Ateus perguntam …


Recebi o seguinte e-mail com perguntas a respeito de Deus:

Estou fazendo uma pesquisa pra saber o nível de conhecimento dos Cristãos. Fiz umas perguntas para o Judeu, mas ele não está dando contra de responder….vamos ver como as Testemunhas de Jeová respondem?

Simplesmente argumentos, no campo das idéias e não para o campo pessoal. Vamos lá os argumentos são ateístas, tente responder USANDO A BÍBLIA

1. Por que Deus criou o mal se Ele não quer que o pratiquemos?

2. Se Deus realmente existisse, você acha que existiriam tantas pessoas doentes? Existiriam crianças abandonadas? Existiriam usuários de drogas? Se Deus existisse, não haveria sofrimento. Eu não consigo imaginar um Deus que permite todas essas coisas.

3. Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal! Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mal.

4. Deus criou o mundo material falho e imperfeito, criou a necessidade dos animais mutuamente se destruírem, para se alimentarem uns à custa dos outros, a lei do mais forte, e para piorar uma matéria fraca, perecível que adoece apodrece e morre, logo ele é mal ou imperfeito.

5. Um Deus que, deixa criancinhas morrer de fome na áfrica, serem violentadas, exploradas e dilaceradas. Por que Deus permite que uma criança nasça se para logo em seguida morrer? Para Deus não basta criar e permitir que tais crianças nasçam também é preciso um toque de sadismo e crueldade Onde está seu amor infinito?

6. Desastres naturais, morte, limitações físicas e intelectuais, etc. Deus podia não ter gerado essas imperfeições, mesmo assim, Deus prefere assistir o sofrimento das pessoas, e criá-las!

7. Deus é bom e justo? Deus criou catástrofes e desastres naturais! Diga isso ao pai que encontrou a cabeça do seu filho após o Tornado, diga isso a filha que não tem mais mãe após Tsuname. Diga isso a família que perdeu a sua casa nos Terremotos, diga isso aos corpos boiando e mutilados, após o Furacão nos EUA. Deus cria a terra caótica, cria o homem, e os coloca no meio do Caos e ainda por cima entrega a terra ao Diabo esse é o desejo de Deus!

8. Deus nos ama, por isso criou a Aids, o Câncer e todas as doenças, poderia curar todos, mas prefere assiti-lôs sofrer, ou se humilharem em orações que serão ignoradas!

Aceitaremos o desafio de responder? 

Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • Guest  On 1 de fevereiro de 2015 at 2:31

    Perguntas bastante simples. A Bíblia responde a todas de maneira mui satisfatória. Cabe a você perguntar a esse ateu qual é o verdadeiro objetivo de saber as respostas a essas perguntas – Mateus 7:6.

    Curtir

  • Euclides  On 1 de fevereiro de 2015 at 11:57

    Cara eu acho que poderiamos aceitar até porque temos essas respostas

    Curtir

  • Nick  On 1 de fevereiro de 2015 at 15:35

    essa dos animais quero ver quem vai responder

    Curtir

  • Saga  On 1 de fevereiro de 2015 at 15:59

    1. Por que Deus criou o mal se Ele não quer que o pratiquemos?

    Deus criou o mal?
    “Por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém”TIAGO 1:13.
    EZEQUIEL 18:25 => “‘E certamente direis: “O caminho de Jeová não é acertado. ” […] Não é acertado o meu próprio caminho? Não são os vossos caminhos que não são acertados?JÓ 40:8 =>Realmente, invalidarás tu a minha justiça? Pronunciar-me-ás iníquo, a fim de teres razão? DEUTERONÔMIO 32:4 =>A Rocha, perfeita é a sua atuação, pois todos os seus caminhos são justiça. Deus de fidelidade e sem injustiça; justo e reto é ele.“

    2. Se Deus realmente existisse, você acha que existiriam tantas pessoas doentes? Existiriam crianças abandonadas? Existiriam usuários de drogas? Se Deus existisse, não haveria sofrimento. Eu não consigo imaginar um Deus que permite todas essas coisas.

    Segundo o ensinamento da Bíblia Sagrada doenças, vícios e sofrimento são justamente a confirmação das palavras de Deus (Mateus 24:6.Eclesiastes 8:9.9:2-3,11-12.Lucas 21:11.Apocalipse 6:4-8.2 Timóteo 3:1-5.12-13), pelo contrário, a não existência de orfãos, vícios, sofrimentos e doenças no mundo testemunharia contra a existência de Jeová.

    MATEUS 24:6 Ouvireis falar de guerras e relatos de guerras; vede que não fiqueis apavorados. Pois estas coisas têm de acontecer LUCAS 21:28 Mas, quando estas coisas principiarem a ocorrer, erguei-vos e levantai as vossas cabeças, porque o vosso livramento está-se aproximando.”

    “3. Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal! Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mal.”

    O mal é uma coisa abstrata, quando se disser que Deus criou todas as coisas (Efésios 3:9.1 Coríntios 8:6.Romanos 11:36.Apocalipse 4:11), este todas as coisas é uma referência aos céus, os planetas, as estrelas, o mar, os seres vivos e etc. (Gênesis 1:1-31.2:1-7.Êxodo 20:11)

    ÊXODO 20:11 => Jeová fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há

    4. Deus criou o mundo material falho e imperfeito, criou a necessidade dos animais mutuamente se destruírem, para se alimentarem uns à custa dos outros, a lei do mais forte, e para piorar uma matéria fraca, perecível que adoece apodrece e morre, logo ele é mal ou imperfeito.

    Deus não criou o mundo de maneira falha, e o conceito de “perfeição” é muito relativo, o mundo funciona da maneira adequada para seu objetivo, se ele cumpre as funções que seu Criador determinou, então ele funciona…perfeitamente, muito bem (Gênesis 1:31.Eclesiastes 3:11). Quanto a questão da lei do mais forte na cadeia alimentar, na verdade os animais não se alimentavam de si mesmos no Paraíso (Gênesis 1:29,30), também não o farão na Nova Terra (Isaías 65:25).

    “5. Um Deus que, deixa criancinhas morrer de fome na áfrica, serem violentadas, exploradas e dilaceradas. Por que Deus permite que uma criança nasça se para logo em seguida morrer? Para Deus não basta criar e permitir que tais crianças nasçam também é preciso um toque de sadismo e crueldade Onde está seu amor infinito?

    Essa é a mesma questão 2. De toda forma, o sofrimento pelo qual crianças passam é o mesmo sofrimento pelo qual passam os adultos, a distinção que fazemos na nossa mente foi programada pelo nosso Criador em nosso íntimo, temos uma tendência inata em nossa programação de ser mais simpáticos com as crianças, lhe dando preferência em relação aos adultos, sim, pois nosso Desenhista nos fez com o instinto de preservação de nossa prole, da mesma forma que fez com os animais, os animais tendem a arriscar suas vidas para proteger seus filhotes. Para um Onipotente Ser Eterno (Salmo 90:2) não faz muita diferença um feto, uma criança, um adulto ou um idoso, todos são vidas humanas provenientes do pó da terra (Gênesis 3:19.Salmo 103:14), uns vivendo mais, outros menos, um uns poucos meses, outro uns 70 anos (Salmo 90:3-5,10) isso quer dizer que você ser morto amanhã num latrocínio não é mais grave do um aborto, da mesma forma uma vida humana foi perdida.

    6. Desastres naturais, morte, limitações físicas e intelectuais, etc. Deus podia não ter gerado essas imperfeições, mesmo assim, Deus prefere assistir o sofrimento das pessoas, e criá-las!

    Deus criou os desastres naturais, as deficiências físicas e mentais e a morte?
    Os pontos dessa lista são muito repetitivas. Deus não criou a morte, a morte é criação do pecado (Romanos 5:12), como Deus não peca a morte nunca viria de si, então a morte precisa vir daquele que praticar o pecado. Por outro lado, Jeová destruirá a morte (Isaías 25:8)

    7. Deus é bom e justo? Deus criou catástrofes e desastres naturais! Diga isso ao pai que encontrou a cabeça do seu filho após o Tornado, diga isso a filha que não tem mais mãe após Tsuname. Diga isso a família que perdeu a sua casa nos Terremotos, diga isso aos corpos boiando e mutilados, após o Furacão nos EUA. Deus cria a terra caótica, cria o homem, e os coloca no meio do Caos e ainda por cima entrega a terra ao Diabo esse é o desejo de Deus!

    O 7 é igual ao 6, se baseia na noção de que Deus criou os desastres naturais. Temos essa afirmação “Deus criou a terra caótica”, não, Deus criou a Terra de uma maneira “muito boa” (Gênesis 1:31), “Deus cria o homem e coloca no meio do caos”, não, Deus cria o homem e a mulher e os colocam no Paraíso Terrestre (Gênesis 2:8). Quem entregou o mundo a autoridade diabólica foi o homem (Romanos 5:2).

    ECLESIASTES 7:29 “ Vê! Achei somente o seguinte: que o verdadeiro Deus fez a humanidade reta, mas eles mesmos têm procurado muitos planos. ”

    8. Deus nos ama, por isso criou a Aids, o Câncer e todas as doenças, poderia curar todos, mas prefere assiti-lôs sofrer, ou se humilharem em orações que serão ignoradas! Aceitaremos o desafio de responder?

    Cara, é muito repetitivo, isso é o famoso argumento do espantalho, Deus criou a AIDS e o câncer? Que eu saiba é consenso de que a Aids surgiu por atuação humana, ouvi dizer que envolvia macacos, enfim, mas a 8 envolvendo doenças é o mesmo caso da 2. Na verdade as 8 questões poderiam ser agrupadas como uma só, e o questionamento seria o porque Deus criou os males e esse mundo tão caótico, o problema central está na própria premissa de que Deus criou o mal.

    Deus criou o mundo muito bom. (GÊNESIS 1:31)
    O homem se rebelou contra Deus e gerou a imperfeição, a doença e a morte. (ROMANOS 5:12 . ECLESIASTES 7:29)
    A existência das misérias demonstra que o homem independente do domínio divino é totalmente incapaz. (JEREMIAS 10:23 . ECLESIASTES 8:9)
    Deus diz que no tempo final do prazo da independência humana estes sinais de sofrimento iriam se agravar. (2 TIMÓTEO 3:1,13.MATEUS 24:12)
    Jeová enviou seu representante ao mundo para provar seu amor pela humanidade e consertar os efeitos da rebelião adâmica.(JOÃO 3:16.1 JOÂO 3:8)

    No fim do prazo toda a criação retornará ao estado em que estava no Paraíso Edênico. (MATEUS 19:28. ISAÍAS 11:9. APOCALIPSE 22:4,5)

    O fato é que se vivêssemos sem os efeitos dolorosos do pecado humano estaria sendo provado de Deus está errado e que o homem não precisa d´Ele, pois a humanidade é capaz de viver e se governar sozinha, controlando as forças da natureza, resolvendo todas as mazelas terrenas através da sua ciência e além de tudo julgando moralmente o certo e o errado através de conceitos próprios estabelecidos por sua experiência e sabedoria.

    A proposta do ateu que criou os 8 pontos na lista aí iria totalmente de encontro as 6 verdades bíblicas que eu mencionei acima e sua proposta da inexistência do sofrimento no nosso mundo resultaria que as Escrituras Sagradas estivessem em falsidade e assim Jeová, o Deus da Bíblia, nunca poderia existir, pois elas não descreveriam fatos da realidade humana observável, as suas previsões seriam caducas e a criação não necessitaria de uma salvação no que a própria vinda de Jesus Cristo para a Terra teria sido desnecessária pois ele não teria do que nos salvar. Ligue o jornal, hoje e amanhã e cada nova noticia de tragédia e catástrofe será mais uma confirmação de que as palavras de Jeová na Bíblia são perfeitamente verazes e fidedignas.

    Curtir

  • Queruvim  On 1 de fevereiro de 2015 at 18:16
    1. Por que Deus criou o mal se Ele não quer que o pratiquemos?

    Deus criou tudo, então ele criou o mal? Errado! Deus criou pessoas espirituais no domínio celestial, anjos perfeitos. Capacidade matemática e de raciocínio e memória muito melhor que a dos humanos. Mas uma coisa em comum com os seres humanos, o poder de escolha e de livre arbítrio. Não eram robôs que fariam somente o que Deus queria. Deus é tão amoroso que lhes dotou da capacidade de escolherem entre o certo e o errado. Um desses filhos espirituais se tornou opositor (em hebraico SATAN significa “opositor”, “aquele que é contra”, “adversário”). Este foi seduzido pelo seu próprio desejo de ter o que não lhe pertence. Para ilustrar, um ladrão não nasce ladrão, mas o desejo egoísta e o almejo de possuir o que não lhe pertence pode induzi-lo ao erro (hebraico “pecado”). Portanto, sua afirmação de que “Deus criou o mal” baseia-se em falta de conhecimento e entendimento das Escrituras Sagradas. Ela dá uma explicação lógica, razoável e fidedigna a respeito da origem do mal. Não foi Deus quem criou o mal. Foi o desvio moral de criaturas egoístas que o fizeram.

    Curtir

  • Queruvim  On 1 de fevereiro de 2015 at 18:31

    Se Deus realmente existisse, você acha que existiriam tantas pessoas doentes? Existiriam crianças abandonadas? Existiriam usuários de drogas? Se Deus existisse, não haveria sofrimento. Eu não consigo imaginar um Deus que permite todas essas coisas.

    Uma coisa que nós temos que ter o hábito saudável de fazer é : SEMPRE OUVIR O OUTRO LADO. Deus por meio de sua palavra escrita, a Bíblia , responde a esta pergunta. Lemos nas Escrituras, que houve uma rebelião no domínio celestial, e o OPOSITOR questionou a legitimidade do governo de Deus. Afirmou que se o homem fosse independente de Deus, seria bem sucedido e atacou a forma de JEOVÁ Deus governar. Foi permitido a este opositor dominar a fim de provar as questões levantadas. Em João 14:30 conta que Jesus disse: “Levantai-vos, vamos embora daqui porque o Governante deste mundo está chegando”…uma clara alusão a Satanás o Diabo. Este estava se aproximando do local onde Jesus estava tendo um diálogo com seus seguidores fiéis. O mundo está do jeito que está, visto que Satanás o arquiinimigo de Deus é na realidade o governante deste mundo apartado de Deus. É por isso que Satanás ofereceu a Jesus todos os reinos( ou governos) do mundo a Cristo, na tentação no deserto da judéia. Lucas 4:6 diz a respeito deste incidente no qual o inimigo disse a Cristo: ” “Eu te darei toda esta autoridade e a glória deles,[isto é dos governos do mundo] porque me foi entregue e a dou a quem eu quiser” .

    Então, colega ateu, a Bíblia explica que o sofrimento se deve a uma conjuntura governamental temporária concedida ao inimigo da vida eterna, em vista de questões levantadas num tribunal celestial. Satanás questionou a forma de governar de JEOVÁ DEUS. Lançou dúvidas e ataques contra Deus e a pureza de seu Grande Nome.

    Só existe uma página na internet que responde de fato a estas questões. Sugiro que ouça o outro lado. Por acessar o link abaixo:
    http://wol.jw.org/pt/wol/s/r5/lp-t?q=Por+que+Deus+permite+o+sofrimento&p=par

    Curtir

  • Victor DB  On 1 de fevereiro de 2015 at 19:09

    Sinceramente espero que “o nível de conhecimento” biblicos apresentado aqui pelos irmãos acima seja suficiente. Quando vemos perguntas como estas, desejamos que sejam sinceras e não apenas questões pré-respondidas, que servem apenas para sustentar algum tipo de vaidade que muitos ateus almejam possuir. (Ás vezes me pergunto se o tal do Pirula, admirado por muitos ateus, ja conversou honestamente com alguma Testemunha de Jeová).

    Curtir

  • PrincipeDeJah  On 1 de fevereiro de 2015 at 19:37

    Seria de esperar que os seres humanos fossem imunes às consequencias de seus próprios atos???? (Galatas- 6: 7; Provérbios- 1: 330-33) Porque colocar a culpa em Deus por coisas que nós mesmos fazemos????

    Ecesiastes- 9: 11 também diz: “O tempo e o imprevisto sobrevem a todos.”

    Eles nos proveu os melhores conselhos para vivermos bem. Problema nosso em não escescuta-lo. Que sejamos agora maduros e honestos com nós mesmos, o suficiente para assumir nossos atos ao invés de por a culpa em Deus !!!!!

    Curtir

  • Thales  On 1 de fevereiro de 2015 at 19:48

    As questões giram em torno da premissa de que tudo que existe foi
    obra da mão de Deus. O ateu deveria antes de mais nada responder
    com que base ele afirma que Deus é a causa primária do mau.
    Se a premissa não é verdadeira, a conclusão está comprometida.

    Quase todas as questões são respondidas observando o momento em que
    o pecado entra em cena. Neste momento o ser humano “disse” para Deus:
    posso me virar sozinho. Deus “respondeu” para os humanos: Mostre para as miríades e miríades de anjos e para mim, que você é capaz de se virar sozinho. O resultado nós estamos presenciando. (JEREMIAS 10:23)

    É cruel atribuir a Deus os acontecimentos mundiais:Doenças, catástrofes etc. Na maior parte das vezes, estes entram em cena por intervenção humana, e Deus recebe a culpa.

    Uma pergunta coerente que deve ser feita diante deste catastrófico sistema é: Porque Deus PERMITE tais acontecimentos ?

    Novamente encontramos na Bíblia a resposta.

    Curtir

  • Lucas  On 1 de fevereiro de 2015 at 21:16

    MARAVILHA DE RESPOSTA! PERFECT!!

    Curtir

  • karmo2010  On 1 de fevereiro de 2015 at 21:45

    A premissa toda das questões, que a propósito, se resumem numa só, da origem do mau, é totalmente falsa. O inquiridor ateu presume que foi Deus quem criou o mau, o sofrimento e etc… Primeiramente o inqueridor ateu teria de provar que a origem do mau é de fato, Deus. O ônus da prova cabe a ele, não a nós, cristãos.

    Depois, sim, temos a resposta tranquilamente para origem do mau e do sofrimento.

    Curtir

  • Saga  On 1 de fevereiro de 2015 at 22:43

    A Tradução do Novo Mundo também é superior na tradução de Isaías 45:7. Queruvim sabe como esse verso é feio na “Almeida Corrigida Fiel”. Essas traduções causam muita confusão na mente das pessoas e dçao muita lenha pros ateus ficarem queimando com estes tipos de acusações.

    Curtir

  • Guest  On 2 de fevereiro de 2015 at 0:54

    A seguinte matéria aborda a questão da maldade por um ângulo muito realista.

    Se Deus é amor, por que permite a iniqüidade?
    TRATA-SE duma pergunta válida, e merece uma resposta. Mas antes de respondê-la, ampliemos nosso conceito sobre a iniqüidade e por que é permitida. Não é realístico limitar a questão ao papel de Deus nessa questão. Que dizer do papel dos humanos? Muitos que objetam a que Deus permita a iniqüidade são pessoas que não só a permitem, mas também a praticam.
    E, quando suas práticas iníquas trazem as penalidades delas sobre suas cabeças, por que gemem em protesto: “Por que eu, ó Deus?” Isso equivale a dizerem que, se outrem fosse a vítima, tudo bem. Tal tendência das pessoas de lançar a culpa em Deus é comentada na Bíblia: “A tolice do próprio homem arruína a sua vida, e depois tem ressentimento contra o SENHOR.” — Pro. 19:3, Nova Bíblia Inglesa.
    O interesse próprio resulta em fome em muitas terras. O amor ao dinheiro faz com que a indústria polua o meio ambiente, aumentando grandemente as doenças e as mortes. Por declararem guerras, os homens matam milhões de pessoas e aleijam outros milhões. Por semearem injustiças sociais e desigualdades econômicas, as pessoas colhem abundante safra de crimes. Sua “nova moral” rompe casamentos, destroça famílias e dissemina as doenças venéreas. Por comerem demais, tornam-se obesos e prejudicam sua saúde. Por beberem demais, contraem cirrose hepática. Fumarem demais é um convite para o câncer pulmonar.
    E SE DEUS ACABASSE COM A DELES?
    Será que os que se queixam de que Deus permite a iniqüidade ficariam contentes se ele acabasse com a deles? Se ele arrancasse os cigarros de seus dedos e o terceiro ou quarto trago de suas mãos vacilantes, regozijar-se-iam de que acaba o câncer pulmonar e as doenças hepáticas produzidas dessa forma? E se Deus destruísse suas fábricas de armamentos, dividisse suas reservas de alimentos entre os famintos e distribuísse suas riquezas excessivas entre os pobres e desfavorecidos — regozijar-se-iam com isso?
    Deus proíbe a conduta que produz a maioria das iniqüidades que agora enfrentamos. Está ao alcance das pessoas acabar com ela, mas muita gente a segue. Os fatos nos obrigam a concluir que a maioria da humanidade não quer acabar com a iniqüidade, e sim com suas conseqüências. Querem semeá-la, mas não colher seus frutos. Se puderem evitar as conseqüências, muitos se apressam em fazer o mal. Durante blecautes, quando a polícia fica em desvantagem, os saqueadores agem como loucos. Se sonegar impostos consegue escapar à malha fiscal, milhões cometem tal crime. O que mantém muita gente honesta não é o ódio à iniqüidade, e sim o medo da punição. Como a Bíblia explica: “Por não se ter executado prontamente a sentença contra um trabalho mau é que o coração dos filhos dos homens ficou neles plenamente determinado a fazer o mal.” — Ecl. 8:11.
    POR QUE FOI PERMITIDA ATÉ AGORA?
    Quando um pai dá a seu filho um bem ou uma responsabilidade, ele fica naturalmente interessado em ver como o filho cuidará do que recebeu. De forma similar, Jeová Deus fez do homem o zelador da terra. O homem falhou, desobedeceu a Deus, e, depois disso, Satanás suscitou o desafio de que Deus não conseguiria colocar pessoas na terra que permanecessem fiéis a Deus.
    Que tal questão existia é indicado pelas palavras de Deus a Satanás, relativas a Jó: “Ele me adora e é cuidadoso de não fazer nada de mal.” Satanás respondeu desafiadoramente: “Será que Jó lhe adoraria se não obtivesse nada em troca? Sempre o protegeu.” Permitiu-se que Satanás fizesse o pior, exceto matar Jó mas não conseguiu violar a integridade de Jó a Deus. (Jó 1:6-12; 2:1-10, Good News Bible) Deus concedeu tempo a Satanás para que prove seu desafio, mesmo até agora.
    No entanto, além de enfrentar o desafio de Satanás, outros fins foram cumpridos por se permitir que sobreviessem dificuldades à humanidade. Milhares de anos de regência humana demonstraram a incapacidade do homem de governar-se, independente de Deus. “Não é do homem terreno”, escreveu o profeta inspirado, “o seu caminho. Não é do homem que anda o dirigir o seu passo”. (Jer. 10:23) Por sofrer dificuldades, a nação de Israel aprendeu que precisava da orientação de Deus. (Sal. 107:11-13) Devemos aprender também, e compreender que o reino de Deus é o único modo de nos libertarmos da iniqüidade.
    A única esperança do gênero humano é viver numa terra paradísica em que Deus “enxugará dos seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem clamor, nem dor”. (Rev. 21:4) Por certo, nosso apreço da vida sem lágrimas, pranto, clamor, dor ou morte será grandemente aumentado por termos enfrentado tais tragédias num mundo em que se permitiu a iniqüidade. Costumamos considerar as coisas como certas. Apenas depois de as perdermos é que as apreciamos.
    COMO DEUS ACABARÁ COM A INIQÜIDADE?
    A fim de acabar com as guerras, acabe-se com os fomentadores da guerra. Para acabar com a fome, acabe-se com os “tubarões”. Para acabar com a poluição, acabe-se com os poluidores. Para acabar com o crime, acabe-se com os criminosos e as más condições que podem produzi-los. Para acabar com as imoralidades que destroem famílias e geram doenças, acabe-se com os praticantes da imoralidade. Seis mil anos de reformadores, assistentes sociais, políticos, instituições de reabilitação — todos fracassaram em corrigir os males e acabar com a iniqüidade.
    A permissão de Deus para a existência da iniqüidade terminará por Ele remover a Satanás e todos os humanos que insistem em praticá-la. Muitos que se queixam de que Deus permite a iniqüidade também se queixam do Seu modo de acabá-la. Mas assim como não é possível haver jardins cheios de ervas daninhas, assim também um paraíso pacífico não poderá existir se cheio de malfeitores. O modo de agir de Deus é o modo prático: “Os retos são os que residirão na terra e os inculpes são os que remanescerão nela. Quanto aos iníquos, serão decepados da própria terra; e quanto aos traiçoeiros, serão arrancados dela.” — Pro. 2:21, 22.

    g80 8.7

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 2 de fevereiro de 2015 at 9:16

    Basicamente, todas as 8 perguntas do rapaz se baseiam nessas duas perguntas: “Porque um Deus de amor permite o sofrimento ao invés de acabar logo com ele?Será que Deus gosta de nos ver sofrer?”

    Eis a resposta.

    É importante saber que Deus sente compaixão quando você passa por uma situação difícil. Ele não é indiferente e misterioso; ele “ama a justiça” e detesta a maldade e o sofrimento que essa causa. (Salmo 37:28; Provérbios 6:16-19) Nos dias de Noé, Deus sentiu-se “magoado no coração” porque a violência se espalhava pela Terra. (Gênesis 6:5, 6) Deus não mudou e seus sentimentos em relação ao que acontece atualmente são os mesmos. — Malaquias 3:6.

    Deus nunca é a causa da maldade. A Bíblia deixa isso muito claro. Aqueles que atribuem a Deus a culpa por coisas tais como assassinatos e terrorismo estão difamando a ele. Veja o que Jó 34:10 diz: “Longe está do verdadeiro Deus agir ele iniquamente, e do Todo-poderoso agir injustamente!”

    Tiago 1:13 diz: “Quando posto à prova, ninguém diga: ‘Estou sendo provado por Deus.’ Pois, por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém.”

    Isso responde se Jeová se importa e se Ele é a causa do sofrimento. Mas porque o permite então?

    Primeiro, é preciso corrigir um conceito errado. Muitos acham que o Deus Todo-Poderoso é o governante do mundo, aquele que tem o controle direto sobre tudo.

    Naturalmente, Jeová é o Deus todo-poderoso, o Criador do maravilhoso Universo. (Revelação 4:11) No entanto, em nenhum lugar a Bíblia diz que Jeová Deus, ou Jesus Cristo, seja o governante deste mundo. De fato, Jesus se referiu especificamente a Satanás como “governante deste mundo”. (João 12:31; 14:30; 16:11) A Bíblia até mesmo fala de Satanás, o Diabo, como “deus deste sistema”. (2 Coríntios 4:3, 4) A respeito desse opositor, ou Satanás, o apóstolo João escreveu: “O mundo inteiro jaz no poder do iníquo.” — 1 João 5:19.

    E isso não faz sentido? Afinal, Satanás é cruel, engana as pessoas e está cheio de ódio — características que muitas vezes estão por trás do sofrimento que as pessoas passam. Essa é uma das razões de existir tanto sofrimento.

    Uma segunda razão de existir tanto sofrimento é que a humanidade é imperfeita e pecadora desde a rebelião no jardim do Éden. Os humanos pecaminosos tendem a lutar por domínio, e isso resulta em guerras, opressão e sofrimento. (Eclesiastes 4:1; 8:9) Uma terceira razão do sofrimento é que “o tempo e o imprevisto sobrevêm a todos”. (Eclesiastes 9:11) Num mundo sem Jeová como Governante protetor, as pessoas talvez sofram por estarem por acaso no lugar errado, na hora errada.

    No próximo comentário vou continuar com a resposta.

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 2 de fevereiro de 2015 at 9:25

    Corrigindo nossas premissas iniciais e sabendo que Jeová não é a causa do sofrimento e nem governa este mundo, podemos entender porque Ele ainda permite o sofrimento.

    Logo no início da história humana a soberania de Jeová foi desafiada. Como isso aconteceu? Jeová ordenou que o primeiro homem, Adão, não comesse de certa árvore que crescia no jardim, seu lar paradisíaco. E se ele desobedecesse? Deus avisou: “Positivamente morrerás.” (Gênesis 2:17) Não seria difícil para Adão nem para sua esposa, Eva, cumprir a ordem de Deus.

    Contudo, Satanás convenceu Eva de que Deus estava sendo indevidamente restritivo. Segundo ele, o que aconteceria se Eva comesse da árvore? Satanás afirmou: “Positivamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no mesmo dia em que comerdes dele, forçosamente se abrirão os vossos olhos e forçosamente sereis como Deus, sabendo o que é bom e o que é mau.” — Gênesis 3:1-5.

    Satanás desafiava a maneira de Jeová governar. Na realidade, Satanás dizia: ‘Deus é um mau governante. Ele mente e priva seus súditos de coisas boas. Os humanos não precisam que Deus os governe. Eles podem decidir por si mesmos o que é bom e o que é mau. E serão mais bem-sucedidos se forem governados por mim.’ Como Deus enfrentaria um desafio tão insultante? Alguns acham que Deus deveria simplesmente destruir os rebeldes.

    Se um pai amoroso e competente fosse publicamente acusado de mentir aos seus filhos, de abusar de sua autoridade sobre eles e de privá-los do que é bom, como ele se sentiria? Será que conseguiria desmentir essas acusações difamatórias agredindo fisicamente quem o acusou? Claro que não! Na verdade, se reagisse dessa maneira, poderia dar credibilidade às acusações.

    O modo como Jeová lidaria com a rebelião afetaria muito a todos aqueles anjos e, por fim, a toda a criação inteligente. Assim, o que Jeová fez? Ele permitiu que Satanás mostrasse como governaria a humanidade. Permitiu também que os humanos governassem a si mesmos sob a direção de Satanás.

    Jeová sabia desde o início que o governo humano independente dele resultaria em muito sofrimento. Foi injusto da parte dele, então, permitir que o inevitável acontecesse? De modo algum!

    Para ilustrar: suponhamos que seu filho precise de uma cirurgia por causa de uma doença que poderia matá-lo. Você sabe que a operação causará certo sofrimento ao seu filho e isso o deixa muito triste. Ao mesmo tempo, sabe que ela permitirá que seu filho tenha saúde melhor.

    De modo similar, Deus sabia — e até predisse — que, ao permitir que os humanos se governassem sozinhos, o resultado seria dor e sofrimento. (Gênesis 3:16-19) Mas sabia também que o alívio duradouro e significativo só seria possível se ele permitisse que toda a humanidade visse os maus resultados da rebelião. Dessa forma, a questão seria resolvida de uma vez para sempre.

    No próximo comentário eu vou continuar com a indagação.

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 2 de fevereiro de 2015 at 9:31

    Entretanto, será que Jeová fica imóvel só observando os acontecimentos?

    Jesus disse: “Meu Pai tem estado trabalhando”. Essas palavras de Jesus mostram que Deus não ficou parado, simplesmente observando o desenrolar dos acontecimentos. (João 5:17) Pelo contrário, desde a rebelião no Éden, ele está muito ocupado.

    Por exemplo, inspirou escritores bíblicos a registrar a sua promessa de que um futuro “descendente” esmagaria Satanás e todos os que permanecessem leais a ele. (Gênesis 3:15) Além disso, por meio desse Descendente, Deus formaria um governo, um Reino celestial, que abençoaria humanos obedientes e acabaria com todas as causas do sofrimento, incluindo a própria morte.

    Com o objetivo de cumprir essas promessas maravilhosas, Jeová enviou à Terra Aquele que se tornaria o Governante primário desse Reino. Trata-se do próprio Jesus Cristo, o Filho de Deus. (Gálatas 3:16) Jesus focalizou o seu ensino no Reino de Deus, conforme Jeová havia determinado. (Lucas 4:43)

    De fato, Jesus deu uma amostra vívida do que realizará como Rei desse Reino. Alimentou milhares de famintos, curou doentes, ressuscitou mortos e até mesmo mostrou seu poder sobre os elementos da natureza quando acalmou uma violenta tempestade. (Mateus 14:14-21; Marcos 4:37-39; João 11:43, 44) Falando sobre Jesus, a Bíblia declara: “Não importa quantas sejam as promessas de Deus, elas se tornam Sim por meio dele.” — 2 Coríntios 1:20.

    Curtir

  • Alexei  On 2 de fevereiro de 2015 at 13:23

    Irmãos, não se esqueçam de utilizar Eclesiastes 7:29: ‘Deus fez a humanidade reta, mas eles mesmos têm procurados muitos planos”. O ateu tem de entender que a ideia da predestinação é um conceito não bíblico. O que atrapalha o seu entendimento é o conceito confuso da Babilônia.(MODERADOR: BABILÔNIA = RELIGIÃO FALSA OU CONFUSA)

    Curtir

  • sandeidiaz  On 2 de fevereiro de 2015 at 22:08

    O problema principal do ATEU, é não entender a PALAVRA DE DEUS…Por que buscam suas convicções não na verdade, mas sim, na religião falsa… Por não entender preferirão se afastar de DEUS…Jesus foi enviado para resolver todos os problemas que causam tropeços… Mas nem todos estão dispostos a aceitar as mudanças que o REINO DE DEUS trará, para tanto ficam dando desculpas para tudo que é certo dá parte do VERDADEIRO DEUS… Nós sabemos quem está por traz de todas as acusações(e calunias) que são lançadas contra O SOBERANO SENHOR JEOVÁ .

    Curtir

  • sandeidiaz  On 2 de fevereiro de 2015 at 22:26

    ” 9 E ele prosseguiu, dizendo: “Vai, e tens de dizer a este povo: ‘Ouvi vez após vez, mas não entendais; e vede vez após vez, mas não obtenhais conhecimento.’ 10 Torna embotado o coração deste povo e torna insensíveis os próprios ouvidos deles, e gruda os próprios olhos deles, para que não vejam com os seus olhos e não ouçam com os seus ouvidos, e para que seu próprio coração não entenda, e para que realmente não recuem e obtenham para si a cura.”ISAIAS 6:9,10
    MATEUS 13:11-15.

    Curtir

  • Ramiro  On 3 de fevereiro de 2015 at 11:25

    As pessoas têm seus próprios conceitos sobre Deus e o que é mal e não estão dispostos a ouvir o outro lado.Muitos ateus não buscam realmente respostas para a questão do porque Deus permite o sofrimento.Para eles tudo se resume nisso : “Se coisas ruins acontecem é culpa de Deus,se Deus não impede que coisas ruins aconteçam Deus não existe!”Ateus reavaliem seus conceitos.A Bíblia tem respostas lógicas e satisfatórias para essa e outras perguntas.
    Mais uma vez parabéns Queruvim,Saga e todos os que contribuem com esse site tão rico em conhecimento bíblico que está ajudando pessoas sinceras no Brasil e em diversos outros países.Que o Soberano Senhor Jeová,o Deus Todo-poderoso continue a abençoar os esforços de todos os que divulgam o Seu reino,Seu nome e Sua soberania.

    Curtir

  • Cris  On 3 de fevereiro de 2015 at 18:38

    “Irmão” Confiar em Jeová, Confiar em Jesus, Confiar na sua infinita sabedoria e justiça, não seria o mesmo que confiar no arranjo, que ele estipulou? ele fez um site, onde pessoas sinceras encontram as respostas, quem não é sincero nunca vai entrar no JW e ler, então, se quem escolhe e atrai a si os escolhidos é o Próprio Jeová, não seria uma demonstração de Fé inabalável sua, crer que o próprio Jeová escolheu o SITE JW.ORG e somente ele, para responder as perguntas na Internet?

    Curtir

  • Queruvim  On 3 de fevereiro de 2015 at 21:53

    O conhecimento se torna abundante mas não lembro-me de ler que “menos na internet”. Além disso esta página não é a Oficial. Ler este site é uma decisão de cada um. Já discutimos longamente durante dias este assunto. Alguns consideram ler este site ou pesquisar algo mais filológico nele uma forma de sugerir uma “insuficiência do escravo”. Outros já não. Pesquisa adicional aqui não é uma forma de infidelidade, mas uma forma de expor também legalistas excessivamente zelosos. A organização não apoia nem endossa visto que escrever pode ser uma faca de dois gumes. Há muitos sites que tentam fazer apologia (defesa) da verdadeira fé e é um desastre. Acabam colocando links de opositores e discutindo com eles, expondo outros a raciocínio apóstata. Se viu isso aqui pode sugerir a remoção. Se não viu não tem nada a dizer. Acho que assim como Paulo fala de alguns fracos que só comiam hortaliças e que evitavam comer o que a lei proibia ANTES, assim é este assunto.(Rom. 14) Certa vez criticaram alguns que usavam o nome de Cristo, lá no primeiro século, mas que não estavam intimamente achegados a Cristo nem eram viajantes junto com ele, Cristo não os condenou e disse que quem não era contra ele estava com ele. Acho que o mesmo se aplica aqui. Defendemos somente o canal oficial como sendo o mais indicado para cada estudante e pessoa interessada. Respeitamos quem considera que somente o site oficial deve ser acessado e não julgamos a ninguém que lê ou faz pesquisas adicionais. Afinal, não há na própria WATCHTOWER bibliotecas com livros vários? Até mesmo léxicos e dicionários que não são da Associação são citados nas publicações. A pesquisa pode ser pessoal e não devemos achar que somos amos de outros ao ponto de dizer o que ele deve ou não ler.

    Curtir

  • lukas  On 4 de fevereiro de 2015 at 12:48

    Com relação a Deus ter criado a maldade podemos usar um raciocínio bem simples que qualquer criança entende…=>Assim como a escuridão nada mais é que a ausência de luz. A maldade nada mais é que a ausência de Deus<=
    A maldade que existe nesse mundo é a prova incontestável de que a humanidade sem Deus estara sempre em escuridao….

    Curtir

  • Daniel Lima  On 4 de fevereiro de 2015 at 22:52

    1-Jeová nosso Deus é inteiramente puro e santo e nunca planejou criar o mal (Levítico 19:2). Ele não predestina as coisas, apesar de ele ter o poder de saber o futuro ele não usa esse poder de forma indiscriminada, pois ele garante o livre-arbítrio, tanto o para humanos como para qualquer criatura inteligente (Gálatas 6:7). Esse mesmo livre-arbítrio usado de forma errada é que nos levou a ter maldade em nosso mundo. Quando satanás ele se rebelou contra Deus e influenciou os humanos a fazer o mesmo. Gênesis 3:1-5 Apenas sofremos as conseqüências das péssimas escolhas e desejos egoístas dessa criatura espiritual e de nossos primeiros pais.

    Curtir

  • Pri gundes  On 8 de fevereiro de 2015 at 1:09

    Reflita.

    O que adianta ter conhecimento da palavra decorada, se a mensagem não é internalizada no coração?

    Acaso Deus se comove com repetições? Pessoas caprichosas com prazer em ter conhecimento de Deus e estudar a palavra, para contendas, disputas e competições?

    Cheios da confissão de fé, a palavra nos lábios, mas negando a eficácia delas nas atitudes. Seres sem consciência com o próximo e manipuladores vivendo de hipocrisia religiosa adulação amargurada, não sincera, falsificada e fajuta?

    Qual é o valor disso?

    Nosso culto a Deus deve ser uma liturgia andante em nossas ações diárias.-Lembra do teu próximo e o Senhor te lembrará de ti. Tire o julgo sobre o próximo que Deus tirará o julgo de você, tire o falar injurioso, que é perversos que desconstrói que deixa o outro na dúvida do que ele é, que deixa um ser ilhado.

    Quando parares de advogar para sua causa e viver para seus caprichos e amar a Deus de todo teu coração, tu provarás aquilo que Deus diz. Se tu viveres assim, mesmo na maior escuridão da existência, você contemplará a luz de Deus sobressaindo sobre as trevas, um manancial de águas no deserto.

    O evangelho nos chama para experiência visceral de Deus, não demanda de nós ritos e elegâncias cúlticas, mas nos chama para a solidariedade, sinceridade para uma existência liberada e libertadora, abrindo mão de toda a opressão da manipulação, do adio, da mentira, da injuria, tirando o dedo de acusação que nós faz satanases do próximo. Nos chama para uma consciência que vai nos fazendo quebradores de correntes e ataduras de servidão.

    Curtir

  • Ateu a Toa  On 8 de fevereiro de 2015 at 1:22

    As respostas de vcs refletem um Deus mau.

    Jeová é mentiroso, Jeová é o deus da guerra, Jeová é iracundo, Jeová se tem prazer no mau, Jeová coloca hemorroida, câncer, e todas as doenças de Dt 28, Jeová manda profeta andar pelado, Jeová manda profeta comer cocô e etc… Me prova então que estou blefando e todos os meus estudos não são bíblicos… Falar é fácil provar o contrário do que esta escrito é que é difícil…

    a ordem das matanças vinha do deus Jeová para ir a guerra matar os homens, mulheres e crianças de colo.

    Como o deus Jeová tem inimigos ‘humanos’ mandava seu povo ir matar nas guerras, de fato uma cena estarrecedora é ver uma lança sendo transpassada na barriga de uma mulher gravida, ou um soldado Israelense matando a mãe e depois o bebe de colo, eu pergunto pra que tudo isso? Simplesmente porque Jeová tem sede de sangue, ninguém ia pras guerras por conta própria, isso é fato, pois Jeová é o deus da guerra. Ex 15:2

    desde de quando mandar profeta se casar com prostituta é sombra de coisa santa?

    Desde de quando mandar profeta comer cocô é sombra de coisa futura?

    Jeová manda a retaliação na base do Olho por olho, dente por dente Ex. 21:24-25; Dt. 19:12-21; Js. 6:19-24; 11:20; Ju. 2:14; 3:1; Sl. 7:11-13; Je. 46:10-11; Na. 1:2); Jesus diz ao contrario. (Mateus 18:22 Mateus 5:38-39)

    Jeová manda o Massacre de crianças inocentes por causa do pecado de seus pais e ancestrais (Ex. 20:5; 34:7; Nm. 16:27-50; Dt. 3:6-7; 1 Sm. 15:1-3; Is. 14:21); até mesmo o filho de seu “amigo” Davi foi morto injustamente por causa do adultério de seu pai (2 Sm. 12:13-18);Jesus nunca pediu para ninguém ser morto.

    Jeová Obriga as mães a comerem os filhos como alimento (canibalismo)lm 4:10 / dt 28:53;

    Jeová É iracundo e cheio de furor sl 7:11 / /jr 10:10 / 17:4 / is 13:9 / ez 5:11-13/ 6:12 / 25:15-17 / na 1:2;

    Jeová estabelece o terror fulminando os desobedientes por coisas banais, como por exemplo, tocarem em coisas sagradas? (II Sm.6:6 a

    Curtir

  • Queruvim  On 8 de fevereiro de 2015 at 18:13

    Essas acusações serão respondidas no próximo artigo também. Estou preparando.

    Curtir

  • Saga  On 8 de fevereiro de 2015 at 20:41

    “Ateu a Toa On 8 de fevereiro de 2015 at 1:22 As respostas de vcs refletem um Deus mau.”

    Qual é o deus bom?

    Se inventa um conceito de Deus e depois se reclama que Jeová não se encaixa no conceito que a pessoa inventou do que seria um “Deus Bom” na opinião de quem? Segundo o conceito de bondade de….. ? DELA?

    Sendo uma das funções de Deus ser o arbitro do bem e do mal, a pessoa que quer ser ela própria a régua do que o bem e do é o mal, está ela mesma se fazendo Deus e assim julgando todo o resto do universo segundo os seus conceitos pessoais, que podem discordar dos conceitos de outro ser humano.

    “Jeová é mentiroso”

    Na verdade, tudo que Jeová estabeleceu se cumpriu e se cumpre.

    Josué 21:45 – Não falhou nem uma única de todas as boas promessas que Jeová fizera à casa de Israel; tudo se cumpriu.

    “Jeová é o deus da guerra”

    Da Guerra, da Criação, do Julgamento, da Paz, do Amor, da Luz, da Felicidade, da Vida, etc. A guerra é ruim, dependendo de contra o que ela guerreia, guerra nada mais é do que uma oposição, um conflito.

    2 Tes 1:6 É justo da parte de Deus pagar de volta tribulação aos que vos causam tribulação

    “Jeová se tem prazer no mau”

    Provérbios 11:20 Jeová detesta quem tem coração perverso, mas se alegra com as pessoas corretas

    1 Crônicas 29:17 Ó Deus, tu examinas o coração e que tens prazer na retidão.

    Salmo 147:11 Jeová tem prazer nos que o temem, nos que esperam pela sua benevolência.

    Ezequiel 18:23 “‘Acaso me agrado de algum modo na morte do iníquo’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, ‘ e não em que ele recue dos seus caminhos e realmente continue a viver?”

    Romanos 5:8 Deus recomenda a nós o seu próprio amor, por Cristo ter morrido por nós enquanto éramos ainda pecadores

    1 João 4:16 E nós mesmos chegamos a conhecer e temos crido o amor que Deus tem em nosso caso. Deus é amor

    1 Coríntios 13:6 Não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade.

    Provérbios 15:8,9 – Jeová detesta os sacrifícios que os maus lhe oferecem, porém se alegra com a oração dos bons. Jeová detesta a maneira de viver dos maus, porém ama a quem faz o que é direito.

    Hebreus 10:38 “O justo viverá em razão da fé e se ele retroceder, minha alma não terá prazer nele”

    Mateus 5:44-46 – Continuai a amar os vossos inimigos e a orar pelos que vos perseguem; para que mostreis ser filhos de vosso Pai, que está nos céus, visto que ele faz o seu sol levantar-se sobre iníquos e sobre bons, e faz chover sobre justos e sobre injustos. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tendes?.

    “Jeová manda profeta andar pelado”

    Existe alguma diferença entre andar pelado e andar vestido? Segundo quem? Você? Qual é a régua moral do ateísmo? O ateísmo é amoral e relativista, ele é neutro quanto a se algo é bom ou mau.

    “Jeová manda profeta comer cocô e etc”

    Qual profeta comeu cocô?

    “Me prova então que estou blefando e todos os meus estudos não são bíblicos”

    Estudo? Tu estudou para falar que um profeta comeu cocô? Isso não é um estudo, é clicar no google e pegar uma lista pronta dizendo essas besteiras.

    “Como o deus Jeová tem inimigos ‘humanos’ mandava seu povo ir matar nas guerras”

    Sim, faz parte das atribuições de Deus decidir quem vive e quem morre, é por isso que ele é Deus, se ele não tivesse o direito de fazer isso não seria Deus, uma das funções de Deus é ser o arbitro da vida e da morte.

    “ninguém ia pras guerras por conta própria, isso é fato”
    É impossível o ser humano não ir pra guerra, se não for por mandato divino, irá por um motivo ou outro, como vai até hoje.

    “desde de quando mandar profeta se casar com prostituta é sombra de coisa santa?”

    O que o ateísmo tem contra a prostituição? Nada, pois o ateísmo não pode fazer juízos de moral, ele é neutro e relativista. Por que a mulher virgem é mais santa que a prostituta segundo o ateísmo?

    “Desde de quando mandar profeta comer cocô é sombra de coisa futura?”

    Ninguém nunca comeu cocô não, rs.

    “Jeová manda a retaliação na base do Olho por olho, dente por dente”

    Sim, pois a justiça deve ser na mesma proporção, não se pode punir um crime além da conta.

    “Jesus nunca pediu para ninguém ser morto”

    Na verdade, Jesus é o executor do maior morticídio desde que há humanidade na Terra.

    Apocalipse 19:11-21 “E eu vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. E o sentado nele chama-se Fiel e Verdadeiro, e ele julga e guerreia em justiça […] 15 E da sua boca se estende uma longa espada afiada, para que golpeie com ela as nações […] sobre a sua roupa exterior […] ele tem um nome escrito: Rei dos reis e Senhor dos senhores. […] 19 E eu vi a fera e os reis da terra, e os seus exércitos, ajuntados para travar guerra com aquele que está sentado no cavalo […] os demais foram mortos com a longa espada daquele sentado no cavalo, espada que se estendia da sua boca. E todas as aves se saciaram das carnes deles.

    2 Tes 1: 7-9 Por ocasião da revelação do Senhor Jesus desde o céu, com os seus anjos poderosos […] ao trazer vingança sobre os que não conhecem a Deus e os que não obedecem às boas novas acerca de nosso Senhor Jesus. Estes mesmos serão submetidos à punição judicial da destruição eterna de diante do Senhor

    Tu fez tantos e tantos estudos bíblicos e não descobriu isso ainda? Não sabe o que é a Vinda de Jesus ? O que tu fez nesses teus “estudos” então que não aprendeu os ensinos cristãos BÁSICOS tais como o Apocalipse e o Segundo Advento?

    “Jeová Obriga as mães a comerem os filhos como alimento (canibalismo)lm 4:10 / dt 28:53”

    Jeová não obriga ninguém a comer nada. Ele não te obriga nem a crer nele.
    Lamentações fala de um fato passado, a captura de Jerusalém por Nabucodonosor. E Deuteronômio fala de uma profecia sobre um fato futuro, que inclusive se cumpriu no texto anterior, desmentindo o ponto em que o ateu disse que “Jeová é mentiroso”. A circunstâncias levaram as mulheres a tanto, ao contrário do que houve em outras ocasiões onde Deus frustrou o ataque dos pagãos contra seu povo (Por exemplo 2 Reis 19:35), neste caso ele não interviu resultando em toda a desgraça em questão em cima da cidade idolatra.

    “Jeová É iracundo e cheio de furor sl 7:11 / /jr 10:10 / 17:4 / is 13:9 / ez 5:11-13/ 6:12 / 25:15-17 / na 1:2”

    Êxodo 34:6 “Jeová, Jeová, Deus misericordioso e clemente, vagaroso em irar-se e abundante em benevolência e em verdade”

    Números 14:18 “‘Jeová, vagaroso em irar-se e abundante em benevolência, perdoando erro e transgressão, mas ele de modo algum eximirá da punição”

    Neemias 9:17 Negaram-se, pois, a escutar e não se lembraram dos teus atos maravilhosos que realizaste com eles, mas endureceram a sua cerviz e designaram um cabeça para retornar à sua servidão no Egito. Tu, porém, és um Deus de atos de perdão, clemente e misericordioso, vagaroso em irar-se e abundante em benevolência, e não os abandonaste.

    Provérbios 14:29 Quem é vagaroso em irar-se é abundante em discernimento, mas aquele que é impaciente exalta a tolice.

    Jonas 4:1,2 Isso, porém, desagradava muito a Jonas e acendeu-se a sua ira. Por isso orou a Jeová e disse: “Ai! ó Jeová, não foi esta a minha questão quando vim a estar no meu próprio solo? Por isso é que fui e fugi para Társis; pois eu sabia que és um Deus clemente e misericordioso, vagaroso em irar-se e abundante em benevolência, e que deploras a calamidade.

    Naum 1:3 Jeová é vagaroso em irar-se e grande em poder, e de modo algum se refreará Jeová de punir.

    2 Pedro 3:9 . Jeová não é vagaroso com respeito à sua promessa, conforme alguns consideram a vagarosidade, mas ele é paciente convosco, porque não deseja que alguém seja destruído, mas deseja que todos alcancem o arrependimento.

    Para quem diz que ele não é paciente e misericordioso:

    Juízes 2:11-19 E os filhos de Israel puseram-se a fazer o que era mau aos olhos de Jeová e a servir aos Baalins. Deste modo abandonaram a Jeová, o Deus de seus pais, que os havia trazido para fora da terra do Egito […] Portanto, Jeová suscitava juízes e estes os salvavam da mão dos seus rapinantes. 17 E não escutaram nem mesmo os seus juízes, mas tiveram relações imorais com outros deuses e foram curvar-se diante deles […] E acontecia que, morrendo o juiz, voltavam atrás e agiam mais ruinosamente do que seus pais, andando após outros deuses para os servir e se curvar diante deles. Não desistiram das suas práticas, nem do seu proceder obstinado.

    Juízes 3:7-11 Portanto, os filhos de Israel faziam o que era mau aos olhos de Jeová e se esqueciam de Jeová, seu Deus, e serviam aos Baalins e aos postes sagrados. […] E os filhos de Israel começaram a clamar a Jeová por socorro. Jeová suscitou então um salvador para os filhos de Israel, para que os salvasse: Otniel […] Depois o país teve sossego por quarenta anos.

    Juízes 3:12 E os filhos de Israel foram outra vez fazer o que era mau aos olhos de Jeová.[…] E os filhos de Israel começaram a clamar a Jeová por socorro. Portanto, Jeová lhes suscitou um salvador: Eúde […] E naquele dia Moabe ficou subjugado sob a mão de Israel; e o país teve sossego por oitenta anos.

    Juízes 4:1 Os filhos de Israel começaram então a fazer novamente o que era mau aos olhos de Jeová, depois de morrer Eúde […] E os filhos de Israel começaram a clamar a Jeová, visto que ele tinha novecentos carros de guerra com foices de ferro, e ele próprio oprimiu os filhos de Israel com severidade por vinte anos […] Assim subjugou Deus naquele dia a Jabim, rei de Canaã, diante dos filhos de Israel.

    Juízes 6:1-10 Os filhos de Israel começaram então a fazer o que era mau aos olhos de Jeová.[…] E Israel ficou muito empobrecido por causa de Midiã; e os filhos de Israel começaram a clamar a Jeová por socorro. 7 E sucedeu que, por terem os filhos de Israel clamado a Jeová por socorro, por causa de Midiã, Jeová passou a enviar um homem, um profeta

    Se você ler o resto do livro e for na sequência passando pelos livros seguintes, pelos profetas e assim por diante verá que ele não foi misericordioso uma vez, nem duas, nem três, mas inúmeras vezes. Me faltaria tempo para citar todas vezes que Ele demonstra paciência ou que acontecem pecados contra ele e aplica o perdão.

    Salmos 130:3,4 Se vigiasses os erros, ó Jah, ó Jeová, quem poderia ficar de pé? Pois contigo há o verdadeiro perdão.

    Ou seja, quem nega o perdão, a paciência, a misericórdia e a benignidade imerecida de Deus e diz que “conhece a Bíblia” é mentiroso, que merda de leitura ou estudo a pessoa fez se não conseguiu encontrar atos bondosos, misericordiosos, beneloventes e pacientes de Deus onde ele trata as pessoas infinitamente melhor do que elas merecem ?

    A pessoa não fez “estudo bíblico” nenhum, não caiam nessa, foi no google, buscou por “ira…furor de Deus” e termos similares e achou uma listinha separando apenas as partes referentes a sua ira. Daí se deduz que ele é um Deus irado sem amor, misericórdia ou paciência.

    “Jeová estabelece o terror fulminando os desobedientes por coisas banais”

    BANAIS segundo quem? Quem define o que é banal ou não? Sobre “tocar em coisas sagradas” o que é sagrado diante de um ateu? Nada. Ou seja, é um conceito totalmente estranho para ele, quem define o que é ou não é sagrado? Será Deus? Se é Deus, porque eu devo ensina-lo como julgar isso?

    Deus não é mentiroso, uma vez estando estabelecido que não se pode tocar em sua arca sob pena capital, os que tocarem, morrem, por que? Porque ele não pode mentir, o que ele fala ACONTECE. Neste caso o “perdão” que os ateus pedem entraria em conflito com sua característica de cumprir tudo o que sua boca estabeleceu, Deus se faria falho para agradar um capricho humano.

    Isaías 55:11 Assim mostrará ser a minha palavra que sai da minha boca. Não voltará a mim sem resultados, mas certamente….terá êxito certo naquilo para que a enviei

    2 Tim 2:13 Se formos infiéis, ele permanece fiel, pois não se pode negar a si mesmo.

    Tito 1:2 Uma esperança de vida eterna que Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos de longa duração.

    NÚMEROS 4:15 Entrarão os filhos de Coate para carregá-los, mas não devem tocar no lugar santo de modo a terem de morrer.
    ||
    \/

    Uzá tocou na arca e…morreu.
    ||
    \/
    Conclusão:
    (Romanos 3:4-6) Seja Deus achado verdadeiro, embora todo homem seja achado mentiroso […] será que Deus é injusto quando dá vazão ao seu furor? […]  Que isso nunca aconteça! Senão, como julgará Deus o mundo?

    -Oremos pelo nosso dialogante ateu como o nosso Deus nos ensina (Amai vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem – Mt 5:44)
    -Jeová também quer que ele seja salvo vindo a ter conhecimento, compreensão e sabedoria referente a suas palavras escritas. (Deseja que toda sorte de homens sejam salvos e venham a ter um conhecimento exato da verdade – 1 Tm 2:4)
    -O filho de Jeová também morreu por ele (Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho – Jo 3:16. Rm 5:8)
    -E Jeová na sua paciência está dando tempo para que ele se arrependa e se salve. (Ele é paciente convosco, porque não deseja que alguém seja destruído, mas que todos alcancem o arrependimento. – 2 Pe 3:9)

    Curtir

  • Saga  On 8 de fevereiro de 2015 at 21:04

    Tu viu Queruvim? Ele disse que “estudou a Bíblia” .

    “Me prova então que…todos os meus estudos não são bíblicos”

    Belos métodos de “estudo”.

    Um dos piores erros que a pessoa pode ter é supervalorizar a sua própria bondade, há mais esperança para criminosos que estejam cientes de sua pecaminosidade, vemos muitos ateus se julgando melhores, mais justos, mais bondosos, benevolentes, caridosos, mais morais e mais corretos e mais perdoadores do que Deus. Um dos primeiros passos que o servo de Deus deve fazer durante sua conversão é por-se no seu devido lugar e largar toda sua presunção.

    Curtir

  • Alexei  On 8 de fevereiro de 2015 at 23:21

    Estou começando a crer que não existe muita diferença entre um ateu e um babilônico com excesso de zelo!!! Ambos não param para escutar as respostas e simplesmente tocam em assuntos que já foram respondidos, ou seja, são obstinados por mais que se mostre a verdade. Vai entender?!?!?

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s