Como se recuperar do Alcoolismo ? VÍDEO


Divulguem para os que precisam de ajuda. Se a pessoa não tem preconceito, precisa de ajuda e assistir este vídeo irá se beneficiar. Clique na imagem e assista.

ajudaparaoalcoolico

Anúncios
Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários

  • Lucas  On 13 maio 2015 at 18:45

    DEVERIA SER PROIBIDO….ISSO SIM! CONHEÇO VÁRIOS QUE SE DIZEM ‘CRISTÃOS’ E PARAM EM BARZINHO PRA ‘ENCHER A CARA’!

    Curtir

  • Queruvim  On 14 maio 2015 at 9:37

    Cristãos não vão em bares para beber algum tipo de bebida alcoólica. E cristãos também não advogam nem apoiam o que você acabou de falar Lucas. Jeová Deus por meio de sua palavra não proíbe o uso moderado de bebidas alcoólicas. Ou diríamos que Paulo errou ao escrever 1 Tim 3:8? Eu mesmo NUNCA fiquei embriagado. Meu pai sempre bebeu vinho e algumas poucas vezes no ano ele toma até pinga (uma garrafa dura meses) e eu jamais o vi embriagado ou tonto. É claro que no caso de alguns que não tem autocontrole, o melhor é a abstinência. Mas não como mandamento para todos. Se fosse assim Jeová teria proibido o uso de álcool em sua palavra escrita. Você sem perceber sugere que Deus errou na inspiração da palavra.

    O Conceito da Bíblia
    É errado tomar bebidas alcoólicas?

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 14 maio 2015 at 14:19

    De fato, a bíblia não proíbe beber bebida alcoólica, antes diz que isso é um presente de Deus, desde que a pessoa consuma na medida moderada.

    “Portanto, vá, coma com prazer a sua comida, e beba o seu vinho de coração alegre, pois Deus já se agradou do que você faz.” (Eclesiastes 9:7) NVI

    “O banquete é feito para divertir, e o vinho torna a vida alegre, mas isso tudo se paga com dinheiro.” (Eclesiastes 10:19) NVI

    O que Deus condena é a embriaguez. Para pessoas que tem problemas com bebida, é melhor não beber nada, mas isso é uma sugestão, não um ordenamento de Jeová.

    Curtir

  • Alexei  On 15 maio 2015 at 14:18

    Um dos frutos do espírito, para os que de verdade tem o espírito santo de Deus é o autodomínio (temperança). Para os que não tem o espírito santo, e muito menos essa qualidade como fruto, naturalmente não se aconselha que devam beber, nem sequer imaginar isso!!!
    Por outro lado, aqueles que têm o espirito de Deus, não são dominados pela carne, pois a carne está em oposição ao espírito e, os que não têm o espírito são facilmente dominados pela carne visto que não têm o espírito. Muito fácil de entender. A esses é aconselhável que não bebam.
    Agora, pela fraqueza de tais pessoas, acostumadas com regras arbitrárias, impostas não pela Bíblia, mas pelos amos da fé dessas pessoas, a essas devemos ter cautela para não escandalizá-las, pela sua fraqueza…
    Não foi à toa que Paulo, inspirado pelo espírito de Deus, escreveu:
    “Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou que se escandalize, ou se enfraqueça.” Rom 14:21

    Curtir

  • foxhound  On 16 maio 2015 at 11:59

    http://app.folha.com/#noticia/552708 Queruvim da uma olhada. Abraços e saiba que estou sempre acompanhando.

    Curtir

  • SageMode Br  On 16 maio 2015 at 13:45

    Gostaria de saber qual é a opinião de vocês com relação a um vídeo que vi na Internet , porém não faz parte do assunto de bebidas alcoólicas , mas questiona a veracidade do relato bíblico de Adão e Eva , em que um exegeta afirma que tal relato é apenas um mito que foi feito a partir de mitos anteriores …:(O mito das árvores do Éden! Professor Fabio Sabino) https://m.youtube.com/watch?v=i33vWz_drg0

    Curtir

  • foxhound  On 16 maio 2015 at 21:45

    Sage mode igual ao fabio existe outros, que foi de onde ele tirou suas atuais convicções. Sabe o que é interessante nisto é que no passado os críticos criticavam por não haver provas que autênticasem a veracidade bíblica, até que acharam provas (quero dizer manuscritos antigos provas arqueológicos e outras coisas), que provaram a sua veracidade, depois de um tempo os críticos queriam provas mais antigas que a propria biblia para poder comprovar mais uma vez a sua veracidade, o que aconteceu , acharam e o que fizeram agora questionam as história s bíblicas de plágios, ai eu pergunto o que mais eles querem tudo o que desejaram conseguiram não se satisfasem?
    O que eu sempre tiro como parâmetro para mim é o seguinte

    Curtir

  • foxhound  On 16 maio 2015 at 21:50

    Continuando o que tiro como parâmetro e o personagem Jesus ninguém é capaz de dizer que ele não existiu, a provas de todas as formas historiadores afirmam sua pessoa como real, se ele existiu e confirmou tanto adão como Eva e. Muitos outros relatos bíblicos quem somos nós para duvidar dele não concorda?

    Curtir

  • SageMode Br  On 17 maio 2015 at 16:30

    foxhound , também penso da mesma forma ! Só acho estranho esses caras que se dizem muito esclarecidos da Bíblia usarem seu conhecimento para poder questiona-la, por exemplo: Se ele nega o relato de Adão, como vai conseguir compreender o significado do sacrifício de Cristo ? Será que os problemas que temos hoje (imperfeição, morte) são frutos da evolução? Ou do pecado herdado? A evolução também é culpada pelo nosso sofrimento? Ou foi a desobediência do primeiro casal e o vitupério lançado contra a legitimidade do direito que Deus tem de decidir,como governante universal, o que é certo e errado?

    Curtir

  • Alexei  On 27 maio 2015 at 7:49

    Só para constar.
    Durante a minha leitura da Bíblia encontrei um relato interessante. Foi o de Davi, Bateseba e Urias. Depois que descobriu que Bateseba estava grávida, Davi mandou trazer Urias para Jerusalém para que ele pudesse dormir com sua esposa e, assim, encobrir o pecado do rei.
    Pois bem, a primeira tentativa de Davi foi frustrada. A intenção do rei era que o nobre guerreiro Urias fosse para casa, comesse, bebesse e deitasse com a própria esposa, todavia, a ideia não aconteceu como intecnionado (2Sa 11:11)
    Na segunda tentativa Davi usou outra tática. Ele mesmo convidou o homem a comer e a beber. De fato, ele o embriagou para fazê-lo ficar alegre e consequentemente deitar-se com sua amada esposa. Novamente o plano falhou. (2Sa 11:13)

    O que tirei de proveito:
    1 – O vinho fazia parte da dieta daqueles povos orientais visto que era consumido como alimento no dia a dia;
    2 – Durante a leitura da história da vida de muitos servos de Deus podemos ver, mesmo que discretamente, referências ao uso da bebida cotidianamente;
    3 – Beber não é motivo para justificar atos indesejáveis, visto que, no caso acima, Urias não aproveitou-se dessa desculpa para descer para sua casa e ter relações com sua esposa (esse não era de forma alguma um ato errado);
    4 – O problema não está na bebida, e sim nas pessoas que fazem uso, não de forma literal, mas de forma leviana para justificar certas atitudes. Muitas são constantemente contra seu uso porque sabem que são incapazes de controlar seu próprio espírito e que conhecem a maldade de seu próprio coração.

    Curtir