Rabino executado no início do 2º Século por pronunciar o Nome de Deus, o Tetragrama


OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No Talmude em um tratado chamado Avodah Zara# (circa 200 E.C) lemos sobre a execução do Rabino Hanina Ben Teradion (135 E.C),  queimado numa estaca pelos Romanos por ter pronunciado o Nome de Deus “segundo as suas letras”. Veja abaixo uma tradução correta do tratado sem ser alterado, como fazem os judeus e outros ao verterem o texto para o Inglês. Me admira que a própria Enciclopédia Judaica omite os motivos específicos da morte deste rabino. Logicamente para não divulgar aquilo que eles tradicionalmente rejeitam, o Nome verdadeiro de Deus. 

 

Os que afirmam que o Nome de Deus deixou de ser pronunciado muito antes de Cristo e até mesmo procuram fontes para “provar” isso, estão apenas desinformando. A Obra Estudo Perspicaz das Escrituras já afirmava corretamente sobre isso:

 

Não existe, portanto, nenhuma base genuína para se atribuir a qualquer época anterior ao primeiro e ao segundo séculos EC o desenvolvimento do conceito supersticioso que exigia a descontinuação do uso do nome divino.Tópico JEOVÁ

Alguns desinformados e desinformantes vão mais longe ao dizerem que nem mesmos os servos de Deus antes de Cristo pronunciavam o Nome de Deus. Eles são tão fora da realidade que, como se não bastasse, além de removerem o Nome de Deus de suas versões da Bíblia, fazem de tudo para apagar o Nome da existência por tentar recontar a história. O Nome de Deus sempre foi pronunciado pelos seus servos em diferentes gerações. Assista o vídeo abaixo e continue estudando a fim de divulgar o Nome de Deus e participar na santificação deste grandioso Nome. (Ezequiel 38:23)

 

 Veja também:

 

 



 COMPRE ESTE LIVRO aqui

Anúncios
Os comentários e os trackbacks estão atualmente desativados.