Arquivos da Categoria: Debate on line

RESPOSTA do Queruvim ao desafio para debate feito por Euller

 

O professor Euller é realmente um bom Professor. Doutorado em Teologia e muito conhecido nas redes sociais. Eu não queria ter que postar este vídeo. Mas a atitude de afronta da parte dele, sendo que já perdeu o debate, não me deixou outra saída. É verdade que não tivemos um debate formal, mas o tivemos em umas duas ocasiões em grupos no WhatsApp. Praticamente parei com este tipo de apologia, visto que é um ambiente muito desgastante. É um perigo para os que são recém convertidos na verdade.

Note que não foram poucas as vezes que alguns opositores dissimulados, muitos deles evangélicos, me colocavam de livre e exponente “pressão” nestes grupos, e quando eu menos esperava, estava dentro de um grupo cheio de agentes humanos a serviço do Diabo. A melhor coisa a fazer é educadamente sair fora sem ferir estas ovelhinhas da escuridão. Há grupos também que são organizados por pastores educados e acolhedores, mas que adoram criar um ambiente onde uma Testemunha de Jeová já teria a sua espera um “entendido em teologia”. Não sou bobo e já percebi uma obsessão da parte de alguns querendo ver “o circo pegar fogo” ao colocarem não somente eu, mas outros defensores da adoração de Jeová, no meio destes supostos “teólogos”. (Aqui não estou falando do Euller).

No caso do Euller certa vez,  a mais ou menos um ano, me deparei em um debate com ele em um grupo, quando percebi ele vindo de maneira ávida com o objetivo de mostrar todo seu “conhecimento de gramática grega”. Aproveitando a oportunidade, fiz a seguinte pergunta a um Euller eufórico e obcecado em humilhar uma Testemunha de Jeová :

“Me diz onde nos escritos do Apóstolo João ou no Novo Testamento, encontramos a mesmíssima sintaxe gramatical de João 1:1c.”

O Euller, mal sabia que eu havia preparado uma armadilha perfeita para ele. Onde o que estava em questão não era uma tentativa de “humilhar” ninguém, mas esclarecer de uma vez por todas se é possível ou não a tradução indefinida em João 1:1c, a qual ele afirmava na ocasião ser indefensável.

Ao me apresentar a lista de textos que teria a mesmíssima sintaxe de João 1:1c ele apresentou diversos textos que não satisfaziam o critério. Muitos destes não eram um PNAPV (Predicativo Nominativo Anartro Pré Verbal). Alguns eram PNA pós verbais, entre outras variações. Ele, em sua ânsia descomedida e querendo se desfazer logo da pergunta aparentemente trivial, ao mesmo tempo que parecia pensar em demonstrar a todos sua bagagem gramatical de modo prolixo, recitava de modo eufórico e dissecava cada classe de palavras de forma impressionável para os neófitos da gramática. Nem mesmo assim conseguiu apresentar um texto que tivesse a MESMÍSSIMA SINTAXE de João 1:1c. Após uma segunda ou terceira tentativa, ele me enviou um PDF que tenho até hoje, onde o critério foi alcançado especificamente no texto sugerido por ele, o de João 4:19.

Voltei ao grupo para continuar aquele debate com o Euller e cobrando o texto/textos exigidos. Meu comentário foi o seguinte:

“Euller e todos que estão acompanhando esta discussão, o Euller me apresentou João 4:19 quando eu lhe pedi uma exata correspondência sintática com João 1:1c…e ele está certo, este texto possui uma construção PNAPV idêntica!” Em seguida eu finalizei a discussão dizendo: 

” Este mesmo verso, Sr. Euller, é vertido de forma indefinida em inúmeras versões, o que portanto demonstra a viabilidade da tradução “um deus” em João 1:1c na Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada. Portanto, XEQUE MATE.” “Acabou para você”. 

Logo em seguida eu me retirei do grupo, e muitos fizeram o mesmo naquela ocasião. O Euller, desesperado por ter sido vítima de sua própria euforia teológica, mas desprovido de entendimento gramatical, gritou em todo canto que eu havia “fugido”. Pouco depois, fiquei sabendo que ele encontrou em uma Tradução do Novo Mundo mais antiga, a versão “observo que tu és profeta” e não “um profeta” como ocorre na Tradução do Novo Mundo de 1986, tampouco na revisada de 2015. Isso porém é irrelevante! Pois o PNAPV de João 4:19 é realmente vertido de forma indefinida em quase todas as versões de língua inglesa.  E em versões de língua portuguesa.

 

Reconheceu a mulher: “Senhor, eu percebo que tu és um profeta!”

Disse-lhe a mulher: «Senhor, vejo que és um profeta!

(Bíblia Capuchinhos)

 

“Vejo que és um profeta, Senhor”

Bíblia de Jerusalém