João 1:3 “por intermédio dele” ou “por ele”?


 Por Queruvim

Alguns textos bíblicos bastante controversos são avaliados muitas vezes de maneira apressada e precipitada. Uma avaliação mais detida, acaba revelando detalhes importantes que passam despercebidos por muitos. Por exemplo a forma como a Bíblia usa a preposição grega Diá que significa basicamente “por intermédio de”. Aparece em alguns textos antes de vogais como simplesmente ´(exemplo abaixo)

pantas

A confusão da identidade e verdadeira natureza de Deus está relacionada também com a má tradução de palavras gregas! Na imagem ao lado por exemplo, vemos uma tradução literal do texto de Colossenses 1:16. Já analisamos este texto nesta página Tradução do Novo Mundo Defendida. Agora iremos nos deter na preposição vertida acima neste texto com letras vermelhas.

Observe como o uso da preposição DIÁ,  em grego, é falsificado na Tradução João Ferreira de Almeida a fim de apoiar a doutrina da trindade de uma maneira sutil e quase imperceptível.

Ao compararmos o Evangelho de João 1:3 com  João 1:7 observamos que a preposição grega é vertida “por ele” ao passo que no versículo 7 a Almeida Revisada e Fiel verteu a mesma preposição,  porém,  com o sentido correto de “por intermédio dele”, muito embora tenha usado a mesma forma ambígua em português, “por ele”. Parece que na mente do tradutor, obviamente influenciado pela doutrina da trindade, que alega que Cristo e Deus são o mesmo Deus, a vasta maioria dos textos onde aparece a preposição grega DIÁ foi vertida por “por ele”. Até mesmo com idéia que foge do caráter preposicional pretendido.

A Almeida Corrigida e Revisa Fiel optou pela seguinte tradução do texto grego:

“Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez” João 1:3

Será que a frase “todas as coisas foram feitas por ele” carrega a intenção do autor inspirado? Observe a forma como verteu a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas:

“Todas as coisas vieram à existência por intermédio dele, e à parte dele nem mesmo uma só coisa veio à existência”. João 1:3  πάντα δι’ αὐτοῦ ἐγένετο,

“Este [homem] veio em testemunho, a fim de dar testemunho da luz, para que pessoas de toda sorte cressem por intermédio dele.”  João 1:7 πάντες πιστεύσωσιν δι’ αὐτοῦ.

A aplicação da preposição diá tanto em Colossenses 1:16 como em João 1:3 não se dá na forma acusativa, mas genitiva, o que indica que Jesus é o agente passivo no ato de criar todas as coisas. A TNM verteu exatamente como deveriam ter traduzido as versões feitas por pessoas que realmente entendem o grego. O que não é o caso dos  tradutores que criticam a Tradução do Novo Mundo (TNM). Se criticam, o fazem em base “teológica” e por pura birra ou antagonismo religioso. Ao meu ver, não estão interessados em defender exatidão em matéria de tradução, mas suas doutrinas, justamente aquilo que acusam falsamente as Testemunhas de Jeová de fazerem!

Dicionário MICHAELIS  de Português Online

Significado de “diá-1″pref (grego diá) Significa através de, entre ou por entre: diagonaldiâmetro.

Note a definição dada por Watchmen Bible Study Group

dia:  rege dois casos (o Genitivo e Acusativo).

1.  Com o genitivo tem o sentido geral de “por intermédio”, como que dividindo uma superfície em duas por meio de uma linha de intersecção.Inclui a ideia de  procedendo de e passando através (ex. Marcos 11:16. 1Corintians 3:15… 1Pedro 3:20). Compare com diâmetro.

Marcos 11:16
16 e não deixou ninguém carregar qualquer utensílio através [dia] do templo.  KJV

Analise como esta preposição é empregada em diversos textos na Bíblia:

Em João 1:17 lemos: ” Porque a Lei foi dada por intermédio de Moisés…” TNM. Foi vertido de modo equivocado por diversas traduções da Bíblia. A Almeida Revista e atualizada felizmente corrigiu esta inexatidão cometida pelas Almeidas anteriores de forma que lemos nesta:

“Porque a lei foi dada por intermédio de Moisés” ARA (CONFIRA A LEITURA AQUI NESTE LINK) A Almeida Revisada e Corrigida Fiel não foi nada revisada, uma vez que deu a entender que Moisés é quem “deu a Lei”. Da mesma forma que Moisés não foi o autor da Lei dada ao antigo Israel, Jesus também não foi o autor da criação, mas aquele por intermédio de quem Deus criou todas as outras coisas.

Em Atos 15:12 lemos:

“Em vista disso, a multidão inteira ficou calada, e começaram a escutar Barnabé e Paulo relatando os muitos sinais e portentos que Deus fizera por intermédio deles entre as nações” τοῖς ἔθνεσιν δι’ αὐτῶν.

Concluiríamos que os sinais e obras poderosas realizadas pelos apóstolos provinham deles mesmos ou Deus realizava por intermédio deles? A resposta a esta pergunta ajuda-nos a entender a maneira em que a preposição grega é comumente empregada. Os apóstolos não eram a fonte de tal autoriade ou poder, mas eram agentes intermediários por meio de quem (em grego : DIÁ) Deus  realizava estas obras.

Em Mateus 1:22 vemos a ocorrência de diá: ” Para que se cumprisse o que fora falado por Jeová por intermédio (grego:diádo seu profeta…” ὑπὸ Κυρίου διὰ τοῦ προφήτου . Neste texto Jeová é o autor da declaração, mas o profeta mencionado é um agente passivo que falou o que lhe foi transmitido. Ou seja, Jeová falou por “intermédio dele”. A ideia não era dele mas provinha de Jeová Deus.

Mateus 2:12 diz “No entanto, por terem recebido em sonho um aviso divino para não voltarem a Herodes, retiraram-se para o seu país por outro caminho”. πρὸς Ἡρῴδην δι’ ἄλλης ὁδοῦ

“Entrai pelo portão estreito; porque larga e espaçosa é a estrada que conduz à destruição, e muitos são os que entram por ela”. Mateus 7:13  οἱ εἰσερχόμενοι δι’ αὐτῆς

“Ai do mundo, devido às pedras de tropeço! Naturalmente, é necessário que venham pedras de tropeço, mas ai do homem por meio de quem vem a pedra de tropeço!” Mateus 18:7    τῷ ἀνθρώπῳ δι’ οὗ τὸ

Ele disse então aos seus discípulos: “É inevitável que venham causas para tropeço. Não obstante, ai daquele por meio de quem vêm!” Lucas 17:1  πλὴν οὐαὶ δι’ οὗ ἔρχεται·

Como vimos, a preposição é quase sempre empregada no sentido de “por intermédio” equivalente ao inglês : “through

Em João 3:17 lemos na Nova Versão Internacional: “Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele”.
João 3:17

A American Standard Version que é uma versão em inglês, não fez uso de uma palavra preposicionalmente ambígua e optou pela versão “por intermédio dele” ( em inglês: through e não “by”).

Já em português percebo que os tradutores se aproveitam da ambiguidade presente na palavra “por” que também é uma preposição, contudo, se assemelha muito a “by” em inglês, para promoverem a ideia de que o mundo foi feito “por ele” isto é, Cristo. Sendo que a ideia claramente expressa não é bem essa em grego.

Quem diz isso? Os textos acima, já considerados são a base de tal afirmação, além de respeitados léxicos e dicionários.

O Léxico Grego de Thayer define a preposição grega DIÁ  como significando  ”por intermédio ” especialmente ao ser usada numa contrução genitiva.

Este dicionário apresenta somente esta definição nesta construção genitiva. Não no sentido de “por alguém” mas antes, “por intermédio” de alguém.

A obra Helps Word Studies define diá da seguinte forma:

“[1223 (diá) é uma raiz presente no termo inglês diameter (“através  até o outro lado ,por intermédio“)

A Concordância de Strong também deixa claro que em uma construção genitiva Diá tem o sentido de “através de” ou “por intermédio de”. Veja a acepção primária definida na concordância pela letra A. Se alguém for olhar a definição deve prestar atenção a este detalhe. Este dicionário também apresenta somente esta definição nesta construção genitiva. Não no sentido de “por alguém” mas antes, “por intermédio” de alguém.

Vejamos a definição do Léxico grego IPD: 

“Palavra: dia
Pronúncia: dee-ah’
Strong: #G1223
Orig: uma preposição primária denotando o canal de um ato; por intermédio de …”

1) por intermédio
1a) de lugar
1a1) com
1a2) em
1b) de tempo
1b1) por todo(a)… …”

Em vista disso é evidente que Jeová,  o “Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo” (Ef. 1:17) é aquele que fez o universo e para isso teve Jesus como seu colaborador, “por intermédio” de quem fez todas as coisas. É claro que quando se diz “todas as coisas” se excetua seu “Deus e Pai”. (1 Cor. 15:27). Em vista do esposto acima não é por menos que traduções da Bíblia Sagrada mais recentes e modernas estão vertendo a preposição diá por “através de” ” por intermédio de” em casos genitivos. Versões como é o caso da  Tradução João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada a  RSV, NIV, TEV,etc. Lamentamos que a doutrina errada já esteja impregnada no modo de pensar dos “pastores” devido a esta correção tardia.

Até mesmo algumas versões brasileiras vertem  a preposição  diá pela palavra “por”,  contudo, com o sentido de “por intermédio”. Mas este tipo de versão se torna ambígua e pode ser entendida de forma a apoiar a doutrina de que Jesus e O Deus (Ho Theós) sejam o mesmo Deus.

Observe o que diz certa página dedicada ao assunto:

“Este Filho espiritual, primogênito, foi usado pelo Pai na criação de todas as outras coisas. (Jo 1:3; Col 1:16, 17) Isto incluiria os milhões de outros filhos espirituais da família celestial de Jeová Deus (Da 7:9, 10; Re 5:11), bem como o universo físico e as criaturas originalmente produzidas nele. Logicamente, foi a este Filho primogênito que Jeová disse: “Façamos o homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança.” (Gên 1:26) Todas estas outras coisas criadas não somente foram criadas “por intermédio dele”, mas também “para ele”, como o Primogênito de Deus e o “herdeiro de todas as coisas”. — Col 1:16; He 1:2.

Não Concriador. A participação do Filho nas obras de criação, porém, não o tornara Concriador de seu Pai. O poder de criação procedia de Deus por meio do seu espírito santo, ou força ativa. (Gên 1:2; Sal 33:6) E visto que Jeová é a Fonte de toda a vida, toda a criação animada, visível e invisível, deve sua vida a ele. (Sal 36:9) Então, o Filho, em vez de ser Concriador, era o agente ou instrumento por meio de quem Jeová, o Criador, operava. O próprio Jesus atribuiu a criação a Deus, assim como fazem também todas as Escrituras. — Mt 19:4-6; veja CRIAÇÃO.”

CONCLUSÃO:

Diversas versões da Bíblia, inclusive a João Ferreira de Almeida em suas diversas edições , que em muitos casos não passa por tradução versículo por versículo, mas apenas repete erros de versões anteriores, são traduções tendenciosas que rejeitam o texto como ele realmente é em sua literalidade a fim de promoverem suas doutrinas e tradições religiosas profundamente arraigadas, muitas delas oriundas do paganismo, como é o caso da doutrina da trindade. Os responsáveis por tais traduções , o clero da cristandade (pastores , padres, reverendos etc) são praticantes daquilo que acusam a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas. A saber, produzem uma perversão sutil das escrituras ao passo que acusam falsamente as TJ de fazerem isso. 

CASO ALGUÉM DESEJAR CITAR OS ARTIGOS DESTA PÁGINA FAVOR COLOQUEM O LINK OU CITEM A PÁGINA TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DEFENDIDA! 

Quem é o “ALFA E O OMEGA”?

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Saga  On 11 de agosto de 2013 at 3:55

    Diferença que Tradução pode fazer na teologia duma pessoa-
    Embora este erro seja óbvio, é engraçado que se baseiem tanto numa tradução que é sabidamente errada para basear um Dogma Doutrinário.

    Claro que uma pessoa esclarecida e Uniteísta não se confunde mesmo usando uma tradução que verta “dia” por “por ele”, mas para um leigo e contaminado por ideias Triniteístas aí sim a tradução fará muita diferença. Sobre este lance do “Uniteísta esclarecido”: As TJs desde que começaram sua carreira como Estudantes da Bíblia sempre rejeitaram tal ídeia de um Deus Trino embora ainda não existisse a TNM quer dizer, mesmo com a KJ e outras versões em mãos já conseguiam interpretar a teologia bíblica quanto a unicidade de Deus.

    As traduções atrapalham, mas a pessoa esclarecida, com ciência sobre as questões nos idiomas bíblicos, tira proveito das Escrituras, quer esteja Inferno ou Seol, Inferno de Fogo ou Geena Ardente, Senhor ou Jeová, Cruz ou Estaca, Adoração ou Prestar Homenagem, Antigo Testamento ou Antigo Pacto, Por Ele ou Por Intermédio dele…

    Por outro lado para os “não instruídos” a deficiência na tradução faz uma diferença forte, e obviamente que com o passar das décadas as TJ perceberam isso e então viu-se a necessidade de ter a TNM para que o povo de Jeová pelo mundo tivesse uma bíblia padrão, oficial, moderna e profunda, livre das tradições, preconceitos e da filosofia da Cristandade. Veja bem, um não instruído, pega textos como Salmo 110:1 e 1 Cor 8:6 e inventa que: “ Existem duas pessoas divinas no Senhor Deus! Afinal, o Salmo fala de dois que são o Senhor e 1 Cor 8:6 ao chamar Jesus de um só Senhor está citando de Dt 6:4 onde diz que Deus é o Um Só Senhor!!! “

    A ideia acima é totalmente absurda e boba, mas o problema aconteceu pelo…. fato…da tradução do individuo acima não utilizar o nome “Jeová”, fazendo assim que o pobre incalto desfamiliarizado com o nome divino confunda os Senhores!

    Como acontece casos como o acima pelo fato do termo substituto “Senhor” excluir das bíblias o nome de Jeová, também acontecem argumentos com base nas pessoas lerem nas suas bíblias que Jesus era A d o r a do e que todas coisas foram criado P O R ELE .

    Olha só o erro triplo induzindo a pobre pessoa desinformada de crer na Trindade, [1] ela acha que Jesus ser chamado nosso Senhor é sinônimo de ser o próprio Deus (Se acostumou com isso ao ler e ouvir incessantemente na sua Bíblia: O Senhor é meu Pastor, o Senhor nosso Deus, louvem o Senhor, o Senhor é o seu nome, a casa do Senhor, o Senhor dos Exércitos, o Senhor Deus, o Senhor teu Deus, o Senhor nos criou, etc)

    ; [2] ela acha que Jesus várias vezes foi adorado como sendo Deus (Por discípulos, pessoas curadas, pelos magos do oriente, pelos soldados romanos….) e por fim ela acha que

    ; [3] Jesus é aquele que criou o mundo.

    Então => “ o mundo foi criado POR ELE -é nosso Criador-, ele foi adorado – e apenas podemos adorar à Deus-, ele é o Senhor, o nosso Senhor – e sabemos que Deus, o nosso Deus é que é o Senhor – , logicamente então ele é Deus, o Senhor, nosso Criador e o único que deve ser adorado! Aleluia! Louvem ao Senhor! Glória ao Senhor Jesus! Ó Glória! “

    Além dela crer na Doutrina Trindade, ainda o faz por motivos que são sabidamente produtos de uma tradução inexata e trinitariamente tendenciosa. Não é a palavra de Deus que a pessoa tá seguindo, mas as de um outro homem imperfeito que confundiu a sua cabeça com traduções falidas….

    Já os motivos de nós não crermos na Trindade, independente da Tradução, é baseada em estudo crítico, linguístico, contextual, hermeutico, histórico e cientifico, pois temos de aprender a enxergar além da tradução que usamos.

    Curtir

  • TNM(R)  On 31 de janeiro de 2014 at 21:52

    Queruvim, dizer que tudo foi feito por “intermédio de Jesus” e não por ele, significa que Jesus não é o criador. Mas a mesma palavra diá é usada se referindo a Deus em Romanos 11:36 e Hebreus 2:10?

    Curtir

  • Queruvim  On 1 de fevereiro de 2014 at 0:56

    Sim, mas não é usado diá com referência ao ato específico de criar! Não é o uso de uma preposição que forma a teologia do povo de Jeová. O contexto deve ser levando em consideração. De forma que sua afirmação inicial não é exatamente o que o artigo quer dizer. De fato se referindo a Jeová Deus não encontrará em parte alguma a preposição diá sendo usada numa contrução genitiva se referindo a ele como agente passivo da criação. Os textos que cita, sequer falam do ato de criar. Antes, falam do Criador e fonte de tudo o que existe.

    No Evangelho de João, o Apóstolo inspirado diz (1:3) que diá (ou seja “por intermedio dele, i.e o Cristo) todas as coisas “vieram a existir” (grego: γίνομαι). Este ultimo verbo não aparece em Romanos 11:36. Não se fala do ato de fazer o mundo, mas do Criador como sendo a causa da criação. Ademais Paulo cita textos claramente aplicados a Jeová Deus.Todos os versículos que antecedem, a saber, Romanos 11:29,30, 32,33 usam a palavra THEÓS e fazem uma aplicação a Deus, que é claramente distinguido de Jesus em toda a carta aos Romanos. Observa-se que Rom. 11:33,34 faz citações de textos do chamado “Velho Testamento” aplicados exclusivamente a Jeová (Yhwh). Ademais, João 1:3 tem que ser comparado com Hebreus 1:2 que fala do mesmo assunto da criação. Quanto a hebreus 2:10 podemos dizer o mesmo. Observe que o texto diz que o agente da salvação do homens foi “aperfeiçoado” e no verso seguinte diz que os salvos são “irmãos” dele. Fica mais do que claro que a preposição grega diá nestes versos, tanto em Romanos quanto em Hebreus nos textos referidos não estão falando especificamente do ato de fazer o mundo, mas são declarações de reverência ao Criador Jeová Deus. É por isso que a TNM verteu a preposição grega diá em Romanos 11:36 da seguinte forma: “por ele” e não “por intermédio dele”.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s