Watts.
      ”Serei o que serei.” Revised Standard Version/New Revised Standard Version- tradução alternativa dada.
      ”Serei o que serei.”- New International Version.Tradução Alternativa dada
      “Serei o que eu serei.”- The Revised English Bible(1989)tradução alternativa dada.
      ”Me tornarei o que for que eu me tornar.”- The Five Books of Moses-A New Translation with Introductions, Commentary and Notes by Everett Fox, 1995
      Portanto não há como ligar a expressão usada por Deus em Exodo 3:14 com a usada por Jesus em João 8:58.

      “Eu e o Pai somos um”. Novamente os judeus pegaram pedras para apedrejá-lo, mas Jesus lhes disse: “Eu lhes mostrei muitas boas obras da parte do Pai. Por qual delas vocês querem me apedrejar?” Responderam os judeus: “Não vamos apedrejá-lo por nenhuma boa obra, mas pela blasfêmia, porque você é um simples homem e se apresenta como Deus”.(João 10:30-33)

      Muitos usam com frequencia esse texto para tentar provar a trindade. O que Jesus quis dizer? O CONTEXTO É CLARO:
      “Que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em união comigo e eu estou em união contigo, para que eles também estejam em união conosco, . . . a fim de que sejam um, assim como nós somos um.” Jão 17:21

      Jesus está falando aqui de união de propósito ,o contexto é claro.

      A respeito de João 10:30, João Calvino (que era trinitarista) disse no livro Commentary on the Gospel According to John (Comentário do Evangelho Segundo João): “Os antigos usaram mal essa passagem para provar que Cristo é . . . da mesma essência que o Pai. Pois Cristo não argumenta a respeito da unidade em substância, mas sim a respeito do estado de concordância dele com o Pai.”

      A Bíblia de estudo Pentecostal, que traz comentários de rodapé, sequer comenta este texto, não faz nenhuma citação quando aborda a trindade.

      Então, João 10:30 prova a trindade? Claro que não até porque o escritor inspirado usa a palavra “um” (em grego HEN) que é neutra ou seja aplicada a coisas impessoais. Obviamente seriam “um” em propósito e não como pessoa.
      Quando Paulo falou de Apolo ele se referiu a ambos como sendo “um só” e disse : “Quem planta e quem rega é um só” E usou a palavra HEN. Será que Paulo e Apolo eram uma só pessoa ? Aplicar João 10:30 da forma como fazem alguns trinitários é não somente gramaticalmente errado como também ignora as declarações claras da Bíblia onde Cristo e seu Pai são diferenciados. Em João 5:32,37 Jesus disse claramente : “Há outro que dá testemunho de mim…o próprio Pai que me enviou dá testemunho de mim.Vós nem ouvistes jamais a sua voz , nem vistes a sua figura”.

      Então Jesus disse em alta voz: “Quem crê em mim, não crê apenas em mim, mas naquele que me enviou. Quem me vê, vê aquele que me enviou. Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas”. (João 12:44-46)

      Este texto mostra que Jesus foi enviado. Em João 13:16 diz que “o enviado” não é “maior do que Aquele que o enviou”.

      Respondeu Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam também o meu Pai. Já agora vocês o conhecem e o têm visto”. Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”. Jesus respondeu: “Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?”. (João 14:6-9)

      Jesus imitava perfeitamente seu Pai. Por isso ele disse o acima. Ele havia convivido com seu Deus e Pai por incontaveis eras antes de ter sua vida transferida para o ventre da virgem judia Maria.

      Jesus É Deus? Como Ele Se Descreve?
      Jesus lhes disse: “Digo-lhes a verdade: Não foi Moisés quem lhes deu pão do céu, mas é meu Pai quem lhes dá o verdadeiro pão do céu. Pois o pão de Deus é aquele que desceu do céu e dá vida ao mundo”. Disseram eles: “Senhor, dá-nos sempre desse pão!”. Então Jesus declarou: “Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede”. (João 6:32-35)

      Este texto mostra que foi “Deus [que] amou tanto o mundo que deu o seu filho” a fim de que todos fossem salvos. Não há nada neste texto que indique que Jesus e seu Pai sejam o mesmo Deus e o mesmo ser numa triunidade. A doutrina da trindade deveria ser deduzida a partir da Bíblia e não de fora dela. Não há um texto bíblico sequer que fale de 3 pessoas coiguais.

      Falando novamente ao povo, Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida”. Os fariseus lhe disseram: “Você está testemunhando a respeito de si próprio. O seu testemunho não é válido!”. Respondeu Jesus: “Ainda que eu mesmo testemunhe em meu favor, o meu testemunho é válido, pois sei de onde vim e para onde vou. Mas vocês não sabem de onde vim nem para onde vou”. (João 8:12-14)

      Jesus é o meio de salvação provido por Deus, portanto, essas palavras são muito apropriadas. Não há indicação de que Jesus é o próprio Deus todo Poderoso nessas declarações. Temos que tomar cuidado em não “ir além daquilo que está escrito” como disse Paulo em 1 cor. 4:6

      Então Jesus afirmou de novo: “Digo-lhes a verdade: Eu sou a porta das ovelhas. Todos os que vieram antes de mim eram ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagem. O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. (João 10:7-11)

      Se vc está tentando fazer uma ligação com o Salmo 23:1onde muitas versões da Bíblia rezam: “O SEnhor é meu Pastor” , que como sabemos é aplicada a o Deus Todo Poderoso, saiba que este texto de Salmos não diz “O SEnhor é meu Pastor” mas sim, “Jeová é meu Pastor” usando o Nome que identifica o Pai de Cristo. Portanto isso anula a ligação que tenta fazer de modo subliminar.

      Disse Marta a Jesus: “Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido. Mas sei que, mesmo agora, Deus te dará tudo o que pedires”. Disse-lhe Jesus: “O seu irmão vai ressuscitar”. Marta respondeu: “Eu sei que ele vai ressuscitar na ressurreição, no último dia”. Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” Ela lhe respondeu: “Sim, Senhor, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo”. (João 11:21-27)

      Este texto é mal aplicado por vc Marcelo pois nada nele indica que Jesus é o Ser Supremo em forma humana ou seja , o própri Deus. Ademais se ler com atenção o relato do capitulo 11 de João verá Jesus dizendo antes de ressucitar Lázaro:

      “Portanto, retiraram a pedra. Jesus levantou então os olhos para o céu e disse: “Pai, eu te agradeço que me ouviste. 42 Deveras, eu sabia que sempre me ouves; mas falei por causa da multidão parada aqui, a fim de que creiam que tu me enviaste.” Fica claro que Jesus estava orando a seu Deus e Pai. Você está fazendo uso seletivo de textos da Bíblia a fim de distorcer a palavra de Deus e enganar os que assim como você estão equivocados sobre quem REALMENTE É DEUS.
      Não é de admirar que Jesus disse em João 17:25 : “Justo Pai, o mundo, deveras, não veio a conhecer-te” Sim! Esta multidão de evangélicos NÃO CONHECEM A DEUS DA MESMA FORMA QUE UMA MULTIDÃO QUE PREENCHE A PAULISTA NUMA PARADA GAY TAMBÉM NÃO O CONHECEM.

      Os textos que vc mesmo postou aqui desarticulam sua doutrina antibíblica da trindade…

      “Pois Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus”. (João 3:16-18

      “Todo aquele que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei. Pois desci do céu não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum dos que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. Porque a vontade de meu Pai é que todo aquele que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia”. (João 6:37-40)

      De fato, no final do Evangelho de João o apostolo diz: ” Mas, estes foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e que, por crerdes, tenhais vida por meio do seu nome. “(João 20:31) Portanto devemos concluir que Cristo é o Filho de Deus, enviado por Ele e não o que a religião confusa (Babel) tem expalhado nas Igrejas da Cristandade e em páginas enganosas da Internet

  • Alexsandra  On 13 de novembro de 2011 at 23:43

    Seus argumentos e explanações bíblicas são excelentes, gostaria muito de me comunicar com pessoas assim. Pessoas que realmente estudam a bíblia de uma forma contextualizada. Se você perguntar a muitos que professam religiões trinitárias se Jesus é o pai ou filho, elas repondem prontamente que é o filho. Ou seja a grande multidão não sabe em crêr, infelizmente.E os que defendem a trindade são insensíveis a textos que para mim dizem tudo como 1 Coríntios 15: 24 ao 28.

  • Rosmário Santa Cruz  On 3 de janeiro de 2012 at 9:18

    Olá … lendo tudo a respeito de Cristo, Deus e Espírito Santo, surge uma pergunta:
    a.) Por que em Revelação o texto diz … “e o espírito diz vem ..”
    b.) Por que devemos ser batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo?

    SE o espírito é a força ativa, como pode dizer vem …e como devemos ser batizados em seu nome?

    Entendo que existe união, mas o conceito Deus é coletivo; não significando especificamente que se trata de três em um.

    Jesus fala ‘vou para o Pai’ … está explícito que voltaria ao domínio espiritual ,,, ‘Eu e o Pai somos um’ … claro que são ‘um’ em entendimento, união de propósitos …’vira o Consolador’ ..,. trata-se do Espírito Santo de Deus … mas mesmo assim, vemos menções de três entes espirituais, porque fora apenas uma força ativa, a Bíblia não explicitaria que a ‘blasfêmia contra o Espírito Santo’ e inaceitável …

    Não creio na trindade … é fato, mas a Bíblia no Novo Testamento, refere-se a três entes espirituais, sendo Jeová o Todo Poderoso; Jesus um Deus Poderoso e o Espírito Santo como ente controlador das ações de Deus; revelador, consolador e orientador …

    Como pode me responder a isto?

    • queruvim  On 4 de janeiro de 2012 at 0:13

      Rosmário,

      “E o espírito e a noiva estão dizendo: “Vem!” Revelação 22:17. Se tomar literalmente o “espírito” como sendo “alguém” o que o impede de interpretar que a “Noiva” mencionada também não seja alguém? Portanto, como sabemos, nem a “Noiva” é alguém nem o espírito mencionado no texto. Lembre-se que o Apocalipse foi escrito por meio de simbolismos. Ademais mesmo que isole este texto sua interpretação deve ser biblicamente global. Ou seja confronte a Bíblia e ela se harmonizará. Também se eu te disse: “Em nome da Lei” eu faço isso ou aquilo. Concluiria que a Lei é alguém ?
      Em Mateus 28:19, mencionam-se “o nome do Pai, e do Filho, e do espírito santo”. Um “nome” pode significar algo diferente de um nome pessoal. Em português, quando dizemos “em nome da lei”, ou “em nome do bom senso”, não nos referimos a uma pessoa como tal. Por “nome”, em tais expressões, queremos dizer ‘aquilo que a lei representa, ou sua autoridade’, e ‘aquilo que o bom senso representa ou exige’. O termo grego para “nome” (ó·no·ma) também pode ter este sentido. Assim, ao passo que algumas traduções (KJ; AS; Tr) seguem literalmente o texto grego, em Mateus 10:41, e dizem que aquele que “receber um profeta no nome dum profeta receberá a recompensa dum profeta; e aquele que receber um homem justo no nome dum homem justo receberá a recompensa dum homem justo”, traduções mais modernas dizem: “Quem recebe um profeta na qualidade de profeta”, e: “Quem recebe um justo na qualidade de justo”, ou algo similar. (BJ, BMD, BV, NM) Neste respeito, Word Pictures in the New Testament (Quadros Verbais no Novo Testamento; 1930, Vol. I, p. 245), de Robertson, diz sobre Mateus 28:19: “O uso de nome (onoma) aqui é um uso comum na Septuaginta e nos papiros para simbolizar poder ou autoridade.” Portanto, o batismo ‘em o nome do espírito santo’ subentende o reconhecimento deste espírito como tendo por fonte a Deus e como exercendo sua função segundo a vontade divina.

  • ezequiel  On 21 de março de 2012 at 11:09

    Eu acho que Jesus cristo foi e é sim um Deus,mas não O Deus todo poderoso,pois que sentido teria a oração dele… “Pai nosso que estais nos céus santificado seja o teu nome”,então Jesus cristo se referia a ele mesmo ? Não faz sentido, Jesus cristo estava preocupado em santificar a o nome de seu Pai; e infelizmente algumas pessoas preferem trocar [O Nome] pela palavra senhor, vc que esta lendo gostaria de ser chamado de “senhor” o tempo todo sendo que vc tem o seu nome? Certamente que não! Então, por que não pronunciar o Nome de Deus que esta na Bíblia que é JEOVÁ DEUS, o Deus de ISRAEL . muito obrigado pela atenção .

  • Sirleide da Rocha  On 23 de março de 2012 at 12:38

    No texto, usam a citação de Jesus afirmando que seu pai é o ÚNICO DEUS VERDADEIRO, ora se é o ÚNICO verdadeiro o resto é falso. Ou Jesus é mentiroso? Se outros são chamados deuses, o são por convensão e não por legitimidade existencial. Sirleide da Rocha.

    • queruvim  On 24 de março de 2012 at 1:08

      Sua declaração ignora textos tais como 1 cor 8:5,6. “Pois, embora haja os que se chamem “deuses”, quer no céu, quer na terra, assim como há muitos “deuses” e muitos “senhores”

      Além disso no texto acima postei o seguinte comentário:

      “Jesus ao chamar seu pai de “o Único Deus verdadeiro” não estava excluindo totalmente outros de serem considerados “deuses” legítimos. Temos que tomar cuidado e evitar formar teologia a partir de uma declaração que não seja globalmente bíblica. Ou seja que não seja baseada em “Toda a Escritura”. Por exemplo, os Fariseus disseram, numa discussão com Cristo, que “temos um só pai, Deus”(João 8:41). Pouco antes haviam falado que “Nosso pai é Abraão.”( João 8:39). Significa que declarações exclusivas nem sempre são literalmente assim. Se considerarmos as palavras ao pé da letra chegaremos a conclusão de que Abraão era Deus e que Deus era Abraão, visto que os Fariseus chamaram a ambos de “pai”.

      Mais estuda da palavra de Deus e menos cantoria barulhenta faria muitos entenderem melhor a verdade sobre o significado da palavra “Deus” usada nas Escrituras Sagradas.
      O Próprio Jesus ao ser questionado e criticado por estar se fazendo “Deus” por ter afirmado ser filho de Deus ( os judeus disseram que ele se fazia Deus visto q esta palavra significava “poderoso” na mente deles ver êxodo 7:1) Ele, Jesus, usou o Salmo 82:6 onde a palavra deuses (hebraico ELOHIM) é aplicada a deidades secundárias.
      Vamos estudar Sra Rocha.

  • ezequiel  On 24 de março de 2012 at 13:01

    bom dia amigo leitor ,em joão 14 JESUS fala assim, não se aflijam os vossos corações ,exercei fé em DEUS,exercei fé também em mim,na casa de meu pai há muitas moradas,ai JESUS deixa bem claro que só a um DEUS que devemos adorar que é o seu pai ,e em joão 14:12 JESUS diz, digo vos em toda a verdade quem exercer fé em mim,esse fará também as obras que eu faço:e ele fara obras maiores do que estas,porque eu vou embora para o pai.e em joão 13:16 JESUS diz,digo vos em toda a verdade:o escravo não é maior do que o seu amo,nem é o enviado maior do que aquele que o enviou,aqui JESUS deixa bem claro que nenhum que venha a terra enviado por DEUS pode ser maior do que aquele que o enviou.e em isaías 43:10 diz,vós sois as minhas testemunhas;é a pronunciação de JEOVÁ sim ,meu servo a quem escolhi, para que saibais e tenhais fé em mim ,e para que entendais que eu sou o mesmo.antes de mim não foi formado nenhum DEUS e depois de mim continuou a não haver nenhum .eu é que sou JEOVÁ ,e além de mim não há salvador.tenham um bom dia e muito obrigado pela sua atenção.

  • JOSEPH LUZ  On 30 de maio de 2012 at 17:56

    correção da primeira postagem
    Primeiramente parabenizo o autor desse espaço aberto às discussões, de modo respeitoso e acadêmico.

    Com a descoberta dos manuscritos Sinaíticus e Vaticano foi evidenciado que João 21:25 foi uma inserção dentre outras que ocorreram.

    O fato de se supor haver batismo em nome do Pai, Filho e Espírito Santo não é respaldado por estes manuscritos, que são os mais antigos e próximos da época dos apóstolos. Tanto assim é que, em Atos, inúmeras vezes os apóstolos batizavam somente em nome de Jesus (estariam eles desobedecendo Jesus ou realmente o mandamento foi acrescentado?), além do que, Jesus não batizava (seus discípulos, sim).

    Logo este versículo é duvidoso para se apoiar a tese da trindade. Aliás a trindade era comum aos deuses gregos e hindus, e foi inserida após o concílio do séc. IV quando o estado procurou apaziguar as religiões do império. Antes disso, as obras da cristandade não mencionavam a trindade.

    Quanto à divindade de Jesus, é complexo discutir, embora não seja proibida (nem deva) a discussão. É fato que o Filho é o Logus (não só a “palavra” como traduzimos, pois logus, no grego, é “essência-pensamento” e não só “fala” ou “verbo”) de Deus, e é muito difícil para nós, finitos que somos, separarmos a essência de um Ser do próprio Ser.

  • Ezequiel  On 2 de junho de 2012 at 14:02

    Bom dia, em joão 14:23,24,Jesus disse-lhe:se alguém me amar,observará a minha palavra,e meu pai o amará ,e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele.quem não me ama ,não observa as minhas palavras;e a palavra que estais ouvindo não é minha,mas pertence ao pai que me enviou.e em joão 14:28 diz,ouviste que vos disse:vou embora e venho de volta a vós.se me amásseis ,alegrar-vos-íeis de que vou embora para o pai,porque o pai é maior do que eu. temos que acreditar na palavra de Jesus cristo,e no que a Bíblia nos ensina,para fazer a vontade de seu pai, nosso soberano senhor Jeová Deus. muito bom dia a todos.

  • queruvim  On 11 de julho de 2012 at 3:59

    Menos cantoria barulhenta nas igrejas e mais estudo da palavra de Deus ajuda a todos a sair da confusão.

  • Ezequiel  On 14 de julho de 2012 at 12:38

    Bom dia amigos,realmente é muito confuso definir Deus quando não se tem conhecimento Bíblico,a partir do momento que passamos a estudar a Bíblia,as nossas duvidas começão a ter respostas,em Tiago 4:8 Deus mostra como fazer isso vejamos o que la diz, chegai vos a Deus,e ele se chegara a vós.quando nós estamos juntos de Deus é muito fácil definir Deus, o criador do céu da terra,das estrelas,e do universo inteiro.estes são alguns exemplos de como definir Deus,entre outras maravilhosas qualidades do nosso amoroso Deus. a respeito da fé é muito bom termos mas a Bíblia ensina em Tiago 2:26 isto ,deveras assim como o corpo sem espírito esta morto,assim também a fé sem obras está morta. Bom dia a todos.

  • Lord Saga  On 28 de agosto de 2012 at 19:06

    “Em Apocalipse nós podemos observar que os santos adorarão somente aquele, pois o texto não diz que os santos adorarão aqueles e sim (aquele),ou seja, não serão duas e nem três pessoas que serão adoradas, ou do contrário o versículo diria aqueles, e não (aquele) Apocalipse 4.10; 7.11; 7.15.14.7 Todos os textos são claros em afirmar que Deus é quem será adorado e não Jesus Apocalipse 19.10 ; 22.8,9″

    Em Apocalipse 5:14
    Que muitos tentam dizer que Jesus está sendo adorado (Ou que o Cordeiro e o Pai sentado no trono estão sendo adorados juntos).

    A ACF diz que adorarão ao sentado no trono que é “Aquele que Vive Para Todo O Sempre”

    Podem conferir. Não dois, nem três, mas um e justamente o mesmo um do resto do contexto dos capítulos 4 e 5.

  • luis  On 12 de outubro de 2012 at 18:01

    Meu caro, concordo que os textos citados sao biblicos, mas voce deixa de fora todo o contexto que dá ênfase, ou seja, significado ao enunciado, por favor necessário é ler e entender todo o texto e contexto, para depois o falarmos. etc

  • queruvim  On 15 de outubro de 2012 at 20:46

    Não vejo força alguma em sua acusação de descontextualização. Peço a todos que postarem aqui nesta página que no mínimo apoiem seus argumentos com exemplos e abalize e reforce suas observações. Quanto a acusações sem sentido com aparência de estudo não é bem vindo aqui. Nesta pagina não fazemos acusações vazias.Procure apoiar seus argumentos com exemplos. Seja mais responsável em suas colocações. Procure ler com calma. E na hora de postar evite ataques sem base. Muitos tem postado aqui nesta página e tem seus argumentos deletados por este motivo. Mais estudo da palavra de Deus e menos cantoria barulhenta ajuda bastante. Não deletarei comentários críticos do artigo a não ser que estes sejam flagrantemente desrespeitosos. Não é o caso deste comentário, contudo ele é sem base. Acredito que poderia tentar postar algo explicando o que quer dizer. Procure raciocinar com os leitores desta página.

    O que o Sr, Luis não entende é que parece tão otimista que nem sequer prova a tí mesmo o que quer fazer outros acreditar!

    O uso da palavra ELOHIM em Exodo 7:1 é logo no início da capítulo o que exclue sua afirmação de que foi “fora do contexto”. Na verdade não conheço um evangélico sequer que entenda o que este verso diz. Sei que deve haver, mas não conheço. Tente provar pra tí mesmo que a afirmação feita a respeito do uso da palavra ELOHIM neste artigo é errada. Caso consiga, dai sim procure partilhar o que entende. Mas sem escrever água aqui nesta pagina não é Luis?

    Eu ficaria feliz em ver você pesquisando e partilhando o que sabe com todos nós! Sei que tem bastante para partilhar. E sei também que podemos aprender um com o outro.

  • ezequielgloria@hotmail.com  On 25 de outubro de 2012 at 23:31

    Boa noite amigos,em joão 4:23 ,Jesus diz, não obstante,vem a hora,e agora é,quando os verdadeiros adoradores adorarão o pai com espirito e verdade,pois,deveras,o pai esta procurando a tais para o adorarem.e não podemos esquecer que o pai tem nome,não é Deus nem senhor,por que estes são termos indefinidos,a Bíblia mostra em Isaías 42:8, eu sou Jeová este é meu nome:e a minha própria gloria não darei a outrem, nem o meu louvor a imagens entalhadas.e em Isaías 44:6, assim disse Jeová,o rei de Israel e seu resgatador,Jeová dos exércitos: sou o primeiro e sou o último,e além de mim não há Deus. muito boa noite a todos.

  • Luciel  On 10 de janeiro de 2013 at 1:54

    Olá, concordo que o nome de Deus deva ser usado em toda a Bíblia e no dia a dia. Mas qual é o VERDADEIRO nome de Deus?
    Veja que no livro Raciocínios à Base das Escrituras, de autoria da Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, na página 206, há uma pergunta: QUAL É A FORMA CORRETA DO NOME DIVINO – JEOVÁ, IAHWEH ou JAVÉ?
    O começo da resposta já diz tudo: “Ninguém hoje pode saber com certeza como era pronunciado originalmente em hebraico. Por que não? O hebraico bíblico era escrito apenas com consoantes, sem vogais……. Assim perdeu-se a pronúncia original do nome divino.”
    O nome Jeová é usado porque dizem ser o que mais se aproxima do tetagrama e é o mais aceito em todo o mundo.
    Mas vejam que NINGUEM SABE COM CERTEZA e o próprio Criador, não quiz revelar sua pronuncia, pois se Deus preserveu sua Palavra, a Bíblia, até os dias de hoje, com certeza preservaria também a pronuncia e a escrita correta de seu nome, se assim o julgasse ser relevante.
    Logo, quando eu oro a Deus e o chamo de MEU CRIADOR, DEUS TODO-PODEROSO e outros adjetivos, ELE sabe que é para ELE. Deus é sábio. Ele conhece meu coração, meus pensamentos, minhas palavras antes mesmo de sairem de minha boca. Salmo 139:4
    É claro que por isso mesmo, eu também uso o nome de JEOVÁ em minhas orações e pregações. DEUS PAI, JEOVÁ, EU SOU, SENHOR DOS EXÉRCITOS, JAVÉ e etc… sabe que sou seu servo e é a ELE que adoro.
    Fiquem com Deus e parabéns pelo Blog, é bom ver que os irmãos estão empenhados em EXAMINAR AS ESCRITURAS SAGRADAS, seguindo a ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo.
    Abraços Luciel.

    • queruvim  On 10 de janeiro de 2013 at 17:28

      Luciel,

      Não existe em parte alguma das Escrituras Sagradas a frase “Senhor dos Exércitos” que em hebraico se diz Adohn Tseva´Oth.

      Antes, lemos a mais de 1000 anos no texto massorético a frase ” Iehwah Tseva ´Oth “Jeová dos Exércitos”. Também em Exôdo 3:13-15 não existe a frase EU SOU. O povo só repete isso e até mesmo eruditos repetem isso. Mas em hebraico a frase é “mostrarei ser o que eu mostrar ser”. A versão septuaginta apenas parafraseou Exodo 3:13 , não o traduziu literalmente.(Para uma consideração detalhada deste assunto: clique aqui)

      Qual foi um dos motivos de Deus não ter eliminado o perverso Faraó do antigo Egito imediatamente, mas te-lo deixado viver por um tempo? O próprio Deus mandou dizer a este governante ditatorial:

      “Mas, de fato, por esta razão te deixei em existência: para mostrar-te meu poder e para que meu nome seja declarado em toda a terra” Êxodo 9:16

      . Considere com atenção também Luciel que após ter revelado o significado de seu nome a Moisés, Deus lhe fez saber mais, conforme lemos em Exôdo 3:15:

      “Isto é o que deves dizer aos filhos de Israel: ‘Jeová, o Deus de vossos antepassados, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó enviou-me a vós.’ Este é o meu nome por tempo indefinido e esta é a recordação de mim por geração após geração“.

      É a palavra “Senhor” que é a “recordação” mencionada? claro que não!

      Logo após mencionar não um título, mas seu nome pessoal, Ele afirmou que seria recordado de “geração após geração”. Isto indica que seu nome não seria abandonado. Observe o que a Ogranização de Jeová publicou a este respeito e nos dá o que pensar:

      “Visto que, atualmente, não se pode ter certeza absoluta da pronúncia, parece não haver nenhum motivo para abandonar, em português, a forma bem conhecida, “Jeová”, em favor de outra pronúncia sugerida. Se tal mudança fosse feita, então, a bem da coerência, deviam ser feitas alterações na grafia e na pronúncia de uma infinidade de outros nomes encontrados nas Escrituras: Jeremias seria mudado para Yir·meyáh, Isaías se tornaria Yeshaʽ·yá·hu, e Jesus seria ou Yehoh·shú·aʽ (como no hebraico), ou I·e·soús (como no grego). O objetivo das palavras é transmitir idéias; em português, o nome Jeová identifica o verdadeiro Deus, transmitindo esta idéia mais satisfatoriamente, hoje em dia, do que qualquer dos substitutos sugeridos”. iT 2 página 493.

      “Nossos Leitores Perguntam

      Por que devemos usar o nome de Deus se não temos certeza de sua pronúncia?

      Hoje em dia, ninguém sabe exatamente como o nome de Deus era pronunciado no hebraico antigo. Mas é digno de nota que o nome divino aparece na Bíblia cerca de 7 mil vezes. Jesus divulgou o nome de Deus quando esteve na Terra e instruiu seus discípulos a orar pela santificação desse nome. (Mateus 6:9; João 17:6) Portanto, uma coisa é certa — o uso do nome de Deus é de máxima importância para a fé cristã. Então, por que hoje não temos certeza de como esse nome era pronunciado originalmente? Existem dois motivos principais.
      Primeiro, há cerca de dois mil anos surgiu entre os judeus uma superstição de que era errado pronunciar o nome de Deus. Quando um leitor encontrava o nome no texto bíblico, ele o substituía por “Senhor”. Assim, depois de muitos séculos sem se usar o nome de Deus, sua pronúncia foi esquecida.
      Segundo, o hebraico antigo era escrito sem vogais, bem parecido a algumas abreviações em português e em outras línguas. Quando o leitor lia o texto, ele supria de memória as vogais que faltavam. Com o tempo, criou-se um sistema para evitar que a pronúncia das palavras em hebraico fosse completamente esquecida. Acrescentaram-se sinais vocálicos a cada palavra que aparecia na Bíblia Hebraica. Mas, no caso do nome divino, colocaram-se sinais vocálicos para lembrar o leitor de pronunciar a palavra substituta, ou seja, “Senhor”, ou então não se colocou nenhum sinal.
      Em resultado disso, o que sobreviveu foram as quatro consoantes chamadas de Tetragrama, que um dicionário define como “as quatro letras hebraicas, em geral transliteradas IHVH ou JHVH, que formam o nome próprio, bíblico, de Deus”. Em português, a forma mais conhecida e amplamente aceita desse nome é “Jeová”.
      Alguns eruditos, porém, recomendam o uso da pronúncia “Iavé”. Será que essa forma se aproxima mais da pronúncia original? Ninguém pode ter certeza disso. Na verdade, outros eruditos dão várias razões para não se usar essa pronúncia. É provável que os nomes bíblicos, quando falados em uma língua moderna, não soem nada parecido com a pronúncia do hebraico original, mas poucos dão importância a esse fato. Isso se dá porque esses nomes se tornaram parte de nossa língua e são facilmente reconhecidos. O mesmo acontece com o nome Jeová.
      Os cristãos do primeiro século eram chamados de povo para o nome de Deus. Eles divulgavam o nome divino a outros e os incentivavam a invocá-lo. (Atos 2:21; 15:14; Romanos 10:13-15) Sem dúvida, não importa nosso idioma, para Deus é importante que usemos o seu nome, conheçamos o seu significado e vivamos em harmonia com o que ele representa.” W 08 1/09

      O ensino do nome de Deus é um dos principais e mais básicos ensinos da Bíblia.
      Aparece mais de 7.000 vezes na Bíblia – nenhum outro nome ou titulo referindo-se a ele aparece tantas vezes -, será então que Deus teria colocado tantas vezes o seu nome na Bíblia se não fosse para ser usado e para que as pessoas o conhecessem? Salmo 83:18 nos diz: ” ‘Para que as pessoas saibam‘ que tu, cujo nome é Jeová, Somente tu és o Altíssimo…”

      É um fato de que o nome de Deus, Jeová, é o nome mais importante que existe – é sem igual.
      E ele quer que usemos este nome (Romanos 10:13) assim como Jesus fazia (João 17:6).

      O interessante também Luciel é que Revelação(Apocalipse) diz claramente:

      “Estou dando testemunho a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste rolo: Se alguém fizer um acréscimo a essas coisas, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste rolo; e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do rolo desta profecia, Deus lhe tirará o seu quinhão das árvores da vida e da cidade santa, coisas das quais se escreve neste rolo”.

      Ai raciocinamos: Se foi Deus quem inspirou a Bíblia, se foi ele mesmo que alertou sobre mudar algo que estava escrito, como foi que tais religiões chegaram ao ponto de se achar no direito de tirar o nome de Deus da Bíblia e trocar por ‘Deus”, “Senhor” e ainda outras palavras a bel prazer?

      De fato, seria o mesmo que a Presidente do Brasil escrever uma carta contendo assuntos vitais para os brasileiros, e envia-la para ser lida em publico a todo o povo. Mas no meio do caminho, alguém se acha no direito de trocar completamente as palavras que estavam escritas na carta.
      Assim os lideres religiosos se acharam no direito de ocultar algumas informações da Bíblia e ainda acrescentar outras.

      De fato, a sentença de tais organizações religiosas já foi dada. E o seu julgamento foi decretado pelo próprio Jeová Deus (Rev. 18:4,8 – 19:20).

      Observe também o que eu publiquei nesta página “TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DEFENDIDA” sendo este, porém , um estudo mais avançado:

      http://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com/2010/11/09/sobre-a-pronuncia-do-nome-de-deus-jeova-ou-jave/

  • O Sentinela em Vigia  On 9 de março de 2013 at 20:00

    Eu estou amando este site, porque as heresias não sobrevivem aqui, são desmontadas com facilidade, por mais enroladas que pareçam. Vou ajudar a divulgar seu site ainda mais. Conte com o meu apoio.

  • Milton Marques  On 5 de junho de 2013 at 13:25

    meu caro poderia me informar em que momento Deus refere a moises de Elohim ou aleim??

    • queruvim  On 5 de junho de 2013 at 22:08

      Prezado leitor, Em exodo 7:1, conforme claramente explicado no artigo. Sobre “aleim” nunca ouvi falar.

  • Orlando Santos  On 19 de julho de 2013 at 15:19

    Este site apologético sobre as crenças das Testemunhas de Jeová é muito bom!(3 João 3) Porém, eu gostaria de dizer ao moderador deste, que eu não conheço, mas gostaria muito de conhecer, que não deixe de defender o nome de Jeová e sua organização de casa em casa, que priorize dar testemunho assim como Cristo estabeleceu modelo para todos nós Cristãos Verdadeiros.(Luc 4:43, Atos 5:42)
    Acredito que comentários como estes não viriam de um apóstata (Luc 11:23) mas de uma pessoa sincera e que tem firme desejo de defender a soberania de Jeová; Portanto, procure pesquisar também, as orientações do Escravo Fiel e Discreto sobre isso. NOTE: (km 9/02 8; km 11/99 3-4).
    Sabemos que eles são o canal usado por Jeová hoje para dar a Sua orientação e encorajamento ao povo que leva o nome Dele. Òtima iniciativa! O felicito por isso, mas continue a pesquisar,OK?
    Jeová seja contigo!!! (Sal 149:4)

  • Queruvim  On 28 de julho de 2013 at 15:11

    Há alguma Testemunha de Jeová nesta lista de “benfeitores”?

  • Saga  On 29 de julho de 2013 at 4:13

    TEMA: Quem é realmente monoteísta e quem é politeísta?

    Subtitulo – Deus, Deuses, Elohim, Theos

    1
    –Deus é uma das palavras que servem como título da pessoa de Jeová–
    Elohim e Theos são termos usados pelos do povo de Deus em grego e hebraico para louvar e descrever a Jeová. Jeová é uma pessoa e tem muitos títulos, títulos esses que servem para descrevem suas qualidades, sua natureza, suas perfeições. A palavra “Deus” dá um sentido de autoridade e poder, sendo muito própria para ser usada com referência a pessoa chamada Jeová, assim como o são termos como Todo Poderoso, Altíssimo, Criador, Soberano Senhor, etc.

    2
    — As palavras bíblicas pra descrever deidade —
    As palavras hebraicas para “deus” remetem a força e poder, sendo Jeová poderoso ele é descrito como “Deus”, sendo ele Todo Poderoso é chamado de o “único Deus” ou seja o “Único Poderoso”, mas existem outros também chamados de poderosos ou de “deuses”. Quando se destaca a sua unidade, indica que ninguém tem o Poder no mesmo grau que Jeová tem, ele tem o poder absoluto sendo a FONTE de todo o poder, todo poder que existe vem Dele, não existindo outra fonte independente de poder, por isso o único poderoso, ou único Deus, qualquer outro poderoso ou deus, no fim das contas deve seu poderio ou deidade a Jeová.

    3
    -Descrição filosofo teológica do que é SER DEUS monoteísticamente falando-

    Voltando ao ponto que eu estava dizendo, a filosofia e os manuais de teologia descrevem o conceito de “Deus” como significando o seguinte: A Causa Primária, o Ser Eterno, o Supremo Intelecto, o Absoluto, Alto Existente, por fim vem a seguinte descrição simplista; Deus é um ser Onisciente, Onipotente e Onipresente. Com essa descrição em mente, vemos que não é qualquer um que pode ser considerado D-E-U-S, muitos dos que são chamados “deuses” não demonstram esses atributos, então não afetam em nada a unicidade de Deus, ora se existisse Zeus, Osiris, Thor, Odin, nada mudaria, DEUS CONTINUARIA SENDO UM, pois pela definição proposta ali em cima, esses seres não são eternos, onipotentes, oniscientes. Aí está a diferença entre Deus e deuses, aí está o que significa Monoteísmo, monoteísmo é crer que exista Uma Causa Primária, Um Ser Eterno, Um Ser Supremo, Um Onipotente.

    O que faz alguém ser ou não ser Deus são esses atributos…de Eternidade, Onipotência, Onisciência, Auto-Suficiência…não é ser chamado pela palavrinha deus,dei, deo, theos, el, eloah, elohim. Deus é O Ser Mais Poderoso, Mais Antigo e Mais Sábio do Universo, se alguém não for alguma dessas coisas, automaticamente já não é Deus. Por isso se diz que o indiano Indra é um deus, a grega Persefone é uma deusa e o árabe Alá é Deus! A descrição religiosa de Alá confere ao Deus Islâmico o status de ser Deus neste sentido e não meramente ser uma deidade em outro sentido.

    3
    –Descrição simplista de alguns dicionários–
    Outra descrição comum e mais geral de “deus” aquilo que se considera maior do que a si mesmo -sobrehumano- e se presta culto de adoração. Se você considera algo como maior do que você mesmo e lhe presta adoração, então você tá fazendo daquela pessoa ou coisa seu deus. Pode ser uma entidade, uma pessoa ou um objeto.

    4
    — Trindade e a comparação com os 3 itens anteriores–

    Agora quem é que sugere a existência de mais uma pessoa que sejam poderosas a este ponto? Que sejam onipotentes, oniscientes, onipresentes? Três que eram eternas, três que criaram o mundo, três alto suficientes? Três que possam ser adoradas?

    Sentiram a ironia???
    O que poderia quebrar essa situação, ironicamente seria a próprio ídeia de Trindade, embora “ela” insistaaaaaa serrrr monoteístaa, monolátrica, é justamente com ela podemos cair numa situação onde temos TRÊS FONTES DE PODER, cada qual sendo infinita e onipotente por si mesma, sem depender da outra, sem nenhuma precedendo a outra, aí sim teríamos Três Poderosos, temos Três Pessoas Poderosas, TRÊS DEUSES.

    (Embora a Trindade se diga monoteísta, ela tenta colocar Deus como sendo uma abstração, existe um Deus impessoal [a GODHEAD], já concretamente como pessoa, o que temos são três pessoas divinas, que poderiam muito bem ser chamados individualmente de Deuses, enquanto que a abstração, a GODHEAD continua sendo uma só. No Hinduísmo existe a Trimurti, ora, o que é a Trimurti senão três pessoas divinas -deuses- que formam a Bhramane que é um conceito abstrato de GODHEAD??? Deus como pessoa está nos três membros da Trimurti -Shiva, Vishnu e Bhrama- já Deus como conceito abstrato é o Bhramâne, os três são pessoas, são poderosos são deuses, já o Bhramane não se diz direito o que é, tá mais para um conceito abstrato, poucos tomam como um Deus pessoal a se prestar culto, já acham que estão prestando culto a essa GODHEAD quando adoram os deuses da Trindade Hindu)

    OBS: Numa busca pela internet, se ve gente -trinitarista claro- falando em JEOVÀS [sim no PLURAL], é ou não politeísmo, POLILATRIA ?

    *Esclarecimento => É uma reclamação constante, que pretensos apologistas digam as TJs adoram dois deuses, um maior -Jeová- e um menor -Jesus- , então elas estão em idolatria ou politeísmo ou ao menos henoteísmo. Mas de fato conforme as descrições acima as TJ só reconhecem a existência de um Deus e só adoram [latria] a ele. Só tem um ser como Supremo, só creem em um Criador, um Eterno, uma Causa, um Todo Poderoso e sendo assim somente ele digno de toda a adoração, assim sendo não encaixa de forma alguma o termo politeístas para tais. (Um estudo profundo em cima das palavras bíblicas para Deus e das palavras costumeiramente vertidas como adoração nas Escrituras responde todas as dúvidas a este respeito, sem sofismas e sem falácias de falsa dicotomia. O objetivo de um sofista é ganhar um debate de qualquer jeito nem que seja no grito, na enganação e na deturpação, assim ele não se preocupa de usar falácias ou sofismas no processo, ele usa de táticas que sabe serem desonestas e de dados que sabe serem inexatos, mas ele não liga, advogados e políticos gostam muito de tais táticas sofistas. )

  • Saga  On 23 de agosto de 2013 at 0:12

    Li um artigo que sugere que os anjos são chamados de deuses em outras passagens além do Salmo 8:5; por exemplo no Salmo 138:1, 95:3 e 97:7

    Aí dizia o seguinte, que eruditos dizem que a expressão filho de Deus, seria um hebraísmo que quer dizer deuses, um filho dos homens, é um homem, uma filha dos homens é uma mulher humana, um filho de Deus, é um deus. Assim se equaciona as passagens que chamam os anjos de elohim com as que os chamam de filhos de elohim.

    Mas antes que algum Trinitário -ou Unicista- se assanhe, isso não serveria para dizer que “Jesus, por ser Filho de Deus é Deus”, pois embora a regra talvez servisse para incluir dentro de uma CLASSE geral, não serve para determinar uma IDENTIDADE, quer dizer, identificar uma pessoa. Usarei o exemplo de Adão.

    Classe é muuutio diferente de Identidade

    A palavra adão significa homem, então falemos de Adão e dos filhos de Adão e as filhas de Adão. Quem é filho de Adão, é adão ou “um adão” (um homem ou ser humano), mas não é O ADÃO, quer dizer, ele não pode ser seu próprio pai Adão! Ele faz parte da família adâmica (Classe), mas não é o próprio Adão (Identidade). Além disso, pense no homem chamado Adão, ele era um filho do homem (ou filho de Adão)? Obvio que não! O termo filho de adão/filho do homem NÂO SE APLICA A ADÃO. Ele não pode ser FILHO DE SI MESMO, nem existe qualquer outro homem antes dele que lhe possa ser pai!

    Pela mesma lógica, um “filho de Deus”, não poderia nunca ser Jeová Deus, Jeová não é filho de ninguém, nem tem pai. Jeová não é uma classe de seres, ele é uma pessoa. As pessoas podem ser do mesmo gênero que outras, serem da mesma família, terem o mesmo clã, fazerem parte da mesma natureza, terem qualidade em comum (serem da mesma classe), mas nunca podem SER OUTRA PESSOA (terem a mesma Identidade), a identidade é intransferível, eu sou eu, você é você e o Queruvim é o Queruvim. Deus não é Filho de Deus, embora um filho de Deus poderia ser um deus assim como Adão não é filho do homem embora um filho do homem possa ser um homem,

    Embora existam vários “adões”, Adão, o primeiro homem feito do pó da terra, só existiu um. Vejam a diferença entre um substantivo próprio e um substantivo comum. O substantivo comum expressa algo genérico -vários podem ser aquilo-, o substantivo próprio especifica uma identidade única.

  • messias josé gonçalves  On 1 de setembro de 2013 at 19:25

    Eu perguntei qual o significado da palavra Deus em si. O
    que contém esta palavra para um deus, entre aspa, ser chamado.Qual o seu conteúdo verdadeiro se ela já existia a milhares de anos antes dos judeus terem deduzido um Deus, se já existia milhares deles, – Na verdade acompanha outra pergunta: quem é Deus em si – como hoje. Esta palavra casa com o Deus dos judeus, ou seja sincroniza com ele?
    Porque um deus chama Deus e não outro nome?

  • Nilson Rocha  On 19 de outubro de 2013 at 19:03

    É interessante que o conceito das Testemunhas de jeová no passado era esse:A Bíblia demonstra que o nome de Quem exerce poder
    supremo na criação e em todas as coisas, é Deus .
    Êle tem tambem outros nomes que se encontram na
    Bíblia, todos os quais teem um significado profundo
    acêrca do seu propósito para com as suas criaturas. Um
    estudo criterioso da Bíblia prova que ela é absolutamente
    verdadeira . Ao passo que se vai avançando no exame
    das paginas sagradas, ficareis maravilhado .( Livro criação pag 10 ) Isso mostra o quanto o entedimento delas progrediu.

  • Apostolo TDS  On 7 de novembro de 2013 at 16:39

    O irmão só pecou numa única coisa – o verdadeiro significado da palavra ‘ELOHIM não é “Deus” como o irmão disse. O termo é plural e, por isso, deveria ser traduzido sempre como “Deuses”. Quando aparece o mesmo termo no singular, é o hebraico ‘El. Este sim, é o verdadeiro equivalente de “Deus” em português. Em que isso tudo implica?

    Que devemos evitar inserir na Bíblia nossas crenças, por mais fundamentadas que estas sejam e por mais comum o termo ficou conhecido devido a má tradução – leia-se deturpação mesmo – nos últimos séculos.

    A Tradução dos Deuses Santos das Testemunhas de Jeová/Testemunhas dos Deuses Santos, será a única tradução que se apegará fielmente ao texto original hebraico, aramaico e grego das Escrituras Sagradas. Vale apena o irmão entender isso.

    Apóstolo TDS

    • Queruvim  On 7 de novembro de 2013 at 19:57

      Prezado Apóstolo, eu, o autor desta página escrevi extensamente sobre o significado da palavra hebraica Elohim neste artigo. Além disso, no artigo acima, deve ter despercebido, que citei um dicionário onde lemos:


      Elohim (deus, deuses) é definido como sendo :

      I. Deus, deus, deuses
      II. governantes, juizes, anjos
      III. Pl. intensivo – deus, deusa

      O que o faz pensar que “pequei” e que algo tão básico não seja do meu conhecimento? O Sr é que peca em dizer que El é a forma singular de Elohim. El é a forma abreviada de Elohim, ao passo que a forma singular de Elohim é Eloah (אלוהּ), sendo ´Eloah singular feminino de Elohim. Muito embora sejam usadas intercambiavelmente, estes são os significados específicos. Escrevi um artigo falando sobre O PLURAL MAJESTÁTICO HEBRAICO, onde poderá encontrar citações falando sobre o substantivo Elohim onde afirmei que:

      Tenho estudado o “plural majestático” e notado como este é documentado nas cartas de Tell el Amarna…”

      Sua afirmação de que “Elohim é plural e deve ser sempre traduzido Deuses” nos revela muito sobre seu conhecimento do assunto. Até porque das 2598 vezes que Elohim aparece no texto massorético da Bíblia Hebraica, 99% é traduzido “Deus” em todas as versões da Palavra de Deus.

      Provérbios 15:2

      Agradeço pelo seu comentário e lhe desejo felicidades e boas pesquisas!

    • Saga  On 7 de novembro de 2013 at 21:36

      “Apostolo” ? Tá bão ein.

      Não sei qual da ironia, quem insiste na questão do plural de elohim são os trinitários, então são estes que deviam passar a utilizar “Deuses” em vez de “Pessoas Divinas”, adorar Três Deuses em Um.

    • Cefas  On 13 de novembro de 2013 at 9:49

      ………………..,-~*’`¯lllllll`*~, 
      …………..,-~*`lllllllllllllllllllllllllll… 
      ………,-~*lllllllllllllllllllllllllllllll… 
      ……,-*lllllllllllllllllllllllllllllllll… 
      ….;*`lllllllllllllllllllllllllll,-~*~-… 
      …..\lllllllllllllllllllllllllll/………\;;… 
      ……\lllllllllllllllllllll,-*………..`~-~… 
      …….\llllllllllll,-~*…………………)_-\..*`*;.… 
      ……..\,-*`¯,*`)…………,-~*`~.……………/ 
      ………|/…/…/~,……-~*,-~*`;……………./.\ 
      ……../…/…/…/..,-,..*~,.`*~*…………….*…… 
      …….|…/…/…/.*`…\………………………)….)¯`~, 
      …….|./…/…./…….)……,.)`*~-,…………/….|..)… 
      ……/./…/…,*`-,…..`-,…*`….,—……\…./… 
      ……(……….)`*~-,….`*`.,-~*.,-*……|…/.…/…… 
      …….*-,…….`*-,…`~,..“.,,,-*……….|.,*.… 
      ……….*,………`-,…)-,…………..,-*`…,-*….(`-,… 
      …………..f`-,………`-,/…*-,___,,-~*…… 

  • waldemar teofilo  On 12 de novembro de 2013 at 10:01

    vc não sabe de nada estuda mais e vc vai ver que elohim vem de elloí o mesmo que lodo ou barro vc tem que ir na raiz da palavra e deus é o mesmo que dia ou zeus

    • Queruvim  On 13 de novembro de 2013 at 0:15

      What??????????

      Puxa! Agradeço muito pela ajuda e “esclarecimento”. Poderia me dizer mais sobre esta palavra “elloí” e “dia”? Estamos ansiosos para aprender com os que sabem! O Sr com todo este conhecimento deve ser Pastor. E provavelmente pastor alemão. Vejo falar que na alemanha tem muitos pastores também. Fiquei muito contente com seu comment foi muito proveitoso. Conheço um cara que tem uma página ou Instituto apologético e ele sabe tanto quanto o Sr!

  • Marcelo  On 11 de dezembro de 2013 at 15:35

    Queruvim

    Interessante que Jeová disse que Moisés seria Elohim para os egícios. Elohim, não El.

    Será que era plural magestático ou plural literal?

    Tornou-se Moisés uma trindade?

    • Queruvim  On 11 de dezembro de 2013 at 18:23

      Claramente um plural abstrato não numérico com caraterística de um plural intensivo. Mais especificamente um plural majestático.

  • André  On 14 de dezembro de 2013 at 1:48

    Estou mais do que achando, estou tendo a certeza do seu interesse em dividir as verdades bíblicas com todos! Parabéns Queruvim! Veja a última pérola que ouvi a poucos dias:

    “Jesus realmente era menor do que Jeová antes de sua morte e ressurreição, mas quando recebeu toda autoridade no céu e na terra ele se igualou ao Pai.”

    Só que a pessoa esqueceu de um fato, revelado em 1 Reis 8: 27 que deixa claro a respeito da pessoa de Jeová: “…que os próprios céus, sim, o céu dos céus, não te podem conter,…” Ou seja o Universo físico (o céus dos céus) não pode conter ou suportar a presença da pessoa de Jeová. No entanto quando Jesus Cristo afirmou ter recebido toda autoridade no céu e na terra em Mateus 28: 18 ele ainda estava pessoalmente aqui na terra. Pergunto eu: “Se Jesus se igualou a Jeová, como o nosso minúsculo planeta o conteve enquanto dizia essas palavras?”

  • oTESTEMUNHAdeJAH  On 26 de janeiro de 2014 at 20:44

    Se ELOHIM está no plural e se segundo os TRINITÁRIOS significa a pluralidade de Deus, por que nenhuma tradução TRINITÁRIA aceita traduzir ELOHIM por Deuses por exemplo em Genesis 1:1? Claro, por que se fizerem isso teriam que se render ao fato de que tal tradução indicaria um POLITEISMO, já que não dá pra resolver na tradução eles procuram forçar a barra na argumentação.

    Dizem que Deus são 3 pessoas distintas mas uma única Deidade, afirmando que existe o PAI, existe o FILHO e existe o ESPIRITO SANTO e que contudo o PAI não é o FILHO que não é o ESPIRITO SANTO e que não é o PAI e assim por diante.

    Mas se segundo os Trinitários o Pai não é o Filho por que eles usam e abusam de Joao 10:30; 14:6, 9 para afirmar que o Pai e o Filho são os mesmos? Alguém consegue entender essa linha de argumentos trinitários?

    • foxhound  On 26 de janeiro de 2014 at 21:04

      é difícil não é mesmo?
      Muita complicação.

  • Saga  On 9 de março de 2014 at 4:10

    “Seria Jesus um “Deus” falso? Visto que na Bíblia só há um Verdadeiro (Isaías 43:10)?
    Que pensamento bobo. Isaías 43:11 diz que apenas Deus é salvador.
    Então o os Juízes bíblicos que salvaram o povo de Israel das mãos dos filisteus eram “FALSOS salvadores” ? (Juízes 2:16 ; 3:9,15; 1 Samuel 10:19)”

    A minha pergunta é muito pertinente até porque é a mesma passagem bíblica: Isaías 43:10, 11. O verso 10 fala sobre Jeová ser um Deus único e verso 11 sobre ser um Salvador único, então a analogia que compara a interpretação do versículo 10 com o versículo 11 se chama CONTEXTO,

    Jeová é o Salvador, e outros também são salvadores, mas não foram falsos salvadores, salvaram Israel embora não fosse Deus, pois foram instrumentos de Deus para a salvação de Israel, sim Deus salvou seu povo por meio deles, os seus agentes de salvação. É por isso que Josué tinha este nome que significa “Jeová é a salvação”, para lembrar que embora o vissem agindo contra os cananeus, no fim das contas a salvação deles partia de Jeová que foi quem o capacitou e incumbiu desta missão.

    “A Bíblia diz que Jesus é o Filho Único de Deus. (Jo 3:16)
    Os anjos são “FALSOS filhos” de Deus? (Jó 1:6 ; 38:7)”

    Pertinente, quem ousa negar que existam outros filhos de Deus? Aí dirão “ah mas não vale, Jesus é um tipo diferente de filho de Deus” e Jeová é um tipo diferente de Salvador, Deus e Pai.

    “A Bíblia diz que apenas Deus é Pai. (Mateus 23:9). Então o pai do Luiz é um “FALSO pai”?” Mateus 23:9 – > Além disso, não chameis a ninguém na terra de vosso pai, pois UM SÓ É VOSSO PAI”

    Este é ainda mais simples, pois temos nossos pais terrestres e soa até derespeito ou desonroso se nos negarmos a chama-los de “pai”, ora até Deus os chamam de nossos pais! Mas o bobo pensamento trinitário contido neste argumento deles segue este tipo de lógica. Mas então, Deus é Pai, porém existem muitos pais, o que acontece é que não são pais no mesmo sentido que Deus é. Inclusive por ser a causa primária, Jeová se torna o Pai dos pais ou o Pai de todos os país que existiram ou virão a existir.

    “Quando a Bíblia diz que o Pai é o único Deus. (Jo 17:3, 1 Cor 8:5,6) Não impede que outros sejam chamados de “Deus”, mas significa que ele é Deus em certo sentido [...] em que Só Ele É.”
    Olhem 1 Cor 8:4-6, ela usa o termo “theos” em dois sentidos, uma no sentido geral, em que existem vários “deuses”, e por fim no sentido absoluto, onde só existe o Pai; como disse Cristo quando falava sobre o mesmo assunto, a Escritura não pode ser anulada, nesta passagem Paulo não inclui Cristo como fazendo parte do sentido absoluto, assim como no dialogo de Jesus em Jo 10:31-36 ele também não se inclui no sentido absoluto, mas a conversa se concentra em “deuses” no sentido subordinado, como os do Salmo 82.

    Inclusive gostaria de lembrar a todos os leitores trinitários, de que na passagem em questão os fariseus não o acusaram de se fazer divino no sentido absoluto, senão a resposta de Jesus seria sem relação e eles teria rechaçado seu argumento do Salmo 82. Eles imediatamente diriam que esses deuses não tinham nada a ver com o assunto, pois eles o estavam acusando era de se fazer o próprio Adonay Elohim Ek Shaday Elyon de Israel! A defesa de Jesus foi eficaz porque foi concorde ao ponto que os fariseus trouxeram. Por isso a Almeida e outras traduções estão erradas ao usar “te fazes Deus” assim com “D” maiúsculo induzindo os leitores ao erro. “te fazes um deus” como a TNM colocou está gramatical e contextualmente correto, theos nem tem artigo aqui, de como que eles não o acusaram assim…”te fazes O Deus” mas de se fazer “deus” em um sentido indefinido, por isso o artigo indefinido é bem vindo em português.

    “Também é assim com termos como Pai, Salvador, Bom, Santo, Sábio. Outros também são pais, salvadores, bons, santos ou sábios, mas em sentido diferente do que (somente) Deus é.“

    Jesus disse que só Deus é bom.
    `(Marcos 10:18) Jesus disse-lhe: “Por que me chamas de bom? Ninguém é bom, exceto UM SÓ, DEUS.

    (Mateus 12:35) O HOMEM BOM, do seu bom tesouro, envia coisas boas(Gálatas 5:22) Por outro lado, o frutos do espírito é [...] BONDADE´
    ´(Lucas 8:15) Estes são os … com um coração excelente e BOM.´
    ´(Lucas 19:17) ‘Muito bem, escravo BOM!´
    ´(Lucas 23:50) E eis um homem de nome José, que era membro do Conselho, homem BOM e justo ´

    Paulo chama Deus de o único sábio,
    (Romanos 16:27) "a Deus, ÚNICO SÁBIO

    Só que:
    (Gênesis 41:33)Portanto, procure agora Faraó um homem discreto e sábio
    (Êxodo 35:25)
    E todas as mulheres de coração sábio(Deuteronômio 4:6) ‘Esta grande nação é indubitavelmente um povo sábio
    (2 Samuel 13:3) E Jonadabe era um homem MUITO SÁBIO
    (2 Crônicas 2:12) Bendito seja Jeová, o Deus de Israel, que fez os céus e a terra, porque deu a Davi, o rei, um filho sábio
    (Provérbios 1:5) O sábio escutará e absorverá mais instrução
    (2 Timóteo 3:15) Os escritos sagrados, que te podem fazer sábio

    Percebem?

    Que tal em Apocalipse lermos isto: Apocalipse 15:4 - Porque SÓ TU ÉS SANTO

        Será que os outros santos seriam falsos santos? 
    

    E antes que alguém venha falar, os textos acima se referem ao Pai, em Marcos 10:18, Jesus não está se gabando, mas redarguindo alguém que tinha o chamado de bom, Apocalipse 15:4 está falando do Ser Que Está Sentado No Trono e não do Cordeiro (também não está falando dos Sete Espírito, o que causaria um problema sério no Trinitarismo), e em Romanos 16:27 o sábio Deus em questão não é Jesus Cristo, leiam direitinho

    (Romanos 16:27) A Deus, único sábio, seja a glória por intermédio de Jesus Cristo, para sempre. Amém.

    É ao Pai, que é Deus, o único sábio, por meio de Jesus Cristo, seu Filho. Este termos de singularidade quando dirigidos ao Pai não impedem que outros, inclusive Cristo, sejam chamados de bom, santos, sábio mas o colocam em supremacia única, o que com certeza QUEBRA a Trindade, pois teríamos uma pessoa só que teria tais atributos em níveis absolutos, quando o “correto” segundo a doutrina de Trindade, seriam existir três.

    Se o Pai for o único sábio e o único santo em nível absoluto, o que dizer das outras supostas pessoas da tal da Trindade? Pois é. é que a Bíblia fala do Pai como absoluto e de tudo e todos os mais como sujeitos a ele, sem excessão, é isso que nega que a Trindade seja uma doutrina bíblica, o fato do Pai ser descrito nestes termos, pois aí, cadê a coigualdade????????

Trackbacks

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 235 outros seguidores