Quem é o Verdadeiro Deus e a vida eterna ?


Quem é o Verdadeiro Deus e a vida eterna ?

“Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna” 1 João 5:20

JEOVÁ, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, é o verdadeiro Deus. Ele é o Criador, aquele que dá vida eterna aos que o amam. É assim que muitos que lêem e acreditam na Bíblia responderiam à pergunta acima. De fato, o próprio Jesus disse: “Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de ti, o único Deus verdadeiro, e daquele que enviaste, Jesus Cristo.” — João 17:3.

No entanto, muitos que vão à igreja entendem as palavras acima de modo diferente. Elas se encontram em 1 João 5:20, que diz: “Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna” (Al). Alguns afirmam que tais palavras referem-se a Jesus e, por isso, prova que ele é Deus.

Os que crêem na doutrina da Trindade afirmam que o pronome demonstrativo “este” (hoútos) refere-se ao nome que o antecede, Jesus Cristo. Afirmam que Jesus é “o Deus verdadeiro e a vida eterna”. No entanto, essa interpretação está em conflito com o restante das Escrituras. E muitos eruditos respeitados não aceitam esse conceito trinitarista. O erudito B. F. Westcott, da Universidade de Cambridge, escreveu:

A referência mais natural [do pronome hoútos] não é ao sujeito mais próximo, mas ao predominante na mente do apóstolo.”

De modo que o apóstolo João pensava no Pai de Jesus. O teólogo alemão Erich Haupt escreveu: “É preciso determinar se o [hoútos] usado na próxima proposição se refere ao sujeito próximo ou imediatamente precedente . . . ou ao antecedente mais distante, Deus. . . . Ser o texto um testemunho a respeito do verdadeiro Deus, em vez de uma demonstração da divindade de Cristo, parece estar mais em harmonia com a advertência final contra ídolos.”

Até mesmo a obra Análise Gramatical do Novo Testamento em Grego, publicada em inglês pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma, declara: “[Hoútos]: como clímax dos [versículos] 18-20 é quase certo que se refere ao Deus real e verdadeiro, [em] opos[ição] ao paganismo (v. 21).”

Muitas vezes hoútos, em geral traduzido “este”, não se refere ao sujeito imediatamente anterior na frase. Outros textos bíblicos ilustram o ponto. Em 2 João 7, o mesmo apóstolo e escritor da primeira carta escreveu: “Muitos enganadores saíram pelo mundo afora, pessoas que não confessam Jesus Cristo vindo na carne. Este [hoútos′] é o enganador e o anticristo.” Aqui, o pronome não pode referir-se ao que vem imediatamente antes — Jesus. É óbvio que “este” refere-se aos que negam a Jesus. Eles são chamados coletivamente de “o enganador e o anticristo”.

O apóstolo João escreveu no seu Evangelho: “André, irmão de Simão Pedro, foi um dos dois que ouviram o que João dissera e que seguiram a Jesus. Este [hoútos], primeiro, achou seu próprio irmão, Simão.” (João 1:40, 41) É evidente que “este” não se refere à última pessoa mencionada, mas a André. Em 1 João 2:22, o apóstolo usa o mesmo pronome de modo similar.

Lucas usa o pronome de forma parecida, conforme se vê em Atos 4:10, 11:

No nome de Jesus Cristo, o nazareno, a quem pregastes numa estaca, mas a quem Deus levantou dentre os mortos, por esse é que este homem está aqui são em pé diante de vós. Esta [hoútos′] é ‘a pedra que por vós, construtores, não foi levada em conta, que se tornou a principal do ângulo’.” O pronome “esta” claramente não se refere ao homem curado, embora ele fosse mencionado logo antes da palavra hoútos. Certamente, “esta” no versículo 11 se refere a Jesus Cristo, o nazareno, que é a “pedra angular” sobre a qual a congregação cristã está construída. — Efésios 2:20; 1 Pedro 2:4-8.

Atos 7:18, 19 também ilustra esse ponto: “Levantou[-se] um rei diferente sobre o Egito, que não sabia nada sobre José. Este [hoútos] usava de estadística contra a nossa raça.” “Este”, que oprimiu os judeus, não era José, mas Faraó, o rei do Egito.

Essas passagens confirmam a observação feita pelo erudito grego Daniel Wallace, que disse que, no caso dos demonstrativos gregos, “o que talvez seja o antecedente mais próximo no texto pode não ser o antecedente mais próximo na mente do autor”.

O “Verdadeiro”

Conforme o apóstolo João escreveu, o “Verdadeiro” é Jeová, o Pai de Jesus Cristo. Ele é o único Deus verdadeiro, o Criador. O apóstolo Paulo reconheceu: “Há realmente um só Deus, o Pai, de quem procedem todas as coisas.” (1 Coríntios 8:6; Isaías 42:8) Outro motivo de Jeová ser o “verdadeiro”, mencionado em 1 João 5:20, é que ele é a Fonte da verdade. O salmista chamou Jeová de “Deus da verdade” porque Ele é fiel em tudo o que faz, e não pode mentir. (Salmo 31:5; Êxodo 34:6; Tito 1:2) Referindo-se ao seu Pai celestial, o Filho disse: “Tua palavra é a verdade.” E a respeito do seu próprio ensino, Jesus declarou: “O que eu ensino não é meu, mas pertence àquele que me enviou.” — João 7:16; 17:17.

Jeová é também “vida eterna”. Ele é a Fonte da vida, Aquele que a dá como dádiva imerecida por meio de Cristo. (Salmo 36:9; Romanos 6:23) É significativo que o apóstolo Paulo disse que Deus é “o recompensador dos que seriamente o buscam”. (Hebreus 11:6) Deus recompensou seu Filho por ressuscitá-lo dentre os mortos, e o Pai dará a recompensa de vida eterna aos que O servem de todo o coração. — Atos 26:23; 2 Coríntios 1:9.

Portanto, a que conclusão chegamos? Que Jeová, e ninguém mais, é “o Deus verdadeiro e a vida eterna”. Somente ele merece receber a adoração exclusiva de suas criaturas. — Revelação (Apocalipse) 4:11.

Fonte(s):

Jesus Cristo é Deus?
http://www.watchtower.org/t/20050422/art…

Quem é Deus?
http://www.watchtower.org/t/20020515/art…

Conhece a Deus por nome?
http://www.watchtower.org/t/20040122/art…

Que a Bíblia Realmente Ensina?, O
http://www.watchtower.org/t/bh/article_0…

A verdade a respeito do Pai, do Filho e do espírito santo
http://www.watchtower.org/t/bh/appendix_…

EM ÁUDIO, ESCUTE É MUITO BOA ESTA EXPLICAÇÃO!
http://download.jw.org/files/media_books…

 

 

 

 QUEM É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA? PARTE 2

 

 

 

contador de visitas
contador de visitas

Anúncios
Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários

  • joão cavalcante  On 28 mar 2012 at 20:43

    Em meio á tanta confusão, acabo de crer que o antí-cristo quer mesmo desviar-nos do único Deus, Verdadeiro e Pai de Jesus Cristo.
    Dá a impressão,é é verdadeiro isso, de que alguns homens inspirados por demônios, enganam os professos fiéis de tudo o que é religão pelo mundo e seduzem-os à uma futura destruição pela enganação.
    Ainda bem que temos pessoas descentes que nos esclarecem.
    Voces são, além de abençoados, irmãos e irmãs de Cristo e Filho de Jeová!
    Alelujah…

    Curtir

  • oTESTEMUNHAdeJAH  On 1 mar 2014 at 3:11

    É interessante que os evangélicos e adventistas adoram falar em “contexto”, mas quando defendem suas teses o que me menos usam é o contexto.
    Então podemos obter a resposta a cada sentença de 1 João 5:20 usando o contexto de 1 João 5 na tão amada Tradução Almeida?

    “E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna”. – 1 João 5:20, ALMEIDA CORRIGIDA E REVISADA FIEL.

    “E sabemos que já o Filho de Deus é vindo”,
    RESPONDIDO: Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. – 1 João 5:5-6

    “e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro”
    RESPONDIDO:E o testemunho é este: que Deus (JEOVÁ) nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho JESUS CRISTO). – 1 João 5:11

    “e no que é verdadeiro estamos isto é, em seu Filho Jesus Cristo”
    RESPONDIDO: “Quem crê no Filho de Deus (JESUS CRISTO), em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus (JEOVÁ) não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus (JEOVÁ) de seu Filho (JESUS CRISTO) deu. E o testemunho é este: que Deus (JEOVÁ) nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho (JESUS CRISTO).Quem tem o Filho (JESUS CRISTO) tem a vida; quem não tem o Filho de Deus (JESUS CRISTO) não tem a vida. Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus. – 1 João 5:10-13

    “Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.”
    RESPONDIDO: Deus (JEOVÁ)nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. (JESUS CRISTO) – 1 João 5:11

    CONCLUSÃO LÓGICA: Este que nos dá vida eterna por meio de seu Filho Jesus de fato é o Verdadeiro Deus e a vida eterna!

    Curtir

  • Saga  On 1 mar 2014 at 13:44

    oTESTEMUNHAdeJAH,

    Muitas palmas para você por este comentário sensacional, muito bem fundamentado no contexto do capítulo 5 de I João.

    Realmente cadê o “contexto” dos nossos ditos tão doutos e sábios?
    Nessa passagem eles desejam isolar, não somente o verso 20, mas um único pedaço do verso 20, percebam que eles acham necessário isolar a parte “….Jesus Cristo. Esse é o verdadeiro Deus …”.

    E o contexto imediato, o qual faz parte o próprio verso (20) que diz que Cristo é o Filho do Verdadeiro ? Não usam. E o contexto do inteiro livro, que identifica o Pai como de forma intercambiável com Deus? Não usam. E o contexto dos escritos de João, que em outro livro dizem quem é o verdadeiro Deus em João 17:3? Não usam.

    Para afirmar categoricamente que Jesus Cristo é o Deus verdadeiro, simplesmente isolam algumas palavras de um único verso e vua lá, contexto pra que? Contexto nenhum, contexto atrapalharia, pois incluiria o Pai como sendo um segundo candidato a ser o Deus citado em 1 Jo 5:20, afinal, o contexto dos escritos joaninos já o identificava assim antes.

    Curtir

  • Saga  On 1 mar 2014 at 13:54

    Eu gosto muito de fazer estes tipos de analises, de capítulos inteiros, verso a verso, eu procuro fazer perguntas e procurar a Trindade neles (em vão).

    Pense na Conma Joanina, é uma interpelação incluída muito artificialmente no capitulo 5 de I João, perceba que não tem relação alguma com o contexto, pois este capitulo não tem a pretensão de debater o dogma da Santíssima Trindade, nem de demonstrar que Deus é Triuno, mas sim de reforçar a filiação divina de Cristo.

    Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?

    O texto poderia muito bem dizer que quem vence o mundo é aquele que crê na Trindade.

    Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. – 1 João 5:5-6

    Veja como encaixa perfeitamente com a afirmação de que o testemunho do espírito, DA ÁGUA e DO SANGUE é único. Já o tema da Trindade é ausente, então a Comma Joanina fica sobrando ali, sem relação contextual com o assunto em pauta, já que os trinitários a tomam como estando ali para provar a doutrina da Trindade.

    Curtir

  • Karmo  On 1 mar 2014 at 14:02

    O DEUS TRINO

         É evidente que o deus trino é um arremedo e rearranjo de tríades de povos pagãos do passado, tais como egípcios e babilônios. É claro que é uma corrupção do cristianismo verdadeiro, promovido por homens que não tinham amor pela palavra escrita de Deus. Então, vejamos:
    

    1) Um deus trigêmeo, cujos membros têm a mesma idade, embora sejam conhecidos como primeira, segunda e terceira pessoa. Apesar de que a ordem entre essa pessoas não esteja determinada nas escrituras. Sim, pois desde que são considerados de igual tempo de existência, a relação deles está mais para irmãos trigêmeos e não de primeira, segunda ou terceira pessoa.

    2) Um deus trigêmeo que permitirá o sofrimento eterno das almas rebeldes, talvez encarregando seu próprio inimigo de atormentá-las. Sim, o deus trigêmeo, de acordo com seus adoradores, inseriu uma alma imortal em suas criaturas (será que nos animais também?) no momento do nascimento. Essa imortalidade inerente, porém, torna sem sentido o sacrifício de Jesus Cristo, cujo sangue derramado teve por um dos objetivos conceder vida eterna aos salvos. Além de anular o sacrifício de Cristo, o deus trigêmeo também se certificará de que as almas rebeldes sofram eternamente um destino cruel.

    3) Um deus trigêmeo que permite o sofrimento eternamente, que portanto, será blasfemado eternamente pelos condenados. Sim, é só lógico concluir que o deus trigêmeo não é nada sábio, pois ao invés de produzir louvor eternamente para si, vai produzir clamores de maldição eternamente. Não fará cessar o vitupério sobre seu nome, pois certamente não é o Deus verdadeiro, e, portanto é incapaz disso.

    4) Um deus trigêmeo que permite o uso de sangue humano em benefício próprio de seus adoradores, não se importando como é utilizado, desde que não se use sangue animal. Sim, o deus trigêmeo não se importa com o modo que se usa o sangue humano. De fato, seus adoradores são fortemente exortados a salvar suas próprias vidas com sangue alheio. O deus trigêmeo não exorta a fé no sangue derramado de Cristo como única fonte de salvação, mas promove a fé no sangue de humanos imperfeitos e pecadores.

    5) Um deus trigêmeo que permite o derramamento de sangue de co-adoradores em batalhas, pois sempre estará do lado vencedor, pois ele também é patriota. (risos) Sim, as religiões que adoram o deus trigêmeo acham perfeitamente aceitável o alistamento militar de “cristãos” para épocas de confrontos entre países em guerra. Dessa forma, os co-adoradores desse deus trigêmeo se matam mutuamente em época de guerra em nome do mesmo deus trino.

    6) Um deus trigêmeo que não se importa com a veneração ou adoração de imagens, pois ele mesmo é uma imagem medonha de um deus de três cabeças. Sim, de fato, o deus trigêmeo é em si mesmo uma cópia das imagens pagãs de deuses agrupados em três das antigas nações pagãs, tais como egípcias e babilônicas.

    7) Um deus trigêmeo que tem mãe e esposa de carne, que esteve retido no ventre de uma mulher por nove meses. Sim, o catolicismo, por exemplo, crê que esse deus trigêmeo tem mãe e que, desde que uma parte desse deus supostamente se tornou marido de Maria, a parte chamada terceira pessoa, esse deus trigêmeo passou a ter esposa de carne e osso também. Mas, por certo, os adoradores desse deus trigêmeo acham isso perfeitamente normal.

    8) Um deus trigêmeo, cujo aniversário é comemorado todos os anos, embora a data do nascimento dele não apareça na Bíblia, nem tenha uma única palavra orientando a se fazer tal comemoração.

    Caro leitor, vê alguma semelhança entre o deus trigêmeo e o Deus verdadeiro? Queira se manifestar, caso haja algo que deixei passar despercebido. Faça-o, porém, com temperamento brando e profundo respeito

    Curtir

  • Saga  On 2 mar 2014 at 0:59

    Karmo, faltou dizer que antes de tudo, esse teu deus trigêmio já tinha escolhido 1% de pessoas que seriam destinadas a serem salvas e as 99% destinadas a irem ao inferno – então a alma imortal foi uma coisa pensada por ele para evitar que o fogo infernal os consumissem em cinza e fumaça rapidamente, melhor o deus trigêmio dar aos seus futuros bonequinhos de argila impios uma alma indestrutível para que possam desfrutar mais e mais e mais das dores e sofrimentos que preparei pra eles no lugar que irei criar para aqueles que não irei eleger- ….

    Só falta também teu deus trigêmio ter criado tudo via evolução, igual muitos nas igrejas da cristandade acreditam, para que assim seja o responsável pela própria morte e pelo continuo conflito dos seres vivos pela sobrevivência através da luta, sendo nossas condições selvagens, inclusive o envelhecimento e as doenças que temos aqui nessa Terra já do proposito dele pra a humanidade, que foi feita para nascer, crescer, se alimentar, reproduzir, envelhecer e morrer, para que possa depois da morte ir para o inferno sofrer eternamente ou se depois de já ter feito muita penitência sofrida na sua existência terrestre ter o prazer de ficar anos no purgatório sofrendo amargamente antes de poder entrar no bendito céu, enfim!

    Curtir

  • Karmo  On 2 mar 2014 at 11:00

    Eu sabia que estava esquecendo alguma coisa, Saga. Pode ficar à vontade para acrescentar mais itens a lista. Essas suas observações podem ser a nona e décima coisas na lista do deus trigêmeo, por exemplo.

    Só vou fazer uma correção no seu comentário: O deus trigêmeo não é o meu deus. É o deus da cristandade. Meu Deus é Jeová, o Todo-poderoso, Pai de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Sou uma testemunha cristã de Jeová convicta.

    Com certeza o deus trigêmeo passa anos-luz de distância do Deus verdadeiro, só quem nunca levou a bíblia a sério é que acredita nele.

    Curtir

  • oTESTEMUNHAdeJAH  On 3 mar 2014 at 21:28

    Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um.- 1 João 5:7

    Lendo um artigo das revistas A Sentinela de 1974 achei um muito interessante que dizia: “A DIFERENÇA ENTRE UNIDADE E IGUALDADE”

    O artigo chama a atenção para essa sutil diferença entre esses termos. Unidade é estar unido, em união com, ou em união a. (João 10:30; 17:21) enquanto Igualdade é ser igual, semelhante, ser o mesmo que.
    Por exemplo, Jesus disse que ele e o Pai eram um (João 10:30), mas em contrapartida não quis ser IGUAL a Deus. “Que mesmo existindo em forma de Deus, NÃO teve por usurpação SER IGUAL a Deus” – Filipenses 2:6; Note Isaías 40:25.

    Seguindo essa lógica podemos concluir que mesmo que 1 João 5:7 constasse nos idiomas originais ele poderia ser facilmente explicado de acordo com o contexto Bíblico. Pois de fato, Jeová, sua força ativa e Jesus Cristo estão unidos no mesmo propósito, podendo claramente ser simplificado dizendo que esse três, nesse contexto, “são um.” mas NÃO SÃO IGUAIS. – Mateus 3:16, 17; 28:19.

    Curtir

  • Celow-TJ  On 4 mar 2014 at 11:28

    Não precisa nem saber de “pronomes” para saber que este texto se refere à Jeová como o Verdadeiro e não Jesus, ta muito evidente que para o apóstolo, era Jeová, se ler o texto com atenção, a pessoa não precisa nem entender o que é “pronome” para enchergar isso, é ai que nós vemos, o quanto satanás é poderoso, a ponto de cegar as pessoas diante de uma evidencia tão clara quanto a luz do sol e da lua juntas. Chega a me dar pena de uma pessoa que é capaz de citar esse texto para provar uma trindade, sincéramente.

    1ª João- 5: 20 diz: “Mas, sabemos que o Filho de Deus veio e nos deu capacidade intelectual para podermos obter conhecimento do VERDADEIRO. E nós estamos em união com o VERDADEIRO, por meio do SEU Filho Jesus Cristo.”

    Quem o apóstolo chamou de o VERDADEIRO neste etxto? a quem o Filho veio para nos dar conhecimento intelectual? Nós estamos em união com quem através do Filho? a palavra “SEU” ali, está se referindo a quem, quem tem este Filho? Até a minha irmã de 15 anos que nunca leu a Bíblia, mostrei pra ela esse texto, me disse que se refere a Deus o Pai.

    Curtir

  • itanhaem1997  On 24 ago 2016 at 18:37

    Deus é invisível , ninguém jamais viu e nem vai ver , o que veremos é Jesus , Jesus é Deus expressado, mesmo no mundo por vir sera assim . Em apocalipse 21 é dito q a cidade santa não precisa de sol , porque a Gloria de Deus a iluminara , Porém o CORDEIRO É a sua lâmpada . Existem 2 tronos , porém Estevão viu a gloria Deus qndo viu o céu aberto . Mas Deus mesmo vc ve somente na pessoa de Jesus. Agora os T.J. Pregam algo sem valor eterno . Vcs tem q pregar. Cristo e este crucificado , é isto q importa .

    Curtir

  • Queruvim  On 24 ago 2016 at 18:46

    Interessante, um adventista, se eu não estou enganado, que prega a guarda do sétimo dia, afirmando que são as Tj que pregam “algo sem valor eterno”. Isso me lembra psicologia, onde alguém acusa outro justamente daquilo que pratica. Quero deixar claro que agradeço por sua participação e resposta, não o julgo por seu ponto de vista. Apenas discordo fortemente e faço uma análise do comportamento e conhecimento dos que postam aqui. Jesus adorava a Jeová e deixou este exemplo. Ele mesmo disse que “‘nós adoramos o que conhecemos” quando falou à samaritana junto ao poço. Ele se incluiu como parte dos que adoram a Jeová Deus.

    A Sentinela, publicada pelas TJ desde 1879, vem a mais de 130 anos em sua página dizendo na página 2 :

    ´Esta revista …incentiva a fé em Jesus Cristo, cujo sangue derramado abriu o caminho para que nós pudéssemos ter vida eterna`. A Cristandade ignora o seguinte:

    “Porque todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas”.

    Curtir