Arquivos da Categoria: Doutrina da Trindade

Por que a “Trindade” não é bíblica

Eclesiastes 12:1 “Criadores”? KJV

Algumas traduções da Bíblia apresentam a seguinte leitura de Eclesiastes 12:1:

 

“Lembre-se dos vossos Criadores…” Young´s  Literal Translation

É o caso da King James Version na imagem abaixo:

 

Porém a vasta maioria das traduções da Bíblia optaram pela leitura “…do teu Criador” ao invés de “Criadores”. Em cada 100 versões da Bíblia se houver uma que traduziu Boh·reeí·kha por “teus Criadores” é muito.

 

“Teu Grandioso Criador.” Hebr.: Boh·re’eí·kha. No hebr., é o particípio do verbo “criar” no plural para denotar grandiosidade ou excelência. Possui um sufixo pronominal hebraico possessivo “teu”. O sufixo esta na segunda pessoa do singular masculino. ( V‑Qal‑Prtcpl‑mpc | 2ms particípio construto plural masculino; sufixo na 2ª pessoa do singular) O Yod significa que temos um estado construto plural masculino. O sufixo está na segunda pessoa do singular, o que indica que não se fala de “pessoas” mas nota-se um dos muitos plurais majestáticos. plur. majestבּוראיך = עשׂים

” Deus (hebraico Elohim) é um substantivo plural…é um exemplo do costume judaico de pluralizar um nome para denotar excelência e transcendência.” ( Introdução ao Antigo Testamento, escrito por Clyde T. Francisco, John R. Sampey, Publicações Casa Batista, pg.40)

 

” O plural não sugere politeísmo quando se refere ao Deus de Israel, mas é um plural majestático, a revelação da natureza inifinita de Deus…” (Holman Concise Bible Dictionary, Homan Bible Editorial Staff, pg.443,2011)

Já ouviu a frase antiga em Português “Vossa Majestade”? O pronome Vossa é plural mas era empregada ao se falar a um Rei. 

Portanto no texto em consideração temos uma plural de intensidade, citado como sendo o de “multiplicação interna”, um dos muitos plurais abstratos. É uma forma de plural de excelência ou majestático e não numérico. Em sua gramática Gesenius’ Hebrew Grammar/124, lemos que este não é um plural numérico:

 בּֽוֹרְאֶ֫יךָ‎ Ec 121 (textus receptus) deve ser lido no singular.”


 

O que dizem outros especialistas além de Gesenius?

Barry C. Davis professor no Seminário Teológico de Dallas escreveu em seu artigo sobre Eclesiastes 12:1 e citou o erudito Whybray e explicou que Boh·reeí·kha é é entendido por ele como sendo “um plural de Majestade”. (Eclesiastes pág. 163)#

Note o que disse Adam Clarke Commentary

A evidência, portanto, que este texto supostamente deveria dar à doutrina da sempre abençoada Trindade, é porém precária, e nela pouca enfase pode ser colocada; e nenhum homem que ama a verdade gostaria de apoiá-la por testemunhas duvidosas.”

Portanto, a interpretação de que a leitura no plural de Eclesiastes 12:1 “implica em uma pluralidade de pessoas” é desconsiderar gramática hebraica a favor de especulação teológica com base em filosofia grega. Trinitários falham em reconhecer que não há um plural numérico na frase. Já li artigos escritos por trinitários e unicistas que negam haver o plural majestático! Chegam ao ponto de negar fatos gramaticais bem estabelecidos a fim de promover suas doutrinas.

O Comentário de Ellicott ao falar sobre Eclesiastes 1:12 diz:

“Aqui está no plural igual ao nome divino Elohim.”

O NEGRITO é meu. Vale lembrar que Elohim não é “nome divino” mas apenas um substantivo de uso comum. Mas o comentarista reconhece Boh·reeí·kha como sendo um plural majestático. (Leia o artigo Elohim (deuses) indica que Deus é uma Trindade ?)

A obra Pulpit Commentary diz sobre Eclesistas 12:1:

 

A palavra para “Criador” é o particípio do verbo bará, que é aquele usado em Gênesis 1: 1, etc., descrevendo a obra de Deus. É plural em forma, como Elohim, sendo o plural de majestade ou excelência. (comp. Jó 35:10: Isaías 54: 5).

Keil & Delitzsch Commentary on the Old Testament
Ecclesiastes 12

 

“O plur. majest. בּוראיך = עשׂים como um desígnio do Criador, Jó 35:10; Isaías 54: 5; Salmos 149: 2.”

Alguns comentaristas da Bíblia também dirão que observam um vislumbre da trindade em Eclesiastes 12:1.  Isso é errado, visto que o plural de intensidade em hebraico (e um deles é o majestático)  é muito comum e é empregado para se referir a coisas que são muito grandes ou espantosas, sem que isso implica de forma alguma em um plural numérico. Essa doutrina católica da trindade, ilude os trinitários e unicistas ao ponto de diluírem o entendimento do hebraico bíblico. Isso demonstra quão danoso são os ensino de Babilônia  a Grande, que é citada em Apocalipse. Babilônia a Grande é o inteiro sistema religioso usado pelo inimigo da vida eterna. A religião falsa está “embriagando” os homens com este tipo de ensino que desonra a Jeová Deus, o inigualável Ser Supremo que disse em Isaías 40:25: 

““A quem vocês podem me comparar? Quem é igual a mim?” diz o Santo.”

 

  • Salmo 86:8
    Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas com Referências
    •  Não há nenhum igual a ti entre os deuses,* ó Jeová,*+

      Nem há quaisquer trabalhos iguais aos teus.+

  • Jeremias 10:6
    Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas com Referências
    • De modo algum há alguém igual a ti, ó Jeová.+ Tu és grande e teu nome é grande em potência.+

  • Salmo 83:18
    Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas com Referências
    • 18 Para que as pessoas saibam+ que tu, cujo nome é Jeová,+

      Somente tu és o Altíssimo+ sobre toda a terra.+


Leia também:

Artigo escrito por Queruvim

O Plural Majestático em Hebraico



Nota: Quero alertar a todos, que usem a Tradução do Novo Mundo da Bíblia em sua edição de estudo e também a outra a Rbi8 de 1986 com referências e procurem tirar mais proveito delas, visto que eu era ainda adolescente quando já havia lido uma explicação nesta Bíblia grande de 1986 sobre este assunto de Eclesiastes 12:1. De fato, a Organização de Jeová está bem a frente neste assunto e é nossa referência principal em erudição.