Arquivos da Categoria: Tetragrama

Yauh e Yausha, mais uma invenção sem comprovação!

Uma dissertação do Professor de Hebraico  Fabio Sabino


 

Idioma Acadiano confirma a antiga pronúncia do Nome de Deus como Yehová 

 

Livros Rabínicos Antiquíssimos Revelam a Pronúncia do Tetragrama

 


O Historiador do 1º Século Flavio ​​Josefo (37-10), que conhecia muito bem o sacerdócio da época, esclareceu que, quando os romanos atacaram o Templo, os judeus invocaram o atemorizante Nome de Deus Ele escreveu sobre este Nome:

τὴν δὲ κεφαλὴν βυσσίνη μὲν ἔσκεπεν τιάρα, κατέστεπτο δ’ ὑακίνθῳ, περὶ ἣνχρυσοῦς ἄλλος ἦν στέφανος ἔκτυπα φέρων τὰ ἱερὰ γράμματα· ταῦτα δ’ ἐστὶ φωνήεντα τέσσαρα.

“O sumo sacerdote tinha na cabeça  uma tiara de linho fino bordada com uma borda de púrpura, e cercada por outra coroa de ouro que destacava em relevo as letras sagradas, estas são quatro vogais“. (A Guerra Judaica V: 235)

Isso significa que o Nome segundo este Historiador judeu do século I, era pronunciado com o som de 4 vogais. É obvio que ele não disse que o Nome era 4 vogais até porque o hebraico de seus dias era consonantal. O que ele afirma é que o Nome possuía o som de 4 vogais. Isso apoia a conclusão de que o Nome não era pronunciado Yahwéh (Javé) ou Yahu e palavras semelhantes.