“Em forma de Deus” Fil.2:6 – O QUE SIGNIFICA?


           ὃς  ἐν μορφῇ θεοῦ ὑπάρχων

                    O qual  em    forma           de Deus     existindo

A declaração acima registrada na carta de Paulo em Filipenses 2:6 foi vertida em muitas traduções da Bíblia por “O qual sendo Deus”. O que é na verdade não uma tradução, mas uma interpretação, uma paráfrase. E porque não dizer, uma adulteração ? De fato podemos analisar a declaração a luz da própria Bíblia fazendo comparação com outros textos onde a palavra “forma” ocorre. Em Fil. 2:7 no próximo versículo observamos a palavra “forma” ( μορφὴν morfen) sendo empregada novamente. Paulo nos diz que Cristo μορφήν δούλου λαβών, literalmente “forma de escravo tomou”, em uma equivalência dinâmica, em matéria de tradução,podemos dizer que “assumiu a forma de escravo”. Como sabemos “escravo” se refere a uma classe de pessoas. De maneira similar se eu disser que algo “assumiu a forma de uma ave”, significa que ele ficou parecendo uma ave, com penas e asas. Por outro lado, se eu disser “forma de peixe”, me refiro a categoria dos peixes. Todo o seu coletivo, e não a um só. De modo similar, “forma de Deus” em Filipenses 2:6 significa que Cristo antes de vir a terra, ja existia no domínio celestial na forma de um ser divino ou um deus. O Salmo 8:5 nos diz que ele foi feito um “pouco menor que os deuses”. É isso mesmo que você está lendo! Os anjos são chamados no Salmo 8:5 de “deuses”.  O Comentário da Bíblia Barnes’ Notes on the Bible , nos diz que “a palavra empregada aqui אלהים ‘Elohiym [literalmente “deuses”] pode ser aplicada a anjos ou até mesmo homens, como no Salmo 82:1″. De fato, neste Salmo lemos que “Deus, …julga no meio dos deuses”. Quem são estes “deuses” mencionados aqui? Claro que também são os anjos. Já o Salmo 82:6 usa a palavra “deuses” referindo-se a juízes humanos, devido ao poder que eles possuem. São estes “deuses” falsos deuses? Claro que não! A palavra “Deus” na Bíblia não se refere apenas ao ser Supremo, Jeová, mas pode e é corretamente aplicada a qualquer ser poderoso que exerce forte influência ou poder sobre outros. (Se não estudar com atenção este assunto, não entenderá, para isso pesquise mais aqui)  Independentemente se é um deus do bem ou do mal, se a criatura tem poder, principalmente concedido por Jeová, ele é um deus. Os judeus criam em vários deuses, essa é a realidade, sem que isso interferisse no seu conceito sobre monoteísmo, que é a adoração de um só Deus. Ao passo que politeísmo é a crença e adoração de vários deuses.(Veja um artigo sobre POLITEÍSMO)   Portanto, quando Paulo escreveu que Jesus existia em “forma de Deus” não estava argumentando que Jesus era o próprio Deus Todo Poderoso. A própria continuação de Fil. 2:9 diz que “Deus o enalteceu” isto é a Cristo…e tudo lhe foi sujeito…”para a glória de Deus, o Pai”. Portanto, Cristo existia em forma de Deus, no sentido de ser “poderoso”. Ele nem sequer era um simples anjo, mas mais do que isso, é aquele por intermédio de quem JEOVÁ Deus, o pai fez todas as coisas. (Heb 1:2)  Deixe-me explicar melhor: Jesus foi aquele que Deus usou para criar tudo o que existe lá no domínio celestial e aqui na terra e nos céus físicos. Por meio dele foram criadas todas as coisas. Mas é claro que “exceto” Jeová Deus, que é mencionado como “Rei da Eternidade”. (Salmo 90:2 compare com 1 Cor. 15:27) Observe o que afirmou A Sentinela de 15/09 de 2005 e confira os textos em sua Bíblia:

“Visto que tudo que foi criado teve princípio, houve tempo em que Deus estava sozinho. No entanto, incontáveis eras atrás, ele tornou-se Criador. Quem foi sua primeira criação? O último livro da Bíblia identifica Jesus como “o princípio da criação de Deus”. (Revelação [Apocalipse] 3:14) Jesus é “o primogênito de toda a criação”. Isso se dá “porque mediante ele foram criadas todas as outras coisas nos céus e na terra, as coisas visíveis e as coisas invisíveis”. (Colossenses 1:15, 16) De fato, Jesus foi o único criado diretamente por Deus. Por isso ele é chamado de “Filho unigênito” de Deus. (João 3:16) O Filho primogênito tem também o título de “Palavra”. (João 1:14) Por quê? Porque antesde nascer como humano ele servia no céu como porta-voz de Deus.

“A Palavra”, ou “Verbo”, estava com Jeová Deus “no princípio”, quando “os céus e a terra” foram criados. Foi a ele que Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem.” (João 1:1; Gênesis 1:1, 26) O Filho mais velho de Jeová estava ao lado de seu Pai, trabalhando ativamente com ele. Em Provérbios 8:22-31, ele é retratado como que dizendo: “Vim a estar ao . . . lado [do Criador] como mestre-de-obras, e vim a ser aquele de quem ele gostava especialmente de dia a dia, regozijando-me perante ele todo o tempo.””

Filipenses 2:6 – Qual o significado correto de HARPAZO?

São as Testemunhas de Jeová POLITEÍSTAS?

Anúncios