Quase 1800 mortos em Meca em poucos dias – O que há de errado com o Islã?


De acordo com a Defesa Civil da Arábia Saudita, o número de vítimas pode aumentar. Peregrinos de diversas partes do mundo morreram pisoteados durante uma confusão

150924125524-09-hajj-stampede-0924-exlarge-169

Antes de falar no que aconteceu hoje, lembrem-se que infelizmente um acidente com um guindaste na Grande Mesquita na cidade sagrada de Meca, matou 107 pessoas no dia 11 de Setembro de 2015, segundo autoridades da Arábia Saudita. A tragédia ocorreu a menos de um mês, antes do início da peregrinação anual do Hajj. Agora estamos vendo a peregrinação do Hajj acontecer e neste momento  perto de 3 milhões de turistas religiosos seguem até o país. De modo trágico porém, cerca  de 1757 pessoas morreram pisoteadas em uma súbita confusão, apesar de mais de 17 mil homens designados para a segurança. *  Os dados atualizados de vítimas do tumulto em Meca no mês passado podem chegar a 1.757 peregrinos mortos e 554 ainda desaparecidos, de acordo com oficiais ouvidos pela agência de notícias Efe. Também em 1990 havia acontecido algo similar que tirou a vida de 1426 pessoas, sendo este o maior acidente das deslocações a Meca. Adicione a isso um ataque hoje dentro de uma Mesquita muçulmana  que resultou na morte de 25 pessoas no Yêmen.

150924-eid-al-adha

 

Qual será a maior catástrofe ocorrendo no Islã?

Cada vez mais combatentes da organização jihadista Estado Islâmico estão desertando desiludidos com os massacres de muçulmanos, entre outras coisas, afirma um estudo publicado recentemente.  Os que falaram disseram que ficaram fartos de matar muçulmanos sunitas como eles, incluindo civis, e da incapacidade do Estado Islâmico de confrontar o regime sírio do presidente Bashar al-Assad. Veja o caso do Ditador Bashar al Assad da Síria, um muçulmano alawita. Ele banhou literalmente de sangue as antigas cidades  tais como Damasco na Síria, onde andou o antigo Patriarca Abraão. Assad iniciou uma gerra que já  matou mais de 240 mil muçulmanos e conterrâneos Sírios ! Tudo se iniciou simplesmente porque o povo queria um governo diferente. Segundo cálculos, o número de mortos entre os civis era, até Agosto de 2015,  de “71.781, incluindo 11.964 crianças”. (OSDH) Quantos outros milhares não morreram tentando atravessar o mediterrâneo rumo a Europa?

Lamentamos profundamente tanta gente perdendo um bem tão precioso, que é a vida e a oportunidade de conhecer e falar a outros sobre o Deus Único. A morte de crianças vítimas destes crentes em Allah é uma das maiores catástrofes que se pode imaginar.

Será que Deus está abençoando os pedidos e orações de bilhões de muçulmanos ?

150923084327-01-hajj-0923-exlarge-169

 

150924090242-06-hajj-stampede-0924-exlarge-169

 

Está na hora dos muçulmanos se perguntarem se seguir a Cristo, o profeta enviado por Deus e conhecer a Jeová o Deus do “povo do livro” não é uma alternativa mais benéfica para eles. Não me refiro ao Jesus de três cabeças da Cristandade, NÃO! Mas o Jesus apresentado no link abaixo:

Quem é Jesus Cristo?

Quem é o Verdadeiro Deus, o “Deus Único”, desconhecido pela cristandade?

Both comments and trackbacks are currently closed.