Por que Jesus é chamado em Isaías 9:6 “Deus Poderoso” e “Pai Eterno”?


04J

 Nova Versão Internacional:

“E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro[29], Deus Podero­so, Pai Eterno, Príncipe da Paz.”

 João Ferreira de Almeida Atualizada:

“e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz”. 

Bíblia de Jerusalém:

“e lhe foi dado este nome: Conselheiro-maravilhoso, Deus-forte, Pai-eterno, Príncipe-da-paz” 

Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas:

“E será chamado pelo nome de Maravilhoso Conselheiro,*+ Deus Poderoso,*  Pai Eterno,*+ Príncipe da Paz.*+ ”

Muitos na tentativa de promover o ensino de que Cristo é o próprio Deus, a saber, o Ser Supremo que veio em forma humana, usam o texto de Isaías 9:6 onde fala que Cristo seria chamado de “Deus Poderoso” e “Pai Eterno”.
Observe em primeiro lugar que Jesus “seria chamado” assim. Ou seja, são títulos que ele receberia em vista de sua inabalável obediência a seu Deus e Pai, Jeová. De fato, lemos em Efésios 1:17: 

“para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória vos dê um espírito de sabedoria…no conhecimento exato dele…”

… ou seja, neste verso notamos que Jesus tem um “Deus”. Para harmonizar Isaías com o restante da Bíblia os verdadeiros cristãos não se apegam a um texto ignorando outros textos. Textos tais como Efésios 1:17 não pode ser simplesmente descartado. Além disso, observe que Jesus recebeu tais títulos,  de “Deus Poderoso” e de “Pai Eterno”,  em vista de sua obediência a Jeová Deus, sob teste severo. Lemos em Romanos 5:19:

 

“Pois, assim como pela desobediência de um só homem muitos+ foram constituídos pecadores, do mesmo modo também pela obediência+ de um só muitos+ serão constituídos justos.+


Esta “obediência” de Cristo demonstra claramente o seu estado de subordinado a Jeová Deus, seu “Deus e Pai”. Paulo falando sobre esta obediência,  nos diz em Hebreus 5:7-9:

 

“ [Cristo,] nos dias da sua carne, ofereceu súplicas e também petições+ Àquele que era capaz de salvá-lo da morte, com fortes+clamores e lágrimas, e ele foi ouvido favoravelmente pelo seu temor piedoso.+ 8  Embora fosse Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu;+ 9  e, depois de ter sido aperfeiçoado,*+ tornou-se responsável pela salvação eterna+ de todos os que lhe obedecem,+ “

Observou? Cristo demonstrou estar sempre sujeito a Jeová Deus por :

 

  • Oferecer súplicas e petições
  • Havia alguém que podia salvá-lo da morte
  • Teve temor piedoso (Algo impossível se ele fosse uma só “essência” com Deus como ensinam os trinitários)
  • Aprendeu a obediência (Como pode Deus aprender algo e ser a “obediente”?)
  • Foi aperfeiçoado (Pode Deus ser “aperfeiçõado”?)

 

Em que sentido Jesus é chamado de “Deus Poderoso”?

No mesmo sentido em que a palavra “Deus” é aplicada a outros que não o Ser Supremo. Por exemplo, Moisés foi chamado de “Deus” em Êxodo 7:1 em vista do poder que recebeu de Jeová Deus. Anjos são assim chamados (Salmo 8:5) e até mesmo humanos em João 10:34,35. Anjos e homens são apropriadamente chamados de “deuses” na Bíblia Sagrada, mas em sentido subordinado.( Leia este artigo sobre o significado da palavra Deus) De maneira similar, se um colega de empresa se dirige a seu chefe máximo e o chama de “Presidente”, isto não quer dizer que ele seja “O Presidente”  de toda aquela nação. Da mesma forma que a palavra “Deus” em hebraico, Elohim é corretamente usada quando se refere a seres criados por Deus, mas que recebem privilégios e autoridade divinamente concedidas (não são “falsos deuses”). Jesus é chamado de “Deus Poderoso” em Isaías 9:6 da mesma forma que anjos são chamados de “poderosos” em textos que se usa a mesma palavra hebraica Gibór usada em Isaías 9:6.(Veja o Salmo 103:20 na  New American Standard Exhaustive Concordance of the Bible) Apropriadamente, a LXX que Jesus usava e citava, reza em Isaías 9:6:

“”e seu [do Messias] nome é chamado de Anjo [aggelos, mensageiro] do Grande Conselho.” 

 O antiquíssimo escritor cristão (circa. 160 A.D.) Justino O Martir citou Is. 9:6 como  “O Anjo do poderoso Conselho” – “Dialogo com Trifão,” cap. LXXVI. FONTE clique aqui

Portanto, a luz destes outros textos, notamos que Cristo Jesus é chamado de “Deus Poderoso” por ter recebido muito poder e autoridade concedidos por Jeová Deus.

Jesus não é chamado de “Deus Todo Poderoso”,(Hebraico.: El Shaday)  frase essa aplicada exclusivamente a Jeová Deus em toda a Bíblia Sagrada. Antes é chamado de “Deus poderoso” (Hebr. El Gibor

Por que Jesus não é chamado PANTOKRATOR em grego e EL SHADAY em hebraico em nenhum lugar? Simples, ele não é o Todo Poderoso. Apenas Jeová Deus o é. Será que a Bíblia confirma esta interpretação de que Jesus Cristo “recebe poder e autoridade”? Sim! Lemos em Daniel 7:13,14:
 

““Continuei observando nas visões da noite e eis que aconteceu que chegou com as nuvens+ dos céus alguém semelhante a um filho de homem;*+ e ele obteve acesso ao Antigo de Dias,+ e fizeram-no chegar perto perante Este.+ 14  E foi-lhe dado domínio,+ e dignidade,+ e um reino,*+ para que todos os povos, grupos nacionais e línguas o servissem”.

 

O antigo de Dias neste texto é Jeová Deus ao passo que aquele que “chega perto” e “recebe domínio e um reino” é Jesus Cristo. 

Durante muitos anos a Tradução João Ferreira de Almeida sutilmente vertia Mateus 28:18 onde Cristo diz: “Foi me dada toda autoridade” por “foi me dado todo poder“. Isso era uma tradução sutilmente enganosa. Ninguém poderia ter “todo o poder” a não ser Jeová Deus, a fonte de todo o poder.(Isaías 40:18,25,26) A palavra grega usada em Mateus 28:18 não é “poder” ( dynamis)  e sim  “Autoridade.” (gr.: e·xou·sí·a; lat.:po·té·stas; hebr.: mim·shál). Felizmente, de um tempo para cá a Almeida Atualizada decidiu verter mais exatamente a palavra grega, de forma que agora eles usam a mesma palavra “autoridade” que já vem sendo empregada neste verso na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas desde 1950! Na verdade, Clérigos católicos e Evangélicos (isto é Padres e Pastores) a séculos vem perpetuando adulterações e inexatidões a fim de promover a antibíblica doutrina da trindade.

Quando Jesus foi chamado em Isaías 9:6 de “Pai Eterno” observe mais uma vez que isso se dá devido “ao zelo de Jeová dos Exércitos” que faria isso, diz Isaías 9:7. Não era algo que ele sempre seria chamado, mas tal título foi recebido ou foi lhe “dado” em vista de sua obediência.

Os próprios trinitários afirmam que é errado dizer que o Filho é o Pai e que o Pai é o Filho. Então porque citam Isaías 9:6 para tentar apoiar a doutrina da trindade? Vai entender este povo confuso. Cristo conseguiu este título de “Pai Eterno” devido sua obediência. Por meio dela Cristo salvou milhares de humanos condenados a morte tornando-se “Pai Eterno” destes.

Seria enganoso afirmar que Jesus é o “Pai da Eternidade” com a clara intenção de dizer que ele “sempre existiu” Por que? Cristo é chamado de “o primogênito de toda a criação” em Colossenses 1:15 e o “princípio da criação de Deus” em Revelação 3:14. Ele teve um começo. Foi o primeiro de todos os seres criados por Jeová Deus e vivia muito tempo antes de nascer no ventre de Maria. Jesus já existia nos céus. (Para uma consideração cabal deste assunto visite jw.org ou leia este artigo) Por isso ele disse em João 8:23: 

“Vós sois dos domínios de baixo, eu sou dos domínios de cima, vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo”

Evangélicos tendem a interpretar isso como uma afirmação de que “Jesus é o próprio Deus”. Mas isto está errado! Aqui o que diz é que Jesus já vivia antes, no domínio celestial. Como vimos nos textos que citei, ele fora criado por Jeová como o primeiro de todos os seres espirituais. Pergunta a um “pastor” qual foi a primeiríssima criação de Deus. Até hoje não ví um responder esta pergunta, uma vez que não aceitam o texto de Colosseses 1:15, e o distorcem. Adicionalmente, a palavra “eterno” usada em Isaías 9:6 não se refere a eternidade no passado e futuro. Observe o que diz um dicionário de lingua portuguesa a respeito da palavra “eterno”:

 

Significado da palavra “Eterno”

  Dicionário Caldas Aulete

eterno 

(e.ter.no)

a.

1. Que não tem início nem fim: Ninguém é eterno.

2. Que tem começo mas não tem fim.

Read more: http://aulete.uol.com.br/eterno#ixzz2klQtEiHk

 Em hebraico foi usada a palavra “ עַד” que tem a mesma definição que a palavra “eterno” em português. Pode se referir a algo que sempre existiu como também algo que não existiu mas sempre existirá. Esta é uma das definições dadas no respeitado dicionário de hebraico abaixo.

I. עַד and וָעֶד (portanto sempre) substantivo masculino perpétuo (= tempo a frente, compare com Assírio adû, tempo nos tempos presentes); —1 de tempos passados: מִנִּי עַר Jó 20:4; הררי עד Habacuque 3:6  mountanhas da antiguidade (compare עולם 1). **portanto Gênesis 49:26 (leia הַרְרֵי עַד for הוֺרַי עַד).

2 de tempos futuros, לָעַד (usualmente לָעד) para sempre:

a. durante o tempo de vida de um Rei  salmo 21:7; Provérbios 29:14; de outros Salmo 9:19; salmo 22:27; salmo 61:9;Provérbios 12:19…”

 

Acredito que alguns dicionários não são tão exatos, como é o caso de algumas concordâncias, Strong e outros. Portanto, nada como observar como a palavra é usada nas Escrituras Sagradas a fim de saber seu significado exato. Afinal cremos que a Bíblia interpreta ela mesma!

Em Jó 19:24 a palavra hebraica “eterno” ou “para sempre” é mencionada  quando se fala “das palavras” de Jó. Lemos que estas seriam “gravadas…na rocha para sempre  (hebraico  עַד Ad). É obvio que “as palavras” de Jó não são de eternidade a eternidade. Muito embora tiveram um começo, perdurarão para sempre. De maneira similar o Salmo 21:4 fala numa melodia de Daví a respeito de alguém pedir a vida e recebê-la “para todo o sempre”, (a mesma palavra hebraica usada em Isaías 9:6 para “eterno”). Ou seja, fala-se de algo que tem começo mas não terá fim. O Salmo 37:29 fala dos justos que no futuro “possuirão a terra e residirão sobre ela para todo o sempre”. Eles ainda não possuiram a terra. Isto será algo a ser concretizado no futuro,  sob o Reino de Deus, e quando for alcançado será algo para sempre. Mas não que isto sempre aconteceu desde o passado indifinido.

Numa profecia proferida em Números 24:20 onde se emprega a mesma palavra hebraica para “eterno” encontrada em Isaías 9:6 fala-se de Amaleque “perecer para sempre”. A palavra “para sempre” ou “eterno” é usada nas Escrituras Sagradas em sentido temporal que não indica necessariamente“eternidade” sem começo ou fim. (Pode confirmar isso adicionalmente em 1 Crônicas 28:9; Salmo 92:7; 132:12) Alguns ao citarem Isaías 9:6 em versões da Bíblia que chamam a Cristo de “Pai da Eternidade” procuram extrair deste texto algo que ele não diz e que não é idicado de forma alguma na palavra hebraica ( עַד) usada. Por outro lado, o Salmo 90:1,2 falando de Jeová (visto que no verso 1 aparece o tetragrama) diz que ele é “de eternidade a eternidade”.

Um outro ponto importante que passa despercebido a muitos é a própria terminologia usada em Isaías 9:6 onde lemos que Cristo seria chamado de “Príncipe da paz”. Como sabemos, um príncipe é o filho de um Rei. E não o próprio Rei! Até mesmo o respeitado perito em hebraico em sua Gramática Hebraica de Gesenius compreende o sentido subordinado dos títulos aplicados a Jesus Cristo e verte Isaías 9:6 falando do Messias onde o  chama não de Deus, mas “Herói Poderoso” p. 45, Gesenius’ Hebrew-Chaldee Lexicon. 

Em vista destas observações, fica mais do que claro que, citar Isaías 9:6 e ignorar o restante da Palavra de Deus é usar a Bíblia Sagrada de modo seletivo para que se encaixe de modo enganoso naquilo que cremos. “Toda a escritura é divinamente inspirada”. Não apenas as partes que parecem apoiar o que cremos. 

Leia também:

Negam as Testemunhas de Jeová a divindade de Cristo ?

Provérbios 8:22 segundo eruditos trinitários

Espiritismo – É mencionado nas Escrituras Sagradas? 

ACONTECENDO DEBATE ON LINE! O que é a “alma” de acordo com a Bíblia ?

Traduzindo “E a palavra era um Deus” a 1700 anos atrás!

Testemunha de Jeová ENTREVISTA na TV!

O que diziam os Pais pré Nicéia e o que afirmam vários eruditos trinitários a respeito da “Sabedoria” de Provérbios 8:22 ?

Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários

  • Saga  On 16 nov 2013 at 1:09

    Tem outra possibilidade que não foi citada, nomes em hebraico, em especial no AT tendem a…..FAZER HOMENAGEM AO DEUS que a pessoa serve.

    Exemplos:
    -Abiel e Abias, que vistos literalmente seriam “Deus Pai” ou “Pai Jeová” são entendidos como passando a seguinte mensagem: “[Meu] Deus é Pai” (Ou Meu Pai é Deus) e “Jeová é [o meu] Pai”
    -Daniel que seria “Deus Juiz” é entendido como “Deus é [meu] Juiz”
    -Malquiel que seria “Deus Rei” é dado o significado de “Deus é [meu] Rei”

    ( A palavra hebraica para Deus + a palavra hebraica para Rei = o nome hebraico Malquiel, o que quer dizer que “Deus é Rei” e não que a pessoa humana que tem este nome é ela o próprio Deus-Rei )

    Esse conhecimento aplicado ao caso da passagem de Isaías, o sentido do nome messiânico seria “[Meu] Deus é forte”. (Também foi sugerido que o que contamos como diferentes nomes separados na verdade seria um nome conjunto que tem o objetivo de ser entendido numa frase tal como “Maravilhoso Conselheiro é o Deus Poderoso e Pai Eterno, nosso príncipe da Paz” ou algo assim).

    Os títulos referidos nessa passagem poderia ser referência ao Deus do messias e não necessariamente ao Messias (no próprio nome Jesus -ou Josué- [YEHOSHUA] acontece isso, este nome significa “Jeová é salvação”)

    Outro caso muito interessante seria ELIAS:
    EL + YAH , Deus Jeová, será que significava que o profeta Elias era o próprio Jeová? Prefiro pensar que o sentido é “[Meu] Deus é Jeová”, assim como em JOEL é “Jeová é [meu] Deus” e não “Jeová Deus” como se a mensagem fosse que a pessoa nominada Joel era ela mesmo Deus.

    Como último nome a ser meditado, pensemos em OBADIAS:
    Obadias é entendido como “servo de Jeová”, imaginem se entendêssemos como “Servo Jeová”,possibilidade impossível que deve ser descartada até porque Jeová nunca poderia ser servo de alguém, mas já entender que a pessoa com esse nome é um servo de Jeová sim é o lógico e adequado.

    Curtir

  • Jorge  On 16 nov 2013 at 7:54

    Isto prova o Ser Inabalável que é Jeová. Pois é irmão, sou grato por sempre receber essas mensagens maravilhosas da verdade, muitos trilham caminhos que até pra eles são obscuros a esses o próprio Cristo falou: “Adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação se origina dos judeus.”(João 4:22) A aqueles que Jesus estava falando isso com certeza estavam adorando um deus sem nome, trinitário, impessoal, uma força, um mistério. Fato que Jesus nega que Deus é um mistério porque Ele mesmo fala que “nós adoramos o que conhecemos”. Os judeus adoravam um único Deus Verdadeiro e não uma trindade como foi posta depois da morte do ultimo Apóstolo e hoje adotada pela cristandade. A verdade é uma, absoluta, só que infelizmente a verdade não é muito aceita porque não dar muito lucro, você sabe né irmão nem todos querem ouvir, muitos querem ficar acomodado aquela mesmice que veio da minha avó, passou pro meu pai e assim se vai… E Jeová ficando cada vez mais distante a cada dia porque estão todo o tempo gastando todo o seu tempo e esfoço para fazer com que desapareça da Biblia esse nome maravilho, poderoso de um Deus de amor que é Jeová.

    Curtir

    • Lucas Cordeiro  On 6 fev 2014 at 18:33

      Olá tudo bem, eu acredito em um Deus, que é constituído por 3 pessoas pai, filho, espirito santo. estou aqui para responder a um desafio que você propôs. que é explicar o capitulo de colossenses 1; em que no versículo 15, está escrito.”O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
      Colossenses 1:15″.Bem, ai está o versículo, em que voce usa para confirmar a sua opinião em relação ao assunto de Deus ser somente Jeová.
      1 ponto: você não pode usar somente uma parte ou um versículo para estabelecer sua opinião, a Bíblia é a palavra de Deus, sendo assim ela própria se explica, cabe a nós pedi orientação ao Espirito de Deus para nos dar esclarecimento, e ele no dará. sendo assim, você usou só uma parte do versículo, porque na outra parte o próprio versículo confirma”O qual é imagem do Deus invisível,” que Jesus é Deus todo poderoso, e se não tiver satisfeito, olha para o capitulo total, onde diz:”Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.”
      A questão do primogênito, no mesmo capitulo há a explicação”E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.”
      Colossenses 1:18
      Nesses versículos mostra que não podemos tirar uma doutrina, de um só versículo, devemos olhar outros versículos na bíblia que confirme a sua opinião, se você se apegar há um só versículo, que no seu caso não foi sequer um e sim meio,porque no restante do versículo há a prova que Jesus é Deus, a sua opinião se torna heresia.
      até….

      Curtir

      • Queruvim  On 6 fev 2014 at 21:22

        Prezado Lucas, a frase que postou conforme vertida em sua tradução da Bíblia, onde lemos:

        ”Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.”

        Não está corretamente vertida para nosso idioma. Ao invés de dizer que tudo foi criado “por ele” o texto usa uma preposiçao grega que tem o sentido de POR INTERMÉDIO dele. Ou seja, Jesus é mencionado como o agente passivo na Criação. Tudo foi feito por Deus POR INTERMÉDIO de Jesus. Foi a Jesus que Deus disse: “Façamos o homem”. As Testemunhas de Jeová não isolam versículos como sugere. Apocalipse 3:14 também diz claramente que Jesus é “o princípio DA CRIAÇÃO de Deus”, ou seja ele foi criado por Deus. É por isso que Jesus disse:

        “Desci do céu não para fazer a minha vontade mas a vontade Daquele que me enviou” João 6:38 Será que não é o Sr que está ignorando textos na Bíblia Sagrada?

        O que revela o contexto dos Evangelhos?

        Em João 6:38, Jesus disse: “Desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.”

        Em contraste com isso, Deus é mencionado em Daniel 4:35 como Aquele que “age segundo sua própria vontade ENTRE O EXERCITO DOS CÉUS E OS HABITANTES DA TERRA”.

        Em Hebreus 9:24, Paulo escreveu sob inspiração que Jesus entrou no céu para comparecer “PERANTE a face de Deus” por nós.

        Como pôde Jesus comparecer PERANTE Deus e ao mesmo tempo SER o Deus Todo Poderoso, diante de quem comparece?

        E Atos 9:20 declara que Paulo, após sua conversão, passou a pregar imediatamente que Jesus é “o Filho de Deus” e não o próprio Deus, como ensina a realmente distorcida teologia trinitariana.

        João, na conclusão de seu Evangelho, escreveu que “estas coisas foram escritas para que creiais que Jesus é o Cristo , o FILHO DE DEUS.” (João 20:31) Temos que crer nisso!

        Efésios 1:17 fala do Pai como sendo “DEUS de nosso Senhor Jesus Cristo”.

        Paulo, o apóstolo para as nações, escreveu que Deus sujeitou a Jesus todas as coisas; mas, como ele tornou claro, “se EXCETUA Aquele que lhe sujeitou todas as coisas”. – 1 Cor. 15:27.

        Por que Jesus teve de receber autoridade do Pai e depois entregar o reino ao seu Pai? Faz sentido se ele fosse o Todo Poderoso Deus? – 1 Cor. 15:24, 27, 28.

        Jesus foi criado, conforme diz Apocalipse 3:14: “O principio DA CRIAÇÃO de Deus”. (Portanto, segundo este verso inspirado, Jesus é parte “da criação”.)
        Em harmonia com isso, Colossenses 1:15 diz que ele foi o “primogênito de toda a criação”.

        Isso explica por que Jesus foi tentado. Por outro lado, “Deus não pode ser tentado”, diz Tiago 1:13.

        Não se deve estudar a palavra de Deus para tentar rebater ela mesma, mas se deve estuda-la para harmonizá-la consigo mesma, e em seguida fazer com que nossos pensamentos se harmonizem com ela. MAS NÃO PODEMOS QUERER QUE ELA SE HARMONIZE COM NOSSOS PENSAMENTOS.

        Em João 5:32, Jesus diz: “Há OUTRO que dá testemunho de mim, e eu sei que o testemunho que Ele dá de mim é verdadeiro.” No verso 37 Jesus acrescenta

        “O Próprio Pai que me enviou tem dado testemunho de mim. Vós nem ouvistes JAMAIS A SUA VOZ NEM VISTE A SUA FIGURA. … E NÃO ACREDITAIS NAQUELE A QUEM ELE ENVIOU.”

        Portanto, Jesus dava testemunho de que seu Pai o “enviou” e que a vontade primária era a Dele e não a sua.

        Isso deve fazer com que reflitamos também em João 20:17, onde Jesus fala de alguém a quem chama de “meu Deus e vosso Deus”, referindo-se ao Pai dele.

        A Biblia foi escrita para pessoas simples, como pescadores, lavradores e donas de casa.

        Cristo enfatizou que há outra pessoa a quem está subordinado. É por isso que Paulo, em Efésios 1:17, fala do ‘Pai e Deus de nosso Senhor Jesus Cristo’.

        Em vista do exposto acima DIRETAMENTE DA BÍBLIA SAGRADA, fica claro que os Evangelhos e o restante das Escrituras não favorecem a Tradução comumente aceita em João 1:1: “E a Palavra era Deus”. Mas sim, “e a Palavra era um deus”.

        Dizer que Jesus é “a imagem do Deus invisível” não entra em contradição com o restante da Bíblia. Por que não? Por que quando alguém diz que alguém é semelhante ao Pai, isto se dá devido ao pensamento muito parecido e as atitudes semelhantes entre eles. Jesus refletiu o modo de pensar, os sentimentos e a personalidade de Deus melhor do que ninguém e explicou-o mais cabalmente do que qualquer outro poderia explicar.

        A Bíblia diz que nós fomos feitos “a imagem de Deus”, isso obviamente não significa que somos a mesma pessoa que Deus é! Jeová Deus criou o homem à Sua imagem, segundo a Sua semelhança. (Gênesis 1:26, 27) Isso quer dizer que Deus dotou os humanos com qualidades que refletem as que ele mesmo possui.

        Curtir

      • Saga  On 6 fev 2014 at 23:14

        “ Lucas Cordeiro Em 6 de fevereiro de 2014 às 18:33 […] Bem, ai está o versículo, em que voce usa para confirmar a sua opinião em relação ao assunto de Deus ser somente Jeová. 1 ponto: você não pode usar somente uma parte ou um versículo para estabelecer sua opinião, a Bíblia é a palavra de Deus, sendo assim ela própria se explica […] você usou só uma parte do versículo […] mostra que não podemos tirar uma doutrina, de um só versículo, devemos olhar outros versículos na bíblia que confirme […] se você se apegar há um só versículo […] a sua opinião se torna heresia”

        Sim,
        É por isso que nossa interpretação tiramos de

        João 17:3
        Que mostra que Jeová como Pai é o único que é verdadeiramente Deus
        Salmo 83:18
        Que mostra que apenas Jeová é o Altíssimo
        1 Cor 8:6
        Que mostra que apenas o Pai é Deus
        Efésios 4:6
        Que confirma o que foi dito acima
        Mateus 4:10
        Que Jesus diz que deve-se adorar só a Jeová
        João 4:23
        Onde Jesus confirma o acima, dizendo que devemos adorar ao Pai
        Mateus 6:9
        Que Jesus diz que deve-se orar ao Pai (Não ao Filho)
        Mateus 6:6
        Que ensina apenas a orar ao Pai (E a mais ninguém)
        Mateus 24:36 Mostra que o Filho não é onisciente (não sabe tudo), apenas o Pai
        Apocalipse 1:1
        Que confirma, pois mostra que o Filho precisa da revelação de Deus.
        Mateus 20:23
        Que mostra que o Filho não é onipotente (não pode tudo)
        João 5:19
        Que confirma que o Filho não pode fazer tudo que quiser
        João 14:28
        Que mostra que o Filho é menor (ou seja, Jesus não é Todo Poderoso)
        1 Cor 15:24-28
        Que mostra que o Filho está sujeito a autoridade do Pai (Não é Altíssimo)
        1 Cor 11:3
        Que mostra que o Filho tem a Deus, seu Pai como cabeça (chefe)
        Lucas 10:22
        Que mostra que foi Deus quem deu poder ao Filho
        Atos 10:38
        Que mostra que era o Pai quem fazia os milagres de Jesus
        Romanos 5:8
        Que mostra que o Filho morreu (e Deus não morre)
        Atos 2:36
        Que diz que Deus fez o Filho ser “Senhor”
        1 Tim 2:5
        Que mostra que o Filho é o mediador (E o Pai é que é o único Deus)
        Lucas 22:42
        Que mostra que a vontade do Filho era diferente da de Deus
        Apocalipse 3:14
        Que mostra que o Filho é o principio da Criação do Pai
        João 1:18
        Que mostra que o Filho é o unigênito de Deus (gerado)
        Col 1:16
        Que mostra que o Filho é o intermediário da criação (E não o Criador)
        Provérbios 8:22
        Que mostra que o Filho é a primeira obra de Deus
        Deuteronômio 6:4
        Que mostra que Jeová é só um (e não dois ou três)

        E muitos outros mais. (Se vê que não é baseado em “um versículo”)
        Que mostram que Jeová é uma pessoa, ele é o Pai, que esse Pai é o único Deus, o Todo Poderoso, aquele a quem devemos orar e o único a quem devemos prestar serviço sagrado, Jesus é seu Filho, uma pessoa separada e subordinada, que foi enviada a Terra para morrer por nós e que por sua obediência foi levantado por seu Pai, o único Deus verdadeiro. Não faltam exemplos na Bíblia de que Jeová, o Pai é Supremo.

        Queria saber é quantos versículos da Bíblia dizem que Deus é três, ou que “Deus é uma Trindade” ou ainda que “Deus existe trino em triunidade constituído por 3 pessoas”, pois não conheço nem um e nem mesmo meio versículo assim.

        Sobre as perguntas aos trinitários que o blog provê, até aqui ninguém ainda conseguiu responder nada.

        – COLOSSENSES 1:15 diz que Cristo é Deus? –
        Sobre o que Lucas Cordeiro disse de Col 1:15, ela disse que esse versículo chama Jesus de “Deus”, esse versículo fala que Deus é invisível, e que o Filho seria a imagem desse “Deus invisível”, como este ser invisível chamado de Deus aqui não é o Filho, deve ser o seu Pai, a não ser que Cristo seja a imagem de si mesmo… Aí ficaria assim:

        (Colossenses 1:13-15)
        13 [Jesus Cristo – O Filho] nos livrou da autoridade da escuridão e nos transferiu para o reino do [Cristo, o Filho] do seu amor, 14 mediante quem temos o nosso livramento por meio de resgate, o perdão dos nossos pecados. 15 [Cristo – O Filho] é a imagem do [Cristo, o Filho], o primogênito de toda a criação [de Cristo, o Filho].

        Como vemos que não é assim que o texto deve ser lido, então essas passagens falam de duas pessoas e que o Cristo seria o filho primogênito do Deus invisível, pessoa esta da qual seu Filho é uma imagem. (Senão Cristo seria filho de si mesmo, e imagem de si mesmo, primogênito de si mesmo, da criação de si mesmo)

        Colossenses 1:15 diz que Jeová é Deus, que Jeová é invisível e que Jeová é o Criador e que Jeová é o Pai de Jesus Cristo, que é seu filho primogênito nascido a sua imagem. Inventar Trindade aqui é querer distorcer o que diz o texto e toma-lo como pretexto.

        Curtir

      • Vinicius Monteiro  On 7 fev 2014 at 9:41

        Excelente resposta Saga, não tem nem o que complementar.

        Curtir

  • José Gomes  On 16 nov 2013 at 11:47

    Muito bom!! Mostrando assim que é simples esse entendimento. Pois já tentaram me provar que Jesus é todo poderoso usando Mateus 28:18 na Almeida que diz: ”é me dado todo o poder no ceu e na terra.”
    A expressão ‘todo poder’ segundo trinitaristas; equivale a todo poderoso.
    Mas como sabemos esse versículo mostra que Jesus recebera toda a autoridade no ceu e na terra. e quando estiver tudo isso o que acontecera? Paulo explicou: ”Porque todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro esta que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas. E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitara aquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.”
    então fica claro que Jesus não é o Todo Poderoso, mesmo com toda sua autoridade que lhe foi dada!
    Ótimo assunto para se pesquisar!

    Curtir

  • José Gomes  On 16 nov 2013 at 11:47

    1 Coríntios 15:27, 28

    Curtir

  • Derley  On 16 nov 2013 at 19:09

    Seu site é excelente todos dias passo aqui pra ver se tem mais postagens.
    valeu !

    Curtir

  • Queruvim  On 18 nov 2013 at 12:48

    Nem todos os comentários são publicados. Procurem verificar o que escrevem com atenção antes de postar.

    Curtir

  • Rajader  On 21 nov 2013 at 15:57

    Em Mateus 28.18 Jesus disse que todo o poder foi dado a Ele no céu e na terra. Se isso não confere o adjetivo de Todo-Poderoso, então, quem tem todo o poder é o quê?

    Curtir

    • Queruvim  On 21 nov 2013 at 22:30

      Em 1 Coríntios 15:27 Paulo escreveu sob influência do espírito santo:

      “Porque todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas”.

      O que entende deste texto? O que é que está mais de que claro? O Apóstolo está respondendo diretamente sua pergunta. Ele mostra que este “todo poder” tem uma exceção. Posso mencionar um exemplo para você entender. Certa vez, por ter tomado conta de um Hotel e conquistado a confiança do dono do Hotel percebí que ele sempre deixava tudo em minhas mãos. Certo diz ele me disse: Está tudo nas tuas mãos, recepção, café da manhâ e atendimento geral. Isso aconteceu de verdade! Estou te mencionando um exemplo real. Será que eu passei a ser o dono do Hotel? Não foi o que aconteceu. Quando o dono voltou tive que lhe entregar novamente e devidamente organizado. No próprio texto que você cita, Mateus 28:18 Cristo disse: “foi me dado”, ou seja, alguém lhe “deu”. E a palavra não é PODER mas sim AUTORIDADE. (grego exousia) Portanto, fica claro que Jesus terá que devolver tudo novamente a seu Deus e Pai.Procure resolver esta questão de uma vez por todas. Desde que haja respeito, vou aceitar o post ou comentários até mesmo de críticos. Questionar com educação é uma obrigação de todos nós. 1 Pedro 3:15

      Curtir

      • Nilson Rocha  On 24 nov 2013 at 16:04

        Rajader comentou:

        Em Mateus 28.18 Jesus disse que todo o poder foi dado a Ele no céu e na terra. Se isso não confere o adjetivo de Todo-Poderoso, então, quem tem todo o poder é o quê?

        BEM EU PODERIA ATÉ ILUSTRAR DA SEGUINTE FORMA: DIGAMOS QUE EU SEJA O DONO DE UMA EMPRESA(OU LOJA) E RAJADER É MEU GERENTE AI EU CHEGO PARA ELE E DIGO: OLÁ RAJADER EU TE DOU TODA AUTORIDADE AQUI NA MINHA LOJA….SERÁ QUE EU DEIXARIA DE SER O DONO DA LOJA?SERÁ QUE ELE AINDA ASSIM ERA MEU EMPREGADO?
        ORA JESUS AO RECEBER TODA AUTORIDADE DO PAI NÃO FEZ COM QUE O PAI DEIXASSE DE SER O TODO PODEROSO E O FILHO SEU “SANTO SERVO’,MAIS CLARO QUE ISSO….

        Curtir

    • DREJAH  On 24 nov 2013 at 15:22

      Rejader,

      Quanto à sua pergunta:

      Exousía não é poder e sim autoridade. Poder em grego é dýmanis. Que essas duas palavras, tanto em grego como em português, têm significados distintos pode-se ver de textos tais como Lu 4:36, 1Co 15:24 e Ef 1:21.

      Quanto a Mt 28:18, só o fato de Jesus ter RECEBIDO algo de outro prova que ele não é o Deus Todo-poderoso. Pois Jeová, o Deus Todo-poderoso e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, disse:

      “Quem me deu primeiro alguma coisa, que eu o deva recompensar? Debaixo dos céus inteiros, é meu.” (Jó 41:11)

      Além disso, “todo o poder” (Almeida) recebido por Cristo evidentemente é em sentido relativo e não absoluto. Pois, se fosse em sentido absoluto, Deus teria ficado sem “poder” (Almeida), ou sem “autoridade” (NM), visto que teria literalmente transferido todo o poder ao Filho!

      Portanto, Jesus recebeu toda a autoridade dentro do campo de ação que lhe foi confiado por Deus, pois a Bíblia mostra que Deus, o Pai, continua sendo “a cabeça de Cristo” (1Co 11:3) e o “Deus” dele. (Ef 1:17; 2Co 1:3) E isso é totalmente incompatível com a ideologia da Trindade, a qual apregoa que as supostas “três Pessoas” são coiguais e coeternas. Como as “três Pessoas” poderiam ser coiguais se uma delas é DEUS da outra?

      Espero que esses comentários lhe sejam de ajuda. Abraços!

      Curtir

      • Saga  On 28 nov 2013 at 20:33

        ===O Termo na Bíblia===
        A palavra “Todo Poderoso” aparece 58 vezes na Bíblia, em nenhuma delas se refere ao Filho de Deus (nem ao seu espírito) mas sempre a pessoa de Deus, Jeová. (Umas 15 vezes vem escrita junto com o termo “Deus” formando a expressão “Deus Todo Poderoso”). Em hebraico “todo poderoso” se diz “Shaddai” e em grego “Pantokrator”, esse último vem da palavra grega “kratos”, que é usada para força ou poder, e não tem relação com as palavras de Mateus 28:18 que usa a palavra “exousia”.

        === A quem se refere===
        Uma leitura ATENTA das Escrituras demonstrará que o termo todo-poderoso não apenas se refere a Deus, mas também QUEM é esse Deus Todo Poderoso, é o nosso Pai, Jeová. O uso bíblico pra nenhum “Deus Filho” e nem para alguma “Terceira Pessoa”, até por causa disso se popularizou a expressão “Deus Pai Todo Poderoso”, esse linguajar católico não tem suas raízes na Bíblia Sagrada ([E curioso que historicamente na história da igreja católica-ortodoxa-protestante expressão “Deus Espírito Santo Todo Poderoso” e “Deus Filho Todo Poderoso” nunca foram usadas oficialmente, enquanto que “Deus Pai Todo Poderoso” está presente desde o mais antigo credo…lembrem das palavras: “Creio, em Deus Pai Todo Poderoso, Criador dos céus e da Terra…”).

        Diz a Bíblia:
        # (Apocalipse 21:22) Jeová Deus, o Todo-poderoso, é o seu templo, também o Cordeiro o é.
        Leiam acima e percebam, “Deus Todo Poderoso” é um título de Jeová, e “Cordeiro” é o título de Jesus, assim como Jeová não é “O Cordeiro”, Jesus não é “O Deus Todo Poderoso”.

        # (Apocalipse 19:15) Ele pisa também o lagar de vinho da ira do furor de Deus, o Todo-poderoso.

        Aqui nesse texto, “Ele” é Jesus, ele pisa o vinho da ira de outra pessoa, pessoa esta que é o Todo Poderoso.

        # (2 Coríntios 6:17-18) 17 “‘Portanto, saí do meio deles e separai-vos’, diz Jeová, ‘e cessai de tocar em coisa impura’”; “‘e eu vos acolherei’”. 18 “‘E eu serei pai para vós e vós sereis filhos e filhas para mim’, diz Jeová, o Todo-poderoso.”

        Vejam que o Todo Poderoso de 2 Cor 6:18 não é Cristo. O Todo Poderoso é o nosso Pai Jeová.

        # (Salmos 91:1) 91 Quem morar no lugar secreto do Altíssimo Procurará para si pouso sob a própria sombra do Todo-poderoso.

        No famoso Salmo 91, quem seu vizinho evangélico acha que é o “Onipotente” que ele lê na bíblia Almeida dele, Jesus? Em Mateus 4:6 as palavras do Salmo 91 (versos 11,12) são aplicadas a Jesus.

        “Porque [o Onipotente] dará aos seus próprios anjos uma ordem concernente a ti [Jesus], Para te guardar em todos os teus caminhos. Carregar-te-ão nas suas mãos, Para que [Jesus] não dês com o pé numa pedra”. Sem dúvida que ninguém aplicaria tal salmo a Jesus, sabendo que ele era o Onipotente Deus, pois seriam palavras falando que Jesus enviaria anjos para guardar Jesus.

        ===Diferença de Autoridade e Poder===
        Qual seria a diferença entre autoridade e poder? Ora, você pode ser um homem poderoso, alto…forte….versado no MMA, e eu magrinho e baixinho, mas eu tenho autoridade sobre você, pois sou o gerente e você é um dos meus funcionários. Neste exemplo eu tenho a “exousia”, você tem o “kratos”. Dito isso, o que o texto fala sobre “foi-me dada toda autoridade” não tem nada a ver com ser o ter Deus Todo Poderoso ou ter o atributo da Onipotência, Jeová sim, tem todo kratos, dunamis e exousia, ele é o altíssimo em autoridade e o onipotente em poder.

        ==MT 28:18, I COR 11:3 e as CONTRADIÇÕES dos Trinitários==
        Enquanto que Mateus 28:18 diz que Jesus recebeu toda autoridade, 1 Cor 11:3 demonstra que ele ainda está sob a autoridade do Pai, que é seu cabeça, ora….o termo cabeça significa chefe ou líder, e se é assim, o Cristo está sujeito ao Pai. significando que Jeová Deus tem autoridade SOBRE Jesus Cristo, pois é o cabeça dele, da mesma forma como Cristo tem autoridade sobre os homens.

        Se vê como o argumento trinitário cai se quebrando como uma vidraça fina, se Jesus é Deus por ganhar toda exousia em Mt 28:18, então em 1 Cor 11:3 (além outros textos que eu não citei) nós teríamos o caso de um suposto “Todo Poderoso Altíssimo Deus” sujeito a alguém com exousia superior – Deus [Filho] sujeito a Deus [Pai]-. Se eles forem apelar pra qualquer coisa no sentido de “dupla natureza” e “economia de função” aí dão um tiro no pé e perdem o argumento que queriam usar, pois a contradição seria inegável.

        # Se em Mt 28:18 o “foi-me dada autoridade” se refere a natureza humana de Cristo (o homem Jesus) ter recebido de Deus (Pai) autoridade sobre todas as coisas, então fica anulado o sentido do texto de estar falando do atributo divino da onipotência de Jesus Cristo (O Jesus-Deus Filho), pois o Cristo-Deus que tem a natureza divina com o atributo inato de onipotência nunca recebeu e nem nunca receberá poder algum, pois ele tem, sempre teve e sempre terá todo o poder, não pode acontecer de que precise receber do Pai o seu status de “todo poderoso”, ele deve simplesmente te-lo, assim como o Pai o tem e nunca recebeu de ninguém, mas o teve eternamente. A “parte humana” de Jesus poderia ficar mais poderosa, receber mais poder e autoridade, a “parte Deus” dele não pode, pois já os tem.

        # Em 1 Cor 11:3 também não caberia aos doutos e espertos teólogos dizerem que o Filho está sujeito ao Pai por ter uma “função diferente na economia divina da Trindade”.

        Estes teólogos afirmam que Mt 28:18 ao dizer que Jesus tem “toda autoridade” (exousia) é uma prova de que Jesus é Deus, o Todo Poderoso, sendo assim eles estão afirmando faz parte dos atributos de alguém que é Deus ter toda autoridade sobre tudo…

        ;;;..mas na explicação que os mesmos teólogos dão a textos como 1 Cor 11:3 eles vem dizer que a função do Filho é diferente, então ele pode estar SUJEITO a autoridade de Deus Pai -sem deixar de ser Deus-. Teólogos vem e dizem que o Filho é igual em poder mas submisso em função. Se é submisso em alguma coisa, mesmo que seja em função, então existe Alguém com AUTORIDADE SUPERIOR…então é forçoso afirmar este Alguém sim é que é verdadeiramente Deus, pois faz parte das atribuições e funções de Deus ser verdadeiramente aquele que é superior em autoridade a tudo e a todos que existem, existiram ou existirão. Um Deus que é sujeito a outro, não é mais Deus, Deus não se sujeita a ninguém.

        Curtir

        • Queruvim  On 28 nov 2013 at 20:44

          Saga, tive que acrescentar a palavra “não” no segundo parágrafo deste seu texto, por sinal muito bom. Contudo, peço que se possível poste uma revisão do mesmo para que eu o substitua.

          Queruvim

          Curtir

  • Nilson Rocha  On 24 nov 2013 at 16:14

    Outro coisa segundo o Tj7 Jesus não pode ser pai da eternidade pois pai na bíblia é aquele que “gera’ e a eternidade nunca foi gerada,portanto diz ele a tradução correta é pai para sempre ou pai eterno.

    Curtir

  • DREJAH  On 25 nov 2013 at 22:29

    Porque Jesus é chamado em Is 9:6 “Deus Poderoso e Pai eterno” ?

    Quando esteve na terra foi inegável a atuação de Jesus como Deus Poderoso. Lembrando muito bem Moisés (Ex7:1) Que fez um papel inferior ao de Jesus , mas similar (At 3:22 ) E Jeová sempre esteve com Jesus apoiando-o com o Seu espírito santo. (Lu 5:17 / At 10:38 ).

    E, como dito acima, até mesmo os anjos são chamados Deuses (Sal 89:6) Mas como explica o Ap. Paulo : ” Jesus se tornou melhor que os anjos” ( He 1:4 ) O que de fato não faria sentido se ele fosse o próprio Deus Todo Poderoso.

    Agora , por causa da entrada do pecado no mundo. ( Ro 5:12 ) Jesus teve que vir para desfazer as obras do Diabo. Se Adão não tivesse pecado Jesus precisaria vir ao mundo e morrer por nós ? Claro que não !!!
    Então se Adão não tivesse pecado ele estaria vivo até hoje e poderíamos chamá-lo corretamente de Pai Eterno por que ele seria o Pai Eterno de toda humanidade.

    Jesus, ao morrer por nós forneceu um sacrifício correspondente (1 Ti 2:6 ) Alma por alma (De19:21) A Lei era um tutor que conduzia a Cristo ( Gál 3:24) É por isso que o Ap. Paulo chama a Cristo de último Adão ( 1 Co 15:45 ). Assim sendo, Jesus substituiu Adão como Pai da Humanidade e corretamente pode ser chamado de Pai Eterno.

    Curtir

  • Nilson Rocha  On 27 nov 2013 at 12:09

    Gente é muito bom essa pagina : Otimos temas boas discussões https://www.facebook.com/groups/428784983833274/

    Curtir

  • sonia  On 14 jan 2014 at 18:59

    . Se o nome de Jeová é o único nome para salvação (Is. 43:11), por que Atos 4.12 diz sobre Jesus: “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”? Não é verdade que Jesus é o Deus que salva, Deus conosco (Mt. 1:23) como nosso Salvador?

    Curtir

    • Queruvim  On 14 jan 2014 at 20:52

      O texto NÃO DIZ que “em todo o Universo não existe nenhum outro nome…pelo qual importa que sejamos salvos” o texto diz: “ABAIXO do céu” o que indica que tudo foi sujeito a Cristo “exceto Aquele que lhe sujeitou todas as coisas”. 1 Cor15:27. além disso Atos 4:10, apenas 2 versículos antes das declarações que citas, fala de Jesus a quem “Deus levantou dentre os mortos” Adicionalmente no mesmo cap. 4 de Atos no verso 26 fala-se dos governantes se aglomerarem “contra Jeová e contra o seu ungido” citando o Salmo 2:2(duas pessoas distintas e não se fala de uma trindade). Estas duas pessoas são Jeová Deus e seu “santo servo Jesus” que Ele ungiu,(Atos 4:28)Todo o contexto aponta claramente para duas pessoas distintas, a saber, Jeová Deus, e seu SERVO Jesus, que foi UNGIDO ou ESCOLHIDO por ele, ENVIADO por ele. No verso 30 do mesmo capítulo Paulo fala em oração a Deus e menciona Jesus como “teu santo servo Jesus”. Não há nada que indique uma trindade nestes textos. Como pode ingnorar textos bíblicos claros e deturpar a palavra de Deus de modo tão irresponsável a favor de uma doutrina emprestada de fontes pagãs? Eram as nações inimigas do antigo Israel que adoravam deuses agrupados em tríades!

      Curtir

  • Sonia  On 14 jan 2014 at 21:25

    Queruvim , gostaria muito de dialogarmos mas , agora lendo seu post acima , a tradução da sua Biblia é diferente da minha e aí fica difícil , entende? Em Apocalipse , há vários trechos em que se provam que Jesus Cristo também é Deus , e está bem claro! Quando Ele diz que é o Alfa e Omega , e muitos outros trechos que já descrevi aqui no site. Mas , me parece que a sua Biblia , tem uma outra interpretação , tradução , não sei …

    Curtir

    • Queruvim  On 14 jan 2014 at 22:36

      Simples, ela é muito exata. Terá de recorrer a várias páginas aqui e verá que a tradução da bíblia que usas está cheia de erros e traduções tendenciosas do texto. Mas não adianta falar pq vc simplesmente não escuta. Por exemplo, o NOME de Deus aparece nos manuscritos do texto hebraico ( que é a base para se verter o V.T) mais de 7.000 vezes. A Tradução da Bíblia que usas REMOVEU ESTE NOME E O SUBSTITUIU por palavras a Bel prazer causando uma CONFUSÃO entre o Soberano Senhor Jeová e o Sr Jesus. Não adianta tentar rebater isso. Não há defesa para isso! Por exemplo, leia o Salmo 110:1 e imagine Davi lendo este Salmo! Ele falou O NOME ? SIM OU NÃO? Te fiz uma pergunta, SIM OU NÃO? É claro que sim! ele não disse : “O Senhor disse ao meu Senhor”. Mas antes Davi falou: “Jeová disse ao meu Senhor” exatamente como está no texto hebraico. Esta é a diferença Sonia. durante milênios os Israelitas fiéis adoravam a Jeová e não a um “Senhor” anônimo. Usavam o Nome Jeová largamente em sua conversa diária e em suas comunicações escritas, tipo cartas, correios e texto Sagrado, a saber, a Bíblia.

      Curtir

  • Sonia  On 14 jan 2014 at 21:30

    Mas , não importa. Vamos deduzir . Se o ser humano tiver um filho , com certeza vai nascer um outro ser humano , se for animal , vai nascer um animal , mas se é filho de Deus , seu filho também será Deus!

    Curtir

    • Jeosadá  On 15 jan 2014 at 0:44

      Então quer dizer que se eu tiver dois filhos nós três seremos uma trindade?
      Sonia, por favor, você tá forçando a barra. Não precisa fazer isso.
      Se Jesus é filho de Deus, então ele é um deus? Sim. Mas não faz parte do mesmo Deus que o criou. Não só Jesus é um deus, mas todos os outros filhos de Jeová, a saber, os Anjos.

      Veja Salmos 82:1
      “Deus se põe de pé na assembléia do Divino;
      Julga no meio dos deuses.”

      Salmos 82:6:
      “Eu mesmo disse: ‘Vós sois deuses,
      E todos vós sois filhos do Altíssimo.”

      1 Coríntios 8:5,6:
      “Pois, embora haja os que se chamem “deuses”, quer no céu, quer na terra, assim como há muitos “deuses” e muitos “senhores”, para nós há realmente um só Deus, o Pai, de quem procedem todas as coisas, e nós para ele; e há um só Senhor, Jesus Cristo, por intermédio de quem são todas as coisas, e nós por intermédio dele.

      Quem é o Deus digno de adoração?
      A trindade Pai Filho e Espirito Santo, ou unicamente o PAI (Jeová), como descrito no texto acima?

      Curtir

  • Saga  On 14 jan 2014 at 23:19

    “Em Apocalipse , há vários trechos em que se provam que Jesus Cristo também é Deus , e está bem claro!”

    Em Apocalipse não existe nenhum texto que chame a Jesus de “Deus”.
    Uma busca por todas ocorrências de “Deus” em Apocalipse, se referem a Um Ser distinto do Cordeiro. Existe um ser que João chama de Cordeiro e existe Outro Ser diferente que João chama de Deus! O Cordeiro é o próprio Jesus Cristo, já Deus não é, então só pode ser o seu Pai. O Deus e o Cordeiro não são confundidos no Apocalipse e nem ditos serem o mesmo.

    Curtir

  • NEUZA MADEIRA  On 18 fev 2014 at 6:33

    Bom dia QUERUVIM
    Gostaria de lhe sugerir esclarecer para quem quer saber a verdade
    sobre o “ARREBATAMENTO”, segundo a Bíblia
    obrigada

    Curtir

    • Queruvim  On 18 fev 2014 at 11:20

      É a segunda pessoa que me fala sobre isso! Preciso ver isso…obrigado pela dica.

      Curtir

  • João Paulo  On 17 mar 2014 at 10:13

    Prezados irmãos,
    Gostaria de pedir a ajude de vocês em como responder e raciocinar com meu professor sobre o fato de Deus ser Todo-Poderoso.Aconteceu assim, ele fez a pergunta para mim: Deus é onipotente? Deus é Todo-poderoso? Eu respondi que sim. Daí, ele perguntou: então, Ele pode criar um deus mais forte do que ele? e continuou fazendo essas perguntas absurdas como: Ele pode criar uma pedra tão pesada que Ele não seja capaz de aguentar?
    Eu sabia que ele ( meu professor) estava tentando conduzir minhas respostas para o objetivo dele, comprovar a tese dele. De modo que, eu não soube respondê-lo, apenas disse que ele estava usando de desonestidade intelectual e usando uma falácia, mas não fui capaz de (re)argumentar, por isso gostaria que alguém pudesse me mostrar uma forma de refutar esse raciocinio tolo. Obrigado.

    Curtir

    • Marcelo  On 17 mar 2014 at 23:10

      Caro João Paulo

      Alternativa 1)

      Pergunte a ele se ele tem um animal de estimação.

      Pergunte se o animal de estimação tem consciencia que ele (seu dono) existe.

      Depois da resposta positiva, pergunte se o animal dele tem consciência do trabalho que ele faz, de como ele ganha a vida, das coisas que ele é capaz de fazer…

      Dai conclua: Obviamente um animal de não tem condições de entender todos os pormenores da vida de seu dono. Naturalmente não podemos saber todos os pormenores do nosso criador.

      Alternativa 2)

      Aparentemente seu professor é ateu, e acha ridícula a idéia de existir um Deus.

      Mostre-se disposto a abraçar uma idéia melhor sobre como viemos a existência, por quê estamos aqui. Peça a opinião dele. Admita que tem coisas que não conseguimos entender, mas se ele tiver uma déia melhor, e for razoável, tu troca de idéia.

      Caso ele acredite em evolução, faça perguntas que faça ele vr como evolução é estúpida. Se precisar saber de perguntas específicas, estude as brochuras sobre as 6 perguntas e criação. Se tiver dificuldades de entender o assunto, ou quiser mais perguntas para “virar a mesa” e deixá-lo embaraçado (é o que ele quis fazer contigo, pois “tu é burro por acreditar em deus”) peça dicas aqui.

      Caso ele tenha respostas mais razoáveis, compartilhe conosco e vamos virar todos Ateus!

      Queruvim

      Sugiro que crie um post “perguntas aos evolucionistas”. Q tal?

      Curtir

      • Marcelo  On 17 mar 2014 at 23:14

        “Quando se ensina aos budistas que existe um Criador, eles geralmente perguntam: ‘Mas então quem criou o Criador?’ Para eles, os animais são humanos reencarnados. Assim, eu raciocino com eles usando o exemplo de um animal de estimação.

        “Pergunto: ‘Será que um animal de estimação sabe que seu dono existe?’

        “‘Sabe.’

        “‘Mas ele sabe se o seu dono tem emprego, é casado ou qual foi o seu passado?’

        “‘Não.’

        “‘Do mesmo modo, visto que os humanos são diferentes de Deus, que é Espírito, será que vamos entender tudo sobre a existência ou a origem dele?’

        “‘Não.’”

        Fonte aqui.

        Curtir

      • Queruvim  On 18 mar 2014 at 2:09

        Ultimamente tenho tido muitas idéias mas meu tempo está limitado. Mesmo assim agradeço.

        Curtir

    • Saga  On 18 mar 2014 at 2:26

      Deus tem todo o poder.

      Ele á a causa de todas as coisas e a fonte de toda energia que existem. Ele tem energia superior a soma de toda energia do universo que ele criou.

      É por isso que dizemos que ele é todo poderoso, ele tem energia ilimitada e é maior do que a soma de todas as coisas. Se juntarmos tudo que existe na criação, ainda assim não igualaremos ao poderio de Deus.

      Ele não se tem origem, não se esgota, não se cansa, nem pode morrer. Ele tem controle e ciência de todas as coisas. De forma que não pode ser derrotado por nada e nem ninguém.

      A isto chamamos de ser TODO PODEROSO, pois ele é o ser mais poderoso que existiu, existe e existirá, é quem manda e desmanda e ninguém pode deter a sua mão.É por isso que a Bíblia diz:

      O termo TODO PODEROSO se refere a ele ter acesso a todos os poderes, sendo a fonte de todo poder que existe, se alguém é poderoso, recebeu tal poder diretamente ou indiretamente de Deus. E também se refere ao fato de não existir alguém igual a ele, nem capaz de detê-lo, ele age soberanamente por não ter rival que lhe seja páreo. Por fim se refere que seu poder não termina, nem se esgota, mas permanece pela eternidade é infindável, de fato tem TODO O PODER.

      Vemos que de fato Deus é apropriadamente chamado de Todo Poderoso.

      Um termo relacionado é Onipotente, onipotência é a capacidade de fazer o que quiser, é poder tudo. Deus de fato é onipotente, pois ter todo o poder o faz ser capaz de fazer tudo o que for de sua vontade.

      Mas isso não inclui a autocontradição, mesmo um ser onipotente não pode realizar uma tarefa contraditória, o que é um triangulo redondo? Como posso dizer que choveu e não choveu ao mesmo tempo? Se não choveu, então não choveu, se a primeira frase é verdadeira a segunda é falsa, se a segunda é verdade, a primeira é mentira.

      No caso de pedir que o poder onipotente faça absurdos, o que a pessoa está pedindo é que o ser onipotente negue sua onipotência sem deixar de ser onipotente, então o problema está na pergunta. Quem gerar tal “pedra” está deixando der ser onipotente para provar que é onipotente? Mas a prova de que é onipotente é algo que o torna impotente? Sua impotência prova sua onipotência ou sua onipotência demonstra sua impotência? Se pode ser duas coisas contraditórias ao mesmo tempo? Se pode fazer uma pergunta absurda em que se dê duas opções de resposta, mas que ambas opções neguem a veracidade de si mesmas?

      Quando alguém quiser fazer tais questões, formule perguntas absurdas pra ele responder também. Será que essa é absurda: E você, é um ateu que acredita em Deus ou é um teísta que nega que Deus exista? Você é um hetero que tem atração pelo mesmo sexo ou é um homossexual que só sente atração pelo sexo oposto?

      Inventar uma questão absurda na qual você coloque pegadinhas maldosas nas respostas não serve como argumento lógico pra prova de algo, pois o fato de sua pergunta ABSURDA, CONTRADITÓRIA, IRRACIONAL e INCOERENTE não ter uma resposta lógica, harmoniosa, racional e coerente é puro efeito da pergunta ser mal formulada já em seu conceito fundamental.

      Curtir

  • A SERVIÇO DO REINO  On 18 mar 2014 at 13:29

    João Paulo, quando perguntarem quem criou Deus, você pode dizer que Deus é incriado…..Se Deus fosse criado por alguém, Ele não seria o Todo-Poderoso, pois seria uma criatura…..e quem criou esse Deus que criou Deus?….a pergunta não teria fim…

    Deus entra na categoria de coisas que não foram criadas, assim como a cor azul entra na categoria de coisas que não tem cheiro….alguém poderia me dizer qual é o cheiro do azul? não tem, pois são categorias diferentes…

    você pode citar um exemplo matemático para responder a questão da idade de Deus….nós sabemos que existem números infinitos positivos e negativos….será que números infinitos negativos não servem com um bom exemplo para se explicar a idade do Criador Jeová?

    é como o Saga disse, Deus é onipotente, mas nem Ele pode modificar a lógica e a razão…..Deus é infinito em poder, seguindo a lógica, no máximo Ele poderia criar um ser com o mesmo poder que Ele, nunca maior….como Ele criaria algo maior que Ele, sendo que não existe algo maior que Jeová?

    Curtir

    • oTESTEMUNHAdeJAH  On 19 mar 2014 at 16:49

      “Deus entra na categoria de coisas que não foram criadas, assim como a cor azul entra na categoria de coisas que não tem cheiro….alguém poderia me dizer qual é o cheiro do azul? não tem, pois são categorias diferentes…”

      Perfeito esse raciocínio.

      Quanto a se Jeová é infinito meu filho de 7 anos me surpreendeu com um exemplo. Ele me perguntou: “- Pai qual é o menor número que existe?” Eu respondi que números são infinitos e não existe maior nem menor número. Aí ele perguntou: “Então Jeová é igual aos números?”. Acho que ele entendeu o ponto sobre Jeová ser eterno e não ter princípio…

      Curtir

  • DREJAH  On 18 mar 2014 at 20:49

    João Paulo, acho interessante usar um pouco a Palavra de Deus também, pois ela é viva e exerce poder He 4:12. Por exemplo: existe uma coisa que Nosso Deus Todo Poderoso não pode fazer você sabia??? É impossível que Deus minta. He 6:18, Tit1:2. Sendo assim Ele não pode ir CONTRA Sua Própria Palavra. E Sua Palavra diz: “…..Antes de mim não foi formado nenhum Deus e depois de mim não virá haver nenhum”. Is 43:10 [nota]

    Curtir

  • Alexei  On 19 mar 2014 at 10:19

    Quando um cientista encontra uma estrutura milenar enterrada na terra e, escavando minunciosamente ele percebe que é um muro com pedras jeitosamente assentadas uma sobre a outra de modo a se perceber um padrão e uma certa organização, a que conclusão aquela comitiva científica chegaria???
    Ora, a lógica nos diz que alguem havia tido a ideia de erigi-lo. Que foram necessários planejamento e certo empenho em se fazer o muro. Que houve pessoas envolvidas, um projeto, uma organização prévia, etc.
    Partindo da ideia acima, a “lógica” nos força a reconhecer que é inegável que houve um Autor do projeto, um idealizador.
    Pergunta: Quando um cientista, um especialista, se assombra com a desconcertante organização em que o universo funciona, seus movimentos, sua sincronia e sua impressionante precisão, à que conclusão a lógica o “obriga” a reconhecer???

    Mais uma vez, a humildade influencia grandemente sobre a resposta!!!

    Curtir

  • Alexei  On 19 mar 2014 at 10:26

    Louis Pasteur (1822- 1895) foi um cientista francês que conseguiu provar, definitivamente, que os seres vivos se originam somente a partir de outros seres vivos. Seus experimentos foram incentivados pela Academia Francesa de Ciências na década de 1860, que oferecia um prêmio a quem realizasse um experimento definitivo sobre a real origem dos micro-organismos.

    Pergunta: Se a ciência comproveou científicamente (por meio de experimento) que a vida somente advem da vida, como é que a própria ciência pode contradizer a ciência ao dizer que a vida na terra veia à existencia por culpa do “acaso”?

    Trocando em miúdos: A ciência usa um método não-científico para contradizer os fundamentos da própria ciência!!! Isso sim é contraditório.

    Curtir

    • Queruvim  On 19 mar 2014 at 11:39

      Fantástico seu comentário!

      Curtir

    • Jeosadá  On 19 mar 2014 at 20:09

      É uma lógica boa!

      Mas exige-se mais discernimento debater com um evolucionista.

      Ele vai dizer:
      “Pasteur provou que HOJE não se pode criar vida de matéria inorganica.
      Mas a bilhões de anos atras a terra possui condições singulares para que a evolução ocorresse…”

      Se quiser refuta-los estude bem o livro “a caixa preta de Darwin” de Michael Behe.

      Pergunta que deixará um evolucionista de ‘verdade’ ENCABULADO:
      “Como ocorreu a evolução num nível Bioquimico?”

      Segundo Behe, ‘nem os melhores evolucionistas de Havard são capazes de faze-lo’…

      Att.:
      Jeosadá da Pavéia

      Curtir

  • Carlos Júnior  On 30 jul 2014 at 17:58

    O Autor do texto caiu em uma contradição gigantesca ao usar o Dialogo com Trifão,” cap. LXXVI.

    O Dialogo com Trifão ocorre justamente para provar que o Cristo é o próprio Deus que veio na carne.

    Curtir

    • Queruvim  On 30 jul 2014 at 22:11

      Que coisa! É tão gigante assim a contradição que eu postei? Então deve ser fácil para você provar o que diz, não? Comece por explicar o que quer dizer a citação que fiz acima. Estarei ansioso esperando uma ajuda e boa explicação!

      Em seguida me aponte onde no parágrafo mencionado no Diálogo com Trifão vemos evidência de que Cristo é “o próprio Deus”? Se não conseguir provar o ponto ficarei tentado a deletar seu comentário. Te dou 7 dias de tempo. Espero que entenda que meu objetivo é postar nesta página material fiável para pesquisa.

      OLHA QUE INTERESSANTE este comment recente de um leitor desta página:

      “Patcharro Espanhol

      Enviado em 21/10/2014 as 3:18 | Em resposta a Saga.
      0 0 Rate This
      Saga, vejo que você realmente gosta de se aprofundar em assuntos “sólidos” (Heb 5:14). Espero que continue sempre na mesma “rotina”(Fil.3:16.)
      Realmente, nós como Testemunhas de Jeová somos eternos aprendizes e devemos sim estudar a Bíblia a fundo.

      Como disse anteriormente, ALGUMAS pessoas tendem a fazer certos raciocínios referente a trindade e juntam o Texto de Isaías 9:6 com Isaías 10:21 na tentativa de dizer que visto que Jesus é chamado de Deus Poderoso na TNM ou Deus Forte (como a Almeida faz) e o Deus dos Hebreus, Jeová, também ser chamado de Deus Poderoso ou Deus Forte, eles alegam que se trata da mesma pessoa.

      Veja que isso realmente acontece, a Sentinela 15/1 1992 p. 22 diz : ” Isaías referiu-se profeticamente a Jesus, o Messias, como “Deus Poderoso”. (Isaías 9:6) Em Isaías 10:21, o mesmo profeta falou de Jeová como “Deus Poderoso”. HÁ QUEM USE esta similaridade de fraseologia para provar que Jesus é Deus.”

      Os trinitaristas estabelecem uma regra: Se uma expressão faz referência ao Filho, Jesus, e a mesma expressão também faz referência ao Pai, Jeová, então, ambas se referem a mesma pessoa, dando-se a entender que O Pai e o Filho são um só.

      Veja nesse link um estudo de um curso de teologia que faz justamente isso com os textos de Isaías.
      http://minhateca.com.br/Joao.Muniz/Teologia/50+Livros+Teolc3b3gicos/Pretensiosas+Testemunhas+de+Jeovc3a1*2c+As/07+A+Divindade+ou+Deidade+de+Jesus,94354413.doc

      Mas sabemos que essa regra deles é furada!

      A revista A Sentinela que citei acima, conclui: “Mas precisamos usar de cautela no que diz respeito a deduzir desses versículos o que estes não dizem. A expressão hebraica traduzida “Deus Poderoso” não se limita a Jeová, como acontece no caso da expressão “Deus Todo-poderoso”. (Gênesis 17:1) É reconhecido que existe uma diferença entre ser poderoso e ser todo-poderoso, isto é, não ter superior.”
      O Mesmo argumento que você usou e que em geral também eu, e, acredito que a maioria dos irmãos usam.

      Se fossemos seguir esse raciocínio dos trinitaristas, então Jesus e Nabucodonosor são um só, pois ambos são chamados de “Rei dos Reis” – Daniel 2:37(ave-maria), Revelação 17:14. Claro que um trinitarista não chegaria a essa conclusão, mas a mesma regra deles foi aplicada.

      Outro exemplo: Quem é o “Senhor dos senhores”?
      Deuteronômio 10:17 diz que é Jeová, assim faz o Salmo 136:3. Mas em Revelação 17:14 e 19:16 diz que é Jesus. Muitos poderiam então dizer que já que Jeová e Jesus são chamados de “Senhor dos senhores” ambos na realidade são a mesma pessoa, um só.

      Mas se fizessem isso não estariam levando em conta o sentido e a forma que Jesus é chamado de “Senhor dos senhores”.
      Atos 2:36 diz: ” Portanto, que toda a casa de Israel saiba com certeza que DEUS O FEZ tanto SENHOR como Cristo, a este Jesus, a quem pregastes numa estaca.”.
      Jeová o fez senhor, lhe deu esta autoridade.
      Isso está em harmonia com Efésios 1:20,21 que diz :”.. no caso do Cristo, quando o [i.e Deus] levantou dentre os mortos e o assentou à sua direita nos lugares celestiais, MUITO ACIMA DE TODO GOVERNO, E AUTORIDADE, E PODER, E SENHORIO, E TODO NOME DADO, não só neste sistema de coisas, mas também no que há de vir.”
      Jeová colocou Jesus em uma posição muito acima do que qualquer governante ou senhor deste mundo.

      1 Timóteo 6:15 também menciona que Jesus é “senhor dos que dominam”. Em relação aos governantes da Terra, e pela posição elevada de Jesus ele é chamado de “Senhor dos senhores” nesse sentido.
      Isso está em harmonia com Mateus 28:18 sobre o fato de ele ter recebido “toda autoridade (e não poder como algumas traduções dizem) no céu e na terra”.

      Revelação 17:14 e depois em 19:16 relaciona Jesus como “Senhor dos senhores” em relação aos “reis” ou “nações” da terra.
      Filipenses 2:9-11 menciona que “Deus enalteceu Jesus a uma posição superior e que toda língua reconheça que Jesus Cristo é Senhor, PARA A GLÓRIA DE DEUS, o Pai.” Aqui novamente, Jesus foi enaltecido e é de fato Senhor, mas não para sua Glória e sim para a Glória do Pai, Jeová.

      Então Jesus é “Senhor dos senhores” em relação aos governantes humanos. Ele é o Rei do Reino de Deus.
      Só que o “Senhor dos senhores” absoluto é Jeová. Como sabemos disso?

      Para finalizar o argumento, é só voltar em Deuteronômio 10:17. Jeová é descrito como além de “Senhor dos senhores” o “Deus dos deuses” e essa expressão também em toda a Bíblia só se aplica a Jeová.

      Os sinceros conseguem ver isso e aceitar a verdade. Por isso que temos que ir atrás desses, né Saga? Um abraço!”

      Curtido por 1 pessoa