Igreja Presbiteriana vota a favor de casamento entre pessoas do mesmo sexo


Igreja Presbiteriana aprova casamento gay

 

Foto de Joshua Lott do The New York Times ; Assembléia Geral da Igreja Presbiteriana realizada em 2015 em Detroit, EUA. 

 

Em uma grande Assembléia realizada pela Igreja Presbiteriana nos Estados Unidos foi feita uma alteração na Constituição Oficial da Igreja. Alteraram o texto onde se define o casamento como sendo a união entre “homem e mulher” para “duas pessoas”. Em 2010 esta mesma Assembléia causou uma divisão ao apoiar a ordenação de pastores homossexuais, resultado em desligamento de algumas igrejas Presbiterianas nos Estados Unidos. Susan De George uma “pastora” lésbica de posição privilegiada no episcopado da Igreja Presbiteriana em Nova York afirmou que o resultado da Assembléia “deixou alguns com lágrimas de alegria e alguns com lágrimas de pesar”.  Pelo menos em Detroit, onde foi realizada a Assembléia, o apoio foi de 71 % contra 29 % na votação. Esta Assembléia, segundo o The New York Times, representa quase 2 milhões de membros e 10.038 Igrejas nos Estados Unidos! Esta tem sido a posição de muitas das igrejas Presbiterianas para a consternação de alguns pastores presbiterianos. O resultado é que todos os dias estes grupos de cristãos professos se dividem em “seitas”. Como não chama-los de “seitas” se abandonam a igreja tradicional deles mesmos e criam outros movimentos com normas próprias muitas vezes promovidas por pastores dissidentes? Outra Igreja que passa a mesma situação vergonhosa é a Igreja Batista nos Estados Unidos. Todos os dias criam seitas batistas, pelos mesmos motivos apresentados acima. Há Igrejas Batistas que até o sábado guardam!

Para se ter uma ideia de como está a situação no meio evangélico, recentemente foi noticiado por eles mesmos que a maior igreja Evangélica de São Francisco aceita membros gays ou praticantes da sodomia como membros aprovados da Igreja! (Fonte)

 

O caso da Igreja Presbiteriana  foi artigo do The New York Times no primeiro link abaixo:

 

Largest Presbyterian Denomination Gives Final Approval for Same-Sex Marriage

 

Em uma nota divulgada em diversos idiomas, a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos afirma que “depois de aprovação decidimos que os membros da Igreja podem ter um critério mais amplo referente ao casamente que se realizará nos templos”. Para não chocar parte dos membros da Igreja observamos uma certa linguagem comedida e cheia de freios, mas sem a vergonha na cara. Não falam com orgulho nem com grande estardalhado, a não ser dentro dos recintos onde praticam a sodomia com a benção do Jesus da Igreja deles. Veja um dos inúmeros vídeos postados por esta Igreja aqui.

A Igreja Presbiteriana de Brighton, em Nova York foi a primeira a se desligar da Igreja Presbiteriana maior em forma de repudio.

Brighton Presbyterian Church

Então, apesar de algumas igrejas associadas à PCUSA (Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos) terem se desligado, observamos que a maioria ainda não tomou uma posição, visto que há um número cada vez crescente de membros que estão opinando a favor do casamento gay. Em outras palavras, está havendo uma fragmentação significativa da Igreja Presbiteriana e o surgimento de mais divisões neste mundo religioso já bastante dividido.

O site Criacionismo. com fez os seguintes comentários:

 

Presbiteriana dos EUA ordena “casal” de pastoras lésbicas

 pastorasgays
Subvertendo conceitos bíblicos

“A Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos ordenou um casal de lésbicas como pastoras na First & Central Presbiteriana Church, em Wilmington, Delaware. As duas mulheres estão casadas há três anos e serão ordenadas em uma cerimônia marcada para acontecer no próximo domingo (29), menos de duas semanas após a denominação aprovar uma emenda que aceita a união entre pessoas do mesmo sexo. Kaci Clark-Porter e Holly já foram criadas por famílias conservadoras do Texas e chegaram a se casar com homens, mas se divorciaram. Após o divórcio elas se encontraram e fizeram o seminário da igreja. Clark-Porter será a pastora associada da First & Central e Holly vai liderar a Gay Big Church, uma filiada da First & Central. O homossexualismo é aceito na Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA), tanto é que ela já realiza casamentos religiosos entre pessoas do mesmo sexo e já havia ordenado pastores homossexuais celibatários”.

 

Para saber o que Deus por meio de sua palavra a Bíblia diz, sugerimos as seguintes leituras:

 Como explicar o conceito da Bíblia sobre a homossexualidade? 

Pastores batistas afirmam que casariam gays ou “apoiam” tal casamento na sociedade!

Anúncios