Transfusões de sangue transformam receptor em hospedeiro de doenças e de DNA alheio


O vídeo abaixo intitulado “O Estranho Dentro de Você- Quimeras”, apresenta conclusões comprovadas de que pessoas que receberam sangue no tempo da segunda guerra mundial e depois, carregam em seu sangue DNA de doadores 50 anos depois! Isto torna tais pessoas hospedeiros de DNA alheio. Tais pessoas não podem ser consideradas um indivíduo singular devido a presença de material genético de outras pessoas em seu sangue. O perigo da transmissão de doenças não é a única preocupação dos pesquisadores. Eles temem que o DNA de doadores possam carregar agentes hereditários prejudiciais ou até mesmo influenciar no surgimento de câncer ou outras doenças graves. O vídeo produzido por autoridades no campo da hemoterapia termina alertando que o assunto ainda está sendo estudado. (Observação: o vídeo está em inglês)

Bruce D Spiess MD, Professor of Anaesthesiology
Aryeh Shander MD, Professor of Anesthesiology

 

 

Microquimerismo

É a persistência estável de uma população celular alogênica que pode resultar de uma exposição alogênica proveniente entre outros meios, das transfusões de sangue.  O microquimerismo associado às transfusões de sangue (sigla em inglês TA-MC) parece ser uma complicação comum mas recentemente descoberta envolvendo as transfusões de sangue. Tal microquimerismo foi detectado quando pacientes com ferimentos graves receberam transfusões de sangue. Ferimentos induzem a um quadro inflamatório e de  imunossupressão nos quais produtos provenientes do sangue fresco com replicação apropriada de leucócitos podem as vezes causar TA-MC.  O microquimerismo está presente em aproximadamente metade dos pacientes que receberam alta dos hospitais e que apresentaram ferimentos severos ao passo que  receberam transfusões e não é afetado pela leukoredução. Em aproximadamente 10 % dos pacientes, o quimerismo de um simples doador de sangue pode aumentar em magnitude além de meses ou até mesmo anos , alcançando tanto quanto 2% a 5% de todos os leucócitos em circulação. O estudo em populações vítimas de traumas ou ainda  no meio da população militar,  onde ocorre severidade dos ferimentos e o emprego de sangue fresco, revela que o microquimerismo pode ser muito mais proeminente. Este fenômeno já é bem conhecido em em casos de transplantes e gravidez (também chamada de microquimerismo feto-maternal. IMAGEM ABAIXO). Mas tem sido observado também em receptores de sangue alogênico décadas depois das infusões.

Reduzir Transfusões de sangue pode beneficiar pacientes 

Médicos questionam benefícios da transfusão de sangue

Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • Alexei  On 8 de julho de 2016 at 17:11

    É o chamado microquimerismo. Já a a telegonia tem mais ou menos a mesma característica, entretanto, deve-se ao contato sexual.

    Queruvim, interessantíssimo o assunto, visto que, tanto o uso do sangue quanto à fornicação (principalmente no caso de promiscuidade) foram proibidos pelos apóstolos. No segundo caso, na telegonia, os genes dos primeiros parceiros sexuais estariam presentes nos filhos do atual parceiro, ou seja, se você tem filhos hoje, uma parcela do seu herdeiro seria formado pela genética de pessoas que você nem sequer conhece. Ou seja, os seus filhos não seriam completamente seus filhos, e mais, dependendo de quantos parceiros sua esposa teve antes de você, isso interferiria consideravelmente nas características de seu filho. Isso nos faz perceber que não é sem motivos que a Bíblia tenha proibido fortemente a fornicação.

    Alguém já chegou até mesmo a propor que no caso de um irmão dar continuidade à progênie de seu irmão – conforme orientava a antiga lei mosaica – seria válido visto que de certa maneira ele ainda estaria participando geneticamente na formação de um novo ser mesmo após sua morte.

    Lembra do caso de Onã?

    Sério mesmo!!! Se de fato for cientificamente comprovado isso então muitos pais poderão depois olhar seus próprios filhos de maneira diferente.

    A Bíblia sempre tem razão.

    Curtir

  • Queruvim  On 8 de julho de 2016 at 22:04

    A WIKIPEDIA falando sobre o Microquimerismo, diz que este “é o fenômeno onde um indivíduo hospeda em seu organismo estruturas de células originárias de um ou mais outros indivíduos geneticamente distintos. Por exemplo, mães que mantem células de seus filhos em seu corpo após o nascimento dos mesmos. As células adquiridas podem persistir por décadas e passar a residir nos tecidos, tornando-se parte integrante dos órgãos. Em alguns casos, o microquimerismo pode contribuir para um ataque imunológico e, em outros, ajudar o organismo a se recuperar. Esses efeitos transformam as células adquiridas em novos e intrigantes alvos para medicamentos que poderiam controlar a auto-imunidade ou promover a regeneração de tecidos danificados. (Human natural chimerism: an acquired character or a vestige of evolution? Baruch Rinkevich)”

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 29 de julho de 2016 at 1:48

    MENOS SANGUE, POR FAVOR

    Uma jovem cardiologista brasileira demonstra que transfusões podem trazer
    mais riscos que benefícios. Quem, afinal, deve recebê-las?

    http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI200448-15257,00-MENOS+SANGUE+POR+FAVOR.html

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 2 de agosto de 2016 at 7:53

    Transfusão de sangue pode ser prejudicial, dizem cientistas
    *
    Sangue doado perde gás que transfere oxigênio aos tecidos.

    Incidência de ataque cardíaco e derrame é maior naqueles que receberam transfusão.

    http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL146947-5603,00.html

    Curtir

  • Moisés Araujo  On 10 de agosto de 2016 at 10:40

    As informações do povo de Jeová são tantas que usando essas publicadas nessa página, debati com um ateu a respeito do sangue. Disse a ele que das mais de dez transfusões,só não aceitamos uma só, a do sangue. Que ao recebe lo, estamos na verdade, recebendo DNA alheio, havendo possibilidade de termos de usar imunossupressores pelo resto da vida. Raciocinei com ele que se um médico fala da possibilidade de tirar o meu rim e me dar sangue, eu tenho o direito de ir a outro profissional que faça meu tratamento sem fazer nenhuma das duas coisas. Falei da maquina que aspira, filtra o sangue e injeta num circuito continuo o sangue da própria pessoa.
    Conclusão: o Ateu prometeu me esfolar e me processar por exercício ilegal da medicina.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s