UCRÂNIA – Grupos armados confiscaram à força 14 Salões do Reino


Oleksandr Tretiak

Como eu já havia mencionado a quase um ano atrás em um artigo  , ataques contra o povo de Jeová já começaram na região da Ucrânia. Obviamente que são separatistas Russos que estão invadindo a Ucrânia e muitos estão se aproveitando do caos da guerra para intensificar o ataque contra as Testemunhas de Jeová.802014504_univ_lsr_lg

Sei que todos os grupos religiosos estão sofrendo, mas sabemos também que faz anos que as TJ estão sendo caçadas na Rússia e perseguidas pelo estado Russo com a aprovação dos líderes da Cristandade.  Em vista dos conflitos, observamos infelizmente até mesmo a morte de Testemunhas de Jeová vítimas de bombardeios. Mas agora estão aproveitando da febre de guerra separatista para saquear e destruir os locais de reuniões das TJ, bem como suas casas.

Locais religiosos confiscados na região leste da Ucrânia

Congresso na Ucrãnia

Até janeiro de 2015, grupos armados confiscaram à força 14 Salões do Reino (locais de adoração) das Testemunhas de Jeová na Ucrânia. Continue a leitura aqui

802014504_univ_cnt_2_sm

De fato, quando religiosos da Igreja Ortodoxa atacam as Testemunhas de Jeová e falam em dar um fim nelas, demonstram ser iguais aos muçulmanos mencionados em um artigo recente, onde juram dar um fim em todos que não sejam de sua religião. Certo leitor desta página afirmou corretamente:

“E se acontecer da Rússia de Putin e os separatistas a seu comando entrarem em guerra franca com o islamismo, há de se destacar que os países ortodoxos ex-soviéticos e os países árabes muçulmanos não divergem muito, sendo de comportamentos e atitudes intolerantes, anti democráticos e belicistas, com o mesmo fanatismo étnico, nacionalista e religioso que ataca a liberdade de expressão e de crença, se muitos religiosos no Oriente Médio desejam que o islã seja a única religião permitida e querem o fim de todas outras, no leste europeu vemos número expressivo de religiosos que anseiam o mesmo, o fim de todas religiões que não seja o ortodoxismo.   Nisso os verdadeiros cristãos ficam no mesmo fogo cruzado que já ficaram antes em conflitos entre fascistas católicos (de “direita”) e comunistas ateus (de “esquerda”), sendo considerado inimigos de ambos os lados ao mesmo tempo, ou independente do resultado dos conflitos, terminando como sendo perseguido por um, ou por outro.

 
 “Como acontece com muitos muftis antes dele, o sheik baseou sua fala na famosa tradição, ou hadith, que o profeta do Islã teria declarado em seu leito de morte: ‘Não pode haver duas religiões na Península [árabe].’ Isso que sempre foi interpretado que somente o Islã pode ser praticado na região”  O líder de um grupo falou que sua intenção era “eliminar todas as Testemunhas de Jeová” porque, segundo ele, a Igreja Ortodoxa é a única religião permitida na região”.
Anúncios
Both comments and trackbacks are currently closed.