Why it’s YEhovah, but HalleluYAh


Neste vídeo Nehemia Gordon demonstra que a forma fantasiosa Javé, vocalizada por alguns Yahvéh baseia-se em uma premissa equivocada. Os que dizem que Yahvéh possui a letra A da mesma forma que a expressão HalleluYAH se enganam, visto que o A é diferente. A abreviação Yáh nos manuscritos emprega um kamatz ao passo que o A em Yahvéh é escrito em hebraico pelos que a inventaram usando-se um patáh. Não é a mesma coisa! Em seguida faz declarações técnicas desconhecidas pelos defensores do nome Yahoshua, entre outros nomes com vocalizações impossíveis no hebraico bíblico. Chega a afirmar que não existe ditongos que poderiam formar por exemplo a forma Yauh e outras esquisitices dos desinformados. Cita fontes antigas que respaldam suas afirmações. Nehemia Gordon é Mestrado em Estudos Bíblicos e Bacharel em Arqueologia pela Universidade Hebraica de Jerusalém e tradutor do Rolo do Mar Morto. 

Os comentários e os trackbacks estão atualmente desativados.