Gênesis 1:2 “força ativa” o que dizem os léxicos ?


                       Genesis 1:2 na Tradução do Novo Mundo

“..e a força ativa de Deus movia-se …”-TNM 

New Revised Standard Version Gen 1:2 “enquanto um vento de Deus movia-se sobre…”

Good News Bible: ” e o poder de Deus movia-se sobre as aguas.”

New Jerusalem Bible: “com um vento divino locomovendo-se sobre as aguas.”

Knox: “e sobre as aguas movimentava-se o fôlego de Deus.”

Jewish Publication Society: “e um vento de Deus movimentava-se sobre as aguas”

Podemos deduzir destas traduções que a palavra hebraica  ruahh traduzida por “espirito” em muitas versões, não é de forma alguma consenso entre tradutores. De fato isto é prontamente reconhecido no The Anchor Bible, Genesis, A New Translation with Introduction and Commentary produzido por F.A.Speiser que observa sobre RUACH aqui em Genesis 1:2 :

um fantástico vento. Heb[raico] ruahh significa primeiramente “vento, briza,” e de modo secundário “fôlego,” e por fim “espirito.” Porém a ultima conotação é mais concreta do que abstrata ; no presente contexto porém, parece não se encaixar bem”– veja H.M.Orlinsky, JQR 47(1957), 174-82…)

É portanto, a tradução oferecida pela Comissão de Tradução da Tradução do Novo Mundo , “força ativa” uma tradução correta e linguisticamente possível?

O seguinte comentário responderá de forma positiva:

“Perceptivel e todavia não perceptivel , invisivel , contudo, poderoso, real como o ar, carregado de energia, o vento, a tempestade, tão importante à vida como o ar que respiramos: esta é a maneira como as pessoas nos tempos antigos frequentemente imaginavam o “Espirito” e a operação invisivel de Deus. De acordo com o princípio do relato da criação, “espirito” (Hebraico, ruah; Grego, pneuma) é o “rugir ,” a “tempestade” de Deus sobre as águas. “Espirito” não se refere no sentido idealistico a uma capacidade de conhecimento ou um poder psicólogico, muito menos um principio ético , intelectual ou imaterial, e certamente não espiritual ou uma realidade mental no sentido moderno oposto a natureza ou realidade corporal sensível. “Espirito” como entendido na Biblia significa a força ou poder procedendo de Deus, que é oposto a “carne,” e a realidade criada e perecível: Aquela força invisivel de Deus e o poder de Deus que é efetivo criativamente ou destrutivamente, quer para a vida ou julgamento, na criação ou na história, em Israel ou na Igreja. Isto [Literalmente em Inglês “it”] vem sobre o homem poderosamente ou de modo gentil, levando individuos ou grupos a extase, frequentemente com efeito de fenomenos extraordinários, em grandes homens e  mulheres, em Moisés e nos “juízes” em guerreiros e cantores, Reis , Profetas e Profetizas.” Hans Kung, On Being a Christian (Sendo um cristão) (1997), pags. 468/469.(O grifo é meu)

Observe que Kung escreveu: que ” o Espirito como entendido na Biblia siginifica a força ou poder procedendo de Deus,”

Usando Genesis 1:2; Jo 33:4 e o Salmo 33:6 como sua base , Swete escreve sobre o “Espirito” no Velho Testamento:

“O Espírito de Deus é o poder vital que pertence ao Ser Divino, e é visto em operação no mundo e nos homens. É a energia Divina que é a origem de toda vida criada, especialmente da existencia humana e as faculdades da natureza humana.” Swete, The Holy Spirit in the New Testament (O Espírito Santo no Novo Testamento)(1909), pag. 2.

O comentarista vê claramente o “espirito” Hebraico ruahh, como uma força, não como uma pessoa nestes versos.

Referente a tradução de Genesis 1:2 observe  que diz um outro estudioso no assunto:

“Existe base para se recomendar “um poderoso vento” (NEB, Speiser, von Rad); nas relativamente poucas passagens onde “Deus” é usado como um superlativo, o contexto normalmente torna isto claro, O sentido é perfeitamente transmitido por “o poder de Deus” (GNB).” A Bible Commentary for Today, General Editor G. C. D. Howley (1973), página 135.

Observe que este comentário declara que ” O sentido é perfeitamente transmitido por “o poder de Deus ” (GNB).”

Há de modo aparente um desenvolvimento na direção da hipostatização do espírito, não no sentido de que seja concebido como uma pessoa mas como uma fonte substancial de força e atividade. É a força criativa de Javé (Gn. 1:2; Jb 33:5)” Dictionary of the Bible, McKenzie (1965), pag. 841.

Este Dicionário da Biblia concorda com a TNM que em Genesis 1:2, o Espírito é a “força criativa de Javé.”

“O Espírito pairava sobre as aguas primitivas (Gn. 1:2) e cria o homem (Gn. 2:7), o Espírito que embeleza o céu (Jb 26:13), sustenta a vida animal e renova a superficie da terra (Ps. 54:30), é o ruahh (‘folego,’ ‘vento’) de Deus, o poder e energia divina que se desloca a todo lugar.” The New Bible Dictionary, J. D. Douglas (1962), pag. 531.

O ruahh não é uma pessoa, o significado básico em Gen 1:2 (e nas outras escrituras citadas) demonstra que este é ” o poder e energia divina que se desloca a todo lugar .”

Conotações comuns são “energia” e “invisibilidade”…. Falando de uma maneira ampla, o ruah de Deus é representado como 1: como o poder de Deus na criação do cosmo (Gn. 1:2; Salmo. 33:6 etc.).The New Dictionary of Biblical Theology, Edited by T. D. Alexander (2000), pag. 551.

Este dicionário da Biblia define ruahh em Gen. 1:2 como sendo ” o poder de Deus na criação do cosmo.”

“O ‘fôlego’, ‘vento,’ ou ‘Espírito’ de Deus é o poder criativo que traz vida ao caos sem forma no princípio de todas as coisas (Gen 1:2)” The Interpreter’s Dictionary of the Bible (O Dicionário da Biblia do Intérprete) (1962), Vol. 2, pag. 629.

O Espírito de Deus é um “poder criativo“, não uma pessoa.

“O significado mais básico de ruah é quase sempre definido como ‘sopro’ (Kamalah, NIDNTT, 690), ‘ar em movimento’ (TDOT 2:836; Reiling. DDD, 792), e ‘vento’ (Koch, 872)…

…Como Kamalah observou, “a idéia por detras de ruah é o fato extraordinário que algo tão intangivel quanto o ar deve se mover; ao mesmo tempo , não é o movimento per si per que evoca atenção, mas a energia manifesta por tal movimento” (NIDNTT 3:690). Em outras palavras, a essencia invisível de ruahh é conhecida primariamente pelo seu efeito no mundo visível, pelo qual podemos atentar e perceber sua essencia. Desta forma, ruah é um termo representando algo não visto a fim de que o efeito visível da força invisível possa ser adequadamente percebida.” –The New International Dictionary of Old Testament Theology and Exegesis – Lexical Dictionary, Van Gameren, Vol 3. page 1073.

Esta fonte mostra que o significado básico da palavra ruah não denota uma personalidade, mas antes “algo não visto a fim de que o efeito visível da força invisível possa ser adequadamente percebida.” Isto provê clara base filológica para a tradução da TNM “força ativa de Deus”.

Falando sobre o “Espírito de Deus” em Gen 1:2:

A frase descreve não caos mas o poder criativo de Deus em ação.O vento, um simbolo de poder, é usado Teologicamente no Velho Testamento para se referir a atividade dinâmica e presença de Deus no Mundo – seu Espírito.”Genesis 1-11 Cambridge Bible Commentary, Robert Davidson (1973), page 16.

Este comentarista não pensa que uma “pessoa” é apresentada aqui, mas antes, o “poder de Deus em ação”.

No comentário sobre “o espírito de Deus movia-se”:

“Ruach é o vento, fôlego ou espírito; denota o elemento vital no homem (cp. ‘entregou o seu espírito’, Marcos 15:39), e quando se refere a Deus pode se referir a seu poder de dar vida (cf. 2:7 e nota abaixo). Mas aqui , a expressão dificilmente significa algo mais do que em hebraico ‘um vento muito forte’, e ela dificilmente pode ser usada para se referir ao Espírito Criador ” Genesis 1-11 – Torch Bible Paperbacks, Alan Richardson (SCM Press Ltd, 9yh impression, 1974), page 48.

Esta nota explica que a palavra hebraica RUAHH pode se referir ao “poder de dar a vida” proveniente de Deus, mas ao mesmo tempo este Erudito informa com base em gramática e filologia que RUAHH “dificilmente pode se referir ao Espírito Criador”

” Aqui a concepção que permeia a criação é um empenho entre a Deidade e certas forças da natureza nas quais o misterioso, poder divino invisível produz ordem a partir do caos, conquista o reino da escuridão, e subjuga o mar selvagem e sem fronteiras.” Genesis, C. T. Fritsch (1959), pag.22.

Observe: “poder divino invisível”

“O vento de proporções divinas pode ser também “o espírito [i.e., o fôlego dador de vida] de Deus” movendo-se sobre as aguas preparatórias para o princípio da criação. “poiso espírito de Deus me fez, o fôlego do Todo Poderoso me mantem vivo.” (Jo 33:4): em Hebraico a palavra para espirito, fôlego, vento, todos os simbolos de poder, são um e os mesmos.” On Genesis, Bruce Vawter (1977), page 41.

Observe “o fôlego dador da vida”, claramente não pessoal. Também o fato de que a palavra Hebraica denota “poder”.

Espirito: “<1,,4151,pneuma>
Denota primariamente “o vento ” (derivado de pneo, “respirar, soprar”); também “fôlego;” então, especialmente “o espírito,” o qual , semelhante ao vento, é invisível , imaterial e poderoso. O uso da palavra no N.T deve ser analizado aproximadamente como segue: “(a) o vento, João 3:8 (onde a marg. é, talvez , preferível); Heb. 1:7; cp. Amos 4:13, Sept.; (b) o fôlego, 2 Tess. 2:8; Rev. 11:11; 13:15; cp. Jó 12:10, Septuaginta.; “ Vine’s Expository Dictionary

Para uma análise gramatical da palavra “espírito” no N.T click AQUI.

Vine acreditava na terceira pessoa da trindade (como a 7º definição de RUAH), mas observe que até mesmo ele é forçado a atribuir impersonalidade como a PRINCIPAL definição de ESPIRITO. (veja a nota abaixo)

“No V.T, Hebraico significa primeiro de tudo vento e fôlego, mas também o espírito do homem no sentido da força de vida e até mesmo energia pessoal.” Eerdman’s Dictionary of the Bible (veja também o Léxico de Brown Driver Brigg)

O que mais dizem Eruditos respeitados ?

“Espírito é o principio da vida e atividade vital. O espírito é o fôlego de vida (Gn 6:17; 7:15, 22; BS 38:23; WS 15:11, 16; 16:14). O fôlego é o fôlego de Deus, o vento, comunicado ao homem por inspiração divina….O espírito de Javé ou o espírito de Deus (Elohim) é uma força que tem efeitos singulares no homem…e o espírito de Javé é uma força que opera as obras de Javé o salvador e juiz. O espírito de Javé é frequentemente a força que inspira profecia (Num 11:17 ff; 24:2; 2 Sam. 23:2; 1 Cronicas 12:18; Is 61:1; Mi 3:8; Ezequiel 2:2; 3:12, 14, 24; 8:3; 11:1, 5, 24; 37:1; 43:5; Ne 9:30; Zc 7:12). O profeta é um homem do espírito (Oséias 9:7).” Dictionary of the Bible by John L. McKenzie, S.J.

John L. McKenzie lecionou em várias Universidades e tinha conhecimento avançado em diversos idiomas, perito em hebraico, grego, aramaico e outros 7 idiomas produziu um Dicionário com 900. 000 palavras.  Em vista destas definições feitas por eruditos, encyclopedistas, tradutores, lexicógrafos tanto peritos como hebraístas, não dê atenção a clérigos religiosos (pastores e padres, reverendos etc) se realmente deseja levar o estudo coerente da palavra  de Deus a sério!

Concluimos portanto que a versão da Tradução do Novo Mundo “força ativa ” para o hebraico RUACH é tanto exata como apropriada para Genesis 1:2.

OBSERVE ESTE DIÁLOGO

  • Fábio On abril 18, 2012

    Mais uma vez gostaria de elogiá-lo pela maneira de como explicar assuntos um tanto difíceis. Excelente os comentários acima!
    Gostaria que pudesse comentar sobre: Como posso refutar a idéia que o espírito santo é Deus conforme alguns apontam para Atos 5:3, 4, onde Pedro diz no 3 que Ananias trapaciou ao espírito santo e no 4 diz que Ananias não trapaciou a homens mais a Deus. Aguardo!

  • queruvim On abril 19, 2012

    Fábio, este tipo de afirmação dos trinitários é na melhor das hipóteses uma afirmação ridícula.

    De acordo com o relato, Ananias mentiu aos apóstolos.Sendo assim, por apresentar este raciocínio como sendo “evidência” de que o espírito santo é Deus, faria com que chegássemos a conclusão de que Pedro estava dizendo que os apóstolos também são Deus, uma vez que Pedro afirmou : ” Não mentiste aos homens, mas a Deus” (ALA) Atos 5:4

    Em Marcos 9:37 Cristo disse que “aquele que recebe a uma criança recebe também a mim” Usando o mesmo raciocínio dos trinitários, diríamos então que Jesus e as crianças mencionadas são as mesmas pessoas. No mesmo texto de Marcos Jesus prossegue dizendo que quem o recebe, “recebe não a mim, mas aquele que me enviou”. Pela logica dos trinitários, tal criancinha é o próprio Deus. Sugiro que considere Mateus 25:40 e Lucas 10:16 comparando-os com Atos 5:3. Interessante que no 5:3 vemos que “satanás afoitou” ou “influenciou Ananias” a praticar este ato. Mas no 5:4 observará que o próprio Ananias foi quem “propôs isso no seu coração”. Seguindo o mesmo raciocínio trinitário, diríamos que Satanás é Ananias!

    A Bíblia trinitária de estudo ecumênica The New Oxford Annotated Bible, 1977,Oxford University Press comentando Atos 5:3 numa nota ao pé da página diz: “Os apóstolos e talvez a Igreja, representam o Espirito Santo” Portanto uma tentativa de enganar os apóstolos feita por Ananias era equivalente a tentar enganar o espírito santo. Se por exemplo eu cuspisse na carta de um Rei, isto seria considerado como uma ofensa direta contra o Rei. Não é difícil entender que mentir a representantes de Deus, tal qual eram os apóstolos era uma ofensa contra o espírito de Deus.

    Números 14:2 diz que o povo “murmuravam contra Moisés e Arão”
    Em seguida no versículo 26 e 27 lemos que Jeová disse que o povo estava “murmurando contra mim” disse Jeová. Seguindo a lógica ridícula dos trinitários, afirmaríamos que Jeová era Moisés e Arão!

    Não é incomum a Bíblia personificar coisas tais como o amor (1 Cor 13:4) a sabedoria, o pecado (Rom 7:11), a morte, a lei ( veja Rom 3:19), a água e o sangue (1 João 8) etc. Em Tiago 3:14 diz : “…não mintais contra a verdade”Será que a verdade é alguém? Claro que não! Tampouco o espírito santo é alguém em Atos 5:3.

    Este texto é claramente uma tentativa dos trinitários de forçar sua teologia pagã da trindade na palavra de Deus, a Bíblia.

    A Obra Young’s Exhaustive Concordance afirma que ” coisas inanimadas ou abstratas são frequentemente personificadas” na Bíblia e logo em seguida apresenta uma longa lista destas personificações. O que os trinitários com seu raciocínio afetado não percebem é que o entendimento correto não pode ser deduzido a partir destes textos metafóricos ou simbólicos, mas da Bíblia em suas declarações singelas e majoritárias ao falar sobre o espirito santo. Um detalhe importante a lembrar é que Satanás por ser alguém é mencionado em Atos 5:3 de forma articular, ou seja , segue se a um artigo definido, Ho Satana, ao passo que a palavra “espírito” segue a um artigo NEUTRO, a saber, TÓ PNEUMA, fato este quase que na totalidade dos textos da inteira sagrada escritura. Na verdade os trinitaristas tentam personificar o que a Bíblia personifica em apenas alguns lugares, e ignoram a totalidade dos textos que indicam claramente que o espirito de Deus não é alguém, mas algo. Como sabemos este é a irresistível e poderosa força ativa de Deus. Eles comentem o mesmo erro com a palavra INFERNO que aparece no capitulo 16 de Lucas em uma ilustração (obviamente um sentido simbólico visto ser mencionado numa parábola) e se esquecem ou ignoram a totalidade dos textos da palavra de Deus onde INFERNO se refere claramente a “sepultura comum da humanidade”.

Observe o que afirmou um erudito que não é Testemunha de Jeová a respeito de João 1:1

Voltar a página TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DEFENDIDA!

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • edson barcelos  On 8 de maio de 2011 at 3:08

    Caros amigos,é inconcebível colocar à tradução do novo mundo,como uma tradução inerrante pois, como se dará crédito, a uma tradução que nem ao menos tem o selo do comitê internacional de tradutores da biblia?.eu queria saber que tradução às testemunhas de Jeová utilizavam antes de 1965,pelo que consta nos anás, do corpo governante; até esse periodo não havia capacitados no corpo, que soubessem traduzir;o grego e o hebraico.isso é fato.

    Curtir

  • queruvim  On 9 de maio de 2011 at 13:51

    Prezado Edson BArcelos,

    Sei que vc acredita que falar a verdade é importante. Você sabe qual é a Organização que mais traduz mensagens bíblicas simultaneamente para mais idiomas do que qualquer outra ?

    Outro ponto que gostaria de frisar…em lugar algum eu afirmo na página Tradução do Novo Mundo defendida que a Tradução do Novo Mundo é “inerrante”. Eu mesmo encontrei um erro nela. Até apreciaria que alguém me apontasse outros. Quero deixar bem claro que aprecio que expôs o que pensa. Mas Por que o Sr disse que colocou-se a “Tradução do Novo Mundo como uma tradução inerrante”. Gostaria que me mostrasse onde dou a entender isso, Visto que isso é errado. E talvez eu tenha cometido este equivoco. Mas se por outro lado é o Sr que está inventando isso. Deve repensar sua postura como cristão e imitador de Cristo. Aguardo sua colocação sobre isso, e já agradeço de antemão visto que sem dúvida que contribue para essa discussão com respeito e consideração. Quanto ao “selo do Comitê” eu posso dizer com garantia que não é tal selo que vai recomendar a TNM, visto que religião e politica estão de mãos dadas. Não podemos confiar na maioria, até por que Jesus disse que o “mundo jaz no poder do maligno”. As Instituições Teológicas modernas não representam a Cristo, uma vez que algumas traduções até mesmo reconhecem que perderiam dinheiro se fossem vertidas duma forma que não agrade o povo. Quanto a Traduções as TJ sempre usam traduções em suas linguas, traduçoes estas que nem mesmo são das TJ. Por exemplo na Dinamarca eles usaram durante muito tempo bíblias comumente aceitas lá ate que surgiu a TNM. O mesmo se deu em vários paises. Eu mesmo em São Paulo uma vez fiz pedido de traduções em outros idiomas para pessoa que queriam ter uma bíblia. E a Organização de Jeová me enviou traduções que eles imprimiam ou repassavam que nem mesmo era de autoria deles. As TJ distribuiram muitas outras versões que não a TNM. E isso ainda acontece em alguns paises.
    Sua afirmação sobre o hebraico e grego é errada. Por exemplo, partindo do presuposto que George Gangas era da Comissão de Tradução da TNM então como o Sr me explica que ninguem sabia grego ? Sabia que ele traduzia em Betel durante décadas do Ingles para o Grego as publicações ?
    Sabia que ele fazia Discursos em Congressos na Grecia ? Sabia que ele era o intérprete Grego Ingles em cCongressos Internacionais das Testemunhas de Jeová com esse objetivo ?

    Portanto…
    a TNM NÃO É INERRANTE (estereótipo)
    Não ser mencionada por organizações ou Comitês não prova de modo técnico nada.(irrelevância)
    VC não sabia que as TJ distribue outras Bíblia de outras entidades religiosas ou Editoras (falta de info.)
    E disse que ninguem no meio de uma Organização singular e incomparável no campo de Tradução sabia hebraico e grego.(estereótipo)

    Agora reflita nestes textos sagrados:

    “Mas, quanto aos covardes, e aos que não têm fé, e aos que são repugnantes na sua sujeira, e aos assassinos, e aos fornicadores, e aos que praticam o espiritismo, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, terão o seu quinhão no lago que queima com fogo e enxofre. Este significa a segunda morte.” Apoc. 21:8

    “Esse [ Satanás] foi um homicida quando começou, e não permaneceu firme na verdade, porque não há nele verdade. Quando fala a mentira, fala segundo a sua própria disposição, porque é um mentiroso e o pai da [mentira].” João 8:44

    “…ao passo que estreito é o portão e apertada a estrada que conduz à vida, e poucos são os que o acham.” Mat 7:14
    “Sabemos que nos originamos de Deus, mas o mundo inteiro jaz no [poder do] iníquo” 1 João 5:19

    Att.

    Rubens

    Curtir

  • Júnior Silva  On 16 de abril de 2012 at 3:13

    Shalom amados.
    Queria abrir um ponto aqui que nos trará discussão, mas não pretendo ir muito longe. Os Tj’s enchem a boca para dizerem: “mas o mundo inteiro jaz no [poder do] iníquo”. Será que a torre de vigia tem a interpretação correta do que Jesus está querendo dizer ? É muito fácil lançar os problemas do mundo nas costas de satanás e deixar de lado o pecado do homem, que o pecado é uma permissão para a ação de satanás. Portanto não é correto dizer que satanás reina e que Jesus se faz de ignorante no Seu trono. Oa invés de dizer que o mundo é regido por satanás, seria mais correto ensinar que por causa dos nossos pecados ele age no mundo, que isto o que Cristo disse, que o mundo inteiro peca o qual dá a condição do agir de satanás e não de que o Senhor não tem soberanis sobre esse mundo.

    P.S.Recentemente recebi um folheto onde encontra-se a seguinte afirmação: “Hoje, Jesus está reinando como Rei glorioso…”

    Essa afirmação contradiz o que os TJ’s ensina sobre quem reina. Mas o meu desejo é que o Espírito de sabedoria do Senhor caia sobre toda a torre de vigia e que ela possa libertar esse fiés (que são tantos) dessa doutrinas diabólicas, que aprisionam ao invés de libertar.

    Graça e Paz a vocês, me perdoem pela rigidez e pelas palavras mas a justiça pela verdade do Senhor grita em meu coração.

    Curtir

  • queruvim  On 16 de abril de 2012 at 19:57

    Jr, fico admirado como pode citar um texto Bíblico (i.e 1 João 5:19) e logo em seguida afirmar que são as “Testemunhas de Jeová” que “dizem” ou falam isso ou aquilo. Vc mesmo acabou de citar a Bíblia! Não foi uma declaração da boca de algum humano de alguma organização humana. Também as Testemunhas de Jeová reconhecem que não se deve culpar somente Satanás pela maldade na terra. Tanto é que o livro Raciocínios a base das Escrituras(Publicado pelas Testemunhas de Jeová) na página 358 diz:

    Será que culpar o Diabo é apenas um meio empregado no esforço de escapar da responsabilidade pelas condições más?
    Alguns culpam o Diabo pelo que eles próprios fazem. Em contraste, a Bíblia mostra que os humanos amiúde são culpados em grande parte do mal que sofrem, quer às mãos de outros humanos, quer como resultado de sua própria conduta. (Ecl. 8:9; Gál. 6:7) Contudo, a Bíblia não nos deixa na ignorância quanto à existência e os ardis do inimigo sobre-humano que trouxe tanta aflição à humanidade. Mostra como podemos livrar-nos do controle dele”.

    Como pode ver essa é apenas uma das declarações que revelam que suas declarações são irresponsáveis e preconcebidas. Mentiras como sempre, da boca desse povo que só sabe enganar e trapacear com falsidades. A Igreja evangélica está cheia de gente desse tipo.

    Sei que nem todos são trapaceiros intelectualmente desonestos, mas os frutos da Igreja Evangélica estão ficando cada dia mais evidente. A emoção jorra nos cultos barulhentos da cristandade apóstata. Mas emoção e aparência de santimônia não engana “aquele que faz avaliação dos corações”

    As TJ pregam que Satanás é o “principe” ou “governante” deste mundo. isso é exatamente o que a Bíblia diz. Jesus disse em certa ocasião enquanto conversava com seus seguidores fiéis: “ Não mais falarei muito convosco porque o governante deste mundo está chegando”. João 14:30.

    Quem era que estava chegando e a quem Jesus chama de “Governante” deste mundo? Jesus neste mesmo texto dá uma dica ao dizer que “ele não tem nenhum poder sobre mim”. A palavra “Governante” vem do grego ἄρχων e é usada em João 3:1. Nicodemos era um “Governante” dos Judeus.

    A Concordância Exaustiva de Strong define ARKHON como sendo “governante, príncipe ou líder” Em harmonia com isso Lucas 4:4 cita Satanás como dizendo a respeito do mundo: “me foi entregue e eu dou a quem eu quiser“. Então, embora Jesus tenha “lançado para baixo” satanás de acordo com Apoc 12. e Jesus seja o Rei do Reino celestial de Deus, esse inimigo que ele lançou para baixo “a terra” ou seja aqui nas vizinhanças da terra, é o “Governante deste mundo” apartado de Deus. As religiões, o sistema político e o comercio ganancioso estão sob sua forte dominação e influência. Os textos acima de Luc 4:4 e João 14:30 deveria ser objeto de pesquisa. Quando Jesus começou a reinar ele se assentou a direito de Deus e “dai em diante esperando” até que todos os seus inimigos sejam postos como escabelo para os seus pés. Ele “subjuga e conquista no meio de seus inimigos” uma vez que no dominio celestial a limpeza foi feita, mas aqui na terra, ainda não. Hebreus 10:13 e Apoc. 12:7-12.

    Deve pesquisar com mente aberta estes textos, e sem essa emoção excessivamente otimista. Pesquisa esta isenta de espírito contencioso contra as Testemunhas de Jeová. Sugiro que estude com o objetivo de entender o que estes dois textos inspirados por Deus REALMENTE DIZEM. E remova este espírito antagônico e contencioso a medida que for pesquisando por amor a Bíblia pelo que ela realmente é: a saber, a palavra de Deus e não de homens. João 17:17

    Me parece evidente que atribuir “as Testemunhas de Jeová” o que textos bíblicos dizem, revela claramente um espírito contencioso que o fará rejeitar mesmo que verdades básicas. Não parece que a Bíblia é realmente autoritativa em seu caso. Sua preocupação parece estar em rechaçar o que as Testemunhas de Jeová afirmam. Criei esta página para defender a verdade e não acho legal material de pouco respeito pela Bíblia ser postado aqui e críticas contra as TJ baseadas em estereótipos, mal entendidos e apostasia, que sei que não é seu caso,contudo é evidente que atropela textos bíblicos. A Bíblia é ou não a palavra de Deus?

    Curtir

  • paulo oliveira  On 27 de abril de 2012 at 2:37

    Vcs perceberam que foi necessário tentar explicar com tantas palavras o que no original está claro (ruach elohim ) pode ser traduzido por “vento de Deus ” e Espírito de Deus mas …..força ativa é forçar demais ,é como traduzir o TRETRAGRAMA por Jeová sendo que não há o J em hebraico ,logo pode dar um monte de desculpas para adequar a Bíblia à crença quando o certo seria adequar a crença á Biblia !
    Que um dia os seus olhos se abram !
    Paulo

    Curtir

  • queruvim  On 27 de abril de 2012 at 22:08

    Paulo, então os nomes Judá e José escritos com a letra J são errados nas versões modernas da palavra de Deus?

    Curtir

  • Ismael Cardoso da Silva Neto  On 2 de maio de 2012 at 18:46

    Paulo Oliveira diz: ‘Vcs perceberam que foi necessário tentar explicar com tantas palavras o que no original está claro (ruach elohim ) pode ser traduzido por “vento de Deus ” e Espírito de Deus mas …..força ativa é forçar demais… ‘, isso já demostra uma certa falta de conhecimento em relação ao vocabulário e a abrangência que uma palavra pode ter em relação a seu significado, agora dizer: ‘ é como traduzir o TRETRAGRAMA por Jeová sendo que não há o J em hebraico ,logo pode dar um monte de desculpas para adequar a Bíblia à crença quando o certo seria adequar a crença á Biblia !…’ demostra que sequer estudou o hebraico, não tem competência no idiomas bíblicos para tentar discutir com argumentos validos, como no caso gramatica, como Queruvim disse: ‘Paulo, então os nomes Judá e José escritos com a letra J são errados nas versões modernas da palavra de Deus? ‘ eu dou exemplos:
    Yehovah=Jeová
    Ya’akov= Jacó ou Tiago
    Yafo=Jafa ou Jope
    Ya’ir= Jairo
    Yannai=Janai
    Yarden=Jordão
    Yericho=Jericó
    Yerushalayim= Jerusalém
    Yeshua=Jesus
    Y’hoshafat=Josafá
    Y’hoshua=Josué
    Y’hudah=Judá ou judas
    Yiftach=Jefté
    Yishai=Jessé
    Yochanan=João ou Jonas
    Yonah=Jonas
    Yonam=Jonã
    Yoram=Jorão
    Yosef=José
    Yoshiyahu=Josias
    Yosi=José
    Yotam=Jotão
    Como disse, eu falo para você Paulo Oliveira, e com quem concorda com você: ” Que um dia os seus olhos se abram ! ”
    Queruvim, continue com seu excelente trabalho!!!
    Ismael Cardoso.

    Curtir

  • Adriano  On 2 de julho de 2012 at 20:37

    Não existe “J” no hebraico antigo nem no hebraico moderno quanto ao nome de Deus “YHWH”… יה-וה.

    a letra yod do hebraico tem como mais próxima a letra “iota” no grego (e esta ja foi uma adaptação ao problema na época), e por questão de fonetica foi sendo substituida e adequada pela letra “J” ainda nos primeiros séculos e por essa razão qualquer documento, livro ou enciclopédia temos traduzido o yod do hebraico para o “J”,

    Se os Testemunhas de Jeová tivessem escolhidos o “Y” em não o “J”, (talvez pela falta da guia do Espirito Santo), não teriam tantas dores de cabeça agora.
    Acho que deram um tiro no pé…

    O problema é Ser “OBRIGADO” a pronunciar o nome de Deus com “J”….., Muito mais importante seria pronuncia-LO na lingua que ELE revelou ao homem que foi no hebraico.

    Se em vez de QUERUVIM eu chamasse o colega de JERUSIN ja que o “J” em questão e por hipótese não existisse também nesse exemplo, mudando a escrita e principalmente a pronuncia…serião a mesma pessoa???

    Curtir

  • queruvim  On 3 de julho de 2012 at 3:48

    Se em vez de QUERUVIM eu chamasse o colega de JERUSIN ja que o “J” em questão e por hipótese não existisse também nesse exemplo, mudando a escrita e principalmente a pronuncia…serião a mesma pessoa???


    Se fosse hj em nossa comunidade moderna claro que não seria a mesma pessoa. Mas ocorre que eram pessoas que viveram em época diferente e idiomas diferentes. Por exemplo, se vc defende tanto que o nome DEVE ser o original. Então pq não sai por ai dizendo que Maria deve ser chamada de Mirian? (Que é a maneira como os judeus a chamavam e ainda chamam)
    Acontece que não somos Judeus e usamos a pronuncia portuguesa. Ademais Adriano, como me explica por exemplo, o fato dos apóstolos terem escrito o N.T e usado nomes inclusive o de Jesus de forma DIFERENTE da pronúncia dos Judeus:??

    Por exemplo JESUS foi vertido IESOUS no texto grego escrito pelos apóstolos. Eles não preservaram a forma hebraica Iehoshua ou Iahoshua.
    Jerônimo menciona que Mateus escreveu seu evangelho também em grego e que estava na biblioteca de Cesaréia em seus dias. Todos os textos gregos do chamado Novo Testamento não preservaram nem mesmo a pronúncia dos nomes judaicos mas os substituiram pela pronuncia e escritas do mundo helênico. Só falta vc Adriano sair por ai dizendo que nunca existiu Moisés. E que devemos falar MOSHE. Como me explica isso de modo convincente?

    Aguardo resposta específica a esta pergunta.

    Se os Testemunhas de Jeová tivessem escolhidos o “Y” em não o “J”, (talvez pela falta da guia do Espirito Santo), não teriam tantas dores de cabeça agora.
    Acho que deram um tiro no pé…

    Então o espírito santo deu um tiro no pé dos apóstolos quando os inspirou a usar nomes com grafias normatizadas em grego? Erraram os apóstolos quando chamaram Jesus de IESOUS e eram
    “não aprovados” ou fizeram isso “talvez pela falta da guia do espírito santo” também ?

    Como explica o texto acima postado por um amigo onde exemplifica a ERNORME LISTA DE NOMES comumente usados pelos eruditos de TODAS AS RELIGIÕES e UNIVERSIDADES DO MUNDO INTEIRO?
    Estão eles todos errados? Vc sabia que alguns tem como profissão estudar dia e noite este assunto? Por que então todas as faculdades no mundo defendem o uso dos nomes Josè, Maria e Pedro, bem como Jesus nos seus respectivos idiomas como sendo algo normal sem que isso detraia da pessoa a quem o título é aferido?

    Curtir

  • Adriano  On 6 de julho de 2012 at 14:31

    “……Vc sabia que alguns tem como profissão estudar dia e noite este assunto?……”

    Se vocês dão tanto crédito para alguns que tem como profissão estudar dia e noite….Porque reeditaram a biblia toda ??????….Biblia Novo Mundo….acrescentanto palavras que simplesmente não tem nos textos originais

    Ex. João 1:1-51

    1 No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com o Deus, e a Palavra era [um] deus.

    Sabe o que siguinifica [um] entre colchetes ??
    siguinifica ACRESCIMO….não existe nos textos originais…!!!!!
    falam da abominavel IRCA e praticam o que a meretriz tambem fez…

    Curtir

  • queruvim  On 6 de julho de 2012 at 22:18

    Em Atos 28:6 todas as Traduções da Bíblia usam a palavra “um”, contudo não ocorre no texto grego, até porque não existe no grego coine o artigo indefinido. Estão elas “reeditando” a Bíblia? Estão elas “acrescentando palavras que simplesmente não tem nos textos originais”? A superficialidade de suas pesquisas e o espírito de contenda jamais ajudarão alguém a chegarem a um “conhecimento exato da verdade”. O tema desta página é um assunto que sem dúvida o perturbou e o deixou prostrado. Por isso faz uma série de acusações vazias e maldosas contra a Organização mais honesta que conheço. Por isso deletei seu outro post. Aqui não é lugar de postar acusações indiretas estilo metralhadora. Fugir do assunto que é o tema da página e evitar responder o que perguntei de MODO ESPECÍFICO revela sua incapacidade de dialogar sem recorrer a ataques vazios.Peço que se prefere vandalizar esta página então procure outro lugar. Seus comentários do tipo “pra onde vai as DOAÇÕES recebidas pelo Corpo Governante” é uma pergunta maliciosa, com tom de acusação e fruto de ódio e antagonismo contra o povo de Jeová. Devia ter mais respeito e basear suas declarações não em ódio mas em avaliações mais objetivas baseadas em fatos e na verdade. Isso estou certo de que não é sua praia. Então saia daqui desta página. Seus comentários não são bem vindos. Faça o favor de não postar acusações criminosas e irresponsáveis contra o Povo de Jeová. Se desejar continuar com esta atitude de oposição irresponsável encha a medida de seus pecados e continue testificando falsidades, mas saiba que por estas serás levado a juízo velozmente. De fato os dias passam rapidamente e aquele que semeia a mentira e a falsidade colherão o que plantam. Gálatas 6:7

    Curtir

  • givanilson rocha  On 14 de setembro de 2012 at 12:28

    Rapaz,com todo respeito, vocês que entram para criticar pelo menos entrem com alguma base,algum conhecimento porque esses comentários criticos que vi revela uma falta de entendimento,ingenuidade grotesca…e fica vergonhoso quando o queruvim de forma coerente refuta vocês.

    Curtir

  • alberto  On 27 de janeiro de 2013 at 3:14

    Ola queruvim! Eu sou o Alberto um dos leitor das tuas boas matérias espiritual e tenho usado nas minhas conversas cm alguns evangélicos em Luanda angola. Mas queruvim pode um espírito possuir uma pessoa: as tj dizem que uma pessoa (espírito) não pode possuir outra pessoa. Mas temos o relato do homem demoniado e dos porcos serem possuidos por espíritos malignos. Se esses demônios possuirom uma pessoa e animais então também o espírito santo ( de acordo o pensamento trinitario sendo uma pessoa) pode possuir outra pessoa. Porfavor me ajude nesta questão.

    Curtir

  • queruvim  On 27 de janeiro de 2013 at 16:54

    Prezado Alberto,

    As TJ não dizem que uma pessoa “não pode possuir outra pessoa”. As Testemunhas de Jeová ensinam com base nas Escrituras que é incoerente dizer que uma pessoa pode ficar cheia de outra pessoa. Não observamos nenhum apoio bíblico para esta afirmação. Por outro lado, dizer que uma pessoa fica “possuída” por um espírito não é o mesmo que dizer que ela fica “cheia” de outra pessoa.
    A palavra grega usada em Marcos 5:18 vertida “possesso pelo demônio” é δαιμονίζομαι que significa, segundo léxicos respeitados, “estar sob a influência do demônio” STRONGS NT 1139.

    Devemos ter em mente que o entendimento correto sobre estes assuntos deve basear-se em “toda a escritura”! Portanto ao lermos que os espíritos “entraram” em alguém, tal como Pedro, num momento de fraqueza, Judas e outros, isto significava que estes estiveram sob estavam sob a influência destes espíritos. Como sabemos,Jesus disse em Mateus 14 se referindo a Satanás: “este não tem nenhum poder sobre mim”. Ou seja Jesus não podia ficar possesso. A possessão não é total em alguns casos. Podemos dizer corretamente que uma pessoa que aprende conceitos equivocados e os aceita, estão de certa forma possessa pelo Diabo. Uma pessoa que usa nomes feios todo tempo sem ter consideração pela orientação bíblica de evitar “piadas obscenas e coisas que não são decentes” está possessa ou sob a influência do Diabo. Ela está sob seu controle e respira o ar deste mundo ” o espírito que opera nos filhos da desobediência”. Estão elas literalmente cheias de outra pessoa? Claro que não! Mas sob a influência deste espírito.

    Devemos evitar usar apenas um texto a fim de tirar conclusões sobre um determinado assunto. Vou postar algo mais a este respeito em uma consideração mais detalhada e mais relevante brevemente!Se possível nas próximas horas…

    Att.

    Queruvim

    Curtir

  • Ismael Cardoso S. Neto  On 2 de fevereiro de 2014 at 9:30

    Adriano disse algo que discordo:
    “O problema é Ser ‘OBRIGADO’ a pronunciar o nome de Deus com ‘J’….., Muito mais importante seria pronuncia-LO na língua que ELE revelou ao homem que foi no hebraico.”
    Lembre-se que partes do Tnakh estão em Aramaico, não só em Hebraico.
    Noto algo interessante, o Rei Medo-Persa Assuero é chamado nas Escrituras hebraicas de ‘ahashverosh, porem Assuero era o Rei do Reino Medo-Persa, então o nome Original é o nome persa de Assuero, que é Khshayarsha, então se fosse para manter o Original, se utilizaria Khshayarsha que é o nome em persa, não ‘ahashverosh que é uma maneira hebraica do nome.
    Agora, se a Bíblia fez uma conversão e utilizou a maneira de pronuncia comum no seu idioma e não utilizou a forma original em persa, pq não poderia utilizar a pronuncia de nomes comum no meu idioma que vou traduzir a Bíblia, não se apegando a pronuncia do hebraico, já que a Bíblia da um exemplo disso, não se apegando ao nome original em persa mas sim em hebraico?
    Adriano disse:
    Se em vez de QUERUVIM eu chamasse o colega de JERUSIN já que o ‘J’ em questão e por hipótese não existisse também nesse exemplo, mudando a escrita e principalmente a pronuncia…serião a mesma pessoa?
    Mesmo em língua Hebraica, não sabemos com uma certeza as pronuncias de alguns nomes, Yeshua, Yehoshua ou Yahoshua… Qual a correta? Não se sabe, nesse ponto, não vai ter muita diferença, afinal, tbm não se sabe como era no hebraico…
    Lembrando que já na época, ouve traduções e ela não se apegaram a essa pronuncia, então se eles já faziam isso, e não foram reprendidos, pq não podemos fazer hoje?

    Curtir

  • Alexei  On 18 de fevereiro de 2014 at 10:41

    Bom dia,

    Com relação ao termo “espirito” em Gênesis 1:2, é verdade que RUACH está no feminino???

    Curtir

  • Queruvim  On 18 de fevereiro de 2014 at 11:10

    Exatamente, Ruahh é um substantivo feminino.

    Strong’s Concordance
    ruach: breath, wind, spirit
    Original Word: ר֫וּחַ
    Part of Speech: Noun FEMININE
    Transliteration: ruach
    Phonetic Spelling: (roo’-akh)
    Short Definition: spirit

    Curtir

  • jussara  On 30 de março de 2014 at 11:57

    Sim , pq Jesus disse se pecarem contra o Pai tem perdão , se pecarem contra o filho tbm tem perdão, se pecarem contra o Espirito Santo não tem perdão e ai como fica a biblia para os estudiosos

    Curtir

  • Alexandre Martins TJ  On 31 de março de 2014 at 10:35

    Olá Jussara. O texto de Mateus 12:31,32 não menciona que aqueles que “pecarem contra o Pai tem perdão”. A passagem reza: 

    “Por esta razão, eu vos digo: Toda sorte de pecado e blasfêmia será perdoada aos homens, mas a blasfêmia contra o espírito não será perdoada.  Por exemplo, quem falar uma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas quem falar contra o espírito santo, não lhe será perdoado, não, nem neste sistema de coisas, nem no que há de vir.”

    Assim vemos claramente que Jesus advertiu que o pecado contra o espírito santo seria imperdoável. Mas poderíamos concluir que a não menção do Pai seria uma indicação de uma blasfêmia contra Ele seria perdoável? Não. O contexto de Mateus 12:22-30 demonstra claramente que a declaração de Jesus sobre o pecado sem perdão foi decorrente da atitude dos escribas e fariseus para com a expulsão de um demônio que ele fizera. Eles atribuíram o poder de Cristo de expulsar demônios à Belzebu. Em outras palavras, eles transformaram a fonte do poder de Jesus, Jeová, no chefe dos demônios. Vemos assim que, ao blasfemarem contra o espírito santo, a força ativa de Deus, eles blasfemaram em última instância contra Jeová.

    Este relato nos ensina a atitude de Jesus para com sua posição em relação ao seu Pai. Ele não se coloca em pé de igualdade para com Este, nem reivindica para si mesmo um patamar de santidade (que ele possui, é claro) semelhante a Jeová.

    Curtir

  • idavio  On 10 de julho de 2016 at 13:23

    Conversa interressante,mas a verdade eki Deus nao e conhecido intelectuamente,mas atraves da revelaçao que vem atraves da fé, e oque tras a fé e a palavra de Deus..eu quero argumentar assim: jesus cristo era filho de Deus ou do Espirito Santo? 2:Deus é Espirito e é Santo e ao mesmo tempo ele tem um espirito que e santo que n e ele e é chamado de Espirito Santo que voces chamam de força ativa?3: em joel 2:28 Deus disse que derramaria seu espirito sobre toda carne,..era a força ativa ou o pripio Deus se derramaria no homem,ou quem e Deus quem e Espirito santo?4: seria errado dizer que Nos somos templo”moradia”Do espirito de Deus visto que em isaias Deus disse que o ceu e seu trono e a terra o escabelo de seus pes,que casa lhe edificaremos e estevao o primeiro martir disse que Deus nao habita em casa feita pelas maos de homens…me responda pos creio que tas a fazer uma confusao

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de julho de 2016 at 17:02

    Nosso leitor comentou:

    “Deus não é conhecido intelectualmente, mas através da revelação que vem através da fé, e o que traz a fé é a palavra de Deus”.

    A Bíblia é a palavra de Deus. Nela temos o verdadeiro conhecimento. Jesus se referindo a Bíblia disse em oração a Deus: “A tua palavra é a verdade”.(João 17:17) Para entendermos quem é Deus temos que estudar a Bíblia Sagrada e usar sim o intelecto. Coisa que os animais não podem fazer. Não é necessário uma revelação miraculosa para entendermos a Bíblia. É necessário apenas ler e aceitar o que ela diz sem colocar a palavra de humanos acima dela. Por exemplo, os mórmons em seu livro “Doutrinas e Conventos” sob o tópico “Éden”, dizem que o Jardim do Éden era no Mississípi Estados Unidos . Mas a Bíblia afirma que o Éden era perto do Rio Tigre e Eufrates. No final do livro de Mórmon na Lista de verbetes na página 63 dos verbetes , vá em Éden e observe a afirmação que se faz ali. Lemos ali que o Éden “se localizava onde agora é o continente americano”. Como pode ser assim se em Gênesis o Éden é mencionado como estando perto do Rio Tigre e Eufrates na Mesopotâmia? Gênesis 2:10-14. Estes são localizados na Mesopotâmia, no oriente médio. Viu só? Não foi preciso revelação divina além da que já foi revelada na Bíblia. Alguns, porém preferem acreditar no que homens escreveram do que na Bíblia. Quanto a Jesus, João Batista afirmou o seguinte: “E eu vi isso e dei testemunho de que este é o Filho de Deus.” João 1:34.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s