Duas regras – uma falsa e uma verdadeira


     É muito comum, já por muito tempo, os trinitaristas citarem textos bíblicos que usam o mesmo título ou expressão tanto para Jeová como para Jesus Cristo como alegada indicação de que ambos sejam a mesma pessoa. Por exemplo, o fato de Jeová e de Cristo serem chamados de “pastor”, “rocha” e “salvador” é tido pelos expositores dessa doutrina como “prova” de que possuem a mesma identidade. (Sal. 23:1; João 10:11;  Sal. 18:2; 1 Cor. 10:4; Isa. 43:11; Luc. 2:11) Com isso, os trinitaristas estão estabelecendo uma regra. Essa regra poderia ser expressa assim: ‘Quando o mesmo título, a mesma expressão ou a mesma ação são atribuídos a seres chamados por nomes diferentes, isso indica que são a mesma pessoa.’ Será que tal regra tem validade? Sobrevive ela a um escrutínio bíblico? Vejamos.
 
Uma regra falsa elaborada pelos trinitaristas
     Em João 8:44, Jesus declarou aos judeus de seus dias: “Vós sois de vosso pai, o Diabo.” Em João 8:56, ele se expressou ao mesmo grupo com as palavras: “Abraão, vosso pai.” Se a regra trinitarista fosse verdadeira, chegaríamos à absurda conclusão que o Diabo e Abraão são a mesma pessoa! É óbvio que o Diabo era o pai deles porque eles o imitavam, ao passo que Abraão era seu pai por serem descendentes dele.
     Vejamos outro exemplo. 2 Samuel 8:13 declara: “E Davi passou a ganhar fama quando voltou de golpear os edomitas no Vale do Sal.” O cabeçalho do Salmo 60 diz que “Joabe passou a retornar e a golpear Edom no Vale do Sal.” E 1 Crônicas 18:12 diz: “Quanto a Abisai, filho de Zeruia, golpeou ele os edomitas no Vale do Sal.” Será que tais textos indicam que Davi, Joabe e Abisai são a mesma pessoa? Afinal, a mesma ação foi atribuída a cada um deles! Na realidade, o crédito pela vitória foi atribuído a Davi por ele ser o comandante-chefe; a Joabe, por este ser seu principal general; e a Abisai, por ser um comandante divisionário sob Joabe.[1] Portanto, esses dois exemplos não deixam dúvida de que a subliminar regra trinitarista não é verdadeira. Ela não subsiste ao exame honesto das Escrituras.
 
Uma verdadeira regra bíblica
     Mas, como podemos explicar textos bíblicos que atribuem os mesmos termos tanto a Jeová como a Cristo? Para isso, vamos agora focalizar uma verdadeira regra bíblica. Ela se encontra em 1 Coríntios 8:6, que declara: “Para nós há realmente um só Deus, o Pai, de quem procedem todas as coisas, e nós para ele; e há um só Senhor, Jesus Cristo, por intermédio de quem são todas as coisas, e nós por intermédio dele.” Note que Paulo diz que do Pai “procedem todas as coisas”, ao passo que Jesus é aquele “por intermédio de quem são todas as coisas”. Embora Jesus seja aludido como “deus” na Bíblia, somente “Deus, o Pai” é a Procedência, Origem ou Fonte das coisas. (João 1:1) Por outro lado, embora Jeová seja referido como “Senhor” na Bíblia, somente Jesus é Senhor como Canal, ou Intermediário, de todas as coisas. (Sal. 8:1) Tendo presente esta clara regra estabelecida pela Bíblia, podemos entender facilmente textos que usam as mesmas expressões tanto para Jeová como para Jesus.
     Por exemplo, Jeová disse: “Além de mim não há salvador.” (Isa. 43:11; veja também Salmo 106:21.) Outros textos falam de Jesus Cristo como “Salvador”. (2 Tim. 1:10; 2 Ped. 1:11) Mas Judas, versículo 25, equaciona o problema aplicando a regra bíblica acima. O texto diz: “Ao único Deus, nosso Salvador,por intermédio de Jesus Cristo, nosso Senhor.” O entendimento é claro: Jeová é chamado de Salvador por ser a Procedência, o Autor e a Fonte da salvação, ao passo que Jesus é referido como Salvador por ser o Agente, o Canal, ou meio, pelo qual ela é realizada. Isto é confirmado pela declaração de Atos 13:23, que reza: “Deus trouxe a Israel um salvador, Jesus.” – Veja também Lucas 2:30.
     Vejamos outro exemplo. Romanos 14:12 diz que “cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus”, ao passo que 2 Coríntios 5:10 afirma que “todos nós temos de ser manifestados perante a cadeira de juiz do Cristo”. Dada a similaridade das expressões, os trinitaristas apressam-se a concluir disso que Deus e Cristo são a mesma pessoa. Mas, como já explicado, seguir essa regra levaria a grandes equívocos. Por outro lado, a regra exposta em 1 Coríntios 8:6 explica coerentemente tais passagens. Aplicando tal regra, Romanos 2:16 fala de “Deus, por intermédio de Cristo Jesus, julgar as coisas secretas da humanidade”. Adicionalmente, Atos 10:42 descreve Jesus como “o decretado por Deus para ser juiz.” Como Fonte do julgamento e em cujas leis ele se baseia, Jeová é o Juiz supremo. (Sal. 50:6) Como Agente e Executor do julgamento, Jesus também pode ser mencionado como “juiz”.
     Embora o título de “pastor” seja utilizado tanto para Jeová como para Cristo, encontramos a explicação que mostra a relação entre esses dois Pastores em Gênesis 49:24, 25: “Das mãos do Potentado de Jacó, daliprovém o Pastor, a Pedra de Israel. Ele provém do Deus de teu pai.” Portanto, o texto mostra que Jesus, como “Pastor” e “Pedra de Israel”, provém de Jeová, o “Potentado de Jacó”. Isso concorda com o que diz a primeira parte de 1 Coríntios 8:6, a saber, que de “Deus, o Pai”, “procedem todas as coisas”, inclusive o próprio Filho, Jesus Cristo. Assim sendo, Jesus é o Pastor proveniente do Deus Todo-Poderoso, Jeová.
    Como vimos, a hermenêutica, ou interpretação dos textos bíblicos, seguida pela cristandade, segue fórmulas equivocadas, superficiais e tendenciosas. (Mar. 7:13) Num sentido diametralmente oposto, a organização de Jeová mostra total respeito pela Palavra de Deus por aplicar a ela somente as regras que dela procedem. – João 17:17; 1 Tes. 2:13.
[1] Veja a obra Estudo Perspicaz das Escrituras, (volume 1, p. 754) publicado pelas Testemunhas de Jeová.
Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • C. T  On 14 jan 2013 at 3:55

    Só posso me acabar de rir com o raciocínio falacioso da Torre de Vigia… Mas tudo bem, tem quem acredite…

    Curtir

    • queruvim  On 14 jan 2013 at 19:06

      Argumentar que é bom nada, não é? Pode continuar rindo. Quem ri por ultimo ri melhor.
      Que eu tenha observado ele não se baseou em “Torre” alguma. Eu vi textos Bíblicos inspirados por Deus, dos quais zomba em sua estultícia.

      Curtir

  • alberto  On 14 jan 2013 at 19:24

    Queruvim a verdade não é pra todas as pessoas, principalmente os da cristandade

    Curtir

  • C.T  On 14 jan 2013 at 19:37

    Em harmonia com Mateus 7:6, não discuto com quem acha que tem a verdade, embora sua organização já tenha mudado essa verdade mais de 300 vezes, brincado com a inteligência de todos os seus membros.

    Curtir

    • queruvim  On 15 jan 2013 at 21:20

      Sua afirmação dá uma impressão enganosa de que as Testemunhas de Jeová mudam doutrinas básicas ou elementares todo tempo. Falar meias verdades ou mentiras descaradas parece que dá um prazer sádico em alguns que tentam de toda forma ridicularizar o Povo de Jeová.

      Vamos aos fatos:

      Todos os judeus fiéis eram “Testemunhas de Jeová” diz Isaías 43:10-12. Em vista disso, sabemos que os adoradores de Jeová, no antigo Israel passaram a rejeitar a Lei de Moisés, que eram cerca de 640 mandamentos e vieram a adotar um “uma nova aliança” visto que Cristo foi o “fim [daquela] Lei” (Romanos 10:4). Portanto, foram muito mais de 300 preceitos e doutrinas que ficaram para trás! Foi muito mais que apenas 300 ensinos. Isso se deu ao passo que os professos cristãos atualmente ainda estão presos em doutrinas tradicionais sem se quer reverem conceitos. Por exemplo, eu falei mais de mil vezes para os mórmons que em seu livro (o livro de mórmon) debaixo do subtópico “Éden” onde diz que o jardim do Éden era no Mississipe nos Estados Unidos, tinha que ser revisto, uma vez que nas Escrituras Sagradas lemos que o Éden era perto do Rio Tigre e do Eufrates, na Mesopotâmia.(Gên.2:14) Contudo, não adianta falar, eles parecem não fazer caso e continuam a contradizer a Bíblia Sagrada. As Igrejas evangélicas não são diferentes. Perpetuam doutrinas imutáveis visto que não possuem uma pesquisa da Bíblia visando aprimorar o entendimento de verdades Bíblicas. Nem possuem sequer organização, a qual confessas em nossa forma de adoração.

      Jesus disse em certa ocasião a seus seguidores:

      Ainda tenho muitas coisas para vos dizer, mas não sois atualmente capazes de suportá-las”.

      Em 1 Cor. 13:9 Paulo escreveu sobre os cristão do primeiro século:

      Temos conhecimento parcial” Tais declarações indicam claramente que com o passar do tempo o entendimento iria aumentar gradualmente. A Bíblia mostra que haveria um grande aumento de conhecimento da verdade no “tempo do fim”. (Dan. 12:4)lemos ali:

      E quanto a ti, ó Daniel, guarda em segredo as palavras e sela o livro até o tempo do fim. Muitos [o] percorrerão, e o [verdadeiro] conhecimento se tornará abundante”.

      Quando indagadas sobre mudanças de entendimento o Corpo Governante da Organização de Jeová respondeu:

      “O conhecimento maior amiúde requer ajustes no modo de pensar da pessoa. As Testemunhas de Jeová se dispõem, humildemente, a fazer tais ajustes”.

      Observe o que diz o livro “Testemunhas de Jeová – Proclamadores do Reino de Deus” debaixo do tema “Crescimento no conhecimento” :

      “Progressivos, não presos a credos

      O entendimento claro da Palavra de Deus não foi obtido de uma vez. Não raro, os Estudantes da Bíblia captavam um pormenor do padrão geral da verdade, mas não entendiam a questão toda. No entanto, estavam dispostos a aprender. Não estavam presos a credos; eram progressivos. O que aprendiam, partilhavam com outros. Não atribuíam a si o mérito pelo que ensinavam; procuravam ser “ensinados por Jeová”. (João 6:45) E reconheceram que Jeová torna possível o entendimento dos pormenores de seu propósito na devida época e de sua própria maneira. — Dan. 12:9; compare com João 16:12, 13.
      Aprender coisas novas requer ajustes de pontos de vista. Admitir erros e fazer mudanças benéficas exige humildade. Essa qualidade e seus frutos são desejáveis a Jeová, e tal proceder atrai fortemente aos que amam a verdade. (Sof. 3:12) Mas é ridicularizado pelos que se glorificam em credos que têm permanecido imutáveis por muitos séculos, embora formulados por homens imperfeitos”.

      Vale lembrar que não são doutrinas básicas que passam por mudanças, mas antes assuntos mais profundos e muitas vezes entendimento baseados em interpretação de assuntos não básicos. E quanto a você, crítico das Testemunhas de Jeová?

      Tem a Igreja a qual pertence estudado diligentemente as escrituras e revisto conceitos doutrinais de forma a aprimorar ou prossegue defendendo ensinos de 500 anos atras ou mais, muitos destes baseados em tradições e não na palavra de Deus?

      Por exemplo, sabe-se que no dia 25 de Dezembro comemorava-se a adoração do Sol na antiga Roma. Está sua Igreja ainda comemorando o Natal mesmo sabendo que era uma festividade pagã?

      Curtir

    • Paulo Roberto  On 10 dez 2013 at 16:36

      Tipico comentário de quem se lambuza em site apostata!

      Curtir

  • Anônimo  On 16 jan 2013 at 21:14

    ” Está sua igreja ainda comemorando o natal mesmo sabendo que era uma festividade pagã ?”

    Acho que ele não faria parte numa igreja dessa,afinal ele citou mateus 7:6 ! rsrs

    Curtir

  • Wagner  On 17 jan 2013 at 17:38

    Queruvim parabéns pela maneira sabia e zelosa em defender a verdade, com certeza como mostra a biblia em 1 João 5:19 a verdade não está com a maioria. Seus artigos já me ajudaram muito, que o Soberano Senhor Jeová continue te abençoando.

    Curtir

  • Eduardo Andrade  On 27 jan 2013 at 19:17

    Apesar das muitas provas bíblicas de que Deus é Um Só,muitos que se dizem cristãos e até mesmo “teólogos” protestantes,ensinam o falso ensino romano da trindade e fazem desse falso ensino,a sua bandeira e combatem de forma ativa e usando de falácia,os que acreditam que Deus é Um Só.Vejamos,por exemplo os chamados “teólogos” da chamada Assembléia de Deus,defendem o falso ensino da trindade mais do que os próprios seguidores da igreja de Roma,onde a doutrina foi formulada(em 381) e ainda esses mesmos “teólogos” protestantes defendem essa falsa doutrina de Roma.Ao contrário,a Bíblia Sagrada mostra de forma clara e mesmo em um tempo distante que Deus e Jesus Cristo são pessoas distintas,por exemplo,em todas as visões com referência a Deus,o Pai e a Jesus Cristo,o Filho,mostram-se duas pessoas pesssoas e não três e é comum a Bíblia Sagrada fazer referência ao trono de Deus e ao trono do Cordeiro(Jesus Cristo) mas nunca faz-se mensão ao trono do espírito santo(veja Atos 7:55,56;Revelação 14:1;22:1-3),isso prova claramente que o ensino da doutrina da trindade é falso.

    Curtir

  • givanilson rocha  On 13 fev 2013 at 23:13

    É leitor C. T eu também acho engraçado como alguém pode transformar um aspecto bem positivo nas testemunhas de Jeová em algo “negativo” que é o fato delas estarem disposta a mudar um ensino,um conceito,quando percebem que erraram.Achei interessante um comentário feito pelo nosso amigo e irmão ” Apologista da verdade” ele disse:As Testemunhas de Jeová fizeram, fazem e com certeza ainda farão constantes ajustes em suas crenças, à medida que pesquisas bíblicas trazem à tona verdades que justificam e demandam tais ajustes. Isso tem sido largamente criticado no meio teológico por membros e representantes de diversas religiões. Vale ressaltar que a Bíblia é inspirada, mas os homens que a pesquisam não o são. Eles se esforçam ao máximo, em seu estudo sério das Escrituras, para entendê-la. Contudo, devido à limitação humana, o entendimento claro do conteúdo estudado nem sempre ocorre de imediato.
    Talvez sejam necessárias pesquisas adicionais, ou o entendimento de outras verdades, as quais pavimentarão o caminho para o entendimento de determinadas passagens. No entanto, pesquisas, erros e ajustes são o único caminho para se chegar ao progresso, tanto na ciência bíblica quanto nas ciência natural.
    Como exemplo dessa asserção, vejamos o campo da Medicina. Nas décadas de 30 e 40 usava-se o abertamente o eletrochoque associado a substâncias químicas como a cânfora e o metrazol, para induzir convulsões, na crença de que elas pudessem produzir a melhora clínica de pacientes com quadros psicóticos (p. ex., com delírios e alucinações) – um método pouco seguro com efeitos colaterais desagradáveis para os pacientes. Hoje a ECT (eletroconvulsoterapia) é restrita a depressões graves que não respondem ao tratamento com antidepressivos, realizada em condições mais seguras. Em 1945, o National Research Council(Conselho Nacional de Pesquisa), dos EUA, afirmou que adultos deveriam tomar dois litros e meio de água diariamente. Atualmente, o conceito é de que excesso de água pode ser perigoso. Obstetras do século 20 postularam a cesariana como o melhor tipo de parto. Agora prevalece a conceituação de que a cesariana é um procedimento que envolve diversos riscos, como infecções e complicações cirúrgicas, sendo indicada apenas quando o parto normal for comprovadamente arriscado, para a mãe ou a criança. Uma pesquisa médica de 1998 concluiu que a vacinação pode causar autismo nas crianças. Hoje se conceitua que não há nenhuma relação entre vacinação e o autismo.

    Na década de 1950, a talidomida – uma pílula contra insônia – foi saudada como hipnótico ou sedativo seguro, chamada de “a pílula soporífica perfeita”.[3] O medicamento tinha sido anunciado como “atóxico”, “inofensivo” e “completamente não venenoso”. Centenas de mulheres grávidas a tomaram. Qual foi o resultado? No início dos anos 60, o mundo foi abalado pelo nascimento de milhares de bebês deformados, os chamados ‘filhos da talidomida’.A droga provocou um efeito colateral não previsto que resultou no nascimento de crianças com membros atrofiados ou sem membros. Em muitos casos, os braços e as pernas dessas crianças pareciam barbatanas. Chamada de “uma das maiores tragédias médicas da história”, esta droga provocou 12.000 nascimentos de bebês deformados, a metade de tais bebês sendo tão deformados que já nasceram mortos ou só viveram algumas horas ou alguns dias. Milhares destas crianças tornaram-se física ou mentalmente retardadas, e permanecem assim até os dias atuais. A talidomida produziu efeitos teratogênicos (ou causadores de defeitos) irreversíveis.

    Lamentáveis como tenham sido certos caminhos percorridos pela ciência médica, o fato é que presentemente ela atingiu um patamar nunca alcançado em eras passadas, quando a rigidez da Igreja impedia a sua evolução. Naturalmente, do ponto histórico e cientifico em que nos encontramos no século 21, seria injusto condenarmos os equívocos médicos de décadas passadas. Os pesquisadores de épocas passadas não dispunham de toda a parafernália de que dispõem os pesquisadores atuais. Ademais, seria igualmente injusto desmerecer a desenvolvida Medicina atual por seu histórico de erros passados. No desenvolvimento progressivo de uma ciência, erros são inevitáveis, ajustes são obrigatórios. O mesmo se dá com a ciência bíblica.

    Na realidade, após as Escrituras terem sido concluídas no fim do primeiro século EC, os séculos seguintes testemunharam esforços árduos por parte de sinceros estudiosos para entender as verdades divinas contidas na Palavra de Deus. Todos eles de alguma forma lançaram os fundamentos que contribuíram para que os atuais pesquisadores das Escrituras tivessem um terreno preparado sobre o qual pudessem edificar mais conhecimento bíblico. Charles Taze Russell, uma Testemunha de Jeová que serviu como um dos editores de publicações da organização reconheceu isso, ao declarar:

    “Descobrimos que por séculos várias seitas e grupos dividiram entre si as doutrinas da Bíblia, misturando-as, em grau maior ou menor, com especulação e erro humano . . . Descobrimos que a importante doutrina da justificação pela fé e não pelas obras fora claramente enunciada por Lutero e mais recentemente por muitos cristãos; que a justiça, o poder e a sabedoria divina foram cuidadosamente preservados pelos presbiterianos, embora não discernidos claramente; que os metodistas apreciaram e louvaram o amor e a compaixão de Deus; que os adventistas prezaram a doutrina sobre a volta do Senhor;
    que os batistas, entre outros pontos, sustentaram corretamente a doutrina do batismo em sentido simbólico, embora tivessem perdido de vista o verdadeiro batismo; que, fazia tempo, alguns universalistas sustentavam vagamente alguns pensamentos relativos à ‘restauração’. Assim, quase todas as denominações deram evidência de que seus fundadores vinham buscando a verdade: mas bem evidentemente o grande Adversário lutou contra eles e erroneamente repartiu a Palavra de Deus, que ele não podia destruir totalmente.” – Extraído da obra Testemunhas de Jeová – Proclamadores do Reino de Deus (pp. 48-49), publicada pelas Testemunhas de Jeová.

    Ademais, o aumentado conhecimento das línguas em que a Bíblia foi originalmente escrita, bem como a descoberta de manuscritos bíblicos mais antigos e de outros artefatos dos tempos bíblicos proporcionou um cabedal de informações que disponibilizou uma compreensão mais acurada do texto sagrado. Assim como as demais ciências, a ciência bíblica trilhou um caminho de erros e ajustes. E, como no caso das ciências naturais, o resultado também tem sido assombroso. O periódico sueco Sökaren (O Pesquisador) publicou uma entrevista feita com Bertil Persson, clérigo, autor, redator e professor de religião. Na entrevista, o sr. Persson declarou: “Por detrás da fé que está sendo pregada pelas Testemunhas de Jeová há uma espantosa ciência bíblica de alta classe e de orientação internacional.”[4]

    As Testemunhas de Jeová trouxeram à tona verdades fundamentais, como a importância do Nome de Deus, Jeová,[5] a vindicação da Soberania de Jeová, a real identidade de Jesus Cristo, a verdadeira condição dos mortos, o propósito de Deus para com a Terra, a doutrina do resgate, entre tantas outras verdades. Esse maravilhoso resultado da constante pesquisa bíblica é cumprimento da profecia de Daniel 12:4, que declara: “Você, Daniel, guarde em segredo esta mensagem, lacre este livro até o tempo final. Muitos o examinarão, e o conhecimento deles aumentará.” (Edição Pastoral) Você poderá se beneficiar do conhecimento dessas e de tantas outras verdades bíblicas por aceitar um estudo bíblico gratuito e sem compromisso das Testemunhas de Jeová.

    Reconhecimento de que não são inspirados

    Os editores das publicações das Testemunhas de Jeová sempre reconheceram que não são inspirados e que o resultado de suas pesquisas está sujeito a erros e a ajustes. Veja abaixo exemplos dessa cândida admissão:
    “Não temos o dom da profecia.” — TheWatchtower (A Sentinela), Janeiro de 1883, página 425.
    “Nem desejamos que os nossos escritos sejam reverenciados ou considerados infalíveis.” — The Watchtower, 15 de dezembro de 1896, página 306.
    “[Ter o espírito de Deus] “não significa que os que servem agora como testemunhas de Jeová são inspirados. Não significa que os escritos nesta revista A Sentinelasão inspirados e infalíveis e sem erros.” — A Sentinela, Setembro de 1947, página 135.
    “A Sentinela não se diz inspirada em suas pronunciações nem é dogmática.” —A Sentinela, 15 de agosto de 1950, página 263.
    “Os irmãos que preparam essas publicações não são infalíveis. Seus escritos não são inspirados assim como eram os de Paulo e dos outros escritores bíblicos. (2 Tim. 3:16) E assim, às vezes, tornou-se necessário corrigir conceitos, conforme o entendimento se tornou mais claro. (Pro. 4:18)”

    Curtir

  • givanilson rocha  On 13 fev 2013 at 23:29

    E para concluir : Acho mais triste a atitude das religiões que apesar de tanta exposição dos seus erros doutrinários graves não estão disposta a reconhecer e mudar como disse certa vez o Tj7 estão “paralisadas ” no erro.
    Não reconhecem que a bíblia não ensina a imortalidade da alma.
    Não reconhecem que não devem participar na política.
    Não reconhecem que Jeová é único Deus verdadeiro( e não um Deus trino).
    Não reconhecem que o inferno bíblico não é um lugar de tormento.
    Não reconhecem que o Juramento á bandeira é um ato de idolatria.
    Não reconhecem que Deus tem um proposito para a terra.
    Não reconhecem que a unica celebração que a bíblia ordena,autoriza aos cristãos é morte de cristo,a ” refeição noturna do Senhor”( Tnm)
    Não reconhecem que a participação nas guerras é errado.
    E muitas outras coisas…..
    Quem dera seu Cleber que as igrejas protestantes seguisse o exemplo das Testemunhas cristã de Jeová.

    Curtir

  • Roger (botafogo)  On 14 fev 2013 at 21:54

    Irmão queruvim eu não entendo, você menciomou que meus textos não estão de acordo com os temas. Mas o irmão givanilson rocha , fugiu totalmente do assunto.

    Curtir

    • queruvim  On 14 fev 2013 at 22:36

      Você tem toda razão. Meu objetivo não é transformar esta página em um fórum de discussões. Para isso criei o FÓRUM TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO.

      Curtir

  • givanilson rocha  On 15 fev 2013 at 3:46

    Em harmonia com Mateus 7:6, não discuto com quem acha que tem a verdade, embora sua organização já tenha mudado essa verdade mais de 300 vezes, brincado com a inteligência de todos os seus membros.

    ( declaração de ” C. T.”).

    Roger se você perceber bem meu irmão,o meu comentário foi uma resposta a esse do Cleber..por isso acho que tem sim tudo a ver.Também não pretendo discutir com ninguém aqui apenas respondi ao Cleber sobre as “mudanças” que ocorrem em nossos ensinos conforme mencionou>UM grande Abraço para todos os participantes desse site.

    Curtir

  • flavio bispo  On 10 jun 2013 at 8:12

    esses dias perguntei a um adventista trinitario : se Jesus aceitasse a proposta de satanas de adora-lo, a qual dos tres deuses da trindade ele pecaria? a resposta foi deuteronomio 29:29 colocando na conta do misterio

    Curtir

  • Bastos  On 15 jul 2015 at 20:19

    Ao flavio bispo:
    Achei interessante seu argumento, bem lógico! Realmente eles não podem dizer que conhecem o Deus Trino deles…

    Curtir

  • Jose Roberto de Araujo  On 16 jul 2015 at 12:25

    Eu posso até estar enganado, mas esse Cleber Tourinho, é um apóstata que mora em João Pessoa, PB. Com certeza devemos evitá-lo!’ ( Provérbios 11;9).

    Curtir

  • Joao  On 16 jul 2015 at 17:11

    Pessoal vamos ser honesto nos trinitarianos nunca acreditamos ser Jesus e Jeova a mesma pessoa mesmo que eles dividem o mesmos atributos.isso e´ unicismo vçs mistura trindade e unicismo de ma´ fe´.da uma olhadinha no wikipedia a diferencia entre trindade e unicismo estuda um pouquinho no wikipedia ai vçs vem falar de trindade.referente a 1 cor 8 v6 porque vçs nao mostra outras versoes e´ facil mostrar so as sua biblia.mostra no original grego se tem a palavra intermedio.

    Curtir

  • Saga  On 16 jul 2015 at 21:18

    ” estuda um pouquinho no wikipedia ”
    Kkkkkkkk, eu mereço. Hahahauha

    Um monte de trinitariano diz que Jesus é Jeová.
    Estuda um pouquinho no google, ou pergunta pro teu pastor e amigos.

    “mostra no original grego se tem a palavra intermedio”

    Nos manuscritos gregos tem sim.
    1 Cor 8:6 αλλ ημιν εις θεος ο πατηρ εξ ου τα παντα και ημεις εις αυτον και εις κυριος ιησους χριστος δι ου τα παντα και ημεις δι αυτου

    δι vem de δια dia – a preposição primária que denota o canal de um ato
    => através de, por meio de.

    Curtir

  • Kyo  On 17 jul 2015 at 1:49

    Joao On 16 de julho de 2015 at 17:11: “… referente a 1 cor 8 v6 porque vçs nao mostra outras versoes e´ facil mostrar so as sua biblia.mostra no original grego se tem a palavra intermedio.”

    1- OUTRAS TRADUÇÕES DE 1CO 8:6

    King James Atualizada:
    “para nós, contudo, há um único Deus, o Pai, de quem tudo procede e para quem vivemos; em um só Senhor, Jesus Cristo, POR INTERMÉDIO de quem tudo o que há veio a existir, e POR MEIO de quem também vivemos.” (destaque acrescentado) (fonte: http://bibliaportugues.com/kja/1_corinthians/8.htm)

    Nova Versão Internacional:
    “para nós, porém, há um único Deus, o Pai, de quem vêm todas as coisas e para quem vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, POR MEIO de quem vieram todas as coisas e POR MEIO de quem vivemos.” (destaque acrescentado) (fonte: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/1co/8)

    2- TEXTO ORIGINAL

    No “Novo Testamento Interlinear Analítico Grego-Português – Texto Majoritário com Aparato Crítico”, 2008, Editora Cultura Cristã, de Paulo
    Sérgio Gomes e Odayr Olivetti, o texto de 1Co 8:6 em grego está assim:

    8.6 ἀλλ’ ἡμῖν εἷς Θεὸς ὁ Πατήρ , ἐξ οὗ τὰ πάντα καὶ ἡμεῖς εἰς αὐτόν , καὶ εἷς
    Κύριος Ἰησοῦς Χριστός , δι’ οὗ τὰ πάντα καὶ ἡμεῖς δι’ αὐτοῦ. (pg. 651)

    O termo “δι’” é traduzido, nas duas ocorrências no versículo, por “por”. O versículo inteiro é traduzido “para nόs, porém, há um sό Deus, ο Ρai, de
    quem tudo procede e para quem existimos, e um sό Senhor, Jesus Cristo, por quem tudo existe e nόs também.”

    Note agora como está Jo 1:3 no grego:

    1.3 πάντα δι’ αὐτοῦ ἐγένετο , καὶ χωρὶς αὐτοῦ ἐγένετο οὐδὲ ἕν ὃ γέγονεν. (pg. 351)

    O termo “δι’”, na tradução literal, é traduzido por “por intermédio de” e na tradução final do versículo fica “Tudo νeiο a existir POR MEIO DELE, e sem ele nada do que existe teria surgido”. (destaque acrescentado)

    Segundo a Strong’s Exhaustive Concordance “δι’” é “uma preposição primária que denota o canal de um ato; através de […]”
    (fonte: http://biblehub.com/strongs/greek/1223.htm)

    Portanto, “δι’” pode ser traduzido por “por intermédio” e, consequentemente, existe “por intermédio” em 1Co 8:6.

    Veja também:
    http://biblehub.com/interlinear/1_corinthians/8-6.htm
    http://biblehub.com/interlinear/john/1-3.htm

    Curtir

  • edson  On 9 maio 2016 at 20:50

    Olá Queruvim, parabéns por seu site, tenho aprendido muito. Agradeço ao Sr Jeová por isso.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos. https://www.instagram.com/queruvimdefogo/

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s