A personificação do “Espírito Santo” não prova a sua personalidade


ESPÍRITO SANTO       OUTRA COISA INANIMADA

 

Faz lembrar – João 14:26     » » » Arco-íris faz lembrar Gênesis 9:16

Ensina – João 14:26             » » »  A Escritura ensinam – 2 Timóteo 3:16

Dá testemunho – João 15:26    » » »  As Obras dão testemunho – João 5:36

Guia – João 16:13           » » »         A nuvem guiou – Neemias 9:19

Fala – João 16:13     » » »              A Palavra de Deus fala – 1 Reis 19:9

Ouve – João 16:13  » » »                   Os montes ouvem – Miquéias 6:2

Declara – João 16:13    » » »            O céu declara – Salmo 19:1

Entristece – Efésios 4:30   » » »         A escarpa e a muralha

                                                                choram – Lamentações 2:8

 

 Consola  – João 14:16  » » »   As Escrituras consolam – Romanos 15:4

 

O espírito santo é uma pessoa?

(Mateus 11:27) “… E ninguém conhece plenamente o Filho, exceto o Pai; e ninguém conhece plenamente o Pai, exceto o Filho… ”

Esse texto deveria dar o que pensar para um trinitário. Pois, caso o espírito santo seja, de fato, uma pessoa, ele sofre “bullying” do Pai e do Filho. Por que o espírito santo não conhece o Pai nem o Filho? Note que isso não é uma simples omissão, mas uma exclusão do espírito santo como partícipe do mútuo conhecimento entre Pai e Filho. O que é, então, o espírito santo? O espírito santo é, por vezes, uma metonímia ou sinédoque de Deus. Isto significa que, quando diz-se do espírito santo como fazendo algo, na verdade, quem realmente está fazendo isso é Deus. O oposto também é verídico: quando se fala de alguém fazendo algo contra o espírito santo, na verdade, é contra Deus que se faz, pois o espírito santo não é e nem pode ser separado de Deus.

(Lucas 12:10) “E todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do Homem será perdoado; mas quem blasfemar contra o espírito santo não será perdoado.”

Note que o espírito santo é separado de Jesus (o Filho do Homem). Mas perceba algo bem interessante: Jesus não disse: “E todo aquele que disser uma palavra contra O PAI e o Filho do Homem será perdoado…”; Jesus não incluiu o Pai nessa declaração! Por que não? É óbvio: o espírito santo aqui é uma metonímia do Pai.

   

 

BAIXE UM ESTUDO SOBRE A TRINDADE…UMA REFUTAÇÃO! A Trindade Refutada                                    

Anúncios
Os comentários e os trackbacks estão atualmente desativados.