Donald Trump: Ban all Muslim travel to U.S. (veja a tradução)


“Without looking at the various polling data, it is obvious to anybody the hatred is beyond comprehension. Where this hatred comes from and why we will have to determine,” Trump said in a statement. “Until we are able to determine and understand this problem and the dangerous threat it poses, our country cannot be the victims of horrendous attacks by people that believe only in Jihad, and have no sense of reason or respect for human life.”

Trump’s campaign added in the release that such a ban should remain in effect “until our country’s representatives can figure out what is going on.”

The release pointed to an online poll from the  Center for Security Policy, which claimed that a quarter of Muslims living in the U.S. believe violence against Americans is justified as part of a global jihadist campaign.

Tradução do artigo acima.

Donald Trump:

“Suspendam total e completamente  todas as viagens de muçulmanos para os Estados Unidos”.

“Sem olhar os dados de todas as pesquisas é óbvio para todos que o ódio é além de compreensão. De onde este ódio vem e porque teremos que determinar”, disse Trump em uma declaração. “Até podermos determinar e compreender este problema e a perigosa ameaça que este representa, nosso país não pode ser vítima de horrendos ataques por pessoas que só acreditam em Jihad e não possuem senso algum de respeito pela vida humana.” 

Em sua campanha Trump acrescentou em seu pronunciamento que tal proibição deve passar a vigorar “até que os representantes de nosso país descubram o que está acontecendo.” 

O pronunciamento destacou uma pesquisa on line do Centro de Política de Segurança que afirma que 1/4 dos muçulmanos vivendo nos Estados Unidos acreditam que a violência contra americanos é justificada como parte de uma campanha de jihad global.

Observações:

As palavras de Donald Trump viraram uma febre nos Estados Unidos e causaram uma “terremoto” no noticiário internacional.  A maioria contra os planos de Trump. ABC NEWS, BBC de Londres e CNN só comentam isso neste momento em suas principais headlines. Segundo alguns órgãos de pesquisa entre 20 e 50 por cento da população muçulmana que vive nos Estados Unidos aprova ataques violentos contra americanos! Em um discurso recente Trump afirmou que  ” Muitos são politicamente corretos” e acrescentou:  “eu não estou nem aí”…”a mídia é tão desonesta em não reconhecer que temos um problema muito sério”. Percebe-se que nos últimos 2 dias a CNN está tentando demonizar Donald Trump a qualquer custo. Mas a crítica e ação contra a religião falsa não vai diminuir. A reação de Donald Trump, empresário milionário e político americano,  demonstra a reação da fera política em vista do envolvimento da religião com o derramamento de sangue de inocentes em inúmeros atentados ao redor do mundo. Além disso é uma reação devido a forma ditatorial em que a religião islâmica tem procurado impor uma ideologia político religiosa. O Islã é um estado dentro de qualquer estado em que vive e está sendo encarado  como uma ameaça contra as liberdades civis. O que tudo isso significa? Veja o vídeo abaixo:

Vídeo em Português com a opinião de Brigitte Gabriel

COMENTÁRIOS INTERESSANTES sobre o assunto (vídeo em inglês)

Both comments and trackbacks are currently closed.