Arrebatamento


parousia

Serão milhares de pessoas “arrebatadas” e simplesmente desaparecerão como dizem alguns? 

Muitas igrejas evangélicas pregam exatamente isso. Não acredite cegamente em tudo o que pastores falam. Avalie com atenção o texto da Bíblia antes de concordar e até mesmo adotar o que estes “líderes” ou “pastores” de igrejas dizem. O Apóstolo Paulo foi usado por Deus para escrever sobre este assunto em 1 Tessalonicenses 4:15-18. Ali de fato fala sobre um arrebatamento, contudo, há um ponto muito importante que é distorcido e mal entendido pelo clero tanto católico como protestante. Paulo diz que este arrebatamento se dará “durante a presença” de Cristo. Lemos alí:

Pois, nós vos dizemos pela palavra de Jeová*+ o seguinte: que nós, os viventes, que sobrevivermos até a presença do Senhor,*+ de modo algum precederemos os que adormeceram [na morte]; 16  porque o próprio Senhor* descerá do céu+ com uma chamada dominante, com voz de arcanjo+ e com a trombeta+ de Deus, e os que estão mortos em união com Cristo se levantarão primeiro.+ 17  Depois nós, os viventes, que sobrevivermos,* seremos juntamente* com eles+ arrebatados+ em nuvens,+ para encontrar+ o Senhor* no ar; e assim estaremos sempre com [o] Senhor.*+ 18  Conseqüentemente, persisti em consolar-vos uns aos outros com estas palavras.

Preste atenção ao verso 15 onde fala sobre o tempo deste acontecimento. Paulo escreveu que este arrebatamento se dará durante “a presença” de Cristo. A maioria das traduções da Bíblia, tanto católicas como protestantes, foram infelizes ao verterem a palavra grega parousia por “vinda”. Dão a entender que o tempo do arrebatamento se refere a um evento que irá ocorrer no futuro, por volta da “vinda” de Cristo.

Não é nada disso que o texto diz! Se quiser realmente entender este assunto, descubra primeiro quando se dá a presença de Cristo, por estudar este artigo. Considere este artigo adicinal

Perceberá que milhares de pessoas que viveram de acordo com os requisitos de JEOVÁ Deus e seguindo o exemplo de Cristo, já foram arrebatados no momento em que findaram sua carreira terrestre. Fica uma pergunta para os leitores mais apreciativos, o que tem a imagem acima haver com o tempo do arrebatamento?

 

 

 

Anúncios
Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • Rafael  On 15 jan 2015 at 16:28

    Não, Jeová, muito obrigado!! Amo essa Terra que o senhor criou e a desejo imensa e profundamente, restaurada, claro!!

    Os céus devem ser maravilhosos para suas devidas criaturas espirituais, mas não para mim! É tão óbvio que eu quero ficar aqui para sempre quanto óbvio que assim Deus me fez!!

    Bela matéria e erudição, senhor Queruvim!

    Curtir

  • Euclides Alcantara  On 15 jan 2015 at 16:59

    Imagens da primeira guerra mundial que começou por volta de 1914 o exato ano em que o reino de Deus foi instituído e Jesus começou a governar. e o arrebatamento só começou quando o reino de Deus foi instituído

    Curtido por 1 pessoa

  • Saga  On 15 jan 2015 at 19:03

    Queruvím e amigos leitores, a visão de cada denominação sobre “ARREBATAMENTO” varia de acordo com várias de suas premissas “escatologicas”, isso é até meio óbvio mas tenho que frisar que tem uma doutrina anterior afeta outra posterior, nossa visão sobre a Parousia de Cristo é bem diferente, por isso mesmo também várias de nossas interpretações de certas passagens bíblicas relacionadas com a Parousia serão diferentes, é um efeito dominó. Existem igrejas na Cristandade que creem em Arrebatamento e muitas outras que negam, não apenas não creem mas negam veementemente a possibilidade de tal coisa vir a acontecer, isso é muito curioso!

    Para os leitores que são Testemunhas Cristãs de Jeová é interessante citar um dado interessante sobre os crentes clássicos no arrebatamento que talvez muitos não tenham se dado conta, eles tomam o retorno de Cristo como um processo que leva tempo e que tem duas fases, primeiro ele vem INVISIVELMENTE de maneira PARTICULAR no inicio da Grande Tribulação de Sete Anos buscar sua igreja, a levando para o céu Ao fim dos Sete anos ele vem VISIVELMENTE a todo mundo de maneira PÚBLICA.

    Grande parte da Cristandade coloca a enfase no momento da chegada de Cristo nas nuvens em sua segunda “vinda” ou advento e toma tal momento como visível, rápido e único, a ressurreição geral, a punição dos maus, tudo acontece de imediato ali, e depois os fieis estão no céu, os impios no inferno e a Terra geralmente é considerada como sendo DESTRUÍDA no momento da vinda literal e visível de Cristo.

    Esta parte da Cristandade zomba desses crentes do arrebatamento, chegando a dizer que para Cristo primariamente vir assim invisivelmente buscá-los, então no fim das contas haveriam não duas vindas e sim três. [Há]

    Outra parte da Cristandade chegou num ponto que “escatologia” para eles se resume a Jesus levar a alma imortal da pessoa para o céu ou enviar a alma do descrente para o inferno, no momento do tal “Julgamento Particular”. Assim não falam em ressurreição e nem em juízo final mais.

    Curtir

    • oTESTEMUNHAdeJAH  On 16 jan 2015 at 12:51

      Frisou bem irmão Saga.

      O problema sobre o entendimento equivocado do “Arrebatamento” se dá devido ao errôneo entendimento sobre a “Parousia” assim como o Queruwin salientou no artigo.

      Em Mateus 24, na aplicação aos “nossos dias”, Jesus está falando sobre 2 coisas diferentes, porém interligadas: (1) A “parousia” (2) O fim do sistema.

      Por não identificarem esses 2 eventos a cristandade segue em escuridão.

      PAROUSIA
      A chave para o entendimento da “parousia” encontra-se em Mateus 24:37-39, pois esse texto compara a “parousia” ao um tempo de longa duração e não a um evento repentino.

      Comparando os dias de Noé com sua parousia Jesus mostrou que essa corresponde ao período entre os “dias anteriores ao dilúvio” até o “dia em que Noé entrou na arca” – Mateus 24:37, 38.

      Em oposição a isso vem a tradução de parousia por “vinda” nas traduções da cristandade. Basta uma pequena pesquisa sobre o uso da palavra na Bíblia para sanar essa questão. (Filipenses 2:12 e 2 Corintios 10:10, 11) – Ver também 1Co 16:17; 2Co 7:6, 7; Fil 1:26.

      FIM DO SISTEMA
      Já o fim do sistema é retratado como sendo o próprio dilúvio, o evento que culminou na destruição dos maus e na salvação dos bons. – Mateus 24:39.

      Interessante é que muitos usam a continuação desse texto para apoiarem a ideia de ARREBATAMENTO instantâneo

      MATEUS 24:40, 41 ENSINA O ARREBATAMENTO?
      “Então, dois estarão no campo, um será levado, e deixado o outro; duas estarão trabalhando num moinho, uma será levada, e deixada a outra.” ALMEIDA

      Visto que estava sendo feita uma comparação com o Dilúvio e a Arca logicamente esse texto indica que simbolicamente alguns seriam “levados” e se salvariam no dia do Dílúvio (= FIM) Nesse caso eles não seriam levados para o CÉU como tentam alegar, mas sim, seriam levados no sentido de que QUEM FOI LEVADO na arca se salvou da destruição, portanto indica que esses seriam salvos enquanto outros seriam “deixados” e acabariam morrendo assim como aconteceu no Dilúvio com os que não entraram na arca e foram “deixados”.- Basta ler o contexto Mateus 24:37-41.

      Curtir

  • Jonatan Almeida  On 16 jan 2015 at 0:50

    Creio que a imagem acima retrata a 1° Guerra mundial que ocorreu em 1914 né. Sendo que Jesus em Mateus cap. 7 disse que na sua presença (parousia) ocorreria guerras, nações contra nações.

    Portanto as denominações evangélicas erram neste ponto, pois aplicam sua presença a um evento futuro, sendo que é irrefutável dizer que estas coisas já acontecem desde o século passado.

    Curtir

  • Davi  On 16 jan 2015 at 13:20

    Note um versículo em especial:

    O versículo 15 de 1 Tes. 4 explica que são os fiéis que ‘ficarem vivos para a vinda do Senhor’, isto é, eles ainda estão vivos no tempo da vinda de Cristo. Será que morrerão algum dia? Segundo Romanos 6:3-5 e 1 Coríntios 15:35, 36,eles precisam morrer ANTES de poderem ganhar a vida celestial. Mas, não precisam permanecer no estado de morte, na espera da volta de Cristo. Serão instantaneamente “arrebatados”, “num abrir e fechar de olhos”, para estarem com o Senhor. — 1 Cor. 15:51, 52, IBB; também Revelação 14:13.

    Então concluímos que esse arrebatamento, é para quem tem a chamada celestial,ou seja, os 144.000 ungidos que viverão junto com Cristo em conformidade de revelação 14:1 “E eu vi, e eis o Cordeiro+ em pé no monte Sião,+ e com ele cento e quarenta e quatro mil,+ que têm o nome dele e o nome de seu Pai+ escrito nas suas testas” e não os da grande multidão que tem a oportunidade de viver na terra.

    Curtir

  • iranilson Lima dos Santos.  On 16 jan 2015 at 14:41

    Pois, nós vos dizemos pela palavra de Jeová,o seguinte: que nós, os viventes, que sobrevivermos até a presença do Senhor, de modo algum precederemos os que adormeceram [na morte].

    Será quando Paulo disse: “nós, os viventes”, ele também se referia a ele como estando vivo? Não né?

    Curtir

    • oTESTEMUNHAdeJAH  On 16 jan 2015 at 23:16

      “Além disso, irmãos, não queremos que sejais ignorantes no que se refere aos que estão dormindo+ [na morte], para que não estejais pesarosos como os demais que não têm esperança.+ 14 Pois, se a nossa fé é que Jesus morreu e foi levantado de novo,+ então, também, Deus trará com ele os que adormeceram [na morte] por intermédio de Jesus.+ 15 Pois, nós vos dizemos pela palavra de Jeová+ o seguinte: que nós, os viventes, que sobrevivermos até a presença do Senhor,+ de modo algum precederemos os que adormeceram [na morte]; 16 porque o próprio Senhor* descerá do céu+ com uma chamada dominante, com voz de arcanjo+ e com a trombeta+ de Deus, e os que estão mortos em união com Cristo se levantarão primeiro.+ 17 Depois nós, os viventes, que sobrevivermos,* seremos juntamente* com eles+ arrebatados+ em nuvens,+ para encontrar+ o Senhor* no ar; e assim estaremos sempre com [o] Senhor.*+ 18 Conseqüentemente, persisti em consolar-vos uns aos outros com estas palavras.” – 1 Tessalonicenses 4:13-18

      De acordo com esse texto Paulo disse que os ungidos ou “escolhidos” (1 Tessalonicenses 1:4) que haviam morrido naquele tempo, Deus traria de volta com ele. (v 14)

      “Nós, os viventes” se refere aos viventes, ou “ungidos vivos” porém Paulo colocou um adendo dizendo que se referia aos ungidos que estariam vivos “durante a presença do senhor” (v 15) e essa presença se dá a partir de 1914.

      Paulo apenas se incluiu no “nós” e também a congregação de Tessalônica por que eles ainda estavam vivos e porque pertenciam a classe dos escolhidos ou ungidos mas não necessariamente que eles veriam ou viveriam a presença de Cristo naquela época.

      Curtir

  • Davi  On 16 jan 2015 at 17:39

    Francamente, nao entendi sua linha de raciocínio, iranilson.

    Curtir

  • maderclay  On 22 jan 2015 at 16:44

    Romanos 11.25 indica que o ponto do disparo do Arrebatamento será quando “haja entrado a plenitude dos gentios”. Um dos melhores léxicos gregos de nossos dias diz que o substantivo traduzido por “plenitude” nesta passagem significa “o que é levado a ser completo; um número inteiro. Desta forma, quando aquele último gentio convertido vier à fé em Cristo, a Igreja, o Corpo de Cristo, estará completa e o Arrebatamento acontecerá. O número completo dos
    gentios terá chegado e então nosso Senhor voltará Sua atenção para a salvação de Israel (Rm 11.26), durante o subseqüente período da Tribulação

    Curtir

    • Queruvim  On 22 jan 2015 at 19:24

      Paulo está falando no verso 25,26 a respeito da maneira que o Israel será salvo. Não se fala “quando” o Israel será salvo, mas de que maneira isto se dá, uma vez que Deus acolhe pessoas das nações. Paulo nada fala sobre o arrebatamento. Além disso sua interpretação se choca com o que foi exposto no artigo acima a respeito do tempo da “presença” (e não vinda) de Cristo. Calou-se sobre isso. Nunca pensei ser correto usar passagens entendidas de modo distorcido para se refutar outras partes da Bíblia. É claro que tu estais acomodando sua doutrina predileta em uma interpretação que ignora textos já explicados no artigo acima. Cadê a avaliação objetiva e coerente neste tipo de estudo? Quando Paulo diz “é desta maneira que todo o Israel será salvo” tu pareces ler: “é desta maneira que todo Israel será arrebatado”. Mas o texto não diz nada sobre o arrebatamento. Deveria ao menos tentar nos mostrar isso. Não se deve ter como fato algo que ainda precisa ser explicado!

      Curtir

  • Davi  On 23 jan 2015 at 8:58

    Olhando esse texto de romanos 11:25 vamos analizar o contexto também:

    Em sua carta aos romanos, ele comparou os judeus naturais descrentes a ramos de uma oliveira simbólica que haviam sido cortados para que se pudesse enxertar nela “ramos” gentios ‘bravos’, ou seja, não cultivados. (Romanos 11:17-21) Na conclusão dessa ilustração, Paulo disse: “A obtusão das sensibilidades aconteceu em parte a Israel, até que tenha entrado o pleno número de pessoas das nações, e desta maneira é que todo o Israel será salvo.” (Romanos 11:25, 26) Será que Paulo estava predizendo que em algum momento os judeus se converteriam em massa ao cristianismo? Pode-se ver claramente que essa conversão não aconteceu.
    Com a expressão “todo o Israel”, Paulo se referia a todo o Israel espiritual — cristãos escolhidos por espírito santo. Ele estava dizendo que o fato de os judeus naturais não terem aceitado o Messias não impediria o cumprimento do propósito de Deus de ter uma ‘oliveira’ espiritual cheia de ramos produtivos.

    Conclusão: Paulo estava fala sobre os que tem a chamada espiritual celestial, comparando o Israel carnal com a espiritual.

    Curtir

    • Queruvim  On 23 jan 2015 at 22:03

      Correto. Contudo, falar sobre os que tem a chamada não quer dizer que ele esteja falando sobre o arrebatamento. Leia com atenção o capítulo 11 de Romanos e verá que o foco das declarações inspiradas ali, não é a respeito da vida celestial. Paulo disserta a respeito dos gentios aceitos e de um restante do Israel carnal que assim como no tempo do profeta Elias, apenas alguns permaneceram fiéis. Não está dissertando sobre a vida celestial como o Sr afirma. 1 Tess. 4:15-17 SIM fala sobre o arrebatamento.

      Curtir

  • maderclay  On 23 jan 2015 at 9:20

    Jesus nos revela de modo muito claro, objetivo e impressionante o fenômeno do Arrebatamento da Igreja Dele: “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem,+ e todas as tribos da terra se baterão então em lamento,+ e verão o Filho do homem vir* nas nuvens do céu, com poder e grande glória.*+ 31 E enviará os seus anjos com grande som de trombeta,+ e eles ajuntarão os seus escolhidos+ desde os quatro ventos,+ de uma extremidade dos céus até à outra extremidade deles …..—-> Dois homens estarão então no campo: um será levado junto e o outro será abandonado; 41 duas mulheres estarão moendo no moinho manual:+ uma será levada junto e a outra será abandonada.+” TNM Mateus 24

    Curtir

  • Anônimo  On 7 jul 2015 at 10:24

    O arrebatamento é uma forma em que eles acreditam que possam fugir da grande tribulação! É isso!

    Curtir

  • Carlos Alexandre Rodrigues  On 15 fev 2017 at 13:59

    Em sua exposicao do arrebamento as afirmacoes apoiadas na biblia sao… que:Jesus esta na sua parousia ja com inicio a algum tempo atras e que os escolhidos ja estao morando com ele desde que ele comecou a reinar…o que leva a crer um arrebatamento so de mortos…porem Paulo a tessalonica fiz num abrir e fechar de olhos nos o vivos seremos transformados…e juntamente com os mortos estaremos para sempre com o Senhor…a questao da presenca de cristo para reunir seu povo…nao prescedera o momento em que o homem do pecado…o filho da perdicao (singular) antes se manifestar e ser aniquilado pelo Senhor Jesus…pois se o ato de sua presenca (parousia )denota

    Curtir

    • Queruvim  On 15 fev 2017 at 22:01

      Carlos, alguém que vive durante a presença ou parousia e adormece na morte, na verdade tem uma ressurreição num piscar de olhos. Esta é sem dúvida uma ressurreição que ocorre mais cedo e de fato já está ocorrendo. O apóstolo João escreveu:

      “Feliz e santo é todo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes a segunda morte não tem autoridade, mas serão sacerdotes de Deus e do Cristo, e reinarão com ele durante os mil anos.”

      Os que serão companheiros de governo junto com Cristo têm parte na “primeira ressurreição”. Revelação 20:6.

      Curtir

  • Edrych misteriosa  On 28 maio 2017 at 4:03

    Prezado irmão, Queruvim
    Esta doutrina equivocada do arrebatamento, é uma das mais difundidas entre os evangélicos e provavelmente, a mais almejada por eles.
    Já percebi, neste pouco tempo que acompanho esta página, que o tema mais debatido com os evangelicos , é sobre a doutrina da trindade, porém, sugiriria ao irmão puxar igualmente( com o mesmo destaque) este tema também e convidá-los para um debate sobre este ensino deturpado do arrebatamento com os evangelicos.

    Curtir

  • Jorge Agostinho  On 3 jul 2017 at 7:34

    Ola prezado Queruvim,
    Muito obrigado pelas tuas colocações e analise dos assuntos postados. têm sido de grande ajuda, encorajando-me a pesquisar assuntos mais profundos da bíblia, conforme ela mesma nos incentiva a fazer (HEB 5:14). neste sentido andei meditando nos textos de Rom 6:7, 23 “Pois quem morreu foi absolvido do seu pecado”.
    “Pois o salário pago pelo pecado é a morte, mas a dádiva que Deus dá é a vida eterna por Cristo Jesus, nosso Senhor”.
    e surgiou-me as seguintes perguntas: é a morte absolvição de todos os pecados? (pecado herdado de Adão e os cometidos durante a vida).
    As pessoas ressuscitadas no passado tiveram todos os seus pecados absolvidos?
    O facto deles terem morrido novamente abre as possibilidade deles terem pecado no decorrer da vida após a ressurreição?

    Curtir

    • Queruvim  On 3 jul 2017 at 10:41

      Eu que agradeço a ti Jorge Agostinho, por sua atenção e seu comentário tão oportuno. Desejo muita felicidade em sua vida pessoal e que Jeová Deus te dê cada dia mais conhecimento e entendimento.

      “O facto deles terem morrido novamente abre as possibilidade deles terem pecado no decorrer da vida após a ressurreição?”

      Acredito que sim, visto que lemos no profeta que mesmo na idade de cem anos alguns morrerão, isso provavelmente após a ressurreição.

      A Organização de Jeová certa vez comentou sobre isso:

      “O capítulo 65 de Isaías descreve profeticamente as condições que teremos se tivermos a aprovação de Jeová para viver quando ele, no sentido derradeiro, criar estes novos céus e a nova terra. Os abençoados com um lugar permanente na nova terra não envelhecerão, nem morrerão inevitavelmente. Isaías 65:20 nos garante: “Não virá a haver mais um nenê de poucos dias procedente daquele lugar, nem ancião que não tenha cumprido os seus dias; pois morrer-se-á como mero rapaz, embora da idade de cem anos; e quanto ao pecador, embora tenha cem anos de idade, invocar-se-á sobre ele o mal.”

      No vindouro novo mundo, as pessoas estarão a salvo, seguras, em condições de usufruir a vida. Se alguém se rebelar contra Deus, não se lhe permitirá continuar a viver. Deus o eliminará. Mas, e se o pecador tiver cem anos de idade? Ele morrerá “como mero rapaz”, em comparação com a vida eterna que poderia ter. — 1 Timóteo 1:19, 20; 2 Timóteo 2:16-19.” SOBRE O NOVO MUNDO

      Curtir

  • Fábio  On 28 ago 2017 at 12:29

    Jesus disse que foi preparar um lugar para nós.Desculpe a minha ignorancia.Jesus é a verdade.Não podemos entender a bíblia como queremos.Deixa o Espírito Santo Consolador nos revelar.Nós não somos inocentes.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos. https://www.instagram.com/queruvimdefogo/

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s