Lucas 23:43 e a Peshitta


1ho5.png

O Dr. Dr. Bruce M. Metzger,  um dos mais respeitados teólogos e erudito evangélico, escreveu a respeito de Lucas 23:43:

“O Siríaco Curetoniano rearranja a ordem das palavras juntando semeron [ hoje] não com met emou ese, [estará]  mas com amen soi lego[em verdade eu te digo]”Em verdade eu te digo hoje que comigo estarás…”

Confira esta versão nestes links

http://pt.slideshare.net/tar1411/bblia-peshitta-completa

http://www.peshitta.org/

A  Peshitta  siríaca (Sy) entre outras versões antigas, foi usada para consulta pela Comissão de Tradução da Tradução do Novo Mundo. Sendo esta uma  tradução antiga da Bíblia no idioma síriaco baseada nos originais das Sagradas Escrituras é interessante notar a forma como verteu Lucas 23:43. Esta tradução da Bíblia Sagrada remonta ao segundo e terceiro século da era cristã. Há um consenso quase universal de que esta foi vertida dos textos mais antigos do “Novo Testamento” e que portanto, transmite um texto cuja conceituação é maior do que muitos mss posteriores. “Foi primeiro em Antioquia [Síria] que os discípulos, por providência divina, foram chamados cristãos.” (At 11:26)

Dentre as mais antigas versões do chamado “Novo Testamento” a Peshita figura entre os mais antigos, se não a mais antiga versão. E visto que Eusébio a citou, podemos datá-la como sendo de sua época ou anterior a ela. Eruditos calculam que já estivesse disponível entre 140-160 A.D

A maioria dos eruditos cristãos sírios afirmam que a Peshitta é uma tradução dos originais do “Novo Testamento”.

Para maiores detalhes sobre Luc.23:43 veja o artigo :

Lucas 23:43 “Estarás comigo no paraíso” Foi o malfeitor para o céu no mesmo dia? 

“Estarás comigo no paraíso” – Que paraíso? 

Artigo em inglês a respeito da cláusula e a correta pontuação de Lucas 23:43

Gênesis “força ativa” o que dizem léxicos e dicionários?

Anúncios
Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários

  • Derley  On 18 de janeiro de 2014 at 17:31

    Mais uma pra deixar os evangélicos e os chamados eruditos de queixo caído kkkkkk

    Curtir

  • foxhound  On 19 de janeiro de 2014 at 21:43

    queruvim a virgula depois da palavra hoje equivale a os dois pontos , comumente encontrado em algumas traduções? por exemplo a nossa?

    Curtir

  • Queruvim  On 20 de janeiro de 2014 at 11:54

    Os tradutores do texto siríaco decidiram pela vírgula devido a cláusula seguinte apresentar um verbo com aplicação temporal no futuro. Além disso a cláusula inicial está ligada com a palavra “hoje” e não a segunda frase.”amin amr lk diumna omi teua bprdica” (Lit.: em verdade digo a ti hoje que comigo estarás no paraíso)

    Fontes adicionais: http://pt.slideshare.net/ArabBibles/aramaic-new-testament-peshitta-transliterated

    http://onlytruegod.org/defense/luke23.43.htm

    Curtir

  • paulo  On 21 de janeiro de 2014 at 18:36

    qualparaiso?

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 24 de janeiro de 2014 at 20:15

    Encontrei este artigo,e creio que deve ser analisado,pois estão afirmando que estamos usando uma versão/tradução da Peshitta,que é espúria e usada pelos judeus messiânicos (judeus que acreditam em Jesus,como sendo o Messias)

    http://www.crismacabeus.com/index.php?pagina=1622752793_06

    Curtir

  • Queruvim  On 24 de janeiro de 2014 at 20:20

    Se usaram a expressão “expúria” isto não é correto. Até porque se não existe pontuação nos textos gregos mais antigos, quem afirmou isso não tem uma “certeza” para dizer que é algo “expúrio”. Lembrem-se de João 20:17 que é um texto esclarecedor no correto entendimento deste verso inspirado. Além disso, o Dr. Bruce M. Metzger, um dos mais respeitados teólogos e erudito evangélico, escreveu a respeito de Lucas 23:43:

    “O Siríaco Curetoniano rearranja a ordem das palavras juntando semeron [ hoje] não com met emou ese, [estará] mas com amen soi lego[em verdade eu te digo]“Em verdade eu te digo hoje que comigo estarás…”

    Para o erudito do Novo Testamento E. W. Bullinger, a vírgula deve ser colocada depois da palavra “hoje”. Ele afirmou:

    “Quando vem depois de um verbo, pertence aquele verbo. A menos que seja separado dele e lançada para a próxima cláusula pela presença de hoti(que)”E.W. Bullinger, A Critical Lexicon and Concordance to the English and Greek New Testament (Grand Rapids: Zondervan, 1976), 810-811.

    Bullinger cita exemplos desta contrução na LXX Dt 8:1, e no N.T Mateus 21:28.E faz comparações com a LXX.

    A verdade é que os textos em aramaico e a PESHITTA, são textos em aramaico e tão antigos, que apresentam uma tradução conforme o ponto de vista de pessoas que viveram pouco tempo depois dos Apóstolos e que nao se alinha com o pensamento trinitário ou ortodoxo das Igrejas que se formaram após o Concílio de Nicéia. Na verdade está mais em harmonia com a Bíblia e menos com a tradição chamada “cristã”. A pontuação do Vaticanus 1209 já foi considerada pelos especialistas como parte da tinta original e portanto coloca a pontuação depois de semeron (hoje) em harmonia com a PESHITTA:

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 24 de janeiro de 2014 at 22:09

    Queruvim,um “apologista” católico tentando me refutar,escreveu isso:

    As marcas de pontuações no Codex Vaticanus são sempre bem claras, quando se há qualquer pontuação as palavras de separam, seria altamente improvável que o copista cometesse 3 erros na mesma sentença

    1 – Colocar um ponto ao invés de um vírgula

    2 – Juntar as palavras onde deveriam ser separadas.

    Esta sua apresentação é a mesma que a dos testemunhas de Jeová, não há qualquer prova substancial que o códice Vaticanus tenha tal ponto, mesmo a tinta sendo original, teriamos que contar com 2 erros do copista que ele não comete em todo o texto.

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 24 de janeiro de 2014 at 22:20

    Sobre o Vaticanus:

    Dr. Peter M. Head, um especialista em manuscritos do NT, escreve:

    “Eu não penso que seja pontuação. Certamente não na produção escriba original: não há nada parecido em todo texto (pontuação no Vaticanus é quase inteiramente apenas pelo espaçamento), ele não se parece com um ponto, mais como um defeito ou como você disse, uma mancha , e o espaçamento é todo errado pela pontuação pelo escriba originais (Peter M. Head, PhD, personal email to Robert Hommel, dated 1/11/2005. Larry W. Hurtado, PhD, also suspects that the mark is a blot or blemish and not a mark of punctuation (personal email to Robert Hommel, dated 1/5/2005))

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 24 de janeiro de 2014 at 22:27

    EVIDÊNCIAS HISTÓRICAS

    Evidências Históricas – Como já foi demonstrado, no original grego (Koiné) em que a Bíblia foi escrita não existia vírgulas, o que dá margens para os tradutores as colocarem de acordo com as suas tradições religiosas. Mas, posteriormente, o grego passou a ter vírgula, e como era costume dos Pais da Igreja citarem constantemente as Escrituras em seus próprios escritos, eles transcreveram o texto de Lucas 23:43 da forma mais coerente que vimos acima: “Em verdade te digo hoje: estarás comigo no Paraíso”. Por exemplo, Hesíquio de Jerusalém, que foi um cristão presbítero e exegeta do quinto século d.C, transcreveu essa passagem de Lucas 23:43 da seguinte maneira:

    “Verdadeiramente eu lhe falo hoje” (Hesichius de Jerusalem, em Patrologia Grega, Volume Noventa e Três, 1433)

    Teofilacto declarou o mesmo ao escrever Lucas 23:43 do seguinte modo:

    “Verdadeiramente eu lhe falo hoje” (Teofilacto em Patrologia Grega, em Patrologia Grega, Volume Cento e Vinte e Três, 1104)

    Como vemos, os próprios Pais da Igreja de épocas posteriores (onde já existia a vírgula) reconheciam que Jesus lhe falava “hoje” que o ladrão estaria com Ele no Paraíso, e não que o ladrão estaria no Paraíso naquele mesmo dia. Vale ressaltar um detalhe importante: a maioria dos Pais da Igreja, especialmente a partir do terceiro século d.C, começaram a adotar a tese da imortalidade da alma, contrariando a visão de dois séculos de Cristianismo. Isso significa que estes Pais da Igreja, mesmo sendo imortalistas, reconheciam que a forma gramatical do grego apontava que a vírgula deveria ser colocada depois do “hoje”.

    O mesmo acontece nos dias de hoje: vários imortalistas já abandonaram este “argumento de Lucas 23:43”, uma vez que perceberam que a passagem pode perfeitamente ser entendida e interpretada dentro do prisma mortalista, sem qualquer problema. A interpretação de que Lucas 23:43 é uma “prova” da imortalidade da alma só começou a surgir vários séculos depois, quando começaram a pedir provas bíblicas que fundamentassem essa doutrina, e, sem encontrar quase nenhuma, tiveram que apelar para passagens como essa, que nem mesmo os primeiros imortalistas lançaram mão dela, entendendo que a pontuação realmente era contra, e não a favor da tese deles neste texto.

    Vale também ressaltar que não foram apenas os Pais da Igreja que entenderam que a vírgula em Lucas 23:43 deve ser colocada antes do “hoje”, pois muitos outros manuscritos antigos atestam o mesmo. Os Manuscritos Bc e Sy-C, Antigo Siríaco, que são grandemente respeitados na comunidade acadêmica e apologética e que datam do terceiro século AD, sendo um dos manuscritos do NT mais importantes que temos até hoje, verte o texto de Lucas 23:43 colocando a vírgula depois do “hoje”

    “Eu digo a você hoje, que Comigo tu deve estar no Jardim de Éden” (Manuscritos Bc e Sy-C – Antigo Siríaco)

    Por fim, o próprio Vaticanus 1209, um dos melhores manuscritos gregos do Novo Testamento, que data do século IV d.C e que é uma das fontes pelas quais os estudiosos mais trabalham na identificação do original do NT, traz o seguinte em Lucas 23:43

    Note que no texto grego há um ponto depois da palavra “semeron” (dia), e não antes dela. Este Condex Vaticanus foi considerado por Westcott e Hort como o melhor manuscrito grego do NT, e é também um dos manuscritos mais antigos da Bíblia, sendo inclusive mais antigo do que o Codex Sinaiticus. É interessante também os comentários do erudito Earle Ellis em sua obra “The Gospel of Luke”, no comentário da Bíblia New Century:

    “Alguns manuscritos produzidos razoavelmente cedo colocam a vírgula depois de ‘hoje’ e assim, continuam com a referência a parousia do verso 42” (Publicado por Wm.B.Eerdmans Publishing Co. Grand Rapids Michigan, reprint of 1983)

    Isto, sem dúvida, mostra que este erudito sabe a respeito da pontuação no Ms Vaticanus em Lucas 23:43, bem como em outros respeitados manuscritos antigos.

    Curtir

  • Marco Antonio Felicio  On 24 de janeiro de 2014 at 22:28

    Estudo completo sobre Lucas 23:43 – ‘Hoje estarás comigo no Paraíso”?

    http://desvendandoalenda.blogspot.com.br/2013/07/estudo-completo-sobre-lucas-2343-hoje.html

    Curtir

  • Saga  On 1 de agosto de 2014 at 0:24

    Interessante essa afirmação de que “Pais da Igreja” tomaram a virgula como sendo após hoje e mais ainda, que fizeram isso mesmo sendo eles próprios crentes na imortalidade da alma. (Embora tenham entendido a tradução nesse sentido, DEVEM SER daqueles que creem que Jesus desceu ao inferno pra libertar Adão, Abraão e todo mundo e levar pro céu, e nesse bolo o próprio ladrão, a quem chamam de Dimas, foi salvo junto)

    Curtir