Nosso “único dono” e o entendimento trinitário


Por Defensores do Reino

 

 

Preste atenção no raciocínio trinitário:

“Existe um só Deus. (Is 43:10) Portanto, Jesus não pode ser um outro Deus.”

Agora veja que eles usam de outro peso e medida para outra argumentação:

“Jesus é nosso único dono. (Judas 4) Mas isso não exclui o Pai de ser nosso dono também”.

Calma lá! Prestaram atenção na contradição?

Quando YHWH (Jeová) fala que só ele é o único Deus, os trinitarios aceitam isso. Então porque não aceitam que Jesus é nosso único dono? Ora, a palavra “único” significa “único” mesmo em Isaías mas não em Judas?

Por honestidade, eles deveriam usar o mesmo argumento pra ambos os textos. Você já se perguntou porque o trinitario entende corretamente Judas 4 mas erra em Isaías 43?

Sim, se é possível que exista outro “dono” além de Jesus, mesmo ele sendo chamado de “único”, porque não pode existir outro “deus” apesar de Jeová ser chamado de “único Deus”?

A explicação BÍBLICA pra isso é bem fácil. Já a explicação trinitária continua na obscuridade, contradições e preconceitos.

Leia também:

Judas 4 Corretamente Contextualizado

 

Anúncios
Os comentários e os trackbacks estão atualmente desativados.