Arquivos da Categoria: Grego

João 20:28 e Apocalipse 4:11 nominativo ou vocativo?

A organização de Jeová não parece ser muito dogmática a respeito do caso gramatical (nominativo ou vocativo) empregado quer em João 20:28 ou apocalipse 4:11. Como sabemos ainda que Jesus tenha sido chamado de “Deus” em João 20:28, é perfeitamente compreensível que isso não apresenta problema algum, uma vez que a palavra “Deus” no pensamento judaico não é exclusiva do Ser Supremo.

O Ecleticismo foi parte inerente na critica textual para a elaboração da Tradução do Novo Mundo da Bíblia. O texto de Apocalipse 4:11 é claramente um texto onde se emprega uma forma vocativa na sintaxe gramatical do texto. São muitos os textos que apresentam uma leitura nominativa de Apocalipse 4:11, mas nem todos.

Manuscrito de Categoria I apresenta a leitura no vocativo. Eu me refiro ao Sinaítico c. 330–360 E.C.  🙂

Em vista disso textos padrões concordam! Exemplo…

Scrivener’s Textus Receptus 1894


Ἄξιος εἶ, Κύριε, λαβεῖν τὴν δόξαν, καὶ τὴν τιμὴν καὶ τὴν δύναμιν·

ὅτι σὺ ἔκτισας τὰ πάντα, καὶ διὰ τὸ θέλημά σου ἐισὶ καὶ ἐκτίσθησαν.

 

Stephanus Textus Receptus 1550


αξιος ει κυριε λαβειν την δοξαν και την τιμην και την δυναμιν

οτι συ εκτισας τα παντα και δια το θελημα σου εισιν και εκτισθησαν

 

Até mesmo a Biblia Sacra Vulgata apresenta uma leitura similar no vocativo:

 

“dignus es Domine et Deus noster accipere gloriam et honorem et virtutem quia tu creasti omnia et propter voluntatem tuam erant et creata sunt”

 

Domine é o vocativo de Dominus.

No Codex Sinaticus, que antecede  o Codex Alexandrinus por um século, encontramos a leitura de KURIE hO KURIOS KAI QEOS. # Assim, KURIE está no caso vocativo, enquanto hO KURIOS está em aposição a isso, e assim seria esperado que estivesse no caso nominativo do artigo. Isso estaria diretamente de acordo com o uso esperado do caso vocativo com KURIE. Há  textos que datam do século 4 que apresentam a leitura KURIE, que é também a forma encontrada no Textus Receptus. Além disso, achamos que esse é o uso normal no Apocalipse. Isso pode ser visto em Apocalipse 7:14; 11:17; 15: 3, 4; 16: 7; 22:20 Sem dúvida, este é o uso normal e também o mais provável neste livro. Portanto, com base na evidência externa (melhor atestada por manuscritos) e evidência interna (paralelos dentro do próprio Apocalipse) a leitura vocativa era provavelmente a original, e assim Apoc. 4:11 não pode ser usado como um paralelo legítimo para João 20:28.

Muitos textos do Novo Testamento Grego feito para os gregos na Grécia concordam com tal leitura.

O Novo Testamento Grego-Latino de D. Petri Aloysii Gratz concorda como sendo esta a leitura original. #

A Edição Helenística de 1843 de Gulielmus Pickering apresenta a forma vocativa em seu texto grego. **

Outras versões gregas da região de língua grega concordam com esta leitura, O Novo Testamento Grego de Nosso Senhor e Salvador em grego.###

Novum Testamentum graece de 1735

O Novo Testamento Grego de Johannes Leusden de 1757. #

Novum Testamentum graece cum versione latina Montani de 1717. *

Peshita Syriaca apresenta uma leitura vocativa:

11 ܕܫܘܝܬ ܗܘ ܡܪܢ ܘܐܠܗܢ ܠܡܤܒ ܬܫܒܘܚܬܐ ܘܐܝܩܪܐ ܘܚܝܠܐ ܡܛܠ ܕܐܢܬ ܒܪܝܬ ܟܠ ܘܒܝܕ ܨܒܝܢܟ ܗܘܝ ܘܐܬܒܪܝ ܀

O consenso dentro da erudição bíblica é que o Novo Testamento da Peshitta foi traduzido do grego. Veja análise deste texto aramaico aqui

Exemplos para esclarecimentos dos chamados “casos” ou “formas” gramaticais no emprego do substantivo THEÓS:

                   PORTUGUÊS                                                  GREGO

                1. Deus é amor                                                     Theós – Caso Nominativo

                2. A  Palavra de Deus                                        Theõu – Caso Genitivo

                3. Ele falou com Deus                                       Theoi – Caso Dativo

                4. A  Palavra estava com Deus                         Theon – Caso Acusativo

                5. Deus meu, Deus meu                                    Theé – Caso Vocativo

 

O caso gramatical empregado em João 20:28

No Evangelho de João, em cada declaração direta, dirigida a Cristo usando a palavra “Senhor” (ky’rie), falada direta e sobre Jesus, João usa sempre o vocativoNão existe nenhuma exceção! Como explicar então o fato de termos em alguns textos gregos um nominativo em Apoc. 4:11 onde seres celestiais falam diretamente a Deus?  É bom ressaltar em primeiro lugar que o texto autógrafo desta passagem obviamente empregou o Nome de Deus e não a palavra “Senhor”. Isto talvez explique a diferença de leitura dentro das famílias textuais de Apocalipse 4:11. A totalidade dos textos no Novo Testamento, de uma sentença endereçada diretamente usando a palavra “Senhor”, é de 113 ocorrências. Em cada ocorrência no Novo Testamento, onde a palavra “Senhor” é usada de forma direta, num discurso direto, é sempresem exceção, usado o vocativo. Não é empregado o nominativo. Portanto sou a favor da leitura dos textos gregos citados acima, como sendo a leitura original a despeito da remoção do Nome de Deus. 

O que dizer da afirmação de que em João 20:28 temos um nominativo empregado como vocativo? 

“Cerca de sessenta vezes no Novo Testamento, um substantivo nominativo é usado para designar a pessoa a ser abordada. As funções nominativas como um vocativo … O nominativo de endereço é geralmente precedido por um artigo (Young, p. 12).

“Um substantivo no nominativo é usado no lugar do caso vocativo. Ele é usado (como é o voc.) Numa fala direta para se referir ao destinatário …. O uso articular também envolve duas nuances: Ao se dirigir a um inferior e uma substituição simples para um substantivo semítico a que se refere, independentemente se o destinatário é inferior ou superior.” (Wallace, Daniel. 1996. Greek Grammar Beyond the Basics. Grand Rapids, MI: Zondervan. Wallace, pp. 56-57).

 

Estas declarações serão consideradas em breve. Contudo, as declarações iniciais e as fontes manuscritas no início deste artigo, já servem para mostrar que a afirmação de que temos em Apoc 4:11 um texto “no nominativo” não é algo tão certo assim…não seja tão rápido! Estude melhor antes!  🙂 

 

ESTE ARTIGO ESTÁ SENDO ESCRITO…

 

 

Estava Tomé referindo-se a Jesus como “Deus” em João 20:28?