É o Nome Jeová uma “tradução errônea do tetragrama” ?

É o que mais se ouve por ai. Valendo-se de pretextos diversos a fim de não usar o nome de Deus, alguns fazem a afirmação de que “o nome Jeová é uma tradução errônea das quatro letras hebraicas IHVH”. São tantas as fontes que repetem a mesma coisa , de forma que os que estudaram este assunto de forma superficial ou apenas ouviram seus mestres e teólogos,  repetem tais declarações como uma ladainha. Tal afirmação baseia-se no pressuposto de que o nome “Jeová” é uma tradução das quatros letras hebraicas no qual se usou as vogais de Adonai. Para entender melhor, saiba que o hebraico era escrito de forma abjad ou seja, o idioma era representado somente por consoantes e não vogais.   Os manuscritos hebraicos mais antigos apresentam o Nome de Deus na forma de quatro consoantes, comumente chamadas de Tetragrama (do grego te·tra-, que significa “quatro”, e grám·ma, “letra”). Estas quatro letras (escritas da direita para a esquerda) são יהוה e podem ser transliteradas em português como YHWH (IHVH, ou JHVH). Provavelmente no primeiro século depois de Cristo, surgiu entre os judeus uma idéia supersticiosa, de que era errado até mesmo pronunciar o nome divino (representado pelo Tetragrama). Devido a este costume, a pronúncia original do Nome se perdeu. (Leia o artigo sobre O Nome Jeová na Obra Estudo Perspicaz das Escrituras)

Muitos teólogos Evangélicos e Católicos, entre outros, removem o Nome de Deus e o substitue por palavras a bel prazer, ao traduzirem a Bíblia para o idioma de seus respectivos países. Chegam até mesmo a usar o mesmo argumento usado pelos judeus, de que “não se sabe a pronúncia original do Nome”. Contudo, despercebem um fator interessante. Os judeus não removeram o Nome de Deus de seus exemplares das Escrituras Sagradas. Apenas evitam pronuncia-lo.

Não são as Testemunhas de Jeová que dão enfase ao uso do nome de Deus, conforme dizem alguns de modo enganoso. São as próprias Escrituras Sagradas que enfatizam a importância deste nome.

Êxo. 3:15: “Deus disse . . . a Moisés: ‘Isto é o que deves dizer aos filhos de Israel: “Jeová, o Deus de vossos antepassados, . . . enviou-me a vós. Este é o meu nome por tempo indefinido e este é o meu memorial por geração após geração.’”

Isa. 12:4: “Agradecei a Jeová! Invocai o seu nome. Tornai conhecidas entre os povos as suas ações. Fazei menção de que seu nome deve ser sublimado.” (Clique no texto em letras azuis a fim de LER)

Eze. 38:17, 23: “Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘ . . . E eu hei de magnificar-me, e santificar-me, e dar-me a conhecer aos olhos de muitas nações; e terão de saber que eu sou Jeová.’”

Mal. 3:16: “Os que temiam a Jeová falaram um ao outro, cada um ao seu companheiro, e Jeová prestava atenção e escutava. E começou-se a escrever perante ele um livro de recordação para os que temiam a Jeová e para os que pensavam no seu nome.”

João 17:26: “[Jesus orou a seu Pai:] Eu lhes [seus seguidores] tenho dado a conhecer o teu nome e o hei de dar a conhecer, a fim de que o amor com que me amaste esteja neles e eu em união com eles.”

Atos 15:14: “Simeão tem relatado cabalmente como Deus, pela primeira vez, voltou a sua atenção para as nações, a fim de tirar delas um povo para o seu nome.”

O maior desrespeito que modernos tradutores causam ao Autor divino das Escrituras Sagradas é a eliminação ou o ocultamento deste seu  nome pessoal. Na realidade, seu nome ocorre no texto hebraico 6.828 vezes como יהוה e os mais antigos manuscritos em grego usados pelos apóstolos para escrever o chamado Novo Testamento contém o Nome. (Clique aqui para ver a prova disso!)

Sobre a pronúncia do Nome

Você prefere que seus amigos o chamem de “senhor” ou “senhora” ou prefere que eles usem seu nome pessoal? Mesmo que falem outra língua e não pronunciem seu nome corretamente, ainda prefere que eles o chamem pelo seu nome, não é verdade? O mesmo acontece com Deus. Ele deseja que usemos seu nome pessoal, Jeová.

Após considerar várias pronúncias, o professor alemão Gustav Friedrich Oehler concluiu: “Deste ponto em diante eu uso a palavra Jeová, porque, na verdade, este nome agora se tornou mais comum no nosso vocabulário, e não pode ser suplantado.” — Theologie des Alten Testaments, segunda edição (Stuttgart, 1882), p. 143.

O jesuíta erudito Paul Joüon diz: “Nas nossas traduções, em vez da (hipotética) forma Yahweh, temos usado a forma Jéhovah . . . que é a forma literária convencional usada em francês.” — Grammaire de l’hébreu biblique (Roma, 1923), nota ao pé da p. 49.

Nos tempos bíblicos, o nome Jesus talvez fosse pronunciado Yeshua, ou possivelmente Yehoshua — ninguém sabe ao certo. No entanto, pessoas no mundo inteiro usam diferentes formas do nome Jesus, pronunciando-o do modo costumeiro no seu idioma. Elas não deixam de usar o nome só porque não sabem como ele era pronunciado no primeiro século. De modo similar, se você viajar para outro país, é bem provável que descubra que seu próprio nome soa um tanto diferente em outro idioma. Portanto, não saber ao certo como o nome de Deus era pronunciado na antiguidade não é motivo para não usá-lo. Já imaginou alguém de certa ala da igreja Católica defender a ideia de que o nome da mãe de Jesus era Miriam e que  portanto “não devemos usar a forma Maria” ? É exatamente o que acontece com os que criticam a pronúncia do nome “Jeová” a partir de uma regra fantasiosa que eles mesmos não usam.

O hebraísta Wilhelm Gesenius, no Dicionário Hebraico e Caldeu das Escrituras do Velho Testamento (em alemão), escreveu:

“Os que acham que הוהי [Ye-Ho-Vah] era a pronúncia real [do Nome de Deus] não estão totalmente sem base para defender sua opinião. Assim se podem explicar mais satisfatoriamente as sílabas abreviadas והי [Ye-Ho] e וי [Yo], com que começam muitos nomes próprios.”

O Professor Buchanan diz a respeito do Nome Divino:

“Em nenhum caso se omite a vogal oo ou oh. A palavra era às vezes abreviada como ‘Ya’, mas nunca como ‘Ya-weh’. . . . Quando o Tetragrama era pronunciado com uma só sílaba, era ‘Yah’ ou ‘Yo’. Quando era pronunciado com três sílabas, era ‘Yahowah’ ou ‘Yahoowah’. Se fosse alguma vez abreviado a duas sílabas, teria sido como ‘Yaho’.” - Biblical Archaeology Review.

O NOME DE DEUS – Deve aparecer no Novo Testamento?

About these ads
Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • O Protestante  On 19 de abril de 2013 at 19:21

    De uma forma ou de outra, há ainda uma pergunta na minha mente: Por que, apesar de tantas evidências, os ditos Teólogos e Mestres ainda preferem a forma Yahweh/Javé ao invés de Yehovah/Jeová, e continuam afirmando que Jeová é uma forma híbrida ?

    • queruvim  On 19 de abril de 2013 at 21:14

      O Nome de Deus aparece milhares de vezes na Bíblia. Ele quer que o usemos. Para ter uma idéia disso, somente no cap. 29 de Salmos onde temos 11 versículos, o Nome de Deus aparece 18 vezes! O Nome era usado na conversa diária e nos escritos dos judeus inspirados por Deus. O esquecimento, ocultamento e abandono do Nome de Deus é obviamente um esforço de Satanás. Para conseguir este objtivo, este ser espiritual usa humanos como seus portavozes. Qualquer pretexto ou desculpa poderá ser apresentado a fim de se apagar o Nome de Deus de suas traduções da palavra de Deus ou de suas mentes. Um estudo cuidadoso revelará a intenção de cada um. Observe em Exodo 9:16 que Deus ordenou que Moisés dissesse a Faraó que sua vontade é que seu Nome “seja declarado em toda a terra”.

      • O Protestante  On 22 de abril de 2013 at 12:32

        Obrigado por esclarecer!

  • Vinícius  On 27 de agosto de 2013 at 1:34

    Existem algumas questões a considerar: uma, não foram as testemunhas de Jeová que criaram a grafia “Jeová” para o nome de Deus, esta grafia existia muito anos antes… Segundo, as testemunhas de Jeová, adotaram esta grafia por ser a mais comum na maior parte dos idiomas. Quer uma prova? Já viu alguém chamado Yavé (ou Yahvéh, ou Javé), pode ser que exista, mas eu nunca ví, mas conheci algumas pessoas com o nome Jeová. Não é próprio que se dê a um humano o nome de Deus, mas isso indica que a forma é mais comum em nosso idioma, basta averiguar o que eu digo vendo uma lista telefônica. As traduções mais antigas da Almeida em português também usam o nome de Deus de forma corrente… Mas existe um ponto em questão: as testemunhas de Jeová não são contrarias ao uso da grafia Yavé, Yahvéh ou Javé, se a pessoa quiser utilizá-la, muito bem… a questão é eliminar o nome de Deus da Bíblia, mudando-o para Senhor, talvez até para confundir a mente das pessoas sobre a real identidade de Deus, já que transformar Senhor Deus em Senhor Jesus é muito mais fácil que transformar Jeová ou Yahvéh em Jesus. Neste ponto a tradução católica Bíblia de Jerusalém está de parabéns por verter o nome de Deus por Yahvéh, resta a pergunta, já que esta tradução ( a Bíblia de Jerusalém), que é considerada por muitos a melhor tradução em português da Bíblia, trás corretamente o nome de Deus, porque outras não o fazem? E por que as igrejas católicas também não fazem, ou não estimulam seus rebanhos a usarem o nome de Deus nesta grafia?

  • Guillherme de Castro.  On 20 de fevereiro de 2014 at 11:18

    Jeová é forma híbrida, transliterada. Basta ouvir a pronuncia correta de um judeu.
    O problema da sociedade torre de vigia é querer ser dona do verdadeiro nome de Yahuu e viver confusa quanto a isso. Notem, que Jesus também é transliterado: O correto é Yeshua.
    O eterno ordenou que não se comesse sangue de Animais, no entanto quantos já morreram por falta de transfusão por uma ordem de homens,[COMENTÁRIO MODERADO POR ESPALHAR FALSIDADES] Até o messias yeshua deu seu sangue pelo mundo. E como está escrito nos pergaminhos hebraicos, abaixo de céu não existe outro nome pelo qual devamos ser salvos. Se a “poderosa” torre não sabe sobre vida, vai saber sobre nome? E tem gente capaz de seguir essa seita diabólica, que na verdade deveria se chamar testemunhas de Caifaz. Proíbem adoração a Yeshua. Não sei quem é pior: TJ ou evangélico. Se existisse inferno, a porta já estaria aberta pra esse tipo de seitas e teólogos de quinta categoria como é o casa da Sociedade torre de vigia e evangélicos. Lembrem-se: Vocês são Gentios e não donos da verdade. Exista a fonte para se aprender e a fonte é o judaísmo pois a SALVAÇÃO vem dos Judeus.

    • Queruvim  On 20 de fevereiro de 2014 at 17:10

      Guillherme de Castro,

      Antes de responder suas palavras, fiquei curioso com uma coisa, tu te referes a nós como “gentios” e fala bastante favoravelmente aos judeus. Eu também aprecio a cultura judaica. E tenho muito respeito por eles. Decidi remover seu post devido a falta de respeito de sua parte.Mas depois de reavaliar, o postei novamente mas editado, na parte que mente a nosso respeito. Mas fiquei curioso. Seu nome não é nome de judeu, presumo que sejas convertido ao judaísmo é isso? Se não for convertido ao judaísmo e nem nascido em Israel então deve trabalhar em programas de humor ou circo.

      Seu comentário foi moderado pq sua acusação é enganosa e falaciosa. Veja o pq abaixo.

      Guillherme, quando eu tinha 14 anos(hj tenho mais de 40) eu estudava dia e noite A BÍBLIA SAGRADA (e não as declarações de homens ou organizações humanas) a fim de entender a verdade sobre Deus e tudo o que eu concluí foi objeto de estudo pessoal. Constatei que visto que os apóstolos ao escreverem o N.T não preservaram a pronúncia dos nomes exatamente como eram em hebraico, mas usaram seus equivalentes em grego, ficou claro que não há necessidade de discordar deles ou estabelecer costumes diferentes. Eu em meu estudo pessoal, descobri que quando Mateus, Marcos, Lucas e João escreveram seus Evangelhos usaram o nome Jesus em sua forma grega e não há relato algum de que insistiram na pronúncia hebraica, uma vez que eles eram judeus e escolhidos por Cristo para serem seus apóstolos.

      Quanto ao nome Jeová, será que os eruditos mencionados neste artigo acima eram Testemunhas de Jeová e seguidores da “Torre de Vigia”? Ou usavam eles sua capacidade de raciocínio assim como eu uso desde que tinha a tenra idade? Veja o que disseram:

      O hebraísta Wilhelm Gesenius, no Dicionário Hebraico e Caldeu das Escrituras do Velho Testamento (em alemão), escreveu:

      “Os que acham que הוהי [Ye-Ho-Vah] era a pronúncia real [do Nome de Deus] não estão totalmente sem base para defender sua opinião. Assim se podem explicar mais satisfatoriamente as sílabas abreviadas והי [Ye-Ho] e וי [Yo], com que começam muitos nomes próprios.”
      O Professor Buchanan diz a respeito do Nome Divino:

      “Em nenhum caso se omite a vogal oo ou oh. A palavra era às vezes abreviada como ‘Ya’, mas nunca como ‘Ya-weh’. . . . Quando o Tetragrama era pronunciado com uma só sílaba, era ‘Yah’ ou ‘Yo’. Quando era pronunciado com três sílabas, era ‘Yahowah’ ou ‘Yahoowah’. Se fosse alguma vez abreviado a duas sílabas, teria sido como ‘Yaho’.” – Biblical Archaeology Review.

      Estas são pessoas que possuem erudição de altíssimo nível e são muito respeitados não tendo vínculo algum com “torre de Vigia”. Quanto ao sangue, não há relato algum de que alguém tenha bebido o sangue de Cristo literalmente. Seu sangue foi derramado no pó. O sangue de Cristo é o único que pode realmente dar a vida. Quanto a pessoas morrerem por recusa de transfusões de sangue. O estado tem a obrigação de fornecer alternativas às transfusões de sangue. Até porque quem procura tratamento sem sangue são as pessoas mais bem informadas. Não raro, se uma Testemunha de Jeová vem a falecer por sua recusa de aceitar hemoterapia, isto se deve a falta de tratamento adequado da parte da equipe médica. Se as TJ deixassem alguém morrer, como dizem muitos desinformados, elas sequer sairiam de casa a procura do hospital.Seu coment foi moderado, pq a decisão de abster-se de sangue é algo pessoal baseado na decisão INDIVIDUAL E ESPONTÂNEA de cada pessoa. Não é imposta a ninguém. Afinal, quando alguém decide ser uma TJ estudou por meses a fio e antes de batizar, passa por uma bateria de perguntas feitas pelos Anciãos onde a pessoa deixa claro que entendeu e de libre e espontânea vontade aceita o que aprendeu como sendo a verdade. Quanto a possibilidade de morte na hora de recusa de tratamento hemoterápico, na verdade o estado tem a OBRIGAÇÃO de fornecer alternativas à hemoterapia. Como sabemos há uma fase em que o HIV não pode ser detectado no sangue, fase esta chamada de “Janela Imunológica”. Se o sangue salvasse tanto assim como supondes então este não seria perigo. Mas os fatos são outros. O sangue além de suprimir a defesa da pessoa, tem contaminado milhares com diversas patologias, além de seu uso ser uma violação do claro mandamento apostólico de “abster-nos de sangue” Atos 15:29.(Clique aqui para considerar este texto) Aqueles que procuram violar sua consciência e amarelam na hora da prova, seguindo os mandamentos de Deus apenas até onde este não lhe oferece risco algum demonstram ser fracos e seguidores de uma fé que não resiste a prova sob pressão. Aqueles que procuram salvar a sua alma ou vida , por violar mandamentos de Deus, perde-la-a.

      Transfusões de sangue- Salva vidas ou mata pessoas?

    • Jeosadá  On 20 de fevereiro de 2014 at 18:57

      “a salvação se origina dos judeus”

      Agora continue lendo o proximo versiculo:

      João 4:23:
      “Não obstante, vem a hora, e agora é, quando os verdadeiros adoradores adorarão o Pai com espírito e verdade, pois, deveras, o Pai está procurando a tais para o adorarem.” (Se Deus agisse com favoritismo para com o ‘Judeu’, não haveria necessidade de Deus procurar ‘verdadeiros adoradores’. Dizer o texto (João 4:22) que “a salvação se origina dos judeus” não significa que ‘a salvação É dos judeus’ ou ‘a salvação PERTENCE aos judeus’.

      Agora analise os três textos abaixo, e veja se Deus age com parcialidade e favoritismo para com aqueles considerados ‘judeus’.

      2 Cronicas 16:9
      “Pois, quanto a Jeová, seus olhos percorrem toda a terra, para mostrar a sua força a favor daqueles cujo coração é pleno para com ele.”

      Atos 10:34-36:
      “?Em vista disso, Pedro abriu a boca e disse: “Certamente percebo que Deus não é parcial, ?mas, em cada nação, o homem que o teme e que faz a justiça lhe é aceitável. ?Ele enviou a palavra aos filhos de Israel, para declarar-lhes as boas novas de paz por intermédio de Jesus Cristo: Este é Senhor de todos [os demais].”

      Romanos 9:30:
      “Que diremos, então? Que pessoas das nações, embora não se empenhassem pela justiça, alcançaram a justiça, a justiça que resulta da fé; ?mas Israel, embora se empenhasse por uma lei da justiça, não alcançou a lei. Por que razão? Porque se empenhou por ela, não pela fé, mas como por obras.”

      “quantos já morreram por falta de transfusão por uma ordem de homens, da sociedade torre de vigia”

      E quantos já contraíram AIDS e morreram por causa de transfusões que se julgam serem 100% seguras?
      O próprio Papa João Paulo II, quando ele sofreu um atentado a tiros, e recebeu transfusão de sangue, foi vitima duma transfusão contaminada com Citomegalovirus. (Apesar de toda ‘segurança’ e ‘analises’ que as bolsas de sangue são submetidas.

      Traduz pra mim o significado do termo ABSTER por favor.

      Dai, quando você vai lá em Atos 15:20,29 que você vai ter uma surpresa.

      Ei, Guilherme, sabia que o Exercito Americano resolveu seguir a Bíblia também?

      É verdade. Eles resolveram tentar evitar transfusões de sangue e se utilizar dos mesmos tratamentos que as Testemunhas de Jeová utilizam.
      (Será que a Sociedade Torre de Vigia controla até o Exercito Americano??? Será que o doido sou eu?)

      Dá uma olhadinha no Link abaixo:


      (O exercito dos E.U.A. quer tratamento sem sangue para os seus militares e está disposto a pagar milhões de dólares para o fazer. Será o futuro das cirurgias? Tratamento sem sangue?)

      Não se pode provar que um paciente morrerá por se recusar a tomar sangue, nem que viveria, por tê-lo tomado. Alguns pacientes morrem apesar de terem recebido uma transfusão de sangue, ou mesmo por causa dela. Outros sobrevivem, apesar de não terem tomado uma, ou por se absterem dela. É verdade que, em Atos 15:29, ordena-se que os cristãos se abstenham de coisas estranguladas, o que subentende um animal morto com seu sangue nele. Mas, daí, o texto ordena que nos abstenhamos de sangue, sem qualquer restrição. E, em Levítico 17:10, a ordem é contra ingerir-se “qualquer espécie de sangue”. A ingestão de sangue não se torna mais aceitável por ser humano o doador, em vez de um animal, nem porque o doador continua vivo, em vez de morrer

      Agora me diz, você só veio aqui fazer desabafo parcial ou é sincero o suficiente pra examinar evidencias cientificas e bíblicas?

      AGUARDO RESPOSTAS BASEADAS EM PROVAS, NÃO UM DESABAFO TENDENCIOSO SENSACIONALISTA E DISFÊMICO! (improvável…)

  • Alexei  On 20 de fevereiro de 2014 at 17:24

    O próprio Yeshua disse: “… nós ADORAMOS o que conhecemos, porque a salvação se origina dos judeus”.
    Certo, conforme nosso exemplo, o Cristo, nós oramos, nos curvamos, louvamos, fazemos súplicas e tambem adoramos o que conhecemos. Mas, repetindo as palavras de nosso Mestre: “adorais o que não conheceis” três deuses que são um…
    O resultado de uma confusão gigantesca vou ilustrar abaixo:

    Vou contar o caso do Maicon.
    Vou confessar para vocês que eu sou um tanto intransigente. Maicon é um menino humilde. Seus pais nunca tiveram muitos recursos (e muita instrução também). Quando conheci o Maicon, fiquei logo indignado. Oh, quanta ignorância!!! Como foram colocar um nome desses no menino.
    Vejam só, se quisessem colocar um nome realmente digno no coitado, DEVERIAM colocar da maneira correta, Michael!!! Tá certo, eu sei, ele ia ter um pouco de dificuldades na vida. Algumas vezes alguns iriam rir dele, “olha o Micha”, outras tantas vezes iria ter problemas com sua documentação… Mas, isso não importa. Até porque o certo para mim que sou brasileiro, deveriam colocar a acentuação no “a” aí ficaria Máicon. Tudo bem, são um bando de ignorantes mesmos esses brasileiros. Povinho sem instrução, amaldiçoados. Eu mesmo preferiria Miguel, mais vistoso, preponderante, e denotaria toda a minha sabedoria pois sou pessoa de “família”. Tenho meus dotes. Eu até mesmo deixei de me dirigir ao próprio Maicon (argh, me dá uma coisa pronunciar esse nome), prefiro me afastar dele por conta dessa aberração aliterada por essa classe de desqualificados. Fui grandemente favorecido em minha vida. Vivo bem, meu pai é pastor. Temos uma vida confortável. Sei que meu pai não é o mais santo de todos, tem seus deslizes, mas pelo menos tenho tudo o que preciso. Ah, e quanto ai Maicon? Encontro sempre ele lá nos cultos da igreja (pelo menos no cantinho com aquela roupa furada e de havainas nos pés). Tadinho, nem tem roupas decentes para vir à igreja!!! Ainda bem que não tive a mesma sorte que ele. Obrigado Senhor!!! Oh glória!!! Se ele pelo menos fosse mais “abençoado” poderíamos nos associar mais. Talvez até convidá-lo para minha humilde casa.
    Bem pelo menos ele não é uma Testemunha de Jeová! Pois se ele fosse, aí sim, eu o desprezaria na hora!!!!! Mas como não é, eu o continuo amando pois é meu irmão na fé! E como verdadeiro cristão vou continuar amando-o até o fim.

    Entenda quem tiver sabedoria para isto!

    • Queruvim  On 20 de fevereiro de 2014 at 17:37

      Entendo sua redação dissertativa conotativa. A aversão sem fundamento pelo nome de alguém, o sentimento de superioridade e o preconceito de raça ou religião são um dos frutos dos que defendem um Deus de três cabeças.

  • Abadon  On 27 de março de 2014 at 7:45

    Queruvim,
    Eu não sabia que existiam criptografias na Bíblia, esse método “athbash” presente em Jeremias 25:26, 51:1, 41 não poderia ter alguma pequena relação com o ocultamento do nome divino????

    wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200271482

    • Queruvim  On 27 de março de 2014 at 20:53

      Realmente não parei para avaliar este assunto no que concerne ao uso do Nome. É um assunto bom para pesquisa!

NÃO ESTAMOS ACEITANDO NENHUM COMENTÁRIO POR ENQUANTO. Talvez alguém pergunte, por que? Veja um dos motivos neste comentário significativo feito por um leitor desta página: "é engraçado que sempre que entra aqui no blog um trinitariano tentando dar algum argumento, a resposta geralmente é uma repetição daquilo que já foi refutado INÚMERAS vezes aqui…..mas o cidadão acabou de entrar e não leu todos os posts, então faz a mesma postagem…..ele é respondido com a verdade bíblica, e depois de alguns post some…..depois de uma semana aparece outro com o mesmo argumento e o ciclo se recomeça….eu cansei, é sério… Vejo os irmãos e eu aqui respondendo com uma magistral destreza, preocupados em usar palavras de fácil entendimento, com o máximo de textos bíblicos, com o máximo de lógica, porém com argumentação simples, e o que vemos é sempre mais e mais respostas de trinitarianos, respostas estas ilógicas, não bíblicas e repetidas vez após vez…. eu parei de responder aqui perguntas bíblicas sobre trindade, inferno, morte etc….quem pergunta, geralmente, geralmente, não é sincero em querer aprender, mas tem como objetivo apenas defender seu ponto de vista e pronto, esquece o que os outros pensam…..não se dão ao mínimo o trabalho de ler o que nós postamos….e damos tudo “mastigadinho” pra eles…rsrs…. é sério…cansei…..me darei a ter esse trabalho somente com meus estudantes e na pregação de casa em casa…..pelo menos estou vendo a pessoa e posso analisar mais ou menos se é sincera ou não…aqui pela net é impossível isso……no máximo passarei os links que já contêm as respostas…. tempo é precioso, ainda mais nos nossos dias…….sei que cada irmão aqui tj é responsável e tem muitíssimas obrigações seculares e espirituais…..não podemos perder tempo respondendo a quem não quer saber de nada….nosso tempo é pros sinceros…..eu acho até bom quando o queruvim faz o filtro e não posta certos comentários….. perdão aí pelo desabafo, mas é porque eu realmente cansei de ver os irmão aí se matando pra responder umas “eudilenes, botafogos, joãos” da vida e essas pessoas não se dão ao mínimo de pelo menos pensarem um pouco…..temos que fazer nossa parte para com essas pessoas, então já que foi feita, que elas agora tomem uma decisão em que irão acreditar e depois prestem contas a Jeová por isso…é engraçado que sempre que entra aqui no blog um trinitariano tentando dar algum argumento, a resposta geralmente é uma repetição daquilo que já foi refutado INÚMERAS vezes aqui…..mas o cidadão acabou de entrar e não leu todos os posts, então faz a mesma postagem…..ele é respondido com a verdade bíblica, e depois de alguns post some…..depois de uma semana aparece outro com o mesmo argumento e o ciclo se recomeça….eu cansei, é sério… Vejo os irmãos e eu aqui respondendo com uma magistral destreza, preocupados em usar palavras de fácil entendimento, com o máximo de textos bíblicos, com o máximo de lógica, porém com argumentação simples, e o que vemos é sempre mais e mais respostas de trinitarianos, respostas estas ilógicas, não bíblicas e repetidas vez após vez…. eu parei de responder aqui perguntas bíblicas sobre trindade, inferno, morte etc….quem pergunta, geralmente, geralmente, não é sincero em querer aprender, mas tem como objetivo apenas defender seu ponto de vista e pronto, esquece o que os outros pensam…..não se dão ao mínimo o trabalho de ler o que nós postamos….e damos tudo “mastigadinho” pra eles…rsrs…. é sério…cansei…..me darei a ter esse trabalho somente com meus estudantes e na pregação de casa em casa…..pelo menos estou vendo a pessoa e posso analisar mais ou menos se é sincera ou não…aqui pela net é impossível isso……no máximo passarei os links que já contêm as respostas…. tempo é precioso, ainda mais nos nossos dias…….sei que cada irmão aqui tj é responsável e tem muitíssimas obrigações seculares e espirituais…..não podemos perder tempo respondendo a quem não quer saber de nada….nosso tempo é pros sinceros…..eu acho até bom quando o queruvim faz o filtro e não posta certos comentários….. perdão aí pelo desabafo, mas é porque eu realmente cansei de ver os irmão aí se matando pra responder umas “eudilenes, botafogos, joãos” da vida e essas pessoas não se dão ao mínimo de pelo menos pensarem um pouco…..temos que fazer nossa parte para com essas pessoas, então já que foi feita, que elas agora tomem uma decisão em que irão acreditar e depois prestem contas a Jeová por isso….===========================Logo em seguida recebemos este comentário de outro servo de JEOVÁ: "Queridos irmãos (Queruvin e demais). Sinceramente aprecio muito o site. As questões abordadas aqui são de grande importância a aqueles que adoram a Jeová em “espírito e em verdade”. Mas gostaria que lessem o artigo “O povo de Jeová‘ renuncia à injustica’” na Sentinela de julho de 2014, parágrafos 9-10, que está disponível no site jw.org. E gostaria que respondessem: Será que o site precisaria de uma mudança de enfoque? Saliento novamente que aprecio muito os criadores da página, principalmente você Queruvin pelo seu amplo conhecimento da verdade, que é notório! Obrigado pelo espaço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 183 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: