Category Archives: Jerusalém destruída em 607 a.C

Os “tempos dos Gentios” e a primeira Guerra Mundial

Um dos argumentos mais usados por nossos opositores, e principalmente apóstatas, na tentativa de explicar uma saída da organização religiosa das Testemunhas Cristãs de Jeová, é que a organização contém erros doutrinais. Um desses supostos erros é relacionado com o fim dos Tempos dos Gentios e o início da Primeira Guerra Mundial. 

Resumindo, a bíblia fala um de um período profético de “sete tempos”( 2520 anos), que é o mesmo período chamado de “tempos dos gentios”. Esses sete tempos se referem ao período em que o “trono de Jeová” ficou vago na terra, ou seja, a dinastia de reis foi interrompida e não se teve nenhum rei representando o governo de Jeová na terra. Esses sete tempos tiveram início em outubro de 607 AEC, quando Jerusalém foi conquistada pelos babilônios  e acabaram quando Jesus Cristo assumiu o reino de Deus nos céus, o que ocorreu em outubro de 1914, totalizando assim um total de 2520 anos, terminando assim o período de sete tempos, também chamado de Tempos dos Gentios.

Não é o objetivo deste artigo explicar em detalhes o que é, quando começou e terminou esse período chamado na bíblia de “Tempos dos Gentios”, registrado em Lucas 21:24. Se alguém desejar pormenores sobre esse assunto, procure uma Testemunha de Jeová, que com certeza ela lhe dará melhores explicações sobre o assunto.

Como primeira medida do seu governo, o recém-entronizado Rei, Jesus Cristo, travaria guerra contra Satanás e o expulsaria do céu, guerra esta descrita em Apocalipse 12: 7-9,12: “Irrompeu uma guerra no céu: Miguel [que é o ressuscitado Jesus Cristo] e os seus anjos batalhavam com o dragão, e o dragão e os seus anjos batalhavam, mas ele não prevaleceu, nem se achou mais lugar para eles no céu. Assim foi lançado para baixo o grande dragão, a serpente original, o chamado Diabo e Satanás, que está desencaminhando toda a terra habitada; ele foi lançado para baixo, à terra, e os seus anjos foram lançados para baixo junto com ele. ‘Por esta razão, regozijai-vos, ó céus, e vós os que neles residis! Ai da terra e do mar, porque desceu a vós o Diabo, tendo grande ira, sabendo que ele tem um curto período de tempo.’”

É aí que entra a acusação de nossos opositores: como é que a “Sociedade Torre de Vigia” diz que Jesus começou a reinar em outubro de 1914, resultando na expulsão de Satanás do céu a partir deste mês e que Satanás traria “ais” pra terra, no caso a 1º primeira Guerra Mundial, se a Guerra começou em 28 de julho de 1914?

Eles asseveram e vêem nisso uma grande contradição. A bíblia responde tal aparente “contradição”? Vejamos alguns detalhes importantes.

Satanás é o governante deste mundo. . (João 12:31; 14:30; 16:11) Será que um governante gostaria de perder o seu reinado? É óbvio que não.  Satanás nunca quis que o Reino de Deus assumisse o pleno controle dos assuntos na terra. Mais de dezenove séculos antes, ele manobrou os assuntos de tal modo que, se não fosse pela intervenção divina, Herodes, o Grande, teria matado o menino Jesus. Lemos em Mateus 2:13: Depois que partiram, um anjo do Senhor apareceu a José em sonho e disse-lhe: “Levante-se, tome o menino e sua mãe, e fuja para o Egito. Fique lá até que eu lhe diga, pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. 

Notaram que Satanás sabendo que Jesus se tornaria rei no futuro procurou matá-lo, mesmo Jesus sendo um bebê? Do mesmo modo, já antes do nascimento do reino celestial, em 1914, Satanás aprontou-se para o ataque junto com seus demônios. Lemos em Apocalipse Revelação 12:3-5: “Viu-se outro sinal no céu, e eis um grande dragão cor de fogo, com sete cabeças e dez chifres, e nas suas cabeças sete diademas; e a sua cauda puxa um terço das estrelas do céu, e as lançou para baixo à terra. E o dragão ficou parado diante da mulher, que estava para dar à luz, para que, quando desse à luz, pudesse devorar-lhe o filho. E ela deu à luz um filho, um varão, que há de pastorear todas as nações com vara de ferro. E o filho dela foi arrebatado para Deus e para o seu trono.” 

Notaram leitores, a grande farsa que é a acusação de nossos opositores? Segundo a bíblia, Satanás, o Diabo, não precisava esperar até depois de o reino sobre as nações ter sido posto nas mãos de Jesus Cristo para manobrar as nações numa guerra em grande escala. 

O início daquele conflito sangrento, sem dúvida, fazia parte do Seu plano de cegar as pessoas quanto ao que aconteceu nos céus em cumprimento da profecia bíblica, e, se possível, impedir que o Reino governasse sobre o mundo da humanidade.  Por isso não se surpreendermos de que a Primeira Guerra Mundial tenha irrompido cerca de dois meses antes do fim dos Tempos dos Gentios, e, portanto, antes do nascimento do “filho” simbólico ou reino celestial.

A “grande” acusação de nossos opositores, na verdade é apenas uma tempestade num copo d’água, facilmente respondida dentro das escrituras.

Contribuído

Anúncios