Bart D. Ehrman – Por que abandonou a fé Evangélica? Veja alguns dos MOTIVOS


Recentemente estive lendo um blog do Dr Bart D. Ehrman, erudito e Professor Distinto de Estudos Religiosos pela Universidade da Carolina. Interessante, que em harmonia com o que escrevi a alguns dias, este é mais um evangélico que abandona a Igreja Evangélica e se torna descrente. Ao dar uma entrevista na Pensilvânia, em um programa de TV, Bart Ehrman afirmou que o fato de encontrar textos em grego que não continham palavras que já apareciam em outros textos da mesma passagem, o deixou cético na direção de Deus neste assunto. Segundo ele, Deus deveria preservar integralmente todo o texto da Bíblia sem nenhuma “lacuna”. Afirma também, aparentemente de modo pejorativo, que “não temos os originais”. Claro que ele ainda continua crendo em Deus, mas perdeu a fé nos relatos da Bíblia a respeito de milagres tornando-se um agnóstico. Segundo o Dr Ehrman, o principal motivo que o levou a perder sua devoção e dedicação religiosa foi a opressão e sofrimento que ele vê no mundo em sua volta. É claro que se ele frequentava um templo evangélico, como poderia encontrar tais respostas? É obvio que jamais as encontraria. Apenas no local onde se examina com mais atenção e cuidado o texto da Bíblia, se obtém orientação e informação a este respeito. Este de fato é um dos motivos de muitos evangélicos abandonarem a religião. A falta de informação e estudo correto da palavra de Deus. Caso se sinta vazio e espiritualmente insatisfeito ao terminar um culto, é porque não está sendo alimentado espiritualmente de forma correta.

Sugerimos aos que estão sendo afetados pela mesma dúvida que sobreveio ao Dr Ehrman, que analisem estes dois artigos:

Por que Deus permite o sofrimento?

O Que a Bíblia Realmente Ensina?

 CAPÍTULO ONZE

Por que Deus permite o sofrimento?

Em sua entrevista, o Dr Ehrman comenta que a história da mulher pega em adultério não foi mencionada durante 1000 anos por escritores cristãos e outros historiadores que viveram após Jesus Cristo. O que indica, segundo ele, que foi um acréscimo posterior. As Testemunhas de Jeová já sabem disso a muito tempo, mas a Igreja Evangélica continua pregando de seus púlpitos este relato como se fosse inspirado por Deus e canônico. Observe a Revista A Sentinela e os livros publicados pelas Testemunhas de Jeová, e não verá nada vangloriando ou citando tal passagem. Nunca empregamos tal passagem em nossas reuniões como sendo “a palavra de Deus”. Isso os críticos das Testemunhas de Jeová, inclusive os apóstatas não dizem não é ? Durante muito tempo, estudiosos bíblicos têm reconhecido as pobres credenciais textual da história da mulher flagrada em adultério (João 7:53-8:11). As provas contra a sua autenticidade são esmagadoras. Mas por não ter tido esta orientação e ensino, o Dr Ehrman tornou-se descrente na Bíblia! Ele deve ter visto muitos pastores desinformados recitarem e usarem tal passagem como sendo a palavra de Deus! Que decepção! Se tivesse informação correta sobre estes assuntos talvez não teria abandonado a fé.

A verdade é que muita gente ainda irá abandonar a religião evangélica e outras igrejas chamadas “cristãs”. Se um “monstro” da erudição (digo no bom sentido) teve sua fé minada, imagine pessoas simples e sem muito estudo ou orientação! Aqueles que acham que Jeová Deus dá proteção física total, aqueles que tem como sagrado o que não é sagrado, aqueles que não estão alimentando regularmente a sua mente com o conhecimento exato, podem facilmente ser desviados da fé, por intermédio de filosofia e de vão engano. ( Col. 1:9 Fil 1:9) O ceticismo pode dominar a pessoa que não ouviu a verdadeira boas novas ou “boas notícias do Reino”.

Os templos evangélicos não pregam as boas novas do Reino e sequer entendem o que é o Reino e que boas novas são essas. Isso é um fato. (Lucas 8:1; Mateus 24:14) O fato de realizarem curas em nome de Jesus, indica que não entendem as mudanças que somente o Reino de Deus fará. Acabam se encaixado na descrição negativa a eles aplicada profeticamente em Mateus 7:21-23 e 2 Tess. 2:9,10 onde lemos:

“Mas a presença daquele que é contra a lei* é segundo a operação*+ de Satanás, com toda obra poderosa, e sinais e portentos+ mentirosos, 10  e com todo engano*+ injusto para com os que estão perecendo,+ em retribuição por não terem aceito o amor+ da verdade, para que fossem salvos.+” 

 

Both comments and trackbacks are currently closed.