Arquivos da Categoria: matres lectionis

O Alfabeto Hebraico por Queruvim

Continuações deste vídeo está disponível somente para alunos. Agende aulas pelo whatsApp (61) 99431-0146

 

 

 

Que evidência há de que o hebraico pré massorético era lido como matres lectionis?

Leciono hebraico bíblico há muitos anos e não acredito que a pronúncia do Nome de Deus “se perdeu”. Entendo que visto que algumas consoantes possuem sons de vogais, as chamadas matres lectionis, então podemos muito bem ler o Nome de Deus sem a necessidade dos sinais massoréticos ou as tão faladas “vocalizações”.

Em anos recentes, com a divulgação dos manuscritos da região de  Qumrân, ficou claro após mais estudos do idioma hebraico, que no primeiro século o Yod como vogal era usado apenas para indicar os sons I e E. O Waw (na verdade vav) apresentava apenas os sons de Ô e U, e um  final era empregado para representar o som de A. Além disso, o  foi usado como vogal apenas no final de palavras, e nunca no meio delas (mas entre duas vogais o  possui o som de um leve E ). Portanto, para se ler o tetragrama abjade YHVH como quatro vogais, deve-se ler IHÔVA que é IEÔA. 

Há farto material comprovando a afirmação de eruditos a respeito deste assunto. ( Veja Studies in Hebrew and Aramaic Orthography in: Biblical and Judaic Studies vol.2 Indiana 1992 Ed. University of California pp. 137-170)

Há um estudo completo de inscrições bilíngues assírio-aramaicas na obra Etudes Assyriologiques Cahier de 1982 [5] onde se observa que por um longo tempo três vogais foram usadas para representar sons vocálicos, Waw (ou VAV) para û, Yod para î, e He para final â. Por exemplo, numerosas palavras foram lidas “de acordo com sua leitura natural”:

 Escrita  Leitura    Escrita  Leitura
 TBH  TaBA    BTNWR<  BaTaNUR
 TYTB  TITaB    YGTZR  YiGTiZaR
 DMWT’  DaMUTa’    ‘DQWR  ‘aDaQUR
 GWGL  GUGaL    YLQH  YiLQaH
 ’LYM  ’aLIM    NHR  NaHaR
 TSLWTH  TaSLUTA    LMT  LaMaT
 WLKBR<  WaLaKaBaR    RHMN  RaHMaN

Podemos confirmar a fiabilidade de mater lectionis ao ler Gogel, A Grammar of Epigraphic Hebrew,  páginas 59-60. Lemos ali que o  final  (na última letra do Tetragrama um h) pode representar um a longo em epigrafia hebraica, a saber, no hebraico encontrado em antigas inscrições.

Observe como os nomes são lidos “segundo suas letras” na tabela abaixo produzida pelo estudioso Gérard Gertoux

 

SEGUNDO  SUAS CONSOANTES SUAS LETRAS A     SEPTUAGINTA  OS MASSORETAS
 1 Cr. 3:5  Yrwlym  Irušalim  Iérousalèm  Yerušalaïm
 Gên. 29:35  Yhwdh  Ihuda  Iouda  Yehudah
 Gên. 25:19  ‘brhm  ‘Abaraham  Abraam  ‘Abraham
 Gên. 25:19  Ysàq  Isaàaq  Isaak  Yisàaq
 Jer. 30:18  Y‘qwb  I‘aqub  Iakôb  Ya‘aqôb
 2 Cr. 27:1  Yrwšh  Iruša  Iérousa  Yerušah
 Gên. 46:17  Yšwh  Išua  Iésoua  Yišwah
 1 Cr. 2:38  Yhw’  Ihu’  Ièou  Yéhu’
 Gên. 3:14  Yhwh  Ihua  (Kurios)  (Adonay)

Apoio adicional à pronúncia do Nome como sendo Yehováh aparece no Talmude onde o Tetragrama é chamado Shem Hamephorash que significa “o nome lido distintamente” ou “o nome lido de acordo com suas letras” (Sifre Números 6: 23-27) מְפֹרָשׁ  Hamephorash significa “distintamente [lido]” ou ” separadamente [lido] “em hebraico. O sentido inicial de “ler distintamente” é “palavra por palavra” ou “letra por letra” (ver o Comentário de Gesenius 6567  n° 2), o sentido “interpretado” ou “traduzido” é um significado posterior. Apesar de alguns cabalistas afirmarem que a palavra mephorash significava “oculto”, é fácil verificar o significado correto dessa palavra na Bíblia (Neemias 8: 8; Esdras 4:18).

A frase “pronunciar o Nome de acordo com suas letras” significa pronunciar o Nome tal como está escrito, ou de acordo com o som de suas letras, o que é diferente de soletrar um nome de acordo com suas letras. De fato, os judeus era autorizados a soletrar o nome YHWH de acordo com suas letras (porque o próprio Talmude o fez), isto é, em hebraico Yod, He, VAV, He (ou Y, H, W, H em português); Por outro lado, era proibido pronunciá-lo segundo estas mesmas letras.