Dúvidas de leitores: ARREBATAMENTO (1 Tessalonicenses 4:13-18) e TRINDADE (João 2:18-21)


Readers-Questions

Não são poucas as perguntas de leitores desta página sobre assuntos vários. Portanto, estou abrindo um espaço para responder perguntas ou dúvidas de leitores sinceros da Palavra de Deus. Esta semana recebi diversos e-mails e um dizia:

“Quero aproveitar essa ocasião e atrapalhar-lhe um pouco mais
> para mais algumas questões que me assolam.
>
> 1 – 1 Tessalonicenses 4: 13-18 e 1 Coríntios 15: 51,52: soa uma
> situação meio fantasiosa. Muitos usam esses textos para defender a
> ideia de que serão arrebatados, o que seria impossível (1 Cor. 15:
> 35,36,44,50). Como posso me defender de forma lógica e racional, sem
> sair muito do foco da questão ?
>
> 2 – Tive problemas com a Trindade no passado, mas hoje reconheço a
> origem dessa crença. Porém, existe um texto que eu ainda não
> compreendo muito bem: João 2: 18-21. Por que Jesus disse que ele mesmo
> levantaria o templo, que era ele mesmo, sendo que foi Deus quem o fez
> (Atos 2: 24) ?”

 

RESPOSTA Bíblica: 

O ponto principal na avaliação de 1 Tessalonicenses é o uso da palavra “parousia” que significa “presença” e não “vinda”. A forma como a TNM verteu a palavra grega é o ponto central nesta discussão. Isto se dá visto que a questão não se torna mais complexa quando sabemos realmente “quando” se dará este arrebatamento  e não “como” se dará. De fato a presença de Cristo já está em andamento. Poderá considerar o assunto na própria página da Tradução do Novo Mundo Defendida nos links abaixo. 

ou este aqui:
A respeito de João 2:18-21, observe que Cristo afirmou ” demoli este templo” …se entendermos ao pé da letra , significava isto que ele seria responsável pela sua própria execução ou “demolição”? Claro que tal raciocínio não é correto. Como podemos observar com mais atenção o verbo grego Λύσατε está no imperativo na segunda pessoa do plural. Jesus está dizendo que se eles demolirem  seu templo, a saber : seu próprio corpo, ainda assim ele se levantaria. De modo similar dizer que ele “o levantou” , isto é,  a si mesmo literalmente, também não é correto. Da mesma forma que na profecia Jesus foi “mordido no calcanhar” pela inimigo significando sua morte às mãos de humanos sob influência do inimigo, sabemos que não foi o próprio Jesus que “demoliu” a si próprio,tampouco ele ressuscitou a si próprio.  Pode ser que Cristo tenha usado esta expressão ao se referir a sua obediência que por fim resultou de fato em sua ressurreição. São frases que o próprio Cristo disse que foram coisas que seu Pai dizia que ele devia proferir. Ou seja, Jeová Deus sabendo da tendencia do ser humano de deificar pessoas e objetos, usou de linguagem misteriosa justamente para enlaçar os que não pesquisam a Bíblia com amor. COMPARE COM João 10:18
Lembre-se de que Jeová logra humanos para que caiam em seus próprios erros sórdidos. “Quem logrará a Acabe para que suba e caia em Raamote Gileade?” …foi então que os anjos deliberaram entre si e um deles se locomoveu e postou-se diante de Jeová e disse: “EU MESMO O LOGRAREI”. 1 Reis 22:20,21
Temos que ter em mente que Jesus não estava respondendo alguma indagação sobre quem ele é ou sua natureza. Entendo que a ênfase foi no que lhe ocorreria, a saber, sua ressurreição. Ao mesmo tempo que usava de uma metáfora que propiciava aos seus observadores externarem o que havia de fato em seus corações. Os opositores de Cristo estava a procura de algo para o condenarem, isto explica o porque de declarações que abrem margem a um entendimento ambíguo. Não podemos levar ao pé da letra ilustrações e cair no mesmo erro dos que tomam a parábola do Rico e o Lázaro de forma literal. Quando Jesus como que disse: ´ Vai, destrua este templo mas eu o levanto em três dias` era uma isca para que opositores externassem o que havia neles. A frase de Cristo não se focava em dar explicações sobre quem ele era.
 
… …
 
 
Agradeço pela consideração e desejo a ti progresso espiritual e cordiais saudações,
 
 
Atenciosamente,
 
 
Queruvim
Anúncios