Os Cristãos do primeiro século eram “Falsos Profetas”?


Alguns opositores têm alegado que as Testemunhas Cristãs de Jeová dos tempos modernos são “Falsos Profetas” já que possuem, segundo esses opositores, “um histórico de falsas profecias não cumpridas.”

Um exame mais atento, porém, da história dos primitivos cristãos mostra que sempre houve equívocos, entre o povo de Deus, quanto às interpretações das profecias bíblicas. Isso é fato. Há “documentos” que provam isso. Observe:

As “FALSAS PROFECIAS” dos primitivos cristãos:

Em 32 EC – “Profetizaram” que o Reino de Deus iria se manifestar “imediatamente”; a palavra grega aqui usada é “parachrema“, que denota algo imediato, instantâneo. Essa palavra é muito usada por Lucas para indicar os efeitos imediatos das curas milagrosas que Jesus fazia. Foi necessário que Jesus fizesse uma ilustração para mostrar que seus discípulos estavam equivocados quanto a essa data. – Luc.19:11. (Veja Dicionário Vine, p.702.)

Antes de 33 EC – Após a morte de Jesus, que ocorreu em 33 EC, seus discípulos demonstraram estar equivocados quanto à obra do Messias. Eles não entenderam que ele teria de sofrer, morrer e ser ressuscitado no terceiro dia. Eles também esperavam que “esse homem fosse aquele que ia livrar Israel”. (Luc.24:21) Achavam que Jesus iria livrar a nação de Israel do domínio opressor dos gentios, e que isso ocorreria antes de sua morte, que se deu em 33 EC.

Em 33 EC, próximo de 25 de Íiar- Criam que Jesus iria estabelecer o Reino naquele “tempo” (chronos, em grego) após sua ressurreição, pouco antes de ascender aos céus. Também achavam que este Reino seria restabelecido a Israel. Estavam equivocados quanto aos “tempos” (chronos; duração dos períodos) e quanto às “épocas” (kairós; “épocas caracterizadas por certos eventos”). Erraram tanto a data quanto o evento que iria ocorrer. – Atos 1:6,7.
(Veja Dicionário Vine, p.621)

Em 50 EC – Alguns acreditavam que o “Dia de Jeová” ou “Dia do Senhor” já havia chegado por volta daquele ano. Paulo teve de alertar a congregação dos tessalonicenses para que não perdessem o bom senso devido a essas “falsas profecias”. 2 Tes.2:1,2.

Antes de 100 EC – Interpretaram erroneamente as palavras de Jesus referentes ao apóstolo João (que morreu por volta de 100 EC): “Se eu quiser que ele permaneça até eu vir, o que importa isso a você?” Eles entenderam que a vinda de Jesus ocorreria antes da morte de João, e que, desse modo, ele não iria morrer. – João 21:21-23. (Embora João realmente tenha “presenciado” a vinda de Jesus por meio da visão que teve registrada no Apocalipse. -Apoc.1:10).

Eram esses seguidores de Jesus “Falsos Profetas”?

Como podemos observar, os seguidores de Cristo sempre esperaram com ansiedade o cumprimento das profecias bíblicas, e em alguns momentos, suas expectativas os levaram a conclusões erradas. Até mesmo o Profeta Natã se equivocou ao dar uma orientação a Davi. Ele também precisou ser corrigido. (2 Sam.7:1-16.) Prova isso que esses servos de Deus do passado não tinham a “verdade”? Não, não prova, assim como não prova que os cristãos atuais não pregam a “verdade”. Será que os mais de 330 ajustes de entendimentos bíblicos (sim, os opositores contam cada um) nos últimos tempos provam que eles não ensinam a verdade? Nenhum desses ajustes foi sobre a “doutrina básica acerca do Cristo.” (Heb.6:1,2). Os cristãos não alteraram seu entendimento bíblico sobre o propósito de Deus para a humanidade, sobre a condição dos mortos e a esperança de ressurreição, sobre o sacrifício resgatador de Jesus, dentre outros ensinamentos básicos da Bíblia, os quais ela chama de “alicerce” ou base. Todos os ajustes feitos foram de aspectos, ou detalhes, desses ensinamentos. Imagine a dificuldade dos cristãos do primeiro século ao terem de abandonar mais de 600 leis que faziam parte de seu entendimento anterior. (Rom.10:4). Foram bem mais de 330 ajustes. E esses ajustes também foram progressivos. Alguns cristãos hesitaram para deixar a circuncisão, a guarda de festividades judaicas, entre outras coisas.

“Mas nenhum desses servos de Deus do passado tinha a Bíblia completa como temos hoje!”, alegam os opositores. Bem, eles tinham as orientações que Deus lhes havia dado, como a Lei, e todo o restante das Escrituras Hebraicas (2Tim.3:16). Na grande ansiedade de ver as profecias divinas cumpridas, se adiantaram, e erraram. (Prov.13:12.) As mais diversas igrejas da cristandade, como as Igrejas Batista, Luterana, Assembleia de Deus, e até a Igreja Católica tem seus “históricos de profecias não cumpridas”. São essas denominações “falsos profetas”? Obviamente que os opositores não concordariam com isso.

A questão é: Tiveram humildade para assumir que criaram expectativas erradas? Tiveram honestidade para serem transparentes em declarar que erraram?

Certo site de um ministério apologético afirma que “poucas delas (TJs) sabem que…a Sociedade Torre de Vigia anunciou e proclamou…que tal presença (de Cristo) se dera em 1874.” Como assim? Poucas sabem? Exatamente esse ajuste de entendimento foi considerado há alguns meses na reunião do meio da semana para todas as TJs saberem. As mais de oito milhões de TJs ficaram cientes desse equívoco. Que necessidade havia de fazerem isso? (Veja o livro “O Reino de Deus já Governa”, capítulo 5, parágrafos 5 e 6). Qualquer pessoa que entre em uma reunião das TJs numa quarta ou quinta-feira saberá desses fatos. Não são escondidos. São contados em detalhes no livro “Proclamadores do Reino de Deus” e no livro de estudo atual.

Mais importante ainda: Continuam as TJs vigilantes, aguardando ansiosamente o cumprimento de profecias bíblicas? Certamente que sim, e isso se evidencia pela sua conduta, seu zelo na sua pregação, e seus esforços em fazer a vontade de Deus. O mesmo site já citado diz que “a Sociedade Torre de Vigia é culpada de falsas profecias…e por meio de tais artifícios, procura transmitir uma ilusão de urgência”. Olha só! Até mesmo consideram a urgência cristã como uma “ilusão”! Tal acusação revela que os acusadores não pensam que vivemos no tempo do fim! Eles zombam daqueles que pregam a “presença” de Jesus como Rei desde 1914. Zombam dos que se mantém vigilantes conforme a ordem do nosso Senhor Jesus Cristo: “Mantenham-se vigilantes”. (2 Ped.3:3,4; Mat.24:42).

“O Filho do homem vem numa hora que vocês não imaginam.” (Mat.24:44).

Isso obviamente não significa que por ocasião da vinda de Jesus os cristãos não estariam atentos e vigilantes, pensando no cumprimento das profecias. Ao contrário, esse texto deixa claro que haveriam momentos que os cristãos iriam imaginar que o fim havia chegado, quando isso ainda não havia acontecido. A Bíblia até mesmo nos aconselha a “ter bem em mente a presença do Dia de Jeová” e aguardar o cumprimento da profecia “mesmo que demore” ou “pareça demorar”. (2Ped.3:12; Hab.2:3, nota.) Não indica isso que haveriam equívocos entre os servos de Deus quanto a essas profecias? Essas expectativas errôneas acerca do fim por parte dos cristãos verdadeiros não alterariam o calendário do Grande Cronometrista, Jeová. Ele já fixou um dia para julgar a humanidade. (Atos 17:31) Já marcou esse dia em seu “calendário”. Deus sabe exatamente a hora de iniciar esse “Dia”. Nem irá antecipar, nem irá atrasar. Continuemos aguardando, pois com grande expectativa o dia em que nosso Deus Jeová irá trazer “novos céus e uma nova terra…segundo a promessa dele.” (2 Ped.3:13).

 

Fonte> https://www.facebook.com/averdadeelogica/posts/1824730754520217:0

Anúncios
Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • Dilei jones  On 7 maio 2017 at 22:03

    Lemos em 24:24
    24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e milagres a fim de enganar, se possível, até mesmo os escolhidos.

    Cristo mudou a definição de falso profeta. na era cristã, falso profeta é aquele que faz coisas QUE CRISTO NÃO MANDOU FAZER.
    Quem faz “milagres” e portentos achando que tem o apoio de jesus Cristo,é que se enquadram em serem os falsos profetas da era cristã. O povo hodierno de Jeová é como um diamante bruto retirado da natureza. Precisa de lapidações para retirar as impurezas e seu brilho possa aparecer e encantar a todos. Se tiver que mudar alguma coisa pra se ajustar ainda mais à verdade
    Bíblica, faremos isso sem nenhum problema. afinal, falsa profecia da era cristã, as igrejas da cristandade fazem como ninguém

    Curtir

  • Denis  On 8 maio 2017 at 6:37

    A historia mostra que os cristãos primitivos aguardavam com grande expectativa a “volta” de Cristo, isso passou a se chamar milenarismo, ou seja, eles não via a hora de Jesus reinar com justiça durante mil anos (Apocalipse 20:1-10).

    A Wikipédia, enciclopédia livre diz:

    “O movimento encontrou adeptos em figuras como Justino, Irineu e Lactâncio, importantes escritores cristãos. Com a instituição da Igreja, o milenarismo reagiu, tornando-se uma seita separada. Ao se confirmar essa institucionalização, sob o governo do imperador Constantino, o movimento perdeu importância, pois a vinda do Messias tornou-se uma realidade indefinida e distante”.

    Isso nos mostra que desde o começo a cristandade, abandonou ou reino de Jeová e de Cristo e preferiu os governos humanos liderados por Satanas.

    Curtir

  • Hegiberto  On 9 maio 2017 at 16:11

    Irmãos, vemos que é desesperador e apelativa a atitude de alguns professos cristãos , recentemente vi um video que o individuo diz ter criado a revista “vigiai” detalhando e blasfemando sobre a Luz proveniente de Deus chamando-a de ‘pisca-pisca’,é uma pena que esse individuo não sabe nem mesmo que sua denominação religiosa foi conduzida por um cabresto durante a segunda gerra mundial, montada por hitler..

    Curtir

  • Erlon Martins Guimarães  On 10 maio 2017 at 13:44

    Nada contra a explicação, mas creio que esses alguns que acharam que o dia de Jeová já havia chegado são uma ala, na nossa questão atual a coisa foi mais séria, pois partiu da cúpula, ou seja é como se os próprios apóstolos escrevessem e isso fosse lido nas congregações como ultima verdade, ter expectativas e perguntar ao próprio Jesus é algo que até eu faria, discursões e seitas dentro da congregação existem até hoje, o nosso problema é que partiu em base institucional, nesse sentido não abala minha fé, afinal todas as religiões existentes hoje tiveram expectativas fora da doutrina original, o que é normal para se alcançar o que o profeta Daniel disse que muitos percorreriam o livro até chegar ao abundante conhecimento, mas não posso em sã razão concordar que o que foi feito em marcar datas, difundir por matéria impressa pelo meio organizacional como verdade e não se cumprir, e ao invés de dizer de forma humilde e clara que errou e ponto, eu e muitas Testemunhas de Jeová suportam e eu até acharia mais digno, agora tentar procurar um precedente que não existe fica complicado, repito EM BASE INSTITUCIONAL, PARTINDO DOS APOSTOLOS QUE ERAM O CORPO GOVERNANTE REGIDO POR ESPIRITO SANTO NO PRIMEIRO SÉCULO NUNCA SE LANÇOU CARTAS OFICIAIS COMO AS PUBLICAÇÕES QUE VIERAM ASSIM EM NOSSOS TEMPOS DIZENDO ALGO QUE NÃO IRIA SE CUMPRIR, SE HOUVE DO CORPO GOVERNANTE COMPOSTO PELOS APOSTOLOS ALGO DE ERRADO, SIGNIFICARIA QUE A BÍBLIA TEM FALHAS, E SABEMOS QUE NÃO TEM, O QUE HÁ SÃO PESSOAS E DIVISÕES E ESSAS FORAM COMBATIDAS PELO ENSINO VINDO DOS APOSTOLOS DE CRISTO E ESCRITS PARA NOSSO PROVEITO, AINDA ASSIM NÃO CONSIDERO O CORPO ATUAL COMO FALSO PROFETA, MAS SIMPLESMENTE ESTAVAM NO INICIO DE SEU ESTUDO. DEVEMOS FAZER DIFERENÇA ENTRE TER OPINIÃO PESSOAL E LÁ ELES PERGUNTAVAM A CRISTO OU AOS APOSTOLOS QUE VINHAM COM A VERAZ DOUTRINA, EM NOSSOS TEMPOS, OS ENSINOS VIERAM DE CIMA E OS DA INSTITUIÇÃO ASSIMILARAM E PASSARAM, O PROBLEMA ESTÁ AÍ E A DIFERENÇA TAMBÉM.

    Curtir

    • Queruvim  On 10 maio 2017 at 16:22

      Erlon Martins falou das Testemunhas de Jeová referindo-se a “o que foi feito em marcar datas”. Será que “marcaram datas”? Alegaram revelação especial ou divina? Onde viu uma data marcada? Era uma profecia alegadamente inspirada??

      Sobre 1975

      A Sentinela de 1974 divulgou OFICIALMENTE uma declaração que o Sr. não deve ter visto. Aquilo que o Sr chama de “Instituição” afirmou então o que? Sob o tema “Sirva com a eternidade em vista”, e debaixo do subtópico “Não servimos apenas até certa data”, a revista comentou:

      “É verdade que a mais exata cronologia bíblica disponível indica que 6.000 anos da existência humana terminarão em meados da década de 1970. De modo que estes cristãos estão intensamente interessados para ver se isto coincidirá com o irrompimento da ‘grande tribulação’ dos nossos dias, a qual eliminará da terra todos os iníquos. Pode coincidir. Mas eles nem mesmo tentam predizer com exatidão quando virá a destruição do sistema iníquo de coisas de Satanás. Estão contentes em esperar e ver, reconhecendo que nenhum homem na terra sabe a data. — Mat. 24:36.

      Não vejo força alguma no que o Sr diz…Sr Erlon Martins

      SOBRE 1914:

      Charles T. Russell, no seu número de 15 de outubro de 1913, A Sentinela (em inglês) declarou:

      “Segundo o MELHOR cálculo cronológico de que SOMOS capazes, é aproximadamente nessa época — em outubro de 1914, ou então mais tarde. SEM DOGMADIZAR, estamos aguardando certos eventos: (1) O fim dos Tempos dos Gentios — a supremacia gentia no mundo — e (2) o início do Reino do Messias no mundo.” (destaques adicionados por mim)

      Fica claro que ele não alegou profetizar da parte de Deus como querem faze-lo pensar os opositores raivosos das Testemunhas de Jeová!

      Com a aproximação de 1914, cresciam as expectativas. No The Bible Students Monthly (Volume VI, nº 1, publicado no início de 1914), Russell escreveu (entre outras coisas):

      “A nossa expectativa, certa OU ERRADA, é que ocorrerão maravilhosas manifestações dos julgamentos divinos contra toda a injustiça, e que isto significará o colapso de muitas instituições atuais, se não de todas.”

      “Nós não estamos profetizando, estamos apenas transmitindo nossa opinião … Nem sequer asseveramos que não há erro em nossa interpretação da profecia e nos nossos cálculos de cronologia Apenas os colocamos diante de vocês , deixando-o para que cada um exerça sua própria fé ou dúvida em relação a estes “ Torre de Vigia de Sião, 01 de janeiro de 1908 (reimpressão), página 4110

      Curtir

      • Queruvim  On 10 maio 2017 at 16:31

        Na Assembléia em Baltimore o irmão Franz em suas conclusões finais no discurso, fez alguns comentários interessantes acerca do ano 1975 que completou 6000 anos de historia humana desde Adão…….. Depois de explicar em detalhes o raciocínio por detrás do por que achava 1975 importante, ele disse….

        ‘”E o que diremos a respeito do ano de 1975 ? O que este significará prezados irmãos ?’ Perguntou o irmão Franz. ‘significa que o Armagedon chegará ao seu termino, com a prisão de Satanás em 1975? Pode ser! Pode ser! Para Deus tudo é possível. Significa que Babilônia a Grande cairá em 1975? Pode ser! Significa isso que o Ataque de Gog de Magog ocorrera contra as Testemunhas de Jeová, então o próprio Gog será posto fora de ação ? Pode ser ! Mas nós não estamos dizendo. A Deus todas as coisas são possíveis. Mas não estamos dizendo.E nenhum de vós seja especifico em dizer o que ocorrerá entre agora e 1975! Mas o ponto principal de tudo isto é, prezados irmãos: O tempo é curto. O tempo está se esgotando. ”

        Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s