Arquivos da Categoria: sábado

μιᾷ τῶν σαββάτων “No primeiro dia da semana” Atos 20:7

Existe um perigo quando a pessoa aprende idiomas da Bíblia tal qual o hebraico e grego apenas de forma superficial. Um exemplo reside na indagação do por que o adjetivo numérico μία é traduzido como “primeiro” em Atos 20:7, quando aprendemos que este adjetivo deve ser traduzido como “uma/um” e por que σαββάτων é traduzido como “semana” quando aprendemos que deve ser traduzido como “sábados”? Por que “primeiro dia da semana” e não “um dos sábados”? 

Não pode significar “o primeiro sábado” porque a palavra σάββατον é um substantivo declinado no gênero neutro, enquanto o número cardinal μία (um adjetivo) ocorre declinado no gênero feminino. Na gramática do grego coine, um adjetivo deve concordar em caso, gênero e número com o substantivo que modifica. Se imaginarmos que τῇ μιᾷ τῶν σαββάτων deveria ser traduzido como “o primeiro [sábado] dos sábados”, com a elipse “sábado” adicionada, o número cardinal deveria ser declinado no gênero neutro, de acordo com as elipses fornecidas τῷ σαββάτῳ, como em τῷ σαββάτῳ τῷ ἑνὶ τῶν σαββάτων – “o primeiro sábado dos sábados.”

O fato de o número cardinal ser μία, declinado no gênero feminino, sugere que as elipses fornecidas devem ser ἡμέρᾳ (“dia”), como no “primeiro [dia] da semana”, pois ἡμέρᾳ também é declinado no gênero feminino . Em português não é incomum adicionarmos elipses por exemplo em frases como na frase “no primeiro da semana”, querendo dizer primeiro “dia” da semana.

Além das frases acima mencionadas, existem também as frases hebraicas kol hashabat כל השבת e beemtsa shabat  באמצע שבת , significando “a semana inteira”  e “no meio da semana”, respectivamente.

A Septuaginta grega, escrita alguns séculos antes de Cristo, tem a frase τῆς μιᾶς σαββάτων no Salmo 24: 1, um salmo que foi historicamente cantado no primeiro dia da semana pelos levitas no templo, como testemunhado pelos escritos judaicos.

Essa é uma evidência imparcial que identifica τῆς μιᾶς σαββάτων com o primeiro dia da semana, como observa Collins

…porque temos boas evidências de que o judeu grego usava μία no primeiro dia da semana, na expressão  μία [ἡμέρα] τῶν σαββάτων “o primeiro [dia] da semana”. Por exemplo, na inscrição na LXX referente ao Salmo 24 (LXX Sal. 23.1), encontramos: ψαλμὸς τῷ Δαυιδ τῆς μιᾶς σαββάτων Um salmo para / de Davi, do primeiro dia da semana. (Collins, C. John. “The Refrain of Genesis 1: A Critical Review of Its Rendering in the English Bible.”Technical Papers for the Bible Translator. Vol. 60, No. 3, July 2009.)

Observe a definição de σάββατον  dada pelo BAGD:

A Greek-English Lexicon of the New Testament and Other Early Christian Literature 

1. “o sétimo dia da semana”, portanto, o “sábado”. 

2. “Semana”. Novamente, pode ser singular (Luc. 18:12; Marcos 16: 9; 1 Cor 16: 2) e plural.

Além disso, se você examinar o Léxico BDAG na palavra grega para “um” (εις), descobrirá que pode ser um definida para algo que é o “primeiro”; portanto, tem uma gama maior de significado do que apenas “um”.

É digno de nota que o Didaquê 8:1 (Escrito antes do ano 100 E.C),  diz que os judeus jejuam δευτερα σαββατων και πεμπτη  “no segundo e quinto dias da semana” (segunda e quinta-feira). A passagem no Didaquê mostra que quando os números são usados ​​com σαββατον temos uma expressão idiomática e os números estão se referindo a determinados dias durante a semana. E assim em Atos 21: 7 “um dos sábados” significa “o primeiro dia da semana”.


Alguns argumentam que σάββατον nunca deve ser traduzido como “semana”, pois o autor teria usado ἑβδομάς. Tanto no Antigo como no Novo Testamento, há casos em que o autor está claramente se referindo a uma “semana” em vez de “sábado” usando a palavra σάββατον. Por exemplo em Lucas 18:12  νηστεύω δὶς τοῦ σαββάτου  “jejuo duas vezes por semana”. Há também o Salmo 94:1: τετράδι σαββάτων  “o quarto dia da semana”.

Fontes históricas testificam que ambos os salmos foram cantados no templo pelos levitas no respectivo dia da semana. Além disso, em Lev. 23:15, lemos: שֶׁבַע שַׁבָּתוֹת תְּמִימֹת תִּהְיֶינָה— “e sete שַׁבָּתוֹת estarão completos.” Alguns traduzem שַׁבָּתוֹת como “sábados”, como se os israelitas tivessem que contar sete sábados completos, mas considere as seguintes observações de Carl Friedrich Keil:

Que שַׁבָּתוֹת (ver. 15) significa semanas, como שָׁבֻעֹת em Dt. xvi. 9 e τὰ σάββατα nos Evangelhos (por exemplo, Mat. Xxviii. 1), é evidente no predicado תְּמִימֹת, “completo”, o que seria bastante inadequado caso se referissem aos dias de sábados , pois um longo período pode ser considerado como meia semana em vez de ela toda, mas certamente não como “meio sábados” de dias.

Keil, Carl Friedrich. Commentary on the Old Testament. 1900. Reprint. Trans. Martin, James. Vol. 1. Grand Rapids: Eerdmans, 1986.

 

Alguns ao traduzirem textos do grego para o português se deixam levar por teologia, ou seja, o que a religião a qual pertence ensina. Isso é um erro. Traduzir envolve não somente uma substituição palavra por palavra para a língua alvo. Devemos conhecer também os hebraísmos do Novo Testamento. Quem lê somente em grego pode desperceber estes pontos e não apresentar um bom trabalho de tradução do texto grego.