Os judeus acreditavam na imortalidade da Alma?


Certo leitor indagou o seguinte:

Se a bíblia não ensina que há vida após a morte, então me explique por que Saul, sendo hebreu e conhecedor da lei judaica(proibitiva de consulta de médiuns espiritas), procurou uma bruxa, feiticeira de Endor para consultar o falecido Samuel?Além disso, Flavio Josefo em seu livro “Antiguidades” fala das crenças dos judeus e uma delas é a vida após a morte. Outro detalhe, se os judeus sabiam que os mortos não sabem de nada e que não estão conscientes de nada,como diz o livro de Eclesiastes e Salmos, então como explicar a ocasião em que os próprios discípulos de Jesus tiveram medo dele, pois o confundiram com um fantasma ou espirito enquanto pescavam? Pedro, para comprovar se de fato era Jesus, pediu que Jesus permitisse que ele andasse sobre as águas. E mais, não podemos esquecer a ocasião em que Tomé disse que só acreditaria que era Jesus se colocasse suas mãos sob as suas chagas. Por que Tomé queria colocar suas mãos sobre as chagas? Porque ele achava que Jesus era um espirito e não uma pessoa ressuscitada. Percebemos isso pela resposta de Jesus ao dizer o seguinte” vede que não sou um espirito, pois um espirito não possui ferimentos” e em seguida manda que Tomé toque nas chagas. 

Já apresentei essa pergunta para os Adventistas do sétimo dia e Testemunhas de Jeová, porém suas respostas foram sem nexo e vazias. Como vi suas reflexões em alguns assuntos e gostei de alguns deles , resolvi também perguntar-lhe.

 

RESPOSTA da página TNM DEFENDIDA: 

Quando Saul pecou ao oferecer sacrifício no lugar de Samuel e depois voltou-se para o espiritismo, cometeu uma transgressão passível de morte. (Le 20:6) Saul também sabia que o mandamento dizia “não matarás”, mas procurou matar Davi. De modo similar, procurar uma médium não significava que acreditava na imortalidade da alma como sendo algo correto.  Embora Saul consultasse a Jeová, Jeová nunca lhe respondia, nem em sonhos, nem pelo Urim, nem por meio dos profetas. Note que passou-se um bom tempo desde que ele era bem visto e considerado um rei exemplar à frente do antigo Israel. Nesse tempo ele simplesmente apostatou ou desviou seu coração de seguir a Jeová. Na guerra contra os amalequitas, Saul violou a ordem de Jeová por poupar o melhor do rebanho e da manada, bem como o rei deles, Agague.  Há casos de pessoas que foram expulsos das Testemunhas de Jeová e depois de um tempo passaram a frequentar templos evangélicos, lugar onde sabemos que se pratica muito espiritismo. (Veja 2 Tess. 2:9) Há casos também de ex servos de Jeová se voltarem para o espiritismo. Isso não deve ser considerado como “impossível”.  O mesmo aconteceu com Saul. Abandonou a Jeová e sua inclinação mental ficou distante da verdade encontrada na Lei de Moisés. No desespero, Saul passou a procurar uma médium. Ele procurava uma resposta do mundo espiritual. Podia muito bem saber que a fonte de informação não era boa, mas proveniente de anjos decaídos. Pode ser também que Saul, com o tempo não possuía mais  interesse algum na Lei de Moisés. Feitiçaria é considerada “obra da carne” nas cartas de Paulo. ( Gálatas 5:19-21) Se a pessoa perde a fé não é incomum que procure fazer aquilo que antes condenava.

Quanto ao medo ou temor de “espíritos”, sabemos que os demônios apareciam para os humanos. Sempre causaram perturbações e assustavam as pessoas mesmo naqueles dias. Inferir que os judeus daquele tempo acreditavam somente na “imortalidade da alma” é ignorar outras possibilidades. Não somente anjos apareciam nos tempos antigos, como também anjos decaídos. Eles também são “espíritos” e nada tem que ver com “espírito de falecidos”. 

A crença na imortalidade da alma influenciou bastante os judeus após o contato com o pensamento grego e principalmente através da filosofia de Platão, seu principal expoente, contaminou o pensamento judaico a partir dos mistérios órficos e eleusinianos em que as opiniões babilônica e egípcia foram estranhamente misturadas. # Portanto, muitos judeus no tempo de Cristo e depois já estavam teologicamente distante da Torah e dos Profetas e do correto entendimento a respeito da condição dos mortos. Ademais, não é a suposta rejeição de Eclesiastes 9:5, 10 da parte de alguns que deve servir de guia para nós. A Bíblia é Sagrada e o apóstolo Paulo escreveu para companheiros cristãos: “Quando recebestes a palavra de Deus, que ouvistes de nós, vós a aceitastes, não como a palavra de homens, mas, pelo que verazmente é, como a palavra de Deus.” (1 Tessalonicenses 2:13) Espero que uma consideração minuciosa destes assuntos possa lhe ajudar no conhecimento exato da verdade.

O avanço da crença judaica em uma vida após a morte surgiu também como resultado do sofrimento causado pela invasão do império babilônico na primeira destruição do Templo de Jerusalém  em 607 A.E.C resultando no exílio do povo judeu, e então seu retorno final à terra de Israel. Antes desses acontecimentos, pensava-se que Deus providenciava justiça na terra, punindo os ímpios e recompensando os justos. Mas, como observa George Mendenhall, o exílio babilônico levantou uma difícil questão teológica:

Se Deus não pudesse ser invocado para render bênçãos e maldições dentro da estrutura da existência mortal, como Deus poderia ser considerado uma fonte de justiça e correção? … O paradoxo finalmente foi resolvido projetando a realização das recompensas e punições divinas a uma dimensão diferente da experiência e história terrestres normais “. (Obayashi, p.78)

Não havia unanimidade entre a população judaica sobre Uma vida após a morte, mas a fonte de ideologia e teologia da vida após a morte parece ter começado em grande parte a partir do exílio babilônico. 

Sugestão de leitura:

“Alma” e “espírito” — o que esses termos realmente significam?

http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1102005156#h=9:0-9:383

 

Outra sugestão, no canto inferior direito desta página há vários temas, inclusive sobre “a condição dos mortos”. Pesquise cada artigo e certamente removerá qualquer dúvidas a respeito do que a Bíblia diz sobre os mortos. 

 

Anúncios
Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • ARAÚJO  On 14 de abril de 2017 at 23:30

    Esta Página, TNM DEFENDIDA, reflete seriedade e clareza em todos os seus artigos postados. É fruto de profunda pesquisa, estudo sério e erudição de peso por parte do autor dela. Acredito que a mesma tem por objetivo não somente expor e defender as verdades da palavra de Deus em seus diversos assuntos, mas também ajudar as pessoas sinceras que realmente buscam adquirir o conhecimento exato da verdade, bem como a aprovação do único Deus verdadeiro, Jeová.

    Parabéns pela excelente resposta, irmão [Queruvim]! Como Testemunha Cristã de Jeová, NÃO HÁ respostas “vazias e sem nexo” vindas do irmão!

    Att,

    N. ARAÚJO

    Curtir

  • Gomes  On 15 de abril de 2017 at 13:21

    Muito boa pergunta, enfim uma pergunta sincera…e muito boa a resposta também…parabéns a ambos.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s