Arquivos da Categoria: Nome Divino

Relacionado ao Nome de Deus, Jeová (IHVH)

Yehováh deriva-se da raiz de três letras HYH

Abaixo a opinião de Nehemia Gordon sobre o verbo associado ao Tetragrama

“Raízes inteiras

A maioria das raízes hebraicas são raízes “inteiras”, o que significa que todas as três letras da raiz estão presentes, independentemente de como a raiz é usada em diferentes formas gramaticais. Por exemplo, a raiz hebraica SH.M.R. [שָׁמַר]   tem o significado básico de “guardar”. O idioma hebraico pode empregar essa raiz de várias maneiras, cada uma com uma nuança de significado diferente, como os verbos SHaMaRti “eu guardei” e hiShaMeR “tenha cuidado” (esteja atento), o substantivo miSHMeRet significa “dever” (que uma pessoa deve estar em guarda para manter) e os nomes SheMeR e SHoMRon. Como uma raiz “inteira”, as letras shin, mem e resh estão sempre presentes em palavras derivadas dessa raiz.

Raízes incompletas

O oposto de uma raiz “inteira” é uma raiz incompleta ou “oca”. Nas raízes “ocas”, uma ou mais das três letras da raiz podem estar ausentes em certas formas gramaticais. Por exemplo, a raiz BNH “construir” perde a terceira letra da raiz no verbo baniti (soletrado BNYty) “eu construí”. Nesta forma do verbo, o H do BNH desaparece e é substituído por um Yod. Se você não conhecia os verbos com raízes incompletas e viu a palavra baniti, pode pensar que a raiz é BNY, quando na verdade é BNH.

Yehovah provém de uma raiz incompleta

O nome Yehovah deriva-se da raiz de três letras HYH, que significa “ser”. Sabemos disso em Êx 3:14, no qual o Todo-Poderoso explica seu nome como “Ehyeh Asher Ehyeh”. A palavra Ehyeh é um verbo “imperfeito” da raiz HYH que significa “ser”. No hebraico posterior, a forma “imperfeita” assumiu o significado de “futuro”, mas no hebraico bíblico expressa principalmente uma ação repetitiva. Em inglês simples, Ehyeh significa “eu sou agora e continuarei no futuro”. É por isso que Ehyeh Asher Ehyeh pode ser traduzido como “Eu sou o que sou”, mas também como “Eu serei o que serei”. Ambas as traduções estão corretas, mesmo que sejam um pouco imprecisas. Uma tradução precisa seria: “Eu sou agora, e continuarei sendo no futuro, o que sou agora, e continuarei sendo no futuro”. Isso é um bocado.

A palavra eHYeH tem todas as três letras da raiz HYH, o que pode levar você a concluir que HYH é uma raiz “inteira”. No entanto, em outras formas do verbo, a segunda e a terceira letra caem, o que significa que é uma raiz incompleta ou “oca”. Por exemplo, HaYiti (soletrado HYYty) “eu estava”, está faltando a terceira letra da raiz H e, em seu lugar, tem um Yod. Por outro lado, no imperativo singular masculino Heveh  “seja!” está faltando a segunda letra da raiz e, em seu lugar, há um Vav. Esta última informação é crucial, porque significa que em certas formas, a raiz se parece com HVH, mesmo sendo de fato HYH. Jeová vem da mesma raiz que Ehyeh: a raiz oca HYH. Jeová é na verdade uma combinação de três formas verbais: Hayah “ele era”, Hoveh “ele é” e Yih’yeh “ele é agora e continuará sendo no futuro”. Juntos, Hayah, Hoveh e Yih’yeh se combinam no nome Yehová.” FONTE:  A Desastrosa incompreensão do Nome Yehovah. Nehemia Gordon. Disponível em: <https://www.nehemiaswall.com/disastrous-misunderstanding-yehovah>



Minhas observações sobre as palavras do erudito Nehemia Gordon:

Estatisticamente, o emprego de ehyeh no texto hebraico apresenta uma acepção uniforme de “eu serei” ou “eu mostrarei ser”, “me tornarei”. Esta é de um modo geral a definição do verbo Hayah (היה) no Qal Imperfeito da 1ª Pessoa Comum do Singular, em suas 43 ocorrências. Entendo que o campo semântico de ehyeh até pode ser mais amplo, mas o uso bíblico desta grafia possui uma semântica que se limita normalmente a esfera de um evento futuro. Em Deut. 31:23 é claramente empregado com relação a um evento especificamente e unicamente futuro.

23 וַיְצַ֞ו אֶת־ יְהוֹשֻׁ֣עַ בִּן־ נ֗וּן וַיֹּאמֶר֮ חֲזַ֣ק וֶֽאֱמָץ֒

 כִּ֣י אַתָּ֗ה תָּבִיא֙ אֶת־ בְּנֵ֣י יִשְׂרָאֵ֔ל אֶל־ הָאָ֖רֶץ 

אֲשֶׁר־ נִשְׁבַּ֣עְתִּי לָהֶ֑ם וְאָנֹכִ֖י אֶֽהְיֶ֥ה עִמָּֽךְ׃

Em Gênesis 9:11 יִהְיֶ֥ה Yihieh que é o mesmo verbo mas na 3ª pessoa do singular, tem sua significação temporal limitada a um evento no futuro. Tentar aplicar o significado desta palavra neste texto, assim como nos demais, exatamente como fez o Sr. Gordon quando disse que “pode significar Eu sou”, seria forçar uma aktionsart em um termo de uso comum e simples na mente de um judeu da antiguidade. Não cabe verter Êxodo 3:14 por “Eu sou” visto que violaria a semântica do texto e contexto imediato. Eu discordo do gramaticismo no texto acima, escrito por Nehemia Gordon e chego a uma conclusão sóbria de que “mostrarei ser o que eu mostrar ser”,  “serei o que serei” ou ainda “tornar-me-ei o que eu quiser” apresentam uma tradução apropriada, estatística e contextualmente mais provável.

Falando sobre Deus, o site JW.ORG diz:

Jeová disse a Moisés: “Mostrarei ser o que eu mostrar ser.” (Êxodo 3:14) Muitas traduções da Bíblia dizem aqui: “Eu sou o que sou.” Mas traduções cuidadosas mostram que Deus não estava meramente confirmando sua própria existência. Em vez disso, Jeová estava ensinando a Moisés — e por extensão a todos nós — que Ele ‘mostraria ser’, ou escolheria se tornar, o que quer que fosse preciso para cumprir as Suas promessas. Outra tradução verte apropriadamente esse versículo: “Tornar-me-ei o que for da minha vontade.” (Rotherham). Achegue-se a Jeová. Disponível em <https://www.jw.org/pt/biblioteca/livros/achegue-se/quem-e-jeova-deus/>