Falsa Exegese na interpretação do “Espírito Santo”


     Tem-se por “exegese” o comentário explicativo de textos bíblicos. Quando tal explanação está em plena harmonia com a Bíblia como um todo, pode-se dizer que tal exegese está bem fundamentada, tendo o respaldo das Escrituras. Contudo, nem toda explicação de textos bíblicos harmoniza-se com o contexto imediato ou mediato. Nesse caso, tal “exegese” é sofismática, enganadora e desencaminhante.

 
     Para ilustrar o teor disso, este artigo toma por base a Pneumatologia, especificamente no que concerne ao termo “Espírito Santo”. Uma vertente de religiosos defende a impessoalidade do “Espírito Santo”, ao passo que outra vertente afirma a personalidade do mesmo. Esta matéria traz à tona ambos os conceitos divergentes e seus respectivos argumentos, dentro de uma mesma ramificação temática. Assim, o leitor imparcial poderá analisar qual conceito se respalda nas Escrituras e qual deles constitui mera “exegese” falsa.
 
 
A proposição dos impessoalizadores do “Espírito Santo” (VEJA O TÓPICO “ESPÍRITO” NO ESTUDO PERSPICAZ DAS ESCRITURAS“)
 
     É de conhecimento público que os defensores da impessoalidade do espírito santo usam textos tais como Atos 2:4 e 33 para demonstrar biblicamente esse ensino. Veja abaixo a transcrição desses versículos:
 
     “Todos eles ficaram cheios do espírito santo.”  – Atos 2:4, NM.
     “A este Jesus, Deus ressuscitou, fato de que todos nós somos testemunhas. Portanto, visto que ele foi enaltecido à direita de Deus e recebeu do Pai o prometido espírito santo, derramou isto que vedes e ouvis.” – Atos 2:33, NM.
     O raciocínio é o seguinte: visto que o “Espírito Santo” encheu cerca de 120 discípulos ao mesmo tempo, como poderia tal espírito ser uma pessoa? E o fato de o espírito santo ser derramado faria dele “algo” e não “alguém”, visto que uma pessoa não poderia ser derramada.
  Por entenderem que o tal “Espírito” é uma força, ou energia impessoal, os impessoalizadores[1] do “Espírito Santo” usam tal expressão com iniciais minúsculas: “espírito santo.”
O contra-ataque dos personalizadores do “Espírito Santo”
 
     Tendo em foco a linha de raciocínio acima, os que asseveram a personalidade do “Espírito Santo” afirmam que, se o derramamento do “Espírito Santo”contituísse prova contra sua personalidade, então o apóstolo Paulo também não seria uma pessoa, uma vez que Paulo escreveu sobre de si mesmo:
 
      “Eu esteja sendo derramado…” – Fil. 2:17, NM.
     “… Já estou sendo derramado…” – 2Ti 4:6, NM.
     Citam em adição uma profecia do “Antigo Testamento”, que diz respeito a Jesus Cristo:
     “Fui derramado como água.” – Sal. 22:14, NM.
     Assim, arrazoam: Tendo em vista esses textos, se formos aplicar os argumentos dos que defendem a impessoalidade do “Espírito Santo”, tanto Paulo como Jesus seriam também uma simples força impessoal.
     Com relação à argumentação com foco na descrição do “Espírito Santo” como ‘enchendo’ pessoas, os afirmadores da personalidade de tal “Espírito” argumentam que, ao invés de isso ser prova da natureza impessoal do “Espírito Santo”, seria antes uma prova de que ele é o próprio Senhor Deus. Afinal,  Ele é quem “tudo enche em todas as coisas” (Ef. 1:23), “que cumpre tudo em todas as coisas”. Fecham a argumentação com 2 Coríntios 3:17, que declara: “O Senhor é o Espírito.” – ACRF.
 
    Tendo em vista as duas proposições apresentadas acima, alguns leitores poderão ficar confusos quanto a que lado está com a verdade. Seria o derramamento do “Espírito Santo” e a descrição dele como enchendo pessoas uma mera figura de linguagem, como evidentemente o é no caso de Jesus e de Paulo? Ou tal linguagem descritiva seria literal no caso do “Espírito Santo”, indicando que a argumentação com base nos exemplos de Jesus e de Paulo não se aplicam no caso do “Espírito Santo”?
 
Uma análise mais profunda elucida a questão
 
     Na questão envolvendo o derramamento do “Espírito Santo”, os textos que usam o mesmo verbo “derramar” com Paulo e Jesus Cristo não podem ser usados. Por que podemos dizer isso? Porque nos casos envolvendo Paulo e Cristo, tais pessoas são mencionadas como sendo derramadas COMO ALGO QUE SE DERRAMA. Observe os textos usados pelos proponentes da personalização do “Espírito Santo”, mas agora sendo transcritos com o complemento que esclarece essa questão:
 
      “Mesmo que eu esteja sendo derramado COMO OFERTA DE BEBIDA ….” – Fil 2:17, NM.
      “Pois, já estou sendo derramado COMO OFERTA DE BEBIDA ….” – 2 Tim 4:6, NM.
      “Fui derramado COMO ÁGUA.” – Sal 22:14, NM.
 
   Portanto, nos casos acima, analisando as traduções da Bíblia, trata-se de um SÍMILE, figura que compara duas coisas essencialmente dessemelhantes, atribuindo-lhes caracteres comuns”. (Michaelis)  O símile não tem por finalidade provar personalidade ou a ausência dela. Apenas visa fazer uma comparação, assim como a metáfora.
 
        Já no caso do derramamento do “Espírito Santo”, não ocorre símile. A Bíblia não diz que o “Espírito Santo” é derramado como algo que se derrama. Não. Ser derramado é uma característica própria do “Espírito Santo”, o que configura que tal “Espírito” é a impessoal força ativa de Deus. Mas o verbo “derramar” poderia ser aplicado a uma força – uma energia? Sim. O Dicionário Michaelis define “derramar” (entre outras conotações) como “espalhar-se”, “difundir-se”, “distribuir”, “repartir” e “propagar”. Todas essas definições citadas aqui podem descrever uma energia em atividade. – Veja Núm 11:17, 25, 26; He 2:4.
 
     Em plena consonância com isso, o verbo grego έκχέω ou εκχύννομαι[ekkhéo ou ekkhýnnomai] (“derramar”) tem o sentido de “conceder e distribuir em grande parte”. (The New Analytical Greek Lexicon, 7ª ed., 2001; veja o artigo “Estudo sobre Pneumatologia – Parte 5”, neste blog, no link http://oapologistadaverdade.blogspot.com.br/2012/09/estudo-sobre-pneumatologia-parte-5-o.html)
 
      Por outro lado, o verbo grego usado nos dois textos citados pelos trinitaristas (Fil 2:17 e 2Ti 4:6) NÃO USA esse verbo, e sim o verbo spéndo(σπένδω), que significa “oferecer uma libação ou oferta líquida”. (Léxico do Novo Testamento Gregeo/Português de Gingrich e Danker [G.D.]) Esse verbo ocorre somente nestes textos: Fil 2:17 e 2Ti 4:6.
 
    Portanto, além de o símile impedir o uso desses textos para tentar refutar a clara impessoalidade do espírito santo, o mau uso dos mesmos também demonstra desconhecimento da língua grega.
 
      É verdade que na Septuaginta grega, no Salmo 22:14 (21:15, LXX) ocorre o verbo grego έκχέω, na frase ωσει υδωρ εξεχυθην (oseí hýdor ecsekhythen), literalmente: “Como água fui derramado.” Contudo, a partícula grega ωσει (oseí) denota comparação, significando: “como, semelhantemente, algo como” (G.D.), estabelecendo o símile. Portanto, não há nenhuma base linguística, muito menos bíblica, para usar esses textos como tendo alguma semelhança com o derramamento do espírito santo.
 
    Na questão de “encher”, o texto citado de Efésios 1:23, nas versões de Almeida, é traduzido preponderantemente por “cumpre tudo em todos” (Al, ACRF, IBB), sendo somente na Almeida Atualizada traduzido por “a tudo enche em todas as coisas”. (ALA) Mas, o ponto é que esse texto não afirma que Deus enche tudo com ele mesmo.
 
       A Bíblia diz que ‘o céu dos céus não podem conter’ a Deus. (1Rs 8:27) Se nem o Universo físico pode comportar a presença de Jeová em pessoa, muito menos nós! Então, como Jeová “preenche todas as coisas”? (Ef 1:23, NM) Do modo como a Bíblia aponta: com Seu espírito santo.  – Lu 1:15, 67; 4:1; At 2:4; 4:8, 31; 6:3; 7:55; 9:17; 11:24; 13:9; Ef 5:18.
 
      Com relação ao espírito santo ‘falar’, ‘testemunhar’ etc., trata-se evidentemente de uma personificação (prosopopeia). – Veja os artigos “Personificação prova personalidade?” (link http://oapologistadaverdade.blogspot.com.br/2011/09/personificacao-prova-personalidade-uma.html) e “O ‘Espírito Santo’ é uma pessoa?” (link http://oapologistadaverdade.blogspot.com.br/2012/07/o-espirito-santo-e-uma-pessoa_8.html)
 
      Quanto a 2Co 3:17, o texto NÃO DIZ que ‘o Senhor [Jeová] é o espírito santo’. Antes, diz que “o Senhor é Espírito” (Al, ACRF), ou “o Senhor é o Espírito”. (ALA, IBB) Nessa acepção, “espírito” refere-se a uma pessoa espiritual. Contudo, o artigo definido mostra que Jeová não é apenas um ser espiritual, como suas criaturas celestiais. Ele é “O” Espírito num sentido único e singular, como o Deus Todo-poderoso e majestoso Criador. – Veja o artigo “Estudo sobre Pneumatologia – Parte 2”, no link http://oapologistadaverdade.blogspot.com.br/2012/08/estudo-sobre-pneumatologia-parte-2.html
 
      Acontece que os trinitaristas deixaram de citar a continuação do versículo, que menciona o “Espírito do Senhor”. (Al, ACRF, IBB, ALA) Uma vez que este segundo espírito é do Senhor – ou seja, a ele pertence; é sua propriedade – tal “Espírito” (ainda que colocado com inicial maiúscula) não pode ser o próprio Senhor (Deus). Atos 2:17 declara: “E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor [“Deus”; Al, ACRF] , que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne.”(ALA, IBB) Uma vez que Deus diz “do MEU Espírito”, ele está se referindo a algo dele, que lhe pertence, mas não a ele próprio, pois ele não disse: ‘derramarei a mim mesmo’. Pelo visto, por essa razão, há traduções que colocam “espírito” com inicial minúscula nesse texto. (The New American Bible; Sociedade Bíblica Britânica) Trata-se cristalinamente da energia que dele emana, Seu espírito santo ou força ativa.
 
   Assim, este artigo ilustra como é perigoso acreditar em falsas “exegeses”, que estão construídas em argumentos falaciosos, totalmente inverossímeis. Nortear sua vida por tais ensinos desencaminhantes evidentemente não significa ‘adorar o Pai com espírito e verdade’, característica vital para os a quem Jesus Cristo chamou de “verdadeiros adoradores”. – Jo 4:23.
 
Sigla das traduções usadas neste artigo:
 
ACRF – Almeida Corrigida e Revista Fiel
Al – Almeida Corrigida
ALA – Almeida Revista e Atualizada
IBB – Almeida da Imprensa Bíblica Brasileira
NM – Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas
 
 

[1] O verbo “impessoalizar” significa “dar caráter impessoal a”. – Dicionário Aulete. Fonte: http://aulete.uol.com.br/impessoalizar
 
 
 fonte: o blog oapologistadaverdade.blogspot.com
 
VEJA TAMBÉM:
 
 
Anúncios