A Rússia tem suas garras de uma “besta” expostas


Por Queruvim

A Grã-Bretanha, Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos acusaram a inteligência militar russa de realizar uma campanha mundial de ataques cibernéticos “maliciosos”, incluindo a invasão do Comitê Nacional Democrata dos EUA em 2016. O secretário de Relações Exteriores britânico, Jeremy Hunt, disse em um comunicado nesta quinta-feira que o Centro Nacional de Segurança Cibernética do país (NCSC) descobriu que agentes de inteligência russos estavam por trás de ataques cibernéticos que teriam custado à economia global milhões de dólares.

A Austrália e a Nova Zelândia divulgaram declarações semelhantes alegando que suas próprias agências de inteligência haviam encontrado evidências do envolvimento russo nos mesmos ataques contra instituições políticas, empresariais, de mídia e esportivas. Grã-Bretanha, Austrália e Nova Zelândia são todos membros da aliança de compartilhamento de inteligência Five Eyes, que também inclui os EUA e o Canadá. “As ações do GRU são imprudentes e indiscriminadas: elas tentam minar e interferir em eleições em outros países; estão até mesmo preparadas para prejudicar empresas russas e cidadãos russos”, disse Hunt em um comunicado. “Esse padrão de comportamento demonstra seu desejo de operar sem levar em conta o direito internacional ou normas estabelecidas e fazê-lo com um sentimento de impunidade e sem consequências”.

 

Em declarações nesta quinta-feira, autoridades do Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia atribuíram ataques cibernéticos de alto perfil a hackers apoiados pelo GRU: Ataques aos servidores do Comitê Nacional Democrata em 2016, no período que antecedeu a eleição presidencial dos EUA; um ataque de ransomware em 2017 que visou agências de notícias russas, operações em um metrô na capital ucraniana de Kiev e um aeroporto na cidade de Odessa; a divulgação de arquivos confidenciais de atletas internacionais roubados da Agência Mundial Antidoping (WADA) em 2016. O Kremlin não respondeu às alegações britânicas e australianas, mas os líderes russos negaram consistentemente muitos dos ataques hacks atribuídos a Moscou. 

A principal autoridade militar dos EUA no Oriente Médio condenou a transferência da Rússia do sistema de defesa aérea S-300 para a Síria. (veja imagem acima) A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, disse que a entrega de sistemas de mísseis S-300 pela Rússia representa uma “séria escalada de preocupações e problemas na Síria”. O míssil S-300 é uma série de mísseis terra-ar com alcance de 100 km projetado em 1979 pela Rússia. Israel já avisou que irá empregar aviões F-35 que não podem ser detectados por radar, a fim de em caso de necessidade, neutralizar estes mísseis. 

A Rússia tem sido acusada de invadir repetidas vezes o espaço aéreo de inúmeros países na Europa e até mesmo na America do Norte. Aqui no Brasil não se fala nisso na mídia, por serem em grande parte de viés comunista. Essas invasões criminosas tem chocado alguns países que escoltam aviões de guerra russos para fora de seu espaço aéreo. A Rússia tem sido acusada de fazer bullying de forma descarada contra o ocidente. Invadir o espaço aéreo de outras nações são atos de guerra. Estão pedindo para que isso aconteça. O Brasil e outros países inclusive a Rússia, que possuem uma mídia de forte viés comunista evidentemente pouco falam sobre isso, se é que falam. Quando uma eventual desgraça acontece e irrompe uma guerra, aparece um monte de sabichões dando sua opinião furada. Isto se dá visto que pegam o bonde andando devido à política midiática de evitar falar contra os que consideram parte da “irmandade comunista”, a “grande pátria”.

A verdade é que a Rússia está em guerra e em plena atividade. Sua arrogância imperialista e sua obsessão de dominar transbordou do mundo virtual. Essa guerra já tem matado pessoas no mundo real por envenenamento. Tem feito aliados com genocidas cruéis como Assad e outras ditaduras que amam estrangular seu próprio povo e pintar o solo de vermelho com sangue inocente. Tem assassinado o caráter de muitos por suprimir a liberdade de imprensa e religião. Tem materializado o cinismo na pessoa do presidente narcisista da Federação Russa, ao meu ver um covarde, que tenta de forma inútil ressuscitar a defunta ex União Soviética e que confia em demasia em um exército que está longe de ser o mais poderoso da terra. Este tem aceito a prostituição da Igreja Ortodoxa com quem se relaciona, ao ponto de anular o sistema judiciário russo e a própria constituição daquele país, pisoteando cidadãos pacíficos que só querem liberdade de falar o que pensam sem ser presos ou considerados “extremistas”.

Não precisamos fazer muita força para ver que assim como Hitler era um psicopata magoado com a humilhação do tratado de Versalhes, não são poucos hoje que estão magoados com a desintegração da URSS. Quando uma criança mimada e agressiva começa a dar empurrões em seus colegas, não demora muito e a possibilidade de uma confusão se formar é apenas uma questão de, talvez, pouco tempo. Alguns agressores são muito otimistas e acham que sua gordura é músculo. Procuram bater e fazer bullying nos que considera mais fracos. Governantes arrogantes com ideologias de dominação não param para pensar e para meditar, que há nos céus um Ser que os observa com desdém e até mesmo imagina como irá se livrar deles no tempo designado. Este é o Verdadeiro Governante da humanidade.

TANTO Babilônia quanto a Filístia, Moabe, a Síria, a Etiópia, o Egito, Edom, Tiro e a Assíria sentiriam o furor de Jeová. Isaías predisse as calamidades que sobreviriam a essas nações hostis.

“Os traiçoeiros agiram traiçoeiramente. Com traição é que os traiçoeiros agiram traiçoeiramente.’ O pavor, e o barranco, e a armadilha estão sobre ti, ó habitante da terra. E terá de acontecer que todo aquele que fugir do som da coisa apavorante cairá no barranco, e todo aquele que subir de dentro do barranco será apanhado pela armadilha. Pois abrir-se-ão realmente as comportas no alto e tremerão os alicerces da terra.” 

“Naquele dia terá de acontecer que Jeová voltará a sua atenção para o exército do alto, no alto, e para os reis do solo sobre o solo.” — Isaías 24:21-23.

 

As opiniões desta página são exclusivamente pessoais e do autor. Não representa a opinião de nenhuma instituição.
Anúncios
Os comentários estão desactivados, mas pode deixar um trackback: URL do Trackback.