Criou Deus o mundo em 6 dias de 24 hs ?


Que base há para se crer que o mundo foi criado por Deus em apenas 6 dias de 24 horas? Será que a Bíblia apresenta claramente este conceito ou é este conceito uma interpretação errada feita pelos que leem a Bíblia? Neste artigo veremos o que dizem artigos científicos de ponta bem como cientistas a respeito da idade do universo. Falaremos sobre métodos de datação e observaremos que muitos cléricos da cristandade (pastores e padres etc) estão disseminando um mal entendido.

Certo cientista  de destaque afirmou recentemente que os “criacionistas” revelam uma “profunda ignorância” ao assumirem a crença de que Deus criou o mundo a menos de 10 mil anos atras.

Nós, Testemunhas de Jeová, concordamos com a declaração deste cientista. De acordo com a ciência moderna, o Universo tem 13,7 bilhões de anos, com uma margem de erro de 0,2 bilhão para mais ou para menos. Dito assim, parece simples, mas, para chegar a esse valor, os cientistas se bateram durante quase 80 anos. Tem se usado atualmente diversos métodos para se chegar a este cáulculo. São várias frentes de pesquisas que evidenciam mais ou menos a mesma idade para nosso universo. Descartando portanto o pensamento dos criacionistas.

A estimativa da idade do Universo trabalhada pela sonda WMAP vem de três estimativas, são elas: A idade dos elementos químicosa idade dos aglomerados estelares antigos e a idade das anãs brancas mais antigas . (http://eternosaprendizes.com/2009/10/01/qual-e-a-idade-do-universo-como-calcular-isso/)

Certo artigo falando de um dos métodos de datação por decaimento radioativo diz:

“A idade dos elementos químicos, também conhecida com decaimento radioativo é usada para determinar a idade de uma certa mistura de átomos. Os elementos mais usados para determinar a idade do universo são o Rênio(Re187), que quando decai se transforma em Ósmio (Os187) com metade de sua vida de 40 bilhões de anos. É importante dizer que os dois elementos acima são isótopos eu que depois de analisados nos dão uma estimativa da idade do Universo que vai de 11,6 e 17,5 bilhões de anos. Existem outros elementos que também são usados para fazer esse cálculo, como Urânio (U238) com sua meia-vida de 4,468 bilhões de anos e o Tório(Th232) com sua meia-vida de 14,05 bilhões de anos”.

O fato de se usarem diferentes métodos baseados em astronomia e  física, fornece uma credibilidade ainda maior ao resultado. Ademais, os números apresentados referente a idade do universo desbancam totalmente a idéia de que a terra existe a apenas 10 mil anos ou pouco menos que isso.

As Testemunhas de Jeová não partilham a mesma opinião dos “criacionistas”. (Veja o porque aqui) Ensinam que a o homem ( e não a terra) existe a apenas pouco mais de 6 mil anos.

creation

Não pensam o mesmo referente a terra e o universo. Endossam o que a ciência diz em vista de sua pesquisa ter apresentado evidências claras e bastante razoáveis a este respeito. Contudo no que se refere a datar alguns fósseis ou períodos a ciência tem falhado de modo vergonhoso ou até mesmo proposital por meio de falsificações. Embora eu não esteja me referindo a datação da idade do Universo, e sim a restos de animais e ossos humanos.

O conceito de que Deus criou o mundo, inclusive nosso planeta em 6 dias de 24 horas não é bíblico! 

Observe que em Gênesis 1:5 menciona que  Deus  dividiu o dia num período menor, chamando apenas o período de claridade de “dia”. Também m Gênesis 2:4, todos os períodos criativos são chamados de um só “dia”, pois lemos ali:

“Esta é uma história dos céus e da terra no tempo em que foram criados, no dia [todos os seis períodos criativos] em que Jeová Deus fez a terra e o céu.”

O termo hebraico yohm, traduzido “dia”, pode significar diferentes medidas de tempo. Entre os possíveis significados, a obra Old Testament Word Studies (Estudos Verbais Sobre o Velho Testamento), de William Wilson, inclui os seguintes: “Um dia; termo freqüentemente usado para tempo em geral, ou para um longo tempo; um inteiro período sob consideração . . . Dia também é usado para uma época ou tempo específico em que ocorre um evento extraordinário.” (O SUBLINHADO É MEU) Esta últimadeclaração parece ajustar-se aos “dias” criativos, pois, certamente, foram períodos em que se descreveu a ocorrência de eventos extraordinários. Também dá margem a períodos muito maiores do que 24 horas.  É claro que não eram dias literais de 24 horas, mas longos espaços de tempo. Cada um desses períodos evidentemente durou milhares de anos.

O termo “dia”, de acordo com a Bíblia, pode incluir o verão e o inverno, a passagem das estações. (Zacarias 14:8) Lemos neste texto:

“E naquele dia terá de acontecer [que] sairão de Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar oriental e metade delas para o mar ocidental. Isto se dará no verão e no inverno“.

Na Bíblia, mil anos são assemelhados a um dia. (Salmo 90:4; 2 Pedro 3:8, 10) O “Dia do Juízo” abrange muitos anos. (Mateus 10:15; 11:22-24) Sendo assim, é  razoável concluirmos que os “dias” de Gênesis abrangessem, igualmente, longos períodos — milênios.

Cada um dos “dias” de criação tiveram uma longa duração. Interessante que Gênesis 2:2 diz que, depois de seis “dias” de criação, Deus “passou a repousar no sétimo dia de toda a sua obra que fizera”. A Bíblia mostra que o ‘dia de descanso’ de Jeová ainda continua! Pois, o apóstolo Paulo escreveu que os cristãos, pela fé e pela obediência, deviam fazer “o máximo para entrar naquele descanso”. (Hebreus 4:6-11) Neste texto observe o uso da palavra “hoje” se referindo a um longo período de tempo:

Portanto, visto que resta que alguns entrem nele, e os a quem se declararam primeiro as boas novas não entraram, por causa de desobediência, 7 ele especifica novamente certo dia, por dizer, depois de tanto tempo, no [salmo] de Davi: “Hoje”, assim como já foi dito: “Hoje, se escutardes a sua própria voz, não endureçais os vossos corações.” 8 Pois, se Josué os tivesse conduzido a um lugar de descanso, [Deus] não teria depois falado de outro dia. 9 De modo que resta um descanso sabático para o povo de Deus. 10 Porque o homem que entrou no descanso [de Deus] descansou também das suas próprias obras, assim como Deus das suas.11 Façamos, portanto, o máximo para entrar naquele descanso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência

Para dar nomes aos animais Adão gastou bem mais que um dia de “24 horas”

Este vídeo apresenta um argumento interessante relacionado com o tempo que Adão gastou para dar nomes aos animais. Algo que não poderia ser feito em apenas 24 horas ou menos. Confira!

Leia o artigo ONDE ENCONTRAR AS RESPOSTAS

A Verdadeira História da Criação

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Marcelo  On 27 de setembro de 2013 at 14:26

    Acho que o problema todo está no “veio a ser noitinha e veio a ser manhã”.

    Quanto aos cálculos de idade do universo, acho muito arrogante da parte dos cientistas dizerem que a margem de erro é apenas 0,2 bilhão. Pode ser que determinado elemento mude de característica diminuindo a intencidade de sua propriedade “X” durante certo periodo de observação, mas não siginifica que isto seja não seja um ciclo, onde depois a propriedade “X” vai aumentar novamente.

    Imagina que o sujeito vivesse apenas algumas horas observasse o Sol, a partir da terra. Ele provavelmente concluiria que, com base no movimento do sol observado, o sol nunca mais apareceria, pois ele “anda” de uma extremidade a outra, e se continuar assim, se perderá de vista e nunca mais será visto.

    Da mesma maneira, os cientistas, que vivem apenas uma mísera fração do tempo em que eles estimam acham que as coisas vão sempre se comportar exatamente da mesma maneira que ela se comportou durante o período observado.

    Curtir

  • Anthony  On 28 de setembro de 2013 at 13:31

    Mas que perca de tempo, nem os cientistas criacionistas, nem os cientistas evolucionistas, nem testemunhas de jeová, evangélicos, católicos, o homem e por ai vai, sabem o tempo exato da criação do mundo e do universo, achar, supor, acreditar…… não prova nada, pois não podem voltar no tempo e saber o tempo exato. Qual a diferença dizer que a terra existe a aproximadamente10 mil anos ou a 13,7 bilhões de anos? se erram por um dia ou por 1 século ou por bilhões de anos, ERRAM do mesmo jeito, erro é erro!!!! ao invés dos cientistas gastarem tempo e muito mais muito dinheiro com essas bobeiras, eles deveriam se preocupar com coisas que realmente tem valor, nunca vão saber de fato qual a idade do universo, evidencias não são provas!!! se evidencias fossem provas, deveríamos então acreditar na evolução ou no big bang!!!?? eles dizem que tem evidencias que demostram isso.

    Agora eu tenho certeza que esse certo cientista de destaque que foi citado nem se quer acredita nas escrituras ou em Deus.
    Porque então dar ouvidos a isso!?

    Agora em relação a Deus ter criado o nosso planeta em 6 dias de 24 horas, vejo da mesma maneira.
    Pois não sabemos de FATO se o dia citado era de um dia mesmo ou um grande período de tempo, pois a palavra yohm pode significar um dia comum como também um grande período de tempo
    nos podemos supor, achar, acreditar………

    O termo hebraico yohm, traduzido “dia”, PODE significar diferentes medidas de tempo.
    Essa palavra “PODE” deixa claro que não DESCARTA um dia de 24 hrs

    Cai na mesma questão

    Novamente repito que evidencias não são provas
    Isso é questão de achar, supor, acreditar….

    Curtir

  • Saga  On 28 de setembro de 2013 at 23:32

    Não tenho nada contra as datações cientificas feitas, mas não ponho minha fé em nenhuma delas como sendo infalível. Mas de toda forma, o relato em Gên 1 não está falando da criação do universo físico, mas do preparo de uma Terra já existente para a vida humana, vegetal e animal.

    O que eu disse acima quer dizer que a datação que usarem para o universo em si não se relaciona com a Gênesis, que apenas diz que tal Criação foi “no princípio”.

    Agora, mesmo tomando os dias de gênesis como sendo períodos milenares, ainda assim os evolucionistas não estarão satisfeitos, por que? Porque eles limitam suas estimativas a números que deixem um suposto tempo para sua querida evolução acontecer.

    Curtir

  • Queruvim  On 4 de outubro de 2013 at 17:44

    Qual a diferença dizer que a terra existe a aproximadamente10 mil anos ou a 13,7 bilhões de anos?

    A diferença é a seguinte: Dizer que o nosso planeta e o universo existe a pouco menos de 10 mil anos é um erro explícito demonstrado por diferentes pesquisas científicas, tanto astronômicas quanto físicas. Métodos de datação do universo e do planeta revela concordancia com a astronomia e a física.DESCARTA-SE sim por meio de tais pesquisas a POSSIBILIDADE de que a terra existe a pouco tempo. De forma que dizer que Deus fez a terra a pouco menos de 10 mil anos é encarado pelos cientistas e estudiosos da ciência como incongrudentes. Evangélicos, Católicos e outros que defendem tal conceito criacionista, acabam criando mais ceticismo em relação a religião. Por exemplo, alguns afirmam que os dinossauros viveram a bem menos tempo do que a ciência diz. Isto é o mesmo que rejeitar radicalmente e ao extremo as datações com radio carbono e outros métodos. Só aprofunda a discórdia e acaba fechando a mente de vez daqueles que sabem que a era geológica do cambriano, por exemplo é muito mais antiga. Os verdadeiros cristãos não são iguais aos membros da elite sacerdotal da Igreja da idade média, que rejeitaram a ciência e que durante muito tempo até mesmo perseguiram estudiosos da ciência, somente para depois perceberem a tolice que foi condenarem homens como Galileu Galilei.

    Ele Era matemático, astrônomo e físico, e foi um dos primeiros a estudar os céus utilizando um telescópio. Concluiu que suas observações astronômicas sustentavam uma teoria que ainda era amplamente debatida em seus dias: de que a Terra gira em torno do Sol e que, portanto, não é o centro do Universo,(como ensinado de modo teimoso e anti científico pelos Bispos e padres da Igreja). Insistir que a terra existe a pouco mais de 6000 anos é agir pior do que aqueles líderes religiosos. Um dos motivos principais de boa parte das pessoas não aceitarem a veracidade da Bíblia consiste exatamente na afirmação absurda de que a terra é jovem e feita por Deus a relativamente pouco tempo. Alguns vão até mais longe e chegam ao ponto de afirmarem que não existiram dinossauros! Na verdade, muitos fundamentalistas religiosos fazem é afastar as pessoas da Bíblia ao invés de atrair tais pessoas. Vale ressaltar que algumas datações que sugerem que o homem existe a milhões de anos, estão obviamente equivocadas, pois a Bíblia é clara em demonstrar que o homem existe na terra a pouco mais de 6 mil anos. Contudo, tais datações exageradas são produto de exageros dos defensores da teoria evolucionista. Os métodos de datação são críveis desde que sejam científicos. Quando entram no campo da especulação, erram e feio.

    Curtido por 1 pessoa

  • Marcelo  On 7 de outubro de 2013 at 16:04

    Estudo falso é deliberadamente elaborado para testar credibilidade de veículos de divulgação de estudos científicos. Resultado?

    http://blogs.estadao.com.br/herton-escobar/estudo-falso-e-aceito-para-publicacao-em-mais-de-150-revistas/

    Podemos confiar nos noticiários?

    http://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/g201312/

    Curtir

  • Vinicius Monteiro  On 18 de dezembro de 2013 at 15:38

    Exatamente, o que muitos criacionistas pensam é que o relato de Gênesis se refere a criação de tudo, inclusive do anjos, sendo que a Bíblia diz que os anjos estavam observando Jeová criar a vida na Terra. Dizem que a Terra não tem mais de 6000 anos por causa da cronologia bíblica, mas, esquecem que a cronologia bíblica se refere desde que Adão “nasceu” em diante, e ele foi criado na parte final da criação. Esquecem que o relato de Gênesis menciona que a Terra já existia, quando começa o relato da criação

    Curtir

  • TNM(R)  On 19 de dezembro de 2013 at 19:49

    Queruvim, por que o escritor não usou a palavra “Duwr” em Isaías 40:22 pra dizer que a terra era redonda já que a definição dessa palavra é “bola”, ao invés de usar “chuwg” que significa círculo? A terra é um círculo ou uma esfera? (Pergunta feita por ATEUS)

    Curtir

  • Queruvim  On 19 de dezembro de 2013 at 23:02

    Simples, “dhur” pode ser uma “chuwg”, mas uma “chuwg” pode não ser uma “dhur”. Por exemplo, a terra não é exatamente uma “bola” visto que esta é um esferoide oblato. A bola se refere a algo redondo, mas a terra não é exatamente “redonda”. Ou seja, a Bíblia é exata em sua descrição do formato da terra em termos gerais e não empregou um termo específico e equivocado que se chocaria com geometria básica. Afinal, o autor da Bíblia não é ninguém mais a não ser o Matemático Maior Jeová Deus.Isaías 40:22; 45:18.


    Curtir

  • Nander  On 27 de dezembro de 2013 at 14:50

    Mas você não mencionou que as mesmas datações tão “certas” que diziam que a terra tem milhões de anos TAMBÉM dizem que o ser humano esta aqui no planeta de 20 a 10 mil anos . Pesquise sobre isso também.

    O Homem, a CRIAÇÃO mais complexa de Deus Jeová foi criado em um dia e veja bem ELE JA FOI CRIADO PLENAMENTE ADULTO Deus não criou um bebezinho e foi crescendo, e Quanto a EVA ? ela foi criada em menos de um dia foi criada em uma NOITE apenas e uma mulher ja adulta plenamente formada , MESMO com menos de um dia de IDADE.
    Deixe eu te perguntar uma coisa , Se pegasemos EVA 2 dias depois de ter sido criada tendo apenas a Idade de 2 dias e meio, uma mulher PLENA feita e dessemos ela hoje prum Cientista e pedíssemos a ele que disse-se sua idade Sera que ele vendo Tal mulher plenamente formada com a idade de 2 dias e meio ele diria que ela tem cerca de 25 anos ou dois dias ??? Pense nisso meu amigo , sera que Deus nao pode ter criado certas Rochas com aparência de mais idade asim para cumprir seu proposito e meios ideais para abrigar a vida ?

    Reconheço que alguns criacionistas podem errar num ponto ou outro tipo acharem ALGUNS que deus criou os anjos juntos etc ASIM como muitos cientistas naturalistas também erram e como TODO SER HUMANO erra e deve reconhecer erros e Aceitar novos entendimentos.

    Também é fato que no passado a igreja católica (que ate hoje aceita evolução) alem de perseguir pessoas cometeu injustiças com homens como galileu galilei. Isso se deve a Arrogância deles em não aceitarem poderem estar errados sendo que quem mostrou isso foi uma pessoa que não tinha alta Hierarquia dentro da religião a não ser que ELES mesmo mudem de ideia

    Porem não devemos ter medo de Defender o que a bíblia Realmente ensina mesmo que A ciência Atual diga o contrario como por exemplo eles dizem que a idade do homem atual é de cerca de 20 a 10 mil anos, Sei que Muitos ficam com medo e tentam encontrar na biblia em certas passagens e fazela se adaptar ao que a ciencia sabe HOJE ,mas lembrese que a ciência de hoje pode mudar completamente amanha visto que cada dia se descobre mais conhecimento.

    Se puder Veja esse video ( ignore as passagens eradas de referencia a trindade, retira o que for ruim e se apegue ao que for proveitoso, e nessa questão da idade da terra esse video explica Muitíssimo bem, coisas como esta a cerca da idade da etrra e QUANDO que Realmente surgiu essa INTERPRETAÇÃO Do dia-era

    ps: De qualquer maneira o importante e o principal é que a BÍBLIA É A PALAVRA DE DEUS ,e ela é Inerrante

    grande abraço

    Curtir

  • Marcelo  On 27 de dezembro de 2013 at 18:03

    Eu concordo, que não seria impossível Jeová criar em 6 dias. Assim como um programador de computador poderia alimentar com dados equivalentes a anos de existência em apenas alguns segundo apenas para testar como ele se comportaria ao longo dos anos.

    No entanto, a criação revela que ela foi feita com prazer, e não com pressa. E Jeová não sofre do mal que nos sofremos, a saber, falta de tempo para fazer aquelas coisas que gostaríamos, ou será que sofre?

    Além disto observe se isto é uma cena que aconteceria em apenas um dia:

    E Jeová* Deus prosseguiu, dizendo: “Não é bom que o homem continue só. Vou fazer-lhe uma ajudadora como complemento* dele.”+ 19 Ora, Jeová Deus estava formando* do solo todo animal selvático do campo e toda criatura voadora dos céus, e ele começou a trazê-los ao homem para ver como chamaria a cada um deles; e o que o homem chamava a cada alma vivente,+ este era seu nome.+ 20 O homem deu assim nomes a todos os animais domésticos e às criaturas voadoras dos céus, e a todo animal selvático do campo, mas para o homem não se achava nenhuma ajudadora como complemento dele. 21 Por isso, Jeová Deus fez cair um profundo sono+ sobre o homem, e, enquanto ele dormia, tirou-lhe uma das costelas e fechou então a carne sobre o seu lugar. 22 E da costela que havia tirado do homem, Jeová* Deus passou a construir uma mulher e a trazê-la ao homem.

    Destaquei 3 pontos:

    1 – Não é bom que o homem continue só

    Não seriam apenas algumas horas que levaria alguém a dizer a frase acima

    2 – O homem nomes a TODOS os animais ANTES de ter uma esposa

    Tudo bem que Jeová é “ninja” e teria a capacidade de fazer tudo tão rápido. Mas e Adão? Nem mesmo se Jeová tivesse montado uma passarela par cada animal passar. Compara com estes programas Miss não sei o que e olha quanto tempo demora para escolher uma nota pra cada uma delas, baseado em critérios bem definidos. Agora imagina se tivessem que dar o nome pra elas.

    Adão tinha esta tarefa importante que ganhou do seu querido criador. Será que ele faria isto na maior pressa como quem fosse tirar o irmão da forca? O que iria adiantar ele dar um nome se não pudesse lembrar. E para lembrar certamente ele tinha que meditar nas caracteríticas dos animais.

    3 – Fez dormir e tirou a costela

    Veja que aqui parece um procedimento cirúrgico, cuidadoso. Quantos milesegundos seria necessário para Jeová criar a mulher se ele ainda estivesse no rítimo frenético de criação, de 6 dias?

    Aliás, porquê 6 dias? Será que ele tinha um prazo de entrega? Ou será que ele tava “nas pilhas do extase”?

    Sério… não faz sentido. Aliás, sabemos que Jesus foi usado para criar as coisas. Qual pai amoroso colocaria o filho em tamanha labuta apressada? Escravidão total, linha de produção chinesa. Pobre Jesus. E pobre do Adão que teve que “cuspir” o nome de todos os animais.

    Curtir

  • Queruvim  On 28 de dezembro de 2013 at 15:58

    É ai onde você se perde Nander. A Bíblia é um registro Sagrado. Ela deve ser o guia confiável e a referência mais confiável.(João 17:17) A palavra de Deus apresenta elementos suficientes para entendermos que cada dia mencionado em Gênesis não era um período de apenas 24 horas. A Ciência a alguns séculos ainda estava se debatendo a procura de informações já claramente reconhecidas na Bíblia. A Bíblia não é mutante em suas colocações a respeito da ciência . Os cientistas baseiam suas afirmações na decomposição radiativa de certos elementos, tais como o urânio. Isso somente em uma das frentes de pesquisa, a saber, a física.

    Há uma diferença entre as datações estipuladas para a terra e o kosmos e a datação de fósseis de seres humanos em vista do forte apelo em se promover a teoria da evolução quando se fala na origem da raça humana. Ademais, a astronomia, a geologia e a física, nestas três frentes de pesquisa, apontam para um universo e planeta terra existentes a bilhões de anos. Há um consenso a respeito disso, provenientes de diversas escolas e neste assunto, a comunidade científica está de acordo, algo que em matéria de datação não pode ser comparado com a datação de supostos hominídeos. Estes últimos sendo avaliados de maneira contraditória no campo da pura especulação.

    Referindo-se à classificação desses fósseis, Robin Derricourt, da Universidade de Nova Gales do Sul, Austrália, escreveu em 2009: “Talvez o único consenso a que chegamos até agora seja o de que não há nenhum consenso.”

    ▪ Fato: Com frequência a mídia anuncia a descoberta de um novo “elo perdido”. Por exemplo, em 2009, um fóssil que foi chamado de Ida recebeu atenção digna de uma “estrela do rock”, de acordo com certa revista.43 A publicidade incluía esta manchete do jornal britânico The Guardian: “Fóssil Ida: descoberta extraordinária de um ‘elo perdido’ da evolução humana”.44 No entanto, apenas alguns dias depois, a revista científica britânica New Scientist disse: “Ida não é um ‘elo perdido’ da evolução humana.”

    Pergunta: Por que cada nova descoberta de um “elo perdido” recebe ampla atenção da mídia, ao passo que quando esse fóssil é removido da “árvore genealógica” isso raramente é mencionado?

    Resposta: Falando a respeito dos que fazem essas descobertas, Robin Derricourt, mencionado antes, diz: “O chefe de uma equipe de pesquisas talvez precise dar muita ênfase à singularidade e ao drama de uma ‘descoberta’ para atrair fundos de outras fontes fora do círculo acadêmico, e os pesquisadores são estimulados pela mídia eletrônica e impressa, que por sua vez está em busca de uma história dramática.”

    Isto não é assim no caso da datação da idade do Universo. Existe uma riqueza de evidência científica em favor da criação bem como de um universo bem mais antigo. O peso de tal evidência tem levado muitos renomados cientistas do século 20 a falarem publicamente sobre criação e um Criador. Entre esses figuram William T. Kelvin, Dmitri Mendeleev, Robert A. Millikan, Arthur H. Compton, Paul Dirac, George Gamov, Warren Weaver e Wernher von Braun, para citar alguns.

    Será que não aprendemos com os erros da Igreja da Idade média? Insistir em opiniões pessoais sem apoio científico é alimentar a crescente onda de ateísmo ao mesmo tempo que ignoramos a ciência observável, que é o caso da datação do universo. Se há algo que existe na ciência e que seja menos teórico ou especulativo do que a “teoria da evolução” é a datação do kosmo. Algo que se embasa em explicações objetivas e mais racionais.

    Se acha mais sensato sugerir que Jeová Deus criou tudo, nossa terra, o universo em apenas 6 dias de 24 horas a menos de 10 mil anos, estará se colocando contra a clara evidência apresentada pela ciência da astronomia, física e geologia.Estará atribuindo um significado literal a palavra “dia” usada em Gênesis, algo que não foi feito pelo próprio escritor, que não usou tal palavra de forma rígida, mas com uma gama de aplicação mais ampla. Estará alimentando a alta crítica da Bíblia e ao meu ver, tendo a mesma atitude que inquisidores tiveram na idade media ao acusar Galileu Galilei. Sem dizer também e este eu coloco em ultimo caso, visto que considero a opinião deles de importância sim, a saber, o Escravo Fiel e Discreto tem se pronunciado a este repeito e concorda com a tese apresentada aqui nesta página. Estou convicto da seriedade e profundidade da pesquisa dos dirigentes da obra da pregação das boas novas.

    Eu mesmo estudei hebraico durante décadas e foi com anos de pesquisa que cheguei a entender, depois de muito esforço, coisas que o Corpo governante das Testemunhas de Jeová, já haviam publicado. O que me fez ver que há eruditos no meio deles de alta capacidade. Você discorda deles.
    Observe o que lemos neste recente artigo da Oganização de Jeová :

    A Verdadeira História da Criação

    Curtir

  • Vinicius Monteiro  On 16 de janeiro de 2014 at 11:04

    Irmãos, o Corpo Governante para explicar como Noé levou todos os animais para arca, eles dizem que Noé somente levou representantes de cada espécie, e citam que alguns pesquisadores dizem que podemos reduzir os mamíferos para uma quantidade X e etc…. Dei uma pesquisada, e não consegui achar ninguém que afirmasse isso. Os irmãos conhecem alguma pesquisa relativa a isso? Não duvido do que os irmãos dizem, por que, o relato diz que Noé levou as espécies, e entendo o conceito de espécie da Bíblia, mas, gostaria de ler as pesquisas de tais homens.

    Curtir

  • Queruvim  On 16 de janeiro de 2014 at 11:53

    Sugiro que comece pesquisando a Obra Estudo Perspicaz das Escrituras onde poderá achar algumas declarações e citações.TÓPICO ARCA

    Curtir

  • Marcelo  On 16 de janeiro de 2014 at 12:47

    Eu vi um programa na net (extremamente questionável, claro) mas fizeram testes de resistência na arca, e especualram que apenas 1000 e poucos animais seriam o suficiente.

    Ou seja, fontes existem, agora, se são confiáveis são outros 500…

    Curtir

  • Vinicius Monteiro  On 16 de janeiro de 2014 at 15:34

    Sim, já estudei este tópico, e é justamente sobre o que este tópico fala que eu estou curioso. O texto diz “Tendo isto presente, alguns pesquisadores têm dito que, se tivesse havido apenas 43 “espécies” de mamíferos, 74 “espécies” de aves e 10 “espécies” de répteis na arca, elas poderiam ter produzido a variedade de espécies conhecidas atualmente. Outros foram mais liberais em calcular que 72 “espécies” de quadrúpedes e menos de 200 “espécies” de aves eram tudo o que se requeria.” – http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200000367#h=8:542-8:918

    Porém em nenhuma publicação os irmãos mencionam os pesquisadores, e não consigo, achar nenhuma pesquisa relativo a isso.

    Curtir

  • Leandro Grimmes Bernardo  On 15 de fevereiro de 2014 at 0:36

    Cara! ou você acredita na Bíblia ou na ciência. Tentar conciliar a criação com a evolução propondo uma semana criativa de 1000 anos (ou 7000 anos como os TJ criam antigamente) revela notória falta de fé no poder de Deus. É melhor crer logo na Bíblia e pronto.

    Curtir

  • Queruvim  On 15 de fevereiro de 2014 at 2:45

    Obrigado pelo comment, mas me diz, por favor. Quem está conciliando “a criação com a evolução”?

    Curtir

  • Saga  On 15 de fevereiro de 2014 at 16:11

    Leandro,

    “Tentar conciliar a criação com a evolução….revela notória falta de fé”

    Meus motivos para dizer que os dias criativos não eram de 24 horas são bíblicos, não são baseados nos cálculos da ciência evolucionista, se nossa cronologia fosse baseada no evolucionismo não diríamos que Adão foi criado 4000 antes do nascimento de Cristo, de fato as TJs são conhecidas por sua afirmação de que segundo seus cálculos, em 1975 se completaram 6000 anos de história humana na Terra, isso não é de maneira nenhuma conciliável com o que os evolucionistas pregam por aí.

    Outra frase infeliz foi: “Cara! ou você acredita na Bíblia ou na ciência”.
    Não! Podemos muito bem acreditar nas duas, ou você é desses que apoia a ideia de que a Bíblia é anticientífica é que quem acredita em Deus é inimigo da Ciência? Sobre a crença evolucionista, cremos que ela é uma pseudo-ciência, uma doutrina ateísta que pode ser demonstrada como falha pelo próprio método cientifico e pelos fatos irrefutáveis do estudo da natureza e da vida.

    O fato de alguém não ser evolucionista não quer dizer que seja contra a ciência. Quanto aos cálculos e datações que os seculares cientistas usam, independente deles, a Bíblia tem seus próprios métodos: eles dão mais de 6000 anos para a humanidade e milhares de anos para os dias criativos, dos quais o Sétimo Dia ainda está em curso, quanto a criação do planeta Terra ou do universo material em si, a Bíblia não especifica apenas diz que foram criados “No principio”.

    Curtir

  • Paulo  On 15 de fevereiro de 2014 at 17:47

    Queruvim, veja o que eu e minha filha encontramos no livro de história dela:

    “FILHOTE DE MAMUTE DA SIBÉRIA É UMA FÊMEA”

    http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL64637-5603,00-FILHOTE+DE+MAMUTE+DA+SIBERIA+E+UMA+FEMEA.html

    Achei interessante e resolvi contribuir de alguma forma com o tema dessa página.

    Abraços!

    Curtir

  • Klaus Vitor Marques Bighi  On 18 de fevereiro de 2014 at 2:08

    Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. 2 Pedro 3:8

    Daí você entende claramente que Deus não criou o universo em 6 dias de 24 horas de fato.

    E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. Gênesis 1:2

    Outro ponto é que 24 horas é um giro da Terra. Não existia Terra girando para que Deus tivesse um relógio exato de 24 horas.

    Curtido por 1 pessoa

  • Davi  On 6 de maio de 2014 at 3:09

    Gostaria muito que existisse um deus amoroso que pudesse cuidar de nós, seria muito bom… Mas a realidade do bom senso mostra que é extremamente Improvável a existência de qualquer deus, principalmente o deus bíblico. Os malabarismos que as diversas ramificações do cristianismo praticam para tentar justificar a existência de um ser todo poderoso chega a ser sobrenatural. Não chegam a um consenso, cada qual adota uma hipótese, e todos, é claro, se utilizam da bíblia para tanto.
    O simples entendimento de que nosso minúsculo planetinha é apenas mais um dentre trilhões e trilhões de planetas no universo observavel (podem haver outros bilhões de universos), faz com que seja inaceitável pela razão, que um ser eterno tenha surgido de algum lugar e tenha escolhido a terra para aqui, cumprir seu “grande propósito”, e que para isso, tenha deixado um livro totalmente contraditório, incitando o ódio, gerando inúmeras guerras, milhões de mortes e milhares de religiões.
    Não amigo, prefiro ter a decepcionante certeza que nossa vida é muito breve e uma só, do que viver num faz de contas.

    Curtir

  • Queruvim  On 6 de maio de 2014 at 21:25

    Estou liberando para respostas o tema envolvendo a Criação, Deus e a teoria da evolução para discussão. Fiquem a vontade para debater com respeito . Quanto aos evangélicos, como podem ter observado, não vejo muito proveito nas discussões com a vasta maioria deste povo. É por isso que bloqueei os comentários destes, por um tempo. Mas FIQUEM A VONTADE PARA DECORRER SOBRE OS TEMAS ACIMA. Espero poder criar um artigo em resposta a alguma indagação dos ATEUS.

    Curtir

  • Karmo  On 7 de maio de 2014 at 0:03

    Caro Davi,

    Sua proposta de que a única certeza é que nossa vida é breve e uma só, é corroborada pela Bíblia, que diz que “Tudo o que a tua mão achar para fazer, faze-o com o próprio poder que tens, pois não há trabalho, nem planejamento, nem conhecimento, nem sabedoria no Seol, o lugar para onde vais.” (Ecl. 9:10) Mas que por tudo que fizeres, Deus te chamará a uma prestação de contas, . futuramente. (Ecl. 12:1)

    É por isso que não faz sentido desperdiçarmos nossas vidas num ateísmo sem esperança, que não passa de crença disfarçada, pois para ser ateu é preciso ter mais fé do que ser religioso, pois o ateu acredita que coisas tão complexas como um computador podem surgiu do nada, simplesmente adicionando à equação o são tempo, são acaso e a santa sorte. O ingrediente inteligência e propósito ficam de fora. É até fácil ser ateu, pois acreditar requer coragem, requer por o intelecto para meditar nas coisas ímpares que tornam possível a vida na Terra.

    Com relação a religião, as milhares de interpretações do livro sagrado, nada disso justifica as guerras feitas em nome de Cristo, nem os crimes cometidos contra a humanidade. As guerras registradas no livro sagrado, bem como as bênçãos também registradas nele, são fatos históricos que não poderiam ser escondidos, assim como também suas profecias fidedignas, que se cumpriram e tem se cumprido no decorrer dos séculos. Afinal, a Bíblia também é o relato da história da humanidade, que após cair no pecado, cometeu todo tipo de pecados, inclusive guerras sangrentas em nome de Deus. Fazem parte da honestidade e candura de seus escritores inspirados, relatar o que ocorreu e deveria ser mais um dos motivos para crermos nela.

    O ser eterno não surgiu de algum lugar, amigo, ele sempre existiu. O que surgiu foi o universo, em determinado tempo, num determinado momento em que o Criador resolveu criar.

    Mas, se você tiver provas concretas de que não existe 1) um Criador e 2) que se importa conosco, então gostaríamos de ouvir tua opinião.

    Abraço!

    Curtir

  • Queruvim  On 7 de maio de 2014 at 1:13

    Peço que por favor continuem a falar sobre este assunto neste link.

    atenciosamente,

    Queruvim

    Curtir

  • Alexandre martins  On 7 de maio de 2014 at 11:11

    Prezado Davi,

    A maior prova da existência de Deus é a nossa moral objetiva. Veja bem, se somos obra do mero acaso cego, o que nos diferencia dos outros seres vivos? O que determina para nós o que é certo ou errado? Se não prestaremos contas a ninguém, quem pode julgar nossos atos? Se a lei evolucionária que supostamente rege todos os seres vivos é a do mais forte, quem pode diferenciar a matança dos filhotes praticada pelos leões ao expulsar o macho dominante e conquistar seu um bando da chamada limpeza étnica praticada pelos soldados sérvios na guerra da Bósnia?

    O argumento pode ser esquematizado da seguinte maneira:

    1 – Se Deus não existe, valores morais objetivos não existem.
    2 – Valores morais objetivos existem.
    3 – Logo, Deus existe.

    Curtir

  • Saga  On 9 de maio de 2014 at 16:43

    “Davi On 6 de maio de 2014
    Gostaria muito que existisse um deus amoroso que pudesse cuidar de nós, seria muito bom”

    Acho que você não gostaria, prefere que não exista.

    “Mas a realidade do bom senso mostra que é extremamente Improvável a existência de qualquer deus”

    Por que? Bom senso de que em que onde? De qual realidade?

    A realidade do bom senso mostra que é extremamente provável a existência de um Criador.

    “principalmente o deus bíblico”

    O Deus bíblico é o mais provável por uma série de motivos. Os deuses humanizados ou elementais das religiões politeístas e pagãs é que são bem improváveis. estes parecem ser meramente a personificação dos elementos e forças da natureza (água, fogo, trovão, mar, sol, lua) e antropomorfizações que refletem os próprios desejos e interesses do ser humano (amor, sexo, guerra, fertilidade, colheitas, vinho). O Deus judaico-cristão sim se apresenta como real candidato a criador e causa da existência, ele não se limita a uma atividade humana e nem se confunde com os elementos naturais, não, ele é a própria causa dos elementos, da natureza e da humanidade.

    “Os malabarismos que as diversas ramificações do cristianismo praticam para tentar justificar a existência de um ser todo poderoso chega a ser sobrenatural”

    Os malabarismos que as diversas ramificações do antiteísmo praticam para tentar demonstrar a inexistência de um ser todo poderoso chegam a ser sobrenaturais.

    “Não chegam a um consenso, cada qual adota uma hipótese, e todos, é claro, se utilizam da bíblia para tanto”

    A existência de Deus independe da Bíblia. Na verdade, a Bíblia é para o uso daquele que já acredita em Deus, não é e não tem a intenção de ser prova da existência dele. Inclusive, não se deve chegar a um ateu e tentar comprovar a ele existência de Deus usando a Bíblia, a Bíblia é para quem já acredita em Deus.

    “O simples entendimento de que nosso minúsculo planetinha é apenas mais um dentre trilhões e trilhões de planetas no universo observavel […] faz com que seja inaceitável pela razão”

    O argumento foi: O universo é grande, o planeta Terra é pequeno, então é inaceitável que Deus exista.

    Eu não li nenhuma lógica ou razão nisso, qualquer que fosse o tamanho da Terra, ainda seria minuscula diante do universo, então na verdade Deus não poderia criar planeta nenhum!

    A vastidão do universo declara a extensão do poder de Deus e o tamanho da Terra diante dessa vastidão instiga nossa reverência a Ele. ao percebemos o quanto somos pequenos ante ao poderio divino, quanto a inexistência de Deus, nada diz.

    “que um ser eterno tenha surgido de algum lugar”

    Você ousa falar em contradição, contradição é esta frase, “ser eterno surgir”, se é eterno então não surgiu, se surgiu não é eterno. Surgir envolver vir a existência, o aparecimento de algo que não estava lá. E ser eterno envolve sempre ter existido. Esses dois termos são totalmente autoexcludentes. O resto da frase também é infeliz, “surgir” de qual “lugar”? Se ele é o Criador, então criou o espaço, se preexiste ao espaço então não poderia vir de “algum lugar” pois o espaço ainda não existia. Francamente. quer falar como o suprassumo da racionalidade dizendo irracionais frases autocontraditórias???

    “um ser eterno tenha surgido de algum lugar… e….deixado um livro totalmente contraditório”

    Contraditório é o que estás dizendo.
    Não é a Bíblia que é totalmente contraditória, é essa sua ideia que é totalmente contraditória, a Bíblia ao contrário é totalmente coerente ao falar de Deus e de seus propósitos, por milhares de páginas durante 66 livros escritos por pessoas diferentes durante 1600 anos; já o senhor, diz uma misera frase, escrita por uma pessoa só, durante menos de 1 minuto, e sai algo totalmente incoerente.

    “incitando o ódio”

    A Bíblia Cristã incita o perdão e o amor, não nos diz pra fazermos nada com ódio de ninguém, inclusive afirma que o ódio pode nos fazer muito mal, assim devemos ser alegres, pacíficos, amorosos e perdoadores, não devemos nos vingar, mas termos a humildade de deixar a vingança na mão de Jeová.

    Se você acha que a Bíblia não diz isso, então não conhece a Bíblia, está usando o falacioso argumento do espantalho.

    A Bíblia é um livro de narrativas e ensinamentos coerentes, que segue um tema único do Gênesis ao Apocalipse, com partes totalmente complementares, espelhadas e interligadas. Contando uma história contínua sobre a descendência que levaria ao messias, traz o necessário para o homem compreender o proposito de Deus para a humanidade. É historicamente autêntica e profeticamente ativa, com milenares conselhos práticos válidos até hoje, sendo um livro tão válido e prático para nossos dias quanto era quando foi escrito, nos falando do passado, do presente e do futuro e tudo dentro da mesma cosmovisão.

    O que acontece é que tem partes que são mal interpretadas, e também tem detalhes os quais desconhecemos em vista dos poucos dados a disposição (Aqui entra a omissão de detalhes considerados não essenciais a espiritualidade do leitor, tais como o famoso “o que Jesus fez dos 13 ao 29 anos?”) e da diferença brutal de tempo (uma passagem onde o leitor não entenda do que o escritor estava falando afinal de contas, pois estava dizendo algo que só fazia óbvio sentido aos seus contemporâneos), além de algumas variações entre as cópias de manuscritos existentes, que por exemplo criam dissidências de numeração e grafia em certas passagens de menor importância (40 cavalos ou 400 cavalos?). Isso que eu escrevi acima, em nada afeta a leitura, o proveito e o entendimento das narrativas e dos ensinamentos religiosos que os autores queriam passar, de forma que a Bíblia mantem sua linha de raciocínio e de ensino teológico coerentes.

    Curtir

  • arlon  On 10 de maio de 2014 at 12:49

    outra forma de que temos certeza que Deus existe e por meio do seu filho jesus cristo bem antes de terminarem a bíblia jesus havia profetizando que nos últimos dias teria os falsos cristos que enganaram muitos guerra após guerra nação contra nação etc… é tudo estar se cumprido então se existe o filho de Deus deve existe Deus

    Curtir

  • Ramiro  On 13 de maio de 2014 at 8:22

    Rapaz,que resposta do Saga!Lógica e irrefutável!
    Parabéns irmão.Que Jeová continue te abençoando mais e mais para que possa continuar ajudando mais pessoas sinceras a conhecer a Deus.

    Curtir

  • Shinji Mimura  On 3 de junho de 2014 at 16:26

    Boa tarde Queruvin… Antes de mais nada queria dizer que sou um Estudante da Bíblia, e Apreciei muitíssimo as matérias postadas ae, inclusive pelo Saga, que eu vi… Gosto muito inclusive dos Debates, acabei de ver o Sobre “EU SOU”… Infelizmente os Trinitários tem uma certa mania de tentar se opor a Verdade com argumentos abusivos e Espúrios, beirando ao Ridículo… Enfim, não foi esse o motivo, na verdade eu vi uma afirmação na postagem:

         (As Testemunhas de Jeová não partilham a mesma opinião dos “criacionistas”. (Veja o porque aqui) Ensinam que a o homem ( e não a terra) existe a apenas pouco mais de 6 mil anos.)
    

    Na verdade, pelo que entendi da revista de Março de 2014, não tem como se ter uma ideia Exata do tempo que um dia pra Deus pode ser… As medições de tempo conforme nosso entendimento foram feitas depois da Criação do Homem, até mesmo a de Êxodo 23:10,11 (Se não me engano, que fala sobre um dia por um ano). Ou seja, pelo que eu entendi, cada dia, pode ter tido milhares de anos, ou Bilhares de Anos, ou centenas… Não tem como saber. Assim como A terra e os Céus foram criados antes dos dias criativos que só começaram em Gênesis 1:3.
    http://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/g201403/verdadeira-historia-da-criacao/

    Se possivel esclaressame essa duvida… Um Abraço pra turma ae…

    Curtir

  • Alex Martins  On 4 de junho de 2014 at 8:07

    Bom dia Shinji. O cálculo referente aos 6 mil e poucos anos da existência humana não é tomado baseando-se na prerrogativa de que os dias criativos podem abranger um longo período de tempo indefinido e nem tem relação alguma com ela. A Sentinela citada por você declara textualmente:

    “Pode ser que cada dia criativo mencionados no relato bíblico tenha durado milhares de anos”

    E que:

    “Tudo indica que seis dias criativos foram longos períodos de tempo, durante os quais Jeová Deus preparou a Terra para ser habitada por humanos.”

    Assim os dois comentários acima concordam com a afirmação do Queruvim sem contradizê-la, pois o cálculo de que o homem tem pouco mais de 6 mil anos de existência é tomado a partir da criação de Adão em 4026 AEC, quando o tempo histórico começou a ser registrado. Você deve levar em consideração que a cronologia usada para determinar essa data como o ano em que o primeiro homem foi criado é a Cronologia Bíblica e não a cronologia secular.

    Curtir

  • Gerson Grubert  On 29 de setembro de 2016 at 21:53

    Eu tenho uma opinião estritamente pessoal: O primeiro versículo de Gênesis diz que no PRINCÍPIO criou Deus os Céus e a Terra e a Terra estava sem forma e vazia. Quando foi isso? No PRINCÍPIO! Princípio diz o quê? Princípio é princípio! Até que num determinado período de tempo Deus diz: Haja LUZ (primeiro dia). Notem que pode ter havido bilhões de anos entre este PRINCÍPIO dos Céus e da Terra e o PRIMEIRO DIA da obra de dar FORMATAÇÃO e CONTEÚDO! Sempre imagino uma fabrica produzindo um computador com um programa básico de funcionamento. Este computador vai à loja e lá permanece até que, certo dia, é adquirido por mim. Levo-o para casa, instalo o equipamento e, finalmente, é ligado à LUZ (energia). Então, a medida que os dias vão passando, vou instalando programas… adequando o software ao meu uso. Se alguém viesse à minha casa e me perguntasse há quanto tempo este computador existe, eu teria duas respostas: ‘Comigo está fazem duas semanas desde que eu o comprei, mas ele foi feito, no PRINCÍPIO, pela Philips (por exemplo) fazem 3 anos!’
    Por isso é necessário não criar confusão desnecessariamente: No PRINCÍPIO Deus criou o Céu e a Terra; a formatação e o conteúdo foram instalados posteriormente!

    Curtir

  • NOÉ  On 30 de setembro de 2016 at 11:41

    ÓTIMO RACIOCÍNIO Gerson Grubert !!!

    Curtir

  • Defensor da Verdade!  On 30 de setembro de 2016 at 15:18

    É muito improvável que Deus tenha feito tudo em 6 dias literais. Em um desses dias, ele pediu para que Adão desse nome a todos os animais existentes. Sabemos que existem milhões de animais e espécies.

    Pensemos um pouco:

    como pode alguém escolher nomes para milhões de espécies em apenas 24 horas? nem se ele ficasse sem almoçar e sem jantar e acordado de madrugada ele não escolheria nem 1% dos nomes!

    Curtir

  • odirlei gimene santiago  On 30 de setembro de 2016 at 23:30

    alguém falou em conciliar a bíblia ( ou religião) com a ciência dizendo que isso é incoerente…..quem disse que a ciência é exclusiva do ateísmo? a ciência é de todos e para todos, inclusive para os religiosos. quando a ciência é honesta ela corrobora os escritos da bíblia. não se esqueça de que o cientista, antes de mais nada é um ser humano provido de suas crenças pessoais, portanto se um cientista evolucionista encontra uma tampinha de pepsi, logo ela tem 48 milhões de anos de idade. que graça teria encontrar um objeto ou ossada de algumas décadas atrás depois de tento tempo, esforço e dinheiro envolvido em suas pesquisas? eles dão milhares de anos para uma rocha formada nos anos 80. o cientista muitas vezes é obrigado a endossar a evolução pra não perder sua salinha de pesquisa e patriocínio acadêmico. com esses fatos a considerar não dá mesmo pra conciliar a palavra do criador com os achismos científicos

    Curtir

  • andresa  On 4 de dezembro de 2016 at 0:06

    Usa-se dia como muitos anos quando este(dia) se relaciona a profecia ou seja o que ainda vai acontecer, mas em gênesis, a criação do mundo não era uma profecia mas algo ja concreto e realizado por um DEUS que vai além do que a nossa mente limitada pode imaginar !

    Curtir

  • Queruvim  On 4 de dezembro de 2016 at 17:22

    Sua opinião não se harmoniza com o próprio Gênesis. Lemos ali que todos os dias do período criativo são chamados de “o dia em que Jeová Deus fez a terra e o céu”. Gên. 2:4 Também, conforme mencionado no relato da criação, o período de claridade do dia é também chamado de dia. (Gên 1:5; 8:22) Outros casos em que a palavra “dia” é usada em sentido flexível ou figurativo são: o “dia em que Deus criou Adão” (Gên 5:1) Portanto, não se usa a palavra “dia” de forma metafórica ou simbólica somente “em profecias”, como você quis dizer.

    A Obra Estudo Perspicaz das Escrituras debaixo do tema “dia” diz:

    “No registro bíblico, o relato de cada um dos seis dias criativos conclui com a declaração: “E veio a ser noitinha e veio a ser manhã”, primeiro, segundo, terceiro, quarto, quinto e sexto dia. (Gên 1:5, 8, 13, 19, 23, 31) O sétimo dia, porém, não tem esta conclusão, indicando que este período, durante o qual Deus tem estado descansando das suas obras criativas com respeito à terra, prosseguia.”

    Os evangélicos e outros, membros das religiões deste mundo apartado de Deus, devem mudar de postura e procurar achar as respostas às dúvidas que porventura surjam, por recorrer, não à própria opinião, mas à Bíblia Sagrada, a inerrante Palavra de Deus. Não afirmam vocês que “a Bíblia é a Palavra de Deus”? Então confiram na Bíblia tudo o que defendem como sendo correto. Não se deve procurar fora da Bíblia ou em nossas próprias cabeças. E muito menos ainda em Pastores! Não devemos confiar em homens.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s