Síria Invade Território Israelense com drone Iraniano. Rússia e Irã passam vergonha!


Residentes das Colinas de Golan  acordaram no sábado devido as sirenes de ataque aéreo depois que um drone iraniano entrou no espaço aéreo israelense de Palmira, na Síria. O drone foi derrubado, e a IAF (Força Aérea Israelense)  retaliou atacando alvos iranianos na Síria.

No entanto, o exército sírio disparou mísseis terra-ar feitos na Rússia no avião de combate “Sufa” F-16I contra a Força Aérea Israelense, que a IAF confirmou como derrubado. Os pilotos do avião ejetaram, mas ambos sofreram lesões. Uma investigação do IDF ( Forças de Defesa de Israel) mostrou que isso ocorreu antes das 4:00 da manhã do Sábado. A IAF identificou uma aeronave Iraniana não tripulada que se infiltrava no espaço aéreo israelense. A aeronave permaneceu no espaço aéreo israelense por um minuto e meio antes de ser derrubada.

Clima de Guerra e um Golpe Fulminante contra a Síria Invasora e seus apoiadores Rússia e Iran 

Em resposta, quatro  F-16 da Força Aérea de Israel atacaram o centro de controle do drone bem adentro em território da Síria. Enquanto Israel se defendia desta invasão, a Síria disparou dezenas de mísseis de terra-ar e um deles atingiu um F-16, fazendo com que o piloto e o outro ocupante ejetassem quando chegaram ao território israelense. Um deles sofreu ferimentos graves e o outro foi ferido levemente. Enquanto isso, a IAF respondeu ao ataque no F-16 ao iniciar uma operação em larga escala contra alvos iranianos na Síria, destruindo pelo menos quatro locais e instalações adicionais, enquanto a Síria disparava mísseis de terra-ar contra os aviões, ativando sirenes de aviso de ataque aéreo em Israel na fronteira norte. A situação se acalmou no sábado, e os principais funcionários de segurança de Israel acompanham de perto os eventos.

 

O chefe de gabinete da IAF, Tomer Bar, disse no sábado à tarde: “O drone iraniano era um modelo muito avançado. Permaneceu no espaço aéreo israelense por um minuto e meio”. “Esta é a primeira vez que um de nossos aviões foi atingido pelo fogo inimigo desde 1983. “Os sírios têm muito nervos para disparar mísseis contra nós e, portanto, operamos de forma muito abrangente e com consiência. A resposta das forças de Defesa de Israel constitui um golpe severo para as defesas da Força Aérea da Síria. Chegamos ao centro de controle de fogo, às comunicações sistemas e centros de escuta do Irã “.

 

Em relação aos dos pilotos dos aviões, Bar disse: “Os pilotos acabaram de atacar o centro de controle que operou o drone iraniano enviado para Israel. Estamos examinando se as lesões dos pilotos são do míssil ou da ejeção, ou seja, se o míssil atingiu o avião, mas estimamos que isso aconteceu. Os mísseis foram disparados pela Síria e ninguém mais “.

 

“Os pilotos não informaram que foram feridos, mas seguiram os procedimentos de ejetar. Eles foram resgatados rapidamente e estamos investigando o que aconteceu lá. Também verificaremos como os sistemas de defesa do avião operaram”.

O Irã está transformando a Síria em uma base militar para atacar Israel afirma Embaixador Israelense na ONU

Danny Danon afirmou em reunião no Conselho de Segurança da ONU que o Irã está fazendo da Síria a maior base militar do mundo.

Existem 82 mil soldados “diretamente sob a autoridade iraniana na Síria”, disse Danon, incluindo 3.000 membros do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica, 9.000 membros do Hezbollah e 10 mil membros de “violentas milícias xiitas recrutadas em todo o Oriente Médio, incluindo Iraque, Afeganistão e Paquistão ,” afirmou. Além disso, Danon disse que o Irã “comanda diretamente” 60 mil combatentes sírios locais. “Estes são fatos incontestáveis que não podem ser refutados. O exército do Irã está treinando ativamente esses extremistas militantes e está usando a Síria como sua base estratégica”, disse Danon. Ele acrescentou que o Irã “também está construindo fábricas de mísseis na Síria” e disse que a atitude de Israel em relação à fronteira do norte é que “não podemos mais distinguir entre o Irã e a Síria”.

Bombardeios de Israel após reação do exército da Síria deixa 6 mortos

 

Os jatos supersônicos israelenses deixaram um rastro de destruição em diversas áreas de Homs , Damasco e outras localidades, resultando na morte de 6 pessoas dizem os sírios.  Esta informação foi divulgada segundo o Observatório de Direitos Humanos da Síria. Como lá tudo é controlado por Assad, não dá para considerar como verdade nada do que ele fala. Desde o começo ele vem mentindo. Mentiu ao dizer que não estava bombardeando seu próprio povo no início da guerra. Novamente ao lançar gazes letais sobre cidades de seu próprio povo, acusou os que querem a derrubado de seu governo genocida. Mostrou ser mais uma mentira. Eu segui por um tempo  a guerra na Síria e notei sem sombra de dúvidas que a TV estatal daquele país é uma maquina de enganar as massas. Percebi que a mídia russa sequer comenta que Israel teve seu espaço aéreo violado. Um exemplo podemos ver neste link.  A Rússia não muda nunca.

 

O noticiário da Rússia nega que a Síria tenha usado um drone de fabricação iraniana para invadir espaço aéreo israelense. Veja este link onde eles negam isso.

 



 

 

RESGATE A SOLDADO LOGO APÓS EJETAR E SER SOCORRIDO

 

Anúncios
Os comentários e os trackbacks estão atualmente desativados.