É o nome Jeová uma “junção da palavra Adonai sobreposta ao tetragrama” ?

Pap_Greek_IEWA

pap_greek_iewa.pdf

Comentários

  • VAGNER OLIVEIRA  On 12 jun 2016 at 20:36

    AGORA É QUE EMBARALHOU TUDO!! UMA COISA QUE EU NÃO CONSIGO ENTENDER É POR QUAL MOTIVO O NOME DO DEUS TODO-PODEROSO APARECE COMO ‘IAO’ NO MANUSCRITO GREGO ACHADO ENTRE OS PERGAMINHOS DO MAR MORTO, E AQUI APARECE ‘IEOA’ .
    SENDO ESTE DOCUMENTO DOS ANOS 200, PORTANTO BEM PRÓXIMO DOS APÓSTOLOS, FICA FÁCIL CONCLUIR QUE A PRONÚNCIA ORIGINAL SERIA COM ESTAS VOGAIS, ‘EOA, FORMANDO ‘YeRRoÁ, OS DOIS ‘RR’s REPRESENTANDO O SOM “RASPADO” DO “HÊ” NO MEIO DA PALAVRA.
    MAS AÍ VEM O ACHADO DOS ESSÊNIOS, ONDE ELES TRANSLITERARAM O NOME COMO ‘IAO’. SOME-SE A ISSO O USO DO NOME DE DEUS COMO PARTE DE NOMES DE PESSOAS:
    QUANDO ELE APARECE NO COMEÇO DO NOME, É ‘IEO’ OU ENTÃO ‘IO’.
    QUANDO O NOME DE DEUS APARECE NO FIM DO NOME DE ALGUÉM ELE FICA ‘IAU’, OU ‘IÁRRU’.
    ALGUÉM AQUI SABERIA DIZER O MOTIVO DE HAVER DUAS VERSÕES DO NOME ?
    SEM DIZER DA FORMA MUNDIALMENTE CONHECIDA ‘IÁ’, QUE FORMA A EXPRESSÃO “ALELU IÁ”. E PRA MIM ISTO É MAIS UM MISTÉRIO:
    POR QUE OS JUDEUS LEEM ‘IÁ’ QUANDO O NOME APARECE ASSIM, ENCURTADO ?
    E POR QUE ELES NÃO PRONUNCIAM O NOME QUANDO ELE APARECE COMPLETO, COM AS 4 LETRAS ? OU MELHOR, POR QUE OS MASSORETAS PRESERVARAM AS VOGAIS DO NOME COM DUAS LETRAS, ‘IÁ’, E TENTARAM APAGAR A PRONÚNCIA DO NOME COM 4 LETRAS, QUE COMOM DISSE FLÁVIUS JOSEFO, ERA CONSTITUÍDO POR 4 “VOGAIS”, E NESTE TEXTO DO SÉCULO 3º PODEMOS VER QUE ESTAS VOGAIS ERAM ‘IEOA’ ?
    SÃO MUITOS OS MISTÉRIOS EM VOLTA DA PRONÚNCIA DA TETRAGRAMA!
    PRA MIM, PARECE QUE DEUS PERMITIU QUE ESSA SITUAÇÃO ACONTECESSE PARA MOSTRAR QUE A PRONÚNCIA EXATA NÃO É NECESSÁRIA. O QUE IMPORTA É USAR O NOME NA VERSÃO QUE MAIS AGRADAR A PESSOA, IMPORTANDO QUE SEJA IDENTIFICADO O DEUS TODO-PODEROSO COM O NOME PESSOAL DELE. E NÃO COM UMA PALAVRA GENÉRICA ‘DEUS’ OU ‘SENHOR’.

    Curtir

    • Queruvim  On 13 jun 2016 at 15:52

      Vagner, desde o tempo de Alexandre o Grande (Ἀλέξανδρος ὁ Μέγας) e suas conquistas em 334 A.E.C, o grego se espalhou e se tornou por fim, no tempo da Roma antiga(27 A.E.C) um idioma internacional do comércio e das correspondências diplomáticas do mundo antigo. Influenciado por várias culturas e povos, este idioma se apresentou com diferentes “sotaques” e pronúncias em diferentes locais. O mesmo acontece hoje com o Inglês falado no caribe, Estados Unidos e Reino Unido. Não é difícil de entender porquê temos diferentes pronúncias para o mesmo nome no inglês moderno. O mesmo fenômeno ocorreu com o Nome de Deus. Os massoretas não tentaram “apagar a pronúncia do Nome”, afinal a forma empregada majoritariamente no texto massorético é Iehwáh.

      Curtir

Trackbacks

COMENTÁRIOS sob moderação aberto temporariamente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s