Mulher grávida é sentenciada a morte no Sudão por ter abandonado o Islã e se tornar “cristã”


Por Queruvim

Uma notícia se  tornou headlines na CNN Internacional chamando mais uma vez atenção e de uma maneira chocante às práticas repugnantes da religião islãmica. O caso refere-se  à decisão do Tribunal de Khartoum  no Sudão, de condenar a morte uma mulher grávida por ela ter simplesmente deixado o Islã para ser “cristã”. O  tribunal a julgou por “apostasia”, ou seja, o fato de ter abandonado o Islâ . A decisão  tem força semelhante à de um tribunal secular aqui no Brasil. Além disso condenaram Meriam Yehya Ibrahim de 27 anos, a 100 chicotadas pelo que consideraram “adultério”. Segundo o Islâ naquele país, casar-se com alguém que não é do Islã é equivalente a adultério, visto que para eles, ela se casou com “um infiel”. Consideram que neste caso o casamento é nulo. Segundo as ultimas informações, vão esperar o bebê nascer para depois executa-la, devido ao deus deles ser “misericordioso”. Esta é a opinião deles. 

Islamdeathsentence

O marido de Meriam diz que não pode fazer nada e que está “apenas orando”. A decisão monstruosa deste tribunal islãmico chamou a atenção de diversos orgãos internacionais de direitos humanos, inclusive a Anistia Internacional. Pior ainda, Meriam está presa  juntamente com seu filho de quase 2 anos de idade, enquanto seu advogado tenta quase que inutilmente lutar pela vida dela. Ela recebeu a proposta de renunciar a religião “cristã” e tornar-se muçulmana novamente,  se quisesse ser liberta. Ela porém se negou a tal renúncia. No tribunal,  o Sheik do Islã afirmou em julgamento: “Quão perigoso um crime como este é para o Islã e para toda a comunidade islãmica”.

Se isso já não bastasse,  Daniel Wani o marido desta inocente  é cadeirante e depende totalmente da esposa para diversas atividades.

Além de violar leis internacionais, observe o que o Islã está fazendo no mundo todo e não somente  neste país. Katherine Perks do instituto  African Centre for Justice and Peace Studies afirmou que este veredito “vai de encontro à propria Constituição [sudanesa] e compromissos do Sudão feitos sob lei regional e internacional “. Em outras palavras, tem se confirmado um temor macabro das autoridades internacionais, a saber:

O Islã considera suas leis superiores às leis do Estado onde residem e criam um Estado dentro de um Estado. Muitos advogados americanos já estão recebendo orientação a respeito deste comportamento recorrente no Islã como sendo “alta traição”.

Não é diferente em páises do ocidente onde grupos islâmicos  nos Estados Unidos pregam a destruição da América e a conquista do solo americano pelo Islã. Há bairros inteiros na Alemanha e na Inglaterra que estão se transformando em uma Euro-arábia.  Há zonas que os muçulmanos (os praticantes do Islã) chamam de “zonas muçulmanas”. Ficam de tocaia à noite abordando pessoas e as insultando e ameaçando para que abandonem seus “vícios” ao passo que clamam “está é uma zona islâmica”. Estão ou não, criando um “Estado dentro do Estado” ao afirmarem que as pessoas devem abandonar seus costumes e cultura local a favor de uma mentalidade do 7º século? Alguns talvez digam que não se pode condenar a maioria dos muçulmanos devido a extremistas, que são, segundo eles, minoria. Minoria essa que passa de milhões de sedentos muçulmanos!  Sedentos por sangue e morte,  como o noticiário internacional tem atestado diariamente.  O muçulmano que afirma ter amor pela justiça deve ter vergonha de apoiar este sistema totalitário e genocida. O Islã não passa de um sistema político faccista retardado que se aproveita de sua aparência de “religião” para cometer os piores crimes debaixo do nariz dos politicamente corretos. Se escudam nas supostas acusações de “islamofobia” para tentar usar os direitos humanos a favor de si mesmos, sendo que quando se tornam maioria, cospem nestes! A aparente tranquilidade no Brasil é enganosa e um padrão nos países onde estes não passam de uma minoria inexpressiva. Devemos agradecer a história por ter sido boa conosco e não ter permitido que o Islã conquistasse a Europa na idade média.

 “Logo lançaremos terror no coração dos infiéis” alcorão 3:151

(cartaz divulgado nos Estados Unidos por Pamela Geller criticando o Islam como a causa básica do terrorismo)

Observe no vídeo abaixo, um acontecimento em uma dessas “zonas islâmicas”  onde as pessoas são obrigadas a se retirarem e onde uma turba de muçulmanos diz que eles são a “polícia da área” e que não precisam de polícia. Ameaçam os transeuntes e violam sua liberdade de ir e vir.

Tais incidentes são a ordem do dia e não são nada raros.  Em qualquer país onde o Islã ultrapassa a 5% da população verá ataques frontais ao estado chamado “democrático de direito”. Tentarão impor a Lei Sharia cujas penalidades resultam em condenações como as descrita no início deste artigo. Começarão a manipular o eleitorado a fim de alcançarem posições de governança nos municípios e até mesmo além disso. Passando de 20% da população pode ter certeza, isso já é um fato confirmado, observará turbas atacando pessoas simplesmente por causa de sua religião ou cultura tradicional. Me refiro a ataques físicos mesmo. Iniciarão a formação de milícias jihdistas. Jihadi é uma expressão usada para designar o que consideram uma “guerra santa”. Uma pessoa de bom senso e juízo a consideraria uma guerra suja e profana, um retorno ao 7º século, duas vezes mais atras no tempo do que a idade média. Um retrocesso. Este é o objetivo final do chamado Islã. Os que optaram pelo Islã conforme praticado no ocidente, um Islã “moderado” na verdade não praticam e nem seguem o exemplo de Maomé, que era ele mesmo um guerreiro sanguinário praticante de pedofilia. Conan o Bárbaro seria um santo na frente de Maomé. Os chamados muçulmanos “moderados” são em muitos casos os que financiam o Islâ radical. Ontem mesmo uma corte em Nova York (EUA) declarou culpado de apoiar o terrorismo o clérigo islâmico radical Abu Hamza al-Masri. Este é apenas um dos inúmeros líderes espirituais do Islã que estão se aproveitando da liberdade de expressão e direitos humanos que eles mesmos suprimem quando no poder. Passam a residir nos Estados Unidos ou mesmo em países como o Brasil ao passo que divulgam “paz e amor” quando na verdade a agenda de muitos deles é outra.

Boko Haram na Nigéria são um perfeito exemplo do verdadeiro Islã. Agora a pouco, na Nigéria, detonaram fortes explosivos em dois locais, inclusive um mercado municipal com centenas de pessoas resultando na morte de 118 pessoas. Detalhe que muitos não param para avaliar: Isso não era comum naquele país.

Como o  Islã  trata as mulheres?

Foto demonstrando a união de uma noiva no Yemen com seu futuro marido. Metade das mulheres que casam naquele país tem menos de 15 anos. Maomé casou com Aysha quando ela tinha 6 anos e a estuprou quando fez 9 anos. Visto que Maomé é idolatrado pelos homens do Islã, a pedofilia é amplamente aceita no mundo islãmico.

(Me refiro, neste artigo, ao Islã e não aos muçulmanos em geral, até porque os muçulmanos principalmente no ocidente não praticam o Islã, mas uma imitação “ocidentalizada” dele) Alguns preferem chamar de “islã radical”. Não existe isso. Islã é radical. Este povo que diz ser muçulmano aqui no Brasil, não são verdadeiros seguidores de Maomé. No vídeo abaixo verá como fica o coração dos verdadeiros seguidores de Maomé e como tratam as mulheres.

 

 

O que diz o Alcorão?

De fato o Alcorão, o livro tido como sagrado pelos muçulmanos, menciona claramente que os muçulmanos devem matar não-muçulmanos caso  não acreditem no Islã. Você pode achar que é muito chocante e inacreditável, mas esta é a verdade . Vamos nos referir ao Alcorão em relação a este ensino.

Alcorão (9:29) – “Lutem contra aqueles que não acreditam em Allah nem no Dia Finale que não consideram proibido o que foi proibido por Allah e Seu Mensageiro, nem reconhecem a religião da verdade, (ainda que sejam ) o povo do livro , até que paguem a Jizya com disposta submissão, e sintam-se subjugados.

O Alcorão menciona claramente que os muçulmanos devem lutar contra os não-muçulmanos se cometerem ” fitnah ” . Então, o que é fitnah ? O Alcorão define ” fitnah “, da seguinte maneira:

“….. prevenir [pessoas ] do caminho de Allah e promover a descrença em Deus e [ impedir o acesso a ] al- Masjid al- Haram e a expulsão do seu povo de lá são as maiores [ maldades ] aos olhos de Deus . Fitnah  é pior do que matar “ Alcorão [ 2:217 ] .

Este versículo define duas ações importantes que constituem “fitnah”

1 ) prevenir muçulmanos de serem convertidos a abraçar o Islã

2) Descrença no Islã.

O  Alcorão , em seguida, descreve como um praticante de fitnah deve ser tratado :

” Combata-os até que não haja [ mais] fitnah e [a ] adoração seja [ reconhecida ] como de  Alláh… “ [ Alcorão 2:193 ] .

Este versículo dá orientação inequívoca aos muçulmanos para combater os não-muçulmanos até que não haja mais fitnah ou descrença no Islã. Cedo ou tarde, o  Islã é que quer o seu sangue só porque você não acredita no Islã. O Islã não cresceu por causa da beleza de seus ensinamentos , mas por causa de centenas de guerras sangrentas que Mohammed ou Maomé e seus califas lutaram  ao massacrar os não-muçulmanos  cujo único crime era o de  não se converterem ao Islã. Essa violência contra os não -muçulmanos continua até hoje em países de maioria muçulmana como o Paquistão , Bangladesh , Afeganistão, Caxemira,  etc. E tem chamado atenção em todo o globo em países de minoria muçulmana ou não. Tais como a Nigéria. A pouco mais de 1 ano,  a ONU precisou enviar uma força internacional liderada pela França para desbaratar centenas de milhares de muçulmanos que estavam matando a todos que fossem de outra religião. Isto ocorre em conformidade com os ensinamentos do Alcorão . Quando Akbaruddin Owaisi publicamente declarou que muçulmanos matariam a  todos os hindus na Índia se a polícia fosse removido por 15 minutos, ele não estava falando como um indivíduo, mas como um verdadeiro muçulmano pregando o ponto de vista do verdadeiro Islã, não o Islã praticando por muitos aqui  no ocidente. É por isso que nenhuma organização muçulmana emitiu fatwa contra ele. O Islã é uma ameaça para a humanidade e deve ser banido do mundo. Não é apenas uma “religião” mas um sistema ideológico faccista, um Estado dentro de um Estado. Não é compatível com nenhum país civilizado que possua uma Constituição civilizada.

Por todos os  países Islâmicos onde prevalece a Lei  Shariah (Arábia Saudita, Yemen, Pakistão, Afeganistão, Malásia), caso não seja muçulmano você será perseguido e dependendo do que lhe acusarem terá uma pena até mesmo de morte.

Por outro lado nestes países, não raro é legal:
– O homem ter 4 esposas.
– Um homem de 60 anos pode casar com uma garotinha de 9.
– Gays devem ser mortos.
– Mulheres valem metade de um homem numa corte Sharia.

A Sharia Islâmica é um estado de aparteid que discrimina pessoas pelo gênero e opção religiosa.
O Verdadeiro Islã é demonstrado em países onde a Sharia é vigente, não na opinião de supostos líderes do Islã “moderado” nem no noticiário ou ainda na internet.

A lei Sharia determina que qualquer muçulmano que vire as costas para o Islã deve ser dada uma chance para reverter para a religião. Para um apóstata impenitente do sexo masculino, a punição é a morte, sendo a prisão perpétua a punição para uma apóstata do sexo feminino.

Matem todos aqueles que deixarem a religião [Bukhari, 9:84:57].

Neste vídeo…O guia espiritual da Irmandade Muçulmana, Yusuf al-Qaradawi, explica para nós,” infiéis”, porque todo o muçulmano que consegue abrir os seus olhos e deixa o islamismo deve ser morto (por algum muçulmano de verdade, o que não é o caso da maioria dos muçulmanos no Brasil).

Qual diferença entre islão radical e moderado? Veja o que os próprios muçulmanos dizem

“Pesquisa mostra que quase a metade dos muçulmanos europeus concordam que eles devem voltar às raízes do islã, que só há uma interpretação do Alcorão, e que as regras nele estabelecidas são mais importante do que as leis seculares. Os resultados desta pesquisa devem fazer-nos pensar duas vezes antes de caracterizar as suspeitas sobre as crenças dos muçulmanos ocidentais comoislamofobia.” FONTE: Lei Islâmica em ação.

O Mundo ainda não acordou, mas está havendo uma tentativa sistemática da parte do Islâ em erradicar os direitos básicos do ser humano nem que seja por meio de sangue derramado, e de preferência em grande quantidade. Não estou afirmando que há uma mentalidade assim da parte dos muçulmanos, não, mas da parte da ideologia islãmica. Há centenas de organizações islãmicas comprometidas com jihads. É algo que até mesmo o governo americano que costuma estar a frente de muitas nações em entendimento de direitos humanos básicos, ainda não compreendeu plenamente. Quanto mais nosso país que ainda está aperfeiçoando seu entendimento jurídico e a maneira de conduzir o Estado.  Os direitos humanos básicos,  conseguidos com tanto trabalho em nações desenvolvidas, está agora sendo ameaçado justamente por aqueles que deveriam se beneficiar destes, a saber, a religião. A Igreja Evangélica é uma vergonha quase que coletiva. E agora se ja não bastasse vemos o Islã ajudando a promover a descrença em Deus e o antagonismo contra a religião.

Mas saiba que o Verdadeiro Deus, Jeová, o Autor da Bíblia, só permite toda esta situação devido às acusações falsas levantadas contra ele. Em breve, no tempo devido Dele, julgará os praticantes da religião falsa e os levará a um fim desastroso. (Rev. 18:4)  O barulho causado pelos verdadeiros seguidores de Maomé e o rastro de sangue que deixam em seu caminho não será nada em comparação com o que Jeová Deus, O Ser Supremo fará contra esta religião do Diabo.

Leia o artigo O FIM DRAMÁTICO DA RELIGIÃO FALSA.

Em harmonia com o que a Bíblia diz em REv. 17:16 e 18:4 Deus usará os Governos e seus políticos para eliminarem a religião falsa. Observe como as coisas já estão indo para este rumo.

Wilders corta uma estrela à bandeira da União Europeia

por AFP e Reuters, traduzido por Patrícia Viegas

Geert Wilders, líder do Partido para a Liberdade na Holanda, cortou a bandeira da UE em frente ao Parlamento Europeu em Bruxelas

Geert Wilders, líder do Partido para a Liberdade na Holanda, cortou a bandeira da UE em frente ao Parlamento Europeu em Bruxelas  Fotografia © Reuters

Geert Wilders, líder do Partido para a Liberdade na Holanda, pegou numa tesoura e cortou uma estrela à bandeira oficial da União Europeia. Fê-lo em Bruxelas, junto ao Parlamento Europeu, para onde tinha convocado a imprensa para “assistir a um evento forte”, noticiaram as agências AFP e Reuters.

O corte da bandeira foi, segundo ele, “simbólico” mas, ainda segundo ele, serviu para “que os eurocratas não eleitos de Bruxelas saibam que a Holanda quer sair da UE o mais rapidamente possível”. Wilders disse esperar que o seu partido anti-imigração e anti-islão consiga eleger cinco eurodeputados nestas europeias.

Foto

Fully armed Chinese paramilitary police patrol a street in Urumqi, Xinjiang.

Depois de uma série de atentados promovidos por grupos islâmicos na divisa da china com o Afeganistão, a China teve que reformular a forma como sua polícia encarava o porte de arma e passaram a lançar um ataque contra estes grupos. No final de maio de 2014 encontrou 200 explosivos com estes filhos do Diabo que são  referidos ocasionalmente como os da “religião da paz”. Regiões como Hotan, Kashgar e Aksu são habitados por maioria muçulmana.

Corte Egipcia banindo atividades da “IRMANDADE MUÇULMANA” 

As declarações deste artigo são de responsabilidade exclusiva do autor deste webblog e é uma opinião pessoal baseada em observação e conhecimento da Bíblia.

FONTES ADICIONAIS:O FIM DA EUROPA LIVRE, o perigo do islamismo radical

Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Comentários

  • Ramiro  On 21 de maio de 2014 at 8:04

    Ótimo artigo,irmão.Muito esclarecedor,como todos os que o irmão coloca neste blog.Jeová te abençoe sempre.

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 22 de maio de 2014 at 5:21

    Líder muçulmano exige que todos os exércitos árabes invadam Israel

    Transmissão gerou constrangimento em Israel

    http://noticias.gospelprime.com.br/muculmano-exercitos-arabes-invadam-israel/

    Curtir

  • Karmo  On 22 de maio de 2014 at 10:18

    Que barbaridade! A religião falsa tem realmente demonstrado seus frutos podres. Que injustiça! Quem sabe esse não será o estopim para a grande tribulação profetizada, onde a ‘meretriz religiosa’ será devastada e nua. Só nos resta ver até onde e quando os líderes mundiais vão apoiar e suportar essa meretriz, de onde procedem terroristas e fanáticos religiosos praticantes de todo tipo de injustiça.

    Que teu Reino venha, ó Jeová!

    Curtir

  • Suelen Tj  On 25 de maio de 2014 at 15:07

    Queria muito que o chão se abrisse por lá e tragasse todos os perversos homens bombas que tiram vidas de tantos inocentes…

    Curtir

  • Abdullah  On 25 de maio de 2014 at 21:16

    Ótimo artigo. De fato eu testemunho que tudo o que foi dito pelo irmão Queruvim é verdadeiro. Eu sou árabe católico e estive a ponto de me converter ao Islam. Graças a Deus por não ter feito isso! Hoje estudo a Bíblia de acordo com os ensinos bíblicos das Testemunhas de Jeová e creio ser essa a verdade. Espero sinceramente em Deus que, enquanto não chega o fim desse sistema de coisas, Jeová não permita que essa religião maldita prolifere mais em nosso meio e diminua sua atuação no Oriente Médio. Peço a Deus que abençoe o trabalho do irmão Queruvim. Continue nos concedendo a bela oportunidade de aprender mais sobre o maravilhoso e verdadeiro Deus Jeová (ou Yahuah em árabe)… Obrigado.

    Curtido por 1 pessoa

  • Abdullah  On 26 de maio de 2014 at 23:01

    Hamdulillah! Louvado seja Deus. Por mais que saibamos que a politica atual não resolverá os problemas desse mundo, dou graças a Deus por isso.

    Curtir

  • Gaby  On 27 de maio de 2014 at 1:30

    Ótimo artigo do irmão Queruvim! Esclareceu minhas dúvidas, e vai me ajudar em uma pesquisa da escola .

    Curtir

  • Queruvim  On 27 de maio de 2014 at 13:27

    A mulher condenada a pena de morte no Sudão por tribunal da Lei Islãmica Sharia, acaba de ter uma menina.

    Curtir

  • Jalmeida-PG  On 27 de maio de 2014 at 17:08

    Queruvim, pensei que fosse este caso
    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/05/paquistanesa-e-assassinada-por-irmaos-apos-se-casar-sem-permissao.html
    Paquistanesa é apedrejada pela família após casar sem permissão
    Farzana Iqbal havia sido noiva de primo, mas casou-se com outro homem.
    Assassinato aconteceu em frente a um tribunal na cidade de Lahore.

    Curtir

  • Jalmeida PG  On 29 de maio de 2014 at 11:07

    Nossos irmãos no Oriente estão sofrendo muito, que continuemos a orar por eles suportarem tamanha perseguição.

    http://wwrn.org/articles/42533/
    Paquistão, condena à morte por pregar a boa nova, a lei da blasfêmia no Paquistão usado contra o canal de TV popular, com várias possíveis cristã aguardando julgamento Jeová testemunhas de sentenças de morte por supostamente cometer uma blasfêmia – tensões estão cada vez mais alto em todo o país com um número para quebrar o recorde de acusações de Libra de blasfêmia contra os muçulmanos e não-muçulmanos iguais.
    Fonte:
    https://www.facebook.com/testigohumanoII?fref=ts

    Curtir

  • Queruvim  On 1 de junho de 2014 at 1:35

    Não estou falando…olha ai Jeová Deus soprando gradualmente o fim da religião babilônica.

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 18 de junho de 2014 at 0:58

    Convoquem o povo de Deus; aqueles que responderem ao apelo, aceita-os, mas aqueles que se recusarem serão obrigados a pagar a jiziyah [imposto forçado aos Cristãos e Judeus que vivem dentro de território islâmico] de forma humilhante e submissa (Alcorão 9:29). Se eles se recusarem a fazer isto, então é a espada sem misericórdia. Temam a Alá em relação ao que vos foi confiado. – Al Tabari XII:147

    Curtido por 1 pessoa

  • O Protestante  On 26 de junho de 2014 at 14:42

    Ouçam o que digo: O Islã ainda vai destruir a cultura ocidental

    Curtido por 1 pessoa

  • I am Jw  On 27 de junho de 2014 at 8:56

    Queruvin, poderia dar um breve resumo do conteúdo do vídeo?

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 2 de julho de 2014 at 6:15

    Muçulmanos invadem aldeia cristã e crucificam nove

    ISIS estabelece califado e quer aniquilar Israel

    http://noticias.gospelprime.com.br/muculmanos-aldeia-crista-crucificados/

    Curtido por 1 pessoa

  • Marco Antonio Felicio  On 2 de julho de 2014 at 6:16

    Mulheres são vistas como propriedades dos homens no Líbano

    ONU fez ranking dos países muçulmanos que mais desrespeitam mulheres. No Egito, milhões de mulheres tiveram órgãos genitais mutilados.

    http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/06/mulheres-sao-vistas-como-propriedades-dos-homens-no-libano.html

    Curtido por 1 pessoa

  • kl  On 26 de julho de 2014 at 20:47

    Me digam uma coisa de “denominação cristã” a dita mulher é?

    Curtir

  • nelson da cunha  On 1 de agosto de 2014 at 15:25

    http://edukavita.blogspot.com/

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s