Jason Beduhn e João 1:1 na Tradução do Novo Mundo


Observem abaixo em  negrito as palavras do Erudito Jason Beduhn , Phd e Professor reconhecido. O que muitos críticos dele desconsideram é o seu conhecimento histórico. Este professor premiado bem cedo em sua carreira, quando tinha apenas 18 anos, tem feito estudos acadêmicos lendo no Grego Coinê, o idioma internacional do primeiro século e está mais do que familiarizado com a cultura helenistica e judaica.

O conhecimento e entendimento da literatura grega e judaica, a habilidade e credibilidade deste erudito tem sido atacada ferozmente por defensores de doutrinas estranhas a verdadeira palavra de Deus. Observem com atenção o que escreveu este Erudito em bases puramente gramaticais e com conhecimento literário abalizado a respeito de um dos versículos mais discutidos da Biblia, a saber:

João 1:1

“Gramaticalmente, João 1:1 não é um versículo difícil de traduzir. Segue , estruturas e expressões comuns bem conhecidas do grego. Uma tradução léxica ( “interlinear”), da controversa cláusula seria:

“e um deus era a Palavra”.

Uma tradução literal mínima ( “equivalência formal”) iria reorganizar a ordem das palavras para corresponder a correta expressão Inglesa: “E a Palavra era um deus.” A preponderância das provas, da gramática grega, a partir do contexto literário, cultural e de meio ambiente, apóia esta tradução, de que “o Verbo era divino”, seria uma variante um pouco mais polida carregando o mesmo significado básico. Ambas as representações são superiores a tradução tradicional, que vai de encontro a esses três fatores-chaves qual guia de tradução exata. A NASB, NIV, NTLH, NRSV e NAB acompanham a tradução preferida pelos tradutores da KJV. Esta tradução aguarda uma boa defesa, uma vez que obviamente nenhuma emerge da gramática grega nem do contexto literário de João, ou para o ambiente cultural em que João está escrevendo …

Tendencias moldaram a maioria destas traduções muito mais do que atenção precisa para o texto da Bíblia. A tradução de João 1: 1 na Tradução do Novo Mundo é superior à das outras oito traduções que comparamos. “

TRUTH IN TRANSLATION (A Verdade na tradução)

Para encomendas e informações entre em contato com o editor – University Press of America, INC

4501 Forbes Blvd. Suite 200 – Lanham, Maryland 20706 – 1-800-462-5220 1-800-462-5220 www.univpress.com

Outras considerações de Jason Beduhn:

“A frase em grego ´theos en ho logos´, traduzida palavra por palavra é:

” um deus era a palavra “.

O Grego tem apenas um artigo definido, equivalente ao nosso “o,a”, não tem um artigo indefinido, como o nosso “um” ou “uma”. Se um substantivo é definido, ela tem o artigo definido ho. Se um substantivo é indefinido, nenhum artigo é usado. Na frase de João 1:1, ho logos é “a palavra”. Se tivesse sido escrito simplesmente “logos”, sem o artigo definido ho, teríamos que traduzi-la por “uma palavra”. Então, nós realmente não estamos “inserindo” um artigo indefinido quando traduzimos substantivos grego sem o artigo definido em Inglês, estamos simplesmente obedecendo a regras de gramática Inglesa que nos dizem que não podemos dizer “Snoopy é cachorro”, mas devo dizer “Snoopy é um cachorro. “

Ora, em Inglês dizemos simplesmente “Deus”, não dizemos “O Deus”. Mas, em grego, quando você quer se referir a um único Deus supremo, ao invés de um dos muitos seres que foram chamados de “deuses”, você teria que dizer “O Deus”: ho theós. Mesmo um cristão monoteísta, que acredita que só há um Deus e não outros, seria obrigado a dizer em grego “O Deus”, como João e Paulo bem como outros escritores do Novo Testamento Normalmente, Se você não colocar o artigo em uma frase como João 1:1, então você está dizendo “um deus”. (Há algumas exceções a esta regra.O grego,tem o que são chamados “casos do substantivo”, o que quer dizer que substantivos mudam, dependendo de como eles são usados em uma frase. Portanto, se você quer dizer “de Deus”, que é theou, você não precisam do artigo. Mas, no caso nominativo, que é o de João 1:1, você tem que ter o artigo.)

Então, o que João quer dizer com “a palavra era um deus”? Ele está classificando Jesus em uma categoria específica de seres. Há plantas e animais e seres humanos e deuses, e assim por diante. Ao chamar a Palavra de “um deus”, João quer dizer a seus leitores que a Palavra (que se torna Jesus quando toma carne) pertence à classe das coisas divinas. Observem a ordem das palavra: “um deus era a palavra.” Nós não podemos falar da mesma forma em Inglês,[ou português] mas você pode, em grego. O sujeito pode estar depois do verbo e o objeto antes do verbo, o oposto de como falamos em Inglês (sujeito-verbo-objeto). A pesquisa tem mostrado que, quando antigos escritores gregos colocam primeiro um substantivo do objeto em uma frase como João 1:1 (uma sentença como o verbo ser : x é y), sem o artigo definido, eles estão nos dizendo que o sujeito pertence à classe representado pelo substantivo do objeto: “O carro é um Volkswagen.” Em Inglês iríamos fazer a mesma coisa usando o que chamamos de adjetivos predicativos. “João é uma pessoa inteligente” = “João é inteligente”. Assim, tendemos a dizer: “A palavra era divina”, em vez de “A palavra era um deus”. Isso é como eu iria traduzir essa frase.

“A palavra era um deus” é mais literal, e uma melhoria sobre “O Verbo era Deus”, mas que traz a tona mais problemas, já que para um leitor moderno implica politeísmo.

Ninguém nos dias de João teria entendido a frase como “o Verbo era Deus” – a linguagem não transmite esse sentido, e conceitualmente é difícil compreender tal idéia, especialmente visto que que o autor acaba de dizer que a palavra estava com deus. Alguém não pode estar com ele mesmo, ele está com algum outro. João diferencia claramente Deus da Palavra. Este último torna-se carne e é visto, o primeiro não pode ser visto.

O que é “a Palavra” ? João diz que foi o agente através do qual Deus fez o mundo. Ele começa seu Evangelho: “No princípio …” para nos lembrar de Gênesis 1.

Como é que Deus criou em Gênesis? Ele fala palavras que fazem as coisas virem à existência. Assim, a Palavra é o poder ,plano e atividade criador de Deus. Não é o próprio Deus, mas realmente não é totalmente separado de Deus. Ocupa uma espécie de estado ambíguo. É por isso que um monoteístas como João pode ir longe chamando-o de “um deus” ou “divino”, sem se tornar um politeísta. Este divino não age por conta própria, no entanto, possui um tipo de identidade distinta, e tornando-se carne traz a vontade e plano de Deus para baixo face a face com os seres humanos. “

Como vimos tais palavras do Erudito revelam a verdade sobre João 1:1 que tem sido suprimida pelas escolas tradicionais professamente cristâs.

Jesus é na verdade o Filho de Deus e não o próprio Deus COM quem estava no inicio da criação do mundo.

Vemos uma clara distinção no grego de João 1:1 entre ” ho Theós” e “theós” (O Deus e deus ). Na primeira ocorrencia de “theós” o artigo é usado e isso torna a referencia bastante especifica.. Na segunda ocorrencia, não há o artigo e não acredito que a omissão não seja significativa. Vemos uma clara significancia adjetival dada a o uso do segundo theós. De forma que a frase pode ser traduzida corretamente por “e a palavra era divina”.Jesus jamais é chamado de maneira inequivoca de ho theós.Isso pesa muito contra a tradução defendida pelos que defendem a trindade pagã ao passo que tentam denegrir a imagem de eruditos neutros.

Tradução do Novo Mundo Defendida!

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Margarethe  On 14 de agosto de 2012 at 23:31

    Não concordo quando as Testemunhas de Jeová dizem que Jesus é um anjo, mas, quanto ao entendimento de que ele é Filho, não Deus, concordo. E já havia descoberto recentemente que a tradução mais utilizada em nosso país (João ferreira de Almeida) usa a frase trocada:” e o Verbo era Deus”; quando a ordem correta é: “e deus era o Verbo”.

    Curtir

  • queruvim  On 15 de agosto de 2012 at 4:31

    Onde é que leu alguma publicação das TJ dizendo desta forma?

    “Jesus é um anjo” ou coisa do tipo “ele é simplesmente um anjo”.

    Eu apreciaria que me indicasse. Somente para minha referência. As Tj realmente acreditam que Jesus é o Arcanjo. (na verdade não existe arcanjos na Bíblia mas apenas um, e este entendemos ser Jesus Cristo em sua existência pre humana.)

    Curtir

  • queruvim  On 25 de janeiro de 2013 at 2:13

    O Povo de Jeová não considera Jesus como sendo apenas “um anjo”como dizem muitos.Isso é um estereótipo, uma falsidade levantada contra o próximo e mais uma tentativa de ridicularizar as TJ. O artigo no link abaixo vai mostrar que Cristo de fato é a figura central nos propósitos de Deus e o maior exemplo que existe de lealdade a ser seguido. Ao passo que muitíssimos evangélicos estão ridicularizando a Cristo por meio de sua conduta, tais como: Casos semanais de pedofilia entre pastores, enriquecimento ilícito as custas dos fiéis, violação da lei do silêncio, politicagem, curandeirismo, práticas espíritas e muitas outras coisas que demonstra que rejeitam a divindade de Cristo, as Testemunhas de Jeová seguem o modelo de Cristo e são em sua vasta maioria fiéis a Cristo e zelosos em defender unidamente sem seitas sectárias o modelo correto e a pregação do Evangelho do Reino. O que pensam a respeito do Cristo não é o que críticos preconcebidos dizem, mas o que achamos facilmente em sua página na internet no link abaixo, o qual poderá tirar proveito.

    http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/2008922?q=O+papel+de+Cristo&p=par

    Curtir

  • Adinilson C santos  On 19 de agosto de 2015 at 17:46

    A palavra era divina”, em vez de “A palavra era um deus”. Isso é como eu iria traduzir essa frase.“A palavra era um deus” é mais literal, e uma melhoria sobre “O Verbo era Deus”, mas que traz a tona mais problemas, já que para um leitor moderno implica politeísmo.

    Lendo o texto com mais atenção notei que o erudito Jason Beduhn, apresenta a sua própria tradução “a palavra era divina” e alerta para um grande problema causado pela Tradução Novo Mundo quando diz: “implica em politeísmo”.

    Curtir

  • Queruvim  On 19 de agosto de 2015 at 21:54

    Adinilson, obrigado por sua disposição e por ter reservado tempo para expor sua opinião.

    Sua afirmação de que implica ´politeísmo` é errada. Visto que politeísmo não é a simples crença em outros seres que também podem ser considerados divinos, mas a CRENÇA E ADORAÇÃO destes. Um politeísta “tolera a adoração de vários deuses”, como define certa fonte. E não raro, o politeísta adora a mais de uma deidade. Ao dizermos MONOteismo se referimos a quem adora apenas um só Deus. De maneira similar, ao dizermos POLIteísmo se referimos a pessoas que não somente acreditam mas adoram ou veneram “muitos”(POLI) deuses. VEJA ESTE ARTIGO

    Curtir

  • Saga  On 20 de agosto de 2015 at 0:43

    O problema de “politeísmo” é o mais citado contra a tradução “um deus”, mas é inexistente e na verdade o verso só tem duas opções de entendimento, ou é [1] “o Deus” ou [2] “um deus”, e como o Deus está errado, nem tem o que se discutir, aí se escolhe que “era divino” por causa de um inexistente “problema” que as próprias pessoas inventam.

    Curtir

  • assis  On 20 de agosto de 2015 at 11:50

    Na linha de raciocínio da coerência, temos uma grande inconsistência entre a trad. novo mundo e a doutrina do corpo governante. Senão, vejamos: a trad. novo mundo afirma que Jesus era um deus e o corpo governante afirma categoricamente que Jesus é o arcanjo miguel. As Escrituras separam e identificam claramente o que são anjos ou arcanjos, diferenciados de homens e do próprio Deus. Falar em “um deus” não se refere em hipótese nenhuma a anjo ou arcanjo.

    Curtir

  • Saga  On 20 de agosto de 2015 at 21:16

    assis On 20 de agosto de 2015 at 11:50 Na linha de raciocínio da coerência, temos uma grande inconsistência entre a trad. novo mundo e a doutrina do corpo governante. Senão, vejamos: a trad. novo mundo afirma que Jesus era um deus e o corpo governante afirma categoricamente que Jesus é o arcanjo miguel. As Escrituras separam e identificam claramente o que são anjos ou arcanjos, diferenciados de homens e do próprio Deus. Falar em “um deus” não se refere em hipótese nenhuma a anjo ou arcanjo.

    Alguém viu alguma lógica no que este individuo falou? Não? Pois é, porque não teve lógica nenhuma mesmo. Que a Palavra não era o Deus com quem estava e sim um deus, não é a TNM que diz e sim o próprio evangelista João no capitulo 1 de seu evangelho, e a associação e identificação de Jesus Cristo com o Arcanjo, não é uma “doutrina do corpo governante”, mas está na própria Bíblia Sagrada, em especial numa comparação do relato final de Daniel sobre Miguel e a ressurreição e na descrição de Paulo sobre o “arrebatamento” para os ressuscitados ungidos ao ouvir a chamada dominante do arcanjo.

    Por isso que já no segundo e no terceiro século d.C tanto a versão dos cristãos coptas quanto Origenes já afirmavam que a Palavra era um deus e não o Deus. E justamente nesses primeiros séculos d.C autores eclesiásticos identificavam o pré-humano Jesus com a Sabedoria e o Anjo do Senhor, e o Anjo do Senhor ou Anjo do Grande Conselho, com Miguel, o arcanjo! E não bastasse isso, esta ideia de Miguel ser um dos nomes de Cristo era comum entre os antigos reformistas protestantes, e sobreviveu até nossos dias em protestantes tradicionais como a Igreja Adventista.

    "As Escrituras separam e identificam...anjos...diferenciados de homens e do próprio Deus. Falar em “um deus”..."

    O fato de anjos serem diferenciados de homens e de Jeová, nada interfere em serem ou não “deuses”, por ser um deus é diferente de ser Jeová Deus, e também é diferente de ser um humano, ou seja, o discurso do Assis é de grande INCONSISTÊNCIA lógica, entre o que diz e o que conclui, demonstrando grande confusão em organizar seus pensamentos e transmiti-los ao que digita.

    Curtir

  • kl  On 21 de agosto de 2015 at 0:00

    “As Escrituras separam e identificam claramente o que são anjos ou arcanjos, diferenciados de homens e do próprio Deus. Falar em “um deus” não se refere em hipótese nenhuma a anjo ou arcanjo..”

    Como não meu caro Assis!? Nunca leste Salmo:8:5? Lá diz: “E o fizeste pouco do que um deus,coroando-o de glória e beleza”(BJ,CNBB,Pastoral)As três traduções que citei são católicas não tem essa de afirmar que é TNM que diz!!A palavra “deus” é claramente aplicada aos anjos nesse texto como pode verificar que a Almeida “fiel” assim o faz.O texto da JPS(sociedade publicadora judaica) atulizado por David. H.Stern diz no mesmo verso “anjos”.

    Curtir

  • Alexei  On 21 de agosto de 2015 at 15:20

    Alguém, por favor poderia me indicar qual a leitura correta do Salmo 8:5??? O que diz o hebraico a respeito do termo “filhos de Deus” e das traduções equivocadas???

    Curtir

  • Saga  On 21 de agosto de 2015 at 18:57

    O Salmo 8:5 usa Elohim aplicado aos Anjos, a TNM usava “Semelhantes a Deus”, mas Elohim é o plural majestático de Deus ou o plural numérico de Deuses, sendo assim duas traduções interessantes é “um pouco menor que [os ] deuses” (elohim tomado como um plural numérico) ou “pouco menor que [um] deus”. (elohim tomado como um plural de qualidade).

    Curtir

  • Queruvim  On 21 de agosto de 2015 at 19:18

    Boa observação, Saga, somente que Elohim não é plural numérico visto que é um plural de “intensidade”. Essa definição é encontrada na gramática de Gesenius. Há plurais que carregam uma ideia de multiplicação interna. Elohim é uma variedade do “plural abstrato” que não indica um plural numérico, antes soma as diversas características pertencentes à ideia. Possui um sentido secundário de intensificação do sentido original. É também chamado por alguns de “plural de amplificação”.Este é o jargão técnico desconhecido por muitos dos chamados Teólogos evangélicos. Para mais informações escrevi um artigo que talvez alguns não tenham visto, intitulado, O PLURAL MAJESTÁTICO HEBRAICO

    Curtir

  • Saga  On 21 de agosto de 2015 at 23:52

    E o que não é desconhecido pelos “teólogos evangélicos”? Se eu nunca tivesse estudado os livros das TJ hoje não saberia praticamente nada, estaria aí achando que echad é uma unidade composta e outras barbaridades….

    Curtir

  • alcides  On 6 de setembro de 2015 at 1:48

    A bibia afirma que Jesus é um anjo, ao lermos apoc 20.1-3 esse anjo tem a incumbencia de prender o diabo, apoc 9.11. diz que esse anjo se chama de apolion ou apolion e notamos que jesus na terra se identificou como tal anjo.. lucas 8.30….

    Curtir

  • alcides  On 6 de setembro de 2015 at 1:57

    Apocalipse 10.1-3 Este anjo é cristo…
    1 Sua descrição no v. 1 prova que é Cristo. Confira 1.12-16; Daniel 10.5.6.
    2 O livro sendo aberto em sua mão prova isso.
    Em apoc 5.5-7, Cristo tira o livro selado da destra de Deus. Em 6.1-8.1, ele abre os selos que
    o fecham. Aqui, o mesmo livrinho é aberto para
    que o conteúdo das coisas escritas por dentro
    seja revelado
    Sua voz semelhante ao rugido de um leão (v.
    3) identifica-o com o Leão de Judá (5.5). Confira isaías 31.4,5; Jeremias 25.29-36; Oséias
    11.10,11; Joel 3.16; Amós 3.8. Nessas passagens. fala-se do Senhor como um leão que ruge
    no dia do Senhor.

    Curtir

  • Alexei  On 7 de setembro de 2015 at 0:18

    Muito bom Alcides. Note também que em Apocalipse 14:14 ele recebe uma ordem vinda de se Pai por meio de outro mensageiro angélico e a cumpre prontamente.

    Curtir

  • Jow  On 7 de setembro de 2015 at 14:49

    http://www.deadseascrolls.org.il/

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s