Filipenses 2:5,6


Procure ler com calma e atenção o artigo abaixo. Jesus te abençoe!

Por R.D.O 

O que é que os críticos têm a dizer a respeito da New World Translation of the Holy Scriptures [Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas] ? 

Decidi escrever uma resposta a determinada página e mostrar os perigos do atual criticismo bíblico tendencioso.Observe como as declarações copiadas e repetidas na internet, a partir das mesmas fontes, não são uma análise gramatical mas sim uma opinião teológica que se baseia na ausência do princípio da imparcialidade. As declarações abaixo são todas falsas.Este crítico da TNM faz a sua critica com base em divergências teológicas. Não consegue apoiar suas afirmações.Veja as acusações que fez contra a TNM:

· Edmund C. Gruss, Professor de História e Apologética no Los Angeles Baptist College, critica cinco aspectos principais da tradução:

(i) O uso de paráfrases, em contradição com o propósito anunciado dos tradutores;

(ii) A inserção injustificada de palavras que não se encontram no Grego.

(iii) Tradução errada de palavras Gregas… (Não cita um exemplo sequer !)

É a Tradução do Novo Mundo uma “paráfrase” das Escrituras Sagradas ?

Podemos descobrir isso a partir de consulta a léxicos tanto do chamado Velho Testamento como do Novo Testamento. O significado de palavras deve vir da inteira literatura grega no que se refere especificamente ao grego koine. Visto que foi em Grego koine que se escreveu o chamado Novo Testamento. Não devemos confinar o significado de uma palavra a definições posteriores carregadas de tradição religiosa.

Alguns dicionários Grego Inglês ou Grego Português são (quando passa a definir a tais segundo o entendimento moderno), uma afronta a inteligência e um desrespeito ao método léxico padrão de verter o verdadeiro significado de palavras.

Analisemos uma passagem que foi vertida de várias maneiras por diferentes traduções das Escrituras Sagradas.

Filipenses 2:5,6.

ὃς ἐν μορφῇ θεοῦ ὑπάρχων
οὐχ ἁρπαγμὸν ἡγήσατο
τὸ εἶναι ἴσα θεῷ,

“…O qual embora existisse em forma de Deus”  Implica isso uma “trindade” ?

Não há nada neste texto que fale de uma trindade e nem mesmo o contexto apoia a ideia de que Jesus tinha igualdade com o Deus Todo Poderoso. Analise o contexto!

Filipenses 2:3, 4 diz:

Não fazendo nada por briga ou por egotismo, mas , COM HUMILDADE MENTAL CONSIDERANDO OS OUTROS COMO SUPERIORES A VÓS, não visando em interesse pessoal, apenas os vossos próprios assuntos, mas também em interesse pessoal os dos outros.

No versículo 5 os cristãos são incentivados  a imitarem a Cristo no assunto considerado aqui, a saber a HUMILDADE.

Poderiam eles ser instados a não considerar o “ser igual a Deus” como uma “usurpação” , mas um direito que lhes cabe ? Certamente que não !

Mas podem imitar aquele que “não deu consideração a uma usurpação” , a saber, que devesse ser igual a Deus.” Tais declarações longe de apoiarem a trindade da Cristandade apóstata, corta justamente contra ela e está em plena harmonia com João 14:28 onde Jesus disse de modo simples …”O Pai é Maior do que eu“.

O verso 10 é citado por alguns para tentarem apoiar a trindade dizendo que “todos nos céus” se ajoelham diante de Jesus. Argumentam que “todos”significa que não há excessão. Todavia, ignoram o verso anterior (verso 9) onde lemos que “Deus o enalteceu a uma posição superior” a dos outros seres celestial, é óbvio.

E mesmo depois de tal enaltecimento, em Filipenses 2:11 lemos que tudo isso é “para a glória de Deus, o Pai“.  1 Cor. 15:27 diz que ´Claro está que , quando se diz que todas as coisas lhe foram sujeitas (ou subordinadas) se EXCETUA AQUELE que lhe subordinou (ou sujeitou) todas as coisas´

Muitos acham ainda que quando o texto diz que Cristo estava “subsistindo em FORMA DE DEUS” isso quer dizer que ele era Deus. Mas a palavra “Deus” não era usada pelos Judeus como se referindo apenas a o Ser Supremo. O Salmo 8:5 se refere a ANJOS como sendo deuses. (usa-se a palavra hebraica ELOHIM equivalente do grego THEÓS usado no “Novo Testamento”).  Moisés foi chamado de “Deus” (hebraico > ELOHIM) em Exodo 7:1.

Jesus é chamado de “Deus” (THEÓS) Em João 1:1.

Juízes humanos foram assim chamados no Salmo 82:6.

Satanás por ter muito poder sobre outros foi assim chamado em 2 Coríntios 4:4 onde lemos que ele é o “Deus (grego THEÓS)deste sistema de coisas “.

(Para os que não sabem, em grego, não existia diferenciação se a palavra era letra maiúscula ou minúscula, o texto era UNCIAL)

Alguns afirmam que em 2 Corintios 4:4 a palavra “Deus” está com “letras minúsculas” em algumas versões da Bíblia. Mas isso é argumento falho em vista do mencionado acima. O fato é que a palavra “Deus ou deus” em grego THEÓS é aplicada a outros seres de modo legítimo. Para entendimento do uso da palavra”Deus” na Bíblia clique aqui.

De forma que a palavra “Deus” não é usada somente com referencia ao Ser Supremo. Concordemente , do ponto de vista da Bíblia Sagrada, Jesus “subsistindo em forma de Deus” significa que ele era um ser de alto escalão e poder mas não necessariamente quer dizer que ele era o mesmo Deus “com” quem estava de acordo com João 1:1c.

Portanto o claro ensino do SUBORDINACIONISMO  é bem presente nas cartas Paulinas. Mas não nas modernas Escolas Teológicas que estão, em sua maioria, ensinando apostasia e desvios tradicionais, tais como a antibíblica doutrina da trindade. A falta de estudo da bíblia e a cantoria barulhenta de muitas Igrejas Evangélicas é o motivo de não entenderem estes assuntos e estarem cada dia mais envolvidos com o mundo de satanás. Lamentamos muito que isso seja uma triste realidade.

Ainda sobre Filipenses 2:5,6

A tradução Católica Ave Maria verteu Filipenses 2:5 , 6 assim:

Dedicai-vos mutuamente a estima que se teve em Cristo Jesus. 6. Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus,

A Versão Católica da CNBB optou por verter:

Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus, 6. Ele, existindo em forma divina, não considerou como presa a agarrar o ser igual a Deus

Observem como a Tradução do Novo Mundo (TNM) verteu esta passagem:

“Mantende em vós esta atitude mental que houve também em Cristo Jesus, 6 o qual, embora existisse em forma de Deus, não deu consideração a uma usurpação, a saber, que devesse ser igual a Deus.” Os tradutores da TNM ,por outro lado, entenderam corretamente que a palavra grega harpagmos se refere a se apoderar de algo que não pertence a alguém, ou seja “arrebatar algo de modo violento”. Cristo nem mesmo pensou em possuir esta igualdade com Deus, mas ao invéz disso humilhou-se. É evidente que a TNM foi bastante literal nesta passagem e seguiu a risca os mais antigos e respeitados léxicos do Novo Testamento Grego, ignorando a tradição de ler o texto com uma versão bastante tradicional e antiga, contudo tendenciosa. Após uma longa avaliação da palavra grega HARPAGMOS Dennis Ray Burk, Jr. Apresentou sua conclusão para a Sociedade Teológica Evangélica nos Estados Unidos comentou: 

Acho que esta interpretação abre o caminho para nós vermos um subordinacionismo ortodoxo na Divindade” Perplexo este trinitário e muitos outros ainda ousam prosseguir em seus ataques contra a TNM que sempre verteu corretamente esta porção das Escrituras. No lançamento da New English Bible (NEB) Henry J. Cadbury comentou Fil. 2:5,6 em Theology Today,( Vol. XVII, No.2) que esta é uma “passagem famosa difícil”, “Não pensou em usurpar uma igualdade com Deus” foi a escolha feita pela NEB.

Acontece que 11 anos ANTES a TNM já havia vertido esta porção das Escrituras, reconhecidamente “difícil” da maneira correta.

Observe com atenção que absurdo a opinião de um Erudito de renome e bastante conhecido pela contribuição que deu a favor da crítica textual! Ignorando toda a definição sóbria da palavra grega HARPAGMOS ele teceu abaixo alguns comentários que demonstram sua predileção a uma teologia particular e tradicional. Somente isso poderia explicar o fato de Bruce Metzger ter ignorado a definição grega conforme lemos, por exemplo no Dicionário de Strong:

Strong numero 725 (ἁρπαγμός: arrebatar violentamente )
Harpagmos deriva-se de harpazo LEIA ESTE ARTIGO A RESPEITO DE harpazo

Em 1953 Bruce M. Metzger escreveu um artigo em Theology Today, com o título : ‘As Testemunhas de Jeová, Uma avaliação Teológica e Bíblica‘ (cópias posteriores deste artigo foram distribuídas em formato de panfleto e foram vendidas por 15 centavos cada ou 8 cópias por 1 Dólar). No capítulo IV ‘Traduções erroneas’ ele diz isso a repeito de Fil. 2: 6 na TNM:

“A descrição enaltecida do pré existente Cristo em Phil. 2: 6 passa por um distorção característica na Tradução preparada pelas Testemunhas de Jeová: “Cristo Jesus, que, embora existisse em forma de Deus, não deu consideração a uma usurpação, a saber, que devesse ser igual a Deus” Uma outra nota supri uma tradução alternativa de [harpagmos] arrebatar violentamente,” ou seja, “algo a ser apoderado.” A linguagem de Paulo é assim mudada para se crer no unitarismo das Testemunhas de Jeová que Jesus não era igual com Deus, de fato desprezou esta igualdade.Que essa tradução é uma falta de compreensão do Grego pode ser demonstrada por se referir ao Léxico Grego Padrão do Novo Testamento editado por J. H. Thayer.  Thayer explica esta passagem assim”[Cristo Jesus], que, embora (anteriormente quando ele era [logos asarkos]) sem forma (no qual aparecia aos habitantes do céu) de Deus (o Soberano, oposto a[morphe doulos]), contudo não achava que esta igualdade com Deus devia ser algo a que se aferrar ou possuir ” (p. 418, Col. b). Em linguagem similar, Arthur S. Way, o hábil tradutor de diversos textos classicos em Grego e Latin, verte Phil. 2: 6, “Ele, mesmo quando subsistia na forma de Deus, não se aferrou egoistamente a sua prerrogativa de igualdade com Deus. . . .” A admiravel versão parafraseada recentemente publicada por J. B. Phillips concorda com a traduçaõ de Arthur Way: “Pois ele, que sempre teve a natureza de Deus, não se aferrou a sua prerrogativa de igual a Deus, mas desnudou-se de todos os privilégios por concentir ser um escravo por natureza e nascer como homem mortal.”

Faríamos bem em avaliar com mais atenção este assunto. Ralph Martin Erudito biblico escreveu em 1959 demonstrando o porque achamos, que Bruce Metzger e outros perderam o compromisso com a Erudição honesta, a favor de ídéias trinitárias tradicionais:

“É questionável, contudo, se o sentido do verbo pode desviar de seu significado real de ‘apoderar-se’, ‘arrebatar violentamente’ para o de ‘ aferrar-se’; e a segunda interpretação dificilmente faz justiça a estrutura de toda a sentença como também a força de ‘bastante enaltecido’ no versículo 9…”  The Epistle of Paul to the Philippians : An Introduction and Commentary, pp97,98.

Ao dizer tais palavras o Erudito Ralph Martin, muito embora trinitário discordou de Bruce Metzger com sua tradução preferida e discorda da maneira como o texto foi vertido pelas traduções de Way e Phillips!

Ele também discorda das palavras citadas por Metzger do Léxico Thayer que interpreta HARPAGMOS no sentido passivo “aferrar-se”.

Ademais, observem o que outro Léxico diz a respéito da palavra grega :

harpagmos 1. prop.,acc. Da regra de sua formação…ativamente, o ato de tomar, apoderar-se. 2. Passivamente…algo tomado, portanto, um prêmio: Phl, l.c., RV…As informações léxicas favorecem um significado ativo, mas também admitem a possibilidade de uma alternativa, muitos expositores modernos tem aceitado a ultima[passiva]como parecendo se ajustar melhor a lógica da passagem . A dificuldade léxica, porém, continua, … visto que o uso que São Paulo faz parece que ele estava inclinado a adotar a forma [passivo,stativo] onde apropriado…e certamente pressupoe-se a favor de um significado ativo aqui pelo fato de que ele não usa harpagma da LXX…”-Manual Greek Lexicon of the New Testament, Abbott-Smith,3rd ed.p.60

Destes comentários conclue-se que a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas não “distorceu” absolutamente nada como afirmou Bruce Metzer.

As acusações de que a TNM foi teologicamente condicionada reverte contra os acusadores! Metzger cita traduções parafraseadas e léxicos que concordam com seu entendimento trinitário desta importante passagem (palavra).

Como vimos Ralph Martin não só coloca a tradução da TNM como perfeitamente legítima como também há várias traduções que concordam com a Tradução do Novo Mundo:

New American Bible:

 
“Seja vossa atitude como a de Cristo: Embora estivesse na forma de Deus, não considerou a igualdade com Deus como sendo algo a usurpar [harpagmos].”

American Translation:

 
“…que tenhais a mesma atitude que Cristo Jesus teve. Embora possuisse a natureza de Deus, não usurpou [harpagmos] uma igualdade com Deus.”

Weymouth:

 
“A atitude que deveis ter é a mesma que Cristo Jesus teve. Ele sempre teve a mesma natureza de Deus. Contudo, não achava que pela força [harpagmos] devesse se tornar igual a Deus.”

The Emphatic Diaglott:

 
“que esta disposição esteja em vós, a qual também estava em Cristo Jesus, que, embora sendo em forma de Deus, não meditou uma usurpação [harpagmos] para ser igual a Deus.”

American Standard Version:

“o qual, existindo na forma de Deus, não contou com o ser em igualdade com Deus algo a usurpar

Até mesmo nossa bem conhecida versão Almeida desbanca a crítica do “famoso” Erudito Bruce Metzeger muito embora seja a versão predileta dos trinitários no Brasil!

Tradução João Ferreira de Almeida(1995):

“que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus.”

Outras referências de bíblias que traduzem por usurpação ou tem o mesmo sentido:ALA,IBB,RS,NE,TEV,NAB transmitem a mesma idéia.

Ala … A Bíblia Sagrada(1969)Revista e Corrigida de João Ferreira de Almeida.IBB-A bíblia Sagrada (1972)Versão da imprensa bíblica brasileira baseada na tradução de João Ferreira de Almeida.NM-Notas Marginais.RS-Revised Standart Version,segunda edição (1971).NE-Novo Testamento(1948)Álvaro Negromonte.TEV-Good News Bible-Today’s English Version(1976).NAB-The New American Bible.edição Saint Joseph(1970).

Observe as versões alternativas apresentadas, “usurpação”, “pela força” “usurpar”; refletem uma tradução literal e exata da palavra Grega HARPAGMOS.

Portanto, podemos afirmar sem receio que a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, produzida pelas Testemunhas de Jeová, tem sido falsamente acusada!

Os chamados apologistas evangélicos, em sua maioria, estão eles mesmos apoiando  “perversões” das Escrituras. Alguns com aparência de Erudição séria, outros com aparêcia de ladrões e saqueadores do povo, todos juntos caluniam e denigrem a melhor tradução da Bíblia Sagrada, a Tradução do Novo Mundo, por terem perdido o compromisso com a verdade e tratarem este assunto como se fossem torcedores de um time e representantes da antibíblica escola trinitária.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Farias  On 12 de março de 2011 at 14:27

    de fato, os TJs são “contorcionistas” teológicos. é impressionante como conseguem complicar até as coisas mais simples.

    Curtir

  • queruvim  On 14 de março de 2011 at 17:41

    No lançamento da New English Bible (NEB) Henry J. Cadbury comentou Fil. 2:5,6 em Theology Today,( Vol. XVII, No.2) que esta é uma “passagem famosa difícil” Portanto estudiosos não acham que este texto seja “tão simples ” como pensas.

    Curtir

  • alexandre silva  On 29 de janeiro de 2013 at 20:22

    É de fato muito dificil fazer alguem em profunda escuridão espiritual raciocinar em verdades das escrituras como estas no texto de FIL 2:5,6.
    O comentario acima do sr Farias é um testemunho vivo das palavras do apostolo paulo,de que¨¨ o deus deste sistema de coisas tem segado as mentes dos incredulos para que não penetre o brilho das gloriosas boas novas a repeito do cristo.

    Curtir

  • Luciano  On 16 de maio de 2017 at 13:26

    Queruvim,
    “‘A Versão Católica da CNBB optou por verter:
    “Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus, 6. Ele, existindo em forma divina, não considerou como presa a agarrar o ser igual a Deus”'”

    mas a última revisão ficou assim:
    “Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus, 6. Ele, existindo em forma divina, não se apegou ao ser igual a Deus”

    Curtir

  • Luciano  On 16 de maio de 2017 at 13:44

    Queruvim, outro ponto:
    ALA reza: 5.Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6.pois ele, subsistindo em forma de Deus, NÃO ‘JULGOU’ COMO USURPAÇÃO O SER IGUAL A DEUS.

    Espera, será que Paulo está contrariando o contexto que fala sobre a humildade? Pois essa tradução dá a entender como que Cristo tivesse dito: ‘Ah, querer ser igual a Jeová não é USURPAR o que é dele.!’

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s