Gênesis 11:7 “Venham” ou “Vamos”?


 A página TNMD recebeu a seguinte pergunta para consideração:
Certo trinitário [usou] o seguinte argumento usando a NVI. Gênesis 11:7 ”VENHAM, desçamos e confundamos a língua que falam, para que não entendam mais uns aos outros”. Ele disse que o venham teria que ser mais de uma pessoa além da divindade que estivesse falando,insinuando assim que a trindade existe.Porém outras traduções vertem por VAMOS ou Eia. Qual é a maneira certa? E com quantas pessoas Jeová estava falando?

 

Gênesis 11:7 é lido da seguinte maneira na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas:
Vamos! Desçamos+ e confundamos+ o seu idioma, para que não escutem* o idioma um do outro.”

 

הָבָה (havah “Vamos”)é usada antes da primeira pessoa do plural em verbos no futuro ao se convidar alguém para participar numa ação

 A forma mais correta de traduzir esta palavra é “Vamos”. O verbo hebraico seguinte (desçamos) provém de יָרַד  yarad que siginifica “descer” e está flexionado na forma Qal sendo corretamente vertido na primeira pessoa do plural no imperativo “desçamos”. Para sabermos com certeza de quantas pessoas o texto fala e quantos estão envolvidos nesta frase imperativa, temos que recorrer ao contexto das Escrituras.
A leitura “Venham” ao invés de “Vamos”,  infere que Jeová Deus estaria falando com duas ou mais pessoas.Tal opção de tradução é pura especulação teológica sem base bíblica ou gramatical, até porque  havah não é um verbo sufixado com conotação de 2° pessoa do plural semelhantes à que encontramos em Ezequiel 39:17 ou ainda como vemos em Mateus 25:34 no texto hebraico do Novo Testamento. **  Em Juízes 1:15 e nas outras 11 ocorrências de havah (vamos) observamos que esta tem uma aplicação que favorece a forma como foi vertida na maioria das Traduções da Bíblia, inclusive na TNM, a saber “Vamos!” Em português “vamos” fica meio ambíguo. Em hebraico não é diferente. Vemos um exemplo assim em Gên. 11:4 “E disseram: Vamos! construamos …”

 

Em Gênesis 11:3 encontramos, porém,  uma frase onde se emprega o mesmo verbo flexionado da mesma forma (havah) e observem que este é empregado referindo-se a uma pessoa. Quando se diz: ” E começaram a dizer cada um ao próximo: “Vamos! façamos tijolos…”

וַיֹּאמְר֞וּ אִ֣ישׁ אֶל־רֵעֵ֗הוּ הָ֚בָה נִלְבְּנָ֣ה לְבֵנִ֔ים

Portanto, o verbo “havah” nem sempre é traduzido por “venham”.

Neste texto (Ge. 11:3) a palavra havah simplesmente não pode ser entendida como aplicando-se a múltiplas pessoas, mas a uma só. Portanto, Gênesis 11:7 em harmonia com o contexto da palavra de Deus, deve ser vertido “Vamos, desçamos”. É evidente que Jeová Deus estava falando com uma pessoa. Sabemos que esta pessoa era Jesus Cristo.

“É obvio que traduções trinitárias sutilmente  inserem teologia trinitária na palavra de Deus.

Falando a respeito de Jesus certa publicação diz:

“Sem dúvida foi a esse mestre-de-obras que Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem.” (Gênesis 1:26) Alguns afirmam que “façamos” e “nossa” nessa expressão indicam uma Trindade. Mas, se você dissesse: ‘Façamos algo para nós’, ninguém normalmente entenderia que isso subentendesse que várias pessoas estivessem combinadas como uma só dentro de sua pessoa. Você simplesmente estaria querendo dizer que duas ou mais pessoas trabalhariam juntas em
algum projeto. Assim, também, quando Deus disse “façamos” e “nossa”, ele estava simplesmente falando a outra pessoa, à sua primeira criação espiritual, o mestre-de-obras, o pré-humano Jesus”. Deve-se Crer na Trindade?

 

Anúncios