“Debate”: TESTEMUNHAS DE JEOVÁ versus BATISTAS


Este vídeo apresenta uma conversa respeitosa entre Testemunhas de Jeová e Batistas, que terminou de forma pacífica. Os argumentos e contra-argumentos apresentados de ambos os lados ajudam os sinceros a ver de que lado está a verdade.

Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • Queruvim  On 8 de outubro de 2014 at 22:22

    Ouve um erro básico quando os batistas disseram que o espírito santo é majoritariamente referido empregando-se um artigo definido. Eles citaram os demais textos que não se referem ao “espírito santo”, mas sim ao uso da palavra “espírito” (grego:pneuma) com referência a outros seres ou ainda ao uso deste substantivo sem ser com referência a Deus.

    O Estudo Perspicaz falando sobre o “espírito” diz:

    ” Mas, ao contrário, em grande número de casos, a expressão “espírito santo” aparece no grego original sem o artigo, indicando assim ausência de personalidade. — Veja At 6:3, 5; 7:55; 8:15, 17, 19; 9:17; 11:24; 13:9, 52; 19:2; Ro 9:1; 14:17; 15:13, 16, 19; 1Co 12:3; He 2:4; 6:4; 2Pe 1:21; Ju 20, Int e outras traduções interlineares”

    Não há NADA, ABSOLUTAMENTE NADA DE ERRADO NESTA DECLARAÇÃO!

    “O defensor da personalidade do espírito santo neste debate afirmou de modo desastrado e sem verificação correta:

    “verificando eu encontrei 73 vezes no original [pneuma] com o artigo `o ( ou HO)”

    Não é isso que constatamos ao verificar o texto grego com nossos próprios olhos!AQUI De fato o artigo neutro é usado de forma majoritária e não um artigo definido, em textos que se referem ao espírito santo.

    A afirmação destes batistas é totalmente enganosa! E o pior é provida com a aparência de suposto “conhecimento dos idiomas originais”. Fizeram um apanhado referindo-se a textos que sequer se referem EXCLUSIVAMENTE ao “espírito santo” mas ao uso da palavra “espírito” usado de modo genérico.São tão desinformados do assunto, que um deles pergunta a seu amigo:

    “Qual é o artigo mesmo?????”

    🙂 🙂 🙂

    E para piorar, o defensor trinitário contradiz um dos mais respeitados eruditos evangélicos de sua própria igreja!

    Daniel Wallace mostra que eles estão errados e estão deturpando a pneumatologia a partir de argumentos fracos.Ele mesmo diz:

    “Não há nenhum texto no N.T que claramente ou até provavelmente afirme a personalidade do espírito santo através da rota da gramática grega. A base desta doutrina deve estar em outros fundamentos.” Logo em seguida após declarar este fato, Daniel Wallace diz segundo sua opinião que não acredita que o espírito santo seja algo. Muito embora os fatos por ele apresentados demonstrem a seguinte conclusão:

    “Em suma, tenho procurado demonstrar neste jornal que falta a base gramatical para a personalidade do espírito santo no N.T, contudo esta é frequentemente, senão normalmente, a primeira linha de defesa de muitos escritores Evangelicos…”

    “Mas se a gramática não pode ser usada para apoiar a personalidade do espírito santo, talvez precisamos reavaliar o resto de nossa base para tal compromisso teológico.Não estou negando a doutrina da trindade, claro, mas estou argumentando que precisamos basear nossas crenças num fundamento mais sólido.”

    Ele afirma:

    “Defesas evangélicas para várias doutrinas são, ocasionalmente pobremente fundamentadas. As vezes afirmamos que certas coisas sejam verdade só porque desejamos que estas sejam verdade, sem fazermos o trabalho exaustivo necessário para apoiar nossas conclusões.”

    FONTE DESTA CITAÇÃO DE DANIEL WALLACE> ******

    Curtir

  • Queruvim  On 8 de outubro de 2014 at 22:51

    “Nós estamos em ainda 6 minutos…eu achei que ia durar mais!” Apologista TJ (30 min)
    🙂 🙂 🙂 🙂 kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  • Queruvim  On 8 de outubro de 2014 at 23:10

    Sobre a afirmação que pneuma “aparece sempre com letras minúsculas”, entendo o que o irmão Calvache quis dizer.Claro que no grego não existia essa diferenciação, o texto era UNCIAL. Mas se ele se refere a TNM ou ainda textos padrões, como o texto receptus ou WH, sim! Isto se dá visto que no grego “não existe base gramatical para personificar o espírito” (Dan Wallace). De forma que gramaticalmente deve ser usada a frase “espírito santo” com letras minúsculas (como faz a TNM) devido a forma em que “pneuma” foi articulada de modo neutro ou ainda empregada em diversas passagens de forma anartra.

    Curtir

  • Publicador do Reino  On 8 de outubro de 2014 at 23:11

    Irmãos, e fiquem na expectativa que de onde veio esse, temos vários vídeos variados da mesma qualidade teocrática!

    Curtir

  • Thales  On 9 de outubro de 2014 at 10:45

    Só não enxerga que não quer, a diferença de conhecimento é grande demais.

    Curtir

  • Nick  On 9 de outubro de 2014 at 12:23

    muito bom! louvai a Já! que a verdade sempre prevaleça! há muito tempo queria ver esse tipo de debate agora não tenho dúvida que esse é o povo de Jeová será uma honra servir a Deus com vocês meus amigos TJS! יהוה שבחים

    SERÁ QUE FIZERAM MAIS VIDEOS? APRECIARIA MUITO PODER ASSISTIR MAIS.

    Curtir

  • Paulo  On 9 de outubro de 2014 at 13:18

    O cara vão em 04 e dizem que não queriam um debate?????????????há faça-me o favor, vai arrumar outra desculpa na igreja católica!

    Curtir

  • DREJAH  On 9 de outubro de 2014 at 13:55

    A impressão que este ‘batista’ me passou é que ele gostava de conversar com criancinhas, pois quando ele pegou uma pessoa experiente e viu que a situação ficou complicada pro lado dele, ele logo arrumou desculpas querendo ir embora o mais rápido possível. Ele não via a hora de sair daquela situação que, acima de tudo, estava sendo gravada e iria expô-lo ainda mais como alguém que não sabe manejar CORRETAMENTE a Palavra de Deus. 

    Curtir

  • Apolo  On 9 de outubro de 2014 at 14:38

    Acredito que o irmão Calvache, ao mencionar que pneuma “aparece sempre com letras minúsculas”, estava tendo em vista os textos já compilados pelos eruditos, que, com exceção de nomes próprios, de início de frases e de alguns termos, invariavelmente colocam as palavras com iniciais minúsculas, inclusive o espírito santo. Pois esse era o contexto do momento do debate – a menção de textos já compilados pelos eruditos (como o posteriormente citado texto de Westcott e Hort).

    Curtir

  • GIBE TJ  On 9 de outubro de 2014 at 16:50

    E quando teremos acesso a eles, Publicador do Reino? Estou ansioso para vê-los !!!!

    Curtir

  • Sonnyz  On 9 de outubro de 2014 at 18:40

    Você conhece a palavra pneuma? Não? Pois graças a esse ‘irmão’ batista, vocês jamais vão esquecer essa palavra. Eu lhe garanto. kkkkkkkk

    Curtir

  • Sonnyz  On 9 de outubro de 2014 at 19:05

    Embora não tenha muito a ver com o assunto, achei interessante avisar:
    O aplicativo JW Language é um excelente aplicativo para nos ajudar a pregar em outro idioma. Ele é incrível.

    http://www.jw.org/en/online-help/jw-language/

    http://www.jw.org/en/online-help/jw-language/app-video/

    https://play.google.com/store/apps/details?id=org.jw.jwlanguage

    Curtir

  • burt walker  On 9 de outubro de 2014 at 19:24

    Calvache: Prazer em poder expressar o comentário feito na palestra acima, realmente o meu comentário a respeito da palavra espirito santo em grego aparecer com letras minusculas tinha a ver com contexto do momento, eu não quis dizer concernente aos manuscritos originais , pois como já citado todas as palavras são maiúsculas ,as traduções atuais inclusive as da cristandade, mesmo as trinitaristas colocam os nomes propios em letras maiúsculas, mas a palavra espirito santo em letras minusculas Um grande abraço à todos.

    Curtir

  • Queruvim  On 9 de outubro de 2014 at 19:27

    Por que os pneumas (anjos do diabo) ouvem escutam ??…” pergunta o trinitário. Simples… o PNEUMA que não faz nada disso e a que se refere o livro A VERDADE QUE CONDUZ A VIDA ETERNA não é a este tipo de pneuma. Não está falando de anjos. Mas refere-se a pneuma usado tanto com referência ao pneuma dos mortos, quanto ao pneuma de Deus.

    ATOS 1:8 O ARTIGO ?????? Sim, mas um artigo NEUTRO e não DEFINIDO. Gafe trinitária. Tentar recorrer ao grego para “provar” a personalidade do espírito santo.

    Curtir

  • Queruvim  On 9 de outubro de 2014 at 20:24

    A partir de 1:10 minutos de debate, os batistas pararam de falar sobre o tema “Espírito santo” ou ‘pneumatologia” e começaram a se queixar:

    1- Da “eloquência” do Apologista Testemunha de Jeová
    2- De supostas “ofensas” ou “ataques” que sequer foram contra eles mas aos ensinos deles.

    Este tipo de argumento de choro revela que não mais tinham argumentos para a primeira parte do debate.

    Quando perceberam que “deixar” as Testemunhas de Jeová falar durante 15 minutos seria suicídio teológico, optaram por renunciar o acordo inicial e começaram a “conversar” todos um ouvindo o outro. O que mostrou ser um deserviço, na minha opinião, que contribuiu somente para possível desordem, uma característica sempre presente em muitas igrejas em contraste com as orientações da palavra de Deus. (1 Cor 14:33,40)

    Curtir

  • Queruvim  On 9 de outubro de 2014 at 20:45

    Um ponto a considerar também é a afirmação (1 hora e 34 min.) de que o texto básico usado para verter as Traduções[do N.T] da Cristandade. Foi afirmado que é o texto WH. Todavia, usa-se o RECEPTUS.

    Curtir

  • GIBE TJ  On 9 de outubro de 2014 at 21:33

    concordo plenamente, Queruvim. Acho que os irmãos não deveriam tê-los deixado fazer o téte a téte, pois ali dificultou o entendimento dos espectadores

    Curtir

  • Jeosadá  On 9 de outubro de 2014 at 23:43

    Olá galera, to dando uma passadinha aqui pra agradecer por esse video que me recomendaram.

    Caramba!
    Burt Walker, vc é o Calvache!
    Por isso que vc sabia tanto sobre os Tratamentos Alternativos e a (arcaica) Hemoterapia.
    Prazer em lhe conhecer!

    Eu recebi de um amigo da Colih a mais nova pasta Estratégias Clinicas Para Evitar Transfusões de Sangue (csa-E). Ficou bem moderna,o DVD agora vai junto… Mais de 2084 referências médicas…
    PERFEITO!
    E com a nova tecnologia de micro coletagem para hemogramas, nos beneficiaremos ainda mais!
    http://exame2.com.br/mobile/tecnologia/noticias/companhia-revoluciona-testes-sanguineos-com-nova-tecnologia

    Abraços!

    Curtir

  • Saga  On 10 de outubro de 2014 at 0:45

    Arrumei fone, cabo e caixinhas de som, deixando mais possante meu áudio e agora dá pra ouvir.

    Curtir

  • Saga  On 10 de outubro de 2014 at 1:45

    Como de praxe ,o que se nota como costume dos críticos das JW, como também dos apostatas é de distorcer e de tirar do contexto as palavras de nossas publicações, sim, isso revela uma grande desonestidade ou então uma incrível incapacidade de compreender o que está sendo dito no livrou, revista ou brochura citada.

    Logo de inicio se ve como O Estudo Perspicaz Das Escrituras e o A Verdade Que Conduz A Vida Eterna tiveram de ser descontextualizados/distorcidos em beneficio da montagem do falso argumento pretendido.

    O PERSPICAZ disse uma coisa, e a ele se tenta atribuir outra coisa.
    O VERDADE certamente estava falando sobre o espírito dos mortos…..

    Então houve uma mistureba entre espíritos diferentes, espírito humano, espírito demoníaco, espírito santo, etc etc, sendo que esses assuntos funcionam melhor quando analisados em separado, ponto a ponto, como o próprio Perspicaz fez, dentro da sessão “espírito” ele fez um separação por tópicos. Por que digo isso? Porque aí acontece distorção do que nossas publicações estão dizendo, um capitulo sobre vida após a morte aborda “espírito” de uma maneira, já se o tema for a Trindade, o espírito santo é abordado de outra maneira distinta.

    Sobre a mania de distorcer, exagerar e descontextualizar, por isso é sempre muito suspeito confiar nos quotes feitos pelos opositores e não ser que conheçamos a publicação e já tenhamos lido e analisado o capitulo em questão ou o assunto da matéria, se nós já conhecemos a matéria, a entendemos e assim estamos aptos a explica-la

    Curtir

  • Apolo  On 10 de outubro de 2014 at 1:59

    Inclusive, o irmão Calvache trouxe à tona que o batista havia tirado o livro “A Verdade Que Conduz À Vida Eterna” do contexto, na definição que o livro fez de “espírito”, pois o assunto era o espírito do ser humano, e não o espírito santo.

    Curtir

  • Apolo  On 10 de outubro de 2014 at 2:18

    Bem, vejo a possibilidade de o irmão Valdir Camilo da Silva, ao falar sobre o texto de Westcott e Hort como o texto básico para as traduções, não tenha se expressado num sentido aplicativo – ou prágmático, isto é, de que esse texto tenha sido e esteja sendo usado extensivamente nesse sentido; mas sim tenha usado um sentido qualitativo, no sentido de que o texto de WH, por ser mais erudito, é, meritoriamente, o texto padrão para as traduções, embora isso não seja reconhecido pelas comissões de tradução da cristandade, o que resulta nas traduções pobres e falhas que eles usam.

    Curtir

  • Apolo  On 10 de outubro de 2014 at 2:23

    É bom saber que novos vídeos virão. De fato, o alcance que tais vídeos podem atingir – sejam de debates, palestras ou de discursos bem proferidos – é praticamente incalculável! Precisamos unidamente promover tais vídeos, para que a verdade brilhe cada vez mais, e muitos mais conheçam o Soberano Senhor Jeová, bem como a Seu Filho, o Senhor Jesus Cristo, como a Bíblia os apresenta!

    Curtir

  • Saga  On 10 de outubro de 2014 at 3:29

    *** it-2 p. 33 Espírito ***
    Não tem identificação como pessoa. Visto que o próprio Deus é Espírito e é santo, e visto que todos os seus fiéis filhos angélicos são espíritos e são santos, é evidente que, se o “espírito santo” fosse pessoa, as Escrituras deveriam razoavelmente fornecer alguns meios para diferenciar e identificar tal pessoa espiritual dentre todos esses outros ‘espíritos santos’. Seria de esperar que, pelo menos, se usasse o artigo definido para ele em todos os casos onde não é chamado de “espírito santo de Deus”, ou não é modificado por alguma expressão similar. Isto pelo menos o distinguiria como O Espírito Santo. Mas, ao contrário, em grande número de casos, a expressão “espírito santo” aparece no grego original sem o artigo, indicando assim ausência de personalidade. — Veja At 6:3, 5; 7:55; 8:15, 17, 19; 9:17; 11:24; 13:9, 52; 19:2; Ro 9:1; 14:17; 15:13, 16, 19; 1Co 12:3; He 2:4; 6:4; 2Pe 1:21; Ju 20, Int e outras traduções interlineares.

    Isso é o que diz o Ensino Perspicaz das Escrituras Volume 2 na página 33 sob a entrada “ESPÍRITO” num subtópico específico quanto ao espírito santo após falar de outros sentidos : Vento, Pessoas Espirituais, O Filho de Deus e Outras Criaturas Espirituais

    Na sequência o Perspicaz ainda completa falando de: Fôlego/Força de Vida, impelente inclinação mental e espírito de grupo

    (Ou seja, como que alguém ousa tentar depreciar o trabalho inigualável que o Perspicaz fez aqui? O Perspicaz fez uma abordagem muito mais completa do que qualquer outra obra de referência que eu conheça)

    Voltando ao que está escrito, falando sobre o anonimato do ES, ele dá uma colher de chá dizendo que embora anônimo, este deveria AO MENOS usar o artigo definido em TODOS OS CASOS, pois pelo menos desta forma o artigo definido serviria para diferencia-lo de todos os outros espíritos santos que existem.

    Então não foi dito que a Bíblia sempre omite o artigo definido e nem que na maioria dos casos ele está sem artigo, mas sim que a existência de textos que não usam o artigo definido não é um tratamento condizente a se dar a Terceira Pessoa de Deus.

    O mal exemplo do nome de “Jesus” não serve, justamente porque o mesmo é um nome próprio e pessoal, duh, como geralmente não tem qualquer risco de confundir ao Cristo com outros “Jesuses”, o uso ou não do artigo é opcional e não interfere na sua definição, muito menos na sua personalidade, justamente o fato dele ter um nome pessoal já demonstra que ele é uma pessoa! Ao contrário do ES, que é sem nome.

    Tanto o exemplo do nome de “Jesus”, quanto a continha dos 73x vs 21x é inútil e não afetam em nada a veracidade do que o Perspicaz disse. Os Perspicaz dá um monte de exemplos, comprovando que a expressão “espírito santo” é usada sem artigo definido. (E que eu saiba, a lista não teve intenção de ser exaustiva, teve? Existem mais textos referentes ao ES tem artigo definido)

    Curtir

  • Espectador  On 10 de outubro de 2014 at 11:08

    Aaaaaaah faça-me o favor!!!!! Eles vão em várias pessoas, com argumentos totalmente preparados para atacar a nossa fé tentando usar nossas publicações contra nós mesmos e dizem que não sabiam o que ia ocorrer?
    Melhores cenas: 1:02:02 – 1:05:02, pois ao morder os lábios pra dentro após o relaxamento da boca ele já demonstra que a boca está seca demonstrando nervosismo seguido de um discreto decair da boca talvez podendo ser interpretado como mágoa de não saber o que mais falar, como se sua cabeça estivesse em jogo, e isso se confirma ao passar a mão no pescoço. kkkkkk

    Curtir

  • i am jw  On 10 de outubro de 2014 at 13:15

    Rapaz, os irmãos colocaram o pessoal no bolso! Fiquei até com pena sabiam?

    Curtir

  • Victor DB  On 10 de outubro de 2014 at 15:15

    Que interessante! No momento estou editando um vídeo que fala justamente sobre a quem Jeová escolhe ensinar suas verdades biblicas, aos de disposição sincera do coração. No momento em que o Paulo comenta que, se fosse “tete a tete” ele venceria, acaba por revelar sua verdadeira motivação. Ficam com o objetivo obistinado de “refutar os Tjs” e não se atentam para o verdadeiro escrutínio da palavra de Deus com humildade mental (Mateus 11:25). Mas enquanto assistia (com minha familia) eu fiquei triste, pois, assim como Jeová Deus e seu amado filho Jesus Cristo, eu tambem gostaria que eles ‘conhecessem a verdade e se libertassem’ do própio ‘engano’. – João 8:32/ Col 2:8

    Estou esperando ansiosamente por mais conteúdo como este. Obrigado.

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de outubro de 2014 at 19:24

    Certo leitor desta página fez a seguinte pergunta apropriada:

    Amigo, me tire uma duvida. A Associação não incentiva a debates públicos, eu sempre soube disso. Eu postei em meu facebook o vídeo do debate dos Tjs vs Batistas, de modo que meu irmão que é Batizado me disse pra eu corrigir o post, que eu estou dando a entender, uma vez que eu pareço ser Testemunha de Jeová pelas minhas postagens, que estou desobedecendo ao escravo e fazendo um desserviço ao Reino de Deus. Então meu irmão, eu não acho que estou errado, já que o conteúdo do vídeo num todo parece uma palestra comum. Em resumo, eu procurei no site JW.org e no CD-ROM e não achei nada que comentasse sobre o desincentivo a debates públicos, só achei informações sobre os debates de Charles T. Russel. Você tem alguma informação do escravo sobre o conceito de debates bíblicos? Fico no aguardo. Obrigado.

    <

    W 01/02 /1971

    ● Aceita a Sociedade Torre de Vigia desafios para debater publicamente a qualidade bíblica dos diversos ensinos religiosos? — J. P., E. U. A.

    Cristo Jesus é recomendado como tendo-nos ‘deixado uma norma para seguirmos de perto os seus passos’. Os métodos de pregação que ele usou não incluíam os debates. Quando acontecia que estava na presença dos líderes religiosos oponentes do seu tempo, mantinha palestras com eles, refutando as suas falsidades e defendendo e pregando a verdade da Palavra de Jeová. Mas ele nunca programava de antemão tais reuniões, nem se reunia com outros formalmente para tais. De fato, sobre como tratar os líderes religiosos falsos, ele disse aos seus discípulos: “Deixai-os. Guias cegos é o que eles são. Se, pois, um cego guiar outro cego, ambos cairão numa cova.” Jesus deu o exemplo de como se prega a grupos reunidos em lugares públicos, mas a instrução principal que deu aos seus discípulos se referia à pregação às portas das pessoas. Tomando isto por norma, as testemunhas de Jeová se concentram hoje neste método de pregação, usando ao mesmo tempo os outros métodos adicionais de Jesus e dos apóstolos. — 1 Ped. 2:21; Mat. 15:14; 10:5-15; Atos 5:42; 20:20.
    Usualmente, os que querem um debate estão mais interessados em granjear atenção e publicidade do que em apresentar a verdade. Não é necessariamente a verdade que é aclamada como vitoriosa pelos que ouvem o debate. As multidões nem sempre são racionais. Deixam-se levar pela oratória bombástica e pela eloqüência ostentosa, destinada a incitar mais as emoções do que a mente. Num debate, apresenta-se tanto erro como verdade, e por se estimularem as emoções e os preconceitos pessoais, as conclusões finais de muitos dos ouvintes podem amiúde favorecer o erro. No ambiente tenso do debate, desconsideram-se freqüentemente a razão e a lógica, exceto no caso de alguém que tem o espírito de Jeová. A mente que recebeu treinamento jurídico ou legal consegue separar a emoção e o fato, e avaliar este corretamente, mas os ouvintes, em geral, não discernem isso. Precisa-se de um ambiente mais calmo para se raciocinar sem preconceito. Cada lado costuma pensar que venceu, e muitas vezes aqueles que eram neutros ou indecisos verificam que estão ainda mais confusos depois do debate.
    Para determinar a qualidade bíblica dum ensino temos de recorrer à Bíblia e cotejar calmamente os textos que têm que ver com o assunto em consideração. O local ideal para se fazer isso é o lar, sentando-se os dois ou os poucos envolvidos ao redor duma mesa, com as Bíblias abertas, considerando desapaixonadamente a evidência para ‘certificar-se de todas as coisas; apegar-se ao que é excelente’. (1 Tes. 5:21) Quando alguém está em dúvida sobre uma doutrina, pode fazer que um ministro duma religião que crê nela venha à sua casa e a explique. Na noitinha seguinte, pode ouvir um ministro dum grupo que diz que ela é falsa. Ou ele pode até mesmo querer ter presentes um ministro de cada grupo, na mesma noitinha, e fazer perguntas e ouvir a palestra. Assim é mais provável que a verdade receba atenção calma e cuidadosa, e o mesmo se dará com a falsidade. Os sinceros que honestamente procuram a verdade compreenderão a vantagem deste método, ao passo que os mais interessados numa controvérsia agitada e em obter publicidade clamarão por um debate emocional e oratório.
    Os cristãos não debatem com os que discordam, na sua própria congregação, sabendo que isso pode deteriorar em disputas mesquinhas e em altercações: “Exorto-vos agora, irmãos, que fiqueis de olho nos que causam divisões e motivos para tropeço contra o ensino que aprendestes, e que os eviteis.” Aconselha-se também aos cristãos: “Outrossim, recusa questões tolas e ignorantes, sabendo que produzem lutas. Mas o escravo do Senhor não precisa lutar, porém, precisa ser meigo para com todos, qualificado para ensinar, restringindo-se sob o mal, instruindo com brandura os que não estiverem favoravelmente dispostos, visto que talvez Deus lhes dê arrependimento conduzindo a um conhecimento exato da verdade e eles voltem ao seu próprio juízo, saindo do laço do Diabo, visto que foram apanhados vivos por ele para a vontade deste.” (Rom. 16:17; 2 Tim. 2:23-26) Apesar das promessas anteriores em contrário, os debates podem perder o freio e os participantes que não têm o espírito de Jeová podem perder a brandura, podendo degenerar em altercações impróprias, em rixas e em emocionalismo da parte de tais.
    Por isso, a Sociedade Torre de Vigia não aceita agora o debate como meio da pregação das boas novas do Reino. Um de seus oradores pode ser convidado como orador para falar perante um grupo de outra seita e pode depois responder a perguntas; mas compreende-se de antemão que a sessão não é um debate e que não se permitirá que se torne tal. As gloriosas boas novas merecem uma apresentação condigna, sem clamores tumultuosos de oponentes: “Pois Deus não é Deus de desordem, mas de paz.” — 1 Cor. 14:26-33.

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de outubro de 2014 at 19:56

    Qual a opinião dos leitores sobre este assunto?

    Eu entendo que programar debates escritos, onde regras bem claras devem ser obedecidas tem sido esclarecedor nesta página. No tempo de Cristo não havia internet, portanto não vejo porque não fazer uma confrontação regida nos textos que nos orientam com princípios a este respeito. ( 1 Cor 14:33,40) Quanto a debates ao vivo como os do vídeo acima, não aconselho que se programe. Contudo, caso aconteça, esteja preparado como os irmãos estiveram ali. O próprio Jesus não programava debates, mas debateu em diversas ocasiões. Não é incomum fazermos uma revisita e ao chegar lá encontrarmos pastores ou outros que procuram expor suas ideias com a Bíblia na mão. Iremos embora, deixando que acreditem que não temos conhecimento e respaldo nas escrituras em defesa daquilo que cremos? Sei que a maioria dos adoradores de Jeová são preparados, e esta ocasião, dependendo da atitude dos presentes, pode ser uma boa oportunidade para dar testemunho. É claro que se começarem a tumultuar, devemos ir embora. Quando lemos que o “escravo do Senhor não precisa lutar” entendo que se refere a uma disputa inútil ou teimosia do oponente resistindo para aceitar verdades claras proveniente de textos bíblicos claros. Neste caso é melhor ir embora mesmo.
    Mas se houver oportunidade para fazer uma defesa da parte de alguém que “reclama de nós” devemos fazê-la.

    Não devemos PROGRAMAR debates ao vivo e cair no laço de termos como debatedor APÓSTATAS e outros dedicados a denegrir as TJ, que só sabem falar mentiras, meias verdades, calúnia e difamação!

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de outubro de 2014 at 20:03

    Apolo, eu não estou tão certo da reação de muitos ao artigo de A W de 1971. Entendo que muitos não irão apoiar tal vídeo. Minha posição é que este tipo de debate deve ser evitado, mas CASO ACONTEÇA e DE FATO ACONTECEU COM CRISTO MUITAS VEZES, não percamos a oportunidade para defender a verdade. Se houver ouvidos e respeito para isso sem tumultos ou confusão.

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de outubro de 2014 at 20:50

    A organização de Jeová sabiamente não mais promove debates. Já imaginou se participarem de um debate onde o tema seja algo que gira em torno de meia verdades, calúnia ou flagrante difamação sendo defendido por opositores como “verdades”?

    Curtir

  • ricardomoveispj  On 10 de outubro de 2014 at 21:20

    Irmãos eu achei simplesmente incrível, espetacular, parabéns a esse irmãos bem preparados, eu nunca tinha vista a verdade sendo tão bem defendida diante de membros de outra religião.

    Curtir

  • lais  On 10 de outubro de 2014 at 21:50

    Oloko!Eu tenho um certo conceito sobre debates.Só assisti esse(pulei algumas partes)porque não ví gritaria,xingamentos,assassinatos,nada do tipo.Mas sei lá,vou ter que perguntar para algum irmão aqui pessoalmente sobre isso e sobre de eu visitar esse blog também.

    Curtir

  • Kl  On 10 de outubro de 2014 at 22:18

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Meu Deus muito bom ……… espero que tenha o audio da melhor qualidade saga !!!!!

    Curtir

  • Apolo  On 11 de outubro de 2014 at 0:30

    De fato, alguns têm um conceito errado sobre debate, conceito esse que não é ensinado pela organização de Jeová. O próprio Presidente da Sociedade Torre de Vigia certa vez propôs um debate com autoridades de Cingapura para esclarecer possíveis dúvidas sobre as Testemunhas de Jeová, conforme mostrei em meu artigo sob o link http://oapologistadaverdade.blogspot.com.br/2014/10/debate-testemunhas-de-jeova-versus.html
    O que caracteriza a aprovação ou desaprovação de um debate, a meu ver, é o objetivo dele: apenas discutir, ou esclarecer assuntos importantes para pessoas interessadas? Pelo que fiquei sabendo, esse debate filmado entre TJs e batistas ajudou pessoas a aprender a verdade.

    Curtir

  • Apolo  On 11 de outubro de 2014 at 0:40

    Na verdade, os opositores, quando encontram irmãos com pouca experiência, não medem esforços para usar de distorções da Bíblia e das nossas publicações para tentar humilhá-los. Mas, os mesmos opositores, quando encontram irmãos experientes (como os desse debate), se fazem de “vítimas”. Mas não se enganem com eles. Eles têm por objetivo torcer as Escrituras!

    Curtir

  • Apolo  On 11 de outubro de 2014 at 0:57

    Queruvim, creio que o problema nem está no debate programado. Levemos em conta que o debate filmado neste vídeo foi programado porque envolvia um parente da irmã que aparece no vídeo. Recebi informações de que o debate teve um efeito positivo pelo menos em um dos visitantes não TJs. E também teve efeito positivo em muitos que assistiram a esse vídeo antes de ele ser colocado pelo Publicador do Reino na internet. Os irmãos não podem generalizar: existe o debate com bons propósitos e com bons frutos, como é o caso do filmado nesse vídeo, assim como existem debates infrutíferos, como vc mesmo mencionou. O artigo que postei junto com o vídeo sob o tema “Conceito correto sobre debates” pode ser de ajuda para os que têm dúvidas sobre o assunto, visto que cito vários números de A Sentinela. A citação da proposta de um debate feita pelo irmão Milton G. Henschel (na época Presidente da Sociedade Torre de Vigia) é da Sentinela de 1/10/95.
    O link é este: ARTIGO > CONCEITO CORRETO SOBRE DEBATES

    Curtir

  • Apolo  On 11 de outubro de 2014 at 1:01

    lais, como vc mesmo testemunhou, foi um debate franco, porém respeitoso, e teve e está tendo bons resultados. Para analisar o conceito equilibrado que a organização de Jeová tem sobre debates, veja este link: http://oapologistadaverdade.blogspot.com.br/2014/10/debate-testemunhas-de-jeova-versus.html

    Curtir

  • Saga  On 11 de outubro de 2014 at 1:49

    Eu pessoalmente não sou entusiasta de debates, se me viram participando aqui de dois ou três, foi fruto do momento, eu não saio de casa pensando “vou debater”, simplesmente vejo a mentira sendo dita em alta voz e reajo a ela instintivamente.

    “Usualmente, os que querem um debate estão mais interessados em granjear atenção e publicidade do que em apresentar a verdade”

    Verdade

    ” Não é necessariamente a verdade que é aclamada como vitoriosa pelos que ouvem o debate. As multidões nem sempre são racionais. Deixam-se levar pela oratória bombástica e pela eloqüência ostentosa, destinada a incitar mais as emoções do que a mente”

    Verdade, ou seja, uma pessoa pode estar certa, dizer a verdade e “perder o debate” como tantas vezes acontece na política, pois o grande alvo dos debates é o público. Se o público ficou a favor do mentiroso, é porque ele “venceu”.

    ” Num debate, apresenta-se tanto erro como verdade, e por se estimularem as emoções e os preconceitos pessoais, as conclusões finais de muitos dos ouvintes podem amiúde favorecer o erro. No ambiente tenso do debate, desconsideram-se freqüentemente a razão e a lógica, exceto no caso de alguém que tem o espírito de Jeová”

    Sim, um público preconceituoso sempre será parcial, fechando os ouvidos as verdades ditas pelo lado odiado. Por isso debater em território hostil é sempre perigoso.

    ” A mente que recebeu treinamento jurídico ou legal consegue separar a emoção e o fato, e avaliar este corretamente, mas os ouvintes, em geral, não discernem isso. Precisa-se de um ambiente mais calmo para se raciocinar sem preconceito”

    Sim, o povão costuma pender para o seu lado favorito, para o mais agressivo, o que mais falou a emoção, ou até mesmo para o que mentiu mais em maior quantidade, por que? Por que mentiu tanto que o outro debatente não conseguiu refutar tantas mentiras em ritmo suficiente…. ou….ficou tanto tempo na defensiva que não teve de dizer os seus argumentos, o tempo acabou, o lado mentiroso ficou atacando atacando…o lado sincero ficou perdendo tempo se justificando, defendendo e explicando e o debate se encerra com o público tendo um monte de acusações do lado desonesto, inclusive acusações que não foram devidamente replicadas..

    “Cada lado costuma pensar que venceu, e muitas vezes aqueles que eram neutros ou indecisos verificam que estão ainda mais confusos depois do debate”

    Também acontece isso.

    “Para determinar a qualidade bíblica dum ensino temos de recorrer à Bíblia e cotejar calmamente os textos que têm que ver com o assunto em consideração. O local ideal para se fazer isso é o lar, sentando-se os dois ou os poucos envolvidos ao redor duma mesa, com as Bíblias abertas, considerando desapaixonadamente a evidência para ‘certificar-se de todas as coisas; apegar-se ao que é excelente’. (1 Tes. 5:21) Quando alguém está em dúvida sobre uma doutrina, pode fazer que um ministro duma religião que crê nela venha à sua casa e a explique. Na noitinha seguinte, pode ouvir um ministro dum grupo que diz que ela é falsa. Ou ele pode até mesmo querer ter presentes um ministro de cada grupo, na mesma noitinha, e fazer perguntas e ouvir a palestra. Assim é mais provável que a verdade receba atenção calma e cuidadosa, e o mesmo se dará com a falsidade. Os sinceros que honestamente procuram a verdade compreenderão a vantagem deste método, ao passo que os mais interessados numa controvérsia agitada e em obter publicidade clamarão por um debate emocional e oratório”

    Sim, muitas vezes num debate não temos a oportunidade de analisar o assunto da forma devida, com a calma que o tema merece.

    “Apesar das promessas anteriores em contrário, os debates podem perder o freio e os participantes que não têm o espírito de Jeová podem perder a brandura, podendo degenerar em altercações impróprias, em rixas e em emocionalismo da parte de tais”

    Acontece direto, os nossos oponentes comprovam que não tem o espírito santo pois caem vitimas das emoções de ódio, raiva e agressividade, perdendo totalmente a esportiva.

    “Um de seus oradores pode ser convidado como orador para falar perante um grupo de outra seita e pode depois responder a perguntas; mas compreende-se de antemão que a sessão não é um debate e que não se permitirá que se torne tal. As gloriosas boas novas merecem uma apresentação condigna, sem clamores tumultuosos de oponentes: “Pois Deus não é Deus de desordem”

    Quando está virando um debate, a orientação é que se abandone o local, pois tumulto e confusão não é para os Servos de Jeová. As JW tem prazer em explicar suas crenças e responder a dúvidas bíblicas, mas não em disputar que late mais alto ou quem comove mais o publico pulando, rodopiando, gritando ou teatrizando como o Silas Malafaia.

    No trabalho de campo e nas nossas revisitas e estudos podemos dizer que até “debatemos” mas enquanto houver respeito e calma no ambiente, de fato nos respondemos perguntas, raciocinamos, argumentamos e rebatemos contra-argumentos.

    Curtir

  • Victor DB  On 11 de outubro de 2014 at 13:53

    Pode citar meu nome queruvim, não tem problema. rsrs. Vou ler a matéria do Apolologista da Verdade também e fazer uma reflexão mais apurada. Mesmo assim, para evitar conflito, se empenhar pela paz e não fazer ninguem tropeçar vou retirar de meu Facebook. Melhor ‘do que fazer tropeçar a um destes pequenos’ servos de Deus. Um deles que me repreendeu com humildade. Agora referente ao vídeo, na minha opinião o tema “debate” deveria ser retirado justamente para não parecer um desvio de conduta, a saber, aconselhada pelo escravo na W 01/02 /1971. Uma vez que este blog é aberto ao publico e não restrito, e muitos deste “pequenos” em conhecimento, por assim dizer, o frequentam assim como a mim. – Ro 14:13; Lu 17:1,2

    Curtir

  • Queruvim  On 11 de outubro de 2014 at 14:20

    A lição que aprendemos desta discussão aqui nos posts é que não é bom promover debates. Mas se porventura surgir um e que seja entre pessoas que conseguem falar e ouvir, devemos defender a verdade com temperamento brando e profundo respeito.(1 Pedro 3:15) Sempre evitando criar situações premeditadas de debates. Pelos motivos ruins mencionados na Sentinela de 01 de Fev. de 1971. Lembra do incidente na Bulgária? A Organização enviou um representante muito preparado e o testemunho foi muito bom e esclarecedor. Se fosse um crítico desesperado debater com o representante das TJ, teríamos uma confrontação com efeitos negativos. Lembra também do vídeo onde uma TJ em Cabo Verde em uma ENTREVISTA previamente acordada deu em excelente testemunho? O resultado foi excelente.

    Curtir

  • Saga  On 11 de outubro de 2014 at 14:56

    Queruvim, em minha ignorância questiono sobre a diferença entre artigo neutro e artigo definido. Pode dar exemplos?

    Pois em inglês ou em português ambos ficam como “o” ou “the” na tradução, certo?

    Curtido por 1 pessoa

  • Antonio  On 11 de outubro de 2014 at 15:06

    Queridos irmãos Queruvim, Saga e outros: com todo o respeito que tenho por vosso conhecimento (que sei que é muito), acho que estamos perdendo o foco: creio que devemos concentrar nossos comentários na maravilhosa vitória que Jeová deu a nossos irmãos Calvache, Camilo e Ringo (Gregório Garcia), por ter usado o espírito santo para ajudá-los a manejar corretamente a Palavra de Deus, em vez de ficarmos analisando se debate é certo ou errado. A Sentinela de 01/02/1971, a meu ver, mostra que os representantes da STV foram não são mais enviados a debates programados porque os que os convidavam era intelectuais que não tinham por objetivo nada mais do que debater conhecimento, mas sem interesse na verdade. Já no caso do debate desse vídeo, havia pessoas interessadas, que foram o motivo de ter havido o debate.

    Curtir

  • Saga  On 11 de outubro de 2014 at 15:14

    Sobre a tática dos batistas, até onde eu assisti o vídeo é muito longo, eles não estão atuando em demonstrar que o espírito santo é uma pessoa, sua estratégia é tentar invalidar aos argumentos utilizados pelas publicações das JWs.

    No caso suas reclamações em cima de: encher, derramar e a respeito da falta do artigo não demonstram que o mesmo é uma pessoa! No máximo mostrariam que estes argumentos não são conclusivos neste respeito. Seu argumento a respeito do batizar na morte de Jesus Cristo foi totalmente patético, pois não existe semelhança entre batizar COM espírito e batizar NA MORTE de Cristo. De resto ele faz comparações com os espíritos de demônios e possessões, perdendo tempo lendo e relendo textos já conhecidos. Ele tentou uma argumentação, que foi cima do “outro consolador”, com a palavra “houtos”, que supostamente seria outra pessoa do mesmo tipo, até onde acompanhei, foi sua melhor tentativa, pois não envolve uma defesa que tenta inviabilizar argumentos tj e sim uma afirmação.

    Existem vários argumentos que já vi a respeito da personalidade e divindade do ES que simplesmente não vi tais batistas usarem.

    Depois que acabou o esquema de 15 min para cada lado, ficou uma bagunça sem rumo, com os batistas tentando confundir o assunto.

    Sobre a questão dos irmãos humildes, quando esses “apologistas anti-tj” pegam um irmão mais inexperiente, menos alfabetizado ou mais ingênio que leva menos a sério os estudos bíblicos se contentando apenas com o leite e com o básico, eles aproveitam covardemente para humilhar o coitado e tentar usar o exemplo dele como troféu, sim pois o irmão inexperiente terá uma abordagem padrão básica e limitada que o “apologista anti-tj” já conhece bem por seus “estudos” em cima da literatura da torre de vigia ou do relato e da instrução que teve de “apostatas” .

    Ou seja, o crítico das TJ em questão já conhece os argumentos, ilustrações e textos bíblicos mais comuns que usamos, e já tem preparada algumas réplicas para cada um deles, então caberia ao irmão humilde conseguir treplica-lo com sucesso, o que nem sempre será o caso.

    Um exemplo, é aquele irmão humilde que baseia um argumento em cima de Deus com D em contraste com deus com d, aí não sabe responder a respeito de Isaías 9:6. Ou que ao usar João 17:3 se deixa cair naquele falso dilema onde o crítico questiona se cremos que Jesus é um deus falso! O irmão precisa estar preparado para não se deixar ser pego por essas táticas falaciosas.

    Curtir

  • Antonio  On 11 de outubro de 2014 at 15:22

    Prezado irmão Queruvim, eu sou da região em que houve o debate desse vídeo acima. O debate que esses mesmos três irmãos (Calvache, Ringo e Camilo) tiveram com os representantes do ICP foi programado. Mas veja as circunstâncias envolvidas:
    Um irmão (parece que era um ancião) dirigia um estudo para o Elias e sua família (estes da Assembleia de Deus). Então, outros membros da Assembleia de Deus chamaram os membros do ICP para abalar a fé que estava sendo construída no coração daquela família nas verdades bíblicas, que chegaram a visitar Elias e a família e pelo que parece até conversaram com o instrutor deles. Nosso irmão dirigente do estudo sentiu a necessidade de ajuda, e por isso convidou nossos três irmãos experientes. O debate foi programado. Mas envolvia uma família interessada na verdade. Dois membros do ICP foram lá: Natanael Rinaldi e Esequias Soares. Inclusive, soube que a casa ficou cheia de assembleianos, que também receberam um maravilhoso testemunho. O resultado foi que, na seguinte assembleia das Testemunhas de Jeová, Elias e toda a família estavam presentes ao evento. Eles abandonaram a religião falsa.
    Por isso, acho que são as circunstâncias que determinam se um debate programado é viável ou não.

    Curtir

  • Antonio  On 11 de outubro de 2014 at 15:37

    Prezados irmãos,

    Acho que alguns têm um conceito errado sobre debates, como se todo debate fosse ruim e desaprovado. Mas o exemplo desse vídeo, e os exemplos citados nos comentários desta página, mostram que há um grande diferença entre debate sem objetivo e debate quando há pessoas interessadas. Respeito a opinião do Victor DB. Se a palavra “debate” incomoda alguns, tbm não vejo problema em se usar a palavra “palestra” ou “conversa”. Mas, como o Queruvim e o Apolo (Apologista da Verdade) mostraram, a organização de Jeová usa a palavra “debate” em nossas publicações, inclusive aludindo a debates programadas quando há motivo para isso, como o já citado vídeo sobre a TJ na Costa Rica e a proposta de debate feita pelo irmão Henschel (na época Presidente da Sociedade Torre de Vigia) citada na Sentinela de 1/10/95, p. 30.

    Curtir

  • Lucas  On 11 de outubro de 2014 at 15:39

    Realmente, gostei mto do vídeo! assisti ele na manhã do dia 09/10,
    porém a minha conclusão é: vi claramente em como os nossos irmãos estavam bem preparados diferentemente dos batistas, os nossos irmãos consultavam bastante as Escrituras, sempre em prol da Verdade, também os irmãos mantiveram um espírito brando e calmo todo o tempo, como verdadeiros e legítimos “servos do Senhor”… mto bom, e pude perceber também que quando ele (o batista) chamou pro chamado ‘téte a téte’, é por que ele viu que não conseguiria e perderia feio, também demonstrou um espírito de querer aparecer e não em procurar a verdade contida na palavra de Deus, e depois ele quis sair o mais rápido possível, por que não tinha mais argumentos, daí o outro que ficou por último disse que ‘não estava bem munido de material bíblico’… faça me o favor né? esse foi o primeiro vídeo de debates que vi, e gostei mto, espero que coloquem mais assim como esse…pois fico cada dia mais convencido de que estou no caminho certo, no caminho do Senhor!

    “Deveras fico admirado e cada vez mais assombrado com o ensino do Senhor…”

    Toda Honra, Glória, e Louvor ao Nosso Deus, JEHOVAH!

    Curtir

  • Antonio  On 11 de outubro de 2014 at 15:40

    Assim, não acho que é um desvio de conduta do que foi aconselhado pelo escravo na W 01/02 /1971. Entendo que essa Sentinela trata de um assunto mas não condena o debate nas circunstâncias corretas e necessárias. O artigo do Apologista mostra, através de várias Sentinelas, essa diferença entre debates impróprios e debates corretos.

    Curtir

  • lais  On 11 de outubro de 2014 at 16:01

    Já vi!

    Curtir

  • Patcharro Espanhol  On 11 de outubro de 2014 at 16:44

    Boa tarde a todos. Também já tinha assistido esse “debate”. É sempre bom ver irmãos preparados em defender a verdade. Agora quanto a seé correto ou não programar palestras como essas que vimos no vídeo, tem que se levar em conta o objetivo: É para apenas mostrar que sabemos mais do que os membros da cristandade ou de fato para ajudar pessoas interessadas? Eu inclusive conheço os irmãos do Vídeo, sempre tive bom contato com eles e sempre converso com um deles sobre assuntos diversos. Até já fui com eles em outras palestras. Sempre foi programado pois havia pessoas que estavam estudando e que os membros de outras religiões estavam atrapalhando o progresso delas.
    Se for para um objetivo nobre e se for feito em ordem, na minha opinião, não vejo
    problema nenhum, desde que seja filmado. Inclusive, depois se dava também uma cópia aos outros participantes também. É claro que eles não iriam mostrar para seus irmãos e ver o quão despreparados eles estavam, não é mesmo? Rsss.

    Curtir

  • Patcharro Espanhol  On 11 de outubro de 2014 at 16:57

    É interessante notar que em 1993, foi realizado um debate como desse do vídeo entre esses mesmos irmãos e algumas pessoas ligadas ao ICP que na época era IPC. Instituto Cristão de Pesquisa. Ligada a Assembleia de Deus de Jundiaí. Eles eram maldosos pois procuravam os irmãos e faziam reuniões com eles e de uso de meias verdades e com perguntas que lançavam dúvidas, faziam com que os irmãos não tivessem meios de dar uma resposta a altura. Até que se encontraram com esses irmãos do vídeo. O irmão Burt Walker pode dar mais detalhes, mas pelo que ele já me contou, foi muito bom em ver como a verdade prevalece e como foi realmente animador ajudar estudantes a se estabilizarem na fé e decidirem continuar a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová. Esse debate foi muito proveitoso. Claro, que não vamos “caçar debates” no ministério de campo, mas e se aparecer uma situação de um estudante dizer que os pastores de sua igreja podem provar que as Testemunhas de Jeová estão erradas e que não seguem a Bíblia? Uma forma de o estudante se decidir é ele ver por si mesmo quem defende a Bíblia e quem não. Mas como disse, tem que ter um objetivo e se de fato iria ajudar as pessoas. Infelizmente em 1993 não foi filmado, mas foi gravado em áudio, assim é uma forma de que os opositores não falem mentiras posteriormente, pois há um meio de comprovar o que foi dito. Ah claro, debate, conversas, ou algo do tipo com Apóstatas, pessoas que já foram TJ, não devemos nem cogitar a possibilidade de entrar em contato com tais.! Um abraço a todos.

    Curtir

  • Thales  On 11 de outubro de 2014 at 19:06

    Eu agrado demais de debates respeitosos como esse, bem como entrevistas(como foi com Vijay de Barros em Cabo Verde). Isso da a possibilidade das Testemunhas de Jeová falarem por si mesmas. Corriqueiramente, escutamos que nós não acreditamos em Jesus, que nossas Bíblias são alteradas, que nossa crença depende da TNM e assim por diante.
    Debates assim, é uma boa oportunidade para estudantes ouvirem o outro lado da história. Evidente que em um debate, ambas as partes devem concordar com 1 Pedro 3:15.

    Curtir

  • Apolo  On 11 de outubro de 2014 at 19:07

    Bem, Gibe TJ, se nos colocarmos por um instante naquele momento do debate no lugar daqueles irmãos, acho que podemos entender por que aceitaram a conversa direta sem marcação de tempo: se não aceitassem, os batistas e quem assistisse o vídeo poderiam ter achado que eles estavam com medo do confronto direto. Mas o ponto é que, mesmo no confronto direto, a atuação desses irmãos foi eficaz, e a derrota dos batistas ficou mais clara ainda!

    Curtir

  • Vini  On 11 de outubro de 2014 at 20:01

    Sabe o que é mais irônico? Os batistas não precisaram pagar por essa excelente aula. 😀

    Curtir

  • Jozeilton  On 11 de outubro de 2014 at 21:39

    Irmãos, os comentários sobre o vídeo acima começou muito bem, enfocando as “coisas magníficas de Deus” (Atos 2:11) feitas através desses três irmãos que defenderam habilmente a verdade no vídeo. Mas aí apareceu alguém (não sei quem e não quero saber) que desfocou do assunto, questionando se TJ pode participar de “debate”. Dai os irmãos tiveram de deixar de lado seus comentários sobre as riquezas de argumentação expostas no vídeo para fazer um “debate” infrutífero sobre a palavra “debate”. Deixaram de lado as maravilhosas argumentações do vídeo que enalteceram a Jeová para fazer um “debate” sobre “debates”!
    Quero dizer uma coisa, não me levem a mal: mas há irmãos legalistas, com zelo mal orientado, sem conhecimento, que Satanás usa para tentar estragar as “coisas magníficas de Deus”. No caso desses irmãos, parece que mesmo que ocorresse uma ressurreição dos mortos, mas se isso acontecesse num debate, tal milagre não valeria nada!!!
    Que esses irmãos tomem cuidado: quem agia assim eram os fariseus. Não se importavam com os maravilhosos milagres feitos por Jesus, mas criticavam porque ele fazia isso no sábado, indo contra, não a Bíblia, mas os conceitos distorcidos deles sobre o sábado.
    Se alguém disser: “A organização não aprova debates”, esse alguém não está falando a verdade, mesmo que seja um ancião, servo ministerial, superintendente de circuito, etc. Porque há Sentinelas que mostram isso. Inclusive o Apologista da Verdade as citou em seu artigo. A verdade é: “A organização não aprova debates inúteis”. Isso sim é verdade.
    Acho que alguns irmãos tem zelo mal orientado. Outros tem é inveja, não querendo aceitar que haja irmãos habilidosos como os irmãos que argumentam no vídeo.
    Por isso, amados, não deixem que o Diabo tire o foco que estavam tendo. Continuem a comentar sobre a vitória maravilhosa da verdade sobre a mentira que o vídeo mostra.
    Desculpem se ofendi alguém. Não foi minha intenção. Mas eu tinha que expor o que penso.
    Abraço a todos.

    Curtir

  • Queruvim  On 11 de outubro de 2014 at 21:42

    Sabemos que substantivos neutros não estão associados quer ao gênero masculino ou feminino. Isto é um fato. Mas não parece que o uso do artigo em grego apresenta a mesma tendência.

    Substantivos Masculinos incluem seres masculinos, mas não estão restrito a eles.
    Exemplos: ἀνήρ (anḗr, “homem”), πατήρ (patḗr, “pai”), πούς (poús, “pé, perna”)
    Substantivos Femininos incluem seres femininos, mas não estão restrito a eles.
    Exemplos: γυνή (gunḗ, “mulher”), ὕλη (húlē, “madeira/pau/madeiro”), ἐνέργεια (enérgeia, “trabalho, atividade”)
    Substantivos neutros não estão associados quer com seres masculinos ou femininos.
    Exemplos: πνεῦμα (pneûma, “ar, fôlego, espírito”), δάκρυον (dákruon, “lágrima”)

    Tal fato tem ofuscado uma realidade interessante na pesquisa de alguns que estudam os idiomas originais. A palavra “espírito” é neutra, de forma que uma frase grega com um substantivo neutro é conjugada empregando-se o artigo neutro e pronomes neutros! Em contraste com o substantivo masculino THEÓS, aplicado a Jeová Deus e conjugado juntamente com pronomes masculinos (Ele, dele). O mesmo ocorre com a palavra “filho” um substantivo grego masculino seguido de uma conjugação pronominal masculina. Seria muito estranho se não fossem assim descritos, visto que tanto Jeová, o THEÓS como seu “filho” são pessoas reais e seres vivos no domínio celestial. Em harmonia com isso a versão revisada da NAB de 1991 passou a empregar “it” em inglês em João 14:17 ao invés de “Ele” com referência ao “espírito santo” de Deus. Um pronome concorda com seu antecedente em GÊNERO e número. Sendo assim, traduzir “Ele’, ‘Ela’, etc … para o masculino e feminino do pronome grego da terceira pessoa estão corretas somente quando os antecedentes denotam pessoas. Em outros casos, os pronomes serão neutros em idiomas como por exemplo o Inglês, mesmo quando eles são masculinos ou femininos no texto grego. Portanto, visto que se deve empregar pronomes pessoais relacionados, quando o idioma o permite, isto implica em uma alta probabilidade gramatical de que PNEUMA não seja uma “pessoa”. Que eu me lembro há apenas exceções onde se emprega pronomes neutros com relação criancinhas ou bebês ou com referência a animais, mesmo assim não se pode dizer que PAIDION (criança) está no mesmo status e madureza de uma pessoa no pleno sentido da palavra. O que jamais se diria da suposta “pessoa” do “Espírito Santo”.

    O Artigo masculino em grego Coine ocorre de forma majoritária nos textos bíblicos aplicados a seres masculinos e em descrições de indivíduos. Tal fato gramatical favorece a conclusão teológica defendida pelas Testemunhas de Jeová ao passo que vai de contra mão com a afirmação dos trinitários de que “O Espírito Santo” é alguém.

    Se observarmos com atenção a forma como o artigo neutro em grego (usado com referência ao PNEUMA HAGIOS ou espírito santo) é empregado nas Escrituras em suas 1714 ocorrências, ficará mais do que evidente que este não é alguém mas ALGO.

    τὸ βάπτισμα Mateus 3:7 “o batismo” é alguém ou algo?
    τὸ ὄνομα Mateus 1:21 ” o nome” é alguém ou algo?
    τὸ ἔνδυμα Mateus 3:4 “a vestimenta” é alguém ou algo?
    τὸ πτύον Mateus 3:12 “a pá de joeirar” é alguém ou algo?
    τὸ δὲ ἄχυρον 3:12 “a palha” é alguém ou algo?
    τὸ πνεῦμα Mateus 3:16 “o espírito” é alguém ou algo?
    τὸ πτερύγιον Mateus 4:5 “o parapeito” é alguém ou algo?
    τὸ πλοῖον Mateus 4:22 “o barco” é alguém ou algo?
    τὸ εὐαγγέλιον Mateus 4:23 “o evangelho” é alguém ou algo?
    τὸ ὄρος Mateus 5:1 “a montanha” é alguém ou algo?
    τὸ στόμα Mateus 5:2 “a boca” é alguém ou algo?
    τὸ ἅλας Mateus 5:13 ” o sal” é alguém ou algo?
    τὸ φῶς Mateus 5:14 ” a luz” é alguém ou algo?
    τὸ δῶρόν Mateus 5:23 ” a oferta” é alguém ou algo?
    τὸ θυσιαστήριον 5:23 “o altar” é alguém ou algo?
    τὸ ἐπιθυμῆσαι 5:28 “a paixão” é alguém ou algo?
    τὸ σῶμά 5:29 “o corpo” é alguém ou algo?
    τὸ ἱμάτιον 5:40 ” a roupa interior” é alguém ou algo?
    τὸ θέλημά 6:10 ” a vontade” é alguém ou algo?
    τὸ πρόσωπόν 6:17 “a face” é alguém ou algo?
    τὸ σκότος 6:23 ” a escuridão” é alguém ou algo?

    Sim, o espírito santo não é alguém, mas a irresistível e poderosa força ativa proveniente de Jeová Deus, o Ser Supremo.

    Curtir

  • Queruvim  On 12 de outubro de 2014 at 1:54

    Respondendo sua pergunta de modo objetivo…Em Grego Antigo todos os substantivos, incluindo os substantivos próprios, são classificados segundo o gênero gramatical, como masculino, feminino ou neutro e apresentam formas em 5 casos morfológicos distintos, (nominativo, genitivo, dativo,acusativo e vocativo). O artigo definido concorda com o substantivo associado em número, gênero e caso. Como pode ver na imagem abaixo, temos em grego bíblico o artigo masculino, feminino e neutro. Na Bíblia sempre concordam com o substantivo e pronomes, de forma que PNEUMA é apresentado como sendo algo e não alguém. Não só observamos uma conclusão de que gramaticalmente o espírito de Deus ou PNEUMA é algo, como também JAMAIS encontramos sugestão gramatical alguma de que PNEUMA seja alguém. Entendemos que a gramática grega do Novo Testamento não é fator determinante ou absoluto para que se caracterize o gênero dos substantivos em alguns casos. Todavia, a proposição mais razoável aponta para a impessoalidade de PNEUMA.

    VEJA ESTA IMAGEM

    Curtir

  • Antonio  On 12 de outubro de 2014 at 2:31

    Conselhos muito sábios, Jozeilton! Também quero dar uma sugestão: que o Queruvim, o Apologista, o Publicador do Reino (que publicou o vídeo), o Saga etc. façam uma relação das falhas de argumentação dos batistas, das contradições em que caíram etc. Além de um artigo, ou comentários, sobre isso, alguém poderia pegar o vídeo do debate e fazer um novo vídeo colocando somente essas falhas e contradições. O que acham??

    Curtir

  • karmo2010  On 12 de outubro de 2014 at 9:27

    A palestra foi muito instrutiva, haja visto a preparação e a boa conduta dos irmãos durante todo o debate.

    Sobre a questão de ser ou não ser um método bíblico, creio que o texto de Atos 28:17-31 pode tirar essa dúvida.

    O apóstolo Paulo combinou com certos judeus se encontrarem em sua casa alugada para expor suas crenças em Jesus Cristo. O resultado não foi 100 % satisfatório, como se pode notar da leitura do relato em Atos, mas atingiu o objetivo, que foi divulgar as boas novas.

    Portanto, acho muito interessante esse método, pois além de bíblico, mostra um alcance muito maior do que nos dias de Paulo, pois temos hoje tecnologia suficiente para reproduzir tais palestras e compartilhar com os interessados.

    Essa palestra, em especial, rendeu bons frutos. Deu um testemunho muito bom do nome de Jeová Deus.

    Curtir

  • Queruvim  On 12 de outubro de 2014 at 12:46

    Ja pensei foi em traduzi-lo par o inglês e repostar com Título em inglês. Mas precisamos de tempo e muito trabalho pra isso.

    Curtir

  • Victor DB  On 12 de outubro de 2014 at 14:35

    Antonio, eu falei “parecer desvio de conduta” para meus contatos TJ. Visto que eu costumo postar algumas matérias em meu facebook daqui e do site Apol. da Verdade (tenho os dois sites baixados no hd) quis evitar controversias. Apesar de ler o que o Queruvim disse e ler a Matéria do Apol. da verdade eu decidi retirar a postagem, pois, fui “repreendido” por um parente TJ. O Queruvim bem sabe disso, que ocorre isso mesmo entre o povo de Deus e eu não os recrimino por isso, pelo contrário, acho louvável esse ímpeto de querer protejer sua confiança nos conselhos de Jeová por meio do escravo. Alías, por vezes vi o Queruvim aconselhar alguem a fazer uso pessoal deste site. Deduso que um dos motivos seja por ele dominar o hebraico e grego e por isso tem acesso a informações mais profundas neste campo que a associação não libera em sua totalidade devido ao excesso de informação. Mas, como eu disse, assisti ao video aqui em casa com meu outro irmão e meu veterano Pai, ambos batizados (Pai mais de 40 anos) e, assim como eu, não viram nenhum problema no “debate”. É como o Jozeilton comentou mais abaixo, “há irmãos legalistas, com zelo mal orientado, sem conhecimento”, mas eu prefiro acatar o conselho do Apostolo Paulo, o de ‘recusar questões tolas e ignorantes, sabendo que produzem lutas. Mas… seja meigo para com todos.’ Portanto, para que ele, este irmão que reclamou comigo, não acabe pensando que EU seja uma causa para tropeço e para que ele não se ‘estribes na própria compreensão’ no que se refere ao conselho do Escravo sobre o tema “debates publicos”, eu decidi se empenhar pela paz e excluir de meu perfil o vídeo. No mais, assistirei novamente a palestra com minha familia aqui com a TNM, Almeida e Pespicaz na mão, ele (o irmão queixoso) é quem perde.

    Fiquem com Jeová Deus meus queridos. E bíblia pra frente que atrás vem crente. rsrs

    Curtir

  • Antonio  On 12 de outubro de 2014 at 14:39

    Ótima ideia, Queruvim!!! Espero que vc consiga fazer isso o mais breve possível, em benefício de muitos que entendem o inglês.

    Curtir

  • Antonio  On 12 de outubro de 2014 at 14:42

    Excelente argumento, Karmo! Acho que isso esclarece a questão do debate, ou conversa, programado, pois o apóstolo Paulo programou esse encontro.

    Curtir

  • Antonio  On 12 de outubro de 2014 at 15:01

    Inclusive, o irmão Valdir Camilo, que participou do debate, é o mesmo que proferiu o famoso discurso sobre depressão, que ajudou e tem ajudado muitos a entender e combater essa doença. O link do primeiro vídeo do discurso é este: https://www.youtube.com/watch?v=wxiR-DOixkU

    Curtir

  • Jozeilton  On 12 de outubro de 2014 at 15:20

    Caro Patcharro, já que vc está em contato com os irmãos desse vídeo, por que vc não procura coletar mais material filmado da parte deles ou de outros irmãos que os possuam, para colocar na internet? Isso beneficiará milhares – milhões! Precisamos entender que a pregação não se restringe a ficar rodando quadras domingo de manhã para tentar falar com alguns. Jesus disse “Ide”, o que significa fazer tudo ao nosso alcance para atingir pessoas com a mensagem da Bíblia. E a internet é um meio fantástico para isso. Por isso, não podemos nos acomodar achando que já fazemos o bastante indo de casa em casa. Inclusive, aproveito este momento para parabenizar o Queruvim, o Apologista da Verdade, o Publicador do Reino, e outros, que estão usando a internet de forma sábia para divulgar a mensagem do Reino de Deus!

    Curtir

  • Saga  On 12 de outubro de 2014 at 18:11

    Então ……. τὸ é artigo neutro e ho é artigo masculino?

    Curtir

  • Queruvim  On 12 de outubro de 2014 at 20:21

    Sim.

    Curtir

  • Queruvim  On 12 de outubro de 2014 at 20:26

    Estou sem tempo agora!Mas verei o que posso fazer

    Curtir

  • Patcharro Espanhol  On 13 de outubro de 2014 at 0:45

    Em Resposta ao Jozeilton: Prezado, eu até tenho outras filmagens de outras palestras. Mas como sou novo aqui, não sei se é permitido publicar os videos na hora em que eu bem entenda.Assim, Queruvim, como funciona? Se eu tiver algo que pudesse ser publicado, devo passar para vc antes?

    Aqui onde moro, a região onde foi feito o debate que assistimos, não aparece mais ocasiões assim. É que os membros da Cristandade, os pastores já conhecem os irmãos do vídeo. Então vai ser raro termos outros videos assim. Só nos resta recordar os vídeos que já foram feitos, rsss. Inclusive me lembro de uma ocasião em que estava na casa de um irmão onde iria ocorrer um debate e quando o opositor chegou na casa e viu que o irmão Valdir Camilo estava lá ele disse assim: “Com ele eu não falo, com ele eu não falo!” Por que será? rsss. Foi o debate mais rápido que assisti, nem teve! Rsss!

    Curtir

  • Queruvim  On 13 de outubro de 2014 at 14:37

    Me envie por e-mail. Por favor.

    oraculodejeova@hotmail.com

    Curtir

  • Alexei  On 13 de outubro de 2014 at 16:05

    Quando comecei a estudar a Bíblia, fui perseguido no trabalho por uns evangélicos raivosos que queriam a todo custo me fazer desistir. O bom de tudo é que eu já tinha discernimento necessário para notar que a conduta dos cidadãos era muito reprovável. Então, um deles me deu de presente a Almeida Revista e Corrigida. Foi ótimo!!! Lá no prefácio dizia que o Nome de Deus era Jeová e confirmava que onde o leitor encontrasse o termo ‘SENHOR’, deveria-se entender Jeová!!!! Dali em diante passei a pesquisar várias traduções da Bíblia e a compará-las. Tudo apenas confirmava o que eu estava aprendendo.

    Quando vi o debate, lembrei imediatamente do meu começo como servo de Jeová. Notei que a atuação maliciosa dos opositores não tinha nada de busca da verdade, apenas buscavam “vencer” debates. Eles nunca estão dispostos a reconhecer nada. Somente visam arrebatar aqueles que querem sinceramente conhecer a Deus. O cidadão do vídeo se apegava unicamente à pagina 39 do livro, entretanto, não ia à página 61, que dava a outra definição de Pneuma. Maldoso e malicioso. Acostumado a ludibriar irmãos menos preparados, o iníquo quebrou a cara.

    Já encontrei muitos sujeitos assim aqui em Alagoas. Hoje faço questão de manter um assunto por vez. Quando tentam pular para outro assunto, faço-os voltar. Na última vez o arrogante fugiu e me deixou no meio da rua.

    Obrigado por postarem o vídeo. Veio em uma boa hora.

    Curtir

  • Sabrina Venceslau  On 13 de outubro de 2014 at 19:21

    Olá, amigo. Você por acaso teria esse áudio do debate realizado em 1993? Se sim, por favor, queira enviar para Estudantedbiblia@yahoo.com
    Um grande abraço!

    Curtir

  • oTESTEMUNHAdeJAH  On 13 de outubro de 2014 at 21:15

    Na verdade entendo com relação aos debates que cada caso deva ser avaliado. Existem debates que surgem de repente e que são produtivos e existem debates que surgem de repente e que devemos evitar. Assim como existem debates programados produtivos e debates programados que devemos evitar, por exemplo:

    1- DEBATES QUE SURGEM DE REPENTE
    PRODUTIVOS:
    No campo, no nosso serviço secular, na família, pode surgir um assunto que uma ou mais pessoas tenham forte conhecimento de causa e resolvam colocar-se numa posição de oposição por assim dizer ao nosso ensino. Nesse caso é bom que estejamos bem preparados para demolir raciocínios errados bem como devemos ser perspicazes para identificar se o argumento usado contra nós é válido ou se trata apenas de mentira repetida ou ignorância dos fatos por parte da outra pessoa. Esclarecer esses pontos é muito útil tanto para a pessoa, quanto para quem ouve.

    QUE DEVEMOS EVITAR:
    Quando uma pessoa “arma uma cilada” para nós. Isso pode acontecer no caso de por exemplo alguém que seja contra determinado tema como a desassociação ou a questão do sangue e percebemos que os argumentos usados pela pessoa não são bíblicos e sim sentimentais. Apelam para legislação do país, casos hipotéticos e exagerados. pessoas assim não querem saber sinceramente o que pensamos, mas antes querem “protestar” contra o que “ELAS ACHAM” ser o mais certo.

    2- DEBATES PROGRAMADOS
    PRODUTIVOS
    Quando programamos um “debate” de ideias com nossos estudantes por exemplo. As vezes eles trazem matérias de seus atuais líderes religiosos com pesquisas sobre temas controversos. nesse caso o estudante quer saber se ele deve ou não continuar estudando pois se o Pastor ou Padre estiver certo ele não mais precisará se esforçar em estudar conosco. As vezes o próprio Lider religioso da pessoa decide ir ao estudo. e.se estivermos bem preparados e formos respeitosos conseguindo fazer uma defesa da verdade isso poderá trazer bom testemunho ao estudante e ao líder da pessoa mesmo que o tema seja preparado e combinado de antemão.

    QUE DEVEMOS EVITAR:
    Disputar para ver quem está certo. Fazer como se houvesse uma disputa com soma de pontos e sem nenhuma edificação. nesse caso o objetivo não é instruir.Levar “torcida” ou algo desse tipo não levará a nada. o debate acabará e ninguém terá tirado proveito pois um lado sairá avaliando o debate e não os ensinos apresentados. não raro se gabarão cada um de determinada resposta e da cara que o oponente fez quando recebeu a resposta “irrefutável”.

    Posso estar errado em minhas colocações e se assim for gostaria de ser reorientado pelos irmãos, mas no momento entendo dessa forma.

    Um abraço e fiquem com Jeová

    Curtir

  • wagner  On 13 de outubro de 2014 at 22:10

    PREZADOS IRMÃOS PAZ A TODOS. Gostei muito desse vídeo e gostaria de ver mais desse tipo de material porque expõe a fragilidade dos argumentos da cristandade . Parabéns ao queruvim e a todos irmãos que defendem a verdade na Internet. Que o soberano senhor Jeová continue a abençoar todos vós

    Curtir

  • Patcharro Espanhol  On 13 de outubro de 2014 at 23:50

    Concordo Saga. Seria muito bom todos os irmãos estarem bem preparados. Por exemplo, pode surgir uma conversa sobre a trindade e daí mencione Isaías 9:6. Aqui se refere a Jesus como Deus Poderoso (hebr. El Gib•bóhr), mas só Jeová é chamado de Todo-Poderoso, como em Genesis 17:1. Bem, essa é uma argumentação até que relativamente simples e que conhecemos bem.

    Mas e se a pessoa que estivermos conversando levar o texto de Isaías 9:6 para Isaías 10:21 que diz : “Um mero restante retornará, o restante de Jacó, ao Deus Poderoso.” Aqui Jeová é chamado de Deus Poderoso e usa a mesma palavra de Isaías 9:6 que se aplica a Jesus. Os dois são chamados de “Deus Poderoso”.
    Aí a pessoa poderia dizer: “Tá vendo, Isaías confirma que Jeová e Jesus são a mesma pessoa e que Jesus é o Deus dos hebreus de fato, etc.”

    Bem, tenho certeza de que os que acompanham esse site e pelos comentários que eu já vi, os irmãos sabem sair de uma situação assim pois estudam e GOSTAM de pesquisar assuntos profundos e se preparam para situações assim. Elogiável!

    Contudo, infelizmente, muitos de nossos queridos irmãos tem como único estudo pessoal a preparação do estudo semanal de A Sentinela e depois não pesquisam mais nada durante a semana. Esses aí quando confrontados por pessoas como os do vídeo, terão um pouco mais de dificuldade em se expressar e nisso os opositores poderão encontrar alguma brecha e explorar isso. Quando encontram pessoas bem preparadas a história é outra!

    Mas sabemos que nem todos são entusiastas em se fazer pesquisas e até se preparar bem para as reuniões já é um grande desafio. Por isso contamos com os outros irmãos para ajudar nessas horas!

    Curtir

  • Saga  On 14 de outubro de 2014 at 3:22

    “Quando programamos um “debate” de ideias com nossos estudantes por exemplo. As vezes eles trazem matérias de seus atuais líderes religiosos com pesquisas sobre temas controversos. nesse caso o estudante quer saber se ele deve ou não continuar estudando pois se o Pastor ou Padre estiver certo ele não mais precisará se esforçar em estudar conosco. As vezes o próprio Lider religioso da pessoa decide ir ao estudo. e.se estivermos bem preparados e formos respeitosos conseguindo fazer uma defesa da verdade isso poderá trazer bom testemunho ao estudante”

    Tem várias experiencias desse tipo nas publicações, tais como nos anuários não é? Muitos estudantes foram ganhos assim ao ver a diferença entre o que o clérigo diz e o que o nosso irmão diz.

    Curtir

  • Freitas  On 14 de outubro de 2014 at 9:48

    Que bom observar aqui um conceito equilibrado da parte da maioria. Vejo irmãos usarem o raciocínio e cavarem um pouco “além”. Isto mostra que existe sim liberdade para se “pensar ” entre nós e que ousamos “examinar” nossas crenças e buscar novas maneiras de estabelece-las. Seja a palavra “debate” usada de um modo geral, como foi o caso do irmão Henschel, ou discussão como ajustada por queruwim , eu vejo irmãos amadurecidos entendendo que somos escravos de nosso senhor Jesus cristo e de Jeová, mas pertencemos também uns aos outros, como disse o apóstolo. Penso que isso mostra o fracasso daqueles que escolheram um ruptura cujos argumentos já não tem tanta força . Apenas jamais devemos nos esquecer de não termos mérito algum, andar em espírito também significa desfazer-se dos nossos “castelos”.

    Curtir

  • kl  On 14 de outubro de 2014 at 17:13

    “Este texto(receptcus) é conhecido como Texto Tradicional, por ser o texto tradicionalmente aceito, e é também conhecido como o Texto Majoritário, por estar de acordo com mais de noventa e oito por cento (98%) de todos os manuscritos que existem!”
    Ai eu pergunto essa declaração da sociedade bíblica trinitariana do Brasil procede?
    O porque da sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil rejeita os textos de Wescott & Hort. e Nestlé-Aland, se deve ao fato de não favorecer suas doutrinas?!………È evidente que sim!

    Curtir

  • Jeosadá  On 14 de outubro de 2014 at 20:52

    Oxe Alexei, tambem sou de Alagoas!

    Feliz coincidência…

    Curtir

  • Saga  On 14 de outubro de 2014 at 20:58

    Eu acho que não foi assim. Embora eles usem exemplos de textos que não tem nada a ver, a conta dele envolvendo 73 e 21 deve ser restrita ao termo “espírito santo”, digo isso porque a pesquisa em cima da ACF traz 93 ocorrências de “Espírito Santo”. e teu site acima traz 160 ocorrências de πνεῦμα, sendo que ali indica ocorrências de outras palavras associadas: πνεύμασι, πνεύμασιν, πνεύματα, πνεύματι, πνευμάτων e πνεύματος.

    Resultando em:
    Strong’s Greek 4151
    (383 Occurrences)
    πνεῦμα — 160
    πνεύμασι — 2 .
    πνεύμασιν — 3.
    πνεύματα — 18.
    πνεύματι — 92 .
    πνευμάτων — 11.
    πνεύματος — 97

    Então no caso desta conta seriam 73 ocorrências usando um artigo e 20 ocorrências sem, resultando em 93 ocorrências no Novo Testamento de “Espírito Santo”.

    Espírito de Deus – 11 versículos
    Espírito do Senhor – 5 versículos

    Encontramos 5 versículos com a(s) palavra(s): “espírito do senhor”
    Versão: Português: João Ferreira de Almeida Corrigida e Revisada, Fiel
    1- Lucas 4:18 “O espírito do senhor é sobre mim”
    2- Atos 5:9 “vos concertastes para tentar o espírito do senhor?”
    3- Atos 8:39 “o espírito do senhor arrebatou a Filipe”
    4- 2 Cor 3:17 “onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade”
    5- 2 Cor 3:18 “em glória na mesma imagem, como pelo espírito do Senhor”

    Encontramos 11 versículos com a(s) palavra(s): “espírito de deus”
    1- Mateus 3:16 “viu o espírito de deus descendo como pomba”
    2- Mateus 12:28 “se eu expulso os demónios pelo espírito de deus”
    3- Rom 8:9 “não estais na carne, mas no espírito, se é que o Espírito de deus habita em vós”
    4- Rom 8:14 “guiados pelo espírito de deus, esses são filhos de Deus”
    5- Rom 15:19 “Pelo poder dos sinais e prodígios, na virtude do espírito de deus”
    6- 1 Cor 2:11 “Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de deus, senão o Espírito de Deus”
    7- 1 Cor 2:14 “não compreende as coisas do espírito de deus”
    8- 1 Cor 3:16 “templo de deus e que o espírito de Deus habita em vós”
    9- 1 Cor 7:40 “também eu cuido que tenho o espírito de deus”
    10- 1 Cor 12:3 “ninguém que fala pelo espírito de deus diz: Jesus é anátema”
    11- 1 João 4:2 “Nisto conhecereis o espírito de deus”

    Encontramos 93 versículos com a(s) palavra(s): “espírito santo”
    -Mateus 1:18, Mateus 1:20, Mateus 3:11, Mateus 12:32 e Mateus 28:19
    -Marcos 1:8, Marcos 3:29. Marcos 12:36 e Marcos 13:11
    -Lucas 1:15, Lucas 1:35, Lucas 1:41, Lucas 1:67, Lucas 2:25, Lucas 2:26,Lucas 3:16, Lucas 3:22, Lucas 4:1, Lucas 10:21, Lucas 11:13, Lucas 12:10 e 2:12
    -João 1:33, João 7:39. João 14:26 e João 20:22
    -Atos 1:2. Atos 1:5. Atos 1:8. Atos 1:16, Atos 2:4, Atos 2:33, Atos 2:38, Atos 4:8, Atos 4:31, Atos 5:3, Atos 5:32, Atos 6:3, Atos 6:5, Atos 7:51, Atos 7:55, Atos 8:15, Atos 8:17, Atos 8:18, Atos 8:19, Atos 9:17, Atos 9:31. Atos 10:38. Atos 10:44, Atos 10:45. Atos 16:6. Atos 19:2. Atos 19:6. Atos 20:23. Atos 20:28, Atos 21:11 e Atos 28:25
    -Romanos 5:5. Romanos 9:1. Romanos 14:17. Romanos 15:13 e Romanos 15:16
    -1 Coríntios 2:13, 1 Coríntios 6:19, 1 Coríntios 12:3, 2 Coríntios 6:6 e 2 Coríntios 13:14
    -Efésios 1:13 e Efésios 4:30
    -1 Tessalonicenses 1:5. 1 Tessalonicenses 1:6 e 1 Tessalonicenses 4:8,
    -2 Timóteo 1:14 e Tito 3:5
    -Hebreus 2:4, Hebreus 3:7, Hebreus 6:4, Hebreus 9:8 e Hebreus 10:15
    -1 Pedro 1:12 e 2 Pedro 1:21
    -1 João 5:7 e Judas 1:20

    Alguns desses textos usam artigo PESSOAL?

    Curtir

  • Gabi  On 15 de outubro de 2014 at 0:27

    Acho que os irmãos devem fazer alguns vídeos que esclarecessem e falassem a verdade sobre alguns assuntos ‘polêmicos(por exemplo refutando as meias verdade de apòstatas). Acho que a Web é um campo a ser trabalhado, tanto que ja temos um site pra issso o Jw.org mas como o jw è voltada sò para pregação, deveriamos ter um canal no youtube pra isso… Vìdeos mais elaborados. Confiando sempre em Lucas 21:15 Porque eu vos darei uma boca e sabedoria, à qual todos os vossos opositores juntos não poderão resistir, nem [a] disputar.”

    Curtir

  • Queruvim  On 15 de outubro de 2014 at 1:58

    Mateus 1:18 ἐκ πνεύματος ἁγίου “de espírito santo”
    Mateus 1:20 ἐκ Πνεύματός ἐστιν Ἁγίου “de espírito santo é”
    Mateus 3:11 βαπτίσει ἐν Πνεύματι Ἁγίῳ,”Batizará em espírito santo”
    Mateus 12:32 κατὰ τοῦ Πνεύματος τοῦ Ἁγίου, “contra o espírito santo” (tou é um artigo neutro)
    Mateus 28:19 καὶ τοῦ Ἁγίου Πνεύματος “e do espírito santo” (artigo neutro: tõu)
    -Marcos 1:8, CONTINUAREI DEPOIS esta tradução palavra por palavra NAS PRÓXIMAS HORAS…

    Marcos 3:29. Marcos 12:36 e Marcos 13:11
    -Lucas 1:15, Lucas 1:35, Lucas 1:41, Lucas 1:67, Lucas 2:25, Lucas 2:26,Lucas 3:16, Lucas 3:22, Lucas 4:1, Lucas 10:21, Lucas 11:13, Lucas 12:10 e 2:12
    -João 1:33, João 7:39. João 14:26 e João 20:22
    -Atos 1:2. Atos 1:5. Atos 1:8. Atos 1:16, Atos 2:4, Atos 2:33, Atos 2:38, Atos 4:8, Atos 4:31, Atos 5:3, Atos 5:32, Atos 6:3, Atos 6:5, Atos 7:51, Atos 7:55, Atos 8:15, Atos 8:17, Atos 8:18, Atos 8:19, Atos 9:17, Atos 9:31. Atos 10:38. Atos 10:44, Atos 10:45. Atos 16:6. Atos 19:2. Atos 19:6. Atos 20:23. Atos 20:28, Atos 21:11 e Atos 28:25
    -Romanos 5:5. Romanos 9:1. Romanos 14:17. Romanos 15:13 e Romanos 15:16
    -1 Coríntios 2:13, 1 Coríntios 6:19, 1 Coríntios 12:3, 2 Coríntios 6:6 e 2 Coríntios 13:14
    -Efésios 1:13 e Efésios 4:30
    -1 Tessalonicenses 1:5. 1 Tessalonicenses 1:6 e 1 Tessalonicenses 4:8,
    -2 Timóteo 1:14 e Tito 3:5
    -Hebreus 2:4, Hebreus 3:7, Hebreus 6:4, Hebreus 9:8 e Hebreus 10:15
    -1 Pedro 1:12 e 2 Pedro 1:21
    -1 João 5:7 e Judas 1:20

    Curtir

  • ces  On 15 de outubro de 2014 at 9:34

    Alerta para vcs.: “Por exemplo, quem falar uma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado;+ mas quem falar contra o espírito santo,* não lhe será perdoado, não, nem neste sistema de coisas,* nem no que há de vir.+” TNM – Mateus 12.32. Para um bom entendedor uma palavra basta!

    Curtir

  • Saga  On 15 de outubro de 2014 at 15:41

    Como já foi dito, não parece interessante pois cada vídeo que se faz a favor das JWs, surgem 10 denegrindo, além de que facilmente uma busca de uma pessoa sincera, estudante ou irmão quanto a algo das JWs começa a ter vários videos apóstatas de relateds. Um dia desses meu pai tava vendo videos de construções de salões do reino e eis que surge um vídeo apostata dublando acusações da fundadora do silent lambs sobre “pedofilia no salão do reino”.

    Para a situação não ser tão negativa teria sido necessário que as JW se engajassem na internet desdeeee oooo ínicioooo, de forma que hoje existisse bem mais matéria positiva do que negativa

    A Google agrega videos sobre TJs, mas não faz a distinção de se é neutro, a favor ou contra.

    Mas eu acho possível fazer videos edificantes a favor de Deus e de Cristo, mas desde que se evite títulos e termos que remetam diretamente as JW, assim os relateds simplesmente indicarão outros videos de teor religioso, bíblico ou evangélico e não simplesmente propaganda de apóstatas ou opositores.

    Vejam esses títulos:
    – Seres vivos: Evoluíram ou foram Criados?
    – Gênesis: Cópia de mitos sumérios?
    – O Antigo Testamento é historicamente viável ?
    – O Messias: Quem era ele?
    – Evidências extra-bíblicas da existência de Jesus Cristo
    – A Vida de Cristo: É mero plágio de deuses pagãos?
    – A historicidade dos Evangelhos
    – O Dogma da Santíssima Trindade: Teologia ou Palavra de Deus?
    – O Inferno: Saiba a verdade
    – Culto aos Santos: Adoração ou Veneração?
    – Apócrifos: Falta alguma coisa em sua Bíblia?
    – A Lei ou a Graça? O que salva é a fé ou as obras?

    O canal não se identifica como TJ, seu autor não se descreve como TJ e os títulos dos videos usem termos religiosamente neutros, que não citem nominalmente “Jeová”, “Torre de Vigia”, “Corpo Governante”, “Salão do Reino”, “Organização de Jeová”, “Russel”, “Tradução do Novo Mundo”, “A Palavra era um deus”, “Estaca de Tortura”, “Benignidade Imerecida” e seja lá mais quais forem termos que serão relacionados especificamente as JWs.

    Para despistar é útil usar ou se valer da linguagem da Almeida (e termos teológicos: Pnematologia, angeologia, demonologia, escatologia, cristologia, dispendicionalismo, coisa que nossas publicações não usam) . Quanto a citações a TNM, o nome de Deus, a esperança terrestre e aos últimos dias? Podem estar dentro do conteúdo do próprio vídeo. . .

    Assim se podem fazer videos a favor de Jeová Deus, de seu Filho, de Sua Palavra, combatendo ensinos falsos de religiosos e ateus sem em indiretamente promover conteúdo de apostatas no processo.

    Curtir

  • Queruvim  On 15 de outubro de 2014 at 18:07

    Apesar de tudo isso que o Saga mencionou acertadamente, o YOUTUBE está cada dia mais contaminado com a mentalidade dos demônios. Anjos que se rebelaram contra Deus e que agora estão restritos nas vizinhanças da terra, corrompendo a todos os que podem com os seus “ismos”. Por este motivo a Organização sempre nos lembra da exortação “separai-vos e cessai de tocar em coisa impura”.

    “‘Saí do meio deles e separai-vos’, diz Jeová, ‘e cessai de tocar em coisa impura.’” — 2 CORÍNTIOS 6:17

    . ARTIGO RELACIONADO

    Curtir

  • Queruvim  On 15 de outubro de 2014 at 18:15

    Falar “contra o espírito santo” é rejeitar de modo teimoso e impenitente os conselhos e orientações providos por meio deste espírito. Te envio este texto inspirado pelo espírito:

    ““Até quando continuareis vós, inexperientes, a amar a falta de experiência, e [até quando] tendes de desejar vós, zombadores, a flagrante zombaria, e [até quando] continuareis vós, estúpidos, a odiar o conhecimento? 23 Retornai em vista da minha repreensão.+ Então vou fazer meu espírito borbulhar+ para vós; vou dar-vos a conhecer as minhas palavras”.

    Os estúpidos não verão o espírito borbulhar para eles. Para um mal entendedor e estúpido, mil palavras não bastam!É certo que não queremos estar entre estes, referidos de modo tão negativo no capítulo 1 de Provérbios.

    O estúpido reage da seguinte maneira… “Salomão deve ter errado neste texto ao dizer que o espírito santo borbulha”…”Salomão era um herege e Testemunha de Jeová”…”Ele cria que o espírito borbulha!”

    Curtir

  • Nick  On 15 de outubro de 2014 at 18:44

    Então existe alguma possibilidade de vocês fazerem videos defendendo a verdade? mesmo que seje com titulos indiretos as Testemunhas de Jeová

    Curtir

  • Victor DB  On 15 de outubro de 2014 at 19:25

    De fato, exatamente como disse o Gregorio Garcia no vídeo aos presentes. Mas, comparar o espirito santo a espiritos demoniacos para provar um “raciocínio” que exige verdadeiro escrutínio e honestidade intelectual é que acho grave. Lembra-se do que os farizeus disseram a Cristo? Eles diziam que Jesus ‘espulsa-va demônios por meio do governante dos demônios’, para provar aos presentes que Jesus não era o Messias enviado de Jeová. Pense nisso.

    Curtir

  • Saga  On 16 de outubro de 2014 at 1:57

    O texto é chamado de TRADICIONAL porque foi o texto usado como base das traduções tradicionais dos países protestantes por séculos, incluindo a nossa João Ferreira de Almeida. Por muito tempo não houve inovação neste respeito, as traduções protestantes se mantinham num fixismo quase que absoluto, com a Comma Joanina e a Perícope da Adúltera lá sendo universalmente aceita como palavra de Deus. Isso tudo de fato faz parte da chamada TRADIÇÃO eclesiástica, como faz parte da tradição das igrejas da Cristandade: o Natal, a Cruz, a crença no Inferno e a omissão ou ocultamento do nome de Jeová.

    Passou uma época que os textos da Bíblia em posse da Cristandade passaram a ser padronizados assim conforme foi passando o tempo eles eram cada vez mais uniformes por determinação das autoridades eclesiásticas. Bispos, papas e reis lançavam “bíblias oficiais”. Essa unidade maior na escrita das novas cópias se deve a maior controle sobre os textos, e eliminação dos discordantes.

    A Sociedade Trinitariana diz que esses textos existem em maior quantidade e são mais concordantes, óbvio, pois são mais tardios; (os manuscritos mais antigos existem em menor quantidade, muitas vezes são pequenos fragmentos, também estão meio danificados ou com partes ilegíveis, o tempo faz com eles se desgastem mais além de que a igreja não os preservou ou até mesmo tentou destrui-los….e…..se demonstram mais variações, é que existia menos controle estatal e eclesiástico sobre seus conteúdos visando uma padronização)

    A Sociedade Bíblica TRINITARIANA se preocupa muito com a Trindade, e não pode abrir mão da Comma Trinitária em 1 João 5:7, 8, assim como a leitura de várias outras leituras do Texto Receptus que consideram vantajosas a essa doutrina tradicional.

    Leituras de manuscritos, pergaminhos, rolos e códices bíblicos de antes dos Concílios que definiram os principais dogmas da Cristandade valem ouro, pois é o estudo deles que nos permite mapear onde interesses doutrinários influenciaram nos manuscritos mais recentes, da Vulgata Católica e do Receptus Protestante. O trabalho de Erasmo no Textus Receptus foi prejudicado pelo deficiência que existia na época dele na questão das datações e pelo acesso restrito a manuscritos, então ele usou o que tinha a mão, mesmo que o que tivesse a mão pecasse em antiguidade e variedade.

    Curtir

  • Queruvim  On 16 de outubro de 2014 at 2:48

    Encontrei alguns muito bons aqui> http://www.jw.org/pt/publicacoes/videos/

    rsrsrssrsr

    Curtir

  • Alexei  On 16 de outubro de 2014 at 7:39

    Puxa vida Jeosadá. Fico ainda mais feliz em encontrá-lo aqui!!! Trabalho numa Usina de cana de açúcar e fico o dia ocupado sem poder me envolver mais em assuntos espirituais. Estou estudando Letras para lecionar e então ter mais tempo para dar apoio à obra por aqui. A congregação está crescendo mas precisa de mais apoio para dissipar as mentiras que a Babilônia tem espalhado por aqui.

    Curtir

  • PG Almeida  On 16 de outubro de 2014 at 11:09

    Queruvim, este capítulo de Provérbios é um dos que mais gosto de ler e raciocinar, uma das referencias dele é Lucas 9:40-46, bem interessante: 40 Mas ele disse, em resposta: “Eu vos digo: Se estes permanecessem calados, as pedras+ clamariam.”
    41 E quando chegou perto, contemplou a cidade e chorou sobre ela,+ 42 dizendo: “Se tu, sim tu, tivesses discernido+ neste dia as coisas que têm que ver com a paz — mas agora foram escondidas de teus olhos.+ 43 Porque virão sobre ti os dias em que os teus inimigos construirão em volta de ti uma fortificação+ de estacas pontiagudas+ e te cercarão,+ e te afligirão+ de todos os lados, 44 e despedaçarão contra o chão a ti e a teus filhos+ dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra,+ porque não discerniste o tempo de seres inspecionada.”+
    45 E entrou no templo e principiou a lançar fora os que vendiam,+ 46 dizendo-lhes: “Está escrito: ‘E a minha casa será casa de oração’,+ mas vós fizestes dela covil de salteadores.”+

    Curtir

  • kl  On 16 de outubro de 2014 at 17:44

    Só para esclarecer a Comma Joanina que tu falas é a passagem de primeira carta de João 5:7,8?Certo?

    Curtir

  • Pacheco  On 17 de outubro de 2014 at 13:00

    Conforme já comentado o vídeo é muito esclarecedor. No entanto eu ainda fiquei curioso com a argumentação dos Batistas com respeito Marcos 5: 9. Como podemos refutar esse argumento? O irmão Gregorio não explicou muito bem esse assunto.

    Curtir

  • Queruvim  On 17 de outubro de 2014 at 23:01

    Simples, PNEUMA que as publicações das TJ dizem que “não falam, não possuem personalidade” se refere a PNEUMA em casos específicos. Não de modo geral. A publicação não estava falando sobre os anjos decaídos, que como sabemos são eles mesmos pessoas espirituais. Pegue os melhores léxicos onde se define a palava PNEUMA. De fato isto é prontamente reconhecido no The Anchor Bible, Genesis, A New Translation with Introduction and Commentary produzido por F.A.Speiser que observa sobre RUACH aqui em Genesis 1:2 :

    “um fantástico vento. Heb[raico] ruahh significa primeiramente “vento, briza,” e de modo secundário “fôlego,” e por fim “espirito.”- veja H.M.Orlinsky, JQR 47(1957), 174-82.

    Eu escrevi extensamente sobre este assunto aqui.

    Se sua indagação estiver relacionada com a discussão (em 17:00 mínuto do vídeo), onde se diz que “várias pessoas (anjos demoníacos) entraram em uma pessoa” portanto, segundo tal raciocínio, o espírito santo de maneira similar “poderia entrar em diversas pessoas e enchê-las”…tenhamos em mente que o argumento apresentado pelas Testemunhas de Jeová não se alicerça somente na premissa de que “o espírito santo não é alguém visto que enche pessoas(Atos 2)”. As TJ não se limitam a apenas este entendimento. É todo um contexto geral das Escrituras e avaliações de todos eles JUNTOS além de um estudo gramatical que pesam claramente em desacordo com a interpretação trinitariana. Se eu disser que o espírito santo enche pessoas assim como os demônios habitaram em um homem e o possuíram. Como ficariam os diversos textos que indicam que o espírito santo “borbulha” Provérbios 1:23 que este foi retirado de Moisés e distribuído sobre 70 homens ? (Números 11:17 ) Será que eu diria que “alguém (i.e a Pessoa do Espírito Santo) foi retirado de Moisés, e distribuído para 70 homens e não estava mais em Moisés? Ou foi retirado APENAS UM POUCO desta suposta “pessoa” ficando parte em Moisés e parte distribuída entre 70 homens? Este texto é um desafio intransponível para os fantasiosos trinitários. Ademais, borbulhar este espírito(Prov. 1:23) “Derramar” a este (Atos 2) não são expressões empregadas com referência a pessoas, mas a coisas impessoais.

    Lembre-se também como este é associado com coisas impessoais(Isaías 11:1) nenhum dos espíritos ali tampouco são “pessoas”:

    11 E do toco* de Jessé+ terá de sair um renovo;+ e das suas raízes frutificará*+ um rebentão.*+ 2 E sobre ele terá de pousar o espírito* de Jeová,+ o espírito de sabedoria+ e de compreensão,+ o espírito de conselho e de potência,+ o espírito de conhecimento+ e do temor de Jeová;+

    Além disso, Satanás não “enche” pessoas. A Bíblia diz que ele “entrou em Judas” Iscariotes, não que ele “encheu” Judas.

    Mas cá entre nós, visto que a Bíblia associa os frutos deste espírito santo com qualidades desejáveis, tais como o amor, alegria, paz, paciência, fé …e autocontrole ou autodomínio, vemos de uma forma ampla, confrontando todos os ângulos de avaliação, que os defensores da doutrina da trindade não somente não possuem estes frutos evidentes a quem tem verdadeiramente o espírito, como perseguem os que demonstram ter este espírito. Quer prova maior do que isso? Veja esta igreja chamada Batista… enviou milhares de jovens recentemente na guerra do Iraque em 1990. Jesus disse em Mateus 26:52 algo que condena estes mentirosos. Ao avaliar os números que estes trinitários usaram para defender a “pessoa” do espírito santo, verá que mentiram de modo desavergonhado. Foi uma mentira descarada, visto que pesquisaram na ânsia de refutar tudo o que uma TJ diz! Não foi um estudo sério e responsável. Citaram o uso do artigo de maneira equivocada focando textos que sequer se referem ESPECIFICAMENTE AO ESPÍRITO SANTO. Malandragem de gente sem compromisso com exatidão!

    Curtir

  • Saga  On 20 de outubro de 2014 at 2:47

    Patcharro, o uso que se faz de Isaías 10:21 é até algo fora do alvo, pois nossas publicações NÃO ARGUMENTAM QUE: Jesus é chamado de o Deus Poderoso enquanto que Jeová é chamado de Deus Todo Poderoso, pois Jesus é poderoso mas Jeová é mais do que isso é todo poderoso

    O que é dito e que de fato é verdade, é que na Bíblia toda, o termo “Todo Poderoso” é utilizado APENAS E EXCLUSIVAMENTE para Jeová, nunca para seu Filho ou qualquer outro, então o sentido da argumentação torrevigiana não envolve que o Pai não seja chamado de El (Deus), de Gibbohr (Forte/Poderoso) ou de El + Gibbohr (Deus Poderoso) e sim que Cristo não é chamado de Pantokrator ou Shaday (Todo Poderoso). O Pai pode ser chamado de “El Gibbóhr” a vontade sem que isso afeta sua Soberania, mas o fato é que no mesmo contexto em que os textos bíblicos chamam o Pai de Jeová Deus Todo Poderoso, o seu Filho Cristo Jesus é mencionado, o que distingue a pessoa do Todo Poderoso e a pessoa de Jesus, o Todo Poderoso é apenas um, e este por sinal não é Jesus.

    No Apocalipse, o Todo Poderoso Jeová Que É-Que Era-Que Vem e Jesus Testemunha Fiel já são distinguidos como seres diferentes nos capítulos 1, 4 e 5. No capitulo 1, os versos 1:4,5,8 já fazem uma separação, aí temos o capitulo 4 onde se fala que o Todo Poderoso Jeová está sentado no trono (4:8), enquanto que no 5 vemos que o Cordeiro Jesus se aproxima do Todo Poderoso Jeová para pegar o livro. E no final do livro se diz claramente
    – APOCALIPSE 21:22 E não vi templo nela, pois Jeová Deus, o Todo-poderoso, é o seu templo, também o Cordeiro o é –

    Leiam e releiam o texto acima e vejam como é claro:
    Jesus NÂO É o “Deus Todo Poderoso” da mesma forma que Jeová NÃO É o “Cordeiro de Deus”, qualquer criança semialfabetizada consegue entender isso com facilidade sem mistério algum.

    Mas porque João 1:1,18 a TNM usa d minusculo enquanto que Isaías 9:6 usa D maiúsculo? Simplesmente porque a profecia de Isaías envolve títulos proféticos que caberiam ao Messias e na língua portuguesa tais títulos devem se escrever inicial em letra maiúscula, simplesmente isso, igual “Paulo” usa P maiúsculo e não” paulo”, não tem qualquer relevância doutrinal aí, é só uma questão envolvendo a norma culta do nosso idioma. Agora por que os escritores bíblicos usam “Todo Poderoso” para a pessoa do Pai mas não para as pessoas de Cristo e do Espírito Santo, é um mistério que o trinitário vai se negar a te responder, eles adoram pedir que respondamos as coisas mas odeiam dar explicações, até porque dificilmente tem alguma, eles gostam de perguntar e não de responder e de confundir e não de explicar.

    OBS: É curioso notar um detalhe, sobre o Messias receber um nome como “Deus Poderoso” (Elgibbohr), Eliabe recebeu o nome de “Deus Pai”, Abias recebeu o nome de “Pai Jeová”, “Elias de “Deus Jeová” e Joel de “Jeová Deus”!!! Sim podem estudar esses termos: Eli + Ab, Abi + Yah, El + Yah e Yeho + El, esses termos dos nomes citados envolvem palavras hebraicas para Pai, Deus, Jeová ou Jah…ou seja, o fato do nome de algum judeu ENVOLVER a palavra “Deus” ou algo equivalente não é determinante em dizer que o judeu em questão de fato SEJA o próprio Deus. Então assim como entendem Elias como significando “[Meu] Deus é Jeová” ou Eliabe como “Deus [é] Pai” o nome do menino descrito em Isaías 96: poderia ser entendido como significando “Deus [é] Poderoso”, disso resulta que de qualquer angulo que se olhe Isaías 9:6 não é determinante para a questão da viabilidade da Trindade como um ensino bíblico.

    Curtir

  • kl  On 20 de outubro de 2014 at 14:45

    Sei que não diz respeito ao assunto , mas eu notei um particularidade em Gêneses. Quando os irmãos de José vão ao Egito e José os reconhece acusa-os de serem espiões. Notei algo especial na resposta deles a José eles dizem:“Teus servos são doze irmãos. Somos os filhos de apenas um só homem na terra de Canaã; e eis que o mais moço está hoje com o nosso pai; quanto ao outro, JÁ NÃO EXISTE(Gêneses42:13).”[me corrijam se eu estiver equivocado] Acredito que essa declaração em destaque seja significativa para revelar o conceito que eles tinham sobre a morte [como sendo a condição de não existência ] em contraste com a cultura egípcia e sua religião que davam ênfase a vida pós-morte.Isso por extensão revelaria muito sobre sua família e educação!

    Curtir

  • Patcharro Espanhol  On 21 de outubro de 2014 at 3:18

    Saga, vejo que você realmente gosta de se aprofundar em assuntos “sólidos” (Heb 5:14). Espero que continue sempre na mesma “rotina”(Fil.3:16.)
    Realmente, nós como Testemunhas de Jeová somos eternos aprendizes e devemos sim estudar a Bíblia a fundo.

    Como disse anteriormente, ALGUMAS pessoas tendem a fazer certos raciocínios referente a trindade e juntam o Texto de Isaías 9:6 com Isaías 10:21 na tentativa de dizer que visto que Jesus é chamado de Deus Poderoso na TNM ou Deus Forte (como a Almeida faz) e o Deus dos Hebreus, Jeová, também ser chamado de Deus Poderoso ou Deus Forte, eles alegam que se trata da mesma pessoa.

    Veja que isso realmente acontece, a Sentinela 15/1 1992 p. 22 diz : ” Isaías referiu-se profeticamente a Jesus, o Messias, como “Deus Poderoso”. (Isaías 9:6) Em Isaías 10:21, o mesmo profeta falou de Jeová como “Deus Poderoso”. HÁ QUEM USE esta similaridade de fraseologia para provar que Jesus é Deus.”

    Os trinitaristas estabelecem uma regra: Se uma expressão faz referência ao Filho, Jesus, e a mesma expressão também faz referência ao Pai, Jeová, então, ambas se referem a mesma pessoa, dando-se a entender que O Pai e o Filho são um só.

    Veja nesse link um estudo de um curso de teologia que faz justamente isso com os textos de Isaías.
    http://minhateca.com.br/Joao.Muniz/Teologia/50+Livros+Teolc3b3gicos/Pretensiosas+Testemunhas+de+Jeovc3a1*2c+As/07+A+Divindade+ou+Deidade+de+Jesus,94354413.doc

    Mas sabemos que essa regra deles é furada!

    A revista A Sentinela que citei acima, conclui: “Mas precisamos usar de cautela no que diz respeito a deduzir desses versículos o que estes não dizem. A expressão hebraica traduzida “Deus Poderoso” não se limita a Jeová, como acontece no caso da expressão “Deus Todo-poderoso”. (Gênesis 17:1) É reconhecido que existe uma diferença entre ser poderoso e ser todo-poderoso, isto é, não ter superior.”
    O Mesmo argumento que você usou e que em geral também eu, e, acredito que a maioria dos irmãos usam.

    Se fossemos seguir esse raciocínio dos trinitaristas, então Jesus e Nabucodonosor são um só, pois ambos são chamados de “Rei dos Reis” – Daniel 2:37(ave-maria), Revelação 17:14. Claro que um trinitarista não chegaria a essa conclusão, mas a mesma regra deles foi aplicada.

    Outro exemplo: Quem é o “Senhor dos senhores”?
    Deuteronômio 10:17 diz que é Jeová, assim faz o Salmo 136:3. Mas em Revelação 17:14 e 19:16 diz que é Jesus. Muitos poderiam então dizer que já que Jeová e Jesus são chamados de “Senhor dos senhores” ambos na realidade são a mesma pessoa, um só.

    Mas se fizessem isso não estariam levando em conta o sentido e a forma que Jesus é chamado de “Senhor dos senhores”.
    Atos 2:36 diz: ” Portanto, que toda a casa de Israel saiba com certeza que DEUS O FEZ tanto SENHOR como Cristo, a este Jesus, a quem pregastes numa estaca.”.
    Jeová o fez senhor, lhe deu esta autoridade.
    Isso está em harmonia com Efésios 1:20,21 que diz :”.. no caso do Cristo, quando o [i.e Deus] levantou dentre os mortos e o assentou à sua direita nos lugares celestiais, MUITO ACIMA DE TODO GOVERNO, E AUTORIDADE, E PODER, E SENHORIO, E TODO NOME DADO, não só neste sistema de coisas, mas também no que há de vir.”
    Jeová colocou Jesus em uma posição muito acima do que qualquer governante ou senhor deste mundo.

    1 Timóteo 6:15 também menciona que Jesus é “senhor dos que dominam”. Em relação aos governantes da Terra, e pela posição elevada de Jesus ele é chamado de “Senhor dos senhores” nesse sentido.
    Isso está em harmonia com Mateus 28:18 sobre o fato de ele ter recebido “toda autoridade (e não poder como algumas traduções dizem) no céu e na terra”.

    Revelação 17:14 e depois em 19:16 relaciona Jesus como “Senhor dos senhores” em relação aos “reis” ou “nações” da terra.
    Filipenses 2:9-11 menciona que “Deus enalteceu Jesus a uma posição superior e que toda língua reconheça que Jesus Cristo é Senhor, PARA A GLÓRIA DE DEUS, o Pai.” Aqui novamente, Jesus foi enaltecido e é de fato Senhor, mas não para sua Glória e sim para a Glória do Pai, Jeová.

    Então Jesus é “Senhor dos senhores” em relação aos governantes humanos. Ele é o Rei do Reino de Deus.
    Só que o “Senhor dos senhores” absoluto é Jeová. Como sabemos disso?

    Para finalizar o argumento, é só voltar em Deuteronômio 10:17. Jeová é descrito como além de “Senhor dos senhores” o “Deus dos deuses” e essa expressão também em toda a Bíblia só se aplica a Jeová.

    Os sinceros conseguem ver isso e aceitar a verdade. Por isso que temos que ir atrás desses, né Saga? Um abraço!

    Curtir

  • Patcharro Espanhol  On 21 de outubro de 2014 at 3:27

    Cara Sabrina, eu tenho metade dele. Mas o audio está muito ruim. Imagine, esse debate foi gravado em fita k7 e depois sendo regravadas várias vezes! Eu estou procurando quem tenha para me emprestar também. Assim que conseguir eu te aviso!

    Curtido por 1 pessoa

  • Rogério  On 21 de outubro de 2014 at 12:48

    Olá boa tarde estou fazendo um estudo da bíblia em casa mesmo, não falo bem e escrevo bem como vocês, mais… estou com algumas dúvidas.. e estou admirado com com grau de conhecimentos de todos. e estou tentando usar minha faculdade de raciocínio. de modo simples quero tirar algumas duvidas sobre a questão do nome de DEUS, e sobre DISMO.
    os assuntos e debates apresentados pelas testemunha de jeová faz muito sentindo…embora algumas coisas não me entra na cabeça…preciso de uma ajuda sincera e honesta!!

    Curtir

  • Saga  On 21 de outubro de 2014 at 14:11

    Mas pro mal entendedor não adianta dez miríades de palavras né. Tipo a aplicação que o Ces tentou fazer em seu alerta demonstra que ele não é um bom entendedor, ele queria fazer um uso pró-trindade para o texto.

    Curtir

  • Saga  On 22 de outubro de 2014 at 12:59

    Olá, Rogério.

    Curtir

  • Saga  On 22 de outubro de 2014 at 13:15

    Victor tocou num ponto interessante, o contexto da passagem de Mateus 12:32 fala justamente de comparar o espírito de Deus com os espíritos impuros, e o que nossos crítico estão fazendo? Justamente comparando ambos para dizer que o espírito santo de Jeová é como os espíritos demoníacos.

    Curtir

  • FOXHOUND  On 22 de outubro de 2014 at 19:24

    Peça a sua ajuda. Quais são as coisas que não entram em sua cabeça?

    Curtir

  • Rogério  On 23 de outubro de 2014 at 9:51

    Olá eu não sei usar muito esse blog.. tem algum e-mail que possamos conversas,você é testemunha de jeová?. só respodi agora por que hoje pela manhã que vi.. sua resposta. meu e-mail é rogerio_godoi18@hotmail.com
    obrigado pela atenção de todos!!

    Curtir

  • Daniel  On 23 de outubro de 2014 at 15:54

    Pacheco, sua dúvida foi a mesma minha….se Satanás é espírito e “enche” pessoas, porque não o espírito santo de Deus não poderia encher também e ser uma pessoa?

    Primeiro lugar como Queruvim já respondeu, existem outras formas de saber que o espírito santo não é pessoa, e isso sabemos muito bem.

    Mas veja a resposta que eu obtive…

    “O irmão Ringo não entrou nessa dos batistas por esse ser um argumento falacioso. Na verdade, Satanás não “enche” pessoas. A Bíblia diz que ele “entrou em Judas” Iscariotes, não que ele “encheu” Judas. Afinal, sendo pessoa espiritual, o Diabo tem um corpo espiritual definido (1Co 15:44b), e não pode ser partilhado, como é o caso do espírito santo. (Núm 11:17, 25) Além do mais, o caso de um espírito pessoa entrar em alguém é possessão demoníaca.”

    Curtir

  • Daniel  On 23 de outubro de 2014 at 15:56

    Para o Rogério, qual é sua dúvida sobre o nome de Jeová? Quer saber se é Jeová mesmo, ou outra coisa?

    E não entendi o que você quis dizer com DISMO….o que é isso? kk

    Curtir

  • Saga  On 23 de outubro de 2014 at 22:40

    Qual questão que existe em cima do nome de Deus? Nem existe mais polêmica sobre isso, é um assunto superado, que dúvida pode existir? Esse tal de “DISMO” é engraçado mesmo ein….

    Sobre o blog, é só fazer as perguntas quanto as suas dúvidas

    Curtir

  • GIBE TJ  On 24 de outubro de 2014 at 11:12

    Eu acho que ele quis dizer “DÍZIMO”, pois ele mesmo admite não escrever tão bem como nós. Se não for isso pode me retificar.

    Curtir

  • Rogério  On 24 de outubro de 2014 at 14:30

    Daniel o Dismo que me refiro é decima parte constatado no texto de Malaquias, o nome de DEUS é jeová mesmo?
    por que tiram das outras bíblias então, estou me interessado muito pela religião de vocês,embora tenho algumas duvidas!! obrigado.

    Curtir

  • Saga  On 26 de outubro de 2014 at 0:28

    O dízimo eram as décima partes dos produtos que os israelitas traziam a Jerusalém para manter o Templo de Jeová bem provido de alimentação, assim aqueles que trabalhavam no serviço do Templo tiravam proveito dessas décimas partes. Qual a dúvida sobre isso?

    Deus é Jeová e Jeová é Deus. Quem conhecer algum outro nome para o Criador, por favor nos avise. As igrejas historicamente tiram das Bíblias por motivos de antissemitismo contra elementos judaicos da fé e obviamente para favorecer a teologia da Trindade por meio da confusão entre o Senhor Deus e o Senhor Jesus; a substituição de Jeová por “Senhor” (palavra que não é um nome pessoal) resulta que o nome de pessoa que o Deus da Cristandade tem acaba sendo: Jesus! O que é muito interessante para os trinitários, assim eles adoram uma anônima Deidade abstrata definida em termos de essência, natureza e substância, e que enquanto uma verdadeira pessoa apenas pode ser conhecida como Jesus, que seria o nome da Divindade que se tornou pessoa humana.

    Sem o uso do nome de Jeová, termina que…….Deus fica com muitos títulos (Criador, Senhor, Salvador, Pastor, Deus, Rei, Pai, Eu Sou, Ancião de Dias, Espírito, Santo, Todo Poderoso, Alfa, Omega) mas pessoalmente ficaria com apenas um NOME: J-E-S-U-S . E é isso que eles querem, podem notar que entre os maiores inimigos do nome de Jeová, estão justamente os trinitários mais fanáticos, ou os unicistas, que dá na mesma.

    Curtir

  • Gledsondz7  On 26 de outubro de 2014 at 22:41

    Perfeito as explicações dos irmãos sobre o tema, a questão toda é que da pena no final das contas de ver quanta cegueiras ESPIRITUAL, claro que muitos colocam a própria venda nos olhos, porem sabemos que existem muitos sinceros dentro de Babilônia e é nestes que temos de focar. Que todos aqui me perdoem o que vou escrever agora, pois é minha primeira postagem aqui nesta página, mas acredito ser tão obvio estas verdades que até o CHAVES e o KIKO entenderiam e o DEBI E LOIDE PREGARIAM DO JEITO CERTO DEPOIS DAS EXPLICAÇÕES DESTES IRMÃOS DO VÍDEO! Tudo se resume na sinceridade de cada um, Jeová por fim conhece os seus e os atrai.

    Curtir

  • Patcharro Espanhol  On 26 de outubro de 2014 at 23:08

    KKKK.Essa foi boa!

    Curtir

  • PG Almeida  On 27 de outubro de 2014 at 8:41

    Gledsondz7. Seja bem vindo, os assuntos comentado e discutidos aqui são muito bem mediados, o responsável filtra muito bem assuntos de apostasia.
    Quanto ao que você colocou sobre esses personagens do entretenimento, é simples. Babilônia é 100% cega.
    João Batista disse isso aos lideres religiosos daqueles dias:
    Quando viu os muitos fariseus e saduceus+ que vinham ao batismo, disse-lhes: “Descendência de víboras,+ quem vos insinuou fugir do vindouro furor?+ 8 Produzi, pois, fruto próprio do arrependimento;+ 9 e não presumais dizer a vós mesmos: ‘Temos por pai a Abraão.’+ Pois eu vos digo que Deus é capaz de suscitar destas pedras filhos a Abraão.+ 10 O machado+ já está posto à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produzir fruto excelente, há de ser cortada+ e lançada no fogo.+ 11 Eu, da minha parte, batizo-vos com água,+ por causa do vosso arrependimento;+ mas o que vem+ depois de mim é mais forte do que eu, não sendo eu nem apto para tirar-lhe as sandálias.+ Este vos batizará com espírito santo*+ e com fogo.+ 12 Tem na mão a sua pá de joeirar, e limpará completamente a sua eira, ajuntando seu trigo no celeiro,+ mas a palha ele queimará+ em fogo inextinguível.” Mat 2: 3-7
    E isso se cumpriu no ministério de Jesus.
    Se aqueles estudiosos da lei mosaica não compreenderam quem era o messias, imagine hoje quase 2 mil depois da morte de Jesus Cristo.
    Por isso é que somos o único povo que tem como marca registrada, digo o Espírito Santo de Jeová para cumprir Lucas cap 10: 1-3.
    Muitas ramificações de babilônia a grande já tentaram, mas é fútil tentarem cumprir esse texto profético.
    Desde quando aprendi a Verdade lá no inicio dos anos de 1990 ouço, que membros da cristandade (influenciado pelos seus pastores) deveriam se reunir nas suas igrejas pra montarem estrategias para se defenderem quando vamos as sua portas e tirarem nós do caminho da verdade.

    Curtir

  • Alexei  On 27 de outubro de 2014 at 9:28

    A cegueira dependerá em muito da condição do coração da pessoa. Lembro-me de certa pessoa que visitava o blog fingindo-se ser uma menina quando na realidade era um lobo selvagem envenenado pelo próprio ódio. Deve, com certeza ter sido expulso da congregação por modo impróprio de comportamento.
    Já vi no Google+ alguém que usa o mesmo modus operandi fingindo-se ser uma jovem bonita que se diz estudante da Bíblia que na realidade deve ser outro senhor de coração repleto de ódio.
    Devemos ter bastante cuidado com o uso internet como bem já fomos avisados.

    Curtir

  • ROGÉRIO  On 27 de outubro de 2014 at 10:35

    Obrigado por me responder, por que a religião de vocês não combrão o DIZIMO.. a respeito do nome de jeová ainda..eles tiraram por achar que DEUS e jesus são as mesmas pessoa é isso?
    muito confuso…mais obrigado pelas explicações. confesso que estou admirando a forma que vocês colocam as doutrinas de vocês e estou gostando e fazendo algumas pesquisas sobre a a trindade… pela internet mesmo e vejo que tem muito sentindo com a religião de vocês!!

    obrigado a todos e desculpe pela minhas perguntas simples, mais eu quero ouvir a os dois lados!!

    Curtir

  • Saga  On 27 de outubro de 2014 at 23:00

    Rogério

    • O SENHOR: Deus ou Jesus ? –
      As igrejas tem um Deus, a quem chamam de O Senhor, nisso elas dizem que o Senhor isso, o Senhor aquilo, o Senhor esteja convosco, tenha fé no Senhor, os servos do Senhor, em nome do Senhor, a assembleia do Senhor, a igreja do Senhor, a palavra do Senhor, o espírito do Senhor, o Senhor te abençoe, o Senhor é o meu pastor, o Senhor é paz, a mãe do Senhor, os eleitos do Senhor, o marido que o Senhor me escolheu, o Senhor proverá, e quando você pergunta quem é esse Senhor eles dizem que é Jesus….Jesus Cristo é o Senhor!

    O raciocínio é o seguinte:
    1 – O Senhor é o nosso Deus
    2 – Jesus é o nosso Senhor
    3- Então Jesus é o Senhor, nosso Deus!

    E os membros de tais igrejas costumam ser bastante hostis a Jeová, aos adoradores de Jeová e a Tradução que usa mais de 7000 o nome de Jeová nas Escrituras. Inclusive chegam ao ponto de dizer que o nome que deve ser invocado é o nome de Jesus e que devemos ser Testemunhas de Jesus e não de Jeová, a coisa é de um jeito que mesmo quando por acaso vemos alguém usando o nome de Jeová, num hino, numa exclamação, louvor ou etc, acontece que no fundo essa pessoa faz isso achando que ao falar de “Jeová” está se referindo Jesus! É que esse seria como ele era chamado lá no “Antigo Testamento”!!!

    • O DÍZIMO: Devemos pagar a décima parte do nosso dinheiro? –
      Se as milhares de congregações de Testemunhas de Jeová em mais de 236 países não cobram dízimos de seus membros, é porque não acharam na Bíblia nenhum mandamento impondo que os cristãos devam pagar dízimos. Se alguém demonstrar que o ato de dar a décima parte de sua renda ao pastor de uma igreja faz parte dos ensinamentos do Cristianismo por favor nos dê a referência bíblica do capítulo e versículo para que assim possamos inaugurar esse costume na nossa Comunidade Cristã Internacional.

    Curtir

  • PG Almeida  On 28 de outubro de 2014 at 7:25

    ROGÉRIO Nós é agradecemos a sua disposição em visitar essa pagina.
    Leia e medite neste texto – Atos 17:11 – Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, porquanto, receberam a mensagem com vívido interesse, e dedicaram-se ao estudo diário das Escrituras, com o propósito de avaliar se tudo correspondia à verdade).
    Minha sugestão é que você só que tenha o cuidado com o que lê na Internet.
    Quando uma Testemunha de Jeová bater em sua porta peça pra ela o livro “O homem em busca de Deus”.
    Ali tem uma pesquisa minuciosa das principais religiões. Acredito que isso poderá simplificar bastante a sua procura.

    “obrigado a todos e desculpe pela minhas perguntas simples, mais eu quero ouvir a os dois lados!!”
    Não se esqueça que Jesus aos escolher os primeiros discípulos eram “homens indoutos e comuns”.

    Curtir

  • Harison Pitta  On 20 de julho de 2015 at 16:45

    Muito interessante tudo lido até aqui. Agradeço a Jeová por servir ombro a ombro com irmãos tao habilitados. Gostaria que se caso fosse possível, mais materias desses “debates”, áudio, vídeos etc.

    Grato

    Curtir

  • Harison Pitta  On 20 de julho de 2015 at 16:49

    Aeria possível me enviar? Ou algum modo de visualiza-los? No vídeo falabde outros…queria acesso 🙂

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s