Lucas 22:29 “Faço convosco um pacto…” Crítica textual


Figura acima produzida pela WATCHTOWER 

Lucas 22:29 na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas

Muitas versões da bíblia traduzem  de maneira confusa este texto. Por exemplo, a Nova Versão Internacional reza:

“E eu lhes designo um Reino, assim como meu Pai o designou a mim”
Lucas 22:29

Por outro lado a Sociedade Bíblica Britânica verteu:

“eu vos confiro domínio real, assim como meu Pai mo conferiu

A Almeida Corrigida  Revisada e Fiel diz:

“E eu vos destino o reino, como meu Pai mo destinou..”

A Versão Católica traduziu:

“…eu, pois, disponho do Reino a vosso favor, assim como meu Pai o dispôs a meu favor ”

A New International Version:

And I confer on you a kingdom, just as my Father conferred one on me
“E eu vos confiro um Reino assim como meu Pai me conferiu um a mim”

Observe porém como esta passagem foi vertida em outras traduções:

Weymouth New Testament:


“and I covenant to give you, as my Father has covenanted to give me, a Kingdom”

“E eu pactuo em dar a vós assim como meu Pai pactuou em dar-me um Reino”

Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas:

“e eu faço convosco um pacto, assim como meu Pai fez comigo um pacto, para um reino” 

O motivo principal da Tradução do Novo Mundo ter optado pela versão acima reside no seguinte fato:

O Codex Alexandrinus, bem como alguns MSS muito antigos tais como  o Siríaco e Orígenes em seus escritos antiquíssimos  apresentam na primeira  cláusula deste verso a palavra grega διαθηκην ou “pacto”. O Codex Alexandrinus também conhecido como Manuscrito A reza:

“Eu faço convosco um pacto, como meu Pai fez comigo um pacto para  um reino”.(Confire aqui)  O comentário da Bíblia de Clarke confirma esta opção de tradução.

A concordância de Strong verte a palavra grega  διατίθεμαι como “eu faço um pacto”, exatamente como vemos na The Kingdom Interlinear Translation of The Greek Scriptures  um texto grego de dois peritos britânicos que pode ser adquirido em qualquer salão do Reino das Testemunhas de Jeová (texto em grego traduzido para o inglês palavra por palavra) .  Nesta interlinear o texto de Lucas 22:29 reza:

καγὼ            διατίθεμαι              ὑμῖν          καθὼς       διέθετο   

assim como      pactuo            convosco      de acordo     pactuou      

μοι         πατήρ μου       βασιλείαν

comigo    o  Pai         de mim    Reino 

 

Temos a palavra διατίθεμαι que é o verbo “nomear” ou “pactuar” que está no presente do indicativo na primeira pessoa do singular

A obra de Strong acrescenta:

1303 diatithemai
diatithemai
voz média de 1223 e 5087; TDNT-2:104,157; v
1) arranjar, dispor de, pôr em ordem os próprios negócios
1a) de algo que pertence a alguém
1b) dispor por meio de um testamento, fazer um testamento
2) fazer uma aliança, fazer um pacto com alguém 

“2. διατίθεμαι διαθήκην τίνι (פּ אֶת בֲּרִית כָּרַתJeremias 38:31 LXX ff (ff)), fazer um pacto, entrar em um pacto, com alguém, (Gramatica de Winers, 225 (211); Buttmann, 148 (129f)…”

A obra Estudo Perspicaz das Escrituras falando sobre esta passagem diz:

“Na última noite com os discípulos, Jesus falou-lhes sobre um“novo pacto” que passaria a vigorar para seus seguidores em resultado de seu sacrifício de resgate (Lu 22:19, 20; compare isso com Lu 12:32); ele mesmo serviria qual Mediador deste pacto entre Jeová, o Soberano, e os seguidores de Jesus. (1Ti 2:5; He 12:24) Adicionalmente, Jesus fez um pacto pessoal com seus seguidores “para um reino”,para que eles pudessem participar com ele dos seus privilégios régios. — Lu 22:28-30

A palavra traduzida “reino” nas Escrituras Gregas Cristãs é ba·si·leí·a, que significa “um reino, domínio, a região ou o país governado por um rei; poder, autoridade, domínio, reinado régios; dignidade real, o título e a honra de rei”. (The Analytical Greek Lexicon [O Analítico Léxico Grego], 1908, p. 67) Para um entendimento cabal do que é o Reino de Deus clique acesse a página oficial da organização de Deus, sim, a única que divulga boas novas do Reino. ( clique aqui)

Em harmonia com isto a Tradução do Novo Mundo é uma tradução que baseia-se em mais do que simplesmente crítica textual, algo que a cristandade nem sempre tem! A TNM além de ter sido produzida por  eruditos que não procuram glória para si mesmos, é uma tradução feita com zelo e profundidade advinda do entendimento atrelado a esta crítica textual. Este leva em consideração não somente textos antigos, mas também o escopo inteiro do assunto ( a saber, “pactos”)  conforme apresentado em “toda a escritura”. 2 Tim 3:16

Foram dedicados anos de pesquisa sobre “pactos” em artigos exaustivos muito antes da Sociedade torre de Vigia publicar a Tradução do Novo Mundo em 1950. Não adianta traduzir a Bíblia sem entendê-la. A cristandade com suas igrejas barulhentas dedicadas a cantoria e arrecadação de dízimos jamais produzirá uma versão da Bíblia semelhante a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, a não ser que vá plagiando e baseando-se em versões anteriores.

Anúncios
Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários