Por que as Testemunhas de Jeová não aceitam transfusão de sangue?


Por que as Testemunhas de Jeová não aceitam transfusão de sangue?

Digite o assunto que procura no campo “pesquisar” logo abaixo do lado esquerdo e ali sim, poderá falar sobre ATEÍSMO, AUTENTICIDADE DA  BÍBLIA, EVOLUÇÃO OU CRIAÇÃO , etc.

Esta página deve focar-se somente no tema a respeito das Transfusões de Sangue. Este espaço visa esclarecer a VERDADEIRA POSIÇÃO das Testemunhas de Jeová a respeito deste assunto uma vez que infelizmente há muita gente, até mesmo com educação superior repetindo boatos e críticas totalmente equivocados a este respeito. 

Há antagonistas religiosos que por natureza odeiam as Testemunhas de Jeová, outros são desprovidos de religião, os chamados agnósticos ou até mesmo os ateus, todos estes, em muitos casos não apresentam REALMENTE o que pensam as Testemunhas de Jeová. E fica aquela confusão sem fim. Para evitar isso, faça sua crítica ou pergunta e lembre-se:

Para pesquisa Bíblica ou científica clique aqui

Links adicionais:

A industria do Sangue

O sangue submetido ao teste de HIV é seguro?

 

GELEIA FEITA a partir de algas elimina hemorragia em apenas alguns segundos! VÍDEO>>

 

Bioética e Transfusões de Sangue

 

Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários

  • Saga  On 20 de agosto de 2014 at 13:58

    Queruvim, neste tema tem uma questão, ou duas, são bem relevantes, pois muitos antagonistas das TJ argumentam o seguinte:
    1- A proibição de comer sangue é parte da Lei do Antigo Testamento, e a Lei foi abolida pela Graça, os cristãos sob a graça não estão obrigados a guardar os preceitos dietéticos das leis levíticas, podem comer de tudo.

    2- A decisão do Concilio de Jerusalém foi temporária, a admoestação de abster-se de coisas estranguladas, sangue e alimentos sacrificados a ídolos foi depois revogada, isso é mostrado mais tarde pelas argumentações de Paulo de que o ídolo nada é, pois não Deus senão um só, portanto os irmãos podiam comer tudo que se vende no açougue.

    Outros que podem ser úteis, muitos dizem o seguinte:
    – A lei em questão só se aplicava ao sangue de animais, não sangue humano
    – Esses textos se referem a leis dietéticas ou alimentares, não tem aplicação médica, isso nem existia na antiguidade.
    – A legislação mosaica a respeito do sangue tem apenas aplicação de proteger a saúde dos israelitas naqueles tempos, não tinha caráter moral por trás. Então como hoje em dia, a ciência avançou, os perigos a saúde de comer ou receber sangue foram eliminados, então o motivo de ser da proibição da antiga proibição do consumo de sangue caducou.
    – Cristo doou seu sangue por nós, nos deixando um modelo, então temos de doar nossa vida por nossos irmãos, nada melhor para seguir seu exemplo, do que doar nosso próprio sangue para salvar nosso próximo.
    – O cumprimento legalista de uma suposta Lei de Deus não pode ser posta a frente da vida de um ser humano, nestes casos a Lei Bíblica pode ser driblada, pois a vida humana tem prioridade sobre tudo.

    Curtido por 1 pessoa

  • FOXHOUND  On 20 de agosto de 2014 at 18:10

    Quando citam doenças decorridas de transfusões nunca citam a doença tralli, não sei se ela é nova ou se é pouca divulgada.
    O ponto importante pra mim é observar que por mais seguranças que passem a ser as transfusões sempre á falhas humanas, e eu não gostaria de cair nesta contagem de falhas por minima que sejam.

    Curtir

  • Euclides Alcantara  On 20 de agosto de 2014 at 22:20

    Po, mais o argumento deles é bem falho. pelos seguintes fatores
    1 – A proibição de comer sangue vai além de qualquer doença que o mesmo possa transmitir, o sangue representa a vida para Jeová, e ele exige que em forma de reverência nós devolvamos a vida( do animal) a Ele, Eu costumo dizer que quem come o sangue de um animal é como se matasse ele duas vezes, 1 mata ele por assim dizer, e depois come a vida(sangue) dele.
    2 – Jesus não doou o sangue deles por nós, ele derramou, assim como era exigido que se fizesse com os animais, ele não pegou o sangue dele e injetou na veia de ninguém.
    3 – Pra quem acha que a vida esta acima dos valores biblicos e logo o mesmo pode ser transgredido em favor da vida. Marcos 8:35 35 Pois, todo aquele que quiser salvar a sua alma,* perdê-la-á; mas todo aquele que perder a sua alma por causa de mim e das boas novas, salvá-la-á.+

    Curtido por 1 pessoa

  • karmo2010  On 20 de agosto de 2014 at 22:35

    “1- A proibição de comer sangue é parte da Lei do Antigo Testamento, e a Lei foi abolida pela Graça, os cristãos sob a graça não estão obrigados a guardar os preceitos dietéticos das leis levíticas, podem comer de tudo.”

    Se isso fosse verdade, os satanistas, que usam sangue em seus rituais não estariam cometendo pecado, nem mesmo ao ingerir sangue humano. O que vemos é que a proibição foi repetida pelos apóstolos, de modo que todo cristão tem de abster-se de sangue, de acordo com decisão inspirada por espírito santo em Atos 15:28, 29.

    Alguém que defende que o uso proibido do sangue é apenas preceito dietético da Lei, terá de explicar se o uso de sangue, principalmente humano, poderia servir a outros propósitos, tais como na comércialização (legal ou ilegal) de tecidos humanos, canibalismo, aborto para captação de células embrionárias e outras situações.

    Enfim, é uma argumentação que carece, a meu ver, de base bíblica e moralmente incorreta para nossa realidade atual.

    Curtir

  • Queruvim  On 21 de agosto de 2014 at 1:22

    ATENÇÃO!

    Só um parenteses aqui para informar a todos. A região de West Point, Libéria, Africa, o vírus Ebola transformou uma cidade em zona parecida com aqueles filmes de zumbis. a polícia impôs quarentena e o Ebola SAIU DO CONTROLE TOTAL!

    http://edition.cnn.com/2014/08/20/opinion/garlo-ebola-liberia/index.html?hpt=hp_t5

    Curtir

  • Espectador  On 21 de agosto de 2014 at 21:45

    Sabe, só tenho uma dúvida com respeito ao sangue que me surgiu estes dias:
    Seguindo os princípios da conivência, sabe-se que se uma pessoa vê alguém cometendo um pecado grave e não relata, torna-se cúmplice daquela pessoa e tem de ser julgado com o mesmo peso do pecador em questão.

    Sabemos que é critério de consciência um irmão optar em receber ou não frações dos componentes principais sanguíneos, que de fato, não são mais considerados sangue neste estado. Entretanto, para que uma pessoa fracione componentes sanguíneos como o plasma ou as hemácias por exemplo, um cientista precisa trabalhar com o sangue de alguém, ou com algo que já foi sangue algum dia… sangue este que já deveria ter sido derramado não? Não seria um ato de conivência partilhar de frações de algo que já deveria ter voltado ao solo?

    Gostaria que me ajudassem com essa dúvida que me surgiu estes dias. Parabéns pela página, muito instrutiva!

    Curtir

  • lopau432010@hotmail.com  On 22 de agosto de 2014 at 1:12

    “2-A decisão do Concílio foi temporária…”

    Não faria sentido tal argumento, pois nos levaria a pensar que as outras recomendações em Atos 15:28, 29 também seriam temporárias, ou seja, que abster-se de fornicação, coisas sacrificadas a ídolos, eram também temporárias, sendo que pelo contrário, foram proibições colocadas no mesmo patamar da abstinência sanguínea.

    O apóstolo Paulo tão somente declarou uma verdade sobre os ídolos, não revogou o decreto do espirito santo naquele Concilio.

    Outrossim, ainda sobre o ponto número 1, os defensores da abolição da abstinência de sangue, por alegarem que era preceito exclusivo da Lei, devem nos informar especialmente no caso de canibalismo, o que especificamente é condenável nessa pratica. O uso do sangue pelo canibal não é condenável?

    Mas alguém dirá: não existem mais canibais, era coisa de tribos primitivas. No entanto, não faz muito tempo, repercutiu a notícia de que pessoas vendiam salgadinhos compostos de carne humana, aqui mesmo no Brasil. E quem duvida que em rituais de magia negra não se faz uso de sangue e outros órgãos humanos, para invocar espíritos demoníacos? Por que será que vários desaparecimentos de pessoas, inclusive velhos e crianças, nunca tem solução?

    Vejam quanta coisa acaba envolvendo o uso indevido de sangue. Desde tratamentos de má qualidade até desaparecimento de pessoas.

    O sangue tem um simbolismo muito forte, deve ser derramado por terra, conforme instrução do Criador.

    Curtir

  • Queruvim  On 22 de agosto de 2014 at 1:49

    Não vejo frações como sendo indiscutivelmente “parte de sangue”. De fato, dependendo do componente, podemos encontrá-lo em outras fontes não hemoderivadas.

    APROVEITO PARA NOTIFICAR QUE OS COMENTÁRIOS ESTÃO SENDO NOVAMENTE FECHADOS COMO JÁ FIZ ALGUMAS VEZES. DEVIDO AO TEMPO E OUTRAS RESPONSABILIDADES PESSOAIS.

    Curtir