Se Deus é uma trindade, porque Jesus disse que devemos adquirir conhecimento do pai e do filho mas nao do e.s.? – Joao 17:3


Se Deus é uma trindade, porque Jesus disse que devemos adquirir conhecimento do pai e do filho mas nao do “Espírito Santo”? – Joao 17:3     (Pergunta proposta por Marcelo

Fique a vontade para postar sua resposta abaixo sem se desviar do tema e texto proposto. Use apenas textos relacionados com o texto de João 17:3 e o tema proposto. 

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • foxhound  On 7 de outubro de 2013 at 18:30

    uma vez fazendo este mesmo tipo de pergunta a um crente [], tive a seguinte resposta, que pelo fato de o espirito “não ter sido revelado como diz João 14:15-18” no entendimento deles. Disse também que o espirito santo “ainda não existia para a humanidade” e que “ninguém sabia sobre o espirito santo ainda” e disse mais disse que “no velho testamento não existia este espirito”. Eu pedi que ele explicasse lucas 11:10-13 e também o salmo 51:11 e adivinhe…saiu em busca de resposta e nunca mais voltou. Queruvim sei que este tópico e para que trinitarios respondam só postei este comentário porque ele me relembrou este episódio não vou me importar se você não postar meu comentário.

    Curtir

  • galdino  On 8 de outubro de 2013 at 10:47

    Resumo: O que estava em jogo era o caráter do Pai e a Soberania do Filho, Jesus estava reivinticando-os…o é impossível conhece-los sem o guia do Espírito Santo, pois é Ele que nos conduz a Toda a Verdade. Espero que vc seja sensível a Ele pra que conheça Toda a Verdade que liberta da mentida. Abraços.

    Curtir

  • Queruvim  On 8 de outubro de 2013 at 11:03

    Então nem o “caráter do “Espirito Santo” nem a “Soberania” deste estava em questão, então dais testemunho de que não são coiguais! Seu argumento indica que o “Espírito Santo” não é alguém. Mas a pergunta ainda ressoa, pq Jesus não instou que se adquirisse conhecimento também do “Espírito Santo”? A pergunta é bem dolorida para os trinitários…

    Curtir

  • Jonatan Almeida  On 8 de outubro de 2013 at 11:10

    Ainda não foi revelado? Conte outra, sabemos que os trinitários acreditam que o espirito santo como um Deus sempre existiu, então eles concordam que Jesus conhecia o “Espirito santo” quando falou as palavras de João 17:3.

    Curtir

  • Marcelo  On 8 de outubro de 2013 at 12:05

    Galdino

    Acho que não entendi o que tu quis dizer.

    Curtir

  • Marcelo  On 8 de outubro de 2013 at 12:08

    Queruvim

    Acho que é interessante ressaltar que Jesus se dirigiu a “Deus” quando dirigiu-se ao Pai (note vs 5). Então Deus aqui não engloba todas as pessoas da trindade. O que leva a entender que somente o Pai é Deus.

    Curtir

  • Saga  On 8 de outubro de 2013 at 18:17

    Galdino não entendi nada, melhore sua resposta, quer dizer, no sentido de explicar com mais clareza o que quer nos passar.

    O que estava em jogo em Jo 17:3 era a “VIDA ETERNA”, ou seja, Jesus disse que para que as pessoas tenham vida eterna ou em outros termos, se “SALVEM”, elas precisam conhecer de forma profunda à duas pessoas: O Deus Verdadeiro e a Jesus Cristo – o enviado desse Deus verdadeiro.

    A vida eterna é esta, que reconheçam ao Pai como o único que é verdadeiramente Deus, e a Jesus como o Cristo que Ele enviou.

    A Trindade está de fora, por que? A crença num Deus Trino não é necessária para a salvação? Em que passagem a Bíblia condiciona a salvação à obrigatória crença em um Deus Trino?

    Curtir

  • Saga  On 8 de outubro de 2013 at 18:22

    No caso de João 17, as palavras de Jesus nesse capitulo já são posteriores ao que ele disse sobre o Paracletos em João 14 – 16, então é uma escusa que não cola mesmo, Jesus já havia falado do Espírito antes e inclusive revelado sua missão, poderia tranquilamente condicionar a vida eterna também ao conhecimento do “Deus Espírito Santo” também.

    Era só dizer assim:

    “Isto significa vida eterna, que conheçam o único Deus verdadeiro, que é formado por ti Pai, por Jesus, o Cristo que enviaste e pelo Espírito Santo.“

    Pronto.

    Curtir

  • Freitas  On 8 de outubro de 2013 at 19:12

    Mateus 11:27-“NINGUÉM conhece plenamente o filho,exceto o pai,Tampouco há quem conheça plenamente o pai,EXCETO o filho,e a todo aquele a quem o filho estiver disposto a revelá-lo.”

    João 10:15-“Assim como o pai me conhece e eu conheço o pai..”

    Só existem duas opções para o espírito santo nas palavras de Jesus acima :

    1-Se o espírito santo fosse “alguém” foi incluído entre “ninguém”.salvo se o filho estivesse DISPOSTO a revelar o pai para ele.

    Não faz sentido,certo?

    2-Então,o espírito santo não é “alguém” e por isso não foi incluído nas sentenças onde só foi incluído pessoas:

    *Jesus
    *O pai
    *Todo Aquele a quem o filho revela.

    Estas são PESSOAS!
    A ausência do espírito santo nas palavras de Jesus revelam que o espírito santo NÃO É PESSOA!

    Curtir

  • Cristiane  On 10 de outubro de 2013 at 17:17

    Se Deus é uma trindade, porque Jesus disse que devemos adquirir conhecimento do pai e do filho mas nao do “Espírito Santo”? – Joao 17:3

    Olá Marcelo!
    Respondo sua pergunta também com perguntas:

    E o fato de Jesus não ter dito então quer dizer que isso não seja possível?

    O Espírito Santo provém dos homens ou de Deus?

    A propósito, Jesus nesta afirmativa acaso exclui o Espírito Santo? A questão aí foi dedutiva (interpretação do texto) mas não afirmativa (compreensão do texto), isso é evidente.Entretanto, o autor da pergunta nega inevitavelmente o Paráclito com essa interpretação,

    Outra questão, se o fato de Jesus não ter citado (que é diferente de ter negado), o mesmo se empregaria no batismo, donde se é instruído batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mateus 28:19),

    O conhecimento acerca das Escrituras, sobre Deus, sobre nosso Salvador Jesus Cristo já é um dos Dons do Espírito Santo. Note Marcelo se não é este mesmo Dom que nos dá também discernimento entre o que é certo daquilo que é errado?

    Se acaso o Espírito Santo não fosse igualmente importante quanto a Deus, não haveria de ser negada a salvação para aqueles que blasfemam contra ele (Marcos 3,29). Ou do contrário, seria a blasfêmia contra o Espírito Santo uma coisa aceitável?

    Curtir

  • Marcelo  On 10 de outubro de 2013 at 19:59

    Oi Cristiane!

    Existem artigos neste blog que falam das questões que tu levantou, como pecar contra o ES, batizar em nome de Pai, Filho e ES. Se quiser entender o que os unitarianos pensam com respeito a estas passagens por favor procure por estes posts. Estes pontos não serão discutidos aqui pois é fora do escopo da pergunta.

    O ponto é Cristiane, que neste versículo Jesus se dirige ao PAI, como o Único Deus verdadeiro. Isto excetua o Filho, como sendo O, ou PARTE DO “único Deus verdadeiro”, não concorda?

    No entanto, quando confrontados com esta questão, a saída costuma ser que Jesus não está sendo incluído alí na divindade pois ele fala de seu papel de Homem, o que é discutível, mas também não é o escopo da pergunta deste post.

    Por isto a pergunta:

    Por quê o a pessoa ES não recebe os devidos créditos como fazendo parte da divindade?

    Note que esta falta de reconhecimento do ES ocorre MUITAS vezes nas escrituras, mas eu não vou citá-las aqui, para não sair do escopo do assunto.

    Curtir

  • Saga  On 10 de outubro de 2013 at 22:29

    “Cristiane Em 10 de outubro de 2013 às 17:17Link permanente | Resposta
    Se Deus é uma trindade, porque Jesus disse que devemos adquirir conhecimento do pai e do filho mas nao do “Espírito Santo”? – Joao 17:3
    Olá Marcelo! Respondo sua pergunta também com perguntas: E o fato de Jesus não ter dito então quer dizer que isso não seja possível?”

    O que não é possível?

    “O Espírito Santo provém dos homens ou de Deus?”

    O que isso tem a ver?

    “A propósito, Jesus nesta afirmativa acaso exclui o Espírito Santo?”

    Sim, ele disse:
    1 Pai – único Deus verdadeiro
    2 Jesus Cristo – a quem o Deus verdadeiro enviou.

    Tinha mais um? Ele citou? Não? Então nessa passagem o espírito santo foi um excluído. Se vai ter uma pelada de futebol, os times são de 5 pessoas, fulano tem 7 pessoas pra escolher, ele escolhe 5, e deixa eu e meu primo de fora, então nós dois fomos excluídos do jogo.

    “Outra questão, se o fato de Jesus não ter citado (que é diferente de ter negado)”

    Ele negou que o espírito santo seja o verdadeiro Deus, pois chamou o Pai de Deus e apenas o Pai (excluindo os outros dois), depois ele especificou que o Pai era o único, ao afirmar que o Pai é único, ele nega que outro seja igual.

    “Se acaso o Espírito Santo não fosse igualmente importante quanto a Deus…”

    Se acaso o Espírito Santo fosse igualmente importante quanto Deus não deveria ser continuamente excluído de passagens que obrigatoriamente deveriam cita-lo.

    Ela saiu do ponto…..

    O ponto é o seguinte.

    Dizem os trinitários que os que não creem na Trindade são hereges e não receberão a Vida Eterna, perdendo sua salvação.

    Mas, a Bíblia, o que diz? Onde ela condiciona a salvação ao conhecimento e crença num Deus Trindade? Jesus nos explicou como alcançar a Vida Eterna, condicionando a mesma ao conhecer a Deus Verdadeiro e ao Cristo que ele enviou.

    A primeira questão é: por que excluir a “Terceira Pessoa da Deidade” nessa declaração? Porque não citar as “Três Pessoas” como faria um apologista trinitário? O trinitário devoto faria questão de destacar a igual importância das Três entre si, mas o evangelista e o próprio Jesus não tiveram tal preocupação.

    A segunda questão é : que além de propositalmente omitir a “Terceira Pessoa”, ainda a excluiu da Divindade, negando que ela seja o Deus Verdadeiro, sim, negando pois único é único, se o Pai é o único, porque pensar que exista outro que também seja? Da forma como está escrita, a passagem nega que o Espírito Santo seja o único Deus verdadeiro.

    Curtir

  • karla  On 30 de outubro de 2013 at 21:47

    Quando a nação de Israel recebeu o pacto da Lei, que é parte da Bíblia, foi-lhe dada a seguinte ordem: “Nunca deves ter quaisquer outros deuses em oposição à minha pessoa.” (Deuteronômio 5:7) Quantas pessoas estavam falando? Deuteronômio 6:4 diz claramente: “Escuta, ó Israel: Jeová, nosso Deus, é um só Jeová” — não três em um. Os israelitas tinham acabado de ser libertos do Egito, onde Osíris, Ísis e Hórus (à esquerda) — uma das várias tríades de deuses — eram adorados. Assim, a nação devia adorar apenas um Deus. Até que ponto era importante eles entenderem esse mandamento?

    esse é apenas uma explicação da inexistência do espirito santo como trindade neste texto acima!

    Curtir

  • karla  On 30 de outubro de 2013 at 21:52

    A doutrina da Trindade tem confundido as pessoas por séculos. Por outro lado, Jesus deu esclarecimento a seus seguidores e os ajudou a se achegarem ao “único Deus verdadeiro”, Jeová. — João 17:3.

    Curtir

  • Ayrton Adolfo Tembe  On 4 de novembro de 2013 at 16:07

    A Cristiane adoptou a postura de pessoas cujo objectivo não é conhecer a verdade, mas pôr seus ensinos babilónicos e infundados em primeiro lugar na vida. Alguns apóstatas criam novas religiões, outros fazem críticas sem adoptar nenhum tipo específico de religião. Há duas religiões, mas citarei uma que é a Adventista do Sétimo dia criada por um apóstata, muitos tentam parar a nossa obra através de mentiras e meias-verdades porém mesmo o Diabo não consegue. Gostaria que se falasse um pouco das mentiras promovidas pelos opositores e apóstatas e qual é o objectivo dos mesmos ao tomar tais atitudes criando um site e dispostos a criar um grupo divulgando mentiras, é importante abordar pessoas deste tipo, temos alimento espiritual suficiente para lidar com eles, mas gostaria de mais conhecimento sobre o comportamento, estilo de vida e religião que a maioria deles adopta.

    Curtir

  • marcelo marcos  On 14 de março de 2014 at 19:11

    O argumento é muito falho, pois é baseado no silêncio. A omissão da informação é tida como prova contrária. Poderíamos incluir que não precisamos conhecer a vontade de Deus, seus mandamentos, sua Palavra, visto que ali não estão incluídas, tais exigências! Além disso, seria desnecessário o batismo em Nome do Espírito Santo aff será que pensaram bem antes de fazer esta pergunta? Lamentável se não postar entenderei mas se publicar que refute com argumentos sólidos.

    Curtir

  • Marcelo  On 17 de março de 2014 at 23:29

    Conhecer a Deus não inclue conhecer sua vontade, mandamentos e palavras?

    Se não include, o que significa conhecer a Deus não tua opinião, Marcelo Marcos?

    Curtir

  • Asaph  On 14 de julho de 2015 at 23:57

    Respondendo a pergunta diretamente é exatamente o que a Cristiane disse, o Espírito Santo não tinha sido revelado para o homem ainda.

    Se estiverem disposto a reabrir o debate é só responder que cito as passagem e coloco o contexto em cada passagem.

    Curtir

  • Marcelo  On 15 de julho de 2015 at 4:35

    Por favor responda, Asaph, quando o Espírito Santo foi revelado?

    Pois o uso da expressão “Espírito Santo”, “Espírito”, etc é usado em textos na tentativa de provar a trindade, mesmo antes da “revelacao do E.S.”.

    Então se o E.S. era um desconhecido, todo o argumento para “o E.S. é uma pessoa” antes da revelaćão tornam-se inválidos.

    Veja que em Mateus 28:19 é usado “em nome do … Espírito Santo” como argumento em favor da trindade. Então, aparentemente nesta ocasião o E.S. já havia “sido revelado”.

    Então:

    Foi revelado durante o período que Jesus esteve na terra?
    Foi depois, revelado aos seus apóstolos?
    Foi revelado depois dos apóstolos?

    Esteja ciente de que esta suposta “revelaćão do espírito santo” impacta todo o argumento pro-trindade que tu eventualmente use. Avalie com atenćão e responda, por favor.

    Curtir

  • Asaph  On 15 de julho de 2015 at 23:59

    Para remover as ambiguidades, o termo certo não é revelado, pois já havia conhecimento do Espírito de Deus. Está expressão é usada nas igrejas tradicionais, eu não sou de nenhuma denominação.
    Fazendo um resumo. O Espírito de Deus existe desde o princípio (Gn 1:1b) e estava presente no meio dos homens, de maneira livre, até a expulsão do Jardim do Eden (Gn 3:23). Para que Deus pudesse habitar no meio de seu povo Ele mandou construir a Arca da Aliança (Ex 25:8). Depois da arca, o Espírito de Deus esteve com os profetas (2Rs 2:12-16), mas podia habitar no meio do povo.
    Para que o Espírito de Deus habitasse em liberdade, foi preparada a vinda de Cristo Jesus para que a lei fosse cumprida assim como as profecias do Antigo Testamento. Cristo veio para liberta o homem, pagar o preço e cumprir a lei, dentre outros motivos. A arca no tabernáculo era a morada de Deus até Mt 27:51, depois que o véu e rasgado temos livre acesso ao Pai por meio de Jesus Cristo.
    Mas isso, só existe porque (Jo 3:16) Deus envio seu filho Jesus, e quando Ele envia Jesus, Ele se envia porquê o Verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1:14). Então o próprio Deus veio como homem para pagar todo preço. E quando cristo volta ao céu e é entronizado ele deixa seu espírito aos apóstolos (Lc 24:36-53) e todo aquele que crê e for batizado será salvo (Mc 16:16) e receberá o Espírito Deus através do batismo (At 1:5).
    Assim, o Espírito Santo volta habitar nosso meio de forma livre, fazendo então de nós morada de Deus (1 Co 3:16).

    Curtir

  • Marcelo  On 16 de julho de 2015 at 5:16

    Asaph

    Tu disse que Jesus não incluiu o ES no texto da pergunta (jo 17:3) pq o ES santo não tinha sido revelado.

    Agora tu diz que ele já era conhecido e que o termo “revelado” foi uma má escolha.

    Entáo a tua resposta “Respondendo a pergunta diretamente é exatamente o que a Cristiane disse, o Espírito Santo não tinha sido revelado para o homem ainda.” não respondeu nada.

    Veja por favor a PRIMEIRA RESPOSTA do post:

    foxhound On 7 de outubro de 2013 at 18:3

    Curtir

  • HDC  On 16 de julho de 2015 at 10:27

    “Asaph On 15 de julho de 2015 at 23:59 diz:
    Deus envio seu filho Jesus, e quando Ele envia Jesus, Ele se envia porquê o Verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1:14). Então o próprio Deus veio como homem para pagar todo preço. E quando cristo volta ao céu e é entronizado ele deixa seu espírito aos apóstolos (Lc 24:36-53)”

    Que que é isso? Como alguém envia outro alguém e automaticamente se envia ? What ?? É sério isso? Qual a lógica ? Por isso muitos ateus zombam dos chamados crentes que tem fé cega. Alguém que aceita esse entendimento, ao meu ver, renuncia a lógica.
    Asaph, desculpe-me, mas você não respondeu quando o E.S. foi revelado nesse seu comentário. Apenas “narrou” sua suposta função como 3ª pessoa da Trindade.
    No comentário anterior, você disse: ” o Espírito Santo não tinha sido revelado para o homem ainda.”

    E começa esse dizendo:”Para remover as ambiguidades, o termo certo não é revelado, pois já havia conhecimento do Espírito de Deus. Está expressão é usada nas igrejas tradicionais, eu não sou de nenhuma denominação.”

    Ainda ficou, QUANDO o E.S. foi REVELADO como parte da Trindade ?
    Descrever ações do Espírito Santo não o personifica nem o revela como Deus.
    Encontramos textos tão simples, sem mistério algum, de Deus se revelando como Todo Poderoso, se apresenta por Nome. “Eu sou Jeová, e além de mim não há Deus”. (Oséias 13:4)
    Pronto. Basta isso. Mas nas escrituras, não tem UMA passagem sequer que diga:
    “Eu sou Jesus, e além de mim não há Deus. Eu sou o Espírito Santo, e além de mim não há Deus. Ou Nós somos Jeová, Jesus e E.S e além de nós não há Deus.”
    Daí sim, poderíamos concluir que os 3 são 1. Mas não tem.
    O assunto é simples, mas a tentativa de explicar a existência da Trindade é tão bagunçada…

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 16 de julho de 2015 at 10:32

    Sua explicação Asaph de que “o próprio Deus veio como homem para pagar todo o preço” contradiz a doutrina bíblica do resgate. Vejamos porque.

    A necessidade de uma redenção, remissão ou resgate surgiu quando o primeiro homem, Adão, pecou, e após isso, transmitiu o pecado aos seus descendentes. (Ro 5:12, 18) Uma vez que foi um homem perfeito quem pecou, seria necessário outro humano perfeito para pagar o preço do resgate, de acordo com o princípio bíblico de se dar “vida por vida”. (Êx 21:23, Versão Almeida Revista e Corrigida)

    Trata-se do princípio da equivalência, para equilibrar a balança da justiça. Em razão disso, nenhum humano imperfeito poderia pagar o resgate pelos pecados nem de um irmão. Como diz o Salmo 49:7, 8 (Almeida Revista e Atualizada): “Ao irmão, verdadeiramente, ninguém o pode remir, nem pagar por ele a Deus o seu resgate (Pois a redenção da alma [vida] deles é caríssima, e cessará a tentativa para sempre.)”

    Pela mesma razão, um anjo não poderia pagar o preço do resgate, uma vez que é superior a um homem perfeito, não havendo assim equivalência. (Sal 8:4, 5)

    A respeito de Jesus, a Bíblia declara: “Ele não cometeu pecado, nem se achou engano na sua boca.” (1Pe 2:22) Portanto, ele tinha o preço do resgate – a vida humana perfeita. Mas, se Jesus fosse Deus-Homem, não haveria equivalência, pois Adão não era Deus-Homem. Assim, a doutrina da Trindade nega o resgate.

    Curtir

  • Gibe  On 16 de julho de 2015 at 10:57

    Sinceramente ainda não entendo os argumentos do Asaph. Afinal ele crê na trindade ou no unicismo? Pois alguns argumentos por ele apresentados são modalismo e não trinitarismo: Vejam só: “Deus envio seu filho Jesus, e quando Ele envia Jesus, Ele se envia…” Ele se envia? Isto é modalismo. Continuando: “Então o próprio Deus veio como homem,,,” Acredito que ele precise entender melhor a diferença entre modalismo (unicismo) e trindade. Pois ele mistura as duas coisas no argumento acima: Se Jesus estava conosco e ele era “O Deus”, então o espirito santo também já estava no nosso meio pois ele também é “O Deus”.

    Se é assim, por que Jesus falando do ES disse:

    João 14:16 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, (João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada)

    E falando do Pai disse:

    João 5:32 Outro é o que testifica a meu respeito, e sei que é verdadeiro o testemunho que ele dá de mim. (João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada)

    E não entendi o que ele quis dizer com a frase: “o Espírito Santo volta habitar nosso meio de forma livre,”. Antes disso ele não era livre?

    Curtir

  • SemQI  On 16 de julho de 2015 at 12:42

    Asaph disse “” (Jo 3:16) Deus enviou seu filho Jesus, e quando Ele envia Jesus, Ele se envia porquê o Verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1:14). Então o próprio Deus veio como homem para pagar todo preço. “”

    Quem veio pagar o preço foi DEUS ou seu FILHO?? A Biblia responde!

    João 3:16,””PORQUE DEUS AMOU TANTO O MUNDO, QUE DEU SEU [FILHO]UNIGENITO””

    GALATAS 4:4 “”MAS, QUANDO SE COMPLETOU O TEMPO, DEUS ENVIOU SEU O FILHO””

    DEUS FICOU NO CÉU. ALIÁS, JESUS FOI VISTO, MAS DEUS NÃO! MESMO DEPOIS DE JESUS TER SIDO VISTO E VOLTADO AO CÉU.

    1°João 4:12″”NINGUÉN JAMAIS VIU A _DEUS””

    Ou seja, se Jesus era Deus quando fazia milagres ou agia de modo milagroso, então os que estavam perto ficava CEGO ou TAPAVA OS OLHOS. (pra quem crer no DEUS-HOMEN)..

    Como muitos dizem “”JESUS ERA DEUS QUANDO FAZIA MILAGRES”
    então, os discipulos também tinha teus momentos de DEUS! Rs

    Como sugerido pelo O Testemunha de Jah…devia ter a obra do PISCA PISCA. Oque seria isso?? Visto que, DEUS NUNCA FOI VISTO(1°Joao 4:12). Então, toda vez que Jesus agia como Deus, as pessoas envolta ficava piscando..(imagina na frente da mutidão ein!) Rs..

    Resumindo ..DEUS-HOMEN É ANTÍBÍBLICO!. Quem estava na terra era o Filho de Deus. Ou alguns trinitarios vai defender que um DEUS FOI VISTO E O OUTRO NAO? Seria 2 DEUS. E CAIRIA POR TERRA O DEUS UNICO FORMADO POR 3 PESSOAS!

    Curtir

  • Queruvim  On 16 de julho de 2015 at 17:21

    “se fez carne” é uma tradução enganosa. No grego se diz “tornou-se carne” não dá uma ideia de atividade ativa em “se fazer” carne. Mas o texto diz simplesmente que ele “tornou-se” ou “veio a ser”.

    Curtir

  • Saga  On 16 de julho de 2015 at 22:06

    "Para remover as ambiguidades, o termo certo não é revelado, pois já havia conhecimento do Espírito de Deus [...] O Espírito de Deus existe desde o princípio (Gn 1:1b) e estava presente no meio dos homens, de maneira livre, até a expulsão do Jardim do Eden (Gn 3:23). Para que Deus pudesse habitar no meio de seu povo Ele mandou construir a Arca da Aliança (Ex 25:8). Depois da arca, o Espírito de Deus esteve com os profetas (2Rs 2:12-16), mas podia habitar no meio do povo. Para que o Espírito de Deus habitasse em liberdade, foi preparada a vinda de Cristo [...] E quando cristo volta ao céu e é entronizado ele deixa seu espírito aos apóstolos (Lc 24:36-53) e [...] receberá o Espírito Deus através do batismo (At 1:5). Assim, o Espírito Santo volta habitar nosso meio de forma livre"

    Não disse coisa com coisa. Tá cheio de ambiguidades aí.

    "Deus envio seu filho Jesus, e quando Ele envia Jesus, Ele se envia"

    Quando diz Deus enviou SEU FILHO, este Deus é o Pai, pois tem um FILHO. Então quando diz que Ele se envia, quer dizer que o Pai foi enviado pelo Pai, o Pai enviou a si mesmo como Jesus.

    "Marcelo [..] Asaph Tu disse que Jesus não incluiu o ES no texto da pergunta (jo 17:3) pq o ES santo não tinha sido revelado."

    Jesus já tinha revelado o espírito santo quando falou sobre o Consolador, se ele não revelou o espírito santo como pessoa divina ali então sugiro que os trinitários parem de usar textos anteriores a João 17 como textos de prova quanto ao espírito, pois senão estarão se contradizendo…

    "Se estiverem disposto a reabrir o debate é só responder que cito as passagem e coloco o contexto em cada passagem."

    Ainda não pareceu necessário pois você nem respondeu sobre essa passagem aí, vou citar mais passagens para você me explicar sendo que ainda nem conseguiu explicar as que já foram citadas?

    Curtir

  • Asaph  On 16 de julho de 2015 at 23:01

    Marcelo On 16 de julho de 2015 at 5:16

    Marcelo creio que você saiba diferenciar uma figura de linguagem do que foi dito. No primeiro post respondi de forma objetiva e de maneira que houvesse entendimento para todos. Não tente colocar duas medidas, nenhum momento utilizei duas medidas, somente removi o que poderia remover a ambiguidade.

    HDC On 16 de julho de 2015 at 10:27
    Para mim é simples, não há abandono da lógica. É o que está escrito. Não estamos levantando outras religiões em debate e sim a passagem.
    Como disse, revelado pode gerar ambiguidade, sendo assim expliquei tudo de uma vez. A revelação é no batismo, porque assim a Espírito Santo pode habitar no homem. Todos que foram batizados receberam o Espírito Santo quando o véu foi rasgado.
    Está e a revelação.

    Daniel Oliveira On 16 de julho de 2015 at 10:32
    Nem sei que doutrina é essa que você fala. Como falei no outro post, me pergunte antes de colocar algo que não disse.
    Então com respondi no posto, Jesus veio para cumprir a lei. Caso queira abrir este assunto, creio que seja assunto para outro post.
    Estude a lei e o tabernáculo.

    Gibe On 16 de julho de 2015 at 10:57
    Creio que Deus seja o Pai ou Filho e o Espírito Santo e que são um. Deus habita em mim, o Espírito Santo habita em mim, Cristo habita ou está em mim.
    Estava evitando colocar isto em discussão, mas isso é um dos motivos que mostra a onipresença. Ele está em todos os lugares, mas ele só tem liberdade em dois lugares. Na arca da aliança ou em nós quando batizados.

    Jo 5:13 diz que como João testifica a verdade isso servirá para todo que testificar em nome de Cristo. Não podemos testificar em nosso nome.

    E Jo 14 é o um dos capítulos mais bonitas da Bíblia, pois aqui fala que Cristo e o Pai são um. O Consolador é o Espírito Santo. No versículo 17 fala de forma clara a diferença entre estar sempre na terra, habitando conosco, e a diferença de habitar em nós, para os que creem.

    SemQI On 16 de julho de 2015 at 12:42
    Não existe três pessoas e sim personificação. Ninguém jamais viu Deus, porque na terra ele veio como homem. A outras resposta seguem no post.

    Queruvim On 16 de julho de 2015 at 17:21
    http://www.priberam.pt/dlpo/tornar
    http://www.dicionarioweb.com.br/tornar/
    http://www.lexico.pt/tornar/
    Não são as melhores citações, mas dá para ver que tornar e fazer são sinónimos e nesta frase têm o mesmo significado.
    Sendo assim, mostra plenamente o que eu queria dizer. Veio a ser, tornou-se, se fez, para mim tudo a mesma coisa.

    Curtir

  • Bastos  On 17 de julho de 2015 at 0:23

    SemQI, já parou para pensar sobre o fato de Cristo ser chamado de “VERBO” ou “PALAVRA”?
    Por que você acha que isso ocorre?
    Quem é “maior” aquele que fala, ou a palavra falada?
    Só uma questão, queria que comentasse sobre…

    Curtir

  • SemQI  On 17 de julho de 2015 at 2:56

    Bastos On 17 de julho de 2015 at 0:23Permalink
     0 0 Rate This

    “”SemQI, já parou para pensar sobre o fato de Cristo ser chamado de “VERBO” ou “PALAVRA”?
    Por que você acha que isso ocorre?
    Quem é “maior” aquele que fala, ou a palavra falada?
    Só uma questão, queria que comentasse sobre… “”

    Prezado Bastos. antes de eu te responder, eu farei uma outra pergunta

    “”QUEM TEM AUTORIDADE SOBRE QUEM. A PALAVRA SOBRE O FALADOR OU O FALADOR SOBRE A PALAVRA??””

    A resposta é Obvia! A PALAVRA DEPENDE DAQUELE QUE FALA!

    ______,,_____________,,__________,,_____________,,__________,,___________,,______,

    Amigo asaph. Seja rapido e objetivo! Você ainda não disse nada poxa.
    VOCÊ CRÊR NA TRINDADE??(treis pessoas distintas em um Deus)
    OU, NO UNICISMO??(Deus uma pessoa, que se revela em treis formas diferentes)) ou tem outra doutrina que tu crer?

    Ajude-nos a entender teu ponto de vista.

    Curtir

  • Saga  On 17 de julho de 2015 at 4:08

    “Como disse, revelado pode gerar ambiguidade, sendo assim expliquei tudo de uma vez. A revelação é no batismo, porque assim a Espírito Santo pode habitar no homem. Todos que foram batizados receberam o Espírito Santo quando o véu foi rasgado. Está e a revelação”

    Ser batizado com espírito santo é muito diferente da questão de ser revelado que ele é uma pessoa divina, uma coisa é um acontecimento, algo prático, a outra é uma questão intelectual, de saber, conhecer algo.

    "Nem sei que doutrina é essa que você fala"

    Se alguém não faz ideia do que é o Resgate nem deveria se chamar de Cristão. Ao contrário de Trindade, o Resgate aparece na Bíblia

    Mateus 20:28 – Assim como o Filho do homem não veio para que se lhe ministrasse, mas para ministrar e dar a sua alma como resgate em troca de muitos.

    Romanos 3:24,25 – , E é como dádiva gratuita que estão sendo declarados justos pela benignidade imerecida dele, por intermédio do livramento pelo resgate pago por Cristo Jesus. Deus o apresentou como oferta de propiciação por intermédio da fé no seu sangue.

    1 Corintios 1:30 – Mas, é devido a ele que estais em união com Cristo Jesus, que se tornou para nós sabedoria de Deus, também justiça e santificação, e livramento por meio de resgate

    1 Tim 2:5,6 – Jesus, o qual se entregou como resgate correspondente por todos

    Daniel está dizendo que a morte de Jesus foi para cobrir o pecado de Adão, que é o que Paulo ensinou em seus escritos, você não leu as cartas de Paulo?

    “Estude a lei e o tabernáculo”

    Estude o Resgate e o porque foi necessário.

    “me pergunte antes de colocar algo que não disse”

    A Trindade repercute no resgate, pois aí ela envolveria a morte de Deus, Deus morrendo para pagar o pecado de Adão.

    “Então com respondi no posto, Jesus veio para cumprir a lei”

    A Lei do Resgate equivalente.

    “Creio que Deus seja o Pai ou Filho e o Espírito Santo e que são um”

    Uma pessoa? Você disse que Deus Pai enviou a si mesmo, então o Pai é o Filho.

    “Deus habita em mim, o Espírito Santo habita em mim, Cristo habita ou está em mim. Estava evitando colocar isto em discussão, mas isso é um dos motivos que mostra a onipresença”

    São três que estão em você, ou é um ? Quando você toma Deus como uma palavra separada de Cristo, está dando a entender que Cristo não é Deus.

    “a onipresença. Ele está em todos os lugares, mas ele só tem liberdade em dois lugares. Na arca da aliança ou em nós quando batizados”

    Demonstre com textos bíblicos isso.

    “Não existe três pessoas e sim personificação. Ninguém jamais viu Deus, porque na terra ele veio como homem”

    Jesus não é uma pessoa? Deus não é uma pessoa? O Espírito Santo não é uma pessoa? O que é uma personificação? Existem três personificações então? Que conversam entre si?

    “Sendo assim, mostra plenamente o que eu queria dizer. Veio a ser, tornou-se, se fez, para mim tudo a mesma coisa”

    Queruvim está destacando a questão da autoria e não do termo, de quem tornou ele carne, você não entendeu onde ele quis chegar. Assim como não entendeu o Resgate e também não entendeu quem enviou quem e nem entendeu o questionamento a respeito do que diz João 17:3.

    Curtir

  • HDC  On 17 de julho de 2015 at 9:53

    Asaph On 16 de julho de 2015 at 23:01
    “Não existe três pessoas e sim personificação. Ninguém jamais viu Deus, porque na terra ele veio como homem. A outras resposta seguem no post.”

    É como eu digo, tais argumentos são baseados não na palavra de Deus, mas como forma de explicar a Trindade. A lógica fica assim:
    1ª Argumentos possíveis para explicar a Trindade.
    2º Trindade explicada
    3ºTrindade existe.
    Sendo que deveria ser assim:
    1º Citações de textos que PROVAM a Trindade (sem raciocínio antibíblico como a de 3 pessoas ou personificação, que pra mim, tem o mesmo sentido, ou estaria você dizendo que Jesus é inanimado ? http://www.priberam.pt/DLPO/personifica%C3%A7%C3%A3o )
    2º Explicação dos textos sobre a Trindade (explicação lógica, sem furos, clara e baseada SEMPRE na Bíblia )
    3º Trindade explicada, irrefutável, Trindade existe.

    Seria simples, sem precisarmos buscar entendimentos externos à Palavra de Deus, entende ? Buscar explicações e terminologia para APOIAR uma doutrina não é Bíblico (Marcos 7:5-7).

    Desculpa Asaph, mas dizer que há Lógica em Deus enviar Jesus e quando envia Jesus ele se envia, não tem, em sentido absoluto, lógica alguma. É uma ideia que não pode ser apoiada racionalmente.

    Então, resumidamente, as Escrituras ficariam assim:
    “Deus é uma trindade, mas vou ocultar isso do meu povo até o nascimento do meu Filho, que também é Deus, que foi gerado pelo Espírito Santo, que é Deus também (fornicação do E.S como Divindade heim).Daí, meu anjo mal vai me tentar, me levar à provação pra tentar me derrubar (Deus poderia pecar ? Satanás é tão burro que perderia seu tempo tentando o Deus Todo Poderoso ?) mas não vai conseguir porque eu sou Deus, daí eu vou morrer pra pagar o preço pelo pecado humano e vou viver de novo pra poder mostrar pra eles que Pai, Filho e Espírito Santo são o mesmo. Mas vou deixar isso às ocultas, em segredo e só vou revelar séculos depois. Na minha palavra, a Bíblia, vou explicar que o Filho é menor do que eu só pra confundir. O E.S. vou simplesmente esconder como sendo uma pessoa. E eu, o Pai, vou me mostrar como Jeová.”
    Mas espera, não são os 3 um único Deus ????

    Seja sincero Asaph, existe lógica nisso ?
    Se eu não conhecesse o que as Escrituras dizem, com certeza me tornaria ateu e riria de gente que tentasse me explicar a Trindade dessa forma.

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 17 de julho de 2015 at 10:26

    Bastos, embora tenha dirigido sua pergunta ao “SemQi”, gostaria de responder simploriamente aqui sua pergunta e ele, ou eu, ou outra pessoa, futuramente, podemos complementar a resposta.

    Da mesma que Arão serviu de profeta, ou porta voz, pra seu irmão Moisés (Êxodo 7:1) no Egito, da mesma forma Cristo atua como porta voz oficial e principal de seu Pai, Jeová. Daí ser chamado de O Logos, Verbo ou Palavra.

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 17 de julho de 2015 at 10:30

    Asaph, você não conhece o ensino do resgate? Conhece sim, mas deve ser por outro nome. Vou resumir pra você.

    Praticamente todas as religiões que se autodenominam cristãs defendem em seus pontos de fé a doutrina da Redenção, também chamada de doutrina do Resgate e doutrina da Remissão.

    Trata-se de um ensino fundamental do cristianismo: de que Deus enviou seu Filho, Jesus Cristo, para dar a sua vida para pagar os nossos pecados.

    No entanto, as mesmas religiões “cristãs” negam essa doutrina básica por meio de outras doutrinas que elas defendem em seus pontos de fé e uma delas é a doutrina da trindade, assim como expliquei acima.

    Bom, é isso. Para mais informações sobre a doutrina da trindade, seguir site no link do meu nome, valeu.

    Curtir

  • PG Almeida  On 17 de julho de 2015 at 12:45

    Asaph On 16 de julho de 2015 at 23:01

    Fica difícil entender, por isso disse que compreendo o seu argumento.

    Vamos pela lógica da questão de aceitar a Cristo como Rei e Jeová como seu Pai e o Ser Supremo do Universo e sua força ativa, isto é, o Espírito Santo.

    Jesus Cristo qd foi enviado por seu Pai a terra pra dar sua vida como resgate, foi as pessoas humildes e simples de Israel, falou na linguagem deles, não usou de todo conhecimento e eloquência que dificultasse o aprendizado daqueles que queriam ser salvos.

    A Bíblia é tão clara neste assunto, que você demonstra que para entender profundamente os ensinos de Jesus Cristo está reservado a apenas algumas pessoas.
    E a palavra de Deus é clara que todos tem que ter o mesmo pensamento, o mesmo entendimento.
    É irreal aceitar que um Deus tão amoroso, bondoso, longânime não iria inspirar um dos Apóstolos a escrever sobre a “Trindade” e não iria preservar algum manuscrito do primeiro século com algo palpável pra nós sobre o tema.

    Tenho certeza que você já pesquisou e viu que o ensino da Trindade só surgiu no QUARTO SÉCULO, elaborada pela Igreja Católica.
    Muito estranho não é?
    Então em vez de ficar tentando mostrar algo que é Irreal, pois não está nos livros canônicos, faça uma oração sincera pedindo que Jeová o Deus Todo Poderoso lhe dê uma porção do espírito santo pra aceitar a Verdade clara que está na sua palavra a Bíblia não em concicílios que foram promulgados a mais de 16 séculos atrás

    Curtir

  • Davi  On 17 de julho de 2015 at 14:37

    Asaph boa tarde,

    A doutrina da Trindade cai por si só, pelo simples fato que o Espirito Santo não é uma pessoa e sim uma FORÇA ATIVA de Deus vejamos porque:

    Primeiro seria interessante entender que significa espírito na Biblia:

    A palavra grega pneú·ma (espírito) deriva de pné·o, que significa “respirar ou soprar”, e crê-se que a palavra hebraica rú·ahh (espírito) derive duma raiz que tem o mesmo sentido. Rú·ahh e pneú·ma, portanto, significam basicamente “fôlego”, mas têm significados ampliados além do sentido básico.

    Podem também significar vento; a força vital nas criaturas viventes; o espírito que a pessoa revela ter; pessoas espirituais, inclusive Deus e suas criaturas angélicas; e a força ativa de Deus, ou Seu espírito santo. (Veja Lexicon in Veteris Testamenti Libros [Léxico dos Livros do Velho Testamento], de Koehler e Baumgartner, Leiden, 1958, pp. 877-879; Hebrew and English Lexicon of the Old Testament [Léxico Hebraico e Inglês do Velho Testamento], de Brown, Driver e Briggs, 1980, pp. 924-926; Theological Dictionary of the New Testament [Dicionário Teológico do Novo Testamento], editado por G. Friedrich, traduzido para o inglês por G. Bromiley, 1971, Vol. VI, pp. 332-451.) Todos estes significados têm uma coisa em comum: todos se referem a algo invisível para a visão humana e que dá evidência de força em ação. Tal força invisível é capaz de produzir efeitos visíveis.

    Vamos ver as ocorrências dessas palavras, pneú·ma e Rú·ahh para enteder o que a Bíblia diz:

    Vento.

    Jó 41:15, 16, diz:

    15 As suas fortes escamas são o seu orgulho, cada uma fechada como por um selo apertado.
    16 Uma à outra se chega tão perto, que nem o ar passa por entre elas(Versão João Fereira de Almeida)

    A respeito das escamas bem ajustadas do leviatã que “nem mesmo o ar [werú·ahh] pode penetrar entre elas”. Aqui, novamente, rú·ahh representa ar em movimento, não apenas ar num estado parado ou imóvel. De modo que está presente a idéia de uma força invisível, a característica básica da palavra hebraica rú·ahh.

    O homem não pode controlar o vento; não pode orientá-lo, dirigi-lo, restringi-lo ou possuí-lo. Por causa disso, “vento [rú·ahh]” freqüentemente representa aquilo que é incontrolável ou inalcançável pelo homem — algo elusivo, transitório, fútil, de nenhum benefício genuíno. (Veja Jó 6:26; 7:7; 8:2; 16:3; Pr 11:29; 27:15, 16; 30:4; Ec 1:14, 17; 2:11; Is 26:18; 41:29.

    Pessoas Espirituais.

    Deus é invisível aos olhos humanos (Êx 33:20; Jo 1:18; 1Ti 1:17), e ele está vivo e exerce insuperável força em todo o universo. (2Co 3:3; Is 40:25-31) Cristo Jesus declara: “Deus é Espírito [Pneú·ma].” O apóstolo escreve: “Ora, Jeová é o Espírito.” (Jo 4:24; 2Co 3:17, 18) O templo edificado sobre Cristo como pedra angular de alicerce é um “lugar para Deus habitar por espírito”. — Ef 2:22.

    Isto não significa que Deus (Jeová) seja uma força impessoal, incorpórea, assim como o vento. As Escrituras atestam inconfundivelmente que ele tem personalidade; possui também um lugar, de modo que Cristo podia falar de ‘ir para o Pai’, a fim de que pudesse ‘aparecer por nós perante a pessoa de Deus [literalmente: “face de Deus”.

    Outras criaturas espirituais

    Anjos são chamados pelos termos rú·ahh e pneú·ma em diversos textos. (1Rs 22:21, 22; Ez 3:12, 14; 8:3; 11:1, 24; 43:5; At 23:8, 9; 1Pe 3:19, 20) Nas Escrituras Gregas Cristãs, a maioria dessas referências são a criaturas espirituais iníquas, demônios. — Mt 8:16; 10:1; 12:43-45; Mr 1:23-27; 3:11, 12, 30.

    A Força Ativa de Deus; Espírito Santo. A grandíssima maioria das ocorrências de rú·ahh e pneú·ma está relacionada com o espírito de Deus, sua força ativa, seu espírito santo.

    Não é uma pessoa. Foi só no quarto século EC que o ensino de o espírito santo ser uma pessoa e parte da “Divindade” tornou-se dogma oficial da igreja. Os primitivos “pais” da igreja não ensinavam isso; Justino, o Mártir, do segundo século EC, ensinava que o espírito santo era ‘uma influência ou um modo de agir da Deidade’; Hipólito tampouco atribuiu personalidade ao espírito santo. As próprias Escrituras estão unidas em mostrar que o espírito santo de Deus não é uma pessoa, mas é a força ativa de Deus, pela qual ele realiza seus propósitos e executa sua vontade.

    Não tem identificação como pessoa. Visto que o próprio Deus é Espírito e é santo, e visto que todos os seus fiéis filhos angélicos são espíritos e são santos, é evidente que, se o “espírito santo” fosse pessoa, as Escrituras deveriam razoavelmente fornecer alguns meios para diferenciar e identificar tal pessoa espiritual dentre todos esses outros ‘espíritos santos’. Seria de esperar que, pelo menos, se usasse o artigo definido para ele em todos os casos onde não é chamado de “espírito santo de Deus”, ou não é modificado por alguma expressão similar. Isto pelo menos o distinguiria como O Espírito Santo. Mas, ao contrário, em grande número de casos, a expressão “espírito santo” aparece no grego original sem o artigo, indicando assim ausência de personalidade. — Veja At 6:3, 5; 7:55; 8:15, 17, 19; 9:17; 11:24; 13:9, 52; 19:2; Ro 9:1; 14:17; 15:13, 16, 19; 1Co 12:3; He 2:4; 6:4; 2Pe 1:21; Ju 20, Int e outras traduções interlineares.

    Visto que atravês desse estudo profundo das escrituras e de acordo com a História percebemos que o Espirito Santo não é uma pessoa e sim uma FORÇA ATIVA DE DEUS, isso acaba com a doutrina da Trindade (porque três são um).

    Curtir

  • SemQI (17 anos)  On 17 de julho de 2015 at 15:12

    Pra falar mais sobre a tua pergunta ,caro bastos.

    Devemos lembrar que, Jesus era representante de Jeová. – João7:19 “EU O CONHEÇO, PORQUE SOU REPRESENTANTE DELE”. isso esta de acordo com as a palavras do prezado DANIEL OLIVEIRA, QUE DISSE QUE JESUS ERA PORTA VÓZ PRINCIPAL DE JEOVÁ.

    O próprio Cristo, apoia isso. Note

    João 6:38 “”POIS DESCI DO CÉU NÃO PARA FAZER MINHA VONTADE, MAS A VONTADE DAQUELE QUE ME ENVIOU”
    É esse o dever de um porta-vóz ou representante, ele faz a vontade daquele que envia, cumprindo assim suaa designações.

    Curtir

  • Bastos  On 17 de julho de 2015 at 17:34

    Olha SemQI, na verdade a pergunta foi dirigida ao Asaph.
    De fato, assim como você e Daniel Oliveira afirmaram, Jesus Cristo mostrou-se Palavra de Deus.
    Eu fico imaginando como um trinitarista ora:
    Vou orar para o Pai, mas que é Deus com o E.S. e Jesus,
    dirijo minha oração pedindo o E.S. que é Deus e assim também Pai e Filho.
    e oro em nome do Filho, que é Deus (e assim seguindo a sentença anterior)
    É a mesma coisa que um homem que escreve um pedido numa carta, esta carta é lida pela pessoa que leva a carta, e chegando no destino, a pessoa que recebe já estava com a carta. Só falando loucuras para tentar justificar essa crença.
    Doutrina que não fala bem do “Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de ternas misericórdias”.(2 Cor 1:3)

    Curtir

  • Asaph  On 18 de julho de 2015 at 14:16

    Bastos On 17 de julho de 2015 at 17:34

    Não aceito zombaria. Oração é algo pessoal, não rito. O véu foi rasgado.

    Curtir

  • neuza maria  On 19 de julho de 2015 at 13:00

    A Bíblia mostra sempre que o Espírito Santo não é uma terceira pessoa e nem se refere a ele como, por exemplo DEUS ESPÍRITO SANTO ou o ESPÍRITO SANTO DEUS e sim sempre dando a entender que é algo que pertence a alguem [no caso, a DEUS] pois muitas vezes se lê assim o [TEU] espírito santo ou o espírito santo [DE DEUS] salmos 51:11/ efésios 4:30

    Curtir

  • Asaph  On 19 de julho de 2015 at 18:21

    Serei breve em responder algumas pessoas. Desanimei em participar do fórum, pois algumas não respeitam o direto de responda impondo doutrinas e até zombando da fé do próximo.

    Bastos On 17 de julho de 2015 at 0:23

    Não vejo muita diferença, mas creio quem já tem o Verbo(Jesus/Espírito Santo) precisa focar na palavra, que é a voz de Deus e seus ensinamentos.

    Mas todos precisamos do Verbo, sem ele não somos nada.

    SemQI On 17 de julho de 2015 at 2:56

    Eu creio em um único Deus, o mesmo Deus de Abrão Isaque e Jacó. E que ele manifestou de três maneiras diferentes.

    Pelo que vi em alguns post e pelo meu amigo que indicou o site, sendo ele testemunha de Jeová, a definição de trindade não me defini. Nunca ouvi falar sobre outros termos. O que importa e é o que coloquei e no que creio.

    HDC On 17 de julho de 2015 at 9:53

    Não é só uma questão de lógica, existe um plano por trás toda a Bíblia.
    Se fosse só uma questão de lógica, todos que já leram a Bíblia seria cristão e não existiria ateus. A fé vem pelo ouviu Rm 10:17, ou melhor todo o capítulo 10.

    Como já havia dito, não vim para defender linha de raciocínio impostas em livros e nem doutrinas. Estive aqui para responder perguntas, mas acho que misturaram as coisas.

    Daniel Oliveira On 17 de julho de 2015 at 10:30

    Como estava conversando outro dia com meu amigo que indicou o site. A palavra de Deus é ensinamento não doutrina. Mas por cousa de sua explicação pesquisarei mais um pouco sobre o resgate. Gosto de estudar antropologia.

    PG Almeida On 17 de julho de 2015 at 12:45

    Já mostrei de forma resumida “a trindade” no antigo testamento, oi seja, nos manuscritos antes de 4º século.
    Não vou abrir a discussão, pois não irei responder mais nada. Só coloco mais uma vez a conversa que tive com meu amigo. Ele me contou sobre este mesmo concílio e o que teve nele. E respondo da mesma forma que respondi a ele.
    Na verdade o que aconteceu a fusão do ferro com o barro (Dn 2), a estátua de Daniel. Isto é o início do fim, o que remete a discussão sobre os últimos dias, a besta e a última igreja.

    Até

    Curtir

  • Queruvim  On 19 de julho de 2015 at 19:19

    Se fosse só uma questão de lógica, todos que já leram a Bíblia seria cristão e não existiria ateus.

    Ou seja, quando algo é lógico, todos aceitam, certo? Que eu saiba, por mais lógico que você seja, quem não aceita prefere agradar a si mesmo e a tradição a que se apegou. Por exemplo, quer algo mais lógico do que a condenação da Bíblia referente ao uso de imagens na adoração? Isso é mais q lógico. Mas padres há em toda cidade por ai. Simplesmente descartam a “lógica” dos textos inspirados.

    Se fosse só uma questão de lógica

    Ou seja …você admite que não tem lógica. Mesmo assim defende o ilógico ensino da trindade. Não importa que não tenha lógica, mesmo sendo irracional você aceita, desde que seja o que o agrada, desde que seja sua tradição predileta e a aprendida dos mestres da cristandade.

    “não irei responder mais nada”

    Responder o que foi proposto na página não, né? Mas tentar achar supostas ofensas e respondê-las, ai sim! NÃO EXISTE UM VERSO NA BÍBLIA que ensine uma “trindade” e sequer a palavra “trindade”. Poderá apontar 1 João 5:7 que é uma adulteração provenientes de pessoas que defendiam este deus de três cabeças importado do paganismo, vindo daqueles que preferem aceitar o que é “ilógico” e defender o que acreditam. Tomam liberdades com o texto. Eu nunca vi um trinitário metido a santimônia criticar esta aberração de adulterar o texto da Bíblia de maneria tão descarada…sim estou me referindo a 1 João 5:7 e muitos outros textos. Trinitários prestarão contas a Deus por esta atitude.

    Curtir

  • Kyo  On 19 de julho de 2015 at 23:55

    neuza maria On 19 de julho de 2015 at 13:00: “A Bíblia mostra sempre que o Espírito Santo não é uma terceira pessoa e nem se refere a ele como, por exemplo DEUS ESPÍRITO SANTO […]”

    De fato, a bíblia nunca apresenta o espírito santo como a “terceira pessoa da trindade”, mesmo em locais onde isso deveria acontecer. Exemplos:

    1CO 8:5, 6
    “Pois, embora haja os que são chamados deuses, quer no céu, quer na terra, assim como há muitos “deuses” e muitos “senhores”, para nós há realmente UM SÓ DEUS, O PAI, de quem procedem todas as coisas, e nós existimos para ele; e há um só Senhor, Jesus Cristo, por meio de quem são todas as coisas, e nós existimos por meio dele.” (destaque acrescentado)

    Paulo está aqui identificando quem é Deus. E ele diz que é “o Pai”. Ele cita também Jesus, mas não chama ele de Deus. E nem sequer cita o espírito santo. Agora pense:

    Por que ele não cita três pessoas, mas só duas?

    RE 7:9, 10:
    “Depois disso eu vi uma grande multidão, que nenhum homem era capaz de contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de compridas vestes brancas, e havia folhas de palmeiras nas suas mãos. Clamavam em alta voz: ‘DEVEMOS A SALVAÇÃO AO NOSSO DEUS, QUE ESTÁ SENTADO NO TRONO, E AO CORDEIRO.’” (destaque acrescentado)

    Os da grande multidão dizem que devem a salvação a “Deus, que está sentado no trono, e ao cordeiro”. Agora pense:

    Uma vez que o espírito santo teve funções vitais no plano de salvação divino, como a inspiração da bíblia (2Ti 3:16), das profecias (2Pe 1:21), transferência da vida de Jesus para o ventre de Maria (Lu 1:35), dava os dons milagrosos (At 2:1-4) etc., por que ele é omitido nesse versículo? O espírito santo não é omitido demais nesses tipo de versículo?

    Curtir

  • Alexei  On 20 de julho de 2015 at 7:58

    Realmente, se o espírito que tem funções vitais no plano de salvação divino porque que ele seria esquecido em tantas passagens???

    Paulo, por exemplo fez algumas vezes, expressões que demonstram isso:

    “Conjuro-te diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, e dos anjos eleitos, que sem prevenção guardes estas coisas, nada fazendo com parcialidade.”
    1Tim 5:21

    Qual seria o motivo para tal esquecimento? Seria realmente importante citá-lo aqui nessa passagem? Não seria um excelente momento para firmar essa base teológica tão importante para as Igrejas que iriam ser formadas pelo mundo?

    Ou será que realmente não era tão importante assim?

    Curtir

  • Anônimo  On 20 de julho de 2015 at 9:38

    Asaph me responde uma coisa.
    Quantos espíritos santos existem no céu?
    Um, três, ou miríades e miríades?

    Curtir

  • cleyton  On 20 de julho de 2015 at 9:41

    porque ele não é uma pessoa,mas sim o poder de Deus pelo qual realiza sua vontade.além do mais se o espírito santo fosse uma pessoa seria maior que cristo,pois a bíblia diz que o pecado contra o filho do homem será perdoado,mas contra o espírito santo não seria. marcos 3:28,29

    Curtir

  • Alvaro B Silva  On 17 de março de 2017 at 15:01

    Então o que dizer do verso em atos 5:1-4 no verso 3 diz aqui que Ananias estava mentindo ao espirito santo, e no 4 diz que ele estava mentido ao homem mas sim a Deus. Come é que menti a uma espirito se esse ñ fosse Deus.

    Curtir

  • Marcelo  On 21 de março de 2017 at 15:05

    Que feio Alvaro. Ignorou a pergunta do artigo e fez uma pergunta que já foi respondida e refutada neste blog. Tem até artigo dedicado ao texto.

    Falácia da sardinha vermelha.

    Curtir

Comments in english allowed! Não serão permitidos comentários de opositores ou pessoas que querem debates sem fim. EVITE FUGIR DO TEMA DA PÁGINA OU FAZER flooding de informações. Isso é coisa de gente desonesta e que quer confundir. Discordar não é problema, mas fazer oposição com zombaria desrespeito e trollagem não são aceitos nesta página. Ao postar nesta página você estará concordando com isso! Não é permitido a participação de APÓSTATAS nos comentários desta página. Em outras palavras, críticas e discordâncias são aceitas e até mesmo postadas, mas não “espírito de oposição”. Isto se dá em vista do claro mandamento bíblico para que “os eviteis” Romanos 16:17. Outra coisa...tenho recebido comentários feitos com erros graves em quase toda linha e frase. NÃO POSTAREI. Tenha respeito por assuntos bíblicos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s