Recente desafio de críticos – Foram os “Camelos de Abraão” um anacronismo da Bíblia?


cameloseabíblia

Alguns céticos que criticam a exatidão das narrativas da Bíblia, afirmaram recentemente que a história de Abraão relatada em Gênesis onde se mencionam camelos não pode estar correta. Segundo eles, camelos vieram a ser conhecidos nestas terras séculos depois dos dias de Abraão e dos Patriarcas. (2000-1500 a.C). A primeira menção bíblica do camelo se relaciona à residência temporária de Abraão no Egito, onde adquiriu vários destes animais de carga. (Gên 12:16) Em mais uma adição ao desafio comumente feito pelos críticos da historicidade da Bíblia, alguns tem afirmado que “o anacronismo é prova direta de que os textos de Gênesis foram compilados séculos depois dos eventos descritos”. Os  Doutores e pesquisadores  Erez Ben-Yosef e  Lidar Sapir-Hen, do Departamento de Arqueologia e culturas do Oriente Próximo da Universidade de Tel Aviv usaram datação por radiocarbono para identificar o momento em que camelos domesticados chegaram ao sul do Levante, empurrando a estimativa para os séculos 12 a 9 a.C. Os resultados, segundo os críticos, publicados recentemente na revista Tel Aviv,”enfatizam ainda mais, as divergências entre os textos bíblicos e da história verificável”. Em  algumas amostras de ossos de camelos feitas por estes arqueólogos, a critica se espalhou, sendo artigo da CNN esta semana e enchendo periódicos em todo o planeta, principalmente páginas dos críticos da Bíblia.

Arqueólogos estabeleceram que os camelos foram domesticados provavelmente na Península Arábica para o uso como animais de carga em algum momento no final do 2 º milênio a.C .  Entendem que somente 1000 anos depois dos Patriarcas surge alguma evidência de camelos domesticados.  No sul do Levante, onde Israel está localizado , os mais antigos conhecidos ossos de camelos domesticados são do Vale do Aravah , que corre ao longo da fronteira de Israel com a Jordânia, do Mar Morto ao Mar Vermelho e foi um antigo centro de produção de cobre . Em uma escavação adicional feita em  2009, o Dr. Ben- Yosef datou um acampamento no Vale do Aravah  com  fundição de cobre onde os ossos de camelos domesticados foram encontrados datados como sendo do século 11 ao 9º século a.C. Em 2013 , ele liderou uma outra escavação na área.

Para determinar exatamente quando camelos domesticados apareceram no Levante do sul, o Dr. Sapir- Hen e o Dr. Ben- Yosef usaram datação por radiocarbono e outras técnicas para analisar os resultados dessas escavações , bem como vários outros feitos no vale. Em todas as escavações , eles descobriram que os ossos de camelos foram desenterrados quase exclusivamente em camadas arqueológicas que datam do último terço do século 10 a.C ou mais tarde , séculos depois do tempo dos patriarcas e  décadas após o Reino de Davi. Os poucos ossos de camelos encontrados em camadas arqueológicas anteriores, segundo eles provavelmente pertenciam a camelos selvagens.. Notavelmente, todos os sites ativos no século 9 no Vale de Arava, tinham ossos de camelo , mas presumia-se que nenhum dos sites que estavam ativos anteriormente continham tais ossos.

Devido a tais estudos não demorou muito nas últimas horas manchetes como as seguintes:

O Mistério dos  Camelos Fantasmas da Bíblia! Camelos não tinha nada que ver com GênesisSerá que  descobertas a respeito de Camelos irá quebrar a espinha dorsal da  Bíblia?...Estudo dos ossos de camelos sugerem que a  Bíblia pode estar errada! dentre muitas outras manchetes.

O que estes críticos desinformados não imaginavam é que em textos ugaríticos datados como sendo do tempo da Antiga Babilônia, camelos são mencionados como domesticados! (1950-1600 a.C ) Dois trabalhos acadêmicos recentes escritos pelos eruditos Konrad Martin Heide, professor na Universidade Philipps de Marburg, na Alemanha, e Tito Kennedy, professor adjunto da Universidade de Biola, ambos referem-se a representações anteriores de homens a cavalo ou conduzindo camelos, datadas como sendo do segundo milênio a.C ou antes! Estes pesquisadores afirmam que a arqueologia de camelos apresentada pelos arqueólogos israelenses difere da arqueologia apresentada no Egito e na Mesopotâmia. O Dr. Kennedy afirmou a este respeito:

“Para aqueles que aderem a teoria de que camelos domésticos foram usados somente no  século 12 A.C ou posteriormente no antigo Oriente Próximo, uma grande quantidade de evidências arqueológicas e textuais devem ser ignoradas ou não explicadas.”

Em entrevista à revista Christianity Today, Kennedy disse que observou que os arqueólogos que trabalham em Israel e Jordânia parecem datar  a domesticação de camelos mais tarde do que aqueles que trabalham no Egito e na Mesopotâmia.

“[Israel] não possui muita  escrita antes da Idade do Ferro, de por volta de 1000 a.C”, disse ele. “Portanto, não existem tantas fontes para olhar. Ao passo que no Egito, você pode escrever todo trajeto histórico até 3000 a.C e na Mesopotâmia a mesma coisa.” Com base em relatos egípcios e mesopotâmicos, Kennedy acredita que a domesticação já havia ocorrido provavelmente no terceiro milênio a.C. Segundo estes últimos pesquisadores, a pesquisa israelense se focou em uma região limitada ao passo que ignorou uma análise mais ampla baseada em conclusões das terras em torno de Israel.

Camels are seen as spectators place their bids on them during the ''Camel Beauty Contest and Camel Race Festival'' in Ajman February 24, 2010.

É digno de nota que em parte alguma da Bíblia há indicações de que camelos eram usados em larga escala. Apesar de ser exatamente isso que alguns dão a entender, especialmente os arqueólogos envolvidos na pesquisa israelense. Podemos concordar que um amplo uso de camelos não condiz com a pesquisa apresentada, mas ao mesmo tempo isso não significa que camelos não podiam vir de outras regiões e ser usados por famílias abastadas como as de Abraão e outros Patriarcas.

Temos que ter em mente que os Ismaelistas que vieram nos dias de José do Egito conduziam camelos muito embora fossem provenientes de outras terras. A Bíblia não menciona israelitas como tendo camelos como animais nativos. A Obra Estudo Perspicaz das Escrituras afirma:

“A primeira referência a camelos após o estabelecimento de Israel na Terra da Promessa se faz em conexão com seu uso por invasores. Quando hostes midianitas e seus ‘camelos sem número’ se espalharam pelo país e o empobreceram, Israel, o povo de Deus, se viu confrontado com uma situação crítica. (Jz 6:5; 7:12) Ocasionalmente, com a ajuda de Jeová, os israelitas derrotaram seus inimigos e capturaram grande número de camelos, em certa ocasião, 50.000. — 1Cr 5:21; 2Cr 14:15“. VEJA iT CAMELO

Conclusão: A arqueologia não prova que não havia camelos nos dias de Abraão em Israel, apenas apresenta uma conclusão já aceita na Bíblia, de que estes animais não eram usados em larga escala nos primórdios do antigo Israel.

Anúncios
Both comments and trackbacks are currently closed.