Dúvida de Leitores: Mat. 28:18 – “todo poder” ou “toda autoridade” ?


Certo leitor enviou hoje a seguinte pergunta:
 
Recentemente recebi um comentário de um trinitário dizendo
que Jesus recebeu todo ‘poder’ (“πᾶσα ἐξουσία”) em Mateus 28:18.

Porem, a TNM traduziu para ‘autoridade’.

Pesquisei e respondi o rapaz, ainda citei pra ele que a JFA traduziu
o mesmo termo “πᾶσα ἐξουσία” para ‘autoridade’ em Lucas 10:19.

Você já tem algum artigo sobre isso ? Se não, oque acha de fazer ?

 
Abraço
 
RESPOSTA BÍBLICA:
 
Em resposta a indagação do leitor que usa o Nick “JAVA” vamos considerar este assunto agora!
Prezado “JAVA”,
 
A Versão João Ferreira de Almeida durante muitas décadas, junto com diversas traduções da Bíblia, tanto católicas como protestantes,verteram Mateus 28:18 por:  “…é me dado todo poder”. Segue abaixo a forma como algumas edições da Almeida traduziu esta porção das escrituras:
 

Versão: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada

Mateus 28:18 Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra.

Versão: João Ferreira de Almeida Atualizada

Mateus 28:18 E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra.   

Versão: João Ferreira de Almeida Corrigida e Revisada, Fiel

Mateus 28:18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.

Será que tanto faz dizer “foi me dado todo poder” ou “toda autoridade”? O que dizem os dicionários a respeito do termo grego empregado?

Vou responder primeiro sua indagação de forma direta ou sem rodeios, em seguida falaremos sobre os critérios usados pelos defensores do Textus Receptus.

Em Mateus 28:18 observamos que em diversas famílias textuais, existe uma unânimidade de que a palavra grega empregada é “ἐξουσία” (exousia) que provém de ἔξεστιν (exesti) que significa “permissão”. Segundo a Concordância Exaustiva de Strong a definição de exousia é “autoridade” . Alguns léxicos vertem exousia por “poder, autoridade” mas reconhecem que se refere ao “poder de agir” o que redunda na significação específica de autoridade. É por isso que na minha opinião uma das melhores obras que apresenta a definição precisa de exousia é o Dicionário Expositivo de Palavras do Novo Testamento de Vine:

Autoridade – Vine’s Expository Dictionary of New Testament Words

Autoridade

[ A-1,Noun,G1849, exousia ] denota autoridade” (proveniente do verbo impessoal exesti, “é permitido”). De significação “deixar ou permitir,” ou liberdade de fazer como agrada a pessoa, e vem da “habilidade ou força conferida a alguém,” consequentemente disso “poder de autoridade,” o direito de exercer poder, ex., Mateus 9:6; Mateus 21:23; 2 Corintios 10:8; ou “o poder de reinar ou governar,” o poder de alguém cuja vontade o comando deve ser obedecidos por outro ex., Mateus 28:18; João 17:2;Judas 1:25; Revelação  12:10; Revelação 17:13; mais especificamente da “autoridade” apostólica. 2 Corintios 10:8; 2 Corintios 13:10; o “poder” de decisões judiciais, João 19:10; de “gerenciar assuntos domésticos,” Marcos 13:34…Em 1 Coríntios 11:10 é usado com referência ao véu com o qual a mulher deve se cobrir em uma assembléia na igreja, como sinal da “autoridade” do Senhor sobre a Igreja…”

Exousia é portanto palavra usada e é assim reconhecida de modo unânime, certo? Não há desculpas de que o Textus Receptus é melhor ou que o Texto de WH (Westcott e Hort) é o melhor. Esta discussão não vem ao caso. Isso fica evidente ao ver diversos textos padrões apresentados aqui onde todos empregam exousia:

Texto RP Byzantino Majorityário 2005
Καὶ προσελθὼν ὁ Ἰησοῦς ἐλάλησεν αὐτοῖς, λέγων, Ἐδόθη μοι πᾶσα ἐξουσία ἐν οὐρανῷ καὶ ἐπὶ γῆς.

Westcott e Hort 1881
καὶ προσελθὼν ὁ Ἰησοῦς ἐλάλησεν αὐτοῖς λέγων Ἐδόθη μοι πᾶσα ἐξουσία ἐν οὐρανῷ καὶ ἐπὶ τῆς γῆς·

Scrivener’s Textus Receptus 1894
καὶ προσελθὼν ὁ Ἰησοῦς ἐλάλησεν αὐτοῖς, λέγων, Ἐδόθη μοι πᾶσα ἐξουσία ἐν οὐρανῷ καὶ ἐπὶ γῆς

Stephanus Textus Receptus 1550
καὶ προσελθὼν ὁ Ἰησοῦς ἐλάλησεν αὐτοῖς λέγων, Ἐδόθη μοι πᾶσα ἐξουσία ἐν οὐρανῷ καὶ ἐπὶ γῆς

Verter exousia por “poder”, é uma inexatidão se esta palavra for entendida pelo que realmente ela é. Na verdade “poder” em grego, de acordo com o Dicionário de Vine é dunamis. (fonte***)  e poder pode ser confundido com soberania  ou domínio. O fato é que o grego Coine é bastante diversificado em comparação com línguas como o hebraico e apresenta muitas palavras específicas com diferentes nuanças de significados. Portanto, exousía é autoridade, ao passo que dunamis significa poder. Duas palavras diferentes com nuanças particulares. Por que então muitos tradutores da palavra de Deus verteram exousia por “poder”, quando esta, não é exatamente a ideia contida na palavra original? A resposta não deve nos surpreender.

Teólogos tanto católicos como protestantes, enfiaram goela abaixo dos leigos durante muitos séculos, conceitos trinitários tentando fundir Jesus e seu Pai como sendo um só Ser,  a partir de traduções tendenciosas. Mateus 28:18 é só mais um exemplo de como muitas versões,  produzidas por Teólogos católicos e evangélicos, sutilmente enxertaram suas doutrinas  no texto da palavra de Deus.

O nome de Deus ‘Jeová’ amplamente utilizado na versão Almeida Revista e Corrigida foi posteriormente totalmente eliminado do Antigo Testamento em substituição pela palavra SENHOR. Acrescente-se a isso adições espúrias como 1 João 5:7, erros sutis como João 1:3  que ao invés de dizer que o mundo foi feito “por intermédio dele” foi vertido erradamente por “por ele”. Veja o exemplo de  1 Timóteo 3:16. Durante muito tempo foi alterado para se ler “Deus se manifestou em carne”.

Versão: Português: João Ferreira de Almeida Corrigida e Revisada, Fiel

1 Timóteo 3:16 E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória.

Foi consertado recentemente por :

Versão: Português: João Ferreira de Almeida Atualizada

1 Timóteo 3:16 E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Aquele que se manifestou em carne, foi justificado em espírito, visto dos anjos, pregado entre os gentios, crido no mundo, e recebido acima na glória. 

De fato, muitas versões modernas baseadas em textos gregos mais confiáveis e mais antigos rezam agora:

Aquele que se manifestou . . .” Isto se dá porque, conforme explica a nota marginal da Versão Normal Americana (em inglês): “A palavra Deus, em lugar de “Aquele que”, não repousa sobre nenhuma evidência antiga suficiente.” Visto que o Sinaítico estava entre os manuscritos mais antigos na língua original, sua descoberta mais recente ajudou os eruditos a descobrir erros que se haviam introduzido em manuscritos posteriores.  1 Timóteo 3:16, reza no Sinaítico:

 “Ele foi manifestado em carne.” Em lugar de “ele”, a maioria dos então conhecidos manuscritos mostravam uma abreviatura para “Deus”, resultante de uma pequena alteração da palavra grega para “ele”. No entanto, o Sinaítico fora produzido muitos anos antes de qualquer manuscrito grego que rezava “Deus”. Portanto, revelou que houve uma corrupção posterior do texto, evidentemente introduzida para apoiar a doutrina da Trindade. Algumas alterações foram descaradas outras são mais sutis, como é o caso de Mat. 28:18, uma coisa é clara, não se pode confiar demais em teólogos católicos ou protestantes.

Até mesmo na hora de favorecer quais famílias de manuscritos são as mais confiáveis, alguns defendem de modo enfático o Textus Receptus ao passo que outros defendem o Texto Crítico. Muitos se deixam levar por preferências teológicas ao fazerem suas escolhas. A Versão Americana Rei Jaime (KJV) optou pela tradução “todo poder” em Mateus 28:18. Um dos motivos foi o de a KJV ter se baseado principalmente na Vulgata Latina de Jerônimo inclusive nesta passagem. Nesta Jerônimo empregou a palavra latina POTESTAS que significa PODER em sua acepção principal. Não transmite exatamente o pensamento original do escritor inspirado. Infelizmente, o critério usado por muitos eruditos e até mesmo lexicógrafos da cristandade tem sido, não a exatidão, mas a tendência de favorecer a doutrina da trindade. Já não basta o fato da Igreja Apóstata ter empregado tortura e genocídio a fim de converter pessoas ao trinitarismo?

Faça você mesmo sua pesquisa cuidadosa e evite ser mais uma vítima da grande apostasia que hoje impera na terra. (1 João 5:19 2Ti 2:16-19 ) Qualquer estudante de grego básico sabe a diferença entre exousia e dunamis.  Infelizmente ao falarmos com pastores, principalmente os de mais idade, observamos que eles recitam de forma decorada Mateus 28:18 na forma antiga e alguns sequer se dão conta de que uma revisão desta leitura favorece a leitura “autoridade” ao invés de “poder”.  Digno de nota é que a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas já havia traduzido de maneira exata desde a década de 1950!  Meditem na imagem abaixo com oração e que todos nós venhamos a dar os passos necessários a fim de sair do meio daqueles que promovem descaradamente a adulteração da Palavra de Deus. (Rev. 18:4)

 gregoparaprincipiantes

 Será que tanto faz dizer “foi me dado todo poder” ou “toda autoridade”?

Muitos crentes citam a frase “foi me dado todo poder” na tentativa de defender a tese de que Jesus é o próprio Deus Todo Poderoso. Como vimos acima, isso não foi EXATAMENTE o que Jesus disse. Muitos afirmam que tanto faz dizer “toda autoridade” ou “todo poder”. Sem perceber eles estão realmente dizendo que não importa o que Jesus disse. Não estão interessados em saber de VERDADE  o que Jesus REALMENTE disse. Estão preocupados em defender o que ACHAM SER CERTO. Pare para pensar no seguinte: A pessoa diz de boca cheia que acredita que a Bíblia é “A Palavra de Deus”. Mas quando indagada sobre o que a Bíblia REALMENTE DIZ a pessoa defende idéias relativistas de que tanto faz isso ou aquilo? Acha que isso condiz com o que se espera de alguém que defende de toda a alma as declarações de Deus como sendo sagradas?

Um ponto que muitos precisam ter em mente é que na parábola do trigo e do joio, sabemos que tanto o joio como o trigo são muito semelhantes. O joio é um tipo de erva daninha improdutiva, infrutífera que dessemelhante do trigo, não produz nada de bom. Aparência similar não é sinônimo de “mesma coisa” e  saber a diferença entre o joio e o trigo pode custar a salvação das pessoas. Na questão em pauta considerada aqui, com base em Mateus 28:18, temos que ter em mente que afirmar que Jesus recebeu “todo poder” não seria coerente em vista das declarações encontradas em  1 coríntios 15: 27:

  Pois [Deus] “lhe sujeitou todas as coisas debaixo dos pés”. Mas, quando diz que ‘todas as coisas foram sujeitas’, é evidente que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas.28  Mas, quando todas as coisas lhe tiverem sido sujeitas,+ então o próprio Filho também se sujeitará* Àquele+ que lhe sujeitou todas as coisas, para que Deus seja todas as coisas para com todos.*+

Jesus de fato recebeu grande autoridade. Ninguém em todo o universo recebeu tanta autoridade quanto ele. 

IMAGEM do site jw.org

Certo leitor postou a seguinte pesquisa. Que também é uma resposta a pergunta deste artigo:

Postado por N. Rocha

Resposta apologética:

Recebeu Jesus TODO poder tornando-se igual a Jeová?

É muito comum os que defendem a trindade citarem o texto de Mateus 28:18 para provarem que Jesus possui o mesmo grau de poder de seu Pai,conforme verte algumas versões como a Bíblia Mensagem de Deus ali é dito:
“Jesus então se aproximou e lhes disse:Todo poder me foi dado no céus e na terra”.
Ora o argumento é: Se Jesus recebeu todo poder então ele só pode ser o Deus todo poderoso pois somente o Deus todo poderoso possui TODO poder.
Pobres trinitaristas !
Em primeiro lugar lamento informar aos nobres trinitaristas mas a tradução acima é uma tradução FALHA do texto grego.
A palavra que ocorre ali no texto original não é dý•na•mis palavra essa que significa PODER.
No texto ocorre a palavra grega exousia que significa “autoridade’,por essa razão muitas versões traduzem por “foi me dada toda “autoridade” no céu e na terra”.( Almeida,CNBB,Pastoral,Os evangelhos versão restauração editora árvore da vida,TNM,e outras).
No entanto mesmo que o texto afirmasse que TODO poder tinha sido dado a Jesus ainda assim isso não o tornava igual a seu pai.
Para ilustrar: Digamos que você seja dono de uma grande empresa,daí você chega para o seu gerente um funcionário de sua extrema confiança e diz: Fulano eu te dou Todo poder aqui na empresa tudo que você fizer eu aprovo.Ninguém diria que esse funcionário tinha na verdade o mesmo poder do dono da empresa,o dono continuaria sendo o dono,o detentor de fato de Todo poder lá podendo até mesmo demitir tal funcionário.Ele tinha Todo poder em relação aos outros não ao dono.
É comum esse recurso na bíblia veja: 
Em revelação ( apocalipse) 12: 9 diz a respeito do diabo: “Ele engana TODO mundo( toda terra habitada Tnm)
“Aquele que seduz Todos os habitantes da terra”( Pastoral)
Significa isso que não fieis na terra? Não há pessoas que mantém a integridade?
É obvio que toda aqui é relativa.
Outro exemplo: Em Gênesis 3:20 diz sobre Eva:
“ Chamou Adão é sua mulher Eva porque era mãe de TODOS os viventes.(Almeida)
Ninguém afirmaria que Eva era mãe dela mesmo ou de Adão pois também eram “viventes”.
O texto de 1 Coríntios capitulo 15 o versículo 24 é ainda mais esclarecedor,ali afirma que Jesus “destruirá TODO domínio,e TODA autoridade e TODO PODER. 
significa isso que ele destruirá SEU próprio poder e autoridade ou o de seu Pai? Não precisamos falar mais nada!
Resumindo: É verdade que Jesus recebeu poder de seu pai e ele usa e usará esse poder de acordo com a vontade de Jeová.Isso pode ser visto em Daniel 7:13,14 ali se declara:
“Depois disso,em uma visão á noite,vi alguém semelhante a um filho do homem chegar vindo no meio das nuvens do céu.Aproximou-se do ancião de Dias( Jeová) e foi apresentado a ele.14-Ele recebeu autoridade,gloria e PODER para dominar todas as nações do mundo..o poder que ele recebeu é eterno –nunca terminará…( Nova bíblia Viva)
Notem que o filho de Deus recebe poder,poder esse que vem de uma fonte o pai,fonte essa superior a ele,mas o fato de Jesus ter recebido poder não o torna tão poderoso quanto a seu Pai.
O livro achega-se a Jeová no capitulo 9 parágrafo 6 diz:
Será que o Filho unigênito receberia ainda mais poder e autoridade? Depois de sua morte e ressurreição, Jesus disse: “Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra.” (Mateus 28:18) Portanto, foram concedidos a Jesus tanto a capacidade como o direito de exercer poder em todo o Universo. Como “Rei dos reis e Senhor dos senhores”, ele recebeu autorização de reduzir “a nada todo governo, e toda autoridade e poder” — visível ou invisível — que se oponha ao seu Pai. (Revelação [Apocalipse] 19:16; 1 Coríntios 15:24-26) Deus “não deixou nada que não . . . fosse sujeito” a Jesus, exceto, é claro, ele próprio, Jeová.
Portanto percebemos quão confusos estão os defensores da trindade,parecem que querem nadar no seco,pois buscam supostas provas que na verdade não existe!
Não podemos passar por cima do testemunho do próprio Jesus que com humildade reconheceu: …” O pai é MAIOR do que eu”.( João 14:28).

Divulguem isso!

Both comments and trackbacks are currently closed.