Para onde foi Enoque? A Bíblia responde!


Sem se desviar em nada das Escrituras Sagradas e atendo-se a textos bíblicos específicos ou relacionados, como responderíamos a pergunta: Para onde foi Enoque?

enoch

Este artigo pretende ser bem objetivo e totalmente baseado em textos bíblicos. Portanto, vejamos a Bíblia “falar” sobre este assunto. Para isso temos que nos deter em diversos textos das Escrituras Sagradas e harmonizá-los para termos a resposta globalmente bíblica.

Em Gênesis capítulo 5 versículos 23 e 24 lemos, na Tradução da Bíblia João Ferreira de Almeida Corrigida e Revisada  Fiel:

“E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos.
E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou”.

Gênesis 5:23-24

Este texto diz que Enoque,  que era evidentemente um servo fiel de Deus, foi “tomado”.

A Tradução do Novo Mundo verteu esta passagem da seguinte forma:

“ De modo que todos os dias de Enoque somaram trezentos e sessenta e cinco anos.E Enoque andou com o [verdadeiro] Deus. Depois não era mais, porque Deus o tomou”.

A frase “depois não era mais”  em Gên. 5: 24 é significativa, visto que a palavra hebraica usada deriva-se de uma raiz primitiva (com pronúncia fonética : ah’-yin ) que significa “nada” segundo o Brown Driver Briggs. É uma partícula negativa e ocorre no texto com um sufixo pronominal.

Antes de começar a nossa análise de dados/textos , por assim dizer, vamos nos aprofundar um pouco no significado exato desta palavra hebraica, visto que isto ajudará muito no entendimento e aceitação de outros textos bíblicos relacionados a este tema. Percebí que algumas páginas pessoais na internet se aventuram em achar as respostas ao dilema proposto neste artigo. Contudo, são feitas avaliações superficiais e em alguns casos “tentando refutar” o que outros disseram. Tal tipo de pesquisa não segue o princípio acadêmico de pesquisa. É básico que recorramos a diversos textos bíblicos direta ou indiretamente relacionados e que  sejamos imparciais na interpretação dos resultados da pesquisa. Em vista disso, raríssimas páginas  mencionam textos bíblicos ou fazem uma melhor avaliação. 

Alguns críticos das Testemunhas de Jeová, deveriam deixar as TJ em paz e procurar fazer uma pesquisa responsável. Em primeiro lugar, eu não poderia deixar de mencionar, que o texto de Gên. 5:23,24 na Almeida é uma vergonha. A sintaxe e ortografia, a fraseologia, em inúmeros casos frases inteiras totalmente erradas revelam o pouco caso da Igreja Evangélica que não tem competência para verter de modo responsável a palavra de Deus. A Tradução do Novo Mundo, produzida pelas Testemunhas de Jeová possui uma diferença abismal neste aspecto em relação a outras versões aqui no Brasil.  Observe só este exemplo de solecismo! Ao invés de dizer “e todos os dias de Enoque foram…” o texto da Almeida reza: “ E foram todos os dias de Enoque…”  Acrescente-se a isso o fato de que a frase “e andou Enoque  com Deus” segue a mesma construção ridícula e verte a palavra hebraica articulada haElohim de forma a não transmitir exatamente o sentido do original. No original literalmente se diz que Enoque andou com “O Deus” (em hebraico HaElohim) Sendo Ha o artigo definido. A TNM verteu apropriadamente e reza que “Enoque andou com o [Verdadeiro] Deus” .

O texto prossegue dizendo que “depois não era mais”. A forma como a Almeida verteu esta palavra hebraica se desvia do original. Por que? Eles não aceitam a definição dada pelos mais respeitados léxicos e dicionários a respeito da partícula negativa ah’-yin que ocorre em Gên. 5:24. Observe esta partícula em destaque com letras vermelhas na figura abaixo e lembre-se que hebraico se lê da direita para esquerda.

enoch

A forma primitiva desta raiz hebraica ocorre 35 vezes em outros textos exatamente como o vemos em Gên. 5:24 com um sufixo pronominal e sempre significa “e nada”, “não é” “não há” ,”não mais” “não era”, etc.

A mesma partícula hebraica ah’-yin  ocorre em Isaías 44:6  onde Jeová diz “além de mim não há (ah’-yin) Deus” A própria aplicação desta palavra hebraica sugere claramente e em diversos textos  “a negação absoluta de existência” diz o léxico de Brown Driver Briggs. (Isaías 47:10; Deut. 4:39; 1 Reias 8:60; Isaías 45:5,6,18,22)

Não se apresenta em hebraico ideia alguma de que Enoque “não apareceu” como diz a Almeida, antes, o sentido da partícula hebraica é o de um estado de “nada” ou inexistência. Ou seja o texto diz explicitamente que Enoque “não era mais”. Observe também que Gênesis 5:23 diz que “…todos os dias de Enoque somaram trezentos e sessenta e cinco anos”. O texto não diz “todos os dias de Enoque na terra foram…”

Tanto é que a ARA optou por verter “e já não era”, a mesma tradução encontrada na King James Version. A ASV também optou por uma tradução literal “e ele não era”, a NIV verteu “ele não era mais”, A tradução  Webster optou por “ele não era”, todas estas em plena harmonia com a TNM “não era mais”. A opção “não apareceu” sugere sutilmente que ele estava em outro lugar , algo que a partícula hebraica não sugere. Como veremos em seguida, nem mesmo o restante da Bíblia sugere isso!

Será que o escritor de Gênesis transmitiu apenas a ideia de que Enoque não estava mais presente entre nós podendo estar em outro lugar, como por exemplo, nos céus?

A Bíblia mostra claramente que isso não é possível. A condição dos mortos é esclarecida em  Eclesiastes 9:5, 10, onde lemos: “Os mortos não sabem coisa nenhuma . . . Na sepultura . . . não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.” (Almeida,Edição Contemporânea) Portanto, a morte é uma condição de não-existência. (Veja este artigo ) Este e muitos outros textos são simplesmente descartados ou ignorados pelos teólogos das Cristandade. Riscam fora outros textos também, como se estes fossem “não inspirados”. (E de fato é o que dizem muitos evangélicos)

Paulo, sob inspiração de Jeová Deus, escreveu em Hebreus 6:20 que Cristo foi o “precursor” a entrar no domínio celestial.

Ou seja, ele foi o primeiro que nasceu como humano e que ao morrer entrou no domínio celestial. Ninguém mais, antes de Cristo, havia “ascendido aos céus”, de fato lemos em João 3:13 que antes de Cristo “ninguém ascendeu ao céus” . Se disséssemos que Enoque foi para o céu estaríamos assumindo que Jesus estava errado em falar em João 3:13 que “ninguém ascendeu aos céus”. Romanos 5:12 diz que “a morte se espalhou a todos os homens” incluindo Enoque. Nem mesmo Daví foi para o céus. Atos 2:34 diz: “Daví não ascendeu ao céus…”. Ninguém tinha perspectiva de vida no céus antes da ceia realizada por Cristo. Foi nesta ocasião que  Cristo falou pela primeira vez a apenas 11 de seus seguidores fiéis a respeito deste privilégio concedido aos que “reinarão” ou “governarão” desde os céus. (Para entender melhor sobre a vida nos céus leia este artigo) é IMPORTANTÍSSIMO que se estude estes links citados aqui para entender melhor o assunto relacionado a Enoque. Reserve tempo para ler este artigo também! 

Hebreus 9:8 nos dá um esclarecimento divino sobre o assunto:

“O espírito santo esclarece assim que o caminho para o lugar santo ainda não fora manifestado enquanto a primeira tenda estava de pé.”

Que “lugar santo” é este? Hebreus 9:24 diz que “Cristo entrou, não num lugar santo feito por mãos…mas no próprio céu, para aparecer agora por nós perante a pessoa de Deus”. Agora leia com atenção Hebreus 10:19, 20:

“Portanto, irmãos, visto que temos denodo para com o caminho de entrada no lugar santo, pelo sangue de Jesus, que ele inaugurou para nós como caminho novo e vivente …” Ou seja, Cristo foi o “precursor” e aquele que “inaugurou” a entrada para o céus. Tais textos se harmonizam com João 3:13 perfeitamente! Sem falar que não se choca com Eclesiastes 9:5 e 10 onde lemos que os “mortos não estão cônscios de absolutamente nada”.

Isto explica por que Jesus disse que Lázaro estava “dormindo”. Na verdade Lázaro estava morto e não em um domínio celestial. Caso estivesse no céus, será que Jesus iria trazê-lo de volta a vida para morrer como homem imperfeito novamente se ele estivesse na bem aventurança celestial?

As Escrituras mostram que Cristo Jesus foi o primeiro a ascender da terra aos céus na presença de Deus. (1Co 15:20;) Em plena consonância com Atos 26:23 onde o medico Lucas escreveu que  Cristo foi “o primeiro a ser ressucitado dentre os mortos”, obviamente para a vida celestial. Observe o caso de Elias neste artigo

Quanto a palavra grega usada em hebreus 10:20 “enekaínisen” (vertida “inaugurou” na TNM) e vertida “consagrar” em algumas versões da Bíblia, posso dizer o seguinte:

“En” é uma preposição que significa “em” “no” “na” e o sufixo verbal “kainízo”  significa “tornar novo” ou “recente”. Literalmente, a palavra  “enekaínisen” significa portanto “ele inovou” ou “inaugurou”. Concordemente, a tradução inaugurou é mais exata do que “consagrou”, que significa “Tornar sagrado; reservar ou dedicar (algo, alguém) sendo que esta ultima se distancia do significado literal.

A New American Standard Bible verteu a mesma palavra grega usada em Hebreus 10:20 encontrada em hebreus 9:18 por “inaugurou. Ademais a Septuaginta ou  LXX, uma versão do V.T para o grego feita antes de Cristo, verteu a palavra enekaínisen (enekainisen)  em 2 crônicas 20:5 como tradução da palavra hebraica “inaugurou”, o que confirma a opção escolhida pela Comissão de Tradução da Tradução do Novo Mundo. A palavra grega enekaínisen ocorre em Números 7:10 na LXX quando fala da “inauguração do altar”. Interessante que a palavra hebraica em Num 7:10 é Hanukhah que significa “inauguração” ou “dedicação” neste sentido.

Há uma relutância dos léxicos em afirmar como primeira opção “inaugurou”. Preferem antes “dedicou” ou “consagrou”, obviamente devido a tendencia ou preferências teológicas, uma vez que “dedicação” pode e é entendida como significando outra coisa que não uma “inauguração”. Hebreus 6:20 serve para esclarecer este assunto de uma vez, visto que alí diz que Cristo ao entrar no domínio celestial o fez como um “precursor”. A Concordância de Strong verte a palavra grega “pródromos” como significando “precursor” ou alguém que “vai primeiro”. Portanto este texto apoia a versão da palavra grega acima como significando “inaugurou”.

Paulo escreveu que , “tampouco o pacto anterior foi inaugurado [forma do gr.en·kai·ní·zo] sem sangue” (He 9:18), ele indica que o novo pacto foi posto em vigor de modo similar — inaugurado pela morte, ressurreição e ascensão de Jesus ao céu, onde Jesus apresentou o valor de sua vida humana, e de onde depois disso derramou espírito santo sobre seus discípulos. Uma vez que Jesus Cristo foi ressuscitado no espírito, ele podia realmente entrar no verdadeiro “lugar santo”, os céus da presença de Jeová, e, com seu sacrifício de resgate, tornar possível que seus seguidores ungidos também entrassem no céu. Assim, podia-se dizer que ele iniciou, inovou ou inaugurou o caminho para os céus, provisão esta que, depois, seria utilizada por outros. — He 10:19, 20.

A respeito de Hebreus 11:5

O texto na Almeida Revisada corrigida e fiel diz assim: “Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus”. Hebreus 11:5

Certa página de um teólogo opositor das TJ no Brasil afirma :

“Mas, uma pergunta é pertinente aqui: Como sabemos que Enoque foi estar com Deus e não foi morto por Ele?

Os textos acima demonstraram claramente que Enoque não foi para junto de Deus, algo que só aconteceu com os fiéis após a ceia, ocasião quando Cristo começou a abrir a oportunidade de vida celestial sendo ele mesmo o “precursor” a entrar ali.

Será que estes “teólogos” e eruditos bajulados pelo mundo estão estudando este assunto com uma equipe responsável assim como fazem os que eles tanto criticam? Ou pesquisam eles sozinhos e de modo apressado sem apoio ou organização alguma de seus irmãos de fé?

Em Hebreus capítulo 11 após enumerar uma longa lista de testemunhas fiéis de Jeová que incluiu Enoque (veja verso  5 e também Hebreus 12:1) lemos no final do capítulo 11 no verso 39:

Todos estes morreram em fé,+ embora não recebessem o [cumprimento das] promessas,+ mas viram-nas de longe+ e acolheram-nas,* e declararam publicamente que eram estranhos e residentes temporários no país”

Ou seja, nenhum deles receberam o cumprimento das promessas, uma vez que não foram para o domínio celestial, nem mesmo Enoque. “Todos estes morreram” diz o texto.  Ele também “não viu o cumprimento da promessa”. Ou devemos imaginar que ele era melhor que Davi que “não ascendeu aos céus”? ( Atos 2:24) Mateus 11:11 mostra claramente que o maior profeta que viveu antes de Cristo, não foi para o céu, a saber, João Batista. Todos estes textos lançam luz neste assunto e demonstram que a vida celestial não era uma realidade para os servos de Deus dos tempos pré-cristãos.

A palavra “tomou” (heb. lakakh) usada em Gên. 5:24 quando diz sobre Enoque que “Deus o tomou”é usada com referência a morte também nas Escrituras. Por exemplo em Ezequiel 33:6 onde lemos sobre alguém vir e “tirar” (lakakh) a vida do povo.

Quando levamos a Bíblia , levamos seu contexto a sério e paramos de forçar teologia tradicional ou pessoal no texto, a única conclusão lógica e razoável é a de que Enoque morreu. A obra Estudo Perspicaz das Escrituras produzida pelas Testemunhas de Jeová falando sobre Enoque faz a seguinte declaração:

“Enoque foi “transferido para não ver a morte”, o que talvez signifique que Deus o pôs num transe profético e então terminou a vida de Enoque enquanto estava no transe, de modo que não sofreu as agonias da morte. (Gên 5:24; He 11:5, 13)” Observe a palavra “talvez”. Isto implica no seguinte, as TJ não afirmam de modo categórico que tal transe realmente ocorreu com 100% de certeza. São cautelosas em suas afirmações. É realmente isso que se espera de quem faz pesquisa responsável. Ao lermos que Enoque foi “trasladado” que é o mesmo que “transferido ou transportado” segundo o dicionário Aulette, poderíamos concluir apressadamente que Enoque foi para outro lugar. Contudo, os textos citados acima não podem ser ignorados. 

Certa página escrita por Judeus comenta:

Enoque, Moisés e Elias … onde estão?

“E assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo,” (Hb 9:27)

“Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.” (Rom 5:12).

“Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo. Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que este corpo corruptível se revista de incorruptividade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade.” (1Co 15:22,51-53) FONTE: http://www.israelitas.com.br/estudos/estudosVer.php?id=9

Em vista do exposto acima, os que aceitam a proposição de que Enoque foi para o céu rejeitam vários textos bíblicos e procuram harmonizar até mesmo palavras hebraicas e gregas para que se conforme a teologias tradicionais. 

A conclusão a que chegamos, depois de considerar cuidadosamente todos os textos relacionados, sem ignorar nenhum deles, é a de que Enoque mui provavelmente enquanto estava vendo algo em visão, da mesma forma que o Apóstolo João, que disse que “por inspiração vim a estar no dia do Senhor” (um evento futuro), Enoque deve ter entrado em um estado de visão, e neste momento Jeová Deus, se agradava tanto dele que o fez desaparecer. Ele foi provavelmente desmaterializado como se tivesse entrado numa cápsula do tempo, por assim dizer, e voltará quando a terra estiver em condições melhores no reinado milenar de Cristo, no futuro próximo, após Jeová Deus eliminar a maldade da terra e transformá-la num lar paradisíaco. (Salmo 37:29 Mat 5:5 Rev .21:3,4)

Opositores e críticos das Testemunhas de Jeová falam desta interpretação como sendo a de que “Jeová matou” Enoque. Zombam das TJ ao passo que atropelam textos bíblicos inspirados e forçam teologia tradicional no texto da Bíblia Sagrada.

Assuntos relacionados para pesquisa:

 

O que REALMENTE ACONTECE COM A PESSOA QUANDO MORRE? VÍDEO

Quem disse que “somente 144.000 serão salvos? 

Both comments and trackbacks are currently closed.

Comentários

  • Vinícius  On 27 de agosto de 2013 at 3:20

    Faltou o mencionar o mais importante: o testemunho de nosso Senhor Jesus Cristo. No evangelho de João, cap 3, versículo 13, Jesus diz claramente: ” Ademais, nenhum homem ascendeu ao céu, senão aquele que desceu do céu, o Filho do homem.” Assim sendo, nem Enoque, Moisés, Elias ou outro profeta, ou qualquer pessoa foi para o céu antes de Jesus Cristo, nosso Senhor, que se tornou primícias dos que dormem (1 Co 15:20, 23). Nosso Senhor se tornou o primeiro a ser ressucitado para vida imortal no céu. Por isso ele é as primícias.

    Curtir

  • Queruvim  On 27 de agosto de 2013 at 17:08

    Vinícius, avalie com mais cuidado e perceberá que o artigo fala sim deste texto e comenta duas vezes.

    Att.

    Queruvim

    Curtir

  • antonio  On 28 de agosto de 2013 at 13:04

    se está ordenado aos homens morrerem uma unica vez,então quanto aos que foram ressuscitados como por exemplo lázaro? Se for por isso que esses homens morreram sem sentir a dor da morte,entao esses que jesus ressucitou nao morreram mais??

    Curtir

  • Queruvim  On 28 de agosto de 2013 at 14:16

    Paulo em Hebreus 9:27 está falando de um modo geral se referindo aos “homens”, ou seja a humanidade. Em harmonia com isso, Eclesiastes 9:5 dia que “os mortos não estão conscios de absolutamente nada”. A morte é o contrário da vida. Contudo, “depois disso há um julgamento”, diz Paulo em Hebreus 9:27, indicando que a ressureição é uma perspectiva para alguns “injustos” que morreram. De fato em Atos 15:24 diz que “há de haver uma ressureição tanto de justos como de injustos” não háverá ressureição de “iníquos” ou “impios”, uma vez que no Salmo 1:5 diz que “os iníquos não se levantarão no julgamento”. “A expectativa dos justos é alegria, mas a própria esperança dos iníquos perecerá.” (Pr 10:28)Ou seja, os “injustos” (pessoas que nunca tiveram a oportunidade de ouvir falar sobre Deus e sobre a Bíblia, voltarão na ressureição. Ao passo que os iníquos ou “impios” não terão esta oportunidade. Deixarão de existir. Quando Paulo fala que aos homens está reservado “morrer um vez para sempre” ele tinha em mente sob inspiração divina a verdade fundamental pregada pelas Testemunhas de Jeová, que a morte é morte e não uma passagem. Vida celestial não é o privilégio de muitos. Apenas os que são escolhidos por Deus para irem para o céus é que irão; ao passo que a vasta maioria das pessoas boas estão mortas e aguardando a ressureição para viverem aqui mesmo na terra. Ou seja, a morte é o que aguarda a maioria no Grande e atemorizante dia de Julgamento que se aproxima. E depois de um tempo, os q forem considerados merecedores ou “justos” ou ainda os “injustos”, voltarão na ressureição. Neste tempo os que não tiveram a oportunidade de mostrar sua reação após esclarecidos a respeito da Bíblia e do plano de salvação da parte de Deus por meio de Cristo, terão então a oportunidade de serem “julgados” de acordo com sua reação as verdades que se lhes apresentar. A Bíblia em Apocalipse ou Revelação fala sobre a “segunda morte” que será o resultado funesto para os “injustos” que não se adaptarem no vindouro milênio. Todos estes textos não podem ser ignorados ao avaliar o texto de Hebreus 9:27 onde diz que os homens morrem “uma vez para sempre”. Não é um texto que deve ser lido sem considerar o restante das declarações inspiradas que tocam no assunto. Nossa interpretação deve ser global. Cristo ressucitou alguns que obviamente voltaram ao Seol ou sepultura, estes claramente retornarão na vindoura ressureição, as palavras de Paulo não se aplicam a tais. Temos que entender que alguns textos ou declarações não devem ser tomados rigidamente. Contextualizar é o que irá tornar o entendimento da Bíblia harmonioso. “confronte a Bíblia e ela se harmonizara”.

    Curtir

  • José Gomes  On 2 de novembro de 2013 at 10:36

    obrigado pelo artigo!! muito bem explicado!

    Curtir

  • Sonia  On 5 de dezembro de 2013 at 17:12

    Se os mortos não sabem de nada , por que então na parábola de lázaro , o mendigo e o rico
    Jesus diz que quando os 2 morreram , um foi para o seio de Abrão e o outro para Hades?
    Inclusive o rico pediu um pouco de água! Sei não , Jesus é Maior

    Curtir

  • Queruvim  On 5 de dezembro de 2013 at 20:45

    Em João capítulo 11 Jesus se refere a morte como a “um sono”. João 11:11 diz: “ Ele disse estas coisas, e depois disso lhes disse: “Lázaro, nosso amigo, foi descansar, mas eu viajo para lá para o despertar do sono” Portanto a morte é semelhante a um sono. A alma morre. A alma é a inteira pessoa. Se tomássemos literalmente a parábola do Rico e Lázaro isso contradiria Eclesiastes 9:5 e 10. Onde lemos que “os mortos não estão cônscios de absolutamente nada”

    Ou seja os mortos estão inconscientes. Lázaro não estave 4 dias em algum lugar no céu nem em um local subterrâneo de tormento. Ele estava “dormindo” foi o que Cristo afirmou. Não é correto riscar da Bíblia Ecles. 9:5,10 e ao mesmo tempo tentar dar uma interpretação literal a uma “parábola”. Ocorre porém que a parábola é uma parábola. O Rico mencionado na parábola não era uma pessoa real. Lázaro mencionado na parábola também não era uma pessoa real. A palavra parábola vem do grego parabolé tendo o significado de: uma justaposição, uma comparação, uma ilustração. É por isso que não se deve dar um significado real e literal ao texto e ignorar a Bíblia inteira considerando-a modo literal.

    Jeová Deus é Maior, de fato Jesus disse: “O Pai é maior do que eu” João 14:28

    Curtir

  • Sonia  On 5 de dezembro de 2013 at 21:47

    As parabolas de Jesus são na verdade , profunda verdades divinas! Agora , Jesus embora seja filho de Deus , também é Deus , e faz parte da Santíssima Trindade . Ele mesmo disse : quem vê a Mim , vê o Pai.Depois de Deus é a segunda pessoa mais poderosa e com toda a plenitude divina e o único com poder para perdoar os pecados da humanidade! Nenhum outro , seja anjo , arcanjo , Miguel , etc… TÊm poder para tal coisa .

    Curtir

  • Sonia  On 5 de dezembro de 2013 at 21:55

    Tem uma parte que Jesus disse que “Abrão se alegrou quando chegou a minha hora”. Noutra parte Jesus diz que Deus não é pai dos mortos! Sem falar na aparição de Elias , moisés , no monte da Transfiguração Esse texto é muito claro , assim como 2 mais 2 é quatro .

    Curtir

  • Sonia  On 5 de dezembro de 2013 at 22:06

    Se a alma morre , por que numa parte Paulo diz : ” que a carne seja entregue a Satanas , para que a sua alma seja salva?

    Curtir

  • Queruvim  On 5 de dezembro de 2013 at 23:58

    Boa pergunta, observe a resposta e não ignore o seguinte: HÁ TEXTOS BÍBLICOS INSPIRADOS POR DEUS abaixo. Não prossiga com outros assuntos antes de resolver isto aqui!

    Sonia, se estudar com dedicação começando do zero, perceberá que a palavra “alma” que ocorre perto de 800 vezes nas Escrituras se refere as pessoas, como sendo almas. Se refere também a vida destas pessoas. É por isso que em Levítico 17:14 diz que “a alma da carne está no sangue”. Cuidado Sonia! Use várias versões da Bíblia a fim de averiguar estes textos em sua pesquisa. Use principalmente a Tradução do Novo Mundo, visto que os teólogos do mundo obscurecem o texto ao omitirem a palavra “alma”, complicando o entendimento do assunto.

    Sugiro que leia com atenção a Obra Estudo Perspicaz das Escrituras debaixo do tema ALMA.

    Não tenha pressa em refutar nada! Estude com o objetivo de realmente entender o assunto.

    Às vezes, a palavra “alma” significa a vida que se usufrui como pessoa. Jeová disse a Moisés: “Todos os homens que estavam à caça da tua alma estão mortos.” (Êxodo 4:19) O que os inimigos de Moisés caçavam? Eles procuravam tirar a vida de Moisés. Bem antes disso, quando Raquel estava dando à luz seu filho Benjamim, “a sua alma partia (porque estava morrendo)”. (Gênesis 35:16-19) Naquela ocasião, Raquel perdeu a vida. Considere também as palavras de Jesus: “Eu sou o pastor excelente; o pastor excelente entrega a sua alma em benefício das ovelhas.” (João 10:11) Jesus deu a sua alma, ou vida, em favor da humanidade. Nesses textos bíblicos, a palavra “alma” claramente se refere à vida como pessoa. Você encontrará mais exemplos desse sentido da palavra “alma” em 1 Reis 17:17-23; Mateus 10:39; João 15:13 e Atos 20:10. Por meio de um estudo mais detalhado da Palavra de Deus, você verá que em nenhum lugar na Bíblia inteira os termos “imortal” ou “eterno” têm relação com a palavra “alma”. Em vez disso, as Escrituras dizem que a alma é mortal, o que significa que ela morre. (Ezequiel 18:4, 20) De modo que, na Bíblia, a pessoa que morre é chamada simplesmente de “alma morta”. — Levítico 21:11.

    A palavra “alma” pode significar a VIDA simplesmente, como se vê facilmente na COMPARAÇÃO das versões bíblicas abaixo, bastando substituir “vida” por “alma”.

    A New Catholic Encyclopedia (Nova Enciclopédia Católica) diz: “Nepes [né‧fesh] é um termo de muito maior extensão do que nossa ‘alma’, significando vida (Êx 21.23; Dt 19.21) e suas várias manifestações vitais: respiração (Gn 35.18; Jó 41.13[21] ), sangue [Gn 9.4; Dt 12.23; Sl 140(141).8 ], desejo (2 Sm 3.21; Pr 23.2). A alma no A[ntigo] T[estamento] significa, não uma parte do homem, mas o homem inteiro — o homem como ser vivente. Similarmente, no N[ovo] T[estamento] significa vida humana: a vida duma entidade individual, consciente (Mt 2.20; 6.25; Lu 12.22-23; 14.26; Jo 10.11, 15, 17; 13.37).” — 1967, Vol. XIII, p. 467.

    Em contraste direto com o ensino grego sobre a psy‧khé (alma) como imaterial, intangível, invisível e imortal, as Escrituras mostram que tanto psy‧khé como né‧fesh, conforme usadas com referência a criaturas terrestres, referem-se àquilo que é material, tangível, visível e mortal.

    Ezequiel 18:4 (TEB) diz: “Sim, todas as VIDAS me pertencem; a vida do pai como a vida do filho, ambas me pertencem; quem pecar, esse morrerá.”
    Ezequiel 18:4 (TNM) diz: “Eis que todas as ALMAS -a mim me pertencem. Como a alma do pai, assim também a alma do filho -a mim me pertence. A alma que pecar – ela é que morrerá.”

    Que a “alma” se refere também a “vida” em muitos casos pode ser visto claramente neste texto de levítico:

    “Pois a alma (nepesh) de todo tipo de carne é seu sangue” Lev 17:14 este texto quer dizer que “a vida” da carne está no sangue.

    Nos textos acima, quando Raquel morreu “saiu a VIDA” dela e quando Paulo ressuscitou Êutico, disse que “a VIDA” ainda estava nele, ou seja, que ele tornaria a ser uma “alma vivente”, por meio da ressurreição, do mesmo modo que Lázaro, depois de morto, voltou a ser uma “alma vivente”, quando Jesus o ressuscitou.
    NÃO há contradição bíblica nenhuma (João 17:3,17).

    Há informação suficiente para esclarecer este assunto nesta discussão que tive on line>
    https://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com/2012/02/24/o-que-e-a-alma-de-acordo-com-a-biblia/

    Curtir

  • Queruvim  On 6 de dezembro de 2013 at 0:13

    Sônia, desculpe, mas que que tem haver este outro assunto que misturou nesta conversa. Acha isso legal? Fazer flooding de assuntos ou informações? Faz assim, vamos se ater ao assunto que começamos. Sobre a condição dos mortos e o que é a alma. É realmente um prazer poder trocar informações contigo. Mas evite pular para outros temas. Vou apagar este seu post sobre a trindade. Sei que pode ter sido um descuido seu e não por maldade, mas seus irmãos de fé fazem a mesma coisa. Quando não tem como responder algo, pulam para outro tema a fim de “confundir” os que seguem a linha de raciocínio. Prometo que poderemos abordar outros assunto sim! Por que não!Principalmente sobre a natureza de Deus. Mas não vandalize a página com uma discussão sem fim. Espero que me compreenda.Vamos resolver um assunto por vez.
    1 Coríntios 14:33,40

    Repito, quer falar sobre a natureza de Deus e a Trindade, espere primeiro terminar este assunto. Ou poderá fazer assim, olhe no índice de assuntos acima na sua esquerda e responda as perguntas que alí foram propostas para os defensores da doutrina da Trindade. Teremos o maior prazer em ler com detida atenção suas pesquisas baseadas na Palavra de Deus a Bíblia.

    Att.

    Queruvim

    Curtir

  • vinicius  On 6 de dezembro de 2013 at 2:19

    Naqueles dias não se dirá mais : ‘Os pais foram os que comeram a uva verde,mas foram os dentes dos filhos que ficaram embotados.’Mas cada um morrerá pelo seu próprio erro. Jeremias 31:29-30
    Paralelo com ezequiel

    De fato não há como fugir a alma morre e mortal

    Curtir

  • Saga  On 6 de dezembro de 2013 at 11:13

    A pergunta não é “SE” a alma morre, não tem “SE”, ela morre sim, isso é um fato.
    Está escrito não em apenas um (Não é apenas Eze 18:4) mas centenas de vezes pela Bíblia, que a alma pode ser morta ou destruída.

    Isso não está em causa.

    No caso de Paulo ele usou a alma com sentido de vida, quem sabe o transgressor não aprenderia uma lição e acabaria com sua vida preservada.

    Jesus disse que Jeová, “o Deus de Abraão, Isaque e Jacó” era “Deus de vivos e não de mortos” para provar seu ponto sobre a RESSURREIÇÃO dos mortos, qual é a relação que existe em provar a ressurreição dos mortos com a chamada imortalidade da alma eu não vejo nenhuma, talvez seu 2+2 esteja dando 5. São duas doutrinas diferentes, e existem pessoas que não creem na ressurreição mas creem na alma imortal ENQUANTO QUE tem pessoas que creem na ressurreição e não creem na alma imortal, então uma coisa não supõe a outra, inclusive são doutrinas opostas, pois quem já está feliz e vivo no céu não necessita de ser ressuscitado, ressurreição é algo útil para pessoas que estão realmente mortas.

    A transfiguração é uma visão sobrenatural não é um contato mediúnico com fantasmas. AGORA É INTERESSANTE QUE muitos protestantes creem que teriam existido 3 pessoas do Antigo Testamento que não passaram pela morte, Moisés, Enoque e Elias, então na questão da imortalidade da alma, a Transfiguração não serviria como prova, pois é um conceito popular entre os evangélicos que: Elias e Moisés não morreram, mas foram com seus corpos para o céu diretamente. Se Elias e Moisés ascenderam aos céus arrebatados da forma como dizem, então na transfiguração não apareceram almas e sim as pessoas de Moisés e Elias exatamente com os mesmos corpos com que subiram ao céu; então isso não tem relevância na questão das almas, pois esses homens seriam exceções, o resto dos humanos do Antigo Testamento ficam livres para estarem no Seol (não no céu).

    Curtir

  • Sonia  On 6 de dezembro de 2013 at 11:34

    Me perdoa por querer abordar vários assuntos ao mesmo tempo! Vou expor no que creio , mas respeito as crenças das pessoas que divergem da minha . Eu creio que temos duas natureza a matéria e o espírito , tem uma parte que diz que a carne volta ao pó e o espírito á Deus(não me lembro onde está escrito essa parte agora)A nossa carne foi gerada no pecado , por causa da queda de Adão e sentimos em nós essa força maligna. Acredito que quando nascemos recebemos o espírito ou alma , parte divina , uma centelha , um pedacinho de Deus.Mas , com o passar do tempo , por causa da carnalidade , frutos da carne que já conhecemos , essa centelha que foi criada no Amor , vai sendo sufocada ,destruída por causa das obras pecaminosas.Cristo veio para restaurar , ressuscitar essa parte divina que está latente dentro de nos sufocada pelo pecado.Por isso Ele disse quem é nascido da carne é carne , mas quem não nascer do Espirito jamais verá a Deus

    Curtir

  • Sonia  On 6 de dezembro de 2013 at 11:50

    Embora poucas pessoas não se apercebam disso , temos um espírito dentro de nós que se comunica com Deus sem que nossa mente se aperceba Paulo diz que a carne luta contra o espírito , inclusive ele chama o espírito de homem interior que tem prazer na lei de Deus .Cristo veio para nos perdoar e restaurar a parte divina que está em nós para que esta possa voltar ao Pai Celestial , revestindo – o de suas virtudes , dons para que esta agora fortalecido possa dominar e controlar os desejos carnais e pecaminosos. Naquela parte onde Jesus estava orando no jardim Ele diz ” orai e vigiai para não cairdes em tentação , por que a carne é fraca mas o espírito está preparado. Lutando contra nossa carne , nosso espírito se fortalece.

    Curtir

  • GIBE TJ  On 6 de dezembro de 2013 at 11:51

    Sonia, leia mais a Bíblia e permita que ela própria se interprete. Quanto a você usar a parábola do rico e Lázaro, vamos compará-la com outras partes da Bíblia. Será que após a morte os mortos vão para lugares diferentes conforme a ilustração sugere? Vamos ler
    João 5:28-29 “Não fiquem admirados com isto, pois está chegando a hora em que todos os que estiverem nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão; os que fizeram o bem ressuscitarão para a vida, e os que fizeram o mal ressuscitarão para serem condenados.” (NVI).

    Pergunto: De onde vieram os mortos? De lugares diferentes? Leia atentamente o texto. Lá fala “nos túmulos”.Agora vamos ler outro texto:

    Apocalipse 20:13-14 “E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. ” (ACF).

    Note este texto: eles só serão julgados após a sua ressurreição.

    Isto estaria em desarmonia com a parábola do rico e Lázaro, pois, segundo ela, eles foram julgados na morte e não na ressurreição.

    E ainda mais, conforme o queruvim citou João 14:28 onde Jesus diz: “Pai é maior do que eu.” (NVI)

    Então há alguém maior que ele.

    Será que existe alguém maior que Jeová? Vamos ler Hebreus 6:13 em várias traduções da BÍBLIA e teremos a resposta:

    Versão: Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada

    Hebreus 6:13 Pois, quando Deus fez a promessa a Abraão, visto que não tinha ninguém superior por quem jurar, jurou por si mesmo,

    Versão: Português: Nova Tradução na Linguagem de Hoje

    Hebreus 6:13 Deus fez a promessa a Abraão e jurou cumpri-la. E, como não havia ninguém maior do que ele mesmo, Deus jurou pelo seu próprio nome.

    Versão: Português: João Ferreira de Almeida Atualizada

    Hebreus 6:13 Porque, quando Deus fez a promessa a Abraão, visto que não tinha outro maior por quem jurar, jurou por si mesmo,

    Versão: Português: João Ferreira de Almeida Corrigida e Revisada, Fiel

    Hebreus 6:13 Porque, quando Deus fez a promessa a Abraão, como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo,

    Versão: Português: Nova Versão Internacional

    Hebreus 6:13 Quando Deus fez a sua promessa a Abraão, por não haver ninguém superior por quem jurar, jurou por si mesmo,

    Versão: Português: Bíblia de Jerusalém

    Hebreus 6:13 Com efeito, quando Deus fez a promessa a Abraão, não havendo um maior por quem jurasse, jurou por si mesmo,

    Repare: Não havia ninguém maior que Jeová.

    Concluindo: Deixe de lado os preconceitos e permita que a Bíblia te influencie o seu modo de pensar

    Curtir

  • Sonia  On 6 de dezembro de 2013 at 12:09

    Aceitando Jesus Cristo como nosso Salvador pessoal , nossos pecados são perdoados e nos é enviafo o Espírito Santo que agirá junto ao nosso espírito para o “despertar” e que venha a tomar o controle da carne e a partir daí viveremos pelo espírito , sendo revestidos das cousas do alto, das virtudes divinas para o fortalecer nas lutas terrenas e contra o mal.Diante de todo o processo terreno , o qual passamos nosso espírito vai se fortalecendo , cujo objetivo é o crescimento , a sua evolução .Quando chega o dia de nossa partida , o corpo tomba e vai para o pó , mas o homem interior , ou seja nosso espírito aperfeiçoado , revestido pelas coisas celestes , volta á Deus. Cristo ressuscitou em carne e espírito , por que ele não foi gerado em pecado .

    Curtir

  • Nilson Rocha(Givanilson Rocha)  On 6 de dezembro de 2013 at 12:21

    Bem,quanto a essa citação feita por você Sonia acho que se refere as palavras de paulo em 1 Cor.5:5 onde ele diz: “entregueis tal homem a satanás,para destruição da carne, afim de que o espírito seja salvo no dia do senhor”. A palavra grega usada ai no texto é pneú·ma e não psy·khé [ψυκή] que é a palavra para alma,o contexto das palavras de Paulo mostra que tal homem estava em um proceder de pecado,no comportamento “carnal”tendo relações com esposa do próprio pai.Então Paulo para resolver o problema ordena aos dirigentes daquela igreja que tomem uma posição firme a favor da pureza moral por “EXPULSAR “tal homem do meio deles.Quando tal ação for tomada então a “carne’ ou elemento carnal que na verdade se refere ao “proceder” de tal pessoa seria eliminada.( A CNBB traduz assim: ..”para destruição da sua índole carnal)O que dizer do espirito que seria salvo?
    Bem a bíblia é clara em mostrar que a igreja possui “um espirito” ou seja uma inclinação mental para a virtude,para o que é direito e santo.Quando Paulo termina algumas de sua carta ele diz: “A graça do senhor Jesus seja COM VOSSO ESPÍRITO”(AL) O ESPÍRITO QUE MOSTRAIS( TNM)
    Portanto a remoção ou destruição da carne se referia ao pecado ou proceder pecaminoso dentro da igreja,e o espirito que seria salvo seria o espírito da igreja e não do homem.
    Esse é mais um texto mal interpretado pelos “professos” cristãos que acreditam na vida após a morte.

    Curtir

  • Sonia  On 6 de dezembro de 2013 at 12:28

    Está escrito que a carne e o sangue não herdarão o reino dos céus e também está escrito que alguns aqui da Terra herdarão os céus! Mas como se a carne e o sangue não pode entrar lá ?

    Há algumas provas da existencia da alma na Bíblia , o qual não podemos negar
    – a aparição de Moisés e Elias no Monte da transfiguração

    – Quando Jesus disse: ” Abrãao se exultou quando viu chegar a minha hora…ou seja Abrãao está vivo!

    -Quando Jesus diz : Deus é Deus dos vivos e não dos mortos

    Curtir

  • Queruvim  On 6 de dezembro de 2013 at 12:50

    Realmente, obrigado pela correção Nilson, a Sonia citou o texto de modo equivocado. Espero ver como ela irá se redimir disso. Excelente sua explicação sobre o “espírito”.

    Curtir

  • Queruvim  On 6 de dezembro de 2013 at 13:06

    Citação equivocada da Sonia. Na verdade o texto usa a palavra “espírito”. E não “alma”. Sonia querida colega, dedique-se a um estudo imparcial, pelo amor de Deus. A verdade sobre estes assuntos não é tão fácil de se entender a menos que haja real esforço. Compare o que lhe foi ensinado com os textos bíblicos!

    Sobre o que é o espírito Sonia, sugiro que estude este link com dedicação. Mesmo que demore alguns dias, não tenha pressa. Estude, estude, estude e com muita oração talvez venha a entender!

    Curtir

  • Queruvim  On 6 de dezembro de 2013 at 13:33

    Sonia, obrigado pela sua compreensão e por reservar tempo para esta importante discussão. Sua presença é de grande valor aqui nesta página, visto que enriquece o exame deste assunto. Procure por favor, citar textos das Escrituras Sagradas sempre que for possível e sempre que for fazer uma postagem, faça sem pressa e pesquise cabalmente o assunto. Não com o intuito de “refutar” mas de certificar-se de que aquilo que está afirmando seja REALMENTE a pura verdade baseada na Palavra de Deus, a Bíblia.
    1 coríntios 4:6 nos alerta para “nunca irmos além daquilo que está escrito” e esperamos que todos os que comentam aqui nesta página sigam este proceder sábio.

    Curtir

  • Sonia  On 6 de dezembro de 2013 at 14:27

    Outra parte:”E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo” (Mt 10.28).

    Curtir

  • Sonia  On 6 de dezembro de 2013 at 14:32

    Nilson,
    Então como os 144 mil vão para os céus , já que são carne o sangue e a Biblia diz que o sangue e a carne não herdarão os céus? E por que Paulo diz que na vinda do Senhor , seremos” transformados” num piscar de olhos para se encontrar com Ele nos ares. Seremos transformados em que?

    Curtir

  • Sonia  On 6 de dezembro de 2013 at 14:38

    Perdão esqueci de mencionar onde está escrito sobre esse assunto da transformação 15 aos Corintios verso 52

    Curtir

  • GIBE TJ  On 6 de dezembro de 2013 at 16:20

    Sonia, é preciso entender o que é o espírito. É um palavra polissêmica. Então precisamos entender o contexto para termos uma melhor compreensão. Vou te mostrar o texto que você em partes citou acima:

    Eclesiastes 12:7 “o pó volte à terra, de onde veio, e o espírito volte a Deus, que o deu.” ( Nova Versão Internacional

    Se você considerar o contexto, ali mostra o fim natural de qualquer humano, seja ele bom ou ruim. Também mostra que o espírito foi Deus que o deu. No entanto, este espírito citado no texto é impessoal, pois representa a força de vida que nos faz viver, porém é a mesma força de vida dos animais.

    Versão: Português:

    Eclesiastes 3:18-21 Também pensei: Deus prova os homens para que vejam que são como os animais. O destino do homem é o mesmo do animal; o mesmo destino os aguarda. Assim como morre um, também morre o outro. Todos têm o mesmo fôlego de vida[5]; o homem não tem vantagem alguma sobre o animal. Nada faz sentido! Todos vão para o mesmo lugar; vieram todos do pó, e ao pó todos retornarão. Quem pode dizer se o fôlego do homem sobe às alturas e se o fôlego do animal desce[6] para a terra? (Nova Versão Internacional)

    Aqui falou no folego de vida, que é o espírito. O homem e o animal tem o mesmo espírito.

    Veja agora o próximo texto:

    Gênesis 2:7 Então o Senhor Deus for­mou o homem[8] do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem se tornou um ser vivente.

    Note: Deus soprou nas narinas do homem o fôlego da vida, ou espírito. É este espírito que retorna a Deus que o deu. Seja o nosso, seja o dos animais.

    Espero ter respondido de forma resumida á sua pergunta. Porém, neste site tem um artigo falando sobre o espírito. Sugiro que o leia atentamente.

    Curtir

  • Marcelo  On 6 de dezembro de 2013 at 20:14

    Sonia

    Repare o texto de Lucas 20:34-38

    34 Jesus disse-lhes: “Os filhos deste sistema de coisas casam-se e são dados em casamento, 35 mas os que têm sido contados dignos de ganhar AQUELE sistema de coisas e a ressurreição dentre os mortos, nem se casam nem são dados em casamento. 36 De fato, tampouco podem mais morrer, porque são como os anjos, e são filhos de Deus por serem filhos da ressurreição. 37 Mas, que os mortos são levantados, até mesmo Moisés expôs, no relato sobre o espinheiro, quando ele chama Jeová ‘o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó’. 38 Ele é Deus, não de mortos, mas de viventes, pois, PARA ELE, todos estes vivem.”

    Note que aqui fala de ressureição no futuro, pois ocorre junto com ganhar “aquele sistema”.
    Também, o texto fala que somente PARA ELE, ou seja, para Deus, Abraão está vivo. Por que Jesus diria para ele apenas? Ora, se ele já estivesse ressucitado, este não estaria vivo apenas para ele. Mas para ele, para Jesus, para os anjos, para todos os que habitam nos céus.

    Jesus fala aqui PARA ELE, pois Abraão está no túmulo memorial (Jo 5:28,29), ou seja, na memória de Jeová (Sal 36:9). É por isto que fala para ele, afinal apenas Jeová e a fonte de vida, e para ele é uma coisa tão trivial trazer Abraão de volta, que Jesus, sabendo disto, disse PARA ELE.

    É por isto também, que Jesus ao morrer, disse: “Pai, às tuas mãos confio o meu espírito” – Lucas 23:44

    Poderíamos assim, dizer que Jesus ainda estava vivo para Jeová, embora ele ainda não estivesse sido ressussitado.

    Curtir

  • Marcelo  On 6 de dezembro de 2013 at 20:24

    João 8:56 diz:

    “Abraão, vosso pai, alegrou-se grandemente na perspectiva de ver o meu dia.”

    Dai os Judeus disseram:

    “Não tens nem cinqüenta anos, e ainda assim viste Abraão?”, querendo dizer, como tu afirma que Abraão te viu, visto que tu é Jovem, e ele morreu há muito tempo?

    Se Abraão estivesse vivo, não poderia Jesus dizer:

    “Sim, ele morreu, mas hoje ele está vivo. Lá no céu! Ele tá me vendo agora, e ta vendo vocẽs também! Dá tchauzinho pra Abraão! Dá!”

    Mas Jesus não disse isto, antes, ele disse: “Antes de Abraão vir à existência, eu tenho sido”, ou seja, disse que ele existia ANTES de Abraão.

    É por isto que a TNM e outras traduções vertem o texto corretamente, dando a idéia de que se tratava da PERSPECTIVA de ver Jesus.

    Curtir

  • Marcelo  On 6 de dezembro de 2013 at 20:34

    E, no entanto, todos estes mártires da fé NÃO CONHECERAM a realização das promessas
    Hebreus 11:39

    Curtir

  • Saga  On 6 de dezembro de 2013 at 21:21

    “Sonia 6 DE DEZEMBRO DE 2013 ÀS 12:28 Está escrito que a carne e o sangue não herdarão o reino dos céus e também está escrito que alguns aqui da Terra herdarão os céus! Mas como se a carne e o sangue não pode entrar lá ?”
    Facilmente, pois eles não entram lá com corpos físicos mas como seres espirituais, como? Por via de algo chamado ressurreição, a Bíblia não fala em nenhuma passagem sobre o termo “alma imortal” mas em inmeras passagens fala em ressurreição.

    “Há algumas provas da existencia da alma na Bíblia , o qual não podemos negar”
    Onde ela diz “existencia da alma” , leiam “a existência da alma IMORTAL”, sendo que se vê que ela confunde alma e espírito, e também não parece entender a diferença entre alguém “ser uma alma imortal” e alguém “ser ressuscitado dos mortos”.

    “- a aparição de Moisés e Elias no Monte da transfiguração”
    Não.

    “- Quando Jesus disse: ” Abrãao se exultou quando viu chegar a minha hora…ou seja Abrãao está vivo!”
    Não.

    “-Quando Jesus diz : Deus é Deus dos vivos e não dos mortos”
    Não.

    Curtir

  • Saga  On 6 de dezembro de 2013 at 21:27

    Realmente.
    E sendo a palavra “espírito” a situação muda bastante.

    Pois espírito e alma na Bíblia tem seus próprios sentidos e aplicações peculiares.

    Eu falei em alma supondo que o texto tivesse sido citado corretamente.

    Inclusive, o termo oposto de carne é espírito, seria estranho a antítese de alma com carne….

    Curtir

  • Sonia  On 7 de dezembro de 2013 at 11:59

    Agradeço todos voces pelos comentários , e embora não concorde , respeito . Eu creio na existencia do espírito e na sua imortalidade e em 12 de Eclesiastes v 7 para mim está bem claro . Já tive experiencias provando que a alma e o espírito existem … Acredito que não vamos chegar a lugar nenhum pois nossas crenças são totalmente diferentes . Abraços para todos

    Curtir

  • GIBE TJ  On 7 de dezembro de 2013 at 13:10

    Ninguém aqui negou que alma e espírito existem. Apenas mostramos o que significa tanto um e outro é que não são a mesma coisa. Cada um tem o direito de acreditar no que quiser. Porém nós TJ deixamos que nossas crenças se baseiem nas Escrituras e não meramente no que “achamos” ser certo.

    Curtir

  • Saga  On 7 de dezembro de 2013 at 17:04

    Se me lembro bem tudo isso já está no meu debate com o Jurandir, o que eu fosse falar aqui, seria repetir conteúdo do que já tinha dito lá.

    https://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com/2012/02/24/o-que-e-a-alma-de-acordo-com-a-biblia/

    Curtir

  • Saga  On 7 de dezembro de 2013 at 17:07

    Você acredita em tudo isso (espiritismo: imortalidade humana inerente, divindade do espírito humano, mediunidade) só esqueceu de acreditar na ressurreição que era do que Jesus falava em suas pregações e sobre o que Paulo dissertava em suas cartas.

    Curtir

  • Saga  On 7 de dezembro de 2013 at 17:36

    O corpo volta ao pó (Gên 3:19), a alma morre (Ez 18:4) e vai para o Seol (Ecl 9:10) que é lugar de absoluto silêncio (Salmo 115:17), os pensamentos perecem (Salmo 146:4) e o espírito volta para Deus (Ec 12:7) .

    Qual a diferença para o que eu fiz acima em relação ao que ela fez?

    Bem, eu usei 6 textos para primeiro tentar tirar uma conclusão.
    A conclusão da menina tenta corridamente se apoiar em 1 texto só (Ecl 12:7).

    OBS: Há de se ter em mente que uma analise CONTEXTUAL do livro de Eclesiastes (3:19,20 . 9:5-10) demonstra que uma interpretação imortalista de 12:7 seria impossível, ora em 3:19,20 o autor de Eclesiastes chega a dizer que o espirito animal é igual ao espírito do homem (3:19) sendo que na morte não existe superioridade humana sobre os animais.

    Curtir

  • Sonia  On 7 de dezembro de 2013 at 17:37

    Gibe,
    Na verdade , estava me referindo( no que eu creio) ao corpo espiritual que deixa o corpo assim que este vem à falencia!

    Curtir

  • Nilson Rocha  On 7 de dezembro de 2013 at 20:18

    Sonia fico feliz quando pessoas buscam respostas quando se trata de assuntos bíblicos,mas fico mais feliz ainda quando ela deixa que a palavra de Deus seja a autoridade final na questão e não conceitos pessoais,embora respeitemos.
    Pois bem no caso dos ungidos eles de fato são levados para o céu não em um corpo físico, material.
    eles terão um corpo semelhante ao de outros seres espirituais,como Deus e os anjos por exemplo.
    Ño entanto Sonia quando dizemos que eles irão possuir tal corpo espiritual não estamos dizendo que esse corpo(ou forma) se refere há algo imaterial que saiu de dentro do seu corpo físico.
    Note as palavras de Paulo em 1 Cor 15: 35-38,falando da ressurreição ele diz:..” SEMEIAS NÃO O CORPO QUE SE HÁ DE SE DESENVOLVER…agora note: MAS DEUS LHE DÁ UM CORPO ASSIM COMO LHE AGRADA..”será que precisamos de uma explicação mais clara sobre isso? quando um ungido morre acontece com ele o que acontece com todos..nada sobrevive a morte,no entanto como mostra Paulo “DEUS LHE DÀ” um corpo espiritual.Se o homem já possuísse Sonia uma parte imaterial que sobrevivesse a morte do corpo,não faria sentido Paulo declarar que “Deus lhe DARÀ um corpo..
    Ou seja,deixe que a palavra de Deus se interprete Sonia,ela é muito clara em mostrar que a morte é um estado de inexistência e inconsciência. É só lembrar do caso de Adão,antes de Deus o criar ele não existia,a não ser na mente de Deus e depois que ele criou o corpo de adão ele soprou a vida para dentro de tal corpo de modo que a pessoa não é corpo,pois a alma é resultado de corpo mais força de vida que ativa o corpo,desta junção surge o ser vivo consciente,a alma.Quando Adão morreu não teve nada de imaterial que sobreviveu,ele voltou a mesma condição de antes de ser criado,possou a não existir mais.
    Sonia esse assunto é muito serio e não um simples tema para um prolongado debate teológico,pois a bíblia apresenta a Jeová como o Deus da verdade e seu filho declarou que nossa adoração tem que ser baseada na verdade( João 4:23,24).
    UM grande abraço e fique em paz.

    Curtir

  • Alexei  On 9 de dezembro de 2013 at 12:18

    Bom dia!!!
    Não pude notar de ver a conversa sobre tema Alma/Espírito/Ressurreição, e gostaria, se me for permitido, fazer algumas perguntas:

    Levando em conta o conceito: “O corpo espiritual deixa o corpo e o corpo vem à falência.”

    O espírito está livre do corpo. Então como será a resurreição dos mortos? Em que corpo se dará???

    Faço essa pergunta pq o próprio Jesus disse: eu o ressuscitarei no “ultimo dia” Jo 6:40. (Ele disse que essa era a vontade do Pai dele)

    Perguntas:
    Se aquele que morreu está na glória, já recebeu seu galardão, então pq a necessidade de ressurreição??? (Note que os fiéis do passado morreram sem receber o cumprimento da promessa. Veja a carta aos Hebreus)
    Ressuscitará em corpo espiritual???? Como, se já está nas glória???
    Ressuscitará em corpo carnal??? Para quê se a Terra será destruída???

    Gostaria muito de obter essas resposta.

    Grato,

    Alexei

    Curtir

  • Marcelo  On 9 de dezembro de 2013 at 13:26

    Alexei

    Se alguma parte da pessoa ainda está viva, qual a ncessessidade da ressurreição?

    Curtir

  • Marcelo  On 9 de dezembro de 2013 at 13:28

    A terra será destruída? Onde está isto?

    Pode ser mais específico por fvor quanto ao texto de hebreus que fala que “a pessoa já está em glória”?

    Curtir

  • GIBE TJ  On 9 de dezembro de 2013 at 13:30

    Bons argumentos Alexei, só que duvido que a pessoa irá responder, pois não respondeu os anteriores. É capaz de ela vir com outro assunto e deixar de lado esta sua argumentação.

    Curtir

  • Queruvim  On 9 de dezembro de 2013 at 13:33

    Prezado Alexei, agradeço por sua participação neste comment com suas indagações,

    Não existe uma parte espiritual que sobrevive a morte do corpo. Este conceito é espírita e um dos motivos de Deus proibir o espiritismo em suas variadas formas no antigo Israel. A morte é o contrário da vida e leva a pessoa a um estado de “pó”. Ela deixa de existir. Por isso Eclesiastes 9:5 diz que “os mortos não estão conscios de absolutamente nada”. Lázaro assim que morreu estava de acordo com Jesus “dormindo”. João cap. 11:11,14.

    Contudo, se a pessoa for considerada merecedora de voltar na ressureição, esta voltará aqui mesmo na terra em condições melhores no futuro, logo após Deus ter eliminado a maldade na terra. Pessoas de bem, e que Deus considera justos, voltarão com a perspectiva de vida eterna. Os que praticaram coisas ruins passarão por uma situação em que serão avaliados quanto a se se adaptarão as normas de moral e adoração exigidas deles. Isto será como que uma fase de “julgamento”. Estes serão pessoas que nunca ouviram falar nem em Deus ou na Bíblia ou ainda os que pouco souberam a este respeito. Estes são os “injustos” a quem Paulo diz” Há de haver uma ressureição tanto de justos como de injustos”. Mas os “iníquos” ou “ímpios não se levantarão no julgamento” diz o Salmo 1:5. Ou seja, os que praticaram atrocidades não retornarão jamais. Já era para eles. São pó e seu próprio nome será esquecido. Ocorre porém que existe uma outra ressureição, diferente desta. Os que Jesus escolhe dentre a humanidade para viverem no céus , recebem imediatamente após a morte, e num “piscar de olhos” um corpo espiritual, poderoso. Estes são imediatamente arrebatados para o domínio celestial. Esta convocação se iniciou com os apóstolos a quem Jesus na noite anterior a sua morte, prometeu que faria parte com ele de “um reino” ou Governo. A partir daquele momento, abriu-se a oportunidade para a vida celestial. Estes “reinarão sobre a Terra” Rev. 5:9,10
    Esta ressureição melhor já está em andamento a muito tempo. Esta é a primeira ressureição a ocorrer mais cedo e já está em andamento.Fil 3:11 Este monte de crente que acha que vai para o céu, jamais verão Cristo. Jesus convoca para a vida celestial somente os que obtiveram conhecimento exato sobre Deus e também daquele que foi enviado por Deus, Jesus Cristo.
    Os que acreditam na trindade não irão para o domínio celestial. Deus não é uma trindade e Jesus é o filho amado de Deus e seu porta voz no domínio celestial. Os que fazem parte da primeira ressureição tem o privilégio de verem a Deus, cujo Nome é Jeová,bem como a Jesus, seu filho primogênito, ou o primeiro dentre todos os seres criados por Deus. Col 1:15 REv 3:14.

    O privilégio de imortalidade é recebido pelos que morrem e vão para a casa do Pai onde há muitas moradas. Ou seja, aquele que tem a vocação e foi escolhido para a vida celestial, recebe imortalidade assim que seu corpo é semeado no solo. Ou seja, assim que morre. Assim que vira pó. Este recebe um corpo espiritual. Mas isto não se dá com a maioria da humanidade. A vasta maioria dos que já morreram voltarão na ressureição aqui mesmo na terra. Você poderá ver seu Pai ou sua mãe, filho, filha, tio, tia, irmão, irmã ou amigo que faleceu, caso eles sejam considerados dignos de voltarem. Isso é uma realidade que infelizmente a maioria hoje não verá,visto que Deus eliminará a maior parte da humanidade por meio de seu Juiz executor, Jesus Cristo, a quem designou herdeiro de todas as coisas e por meio de quem fez o sistema de coisas, o mundo. João 1:1-3 e Heb. 1:2

    Quanto a terra, “uma geração vai e outra geração vem, mas a terra permanece para sempre” é o que diz Ecl 1:4. Veja o Salmo 37:29 e Mateus 5:5 e compare c Rev 21:3,4 INFORMAÇÕES adicionais

    Para entender melhor ,sugiro que acesse a melhor biblioteca on line do Povo de Jeová sob o tema, CLIQUE NESTA PALAVRA:

    RESSUREIÇÃO,

    Que todos possam entender,
    Que todos possam meditar e ter esperança,

    Um abraço para todos que amam a verdade e a justiça

    PEÇAM A VISITA GRATUITA DE DUAS PESSOAS PARA TE AJUDAR EM SUA CASA

    Curtir

  • Marcelo  On 9 de dezembro de 2013 at 13:41

    Quanto aos que viverão na terra:

    Com que corpo eles “sairão”? Jesus nos deu uma amostra quando ressuscitou algumas pessoas. Em todos os casos, a pessoa voltou em sua forma humana, da mesma maneira que era antes de morrer. (Marcos 5:35-42; Lucas 7:11-17; João 11:43, 44) Esse fato está em harmonia com a palavra “ressurreição”, que significa “levantar”. Ao falar com seu idoso servo Daniel, Deus disse: “Você descansará [ou adormecerá na morte] e, então, no final dos dias, você se levantará.” (Daniel 12:13, Nova Versão Internacional) Imagine como essas palavras devem ter consolado Daniel, ajudando-o a encarar a morte com coragem e dignidade!

    fonte: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102012165?q=%22que+corpo%22&p=par

    Detalhe Alexei. Se alguma parte da pessoa vivesse, qual a necessidade de Jesus Cristo morer por nós?
    Ele não morreu para que pudéssemos escapar da destruição e ter vida eterna? – João 3:16

    Abraço

    Curtir

  • Alexei  On 9 de dezembro de 2013 at 15:35

    Obrigado a todos pela pronta resposta! Fico muito grato.

    Gostaria de dizer que na minha leitura da Bíblia entendi o modo como a nação de Israel sempre encarou a morte.
    Com relação à suposta morte de José, seus parentes discreveram-na conforme abaixo:

    Ele “já não existe”. Gên 42:13
    Ele “está morto”. v v. 38 note Jó 7:21 (um texto bem interessante).

    Com relação à Terra, creio que ela é uma “propriedade perpétua” Gên 48:4; 28:13 Al
    Jesus a recebe como herança (Sal 2)

    Citei Hebreus 11:39 que diz que os fiéis do passado não receberam o cumprimento da promessa.
    A estória de “ir para a glória” é como as pessoas aqui na minha localidade dizem para se referir à morte dos supostos fiéis atuais.

    Peço desculpas se não fui claro em minhas palavras.
    Agradeço a todos,

    Alexei

    Curtir

  • sonia  On 9 de dezembro de 2013 at 15:35

    Pois não Gibe , eis :

    Apocalipse 6 verso 9 e 10

    E , havendo aberto o quinto selo , vi debaixo do altar AS ALMAS dos que foram mortos por amor da Palavra de Deus . e por amor dos testemunhos que deram . E clamavam com grande voz dizendo: Até quando , o´verdadeiro e Santo Dominador , não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a Terra? E a cada um foi dada uma comprida veste e foi-lhes dito que REPOUSASSEM ainda um pouco de tempo…

    Pelo que pode-se observar eram uma” PARTE COM VIDA ” daquelas pessoas , ou seja , as almas que estavam reclamando à Deus!!!!

    POR FAVOR , NÃO VENHAM ME DIZER QUE NÃO É BEM ASSIM POR ERRO DE TRADUCÃO , OU QUE É SIMBÓLICO , OU FOI UMA VISÃO!Já basta 12 de Eclesiastes verso 7 que está tão claro e conseguiram outra interpretação para o óbvio!!

    Curtir

  • Givanilson Rocha(Nilson Rocha)  On 9 de dezembro de 2013 at 17:45

    Marcelão eu entendi,as perguntas do alexei na verdade é para fazer a pessoa que defende a imortalidade da alma( ou que o espirito é uma coisa pessoal dentro de nós),no caso a Dona Sonia a refletir,ele pegunta:Se aquele que morreu está na glória, já recebeu seu galardão, então pq a necessidade de ressurreição??? CLARO QUE SERIA NENHUMA,TAL ENSINO QUE EM ALGUM MOMENTO TODOS..TODOS…TODOS..( JOÃO 5:28,29) QUE ESTÃO NOS TUMULOS SERIAM RESSUCITADOS NÃO FARIA SENTIDO,PORQUR RESSUCITAR ALGUÉM NO “ULTIMO DIA” (MILENIO) SE AO MORER ELA JÁ FOI RESSICITADA PARA O CÉU?
    REALMENTE ALEXEI SUAS PERGUNTAS EXIGEM UMA RESPOPSTA.

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 0:13

    Voce quer dizer que o autor de Eclesiastes sabe mais que Jesus , o qual deixou uma parábola de essencia divina e bem significativa que é do mendigo lázaro e o rico? Uma pena que desconsideraram essa verdade!

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de dezembro de 2013 at 0:29

    “Toda a escritura é divinamente inspirada”(2 Tim 3:16) INCLUSIVE Ecl 9:5 o qual vcs evangélicos descartam como não inspirado por Deus. Dais testemunhos de que isolais versículos e rejeitais outros a fim de fabricar doutrina humana!

    E falando da parábola…

    Se é uma “parábola”, e de fato sabemos que é, então me responda. Quem representa o rico e o Lázaro nesta parábola?

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 0:33

    O que dizer de apocalipse cap 6 verso 9 e 10?
    E havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar AS ALMAS dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor dos testemunhos que deram E clamavam com grande voz …..
    E a cada um foi dada uma comprida veste branca e foi lhes dito que REPOUSASSeM ainda um pouco de tempo até que ….

    ALMAS DE PESSOAS QUE TINHAM MORRIDO , RECLAMANDO JUNTO A DEUS E ESTAVAM REPOUSANDO!

    Está tudo muito claro nesse trecho! Não há outra interpretação , ela fala por si só , contradizendo Eclesiaste ,que diz que os mortos não tem consciencia!

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 0:34

    A imortalidade

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 0:41

    Queruvim , representa que temos um espírito , ou seja dentro de nós há algo imortal Creio nisso piamente , e é isso que essa parábola diz claramente!

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 0:45

    E que cada um vai receber o galardão conforme as obras praticadas neste corpo : o bem ou o mal! Quem vai sofrer ou regozijar é o espírito , que é eterno!

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de dezembro de 2013 at 0:51

    Eclesiastes 3:19 diz:

    “Pois há um evento conseqüente com respeito aos filhos da humanidade e um evento conseqüente com respeito ao animal, e há para eles o mesmo evento conseqüente. Como morre um, assim morre o outro; e todos eles têm apenas um só espírito, de modo que não há nenhuma superioridade do homem sobre o animal, pois tudo é vaidade. 20 Todos vão para um só lugar. Todos eles vieram a ser do pó”

    Enquanto vcs defenderem estas idéias espíritas, continuarão a rejeitar textos Bíblicos Sagrados inspirados por Deus, como o acima.

    Curtir

  • Queruvim  On 10 de dezembro de 2013 at 0:53

    Sim, entendo que crês nisso,já nos disse. Mas quem representa o rico e Lázaro na parábola?

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 1:04

    Me descreva o que eles representam parw voce! Para mim a mensagem desta parábola é o que acontece justamente nos dias de hoje : falta de amor , egoísmo para com o próximo , a ganancia ,etc independente de posicão social , rico ou pobre , apego as coisas materiais etc …

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 1:05

    Mas , em outra parte ele diz que o espírito retorna a Deus…

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 1:12

    Me descreva o que eles representam para voce! Para mim a mensagem desta parábola é o que acontece justamente nos dias de hoje : falta de amor , egoísmo para com o próximo , a ganancia ,etc independente de posicão social , rico ou pobre , apego as coisas materiais etc …

    Curtir

  • Marcelo  On 10 de dezembro de 2013 at 3:58

    Pois é Nilson, pelas respostas aqui parece que o pessoal ficou meio na dúvida quanto ao posicionamento do Alexei, pois pela resposta do Queruvim parece que ele entendeu o mesmo que eu, a saber que o Alexei tem parece acredita que algo sobrevivo ao corpo, acho que por causa destes trechos:

    “Se aquele que morreu está na glória” – Me deu a entender aqui que a pessoa que morreu estaria em “glória”, no céu.
    “Ressuscitará em corpo carnal??? Para quê se a Terra será destruída???” – Entendi aqui que ele diz que é necessário ressucitar a parte do corpo, visto que a terra seria destruída.

    Mas o Gibe também parece ter entendido como tu entendeu Nilson, a saber, que ele faz perguntas para aqueles que acreditam na imortalidade da alma.

    Quando ele cita que Jesus ressucitaria o sujeito no “último dia” parece que o argumento é anti-alma imortal, pois se ela está viva, não há necessidade de ressurreição. Parece a única maneira lógica de usar este texto, e aliás, um poderoso argumento.

    Mas ainda estou na dúvida. Alexei, talvez queira nos elucidar tua posição?

    Abraços!

    Curtir

  • Marcelo  On 10 de dezembro de 2013 at 4:04

    Ah, entendi agora!🙂

    Curtir

  • Marcelo  On 10 de dezembro de 2013 at 4:16

    Lucas 8:22,23
    Também o rico morreu e foi ENTERRADO. 23 E no Hades (QUE SIGNIFICA SEPULTURA)

    Lucas 8:24 – ‘Pai Abraão, tem misericórdia de mim e MANDA QUE LÁZARO MERGULHE A PONTA DE SEU DEDO EM ÁGUA E REFRESQUE A MINHA LINGUÁ, porque eu estou em angústia neste FOGO INTENSO.’

    Sonia

    Tu acha que estando em um fogo intenso, uma gota de água na ponta da lingua seria aliviador?

    Curtir

  • Marcelo  On 10 de dezembro de 2013 at 4:57

    Se o texto de revelação que tu citou, estivesse contradizendo o de eclesiastes, significaria que ou um, ou outro, ou os dois não são inspirados, pois mostraria que Jeová não sabe o que fala, mas acho que não é o que tu pensa Sonia, não é verdade?

    Mas será que as almas reclamando estavam literalmente vivas, e se queixando?

    Bom, no versículo 7 fala de um cavalo descourado. Será que era literal? Eu espero que não, que crueldade seria montar um cavalo sem pele! Pobre do bicho!

    O texto ainda fala de Almas debaixo do altar. Porque almas debaixo do altar? Será que alí é um lugar confortável para estas almas descansarem? Não, mas no altar era colocado O SANGUE de sacrifício (que significa serviço sagrado). Este como fala o texto, foram mortos por prestarem serviço sagrado, a saber a obra de testemunho.

    As almas que foram vistas ali eram o sangue dos mortos, não o corpo espiritual de quem morreu.

    “Pois a alma da carne está no sangue” – Levítico 17:11
    “Somente a carne com a sua alma — seu sangue — não deveis comer” – Gênesis 9:4

    Tá, mas o sangue destas pessoas estava estava clamando com alta voz? Sim! Mas em sentido figurado.

    A isto ele disse: “Que fizeste? Escuta! O SANGUE de teu irmão está CLAMANDO a mim desde o solo. – Genisis 4:10

    Veja esta parte do texto:

    “Até quando, Soberano Senhor, santo e verdadeiro, abster-te-ás de julgar e vingar o NOSSO SANGUE dos que MORAM NA TERRA?”

    Eles estão no céu ou estão na terra? Contradição? Não, pois as almas deles, isto é, seu sangue, suas vidas, foram figurativamente derramadas no altar. Eles estão mortos na terra. E parte da vingança de Jeová é a ressurreição.

    Coloque-se no lugar destes supostos espíritos, no altar. Se tu estivesse viva no céu, e cada um que fosse morto na terra fosse morar no céu, com sua alma imortal, não seria mais razoável tu desejar que as pessoas continuassem a ser mortas para irem morar no céu, em vez de reclamar que elas estão sendo assassinadas? Foram assassinadas, mas e dai! Elas estão no céu! E não vão morrer mais!

    Aliás, seria uma perda de tempo estas pessoas ter que dar testemunho, pois independente de as pessoas ouvirem o testemunho e obedecerem, elas tem uma alma imortal!

    Sônia

    A bíblia não se contradiz. Mas se a pessoa acreditar na alma imortal, a bíblia perde completamente o sentido. Jesus perde o sentido! Jesus morreu para livrar as pessoas da DESTRUIÇÂO, e para POSSIBILITAR vida eterna.

    “Porque Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, a fim de que todo aquele que nele exercer fé não seja destruído, mas tenha vida eterna.” – João 3:16

    Por favor medite bem no assunto.

    Avalie as possiblidades:

    A) Se a alma for mortal, e nós estivermos certos, tu está entendendo a bíblia de uma maneira prejudicial, e não estará agradando a Deus, e não terá vida eterna, pois entendemos que a vida eterna é para os que Lhe obedecem. É por isto que é necessário dar testemunho, porque a vida eterna depende da atitude das pessoas. E por isto que aquelas almas citadas no texto morreram, porque entenderam a urgencia de ensinar as pessoas a mudar de atitude no curto perído de vida que elas tem.

    B) Agora, se a alma for imortal, nós os que não acreditamos em alma imortal temos uma alma imortal estamos assegurados de vida de qualquer jeito. E se existe a reencarnação, teremos muitas vidas para aprender. Não tem urgencia, não tem necessidade de que nos ensinem sobre a alma imortal. Então, relaxe! Uma hora ou outra, uma vida ou outra, nós vamos acabar aprendendo.

    Ou seja, opção A é matematicamente mais segura.

    Curtir

  • Sonia  On 10 de dezembro de 2013 at 10:27

    Marcelo eu acredito que temos um espírito , mas não adianta ficarmos aqui debatendo sobre isso , não vai mudar nada! Não acredito que o sangue seja a alma do corpo ! Não creio mesmo … Mas , respeito a sua crença.

    Curtir

  • Saga  On 10 de dezembro de 2013 at 11:35

    “Me descreva o que eles representam para voce!”

    Claro que não meu amor. O que representam para nós, nós mesmos já sabemos, o ponto é o que significa para você, isso sim é a novidade, os rapazes querem ouvir, querem aprender o seu conceito, querem ouvir um novo ponto de vista. Dê a sua explicação que eles irão aí sim contar a deles.

    Curtir

  • Saga  On 10 de dezembro de 2013 at 11:36

    Na parábola o espirito não volta para Deus, ele vai para o Hades, ou seja, você está se contradizendo.

    Curtir

  • Saga  On 10 de dezembro de 2013 at 12:25

    “Sonia 10 DE DEZEMBRO DE 2013 ÀS 0:33 O que dizer de apocalipse cap 6 verso 9 e 10?
    E havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar AS ALMAS dos que foram mortos”

    As almas e não os espíritos, você tem de passar a conseguir distinguir entre um e outro e explicar o seu caso. Senão fica uma confusão, antes da pessoas interpretar textos que falem de alma ou de espírito elas primeiro tem de saber O QUE é uma alma e o que é um espírito (mas saber biblicamente falando e não de filme do Ghost ou de livros de Alan Kardeck). Também não vi nenhuma citação dela a palavra “ressurreição”, parece que ela simplesmente não crê nela, ou se crê não explicou qual a diferença ou a relação que a ressurreição tem com a imortalidade.

    “POR FAVOR , NÃO VENHAM ME DIZER QUE…É SIMBÓLICO , OU FOI UMA VISÃO!”
    E não foi? Hahaha.

    O texto diz assim: “E , havendo aberto o quinto selo , EU VI debaixo do altar AS ALMAS…”
    Ou seja uma das visões de João no livro de Apocalipse, que é formado de visões.

    E o livro de Apocalipse é simbólico ou é literal?

    Fica difícil seguir o que tu disse “não venham me dizer que é simbólico ou que é uma visão”. Quer dizer que não foi uma visão? E que não é simbólico?? Seria faltar com a verdade dizer que o texto foi literal ou que não foi uma visão.

    Vamos o livro do Apocalipse com a visão do Quinto Selo dentro do seu contexto.

    (Apo 6:1)
    E EU VI quando o Cordeiro abriu um dos sete selos, e ouvi uma das quatro criaturas viventes dizer com voz como de trovão: “Vem

    O que foi esse Cordeiro que ele viu?
    (Apo 5:6) E EU VI no meio do trono e das quatro criaturas viventes, e no meio dos anciãos, UM CORDEIRO em pé, como se tivesse sido morto, TENDO SETE CHIFRES E SETE OLHOS, olhos que simbolizam os sete espíritos de Deus

    O cordeiro é um animalzinho de sete olhos e sete chifres, essa foi a visão, essa visão é simbólica ou literal? Esse cordeiro não simboliza Jesus? E Jesus tem literalmente sete olhos ou esses olhos da visão simbolizam alguma coisa?

    (Apo 6:7-14)
    7 E quando abriu o quarto selo, ouvi a voz da quarta criatura vivente dizer: “Vem!”
    8 E eu vi, e eis um cavalo descorado; e o que estava sentado nele tinha o nome de Morte. E o Hades seguia-o de perto. E foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra, para matar com uma longa espada….
    9 E quando abriu o quinto selo, vi por baixo do altar as almas dos que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa da obra de testemunho
    10 E gritaram com voz alta, dizendo: “Até quando, Soberano Senhor, santo e verdadeiro, abster-te-ás de julgar e vingar o nosso sangue dos que moram na terra?”
    11 E a cada um deles foi dada uma comprida veste branca; e foi-lhes dito que descansassem mais um pouco…
    12 E eu vi quando ele abriu o sexto selo, e houve um grande terremoto; e o sol ficou negro como serapilheira de pêlo e a lua inteira ficou como sangue,
    13 e as estrelas do céu caíram para a terra, como quando a figueira, sacudida por forte vento, deixa cair os seus figos verdes.
    14 E o céu afastou-se como um rolo que está sendo enrolado, e cada monte e cada ilha foram removidos dos seus lugares

    Quarto selo, pessoa chamada morte montada um cavalo com uma espada na mão. Simbólico ou literal?
    Quinto selo, essa roupa branca que foi dada pras almas vestirem, é literal? Ou é simbolismo?
    Sexto selo, sol de serrapilheira peluda, lua de sangue, estrelas caem na terra como figos, céu sendo enrolado, literal ou simbólico? Lembrando que 1 estrela só, já é algo muito maior que o planeta Terra.

    (Apo 7:4) E ouvi o número dos selados: cento e quarenta e quatro mil

    E esses 144 000 são reais ou simbólicos? Esse número? Se Apo 6:9 é literal, porque acham que Apo 7:4 é simbólico?

    (Apo 9:7-8) 7 E as semelhanças dos gafanhotos pareciam cavalos preparados para a batalha; e nas suas cabeças havia o que pareciam ser coroas como de ouro, e seus rostos eram como rostos de homens, 8 mas, tinham cabelo como o cabelo das mulheres. E os seus dentes eram como os de leões

    Literais ou simbólicos os gafanhotos-cavalos com rosto de homens e dentes de leões?

    Me parece que as pessoas tem um tipo de critério incoerente de analisar livros como o Apocalipse, simplesmente citando o que convém como literal ou simbólico de acordo com sua doutrina particular.

    Sobre o livro do Apocalipse de João:

    (Apo 1:1) Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que têm de ocorrer em breve. E ele enviou o seu anjo e a apresentou por intermédio dele EM SÍMBOLOS ao seu servo João.

    Sobre outra frase dela:
    “Sonia 10 DE DEZEMBRO DE 2013 ÀS 0:41 Queruvim , representa que temos um espírito , ou seja dentro de nós há algo imortal Creio nisso piamente , e é isso que essa parábola diz claramente!”

    Que me lembre a palavra ESPÍRITO nem aparece nessa passagem, Queruvim e cia, essa parabola fala em “espírito”? Fala em Hades, que a moça não explicou o que significa, mas enfim não vejo relação do Rico e o Lazaro com Eclesiastes 12, este sim fala em “espírito”, mas também não fala em Hades….ou seja, não é “tão claro” ou “tão óbvio” quanto ela diz, cada texto diz uma coisa distinta….e a interpretação é necessária, quem se basear SOMENTE em uma (uma fala em voltar pra Deus) ou SOMENTE em outra (A outra fala em ir para o Hades) vai ter doutrinas diferentes sobre a morte.

    “Já basta 12 de Eclesiastes verso 7 que está tão claro e conseguiram outra interpretação para o óbvio!!”
    Engraçado é você dizer que o livro de Ecl não vale, enquanto que escolheu um verso de lá pra basear eu ponto de vista, afinal, vale ou não vale esse livro? Ou só vale as passagens que você que valha? O livro presta ou não presta?

    “Sonia 10 DE DEZEMBRO DE 2013 ÀS 0:13 Voce quer dizer que o autor de Eclesiastes sabe mais que Jesus” “Está tudo muito claro nesse trecho! Não há outra interpretação , ela fala por si só , contradizendo Eclesiaste ,que diz que os mortos não tem consciencia”

    Mas dentro do livro de Eclesiastes tem passagens que o autor acerta (12:7?) e tem outras que ele erra (3:19; 9:5,10?) ? É isso? Ou ele acerta pelo meio? Como se explica isso?

    Curtir

  • Marcelo  On 10 de dezembro de 2013 at 23:45

    Verdade, cada um acredita no que quer.

    Curtir

  • Marcelo  On 11 de dezembro de 2013 at 13:49

    É triste ter que contextualizar e raciocinar versículo por versículo, por que as pessoas não se dão o trabalho, e mesmo assim depois de ter tudo mastigadinho, PROVANDO QUE É SIMBOLISMO. Mas adianta?

    Não, pois a pessoa já decidiu o que quer acreditar e deixa bem claro:

    “POR FAVOR , NÃO VENHAM ME DIZER QUE…É SIMBÓLICO , OU FOI UMA VISÃO!

    É mole?

    Curtir

  • Queruvim  On 11 de dezembro de 2013 at 18:27

    Não se preocupe, estou permitindo isso nos posts para que fique evidente até onde vai negligência do caturra que se torna visível para os sinceros que respeitam a palavra de Deus e farto estou.

    Curtir

  • GIBE TJ  On 11 de dezembro de 2013 at 20:30

    Sonia, você não sabe nem diferenciar alma de espírito !!!! Para você é a mesma coisa. Porém, na Bíblia alma e diferente de espírito. Você compara Eclesiastes 12:7 que não fala de alma e sim de espírito com apocalipse 6:9-10 que não fala de espírito e sim de alma.

    Primeiro entenda qual é a diferença de ambos e depois venha fazer perguntas (que é só o que você sabe fazer, mas responder não responde.)

    Curtir

  • Paulo Roberto  On 12 de dezembro de 2013 at 9:44

    Não estou participando diretamente deste debate , mas gostaria de tecer alguns comentários:

    Sônia

    pense; porque os Bereanos foram classificados como pessoas de ‘mentalidade nobre?
    Porque examinavam todos os dias as escrituras para ver se de fato era assim…’

    Entendeu? EXAMINAVAM AS ESCRITURAS, as ESCRITURAS….será que eles seriam nobres se ao receberem a pregação de Paulo eles respondessem assim:

    ‘Tudo bem Paulo mas PARA MIM é assim’….!(?)

    Percebeu Sonia que em todas as respostas que lhe foram dadas a fonte era a própria bíblia?

    Percebeu que as pessoas aqui estão ansiosas para lhe mostrar o que a bíblia realmente ensina mas de certa forma estão frustradas porque você se nega a ter a mentalidade dos bereanos, se recusa a enxergar o que está mais do que claro?

    Para mim…para mim…para mim, é só o que você sabe dizer, se baseia unica e exclusivamente em sua opinião e PARA DEUS?

    O que DEUS acha da forma como EU o adoro?
    Já se fez esta pergunta?

    Garanto que todos aqui tem suas preferencias, suas particularidades e opiniões pessoais sobre diversos assuntos, mas todos os que estão conversando com você deixam suas opiniões de lado quando se trata do ensino bíblico, pois o que EU ACHO não conta para nós mas sim o que DEUS ACHA!

    Sonia, não permita que pensem por você deixe que a bíblia pense por você, não replique um assunto sem antes ouvi-lo me refiro a refletir no que lhe foi passado.

    Pare de engolir o que pastores formados em teologia Farisaica lhe servem pois eles ensinam doutrinas e mandados de homens(Mateus 15:9,Efésios 4:17,18)

    Se pudesse refletir e responder de forma ponderada as perguntas que lhe foram feitas veria por si só que estas ao menos lhe dariam o que pensar, mas ao contrario nem se deu ao trabalho de considerar as perguntas que lhe foram propostas, não respondeu a uma pergunta sequer com base na bíblia, em vez de responder a uma pergunta simples você responde com outra pergunta e ainda chega ao absurdo de dizer que a bíblia se contradiz, esquecendo-se quem é o autor da bíblia (Deuteronômio 32:4) só sabe replicar sem qualquer argumento que não seja o PARA MIM.

    Sonia: ‘Tens zelo de Deus mas não segundo o conhecimento exato´, mude isso!

    Curtir

  • Queruvim  On 13 de dezembro de 2013 at 1:16

    Deletei vários posts da Sonia. E agradeço pela participação dela aqui. Já ficou evidente quem é e qual seus objetivos na questão de adoração. Como eu disse não vou fazer desta página um mural para se postar o que ACHAMOS ser correto. Antes, criei esta página pra defender as Escrituras Sagradas. Ponto final.

    Curtir

  • Alexei  On 13 de dezembro de 2013 at 9:14

    Tenho o mesmo conceito que tinha o fiel Jó (não quero de forma alguma me comparar com tal pessoa pois sou apenas um na humanidade). Ele fez, dentre as tantas perguntas ao seu Criador, a que segue abaixo:

    7.21 E por que me não perdoas a minha transgressão, e não tiras a minha iniquidade? Pois agora me deitarei no pó, e de madrugada me buscarás, e não estarei lá.
    Caro Marcelo e também Nilson Rocha,

    Vejo que segundo o conceito do povo que fora escolhido por Deus no passado (inclusive Salomão que escreveu Ec 12:7) e que fora diretamente instruído por Ele, tinham o conceito “impotentes na morte”, ‘na morte não podem Te louvar”, “acaso te louvará o próprio pó?”, etc.

    O sangue de Abel que estava no pó não podia clamar (estava no pó), mas Paulo nos diz que ele ainda hoje nos fala conforme em Heb 12:24. Note 11:4

    Salmo 115.17 Os mortos não louvam ao SENHOR, nem os que descem ao silêncio.

    Por isso que era importante não o nascimento, mas a morte da pessoa:

    Salmo116.15 Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos.

    Haveria base para uma ressurreição (esperança que Marta e os cristãos do primeiro século também tinham) no ÚLTIMO DIA.

    Fácil de entender e fácil de harmonizar com o restante das Escrituras quando realmente se dejesa isso!!!

    Abraço também a todos.

    Curtir

  • Sonia  On 21 de dezembro de 2013 at 20:46

    Não precisa liberar esse comentário , mas gostaria que lesse com atenção , por que tudo que acontece em nossas vidas não é por acaso

    Aconteceu algo tão lindo que não tenho palavras para descrever com exatidão o que eu experimentei. Senti um desejo imenso de relatar
    Ontem na parte da manhã, enquanto executava meus serviços caseiros, vinha meditando, “conversando” com Deus sobre o amor. Pensava: “Creio que o verdadeiro amor cristão, Senhor, não faz acepção de pessoas, ou seja; vou amar mais este ou aquele porque são da minha igreja, ou da minha família ou por que são da mesma comunidade que a minha. O amor tem que se estender para todos, independente de religião, crenças, escolhas, etc… Todos nós somos iguais. Fomos todos criados por Ti. Não devemos julgar e nem condenar ninguém em nossos corações…” E assim vinha nessa linha de pensamentos durante o dia. Não comentei nada com ninguém a respeito disso, e nem com o meu espôso.
    Quando foi hoje de manhã, lá pelas 8:30 hrs, meu espôso levantou-se primeiro, e eu continuei deitada, mas acordada. Nisso, ele voltou para o quarto e um tanto emocionado sussurrou ao meu ouvido, num tom baixo:
    – Esta madrugada eu sonhei com Jesus Cristo!
    Respondi-lhe:
    – Com Jesus Cristo?
    Ele respondeu-me:
    – Sim, com Ele mesmo!
    Então ele me contou o sonho que tocou profundamente no meu intimo e me fez calar por alguns instantes:
    – Sonhei que estava orando à Deus, Lhe expondo as minhas dificuldades e suplicando a Sua ajuda. No final da oração, fiz um convite ao Senhor Jesus se Ele podia fazer morada aqui em casa conosco. Terminei a minha oração, e poucos minutos depois o telefone tocou. Fui atender. Do outro lado, uma voz mansa, serena, cheia de amor, respondeu: “Paulo (fictício), é Jesus Cristo” Eu quase sem palavras, disse: “Jesus Cristo? Ès Tu mesmo?” Ele respondeu: “Sim, sou Eu mesmo!” E continuou a conversar: “Estou muito contente com vocês aí na Terra. Você, sua espôsa e seus filhos têm procurado amar as pessoas por igual, não fazendo acepção por causa de clero, crenças, cor, raças, defeitos, erros, etc… É com esse tipo de amor que Eu quero que vós ameis uns aos outros.” E afirmou: “O amor é tudo! O amor é a cousa mais importante! O amor é a única arma capaz de vencer todo o mal! Continuem assim.” Então, encerrou: “Você Me convidou para ir morar com vocês, mas Eu não vou aceitar o convite, porque Eu já estou morando com vocês. Estarei convosco todos os dias da vossa vida. Eu vos amo!”
    Meu esposo se despediu Dele com forte emoção em seu coração.
    E aqui estou encerrando este relato com o meu coração fervendo e tentando seguir essa mensagem de Cristo: “Amem-se uns aos outros, sem acepção de pessoas”

    Curtir

  • Queruvim  On 21 de dezembro de 2013 at 22:18

    Por que eu não deveria postar suas palavras? São palavras que qualquer um que tem bom senso e juízo perfeito pode ver a força dela, se é realmente de Deus ou não. A Sra acredita que Jesus está se comunicando com seus servos hoje por meio de sonhos não é? Portanto em sua fé tamanha, para ficar melhor, junte a isto o conhecimento por estudar o tema abaixo em seu exemplar da Bíblia:

    O Conceito da Bíblia

    Os sonhos são mensagens de Deus?

    INFORMAÇÕES ADICIONAIS SOBRE SE SONHOS

    Curtir

  • Jeosadá  On 21 de dezembro de 2013 at 23:59

    “Creio que o verdadeiro amor cristão, Senhor, não faz acepção de pessoas, ou seja; vou amar mais este ou aquele porque são da minha igreja, ou da minha família ou por que são da mesma comunidade que a minha. O amor tem que se estender para todos, independente de religião, crenças, escolhas, etc… Todos nós somos iguais. Fomos todos criados por Ti. Não devemos julgar e nem condenar ninguém em nossos corações…””

    Será que Jesus pensava assim Sonia?

    Os líderes religiosos das seitas dos fariseus e dos saduceus se opuseram fortemente a Jesus — até mesmo buscando matá-lo. Como ele reagiu? Jesus instruiu seus discípulos: “Deixai-os. Guias cegos é o que eles são.” (Mateus 15:14)

    E Paulo, apostolo escolhido DIRETAMENTE por Jesus disse o seguinte:

    “Não vos ponhais em jugo desigual com incrédulos.” Por que não? Paulo explicou: “Que harmonia há entre Cristo e Belial [Satanás]? Ou que quinhão tem o fiel com o incrédulo?” Daí, lhes deu esse conselho: “Portanto, saí do meio deles e separai-vos.” — 2 Coríntios 6:14, 15, 17

    Jesus disse: “Se alguém quer vir após mim, . . . siga-me continuamente.” (Lucas 9:23) Note que qualquer pessoa pode seguir a Cristo se realmente ‘QUISER’. Deus atrai os sinceros ao seu Filho. (João 6:44) A oportunidade de aceitar o convite de Jesus não é dada apenas aos ricos, aos pobres, aos de determinada raça ou credo, mas a todos. Assim, as palavras de Jesus ‘venha ser meu seguidor’ realmente são dirigidas TODOS.

    Em síntese:
    O amor que Jesus tem pelas pessoas é evidenciado pela oportunidade que ele dá a qualquer um de segui-lo e receber uma GRANDE recompensa. (João 17:3)

    Mas se alguém se recusa a seguir a Jesus por acreditar em conceitos errados, ele com certeza não passará a mão na cabeça dessa pessoa… (João 2:15-17)

    Será que você estará seguindo a cristo se acreditar em doutrinas como a Trindade ou o Inferno de Fogo?
    (Marcos 11:29)

    Jesus deixou claro que não devemos se associar com aqueles que usam seu ‘Livre-arbítrio’ para crer em coisas que desagradam seu Pai, Jeová. (Mateus 15:14)

    “DEIXAI-OS. Guias cegos é o que eles são.”

    P.S:
    [SONIA, DE ONDE VOCÊ TIROU TODO O SEU CONHECIMENTO SOBRE JESUS?
    NÃO FOI DA BÍBLIA?
    TEM OUTRO LIVRO QUE FALA DA VIDA DE JESUS?
    ENTÃO QUE TAL CONSIDERAR COM CARINHO AQUILO QUE A BÍBLIA, A PALAVRA DE DEUS, DIZ SOBRE NOSSA FORMA DE ADORAÇÃO?]
    _____________________________________________________

    Deus aprova o ecumenismo?

    Veja o que diz A Sentinela de 1º de Março de 2014
    (http://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/wp20140301/ecumenismo/)

    Att.: Jeosadá

    Curtir

  • Vinicius Monteiro  On 23 de dezembro de 2013 at 10:42

    De fato Jesus disse isso em João 8:56: “Abraão, vosso pai, alegrou-se grandemente na perspectiva de ver o meu dia, e ele o viu e se alegrou.”. Por que Jesus disse isso? Veja o contexto da conversa:
    “Em resposta, os judeus disseram-lhe: “Não dizemos corretamente: Tu és samaritano e tens demônio?”Jesus respondeu: “Eu não tenho demônio, mas honro a meu Pai, e vós me desonrais. Mas não busco glória para mim mesmo; há Um que busca e julga. Digo-vos em toda a verdade: Se alguém observar a minha palavra, nunca jamais verá a morte.” Os judeus disseram-lhe: “Agora sabemos que tens demônio. Abraão morreu, também os profetas; mas tu dizes: ‘Se alguém observar a minha palavra, nunca jamais provará a morte.’ Será que tu és maior do que nosso pai Abraão, que morreu? Também os profetas morreram. Quem afirmas ser?” Jesus respondeu: “Se eu glorificar a mim mesmo, a minha glória não é nada. É meu Pai quem me glorifica, aquele que dizeis ser vosso Deus; e, no entanto, vós não o conhecestes. Mas eu o conheço. E, se eu dissesse que não o conheço, seria igual a vós, mentiroso. Mas eu o conheço e observo a sua palavra. Abraão, vosso pai, alegrou-se grandemente na perspectiva de ver o meu dia, e ele o viu e se alegrou.” Portanto, os judeus disseram-lhe: “Não tens nem cinqüenta anos, e ainda assim viste Abraão?” Jesus disse-lhes: “Digo-vos em toda a verdade: Antes de Abraão vir à existência, eu tenho sido.”” – João 8:48-58

    Note que os judeus tinham a convicção de que Abraão estava morto, e não em algum lugar espiritual. Será então que Jesus quis dizer que Abraão estava vivo ainda, contradizendo a cultura dos judeus? Não.
    Quando o filho de Abraão, Isaque, tinha uns 25 anos de idade, Deus mandou que Abraão o sacrificasse. Quando Abraão estava prestes a matar Isaque, o anjo de Jeová deteve-lhe a mão. Por que Abraão estava disposto a sacrificar seu próprio filho, o único? O apóstolo Paulo responde: “Pela fé Abraão, quando provado, a bem dizer ofereceu Isaque, e o homem que recebera de bom grado as promessas, tentou oferecer [seu] unigênito, embora se lhe tivesse dito: “Aquilo que se chamar ‘teu descendente’ será por intermédio de Isaque.” Mas ele achava que Deus era capaz de levantá-lo até mesmo dentre os mortos; e dali o recebeu também em sentido ilustrativo.”. – Hebreus 11:17-19

    Abraão tinha esperança duma ressurreição sob o governo do Messias, o prometido Descendente. Da sua posição privilegiada, pré-humana, o Filho de Deus notou a fé que Abraão tinha. Portanto, como o homem Jesus Cristo, ele disse aos judeus: “Abraão, vosso pai, alegrou-se grandemente na perspectiva de ver o meu dia.” Abraão já tinha visto o dia de Jesus com os olhos da fé, como disse o apóstolo Paulo: “Todos estes morreram em fé, embora não recebessem o [cumprimento das] promessas, mas viram-nas de longe e acolheram-nas, e declararam publicamente que eram estranhos e residentes temporários no país.” – Hebreus 11:13

    O relato de que Jeová é Deus de viventes está em Mateus 22:32 : “‘Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó’? Ele é o Deus, não de mortos, mas de vivos.” Por que Jesus disse isso? Por que os saduceus que estavam ali presentes, pertenciam a uma seita dos judeus que não acreditavam na ressurreição, por isso Jesus disse: “Quanto à ressurreição dos mortos, não lestes o que vos foi falado por Deus, que disse: ‘Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó’? Ele é o Deus, não de mortos, mas de vivos.”. Isso apóia que eles ainda estão vivos? De forma alguma, Jesus jamais afirmou que eles tinham uma alma, pelo contrário, veja o relato paralelo em Lucas 20:38: “Ele é Deus, não de mortos, mas de viventes, pois, para ele, todos estes vivem.”. Jesus não afirmou que eles estavam vivos, mas, que para Jeová é como se estivessem vivos, de fato, a promessa de Jeová de ressuscitar seus servos fiéis é tão certa que, para ele, é como se estivessem vivos. Quando Lázaro morreu, Jesus não disse aos seus discípulos que ele estava vivo em outro lugar, conforme alguns judeus helenizados já pensavam, pelo contrário, disse que ele estava em um sono profundo, sendo assim Jesus nunca apoiou a ideia da imortalidade da alma.

    Curtir

  • Vinicius Monteiro  On 23 de dezembro de 2013 at 10:58

    E a transfiguração, o que era? Será que de fato era alma de Moisés e Elias ao lado de Jesus?
    Vamos analisar algo que ocorreu pouco tempo antes disto, em torno de 6 dias. Jesus havia falado a seus discípulos que alguns não morreriam enquanto não vissem “o Filho do homem vir no seu reino”, ou “o reino de Deus já vindo em poder”.(Mt 16:28; Mr 9:1) Bom, nós sabemos que todos os discípulos que estavam com Jesus já morreram, e que o Filho do homem não veio no seu reino, então será que Jesus mentiu? Não, por que de fato Pedro, Tiago e João firam Jesus no seu reino. Quando? Na transfiguração.

    Na transfiguração de Jesus, Moisés e Elias também apareceram “com glória”. (Lu 9:30, 31; Mt 17:3; Mr 9:4) Fora predito que Jeová suscitaria um profeta semelhante a Moisés, promessa esta que se cumpriu em Cristo. (De 18:15-19; At 3:19-23) Entre Moisés e Jesus houve muitas similaridades, tais como: criancinhas foram mortas na época do nascimento deles, embora eles próprios tenham sido poupados (Êx 1:20-2:10; Mt 2:7-23); ambos jejuaram por 40 dias (Êx 24:18; 34:28; De 9:18, 25; Mt 4:1, 2); ambos foram suscitados por Deus, nos interesses da adoração verdadeira e para realizar uma libertação (Êx 3:1-10; At 7:30-37; 3:19-23); cada um recebeu de Deus o privilégio de mediar um pacto com Seu povo (Êx 24:3-8; He 8:3-6; 9:15); ambos foram usados por Jeová para magnificar Seu nome (Êx 9:13-16; Jo 12:28-30; 17:5, 6, 25, 26).

    Foi predito também que Jeová enviaria Elias, o profeta, entre cujas obras achava-se a de fazer as pessoas de Israel se voltarem para o genuíno arrependimento. Enquanto Jesus estava na terra, João, o Batizador, fez uma obra desse tipo e serviu como precursor do Messias, cumprindo Malaquias 4:5, 6. (Mt 11:11-15; Lu 1:11-17) Mas, visto que a transfiguração ocorreu após a morte de João, o Batizador, o aparecimento de Elias nela indica que uma obra de restauração da adoração verdadeira e de vindicação do nome de Jeová estaria vinculada ao estabelecimento do Reino de Deus às mãos de Cristo.

    O apóstolo Pedro considerava a transfiguração uma maravilhosa confirmação da palavra profética e, por ter sido testemunha ocular da magnificência de Cristo, pôde inteirar seus leitores ‘do poder e da presença de nosso Senhor Jesus Cristo’. (2Pe 1:16, 19) O apóstolo vira o cumprimento da promessa de Cristo de que alguns de seus seguidores ‘não provariam a morte, até que primeiro vissem o reino de Deus já vindo em poder’. (Mr 9:1) O apóstolo João talvez também tenha aludido à transfiguração, em João 1:14.

    Jesus disse aos três apóstolos: “A ninguém conteis esta visão, até que o Filho do homem seja levantado dentre os mortos.” (Mt 17:9) Naquela ocasião, eles realmente se refrearam de contar o que viram a quem quer que fosse, pelo visto até mesmo aos outros apóstolos. (Lu 9:36) Ao descerem do monte, os três apóstolos discutiram entre si o que Jesus queria dizer com “este levantamento dentre os mortos”. (Mr 9:10) Um ensino religioso judaico da época era que Elias tinha de aparecer antes da ressurreição dos mortos, que inauguraria o reinado do Messias. De modo que os apóstolos indagaram: “Por que dizem então os escribas que Elias tem de vir primeiro?” Jesus assegurou-lhes de que Elias já havia vindo, e eles perceberam que ele falava de João, o Batizador. — Mt 17:10-13.

    A transfiguração, segundo parece, serviu para fortalecer a Cristo para seus sofrimentos e morte, ao passo que também confortou seus seguidores e robusteceu-lhes a fé. Mostrou que Jesus tinha a aprovação de Deus e foi uma antevisão de sua glória e poder régio no futuro. Pressagiava a presença de Cristo, quando sua autoridade régia seria completa.

    Fonte: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200004466#h=0:0-13:347

    Curtir

  • jonatar santos  On 1 de abril de 2014 at 17:46

    gostaria que com todos esses conhecimentos, alguem aparecesse com os manuscritos originais e entao comercarmos um debate justo. e gostaria de entender por q jesus teve a 1 igreja romana e o mundo esta cheio e completo de igrejas romana , ja que foram os romanos que o condenarao,humilharao e crucificarao? depois disso tudo ele os perduou e se tornou seu salvador? nao foi essa a promessa que os profetas fizeram,ne.

    Curtir

  • Queruvim  On 1 de abril de 2014 at 23:44

    Poderia usar o corretor ortográfico. Digita no WORD e depois copia. Porque assim fica difícil. Mas mesmo assim agradecemos pela partilha de pensamento. A propósito, debater com quem:?

    Curtir

  • Abadonn  On 2 de abril de 2014 at 9:17

    Jonatar poderia ser mais claro quanto a pergunta, acho que os irmãos e eu também não entendemos bem a proposta

    Curtir

  • Daniel Oliveira  On 4 de junho de 2014 at 9:52

    Sônia pergunta: o que são as “almas que foram MORTAS por causa da palavra e do testemunho que deram” descritas em Apocalipse 6:9 e 10 de?

    Bom Sônia, como já bem explicado aqui pelos irmãos, alma significa a própria pessoa por inteiro, ou também significa a vida que elas possuem.

    No caso dessas “almas” de Apocalipse capítulo 6, elas se referem a pessoas espirituais. Está correta essa minha afirmação? Claro que está, porque é baseada na bíblia. E digo mais, essas “almas” se referem aos 144 mil que irão pro céu reinar com Cristo.

    Veja esse texto: “Vi tronos em que se assentaram aqueles a quem havia sido dada autoridade para julgar. Vi as ALMAS (os fiéis no céu) DOS QUE FORAM DECAPITADOS POR CAUSA DO TESTEMUNHO DE JESUS E DA PALAVRA DE DEUS. Eles não tinham adorado a besta nem a sua imagem, e não tinham recebido a sua marca na testa nem nas mãos. Eles RESSUSCITARAM e reinaram com Cristo durante mil anos.” Apocalipse. 20:4

    Espero que tenha ficado claro Sônia. Estude a palavra de Deus com atenção e com oração.

    Curtir