Sodoma , Gomorra e as cidades do Distrito


Sodoma e Gomorra e as cidades

 

Por Queruvim

 

Em um artigo de setembro de 1979 da revista Biblical Archaeology Review intitulado “Foram encontradas Sodoma e Gomorra ?” o autor descreve uma região localizada na extremidade da península de Lisan, que se estende para fora do Mar Morto. O local chamado Bab edh Dhra,( que se lê babedrá) consiste em  antiquíssimas ruínas de uma cidade e um cemitério que contém os restos mortais de cerca de 500.000 pessoas.

sodom_TNMD

 

Este foi o resultado das pequisas e estimativas coletadas pelo Dr. P. W Lapp, arqueólogo, que escavou o local entre 1965 e 1967. A referência a “poços de betume” em Gênesis 14:10 favorece ao conceito de que as cidades do Distrito de Sodoma e Gomorra localizavam-se na região sul do Mar Morto. (Howard 1984)

Sodoma e Gomorra não era mitos

Escritos muito antigos falam da parte baixa do sul do Mar Morto como tendo grande quantidade de tais depósitos de piche ou betume. (Bilkadi 1984; 1994; Clapp 1936a: 901–902; 1936b: 341–342). A afirmação de que as cidades mencionadas na Bíblia, a saber, Sodoma , Gomorra, Admá, Zeboim e Zoar, “eram localizadas no fundo do Mar Morto” tem sido cada vez mais abandonada. Nos últimos anos percebe-se uma diminuição do volume de água e arqueólogos e pesquisadores estão cada vez mais cientes de que não havia nada tão grande abaixo das águas do Mar Morto. O Historiador Judeu do 1º século Flavio Josefo comentou a respeito das cidades…

O país faz fronteira de Sodoma em cima dele. Na antiguidade era uma terra muito feliz , tanto pelos  frutos que produziam como pelas riquezas de suas cidades, embora esteja agora tudo queimado…devido a  impiedade dos seus habitantes, foi queimada por relâmpago; em consequência do qual ainda existem lembranças do  fogo Divino, e os traços [ou sombras] das cinco cidades ainda estão à vista, bem como as cinzas provenientes de seus frutos … mas se você arrancá-las com as mãos, estas se desfazem em fumaça e cinzas. E assim, o que está relacionado a terra de Sodoma tem essas marcas de credibilidade que a nossa própria visão nos oferece”.  Guerras Judaicas Livro IV Capítulo 8.

ash_crumbles

Na imagem que reproduzo aqui lemos que “As cinzas se esfarelam em suas mãos” diz arqueólogo,usando as mesmas palavras escritas a 2000 anos por Flávio Josefo. O local foi evidentemente visitado e também tocado por Josefo ou contemporâneos dele.

gomorra

 

No período de 1973 a 1979, mais quatro locais foram encontrados pelos arqueólogos Walter Rast e Thomas Schaub que acreditam serem as restantes quatro cidades mencionadas em Gênesis 14: 2. Os cinco locais começam com Bab edh Dhra no norte, e incluem, numa ordem em direção  ao sul, Numeira, Safi, Feifa, e Khanazirancient sodoma and gomorrah Todos os cinco sítios estão localizados nas cabeceiras dos pequenos wadis e foram datados como sendo do início da Idade do Bronze, por volta de 3300 A.E.C a 1200 A.E.C. Um dos locais escavados, Safi, é identificado como Zoar, mencionado na Bíblia e citado no Mapa Mosaico de Madaba, encontrado no chão de uma Igreja de Bizâncio do 6º século a aproximadamente 50 milhas de distância. (Veja no 7º  minuto deste vídeo o mosaico) O mapa de Madaba (também conhecido como o mosaico de Madaba) é um mosaico que cobre o chão da igreja bizantina de São Jorge em Madaba (Jordânia). O mapa de Madaba é a representação mais antiga em mapa de Jerusalém e da Terra Santa preservado. Data do século VI dC. O mapa desempenhou um papel importante na resposta à localização topográfica de Ashkelon (no mapa Asqalan). Em 1967, as escavações no bairro judeu de Jerusalém revelaram que a Igreja Nea e Cardo Maximus estavam no local indicado pelo Mapa de Madaba.

Jordan. Madaba (biblical Medeba) - St. George's Church. Fragment of the oldest floor mosaic map of the Holy Land - the Jordan River and the Dead Sea

Mosaico de 1400 anos encontrado em Madaba aponta para a região ao sul do Mar Morto onde se localizava Zoar

Os que fizeram a descoberta desta citação no mosaico não ficaram muito animados ao descobrirem que a cidade de Zoar mencionada na Bíblia era de fato um local real e não um local em algum mundo mítico.

 

Dois outros cemitérios de tamanho igual ao que está em Bab edh Dhra foram descobertos em Feifa e Safi elevando o total possível de cerca de 1,5 milhões de restos humanos. (FONTE: Biblical Archaeological Review Volume 6 No. 5).

Não eram “cidades mitológicas”

Cerca de 20.000 tabuinhas de barro foram descobertas entre 1974 e 1975 pelo Arqueólogo Italiano Paolo Matthiae e sua equipe no local arqueológico da antiga Ebla, na Síria. Apareceram numerosos nomes bíblicos nunca antes encontrados em escritos não bíblicos, conforme amplamente noticiado. O Dr. G. Pettinato foi entrevistado pela Arqueologia Bíblica em Revista [em inglês] e foi-lhe perguntado se havia mudado de ideia a respeito de suas interpretações das tabuinhas de barro. Seu sucessor não concordava em relacionar à Bíblia algumas das tabuinhas. “Eu não desmenti nada”, respondeu Pettinato, quando interrogado a respeito dos nomes de Sodoma e Gomorra e acrescentou:

“Os nomes de Sodoma e Gomorra já estão publicados no catálogo. Você pode conferir.”  

Hershel Shanks (September–October 1980). “BAR Entrevista Giovanni Pettinato”. Biblical Archaeology Review

Então, fica um aviso para os céticos, ateus e outros da alta crítica. Há provas científicas de que tais cidades de fato existiram e não são “mitologia” como afirmam muitos. Arqueologia é ciência. Por isso os mais informados e que continuam com o ceticismo decidiram a muito tempo questionar não a existência de tais cidades, mas os motivos que levaram bolas de enxofre de alta pureza, a impregnarem tais regiões.

 

Antigos Escritores atestaram a existência das cidades do Distrito

Os arqueólogos de Ribla reconheceram  que a cidade de Zoar consta do catálogo. Isaías o profeta judeu que viveu mais de 700 anos antes de Cristo falou na cidade de Zoar em uma de suas profecias. O mesmo o fez Jeremias, indicando que esta continuou existindo séculos depois da intervenção de Jeová na destruição  de Sodoma. (Is 15:5; Jer 48:34) Durante o período helenístico diversos escritores mencionam Zoar como sendo uma cidade real e não parte de um conto mitológico. Flavio Josefo diz que “é até hoje chamada de Zoar”. (Ant. Jud., XIII, xv, 4; Bell. Jud., IV, viii, 4) Ptolomeu também se referiu a ela. (V, xvi, 4) bem como Eusébio e Jerônimo.  Portanto, somente uma pessoa sem informação ou preconcebida para negar que tais cidades realmente existiram. (fontes adicionais) Um Geógrafo, filósofo e Historiador grego chamado Strabo (64/63 A.E.C – c.  24 E.C) confirmou a existência de Sodoma e Gomorra. Segundo ele “Sodoma era a metrópole”. Escritos antigos, como o Talmude conta-nos que na antiga Sodoma e Gomorra, duas moças deram pão e mel a um viajante e por isso foram punidas pelos habitantes da cidade. Uma delas foi queimada viva, ao passo que a outra foi pendurada no muro da cidade tendo seu corpo lambuzado em mel, sendo morta por picadas de abelhas. (Talmude 109 a) Se isso realmente aconteceu como afirma a tradição judaica, tal incidente nos lembra das palavras registradas na Bíblia em Gênesis 18:20-21 onde fala-se dos moradores das cidades do Distrito como praticando “graves pecados” contra Deus. Eram “grandes pecadores contra Jeová” diz Gênesis 13:13.

sodom-and-gomorrah-2

 

Os eruditos Testemunhas de Jeová são cautelosos em admitir a exatidão do local das antigas cidades do distrito. Porém, podemos afirmar com convicção que a área da antiga  Zoar é clara e inequivocamente identificada! Os cemitérios descobertos ali demonstram o que foi outrora uma cidade opulente e bem habitada. Visto que a Bíblia fala das cidades e refere-se a estas em pares, “Sodoma e Gomorra”, “Admá e Zeboim”, acredita-se que estivessem próximas umas das outras. Não se pode afirmar com 100% de certeza que a região identificada como Bab Edh Dhra era Sodoma e Numeira era Gomorra ou o contrário. O mesmo acontecendo com Safi e Feifa. Alguns eruditos e arqueólogos analisando a etimologia da palavra Numeira,  conforme chamada assim pelos árabes, associam-na com Gomorra. (Shea 1988: 17) As ruínas de proporções maiores situada ao norte de Numeira tem sido identificada como sendo Sodoma, ou seja, Bab Edh Dhra. Abaixo vista aérea de Bab Edh Dhra e as montanhas ao fundo o possível local para onde Ló e sua família se dirigiram fugindo da “baixada de Sidim”.

 

BabEdhDhravista aerea

 

Ao viajar de carro em toda a região em volta do mar morto, pesquisadores observaram que não se encontra de forma alguma estruturas semelhantes as encontradas nas montanhas associadas às cidades do distrito de Sodoma e Gomorra. Elas fazem lembrar construções feitas por mãos humanas que sofreram séculos de deterioração. sodoma e gomorra Hoje os que estudam já sabem a verdade sobre Sodoma e Gomorra, mas poucos se atrevem a falar sobre isso. No vídeo abaixo verá pesquisadores (a partir dos 18 minutos) apontando camadas de cinzas e bolas de enxofre nas regiões das antigas cidades do Distrito de Sodoma e Gomorra que também foram devastados por uma chuva de fogo e enxofre.

 

 

Observe também que há claramente naquela região, formações que indicam que o local era densamente povoado e repleto de casas sob as montanhas rodeadas de enormes zigurates e outras estruturas feitas por construtores da época. A diferença é que estas foram queimadas por fogo em alta temperatura. A questão aqui não é de fé, mas uma conclusão a partir de fatos geológicos, arqueológicos e históricos. Zoar and Gomorrah

Paleobotânica confirma a veracidade da Bíblia

 

É fato indiscutível após peneira feita milhares de vezes na região de Bab edh Dhra (como pode ver no  23:00 minuto deste vídeo) que trigo, cevada, figos, lentilhas e outros grãos cresciam em grande quantidade nesta região. Atualmente um local árido e tão quente quanto o nosso sertão nordestino, outrora era uma região bem regada. Isto está em plena harmonia com o que a Bíblia diz a respeito desta região:

“Assim, Ló levantou os olhos e viu que todo o distrito do Jordão, até Zoar, era uma região bem regada (antes de Jeová destruir Sodoma e Gomorra), como o jardim de Jeová, como a terra do Egito”. Gênesis 13:10

day1, Yarkon river.jpg.opt701x561o0,0s701x561

 

Não é coincidência que a frase hebraica kullah masqeh (kullah no intensivo denotando bastante ) e masqeh (irrigado) se referisse àquela região. Podemos afirmar tanto do ponto de vista bíblico como científico, que tal qual demonstra a foto ao lado, tirada em Israel em um local bem regado, a região do mar morto onde se localizavam as cidades do distrito de Sodoma e Gomorra, era de fato uma terra paradísica.

 

 

 

Atividade Vulcânica?

 

Não há evidência alguma de atividade vulcânica na região das 5 cidades ao leste do mar morto em Israel. O enxofre encontrado ali espalhado está impregnado no solo,  tem o formato de bolas de golfe ou menores e uma pureza que chega a 98% de enxofre. Não há registro de tal pureza na natureza e o máximo que se sabe é de enxofre com pureza entre 40-60% . Na região onde o Monte Vesúvio entrou em erupção, na antiga Pompéia no ano 79,  foram encontradas cinzas vulcânicas sobre a cidade. Ao se remover as cinzas, encontrou-se a cidade preservada debaixo de cinza fina e  depósitos piroclásticos. Não foi encontrado bolas de enxofre em Pompéia. enxofre branco sodoma

Tradução “Enxofre branco encontrado em Gomorra”  … …      “Ocorrência de enxofre natural de uma região geotermal”

covered-in-brimstone-gif

O gás proveniente do fluxo piroclástico na erupção de um vulcão  normalmente é expelido numa temperatura entre 100-1500 graus Celsius. Os fluxos piroclásticos normalmente se deslocam rente ao solo, acompanhando as irregularidades do relevo. Não é isto o que se observa na região das 5 cidades do distrito da antiga Sodoma. Segundo a Bíblia “Jeová Deus fez chover fogo e enxofre desde os céus”. Gên. 19:23-25  Isto explica porque o enxofre é encontrado em forma de bolas e cobrindo vastas áreas da superfície sem terem derretido antes!

 

Pyroclastic_flows_at_Mayon_Volcano

 

  • Como é possível que somente  nesta região do planeta pode-se encontrar bolas de enxofre com as características mencionadas , justamente nas regiões das cidades do Distrito ?
  • Como pode ser possível que as regiões em volta destas antigas ruínas possuam somente deserto e rochas e a ausência de tais bolas de enxofre?
  • Como pode ser possível que camadas de cinzas semelhantes às encontradas somente  nestas regiões sejam resultado de uma temperatura de 2000-5000 ° C?

 

Numeira e Bab edh Dhra Tradução do Novo Mundo Defendida sodom_gomorrah_14

 

Ron Wyatt sentiu-se obrigado a fazer um teste das amostras do enxofre em forma de bolas da região do mar morto no Laboratório Galbraith no Tennessee. Descobriu-se que as amostras são realmente enxofre em uma composição singular ou única em qualidade. O Museu de Minerais da Universidade de Stetson Gillespie na Florida, que possui a maior coleção particular de minerais do mundo pediu uma amostra destas bolas de enxofre.

brimstone-test-2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O geólogo Chefe da Universidade Estadual da Virginia declarou que nunca vira enxofre com tal excelente granularidade. Portanto, existe uma evidência verificável e clara, de que a composição e qualidade do enxofre encontrados ali não é encontrado em nenhum outro lugar a não ser na região de ruínas das cidades do distrito  no meio das cinzas. teste

Em uma tentativa infantil de mitificar o relato de Gênesis a respeito de Sodoma e Gomorra, alguns tem afirmado com base em especulações baseadas em escritos da antiga Babilônia, que certo meteoro teria caído na Europa e que este em seu rastro teria gerado “uma bola de fogo com temperaturas próximas a 400°C, e devastado aproximadamente uma área de um milhão de quilômetros quadrados”.

brimstone-on-fire-1

245_sodoma_a_gomora_siraNão existe rastro de tal acontecimento e o calor necessário para fundir a areia transformando-a em cristais impregnados de enxofre, como os encontrados na região das cidades do distrito, apresenta o resultado de uma processo cuja temperatura foi de 1.000 graus centígrados para cima. A imagem abaixo apresenta o local mais bem preservado pertencente ao local das ruínas de Numeira ou Gomorra. Restos humanos foram encontrados no meio de cinzas e soterrados por pedras. Houve um terremoto seguido de fogo que matou estas pessoas.

 

Gomorra

 

A quantidade de carvão, tijolos quebrados ou derrubados está em toda a parte juntamente com cinzas.(Rast 1981: 21) Não há indicação alguma de atividade vulcânicas nas montanhas, nem de que lava piroclástica tenha feito isso. Esta costuma recobrir os corpos e criar uma espécie de manto, preservando o formato dos corpos. Não é o que aconteceu aqui. Para um estudo detalhado das escavações realizadas neste local sugerimos este site> A Descoberta das Cidades do Pecado – Sodoma e Gomorra. 

As formações geológicas presentes nas regiões de Sodoma e Gomorra demonstram claramente construções humanas que enfrentaram milênios de degradação ambiental. A similaridade com os antigos zigurates são perceptíveis.

 

zigurate

building1

 

 

 

 

 

 

gomorrah-north-zig

 

 

Escavações feitas por diversas Instituições Sérias não deixam dúvidas

 

As expedições realizadas na região das cidades da planície foram supervisionadas durante muitos anos pela Escola Americana de Pesquisa Oriental. Contou com a ajuda de diversas instituições:  A Universidade Valparaiso, a Universidade de Indiana, a St. John´s University, a Universidade Estadual do Kansas, Universidade de Montana, o Museu Semítico de Harvard, a Universidade de Pittsburgh. O Museu Carnegie de Pittsburgh contribuiu com apoio de pessoal e apoio econômico. A Instituição Smithsoniana com a coordenação de Donald Ortner.  Estas foram realizadas em 4 temporadas em Bab edh-Dhra’ (1975, 1977, 1979 e 1981) e Numeira (1977,1979,1981 e 1983) completando a primeira parte da expedição. Uma segunda fase, concentrando pesquisas em Feifeh e Khanazir que começou em 1989. Michael Coogan da Universidade de Harvard  foi o diretor das escavações feitas em  Numeira desde 1979.

Em um resumo a respeito das escavações realizadas especificamente em Bab Ehd Dhra afirma-se:

“Uma extensa camada de cinzas grossas associadas com nível de ocupações na Era de Bronze IB,  levanta a possibilidade de um fim violento nas ocupações EB IB” fonte

 

 

Por que é improvável que Sodoma se localizava no Nordeste do Mar Morto?

Sob a direção de Steven Collins, excavações feitas a 14 kms do Mar Morto na região Nordeste deste, foi encontrado ruínas considerada por muitos como sendo a localização da antiga Sodoma e Gomorra, na região de Tell El Hammeh. De fato encontrou-se ali potes fundidos com vidro e até mesmo regiões queimadas como que por uma conflagração. E para favorecer a opinião de Steven Collins, escavações realizadas ali apresentaram a existência de prostíbulos e até mesmo um túmulo contendo dois esqueletos do sexo masculino juntos na mesma cova.

tell el hammeh

Emocionado, o Dr. Collins disse ter dedicado sua vida a encontrar a verdadeira localização de Sodoma e Gomorra. Quando li esta declaração, agi com forte suspeita e decidi fazer uma averiguação mais detida. Para minha surpresa, notei que o Dr. Collins cometeu o mesmo erro de muitos. Apelou para emoção e evidências superficiais se esquecendo do texto da Bíblia na hora de apoiar suas suposições. Segundo Collins “planície (kikkar) do jordão” se refere a uma localização em forma de circulo que ficaria ao norte do Mar Morto. (Gên. 13:10)

 

Porém, Gênesis 13: 10-12 não  restringe Sodoma a região da planície (Kikkar) do Jordão. É correto dizer que Ló escolheu o Kikkar do Jordão e viajou para o leste do país. No entanto, Gênesis 13: 11-12 implica a passagem do tempo durante o qual Ló viajou. Quando lemos que  Ló “armou sua tenda perto de  Sodoma” notamos uma sugestão de separação e distância geográfica do “Kikkar do Jordão.” Além disso, a palavra kikkar, vertida “distrito” na Tradução do Novo Mundo não se refere exclusivamente a área do Vale do Jordão ao norte do Mar Morto. “Kikkar do Jordão” pode se referir a área bem mais ao norte como por exemplo, Sucote (1 Reis 7:46). A palavra kikkar pode ser usada para se referir a outras partes do Vale do Jordão em geral, especialmente quando não acompanhada da denominação “do Jordão” (Gên. 19:17, 28; 2 Sam. 18:23.).

DeadSea5

Em outras palavras, Sodoma poderia ser no kikkar, sem estar no Kikkar do Jordão. Em favor de uma localização ao sul, a Bíblia Sagrada  associa Sodoma geograficamente com o “vale de Sidim, que é o Mar Salgado” uma área distinta do Kikkar do Jordão (Gên 14: 3, 8, 10). O significado de Sidim está associado a um local “salgado”.  (LXX “salgado”) e os poços na região sugerem uma localização mais ao sul para Sodoma. Além disso, a localização de Sodoma e Gomorra no sul se encaixa melhor com o ambiente pós-destruição descrito pelos profetas de Jeová (Deut. 29:23, Isaías 13: 19-20, Jer. 49:18, 50:40; Sof. 2: 9. )

mar morto poço de sal

Um outro ponto importante que temos que salientar a partir das Escrituras,  a região de Tell El Hammeh, um local verdejante atualmente, não é compatível com as descrições dos profetas a respeito do destino final das cidades que Jeová destruiu. Ademais, ao lermos Gênesis 19:28 observamos que Abraão “olhou para baixo” quando viu as cidades do distrito destruídas por Jeová. Isso seria impensável caso esta se localizasse na direção de Moabe proposto pelo Dr. Collins. Temos um problema geográfico básico despercebido pelo Dr. Collins.

É bom deixar claro a todos os que apreciaram este artigo, que há um grande volume de material e muita informação que ainda pode ser considerada ao estudarmos este assunto. A quantidade de sítios escavados e a clareza das imagens indicam que Sodoma e as cidades do Distrito abrigavam milhares de pessoas. Decidi postar este artigo e a medida que os dias vão passando pretendo torná-lo mais objetivo e robusto a fim de apresentar uma visão correta sobre este tema e desmistificar o que realmente sempre esteve ali diante dos olhos de todos. O julgamento de JEOVÁ contra tais cidades são um aviso para nós de algo maior a ocorrer quando Deus eliminar a perversão e a maldade da terra, assim como prometeu. Sugerimos a todos que sempre dê uma passada nesta página que estará sofrendo constantes aprimoramentos e atualizações. E que esta sirva para nos alertar a respeito do fim fatídico que sobreveio aos desafiadores da lei naquele mundo antigo.

Baixada de Sidim

Leitura recomendada:

SODOMA na Obra Estudo Perspicaz das Escrituras

 

Este artigo está sendo escrito

 

FONTES: 1- (Arquivos digitalizados da antiga cidade de Ebla, Síria  I  , )

 

http://www.biblearchaeology.org/post/2008/04/The-Discovery-of-the-Sin-Cities-of-Sodom-and-Gomorrah.aspx

Anúncios
Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • kl  On 21 de junho de 2015 at 22:38

    “Todos os cinco sites estão localizados nas cabeceiras dos pequenos wadis e foram datados como sendo do início da Idade do Bronze, por volta de 3300 A.E.C a 1200 A.E.C.” Eu acredito que você quis dizer “sítios ” e não sites!

    Curtir

  • Queruvim  On 21 de junho de 2015 at 23:27

    Eu escrevi site mesmo, porque esta palavra está tão viva em minha mente como sendo um “lugar” que nem vi a diferença. Mas a título de melhor entendimento segui sua sugestão.

    Curtir

  • Edir Marcelo Zucolli  On 22 de junho de 2015 at 18:47

    Por que o enxofre foi encontrado em cinco lugares, não em quatro? Afinal, a cidade de Zoar (Bela) foi poupada da destruição.

    Curtir

  • Queruvim  On 22 de junho de 2015 at 20:57

    Estou lendo um enorme documento com detalhes de cada palito, osso, madeira e artefatos encontrados ali. De forma que vou aprimorar o artigo dentro de algumas horas.

    Curtir

  • Saga  On 23 de junho de 2015 at 20:47

    Esta é dos fatos arqueológicos mais incriveis do ponto de vista bíblico.

    Curtir

  • Queruvim  On 24 de junho de 2015 at 13:23

    ESTÃO QUERENDO FAZER DO BRASIL UMA SODOMA E GOMORRA…felizmente ainda tem muitos que são contra…como por exemplo, o ORADOR deste discurso.

    Curtir

  • Isaque  On 25 de junho de 2015 at 2:21

    Queruvim é lamentável ver nosso país regressar a um nível satânico de comportamento moral.
    A destruição dos valores morais e da família perpetrada pela esquerda desperta o mais profundo repúdio em qualquer cristão genuíno.
    Eu acredito que, do jeito que está, qualquer Testemunha de Jeová que acompanha a política se sente automaticamente tentado a apoiar às políticas da direita.
    Entretanto jamais devemos nos esquecer que Satanás faz com que uma parte de seu sistema aparente ser melhor do que outra com o intuito de fazer os servos de Jeová violarem sua neutralidade cristã.
    Chega ao extremo de algumas partes do mundo de Satanás serem, até certo ponto, realmente melhores do que outras. Por exemplo: os países capitalistas, no geral, oferecem um grau de liberdade e conforto bem superiores aos países comunistas/islâmicos.

    Mas isso não deve nos surpreender (2Coríntios 11:14). O maldito faz de tudo pra levar o máximo de pessoas junto com ele pra Geena.

    Mas devo admitir que o garoto do vídeo é corajoso e falou umas boas verdades, pena que ele não conhece a verdade.

    Curtir

  • Queruvim  On 25 de junho de 2015 at 20:07

    Realmente, é uma ilusão pensar que algum sistema político humano poderá solucionar os problemas da humanidade. (Ecl. 8:9) Observe por exemplo a proposta do Bolsonaro, eleito no Rio de Janeiro com quase meio milhão de votos. Ele tem políticas que defendem a família e valores conservadores. Contudo, defende a liberação irrestrita de arma de fogo. Nos Estados Unidos, o amor pelas armas de fogo tem causado assassinatos em série de forma recorrente. A Austrália baniu o porte de armas desde que houve um caso em que um atirador com arma automática matou 20 pessoas em 90 segundos com apenas 29 disparos. O resultado da proibição foi uma queda de 80 % no número de homicídios e queda também acentuada no número de suicídios naquele país. fonte

    Curtir

  • Isaque  On 25 de junho de 2015 at 22:19

    Queruvim mesmo nesse caso eu acho que a ideia do Bolsonaro tem lá sua lógica (embora um pouco exagerada). No Brasil fizeram algo parecido com a Austrália com as campanhas do desarmamento. Aqui conseguir o porte de arma não é fácil e ainda assim somos o líder mundial em número absoluto de homicídios por ano (http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Dilemas/noticia/2015/05/numero-de-homicidios-no-brasil-e-5-vezes-maior-que-indice-mundial-mostra-estudo.html).

    É como se estivéssemos em guerra constante. Aqui se mata mais por ano do que no conflito ISRAEL vs PALESTINA (http://veja.abril.com.br/blog/impavido-colosso/crime-mata-mais-por-dia-no-brasil-que-o-confronto-entre-israel-e-palestina/).

    Tudo isso apesar das campanhas do desarmamento.

    Então não adianta desarmar o cidadão de bem e deixar que os bandidos continuem armados. E não adianta desarmar sem dar educação de qualidade e ensinar princípios morais de respeito à vida e de honestidade para o povo.
    Se o povo não tem elevados padrões morais aos quais se apegar eles terminarão arranjando outro jeito de matar uns aos outros.

    O problema foi que aqui tudo que a esquerda fez foi desarmar o cidadão de bem. Não desarmou os bandidos e está se empenhando ativamente em destruir a educação e qualquer resquício de moral cristã que ainda exista no povo brasileiro. Então, no nosso caso, o desarmamento terminou piorando as coisas. Agora os bandidos se sentem encorajados a praticar o crime, pois sabem que as vítimas estão todas desarmadas além das nossas leis serem muito brandas (Eclesiastes 8:11).
    Daí essa proposta do Bolsonaro, que no NOSSO CONTEXTO, não é tão sem lógica assim.

    Na Austrália deu certo porque lá o nível educacional e de qualidade de vida do povo são muito superiores aos do Brasil.

    Mas mesmo que eu ache essa proposta do Bolsonaro razoavelmente boa eu jamais votaria nele, pois mesmo com o Bolsonaro na presidência as pessoas continuariam envelhecendo, adoecendo e morrendo. Nossa neutralidade cristã é muito superior a qualquer melhora de curto prazo que o sistema de Satanás tente nos oferecer.

    Curtir

  • Saga  On 26 de junho de 2015 at 18:16

    Nós somos TJ e não servimos, não devemos ser policiais, nem seguranças, não portamos armas de fogo por que pra que teremos isso se não atiraremos em ninguém? Mas no caso de uma pessoa sem esperança no mundo, abandonada a própria sorte pelo Estado, sem segurança, com um governo mal intencionado com planos de viés semi-ditatorial, policia corrupta e ineficiente, cercado por crimes de todos os lados, com leis que beneficiam os algozes e não as vitimas, além de juízes insanos faz todo o sentido que a pessoa não confie a segurança de si, suas terras, bens e familiares ao Estado, pois é um estado que não está cumprido a função citada por Paulo em Romanos 13 de levar a espada por você.

    (Pense em como seria no mundo da antiguidade como funcionava, ainda mais em tempos pré-monarquia, onde cada clã era liderado por um patriarca mais velho, quem defenderia as mulheres e as crianças senão os próprios pais, maridos e irmãos delas?).

    Ou seja, devemos ser neutros nessa questão não tomando o lado nem de uma direita armamentista e nem da esquerda desarmamentista, até porque aqueles que endeusam o estado sempre querem ter o monopólio das armas para evitar rebeliões onde os revoltosos não estejam apenas com paus e pedras.

    Curtir

  • Isaque  On 27 de junho de 2015 at 2:40

    Concordo Saga.

    Ter o conhecimento da verdade nos permite enxergar além da cegueira dos incrédulos (2 Coríntios 4:4) e discernir as falhas de propostas humanas como essa do Bolsonaro.

    A proposta armamentista faz sentido apenas do ponto de vista de quem não conhece a verdade e não tem esperança.

    Eu não apoio essa proposta, apenas entendo porque ela foi feita.

    Curtir

  • Saga  On 28 de junho de 2015 at 20:56

    Vi um comerciante dando entrevista falando que foi roubado DEZ VEZES num curto espaço de tempo, e trocou de loja várias vezes e sempre o crime o faz falir e fechar, como ninguém faz nada, obviamente que passa pela cabeça dele se defender por contra própria se for vitima novamente, é esse desespero que gera propostas nesse sentido, já que não tem segurança nenhuma, voltemos aos tempos de Faroeste com cada um por si.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s